Bammer vs. Salvador (27/11/2016): Novo Campeão Nacional

Ontem, os fãs portugueses voltaram a juntar-se para ver em primeira mão quem saíria Campeão do Centro Shotokai de Queluz.

No combate principal, Bruno “Bammer” Brito defrontou Luís Salvador com o Título Nacional em jogo.

legit-a3-torto-3-notas-salvador-compressor

Antes disso, tiveram lugar 5 combates, incluindo um para determinar o novo Candidato Principal.

Vamos ao rescaldo!

1 – Bammer vs. Salvador: Photo-Op

Algumas pessoas ainda encontravam o seu lugar quando Campeão e Candidato saíram pela cortina.

Apesar da importância do combate que iam ter, ambos pareciam descontraídos.

No ringue, estava João “Pégaso” Sena, o entrevistador de serviço, para ficar com as últimas palavras e pensamentos de ambos.

Bammer atacou directamente o sentimento prevalente na Internet de que este combate marcaria o fim do seu reinado de 6 anos, admitindo confortavelmente que um dia perderia certamente o título… mas que este não seria o dia.

Foi então dada oportunidade aos fãs para tirarem uma última fotografia antes do combate. Depois de posarem para as fotografias, Bammer saiu rapidamente, enquanto Salvador fez saber que o Campeão não era o único que estava confiante sobre as suas hipóteses.

1-bammer-salvador-photo-op-compressor

2 – Korvo desafia Duarte, é apanhado na armadilha

Salvador saía da “photo op”, Bruno “Korvo” Almeida entrava.

Sentindo que existe ainda algo por resolver com Duarte Silva, provocou-o repetidamente para que este aparecesse, o que finalmente aconteceu depois de o antigo GM do Wrestling Portugal ter pedido para se tocar a música do seu rival, a quem chamou de tudo para o trazer ao ringue.

Finalmente, Duarte Silva apareceu mas não se mostrou muito interessado em entrar no ringue – mesmo depois de Korvo ter tirado o seu casaco de cabedal para o atirar para fora do ringue, directamente à cara de Duarte.

Depois, percebeu-se porquê: Duarte estava apenas à espera do momento certo.

De debaixo do ringue, saíu o homem mascarado que na Batalha dos 1000 já tinha ajudado Duarte. Armado com uma cadeira, entrou no ringue com Korvo virado de costas e derrubou-o com uma cadeirada nas costas, cujo barulho silenciou o pavilhão.

chair-shot-do-guna

Seguiu-se um impiedoso ataque de 2-contra-1, que culminou com um Sick Kick em cheio nas costas de Bruno Almeida.

3 – Ramon Vegas derrota um Korvo desafiante mas desgastado

Quando Duarte e o homem mascarado finalmente abandonaram o recinto, Ramon Vegas saiu pela cortina, trazendo consigo um árbitro.

Atento e astuto, o cubano viu o ataque de Duarte Silva como uma oportunidade.

Depois de alguma pressão no árbitro e várias provocações a um Korvo com dificuldade em levantar-se depois do ataque, o árbitro Artur Carvalho mandou tocar a sineta.

Korvo resistiu e resistiu, mas entre a ofensiva imparável do cubano e o ataque prévio de Duarte Silva, acabou por ser demais.

Vegas aplicou o seu Neca-Plex (Fisherman Suplex) e venceu com um pin que, por momentos pareceu controverso (no 3, a mão de Artur Carvalho bate na mão de Korvo), mas foi validado.

ramon-wins-compressor

4 – Cougar vs. RAFA anunciado; Bernardo tenta estragar a festa

João “Pégaso” Sena chamou RAFA ao ringue, presumivelmente para falar sobre o combate com Bernardo Barreiros. Mas havia outro assunto.

No seguimento de, na Batalha dos 1000, RAFA ter expressado o seu desejo de lutador com a elite do WP Clássico, João Sena anunciou que, a 5 de Março de 2017, RAFA terá pela frente David “Cougar” Batista.

Houve pouco tempo para contemplar este potencial “5-star match”, porque Bernardo Barreiros começou a gritar da janela do 1º piso do pavilhão, como um vizinho mal-disposto. Um vizinho mal-disposto que nos pode esmagar a qualquer momento enquanto nos insulta.

Os dois envolveram-se numa troca acesa de palavras, que acabou com Bernardo a descer até ao pavilhão.

Em constante guerra de insultos vs. assobios com o público, Bernardo explicou a RAFA que o treino deste último em Muay Thai e Jiu-Jitsu não seria relevante no combate entre eles.

“Vocês, os meninos do Jiu-Jitsu, têm um problema: é que levam o primeiro soco e depois já não fazem nada.” – disse Bernardo Barreiros.

Poucos segundos depois, RAFA apanhou Bernardo num armbar. Aquele golpe de Jiu-Jitsu.

Bernardo escapou para fora do ringue, a tempo de salvar o seu braço de uma lesão, mas a queixar-se claramente do armbar. Aquele golpe de Jiu-Jitsu.

5 – Marcos Vitória desafia um “colega veterano”

Antes de conhecer quem iria responder ao seu desafio, o “Veterano” pegou no microfone e lembrou a todos que ele teve o recorde de eliminações na Batalha dos 1000, com um total de 4, ultrapassando nomes como Salvador, Bernardo e Bammer.

Por isso, queria defrontar um “colega veterano”, de forma a garantir mais um momento épico para o seu legado.

De atrás da cortina, saiu-lhe um .

O públicou gostou. Marcos Vitória não. Indignado, pediu que a música de Zé de Manteigas fosse cortada e correu com ele do pavilhão com vários insultos, incluindo dizer-lhe que só tinha os favores porque era “o bobo da corte”.

ze-marcos

Visivelmente triste, Zé fez a sua saída do pavilhão, de cabiz baixo e sem o combate que queria.

Sem adversário, Marcos disse que esperaria no pavilhão por um. Enquanto esperava, auto-promoveu-se, estacionou-se no seu sofá reservado e distribuiu panfletos da sua nova escola de wrestling – com uma caneta, corrigiu a secção que indicava que o primeiro treino era grátis.

Enquanto corrigia cada panfleto, começou a tocar o “Real American“.

E, de repente, pela cortina, directamente de Venice Beach, California, saíu “O Mortal” Hulk de Manteigas.

6 – Marcos Vitória é surpreendido, irmão

Vestido a rigor, de amarelo e vermelho, uma t-shirt com “Zé Rules” e cachecol de plumas, deixou Marcos Vitória ainda mais indignado.

hulk-de-manteigas-shirt-rip-compressor

Depois de se escapar a dois ataques do “Veterano”, Hulk de Manteigas fez Marcos Vitória “passar-se”. Marcos levou-o ao canto, tentando asfixiá-lo.

O árbitro, Duarte Jardim, colocou-se no caminho, tentando parar a manobra ilegal. Conseguiu, mas Marcos Vitória continuou sem calma e, ainda no canto, tentou atingir o seu adversário com um murro. Sábio, experiente, Hulk baixou-se. E o murro encontrou o árbitro.

Duarte Jardim não esteve para meias medidas. Mesmo um pouco atordoado do murro, não hesitou em desqualificar Marcos Vitória.

Depois do combate, o Hulk de Manteigas foi buscar o seu discurso de vitória, lido por João “Pégaso” Sena e em que, inclusivé, Zé perguntou ao entrevistador “O que é que vais fazer, Pégaso, quando a Manteiga-Mania correr maluca para cima de ti???”

7 – Bernardo Barreiros vence RAFA num combate explosivo e é o novo Candidato Principal

A primeira mega-dose de wrestling do show veio aqui.

Num combate muito competitivo e extremamente físico, ambos estiveram várias vezes muito perto de vencer.

RAFA deixou Bernardo Barreiros no tapete com o seu Shining Wizard, mas Bernardo usou o que restava dos seus instintos para rebolar para fora do ringue, evitando que RAFA seguisse o golpe com um pin.

Bernardo voltou ao combate e acertou a sua Vader Bomb. Podia ter ganho de seguida, mas o trabalho de RAFA a castigar repetidamente o braço de Bernardo durante o combate teve aqui a sua recompensa. A Vader Bomb danificou ainda mais o braço de Bernardo e, enquanto este se queixava do braço, foi RAFA que se refugiou no exterior.

O combate mostrou não só o grande mérito de ambos os lutadores, mas também a grande vontade de ambos, que usaram todas as suas armas e, mesmo assim, nada parecia chegar.

Foi aqui que BB tirou um trunfo da manga e atingiu RAFA com um novo e devastador Emerald Flowsion, golpe popularizado pela lenda japonesa Mitsuharu Misawa.

A contagem foi feita, dando a vitória por assentamento ao novo Candidato Principal ao Título, Bernardo Barreiros. Que muito fala, mas muito entrega.

bb-wins-compressor

8 – Kelly destrói Big Chill depois de mau arranque

Num teste que se esperava mais difícil que o anterior, a “Killer Kellyadaptou-se ao desafio e venceu, novamente de forma rápida e enfática.

As coisas pareciam encaminhadas para Big Chill que, depois de projectar Kelly para o tapete em dois Tie-ups, mostrou que tinha feito o trabalho de casa, quando evitou o Head Kick que Kelly usou contra Marcos Vitória.

Big Chill pareceu ainda mais encaminhado quando Kelly, vinda das cordas, o tentou derrubar com um Tackle mas, dada a diferença de tamanho entre os dois, acaba por ser ela quem cai, batendo com a nuca no tapete. O impacto foi visivelmente doloroso, já que Kelly se agarrou imediatamente à nuca.

Para Chill, este foi o sinal de que seria a sua oportunidade. Com Kelly no chão, Chill levantou Kelly em Body Slam – preparando o seu golpe de assinatura, o Chill Out.

No momento crítico, Chill faz Kelly girar para a queda final, mas a lutadora escapa-se por cima do ombro e para trás de Big Chill.

Quando este se virou para Kelly, já tinha à sua espera a combinação de assinatura de Kelly: o pontapé na perna… e o Head Kick.

kelly-kick

1, 2… 3.

9 – Duarte Silva vence um superior Luís Mira

Depois do intervalo, Duarte Silva saiu pela cortina para o seu combate, sendo alvo de vários cânticos, incluindo “Meia Dose”.

Com o combate a desenrolar-se dentro das regras, Mira foi claramente superior.

mira-dive

Depois de ter sido atacado enquanto saudava o público, recuperou e forma apenas as tácticas menos limpas de Duarte Silva que lhe devolveram o controlo do combate.

No final, quando parecia apenas uma questão de tempo até Mira colocar Duarte na prateleira quando o capanga mascarado voltou a aparecer.

Desta vez, não atacou o adversário de Duarte, optando por distrair o árbitro.

Sem o “polícia” a ver, Duarte atingiu Luís Mira com um golpe baixo e enrolou-o num School Boy.

Deparado com a tentativa de pin, o árbitro Artur Carvalho reparou que tinha havido uma mudança clara no domínio do combate, já que Mira tinha o controlo absoluto do combate, mas nada podia fazer além do seu trabalho: contar o pin.

Duarte Silva vence novamente, mas as ajudas exteriores são evidentes.

Já depois do combate, Duarte Silva e o seu capanga mascarado continuaram a atacar Luís Mira, até que apareceu Korvo para o salvar.

10 – Luís Salvador derrota Bruno “Bammer” Brito para se tornar o Campeão Nacional do WP

Para terminar, o “headliner”.

O combate começou nos termos do campeão, e Salvador a ter de se desenvencilhar de várias trocas de chain wrestling.

Quando pouco o parecia prever, ambos pregam um “susto” um ao outro, quase aplicando os respectivos golpes finais.

A partir daqui, campeão e candidato foram montando, peça a peça, um épico.

Depois de aplicarem os seus golpes finais um ao outro, foram surpreendidos com o facto de o adversário não ter ficado no chão para a contagem de 3.

Foi aí que aconteceu algo inesperado. Depois de um “hat-trick” de German Suplexes, Bammer agarrou Salvador em Fireman’s Carry e gritou “Log Off!”. E atirou Salvador para o tapete, com o seu próprio golpe final. Quando Salvador voltou a não ficar no chão para o 1-2-3, o campeão mostrou-se incrédulo.

gifbrit-off-compressor

Continuando o seu ataque, atacou Salvador no canto com murros. Como Salvador estava em contacto com as cordas, o árbitro Duarte Jardim teve a vida muito complicada para os conseguir separar. Primeiro, foi afastado por Bammer. Depois, por Salvador. Uma desqualificação não teria sido surpreendente, como o próprio Duarte Jardim chegou a ordenar na primeira parte.

Enquanto Duarte recuperava dos empurrões, Bammer subiu à segunda corda para continuar a castigar Salvador com murros, mas Salvador virou o jogo, pegando Bammer em Powerbomb e atirando-o ao tapete numa Bammer Bomb.

gif-sabino-bomb-compressor

O final chegou quando Bammer quis repetir o seu Superplex mas, com Salvador a resistir, envolveu-se numa situação difícil entre a segunda e a terceira corda, que acabou com Salvador a agarrar Bammer e a voar com ele para um RKO/Cutter da segunda corda – o golpe que assegurou a eliminação de Bammer da Batalha dos 1000.

Bammer levantou-se rapidamente mas teria atingido o seu limite. Salvador pegou nele para o Log Off final.

Com esta vitória, Luís Salvador torna-se apenas o 3º lutador a possuir o Título Nacional do Wrestling Portugal, sucedendo Bammer e Pedro Pavão.

No final, apesar da acesa rivalidade entre os dois, ficou bem evidente o respeito entre Salvador e Bammer.

abraco

Depois de Salvador ter sido entrevistado, vários fãs “invadiram” o ringue para festejar com o novo Campeão Nacional – com destaque para vários membros da comunidade Wrestling.PT.

E tu, estiveste no show? Se sim, diz-nos o que achaste abaixo, nos comentários.

Tens alguma notícia que não está publicada no site? Clica aqui e envia-nos!

Sobre o Autor

Foto de perfil de Facebook
- Fundador do Heelbook; Co-Fundador do Wrestling Portugal.

19 Comentários

  1. the enigma - há 4 meses

    O pessoal se divertiu é sinal que foi um excelente pay per view,a wrestlemania de portugal
    Jerry lawler: ohh
    Jim ross: The bammer bomb,the bammer bomb

  2. Foi o primeiro evento que fui achei espetacular.

  3. The Champ is here on Wrestling.pt!!!! :D

  4. Hiberus - há 4 meses

    Vão sair vídeos do show?

  5. Parece ter sido um excelente show. Era para ter ido mas infelizmente não foi desta mas espero estar lá na primeira defesa do novo campeão…

    Parabéns Salvador! Merecido…

  6. MicaelDuarte - há 4 meses

    Foi a primeira vez que marquei presença num evento do WP e não podia ter ficado mais satisfeito com o que vi.

    A meu ver, um evento que teve um bom equilíbrio entre momentos para rir e momentos sérios. No que toca aos primeiros, destaco o papel do Bernardo Barreiros, do Duarte Silva e do Zé. Deu para rir muito à conta dos três. Já em relação aos combates, destaco Bernardo Barreiros vs RAFA (têm uma excelente química) e, como é óbvio, o grande main-event.

    Bem, acho que não poderia ter escolhido melhor show para me “estrear”, uma vez que deu para assistir ao fim do reinado do Bammer, que já durava há seis anos. Os meus parabéns ao novo campeão.

    Destaque para todos os fãs que tiveram um papel ativo durante todo o espetáculo. Sem dúvida, uma experiência a repetir.

  7. Gonçalo" the best" - há 4 meses

    Parabéns Salvador! Espero um dia conseguir assistir( mais tarde ou mais cedo vai acontecer) a um show do WP. Parece ter sido excelente!

  8. mr perfection André Santos - há 4 meses

    Foi awesome! Vimos o nosso boss chegar ao topo! Parabéns Salvador e sinto-me um privilegiado por ter estado ao vivo e presenciar o show.

  9. Rui Ribeiro - há 4 meses

    Parece ter sido um show muito bom! Parabéns Salvador, you deserve it :D

  10. Anónimo - há 4 meses

    Muito Bom! É o terceiro espetáculo do WP a que vou e cada vez está melhor. Tenciono continuar a ir, PARABÉNS!!!
    Btw, obrigado, Bernardo Barreiros, por usares o Emerald Flowsion do Misawa!

  11. danielLP21 - há 4 meses

    Espectacular. A partir de agora vou sempre. Dois combates melhores do que o main-event da WrestleMania deste ano… Acho que fica tudo dito.

  12. Carlosilva - há 4 meses

    “O que é que vais fazer, Pégaso, quando a Manteiga-Mania correr maluca para cima de ti???” , o que eu me ri só a ler isto, imagino o pessoal dentro do recinto xD.

    Parece ter sido mesmo um grande show, também com um excelente card, este “Rafa vs Cougar” vai servir para fazer concorrência ao Fastlane, só pode!

    Continuem o grande trabalho!!!!

  13. Balls Mahoney - há 4 meses

    secalhar nem vao aprovar o comentario mas na minha opiniao luis salvador nao tem qualidade pa ser wp champion mas quando se ostenta o maior site de wrestling na tuga e brasil é assim… marketing runs this business

  14. mais um wp de muita qualidade, o combate brutal com do Salvador com o Bammer, o melhor combate que tive oportunidade de ver ao vivo, muito merecido esta conquista da parte do salvador , parabéns campeão.
    outro destaque, Bernardo Barreiros, um heel a fazer pensar muito no owens, qualidade em ring, mas sempre a mandar a sua boca a quem for , o wp ta a dar uma entrega nos show, e os que ja tao marcados para 2017… vai ser ainda melhor!

    2017, WP Wrestling Portugal , eu vou lá estar para continuar a ver o que de bom se faz no nosso país , pq wrestling não é só wwe !

  15. pitasqueremguito - há 4 meses

    Por favor Broken de Manteigas

  16. Foto de perfil de Facebook

    flavien69 - há 4 meses

    Parabéns Salvador! Tu mereces!

  17. joaop - há 4 meses

    Eu já vi algumas dezenas de combates ao vivo da WWE em Portugal. Eu já vi algumas dezenas dos meus lutadores preferidos ao vivo. Eu já vivi a WWE Experience, ao vivo! Eu vi coisas da WWE que poucos podem bater no peito e dizer: “Eu vi!” Eu tive lá!”. Mas uma coisa que eu nunca senti num show ao vivo, foi a emoção que senti no ultimo WP. Caraças. Não é porque eu colaboro aqui no site e quero dar graxa ao patrão. Não é para vos vender uma fantasia. É mesmo verdade. Perdi a conta das vezes que saltei da cadeira. Perdi a conta que o meu coração disparou. Perdi a conta das vezes que me arrependi de não ter estado em todos os shows do WP. Gente cheia de talento e um show tão bem montado que ficou à frente de muitos dos shows que a WWE produziu. Muitos dos programas eu passo pra frente porque não há alma que aguente tanto lixo, mas este show e este ultimo combate, eu via e revia 1, 2.. 10 vezes! Um olhar mais atento conseguiu entender o que se pode montar à volta do RAFA e o que vem por ai muito provavelmente. Duarte Silva capacidades brutais de ser um dos principais heels do WP. Bernardo Barreiros brutalissimo. Epa tantos. Todos. O “Veterano” 5* no mic. Grande grande show! Nunca mais é Janeiro! Siga pro proximo!

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Desenvolvido por Luís Salvador / Wrestling PT © 2006-2017