Beyond The Mat #26 – Porquê?

“Porquê? Porque é que vês aquilo? Porquê? Qual é que é a piada? Nem é verdadeiro. Não percebo o porquê, sinceramente não percebo…”

Um rapaz alto, corpo mediano, moreno e de olhos castanhos está pela primeira vez na arena deste lado da “barricada”. Nota-se pelo olhar constante à volta e o tique da perna a tremer. A cara dele também é estranha a todos os que à volta dele andam freneticamente pois todos param para tentar perceber quem é este “estranho”.

Encontro-me atrás da cortina, à espera que me dêem sinal de entrada. É estranho isto, um dia como este ficará para sempre gravado na minha memória. Se eu não soubesse que esta será a única vez que vou fazer isto, até descontraía um pouco, mas neste caso não posso fazer asneira. Tenho de passar boa impressão, contar a melhor história possível e tentar fazer com que saia daqui com aplausos e não com apupos. Não tinha a noção que isto envolvia tanta gente, todo um aglomerado de pessoas numa zona que, no meu pensamento, envolveria muito pouca coisa. Quão enganado estava. Estou tão ansioso que acho que não era capaz de comer nada, ou senão já se sabe o desfecho da coisa…

A hora da entrada aproximava-se, e no fundo, ele continuava sem acreditar naquilo que realmente estava a suceder e na sorte que tinha. Não é qualquer um que tem tempo de antena, digamos… Injustificadamente. Ninguém sabe quem ele é, portanto nao deve pertencer a alguma família famosa porque já se sabe como os famosos adoram mostrar a sua família a tudo e todos, nem que seja para estes não terem de pagar o café quando tomam o pequeno almoço. Penso que a coisa que mais o excitou nesta experiência foi ver os wrestlers da companhia, nota-se que ele é dos que segue a programação semanalmente. Continua-se sem saber quem ele é, mas já falta pouco para ele deixar de estar no anonimato.

Acabou agora o combate, vou entrar de seguida. Meu Deus, que nervos, agora é que me apercebi da grandiosidade de tudo isto… A arena está cheia, assim como a minha cabeça está a transbordar de palavras para usar no meu discurso. Ou será que devo chamar-lhe promo? Já nem sei, estas modernices deixam-me tonto!

Um membro da produção dá uma palmada nas costas do rapaz e diz-lhe que é a hora de entrar, chegou a sua hora, o seu momento, os 5 minutos da sua vida que vão ficar imortalizados para sempre na sua memória. -“Está na hora rapaz, boa sorte!”

Entro de passo trocado na rampa e sinto a magnitude das coisas como nunca as tinha sentido. Lutadores como Punk, Bryan e Cena entre muitos outros desceram por esta mesma rampa hoje e agora que me apercebo disso não sei se hei-de ir a andar ou beijar o chão que neste momento piso… Claro que é a andar, mas fica bem pensar uma coisa destas, não é?! Tanta gente a bater palmas, tanta criança a esticar-se por detrás da barreira e a estender a sua pequena mão para que eu lhes toque, só de pensar que eu já fui como aquelas crianças deixa-me arrepiado. O “ring announcer” dirige-se a mim e pergunta-me o meu nome, não deveria já ele saber? Mas tudo bem, Daniel Leite. De onde venho? De onde venho?! De Portugal.

-“Ladies and gentleman please welcome, from Portugal, Daniel Leite!”

Mas que ovação, credo! Ah, aqui está, o meu microfone, vamos lá começar isto…

O rapaz, de seu nome Daniel, dirige-se agora a todos na plateia:

Aposto que todos se perguntam porque estou aqui, e acredito que seja mais do que justificado. Afinal, não me pareço nada com um típico wrestler, e sem dúvida alguma que não venho do NXT porque nesse caso teria uma música de entrada não é? Pois, talvez fosse. Mas o verdadeiro motivo porque estou aqui é um e um só, é dirigido a todos vós e a quem venha a assistir a esta “promo”, esta é a resposta à derradeira pergunta que todo e qualquer um de nós enfrenta todos os dias da sua vida vinda dos que não são fãs de wrestling, “Porquê?”. Mas qual é o contexto disto perguntam vocês, e bem. Esta pergunta é feita sempre que alguém, em qualquer parte do mundo, faz zapping na sua televisão e encontra um canal onde esteja a ser transmitido wrestling. Recente, “vintage”, pouco importa, wrestling. É feita quando a pessoa que o encontra olha e somente vê dois homens em trajes menores enrolados um no outro ao soco e pontapé. “É nisto que tu perdes tempo?” é também uma das perguntas mais frequentes. É feita quando a pessoa olha mas não compreende o que vê, talvez por não olhar com olhos de ver, mas olha e não compreende porque também não faz por compreender. Olha, reflete por dois segundos e muda de canal logo de seguida para ir encontrar um qualquer programa que promova os seus interesses. Pois sabem que mais? O wrestling promove os meus interesses. O wrestling faz parte dos meus gostos, não porque tem porrada, não porque tem homens semi-nus, mas porque é mágico. Sim, é verdade, o wrestling é mágico. É mais mágico do que qualquer (no sentido literal da palavra) mágico que se vê por aí nas ruas. É mágico porque envolve muita coisa, mas não parece. Confusos? Não estejam, eu explico. O wrestling envolve emoções, envolve ligações, envolve sentimentos, envolve toda uma panóplia de coisas que eu estaria aqui um dia a explicar. O wrestling mexe comigo, o wrestling faz-me vibrar, faz-me sentir, faz-me gostar e odiar, tudo numa questão de minutos. O wrestling mexe comigo, connosco, e é por isso que eu estou hoje aqui e vocês aí, para ver os nossos predilectos a baterem-se valentemente pela sua honra e pelo tão ambicionado título maior. “Ah, mas o wrestling é fake, eles não lutam mesmo.” Reconhecem? Sim, o puro argumento da ignorância. O argumento que todos os “non-wrestling fans” usam quando são confrontados com ideias diferentes das deles, mas que no fundo não está nem um pouco perto da verdade.

Pouco barulho existe nas bancadas que circundam o ringue, o público está concentrado naquilo que o rapaz tem a dizer, como que parecendo concordar com cada palavra do que ele diz. Até agora, tudo bem, nada correu mal, será que continuará assim?

Dizer que o wrestling é fake é o mesmo que dizer que os filmes que todos vemos em casa são fakes. É o mesmo que dizer que as vossas tão apoiadas séries de vampiros ou de qualquer outro tema são falsas também. Afinal, qual é que é a diferença? Eu digo-vos qual é que é a diferença, a diferença é que o wrestler não tem um duplo que o substitua quando este vai saltar da terceira corda. O wrestler não tem colchões almofadados para amparar as suas quedas mais violentas, o wrestler não tem paragens quando está em ringue, não tem cenas cortadas e editadas para parecerem mais bonitas, o wrestler é aquilo que se vê, aquilo que este demonstra, sem mais nem menos. Assim como o wrestling. O wrestling é puro, o wrestling é sincero, o wrestling não nos mente! Com o wrestling ou se arrisca tudo ou vai-se para casa, ou se aplica todo o esforço naquilo que se faz ou então estão no olho da rua no dia seguinte. Mas não, para os wrestlers tudo é diferente, e porquê? “Porque o wrestling é fake.”. Dizem isso os que no mesmo dia vão entregar galardões dourados (déjá vu?) a pimposos actores vestidos com roupas que não lhes pertencem, com jóias que não lhes pertencem, fazer parecer algo que eles não são… Nisso o wrestling é puro, pois não há como fazer parecer algo que não somos, porque quando a raiva que está dentro de nós fala mais alto, não há guião que nos sirva de nada e que nos faça parecer calmos, no wrestling nós somos o que demonstramos, tanto os wrestler como nós, os fãs. Somos nós quem tornamos o wrestling naquilo que ele é, somos nós que gritamos, dia sim, dia sim pelo nosso favorito, somos nós que pagamos os bilhetes e que encomendamos os PPV’s e somos nós que criamos tudo isto. Nós e a nossa fé, a nossa força de vontade de continuar a ir contra a corrente e não nos deixarmos sucumbir perante a apatia do que é dito “normal”, do que é dito “na moda”. Hoje chego-vos como amante do wrestling e de tudo o que o engloba. Chego-vos como um simples rapaz que quando era miúdo sonhava ser como todos aqueles que neste mesmo ringue vêem lutar, e que hoje continua a ser essa mesma criança, mas apenas com uma perspectiva mais madura das coisas. Não foi por ter crescido que deixei de acreditar. Não foi por ter crescido que deixei de ver. Não foi por ter crescido que deixarei de o fazer. Foi por ter crescido que ganhei voz para gritar bem alto tudo aquilo que me vai na alma e foi por ter crescido que aprendi que nunca devemos seguir o que é “normal”, devemos ser nós próprios, à nossa maneira, como só nós sabemos, e se alguém perguntar “Porquê?”… Nós gritamos bem alto que é porque temos orgulho nas nossas escolhas e nos nossos gostos e nada do que eles possam dizer vai fazer com que isso mude!

Do nada, um ensurdecedor aplauso chega até ao rapaz proveniente das bancadas. Todos estão de pé mostrando apoio perante o que foi dito aqui, mostrando que também eles sentem o que este rapaz sente, mostrando que também eles não têm medo de mostrar orgulho nas suas escolhas e no facto de serem apaixonados pelo wrestling. Esta foi uma boa noite para todos os presentes, e certamente foi uma das melhores noites para o rapaz alto, moreno e de olhos castanhos que mostrou hoje ter uma voz, uma voz que chegará longe, “the voice of the voiceless”.

 BTM’s Challenge Of The Week (Resultado)

Como o prometido é devido, cá está, o resultado final das várias participações que tivemos na semana passada! Quero, antes de mais, agradecer a todos vocês que deram o vosso contributo para esta iniciativa, foram todos excelentes e é de louvar tantos textos e tantas ideias em prol de uma só iniciativa. Nem todos foram escolhidos, como é óbvio, mas escolhemos um excerto de uma participação (joaop) e uma participação na íntegra (o verdadeiro) e saiu-nos isto, o que acham?! De dizer que o objectivo inicial seriam termos frases curtas e concisas, como vemos nos “memes” que circulam pela Internet, mas, como no BTM tudo é diferente e tem um toque original, vocês conseguiram-nos trocar as voltas e escrever textos longuíssimos e de extrema qualidade que nos deixam a nós (a mim e ao akujy) orgulhosos. É bom saber que levaram isto tão a sério e se não foram os escolhidos não se preocupem, há-de haver mais chances para o fazerem no futuro.

Assim termino a minha participação no BTM desta semana. Depois de “carga tripla” de tag team, já sentiam falta de um artigo a solo? Pois bem, aqui o têm e espero que tenham gostado pois foi uma mistura de ficção com realidade, mas tudo o que eu disse foi sentido. Lembrem-se que cada um tem a sua voz, cada um tem o poder de se defender usando o poder da palavra, e se alguém vos fizer a derradeira pergunta (“Porquê?”), abram o coração e deixem a vossa paixão pelo wrestling fluir nas vossas veias, o resto virá como bónus! Como sabem para a semana estará aqui, neste mesmo espaço, o meu colega/sócio/companheiro de aventuras akujy com um estrondoso artigo que vos levará numa jornada pelas origens do Beyond The Mat. Do que estão à espera para marcar já na vossa agenda? Ah, pois, já não precisam, afinal, vocês nunca faltam!

PS: Quero, muito seriamente, pedir desculpa a todos os que comentam o Beyond The Mat semana após semana e não têm uma resposta minha. Como sabem, os comentários são o melhor apoio que qualquer cronista pode ter, e eu leio-os a todos, sem excepção, bons ou maus, grandes ou pequenos. Não pensem, de forma alguma, que não tenho em conta a vossa opinião, pois é por vocês que hoje escrevo como escrevo, porque as vossas opiniões me levaram a melhorar a minha escrita e a forma como me apresento perante vocês. Se, em qualquer semana, um comentário vosso não for respondido por mim, não se aflijam, não se chateiem, porque ele foi lido e tido em consideração, mas por vezes a minha disponibilidade é reduzida para andar sempre por estas bandas e é-me dificil responder a todos vós. Eu tento, mas nem sempre consigo. Espero que continuem a comentar e a dar as vossas opiniões porque eu prometo tentar fazer os possíveis e impossíveis para vos vir cá responder! Tenham um resto de boa semana pessoal!

Daniel “ThaGr8One” Leite has left the building!

Sobre o Autor

Foto de perfil de Facebook
- Vencedor do "Concurso Cronista Universo 2013" e actual co-autor do espaço Beyond The Mat.

30 Comentários

  1. MicaelDuarte - há 3 anos

    “JUST BRING IT! BRING THAT FUCKING BOMB!” – E trouxeste. Excelente artigo.

    Há muita gente que se revê com este tipo de situações, quando dizem que o Wrestling é “fake”, etc…

    • Foto de perfil de Facebook

      Daniel "ThaGr8One" Leite - há 3 anos

      I told you i was going to do it bro! Mas fico feliz que tenha correspondido às expectativas.

      Acho que todos nós passamos por isso, mais cedo ou mais tarde, só temos é de não nos deixarmos ficar por baixo na situação, temos de saber argumentar para que quem saia mal sejam os outros. Se eles se acharem bons demais, nem vale a pena dizer nada, diz-se que sim e pronto, afinal, “aos malucos diz-se sempre que sim” xD

      Obrigado pelo comentário :)

  2. Miguel Carlos - há 3 anos

    Muito bom artigo! Para além de explicares o “Porquê?”, juntares a isso que estavas na Raw (ou seja onde for, não interessa) foi genial. O texto em si também foi genial. E não à problema nenhum em que não respondas às respostas caso não tenhas disponibilidade, apesar de ser um pouco aborrecedor.

    Miguel Carlos has left the building! xD

    • Miguel Carlos - há 3 anos

      *que não respondas aos comentários

    • Foto de perfil de Facebook

      Daniel "ThaGr8One" Leite - há 3 anos

      Muito obrigado pelo comentário e por todos os elogios, fico tremendamente feliz que tenham gostado do artigo tanto quanto eu gostei de o escrever. Foi um extravasar de emoções!

      Há problema sim, pois eu sempre defendi que no meu espaço (que agora divido) todos veriam os seus comentários respondidos e haveria sempre debate para que todos pudessemos dar a nossa opinião e ser confrontados com a dos outros, quer vão de encontro às nossas ou não. Todo esse debate não é possível se eu não interagir convosco, e é isso que tento sempre fazer! Posso demorar dias, mas pelo menos tento ao máximo vir cá, e agora deu para vir e responder-vos a todos!

      I hope you come back for next weel though xD

  3. José Sousa - há 3 anos

    Muito obrigado por este texto Daniel. Demonstras toda a tua paixão pelo wrestling, e é isso que eu partilho em comum com vocês, além de algumas ideias. Ou seja, eu não consigo viver isto sem me ligar emocionalmente ao produto, ou pelo menos a alguns wrestlers.

    Por isso, esta semana para concluir deixo esta frase: Nós estivemos sempre certos. Demorou, mas pelos vistos valeu a pena. Dare to Dream.

    • Foto de perfil de Facebook

      Daniel "ThaGr8One" Leite - há 3 anos

      Ora essa, eu é que agradeço! Explicas exactamente o que eu tento defender e aquilo que realmente deve estar presente na forma como nós abordamos o wrestling, forma essa incompreendida pelos “non-wrestling fans”.

      “Dare to Dream”, aí está algo que devia ser o lema de vida de todos. Sem sonhos e ambições, não vamos a lado algum, e neste caso valeu a pena.

  4. Tunes9 - há 3 anos

    Excelente artigo Daniel, Obrigado. :-)

    Concordo contigo a 100%, eu estou constantemente a ouvir bocas como essas, seja de conhecidos, de amigos, etc, mas não me interessa para nada, eu adoro este desporto, amo, é uma paixão, eu vivo mesmo isto, o Wrestling, os lutadores, o espectáculo, etc, etc, não consigo viver sem isso, quem não quer ver, não vê, mas não têm que chatear os outros e criticar quem vê, ponto, eu não me interessa, vou continuar a ver e a amar, que vale é que o meu melhor amigo é louco como eu por Wrestling e isso é excelente.

    • Foto de perfil de Facebook

      Daniel "ThaGr8One" Leite - há 3 anos

      Ora essa, eu é que tenho de agradecer pelo carinho e apoio que semana após semana vocês me dão! :)

      Cada um tem que saber viver com as escolhas e gostos dos outros, porque se todos gostássemos do mesmo, isto não tinha piada nenhuma. Só temos é de viver as coisas à nossa maneira, amá-las à nossa maneira, vê-las à nossa maneira, e se alguém não compreende… Tu dizes para vir ler aqui o BTM! Just kidding ahah. Se alguém não compreende, não é por isso que vamos deixar de fazer o que fazemos!
      Eu, infelizmente, não tenho essa sorte, portanto aproveita bem!

  5. Fandangooo!! - há 3 anos

    Está vendo mais uma vez o Beyond The Mat conseguiu me deixar sem palavras. Quando me perguntarem se o wrestling é fake, já sei o que lhes responder

    “Wrestling is special, exciting, wonderful! Wrestling is the best thing to happen to me all these years. Wrestling taught me many things, actually made ​​me be what I am”

    Tudo o que o Wrestling me proporcionou, nem um filme ou série conseguiu fazer uma coisa parecida antes comigo. Pensem bem antes de dizer que Wrestling é fake

    • Foto de perfil de Facebook

      Daniel "ThaGr8One" Leite - há 3 anos

      Eu já não posso dizer o mesmo, é que se o BTM me deixasse sem palavras, não havia BTM… Ahahah :) Agora a sério: Muito obrigado por tal elogio, é muito bom saber que tenho a capacidade de deixar as pessoas sem saber o que dizer, é sinal de que o que faço é bem feito.

      Grande frase, sim senhor!

      Wrestling é fake para quem não sabe olhar com olhos de ver, apenas e só isso ;)

  6. john3:16 - há 3 anos

    Parabens pelas tuas palavras, que apesar de serem trabalhadas viram-se tambem que eram perfundamente sinceras, de facto muitas vezes ja tive situacoes e discussoes com amigos meus por eles usarem sempre o mesmo nojo, a meu ver de argumento que e aquilo nao e verdade, e naqueles momentos fico chateado e sentido, e por e simplesmente uso argumentos para defender esta industria que desde os 6 anos vejo, amo, sofro e festejo ou entaoviro costas, vou embora e a conversa acaba ali porque nao vale a pena.
    Nao vou acrescentar mais nada, uma vez mais john3:16 deseja-te os parabens e felicita-te pelo artigo!

    • Foto de perfil de Facebook

      Daniel "ThaGr8One" Leite - há 3 anos

      Tudo o que eu disse foi absolutamente sincero, mas claro que teve que ser algo que se enquadrasse num artigo, algo que conseguisse fazer com que mesmo sendo sincero e dizendo o que me vai na alma, servisse para que vocês se indentificassem com o que eu disse e gostassem de o ler.

      O argumento, passe o tempo que passar, é sempre o mesmo. Apenas temos de aprender a viver com isso (deal with it, percebeste? Ahah) e continuar a fazer o que fazemos melhor, apoiar os nossos predilectos!

      E mais uma vez Daniel “ThaGr8One” Leite agradece o teu comentário e os elogios que me teceste!

  7. JoãoRkNO - há 3 anos

    Palavras profundas, a verdadeira “carta de amor” a esta indústria que todos nós apreciamos, mereces uma ovação de todos nós, parabéns por este belo trabalho. O Wrestling não se resume aquela típica frase saloia ” Não passa tudo de uma palhaçada, nem murros a sério sabem dar, não passa de uma fantochada.” O wrestling é mais que tudo isso, as feud´s são o nosso íman, é nelas que revemos velhas histórias antigas que poderiam, ou até mesmo poderão passar por nós, Wrestling é muito mais que uma simples luta, é sim uma verdadeira arte.

    • Foto de perfil de Facebook

      Daniel "ThaGr8One" Leite - há 3 anos

      Pff, palavras profundas foram essas! “… a verdadeira carta de amor a esta indústria que todos nós apreciamos…” Essa é uma das várias vertentes que este artigo tenta, dentro das capacidades do cronista (wich happens to be me), abranger. E eu agradeço, igualmente, com uma ovação a vós, comentadores, pelo apoio que sempre me prestaram :)

      Há quem se identifique com filmes, há quem se identifique com séries, há quem se identifique com tudo um pouco… Nós, nós identificamo-nos com o wrestling, e se isso não é explicação suficiente para eles, nós apenas temos duas palavras para todos eles!

      Obrigado mais uma vez pela participação!

  8. akujy - há 3 anos

    Excelente, sem tirar nem pôr. Sei que sou suspeito ao avaliar, mas a verdade é que expressaste o que vai na alma de todos nós que adoramos o wrestling. E por isso, enquanto espectador e amante desta arte, só tenho de te agradecer!

    You’re Welcome!

    • Foto de perfil de Facebook

      Daniel "ThaGr8One" Leite - há 3 anos

      Nunca sei o que te responder pá!

      Eu tentei, como disse à pouco, dentro das minhas capacidades de cronista, expressar o que vai na alma de um fã de wrestling. Não do fã que vê por ver, mas sim do fã que vê, grita, arrepia-se, salta da cadeira quando algo de inesperado acontece, esse tipo de fã. Tudo isto enquanto estou numa Raw, did i pulled it off or what?!

      I sure do!

  9. Malco Canedo - há 3 anos

    Foi incrível, Daniel, você realmente é o “The Great One”.

    Essa edicão do Beyond The Mat mostra a paixão que nós todos sentimos pelo wrestling, essa indústria que eu acompanho há 6 anos junto com a minha irmã, a sinceridade nas suas palavras é muito bonita de se ver, parabéns.

    http://lh4.ggpht.com/-HlRcSIGZ2-0/TzWm-PQmwwI/AAAAAAAAB1Y/RHV4H3m42es/s740/bravo.gif

    “Malco Canedo approves this article”
    A partir de agora, essa é minha catchphrase, quem gostou levante a mão! Ninguém levantou?
    D’oh

    • Foto de perfil de Facebook

      Daniel "ThaGr8One" Leite - há 3 anos

      E pronto, com essa a primeira frase eu já ganhei o meu dia… Muito, mas mesmo muito obrigado, esse é um dos maiores elogios que alguma vez me deram! :)

      Eu tento ao máximo ser eu próprio nos meus artigos, para que quem lê consiga perceber a paixão que eu tenho por tudo isto e se consiga identificar com as minhas palavras. Felizmente já o consegui fazer mais do que uma vez, o que me deixa extremamente feliz!

      A esses aplausos eu faço uma vénia :D

      *Levantando a mão* Porque não? Afinal, eu tenho uma, portanto quem sou eu para dizer que não? Ahahah.

      • Malco Canedo - há 3 anos

        Quanto à sua escolha do Challenge Of The Week, sim Rollins, você vai pro midcard, só espero que não fique lá por muito tempo, xDDDD.

  10. AwesomeTheMiz - há 3 anos

    Parabéns, Daniel! Grande artigo, a paixão sobre Wrestling cada um demonstra de uma forma, e demonstraste de forma fenomenal!

    • Foto de perfil de Facebook

      Daniel "ThaGr8One" Leite - há 3 anos

      Obrigado Bruno! Bem, esta semana fico de peito cheio com tanto elogio, muito obrigado!

  11. MR Perfection André Santos - há 3 anos

    Excelente edição. Uma excelente maneira de descrever o que vai cá dentro!

    • Foto de perfil de Facebook

      Daniel "ThaGr8One" Leite - há 3 anos

      Obrigado colega, tentei ao máximo descrevê-lo da melhor maneira, pelos vistos consegui! :)

  12. Franciscoxb - há 3 anos

    Grande artigo, fantástico, fabuloso!!

  13. joaop - há 3 anos

    Caro, sou fã dos teus artigos desde o inicio, mas detesto estas viagens na maionese. Não consigo ler estas coisas tipo TWRD ou que é. Passei os olhos mt rapidamente pelo texto e cono te expressas tão bem, consegui entender o que querias dizer e o que sentes.só li mesmo as outras partes do artigo. Obrigado por teres escolheres um pouco da minha sugestão e cá aguardo para te ler. De novo.

    • akujy - há 3 anos

      Epá, mas pq é que o homem fica com o crédito de escolher as sugestões? xD Escolhemos os dois! xD

      • joaop - há 3 anos

        Hahaha desculpa ai man! Obrigado por teres escolhido 4 silabas da minha frase :D

  14. danielLP21 - há 3 anos

    Meu Deus, o que é isto?!! Um dos melhores artigos que já passaram aqui pelo WPT. Muitos parabéns, e, principalmente, muito obrigado! Vai ser muito difícil alguém (incluindo tu) fazer melhor do que isto no futuro.

    É exactamente isto que eu sinto enquanto fã de Wrestling. Ninguém é obrigado a gostar, mas ao menos que não tentem denegrir a imagem de algo que nem sequer conhecem.

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador