Beyond The Mat #12 – Em Busca da História Certa

Bem-vindos, caros leitores, a mais um Beyond The Mat com a assinatura do vosso já conhecido Daniel “ThaGr8One” Leite. Esta semana tive facilidade em descobrir o tema sobre o qual iria escrever pois este baseia-se no que se passou no último Domingo no (para mim) not so Pay Per View Survivor Series. Espero que desfrutem da minha leitura como eu desfruto de escrever todas as semanas para vos presentear com mais um BTM. Enjoy.

Muitas são as vezes em que somos confrontados com a infinita busca pela história certa, pela história que nos vai deixar de queixo caído e que nos faz delirar sempre que algo de novo acontece. Mais concretamente, “a” história. Isto realmente é muito bonito de se falar em teoria, mas na prática surge um problema crucial. Que problema é esse? A falha na busca por essa mesma história, a falta de ideias para que algo esplenderoso saia dos gabinetes “fechados a sete chaves” da equipa criativa, actualmente empregada pela empresa que todas as segundas e sextas me deixa agarrado ao “televisor”.

Pois bem, a percentagem de casos em que “a” história foi realmente alcançada foi muito pouca pois são raras aquelas que ficam para sempre na memória do fã mais novo como na do fã mais velho. Elas existem, é verdade, mas por vezes a coisa simplesmente não se dá. Não, isto não vai ser um “throwback article” nem nada que se pareça, muito pelo contrário até, será um “throwforward” (quer exista tal termo quer não).

Como já enunciei, este fim-de-semana -mais propriamente na madrugada de domingo para segunda- tivemos a hipótese de vivenciar mais um dos quatro PPVs mais importantes da WWE, o Survivor Series. PPV de grande prestígio mas que, com o passar do tempo, juntamente com muitas outras coisas, perdeu esse mesmo prestígio, essa mística que o tornava especial. A ideia formada e defendida pela WWE de que o Survivor Series manterá o seu valor e prestígio apenas e só se tiver, pelo menos, um combate tradicional de cinco contra cinco, tem tanto de rídiculo como tem de errado. O formato não é o que faz o PPV, os lutadores é que fazem o formato resultar de modo a que a tradição do PPV se mantenha, e hoje em dia poucas são as vezes em que isso realmente acontece. Este domingo a coisa até foi boa -pelo menos no combate masculino-, mas nem é isso que está aqui em questão.

O que se encontra em questão aqui é o que deveria -de salientar isto: na minha opinião- ser feito quando comparado com aquilo que realmente aconteceu. No passado Domingo tivemos vários cenários possíveis de acontecer mas o único que realmente se verificou foi aquele que todo o Universo WWE temia. É fácil falar quando estamos de fora, quando somos os chamados “treinadores de bancada”, mas tal como em tudo na vida, há sempre aquele momento em que nós pensamos “eu fazia melhor que aquilo!”. Dito isto, foi esse mesmo o caso.

O cenário do Título Mundial estava algo negro (algo negro is an understatement…), daí a WWE ter ido buscar o trunfo inesgotável que pensa que esconde na manga mas que está sempre bem à vista de todos, “Juanito” Cena. É certo que Cena associado ao Título Mundial é sinónimo de importância redobrada para o “cinturão”, pois a WWE pode descuidar muita coisa, mas a imagem de Cena não é, certamente, uma dessas coisas. O problema acaba mesmo por residir aí…

Cena após retirar o título a ADR no PPV Hell In a Cell teve a felicidade (felicidade para ele, apenas e só) de vencer Sandow, arruinando assim o seu cash-in. O mesmo Sandow, nos dias que se seguiram, prometeu fazer a vida negra a Cena até lhe retirar o título que ele hoje tem em sua posse. -Muito bem, era aqui mesmo que eu queria chegar- Não faz sentido (não sei, digo eu) um heel que promete fazer a vida negra a um lutador fazer-lhe alguma coisa durante os shows ou, mais importante ainda, durante os PPVs, quando este está a defender o Título que ele clama vivamente ser dele por direito? Claro que faz, por isso é que ele apareceu lá e deu uma co… Esperem, não apareceu, pois não? Pois, bem me parecia. A WWE tinha aqui a hipótese perfeita de ter uma rivalidade interessantíssima pelo Título Mundial, assim como teria o poder de criar algo memorável para o PPV TLC em que esta rivalidade de alguma forma culminaria num Triple Threat Match. Fosse quem fosse o vencedor, teríamos aqui a valorização não só do campeão, mas também dos dois outros intervenientes pelo trabalho desenvolvido ao lado do “astro” da WWE aka Johnny Boy. Mas não, já vi que a WWE não gosta das minhas ideias e que as promessas de “vou-te fazer a vida negra” não passam apenas de palavras ocas, primeiro foi Jericho e agora Sandow…

Bem, para desenvolver isto, podemos constatar que na ausência de Sandow, Cena derrotou ADR (que teve uma performance brutal enquanto “carregava” o combate) e saiu de cabeça erguida do ringue onde os sonhos de Del Rio se afogavam naquele momento. Um combate sucede esse confronto até que, subitamente, num segmento de “backstage”, Cena encontra-se em conversa com a Troika lá do sítio no que parecia uma situação confortável para ambas as partes. Nisto chega Orton que, num ataque de raiva, faz um autêntico interrogatório sobre o que Cena ali fazia na presença deles, coisa que eu próprio me tinha ficado a questionar. “Mas, será que o que eu estou a pensar vai mesmo acontecer? Será que é hoje que o inesperado se torna realidade?” Tudo questões que me deixaram alerta para o que viria depois, depois do excelente combate (leia-se a ironia) entre Orton e Big Show. O combate acaba com Orton a ser “not phisically” ajudado pela Corporation, recebendo assim um aplauso da mesma, até que a música surge e o meu coração pára … até ao próximo batimento, claro!

Cena surge de rompante, focado e com os olhos no prémio que eu pensava ser Randy Orton. “O Hunter vai pará-lo, ou o Kane, mas alguém vai fazer alguma coisa!” Mas não, ninguém fez rigorosamente nada, simplesmente ficaram a desfrutar do facto de Cena calmamente se colocar lado a lado com eles e erguer o título que actualmente lhe pertence com o maior dos orgulhos (ou assim quis dar a entender). “Cena vai fazer heel-turn, só pode ser!” Pensei, como podem constatar, que Cena se teria convertido ao lado da Corporation e que iria entrar em ringue e desmantelar Orton. Pois, por isso mesmo é que el…. Não, também não foi isso que aconteceu, pois não? Cena apenas faz um frente-a-frente com Orton, levantado os dois os seus respectivos títulos numa tentativa de provar qual o melhor dos dois. O pior é que só depois me “caiu a ficha”, só depois percebi o simbolismo que tudo aquilo acarretava, o verdadeiro significado, a unificação dos títulos ou a atribuição de dois títulos principais ao mesmo indivíduo. Obviamente que, como deve ser claro para todos, esse indivíduo será John Cena, por muito que isso não seja tão positivo quanto seria de esperar.

Com tantos cenários possíveis e imagináveis, com a hipótese de fazer história ao virar o menino bonito da WWE heel, a única coisa que fazem é a pior hipótese delas todas, a unificação dos títulos. Como? Como é que com tanto por onde escolher, se pode escolher a pior opção de todas? Continuo, até ao dia de hoje, sem perceber esta escolha.

Agora pergunto: Era este o plano para queimar Bryan? Era assim que queriam deixá-los de fora? Qual é a desculpa agora? É por ser baixo? Lá se foi o tão esperado confronto Best vs Beard na WrestleMania pelo Título da WWE, lá se vai o tão esperado reinado de Bryan como campeão da WWE, lá se vai a vitória no Royal Rumble, lá se vai tudo. É caso para dizer, “e tudo a WWE levou”…

Aqui está o exemplo perfeito de que, por vezes, certas escolhas tornam “a” história, em apenas mais uma história. Uma coisa é certa, a busca pela minha história perfeita estava praticamente no fim e iria culminar na WrestleMania com o confronto entre os Indy Guys, mas, infelizmente, foi arruinada neste Domigo. Agora? Agora é esperar que a WWE volte a encontrar o caminho da luz e premeie quem realmente deve ser premiado, porque isso caros amigos, seria “better than perfect”.

Assim termina este BTM. Mais um artigo pós PPV em que mostro o meu desagrado (o mesmo tinha sucedido no PPV passado) com os acontecimentos de Domingo à noite que só me deixaram incoformado e sem perceber a lógica de tais decisões. Espero que tenham gostado, como sempre espero, e o que acharam vocês desta situação? Acham que foi tudo bem feito, ou acham exactamente o contrário? Contem-me o que vos vai na cabeça que eu, com toda a certeza, responderei com o maior dos gostos pois é para isso mesmo que aqui me encontro. Bom resto de semana para todos e até à próxima quarta “camaradas”!

Cumprimentos,
D’Leite
aka
ThaGr8One

Sobre o Autor

Foto de perfil de Facebook
- Vencedor do "Concurso Cronista Universo 2013" e actual co-autor do espaço Beyond The Mat.

24 Comentários

  1. José Sousa - há 3 anos

    Sim ainda é cedo para perceber o que realmente irá ocorrer. Mas é verdade o Sandow tinha a oportunidade de ouro dele, e a WWE foi pelo caminho mais fácil.

    Eu só vejo uma solução neste cenário sinceramente: Já que o Cena vai vencer e vai, que o Punk vença o Rumble e tenhamos um Cena vs Punk na WM 30 pelo titulo. No meio disto só espero que o Bryan tenha na mesma destaque na Wrestlemania, e que não vire heel com este rapto dos Wyatt(embora tenha receio que isso ocorra).

    • EU - há 3 anos

      Recuso ver Cena x Punk, nao quero Orton estagnado outra vez

      • Foto de perfil de Facebook

        D'Leite - há 3 anos

        Sempre é melhor que Orton vs Big Show, temos de dizer a verdade… Uma coisa é garantida, quando aqueles dois combatem em ringue dão-nos um espectáculo de wrestling e é isso que se pede num main-event de uma Mania, não uma chuva de finisher moves como foi a WM 29…

    • Foto de perfil de Facebook

      D'Leite - há 3 anos

      Pelos vistos não, vê a notícia… http://wrestling.pt/detalhes-sobre-randy-orton-vs-john-cena-no-tlc/

      O Sandow tinha tudo para ser um grande campeão, mas o que se pode fazer quando o “outro” rende 100 milhões por ano à WWE? Cena equals money, está mais que visto. A questão aqui é, tendo em conta que já está mesmo decidido, se eles sabem o que fazer com a história depois do TLC. Isto não é uma coisa para levar de ânimo leve, isto é sério, é a unificação de dois títulos prestigiados e importantes, não são uns “mija na escada”. Só espero que não se ponham a deixar as coisas para todas as segundas antes da Raw ou senão temos o maior flop do ano.

      O Punk é o único que tem star power suficiente para vencer o Cena na Mania pelo Undisputed. Nunca na vida vão pôr o Bryan a vencer limpo o Cena por duas vezes em menos de um ano, simplesmente não é uma opção viável, deixando assim apenas o Punk. Pelos vistos, estes sempre vão ser os meses mais importantes da carreira do Punk. Convenhamos, já merecia, mas também temo pelo papel que o Bryan poderá assumir estando fora desta história.

    • Foto de perfil de Facebook

      D'Leite - há 3 anos

      PS: Sim José, eu tenho medo do mesmo. Bryan heel, neste momento, seria matar-lhe a carreira…

  2. JoãoRkNO - há 3 anos

    Excelente artigo camarada.

    Diga-se de passagem, de que os meus palpites para um possível card para a WM 30 foram todos por água abaixo. Aquele final do ME mudou tudo. Mas também acho que ainda é muito cedo para especular o que poderá acontecer ou não.

    O cenário que eu mais equaciono vai dar ao do José, no comment acima. Visto o ataque por parte dos Shield ao Punk, isto quererá dizer que entrou na rota de colisão com a autoridade. E voltando atrás e vendo o cartaz do próximo Rumble, poderá ser um sinal, digo eu, para um possível vencedor do Rumble Match. E se tal acontecer, irei gostar bastante, porque tanto o SuperMan como o IndyGuy já provaram que no ringue conseguem dar um show único. Até seria interessante vê-los num “I quit match” ou mesmo num “Last man standing Match”.

    Apenas acho que o Bryan poderá não ter o seu Life Moment na Mania, visto que poderá ser ele a parar a autoridade. E digo isto porque acho que terá um combate com um dos dois DX Members: HBK ou HHH.

    • Foto de perfil de Facebook

      D'Leite - há 3 anos

      Obrigado!

      Os teus e os meus, conseguiram desviar-se de todos os cenários que eu tinha em mente. Já vi que a WWE é boa nisso… Sim, ainda é cedo, mas tendo em conta o que vai acontecer no TLC acho que fica um pouco claro o que pode acontecer porque limita bastante os cenários possíveis. Quem é que, do roster actual, porventura, pode bater o Cena em plena Mania? Só o Punk.

      Lá está, Cena vs Punk vende. Além de vender eles têm uma quimica que lhes permite dar-nos combates excelentes sempre que se defrontam, e mais que isso não se pode pedir. Quanto é que a WM não venderá se o main-event for esse? Também temos de ver a coisa por esse prisma…

      Sim, também acho que sim, mas se defrontar alguém será o Triple H. Não acredito que o Shawn volte a lutar, por muito que isso concretizasse o meu dream match. Acho que se o Undertaker o reformou, assim deve continuar, ou senão os carrer matches perderiam todo o interesse e credibilidade.

      Obrigado pelo comentário! :)

  3. JoãoRkNO - há 3 anos

    Vendo o post da promo do HHH no ME, está garantido, Punk vs Cena na Mania. Não desgosto, até começo a ficar empolgado como a história se vai desenrolar no pós TLC. Mas continuo a odiar a unificação, mas pronto, aos poucos e poucos vou-me habituando xD

    You´re welcome!

    • Foto de perfil de Facebook

      D'Leite - há 3 anos

      Calma lá, olha que isto ainda pode dar um combate com dois vencedores, nunca se sabe xD Mas isso sim seria épico, cada um pegar num título (independentemente de qual deles for)!

      • JoãoRkNO - há 3 anos

        Mesmo, nem que fosse com troca ou não, cairem os dois da escada com um titulo cada um seria AWESOME!

      • Foto de perfil de Facebook

        D'Leite - há 3 anos

        Isso sim seria “what’s best for business” ahahah.

  4. AwesomeTheMiz - há 3 anos

    Realmente, vejo que há histórias que com um booking melhor qual é aplicado poderia ficar para sempre nas nossas memórias, mas nem sempre é isto que acontece.

    Os bookers existem lá para tornar o produto agradável e vendê-los a nós, mas há momentos que, apesar de não concordar muito comigo com isto, eu penso: acho que eu faria esta porra melhor! Acho que isto está tomando rumos equivocados.

    Sandow falhou o cash-in, todos já estão pasmos e putos de saber que a WWE enterrou a carreira de Sandow e mandou o push dele por água abaixo após o Tio Vince apenas querer ver o cash-in para competir com a NFL. Erro? Claro, acabaram com a carreira de Sandow e o mesmo não merecia isto!

    Se a unificação de títulos é a oportunidade que a WWE encontrou para isolar Bryan e foder ele de vez, acertaram! Não espero que Bryan se torne um The Miz, que teve seus dias de main-eventer e hoje só mais um no roster. Esta ideia e a volta antecipada do Super Johnny Boy fez rumos inesperados a tudo, acabando com outras e exemplos de Dream Matches como Bryan vs. Punk na WrestleMania XXX.

    Porém entro em um ponto qual eu discordo do artigo, não acho uma má ideia a unificação dos títulos, acredito muito bem que isto possa acontecer, Jericho o fez uma vez e foi épico, mas isto é passado. O que eu quero dizer é que temos duas hipóteses a isto:

    1. Volta da Brand Split, mais cinturões de duplas e femininos, assim como cinturões terciários; cada cinturão a sua Brand, um para a Raw e outro para o SmackDown. Queira ou não, hoje é possível e a WWE tem Star Power para isto.
    2. Se a Brand Split não voltar (e acredito eu que não venha) acho o cúmulo termos dois cinturões mundiais. Já que a WWE está “Togheter as One”, não vejo motivos para dois cinturões, acho que a unificação e apenas um World Champion é o caminho ideal.

    Artigo sucinto, direto ao assunto. Gostei, ThaGr8One!

    • Foto de perfil de Facebook

      D'Leite - há 3 anos

      Isso, infelizmente, é o que mais acontece…

      Deixa lá, acho que todos sentimos isso, uns com mais razão que outros, mas é um sentimento normal entre os verdadeiros fãs de wrestling.

      Mas, a questão do Sandow deu origem a esta possível unificação. Será que não foi esse o objectivo da WWE desde o inicio? Nunca se sabe, agora só podemos supôr…

      Bryan terá o seu momento, ou pelo menos assim espero, e a sua personalidade e a sua importância para a WWE (especialmente no que a contacto com o público e vendas diz respeito) Bryan é superior ao Miz. Já para não falar de que as qualidades de Bryan em ringue são bastante superiores às do Mike.

      Mas a questão aqui é que actualmente não temos o Jericho, alturas diferentes vontades diferentes e quanto a isso não há comparação possível. Jericho ser unified champion é uma coisa, Cena na sua faceta actual ser unified champion é outra completamente diferente e, infelizmente, não é para melhor.

      Brand Split neste momento não faz sentido tendo em conta que pretendem unificar os titulos. Isso só seria possível quando os dois titulos não estivessem associados um ao outro, coisa que actualmente acontece. O problema é que com um titulo apenas não temos o titulo de “tryout” que tem sido a função do WHC. Roman Reigns facilmente seria campeão daqui a pouco tempo se o Titulo Mundial existisse, mas será que lhe vão dar logo o WWE Unified Champion com a possibilidade deste falhar? Acho que é só nesse aspecto que o titulo faz falta, mas também tendo em conta o tratamento que este tem tido…

      Obrigado (pela milésima vez) Bruno!

  5. Renan - há 3 anos

    O ataque dos the Shield obviamente tem haver com Cm Punk ter criticado Triple H em sua promo antes da luta contra a Wyatt Family no Raw.

    • Foto de perfil de Facebook

      D'Leite - há 3 anos

      Óbvio que sim. Mas, com esta história de o estarem a associar à autoridade tão cedo tenho medo de que depois não lhe dêem a vitória no Rumble.

  6. "El Pistolero" Luis Suarez - há 3 anos

    Espero que nao!! Este ano quero ver o Orton no main-event da wrestlemania!! O Cena e o CM Punk já tiveram destaque no ano passado…!

    • Foto de perfil de Facebook

      D'Leite - há 3 anos

      Não acredito que o Orton vá ser main-event da ‘Mania quando tens CM Punk e Daniel Bryan a quem tens de dar destaque antes do Orton. CM Punk teve destaque sim, mas não foi o main-event, e o objectivo dele é esse.

  7. MR Perfection André Santos - há 3 anos

    Mais uma boa edição com temas interessantes.

    Cena é o “bombeiro” de serviço…não hipotese…lol

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador