As 10 maiores partidas na História do Wrestling

Boas minha gente boa. Pois é, este vosso amigo que tem demasiado tempo vago durante o dia, andou a pesquisar em muitos fóruns, sites, blogs e muitas outras coisas sobre o que vos trago hoje e o que vos trago hoje é nem mais nem menos, as melhores partidas entre wrestlers durante a sua carreira. No ramo, estas “brincadeiras” chamam-se “Ribs” e têm como objectivo, bem, o divertimento de quem as faz e de quem vê e a raiva de quem as sofre. Reuni as 10 melhores e traduzi-as com o meu toque pessoal á tradução! Ai estão elas:

boyandkid

1- O saudoso Davey Boy Smith, como todos sabemos, era um homem gigantesco em termos de músculos. E todos sabemos como é que ele conseguiu ter um corpo assim. E a coisa era ainda mais acentuada porque o seu parceiro, o mítico Dynamite Kid, era igualmente fã dos produtos ilegais e outras drogas, ou seja, a conjuntura esta montada. Ora, Dynamite Kid tinha mais experiência no manuseamento dos adereços e um dia, Davey pediu-lhe que fosse ele a injectar-lhe o produto. Kid assim o fez. Reza lenda que sempre que Kid o injectava, Davey treinava como um animal, era uma besta feroz no ginásio e no ringue. E isto aconteceu durante várias semanas.

Até que durante alguns dias, sempre que Davey entrava no balneário, os lutadores faziam sons de vacas, ou seja, mugiam. O homem entrava e levava logo muitos “muuus”. Um dia Davey fartou-se e perguntou a Kid porque raio o pessoal fazia aquilo, ao que Dynamite respondeu que era apenas brincadeira, que era só o pessoal a meter-se como ele….Mas aquilo continuou, até que um dos lutadores do balneário contou tudo á mulher de Davey, que transmitiu a informação a ele. Davey passou-se completamente, porque durante todo o tempo em que Kid o injectou, estava a injectar….leite! Sim, leite, normal, banal. A partir daqui, Davey injectava-se sempre sozinho, até porque de certeza que o leite estava a ficar caro a Kid!

mrperfect

2 – Ora bem, segundo os relatos, haviam dois lutadores que eram os maiores pregadores de partidas da WWF: Curt Hennig e Owen Hart. Durante uma viajem de avião, Curt sentou-se ao lado do gigantesco Yokozuna e enquanto conversavam, Curt decidiu sacar de um chocolate suíço  daqueles grandes, que dão para duas pessoas. Curt partiu-o ao meio e deu metade a Yokozuna, que podíamos ver pelo seu peso, aceitou de bom grado o doce e em menos de nada, estava a metade comida. Pois é, durante o voo, Yokozuna começou a sentir uma “leve” vontade de ir á casa de banho para evacuar….E em menos de nada, a vontade “leve” transformou-se em vontade desesperante. Mas havia um pequeníssimo problema: As casas de banho do avião não tinham espaço suficiente para que Yokozuna pudesse “arrear o calhau”. Mas perguntam vocês, porque raio uma metade de chocolate levaria a uma vontade tão grande de esvaziar o depósito? Ás vezes acontece, mas uma vontade assim tão grande? Pois, mas o Curt Hennig “esqueceu-se” de dizer a Yokozuna que o chocolate tinha laxante, que por sinal era bastante potente e que só por acaso tinha sido Curt a colocá-lo lá!

Ora, o homem estava mais aflito do que um peixe fora de água, tinha de fazer alguma coisa. Até que as hospedeiras decidiram levar Yokozuna para a parte de trás do avião, onde tinha um espaço vago entre as cabines das hospedeiras e a sala da bagagem, colocaram jornais e lenços no chão e….cá vai disto. Meio quilo de bosta depois, estava o assunto resolvido. E reza a lenda que por serem tão amáveis  as hospedeiras receberam uma bela gorjeta, depois de terem limpo a “situação”.

3- Muitas vezes vemos lutadores a saírem debaixo do ringue durante combates para interferirem nos mesmos. E se não sabem ficam a saber, normalmente, esses lutadores iam para debaixo ringue antes do show começar e ficavam lá até fazerem a sua parte. Ora, num evento, Ultimate Warrior tinha de fazer esse trabalho. Problema: Era no Main-Event, ou seja, Warrior tinha de estar quase 3 horas debaixo do ringue á espera para interferir. Tudo bem disse Warrior, eu vou para lá. Estava resolvido. Mas segundo relatos, nessa altura, Warrior era muito mal amado no balneário  Mal amado? Não, odiado mesmo. E derivado a isso, toda a gente decidiu que Warrior devia sofrer um bocado e foi isso que aconteceu. Antes do show começar e antes de Warrior ir para debaixo do ringue, Curt Hennig decidiu que debaixo do ringue era um bom sitio para “aliviar a tripa”. Lá foi ele e pumba, um monte de bosta ficou lá debaixo.

Poucos minutos antes do show começar, Warrior foi para debaixo do ringue e deparou-se com um cheiro algo esquisito….E como existia uma luz debaixo do ringue, Warrior decidiu procurar a origem do cheiro e deu com ela, ó se deu. Teve de passar quase 3 horas com uma bela “prenda” ao seu lado, até entrar para cumprir o seu papel e nunca soube quem tinha sido.

owen

4- Tal como já disse, Owen Hart era um brincalhão do pior. Durante a sua estadia na WWF, Owen estava em feud com Edge e Christian, fazendo equipa com Jeff Jarrett e durante os combates nos house-shows, havia um spot em que Owen sacava de um objecto, atingia a cabeça de Edge com ele e depois escondia-o na roupa. Isto repetiu-se durante alguns shows, até que decidiram mudar o booking e Owen ia ser apanhado pelo árbitro com o objecto e ser obrigado a mostrá-lo. Segundo a história contada por Edge, Owen atingia-o tão rapidamente, que ele nem via qual era o objecto, mas como planeado e como bom profissional que era, Edge vendia o golpe como se tivesse levado com um tijolo na cabeça. Chegaram ao show e tudo estava planeado!

Owen saca do objecto, atinge Edge e guarda-o, mas ao contrário das outras vezes e como estava planeado, o árbitro viu e obrigou Owen a mostra-lo. Ora, Owen dizia que não mostrava, o árbitro insistia e Owen resistia, até que não teve hipóteses  Owen sacou do objecto dentro da roupa e mostrou-o ao árbitro. Uma soqueira? Uma pedra? Uma placa de metal? Não, era um….guardanapo de papel. Sim, um guardanapo. Imaginem bem!

harleyrace

5 – Falando em Owen, Harley Race não era um grande fã deste, muito por culpa de uma partida que Owen lhe pregou. Sempre que a WWF ia á cidade em que Harley vivia (Kansas), a maioria dos lutadores iam a casa de Harley para fazerem um churrasco, comerem bem e relaxarem um pouco. Ora, durante um destes festivais de comida, Owen decidiu que era uma boa ideia apimentar um pouco o molho do churrasco, que os Americanos usam muito. Ora, nada de grave, até porque muitos lutadores tinham a fama de gostarem de comida picante… Mas não de comida a arder. O pessoal comeu, menos Owen e a água da piscina de Harley não foi suficiente para apagar o fogo que ia nas bocas de quem comeu a carne temperada pelo Chef Owen. Aquilo passou e a comida que não estava “contaminada”, deu para o gasto e toda a gente comeu. Acabou ali…Ou então não!

Durante o show na cidade, Harley Race decidiu aparecer e foi cumprimentar o pessoal, até que chegou a vez de Owen. Harley estendeu-lhe a mão e Owen, amigo que era de toda a gente, aceitou de bom grado. Harley olhou para Owen bem fundo nos olhos e durante o segundo que durou o aperto de mão, Harley usou um taser no pescoço de Owen e deixou inconsciente. Cá se fazem, cá se pagam…

markhenry

6 – That’s what I do, said Mark Henry. Mas muitos antes antes de Henry andar a grunhir estas palavras hoje em dia, Henry teve uma época em que era muito mal amado no balneário da WWF por ser muito mal disposto, mas a coisa piorou quando Henry partiu uma perna e tinha de andar de muletas. Henry andava pior do que estragado, porque além da lesão, o pessoal aproveitava quando Henry ia á casa de banho para lhe roubar as muletas e escondê-las num sitio qualquer da arena. Até que um dia Mark decidiu que a coisa já era demais, entrou no balneário e falou alto e bom som: “O próximo que mexer na merda das minhas muletas parto-lhe os braços!”. Erro número 1, Nunca ameaçar um balneário, Erro número 2, deixar uma sanduíche dentro desse mesmo balneário.

Foi o que Henry fez. Tinha uma daquelas grandes sanduíche  com baguetes francesas e deixou-a no balneário, ainda embrulhada e foi á casa de banho, para depois comer a sanduíche. Mas um senhor inocente chamado X-PAC decidiu que aquela sanduíche estava incompleta, faltava-lhe tempero…E decidiu “evacuar” na sanduíche  Sim, em calão, “cagou” na sanduíche  Era a vingança do balneário, mas foi feita com o propósito de Henry vir, desembrulhar a sanduíche  ver o “molho” e ficar chateado. Mas ninguém estava á espera que Henry desembrulha-se a sanduíche e começasse logo a comer…Ou seja, passado 1 minuto, Henry estava a vomitar na casa de banho e a vingança piorou. Henry voltou, roubaram-lhe as muletas e ainda o enganaram quando Owen lhe disse que Vince McMahon estava á sua espera no outro lado da arena e lá foi ele, nem sequer sabendo que Vince estava no outro lado…..do mundo, na China, numa conferência de divulgação da empresa. Pobre Henry…

7 – Para quem não conhece, existia no balneário da SmackDown uma coisinha chamada “Tribunal”, que era liderada por Undertaker e que tinha como “enforcers” JBL e Ron Simmons. Este “tribunal” servia para resolver problemas de balneário, conflitos, dar as boas vindas aos novos talentos….e pregar partidas, tal como na Universidade, ou seja, uma espécie de praxe. Ora, os irmãos Hardy foram, apesar de serem já “veteranos” na empresa, chamados ao tribunal para serem bem aceites no balneário e a partida era muito simples. Na altura, havia um lutador, que não foi especificado, que se achava o maior e isto chegou aos ouvidos de Undertaker, que chamou os irmãos Hardy e disse-lhes que para serem aceites, tinham de ir ao carro do lutador com umas chaves velhas, metê-las nas portas da frente e parti-las para que ele não conseguisse abrir o carro. Ora, antes de o fazerem, JBL avisou os Hardys que não fizessem o mesmo na mala do carro, porque era uma espécie de carrinha e ele queria ver o gajo rastejar pela mala para conseguir entrar no carro. Assim foi. Ninguém sabe o que aconteceu ao certo quando o homem chegou ao carro, mas segundo o tio do pai do irmão do sobrinho do sogro do genro do irmão do lutador, este reagiu muito mal e pouco tempo depois foi despedido. Já vai das sortes…

hartfamily

8 – Usando a expressão “Nem ao pai perdoa”, Owen Hart seguia esta expressão á risca, porque nem Stu Hart escapou ás partidas do filho. Durante a estadia para uma Wrestlemania qualquer, Stu foi convidado para estar no backstage e ficou num hotel, com o filho Bret. Durante uma manhã, Stu acordou e ainda estava em pijama, quando ligaram para o quarto dele da recepção, a dizerem que estava ao telefone um antigo lutador que era amigo de Stu e que queria matar saudades. E lá começaram eles a falar….Mas segundo Bret, passado poucos minutos, Stu estava a andar de trás para a frente, aos gritos ao telefone, porque segundo depois lhe contou Stu, o tal antigo lutador estava a dizer a Stu que ele tinha sido sempre um fraco, um perdedor e que não tinha coragem de o enfrentar, que tinha medo dele.

Os minutos passavam e Stu ficava cada vez mais nervoso, dizendo ao homem que se ele quisesse, conseguia acabar com ele mesmo com a idade que tinha e que não tinha medo dele. Enquanto Stu falava, começou a ouvir-se umas gargalhadas no telefone e fez-se um momento de silêncio. Stu colocou a mão na testa e desligou o telefone. Bret perguntou-lhe preocupado o que se tinha passado. Stu olhou para ele e simplesmente disse: “Aquele maldito Owen apanhou-me bem!”.

daivari

9 – Lembram-se do Daivari? Aqui há uns anos, enquanto ainda estava na WWE, recebeu uma chamada de um amigo que era lutador Indy, para comprar um bilhete de avião para o outro lado do país, porque tinha sido convidado para ir ao aniversário do seu amigo Billy Gunn. Mas Daivari estava num show e teve de ir pedir ao Vince dispensa para ir ao aniversário. Vince, apesar de achar estranho, acedeu, até porque Daivari não era assim tão usado nos shows. Então o homem lá foi comprar o bilhete de avião e meteu-se no aparelho para ir á festa de aniversário. Ora, durante o voo, uma das hospedeiras avisou que tinha um papel para entregar ao lutador Daivari. No papel dizia algo como “Tens de passar pela loja tal quando chegares para levantares o bolo de aniversário”. Daivari quando chegou lá foi buscar o bolo e seguiu para casa de Billy Gunn.

Daivari chega a casa de Billy e faz uma festa desgraçada. Billy fica a olhar para ele e Daivari pergunta-lhe se a festa é no jardim ou dentro de casa para deixar o bolo. Billy começa a rir-se como um maluco e Daivari fica sem perceber nada. Billy leva-o para dentro de casa e explica-lhe que não fazia anos naquele dia mas sim, 6 meses antes e que aquela era uma casa de férias onde estava a descansar com a família  Pior de tudo foi quando Daivari ligou para o amigo que lhe tinha pregado a partida e este lhe disse para olhar para o bolo. Daivari assim o fez e no bolo dizia “Feliz Aniversário Bill! 65 anos”!

beachwwf

10 – Steve Austin, William Regal e Mick Foley costumavam viajar juntos. Um dia quando viajavam pela Flórida, resolveram ir para uma praia que Austin conhecia e que pouca gente frequentava para estarem mais á vontade. Lá foram eles, mas quando chegaram á praia, não estava lá ninguém. Ainda era cedo, era de manhã, mas mesmo assim parecia ser uma praia sossegada, perfeita para lutadores que não querem ser chateados pelos fãs. Instalaram-se e passado algumas horas, começou a chegar mais gente, mas nada de especial. Pouco depois, Regal começou a dizer que tinha de ir á casa de banho, mas não sabia onde era. Ora, Austin como conhecia a praia ofereceu-se para o levar lá. Foley estava deitado ao sol e não quis ir, porque estava mesmo quase a dormir. E lá foram os dois.

Quando Foley acordou, algum tempo depois, a praia estava com bastante gente e Austin e Regal ainda não tinham aparecido. Foley ligou para Austin e este atendeu e disse-lhe: “Estamos no hotel e eu se fosse a ti, não ficava ai muito tempo” e começou a rir-se feito maluco. Foley estranhou o facto de eles terem ido embora e ainda mais a frase de Austin. Desligaram e Foley preparava-se para ir embora, quando olhou para a praia e só via homens. Só homens. Foley continuou o caminho para ir embora até que deu de caras com uma placa. Foley leu o que dizia e fugiu a sete pés. O que é que dizia a placa? “Praia Gay”!

Existem muitas mais além destas. Só as de Owen Hart davam para fazer um artigo de 50 páginas. Estas são as que mas se destacaram entre todas as que li e acreditem, li muita coisa esquisitas! Lembrem-se: Nada garante que estas histórias sejam verdadeiras, mas que muito boa gente as confirmou ao longo dos anos, isso é verdade!

See you next time, here on WPT!

Sobre o Autor

- Escritor do artigo “Pensamentos”.

10 Comentários

  1. pacmankid - há 4 anos

    Esperamos a parte 2

  2. MR Perfection André Santos - há 4 anos

    Fartei-me de Rir…

  3. RuiFerreira222 - há 4 anos

    Não queres fazer uma segunda parte?

  4. Enigma - há 4 anos

    Parte 2!

  5. |Ryback*[Feed Me More]| - há 4 anos

    A numero 6 do mark henry ahahahahahahahahah xDDDDDDDDDDD

  6. Kurt Rocker - há 4 anos

    Ri do começo ao fim! Muito boas,e espero a parte 2!

  7. Eduardo - há 4 anos

    Sendo verdadeira ou não, essas historias são muito engraçadas e peço por favor que tenha a segunda parte.

  8. Evandro Monari - há 4 anos

    Esses caras são verdadeiros heels , é pra rir do início ao fim . Tomara que você faça a segunda parte .

  9. danielLP21 - há 4 anos

    Ricardinho, devias dividir o artigo em 5 ou 6 partes!!!

    A 3, a 6 e a 10 são hilariantes ahahahahah! :D

  10. 3HHH's - há 4 anos

    Nossa acho que nunca ri tanto.

    A do henry foi foda.
    A do warrior então.
    Mais ia do yokozuna imagina como limparam aquela bosta.
    Kkkkk

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador