Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Candidata-te!

Beyond The Mat #28 – The Perfect End

Todos nós somos familiares com os fins. Mais com alguns do que com outros. O fim do dia de trabalho, o fim do pacote de bolachas, o fim do rolo de papel higiénico… Sim, uns bons e outros maus. Fins, apenas e só isso. Na primeira edição deste espaço todos sabem qual foi o assunto (ou pelo menos deveriam saber), o fim. O fim da vida de alguém que inesperadamente foi ceifada, a vida de Owen Hart. Um triste final para uma alegre vida que acabou por deixar uma mancha negra no impecável currículo que todos queremos acreditar que a WWE tem. O porquê de eu levantar este assunto de novo? Simples! Vamos falar de um fim, mas de um fim em particular que ainda não aconteceu, mas que, como tudo na vida, pode estar para breve. Antes disso, vou-vos dizer o porquê de tudo isto:

Na madrugada de quinta para sexta eu decidi ir à procura de algo para ver, algum filme que me enchesse as medidas, que me chamasse a atenção pelos melhores motivos. E encontrei o que queria. Numa pesquisa “por alto” na categoria desporto encontrei um filme denominado “Senna”, filme esse em jeito de documentário que relatava a carreira do melhor condutor de sempre (ou um dos melhores, dependendo dos vossos critérios) de Fórmula 1, Ayrton Senna. Desde o seu começo até ao seu fim, num trágico Grand Prix em que um acidente lhe ceifou a vida.

Pouco ou nada conhecia deste senhor, pelo que decidi assistir ao filme e digo já que não me arrependi. Foi uma viagem de 1 hora e 41 minutos à vida do astro brasileiro, à sua condução e aos seus títulos, mas, mais do que tudo, foi uma viagem ao seu fim, ao fim da sua carreira, ao fim da sua vida… Mal sabia eu que no mesmo dia em que decidi ver este filme, este faria 54 anos se ainda se encontrasse “cá”, o que me deixou a pensar nas coincidências da vida. Um filme que me deu uma lição de vida, que posso vir a retratar noutro artigo mais à frente, mas deu-me também a base para que eu escrevesse este artigo. O fim da vida de Ayrton Senna fez-me pensar noutro fim, um fim que pode estar para breve, como pode não estar para acontecer tão cedo. Esse possível fim refere-se à Streak de também um dos melhores de sempre, mas na vertente wrestling, Undertaker.

http://www.wwe.com/f/styles/photo_large_lightbox/public/photo/image/2013/03/Undertaker-Unseen-2-EP.jpg

A Streak defendida, ano após ano, por Undertaker na Wrestlemania é um dos maiores atrativos do evento. Ano após ano as pessoas desesperam para ver se é desta que Undertaker é destronado, se é desta que este é derrotado. Muitos tentaram mas até hoje nenhum conseguiu, o que levou a este 21-0. Certamente é algo que nunca ninguém conseguirá alcançar, pois Undertaker há só um e quando este se afastar, não há ninguém capaz de o substituir.

Pois bem, é aqui então que chegamos ao paralelismo entre o artigo e o seu título (que relembro ser “The Perfect End”, ou seja, “O Final Perfeito”). Undertaker já não vai para novo, isso todos sabemos. Muitos lutadores com menos idade que Taker já se reformaram pois viram a sua capacidade de fazer uma performance digna de um combate da WWE ser-lhes tirada como um tapete que nos foge por debaixo dos pés. Mas Taker não… Taker é algo inigualável… Taker consegue combater uma vez por ano e mesmo assim consegue ser nomeado para combate desse mesmo ano de todas as vezes, não fosse ele um dos responsáveis pelo combate que muitos dizem ser o melhor combate de sempre da história do wrestling de entretenimento.

Mark William Calaway, 49 anos, está hoje perto de se reformar. Está, a cada ano que passa, a tornar-se mais frágil, mais suscéptivel a lesões, mais fraco… Mas a sua personalidade não muda, assim como a sua maneira de encarar o wrestling também não, e é por isso mesmo que este aceitou lutar contra Brock Lesnar, The Beast Incarnate, na Wrestlemania que se avizinha. Lesnar é bruto. Lesnar é agressivo. Lesnar é, no seu todo, 100% agressividade, motivo pelo qual tem toda a fama que lhe é associada. Brock Lesnar é, em bom português, um “bicho”. Quantos de nós, na nossa plenitude física, se proporiam a combater Lesnar? Nenhum, aposto. É aqui que Taker entra, é aqui que Taker assume o risco e decide defrontar a besta, o monstro, Lesnar.

Este combate levanta muitas dúvidas quanto ao seu desfecho. Há muito se espera pelo derradeiro combate da Streak, e pensou-se que fosse CM Punk a terminá-la o ano passado, coisa que não se verificou. No entanto, com Lesnar é diferente. Este combate tem um factor de imprevisibilidade que poucos tiveram, pois este tem Lesnar, que além da sua capacidade de destruir tudo e todos à sua volta num abrir e fechar de olhos, tem o “estatuto especial” que outros não têm. Sabem, aquele estatuto que lhe permite ganhar num mês o que outros ganham num ano? Pois, esse estatuto… E agora a pergunta ergue-se, lenta mas assertiva: Está a Streak preparada para terminar? Está Undertaker pronto para abandonar o wrestling? Será Lesnar o homem perfeito para terminar a lendária sequência de vitórias que Taker possui? Ou, a verdadeira “Million Dollar Question”, estamos nós (fãs) preparados para ver a Streak terminar? Para mim, a resposta a todas estas perguntas é simples. Não.

Eu sei que vocês devem estar a pensar que eu sou louco, que eu não sei o que digo, mas eu tenho fundamentos para o que acabei de dizer. Para mim, numa opinião pessoal, a Streak ainda não deve terminar. Sim, estamos na WM 30. Sim, Taker já vai fazer 50 anos. Sim, a Streak já poderia acabar, mas assim? Só assim? Não me entendam mal, para mim a rivalidade está a ser muito bem construída, mas para um final de Streak é preciso mais, é preciso algo épico, algo que se prolongue no tempo como sendo uma das melhores rivalidades de sempre e que, com mérito dos intervenientes, termine a Streak. Isto sim é o final que a Streak merece, é o final que nós merecemos, é o final que, se tiver que chegar, Undertaker merece.

“O Final Perfeito”, aposto que continuam a debater-se com a questão do que isto realmente significa. “O que é que ele quer dizer com isto?”, “Onde é que ele quer chegar?”. Este título tem uma panóplia de significados e representa todo um tipo de situações, e, por consequência, representa também as emoções que as mesmas me causaram. Desde a morte de Senna, desde toda a história em volta da Streak, desde a actual situação de Michael Schumacher… Tudo coisas que me transmitem sensações diferentes, emoções diferentes e que me fazem levantar a verdadeira questão, qual é o final perfeito? Será que ele existe? Será que o final, representando o fim de um ciclo, o fim de algo que foi ou não importante, pode ser perfeito? Na minha opinião, sim, mas apenas e só se for construído de tal forma. Decerto a forma como eu construo o meu final perfeito não será a mesma como vocês constroem o vosso, mas o verdadeiro final perfeito, independentemente de quem o tente alcançar, é aquele que nos transmite as melhores emoções e nos proporciona a maior felicidade.

Finais perfeitos não precisam de ser só nos filmes, e eu vou-vos “oferecer”, em primeira mão, o meu final perfeito para a Streak que pertence a Taker, a única maneira que realmente me faria feliz como fã.

BTM #28 – The Perfect End

Há apenas duas coisas que podem acontecer para terminar a Streak que me deixariam feliz. A primeira delas seria esta não acabar. Sim, eu gostaria que a Streak, a par da personagem de Undertaker, fosse imortal. Depois de tantos anos, depois de tantos obstáculos, de tantos lutadores com potencial para conquistarem o derradeiro prémio não o conseguirem conquistar, porquê acabar algo tão longo? Algo tão bom? Algo que nos trás tão boas memórias? Não há necessidade de terminar algo que pode muito bem viver para sempre e ficar marcado na história do wrestling de entretenimento como a primeira sequência de vitórias em Wrestlemanias (de número tão elevado) a nunca ser batido. Undertaker deixaria apenas de ser Undertaker, para passar a ser o senhor que nunca perdeu em Wrestlemanias, o senhor que venceu tudo e todos, o senhor que durante décadas defendeu a sua brilhante carreira e nunca, nunca deitou a toalha ao chão até o seu corpo não lhe permitir continuar mais. Isto sim, isto seria um fim digno para Undertaker, uma recompensa por toda a dedicação à indústria, um “obrigado por tudo” que a WWE pode, tão facilmente, fazer acontecer.

A segunda coisa seria Kane terminar a Streak. Todos nós estamos já fartos de saber que Kane e Undertaker têm história entre si, todos sabemos quem foram os “Brothers Of Destruction” e se há alguém que pode, com verdade, dizer que conhece melhor Undertaker do que ninguém, esse alguém é Kane. Depois de combates em conjunto, rivalidades, tudo e mais alguma coisa, seria mais que aceitável a Streak terminar desta forma. Digamos que iríamos reviver os tempos da Attitude Era aquando da estreia de Kane, e o cenário iria repetir-se, com Kane a deixar Taker a descansar em paz.

Continuo a afirmar que o primeiro cenário seria, para mim, o mais aceitável, o mais lógico, mas também não me importaria de ver o segundo cenário acontecer.

BTM’s Tribute Of The Week

Falando de Undertaker e de Kane, não podia deixar de falar do senhor que irá ser induzido no Hall Of Fame deste ano e que está, em grande parte, ligado a estes dois. Não fosse ele e quem sabe não estaríamos aqui a falar de Streak alguma… Paul Bearer era o seu nome. Infelizmente este senhor deixou-nos à pouco tempo, deixando uma eterna saudade aos seus admiradores, mas, acima de tudo, à sua família. Quis então, aproveitando a embalagem que trazia do tema de que falei, prestar homenagem a Paul Bearer deixando aqui uma imagem e um vídeo que o retratassem nos seus tempos de glória ao lado dos seus pupilos. Um grande senhor que também já não está connosco, mas que viverá para sempre como um dos melhores managers de sempre na mente e no coração de quem acompanhou o seu trabalho. William Alvin Moody aka Paul Bearer ladies and gentleman…

http://youtu.be/NyoyuZZ9Dj0

Acho que é tudo da minha parte. Agora é a vossa vez de entrarem na conversa, de me dizerem de vossa justiça e de me explicarem qual seria para vocês o “The Perfect End” para a Streak. Deixo esse apelo à vossa imaginação e espero ter-vos cá a relatar as vossas ideias na caixa de comentários! Já sabem que irei, com certeza, debater com vocês os cenários que me apresentarem e toda ou qualquer dúvida que tiverem, consoante a minha disponibilidade para o fazer. Para a semana marcamos encontro aqui, no sítio do costume, para que eu e o meu colega akujy vos transmitamos as nossas ideias do que será a Wrestlemania e do que lá esperamos ver. Já sabem que artigos de qualidade é no WPT, e artigos com a assinatura do vosso Daniel “ThaGr8One” Leite é só aqui, no Beyond The Mat. Vejo-vos na caixa de comentários, ou para os que não comentam, na semana que vem. Até lá!

Sobre o Autor

Foto de perfil de Facebook
- Vencedor do "Concurso Cronista Universo 2013" e actual co-autor do espaço Beyond The Mat.

37 Comentários

  1. Fandangooo!! - há 3 anos

    Grande Artigo!

    Bom…Começando pelo nosso querido maior piloto brasileiro de sempre e a sua relação com a Streak foi simplesmente maravilhosa.A Streak é algo que devia durar para sempre, por tudo que Undertaker fez para o Wrestling e para a WWE, sendo um homem imbatível em WrestleManias, uma coisa que durou 21 anos pra ser feita e com esse são 22, não deveria ter um fim visto que lendas como Shawn Michaels, Edge, Triple H, Kane, Diesel, Jake Roberts, Ric Flair e outros não conseguiram fazer e nomes também como CM Punk, Big Show, Mark Henry, Randy Orton, Batista que também são ótimos lutadores não conseguiram acabar com a Streak. E esse ano temos como o adversário Brock Lesnar e como no ano passado Paul Heyman vai estar em meio a Streak, Lesnar é realmente um adversário perigoso para Undertaker, devido ao seu estilo de luta agressivo, mas estamos a falar de Undertaker que nunca nos decepcionou, sempre fez maravilhosos combates que marcaram o Wrestling e deixaram a Streak cada vez mais famosa.
    Tudo isso são motivos para que a Streak não acabe e que na minha opinião poderia durar este e mais 3 anos fazendo com que seja 25-0 e seria perfeito para Undertaker se aposentar do Wrestling com um legado impressionante que nunca ninguém havia feito.

    • Daniel "ThaGr8One" Leite - há 3 anos

      Muito obrigado! Quis mesmo fazer essa associação pois assim celebrava duas coisas numa só, o aniversário de Senna e a Streak.

      Concordo plenamente. A Streak não deveria mesmo acabar e acredito que será isso que a WWE irá fazer, se Undertaker tiver capacidade para tal. Um 25-0 era perfeito para um terminar de carreira e uma indução no Hall Of Fame do ano seguinte. Ele e Kane, juntos, num último combate que acabaria com a carreira de ambos.

      Obrigado pelo comentário e volta sempre!

  2. Excelente artigo Daniel.

    Também sou contrário ao final da streak, só se esta viesse a ser quebrada por alguém que pudesse substituí-la quem sabe, em uma nova streak, mas quem seria esta nova estrela, ainda não sei te dizer.

    Sobre Kane, também concordo que ele seria o nome mais apto a quebrar a streak por toda a história que circunda estes dois superstars.

    Mas meu final de carreira com Taker seria nos 25-0, em um combate ou contra Kane, ou contra Sting, em que teríamos um empate e o fim da carreira do Deadman.

    • Miguel Cacote - há 3 anos

      Só não gosto da ideia do empate…

      Empate quer dizer que o Taker não ganha…

      • Daniel "ThaGr8One" Leite - há 3 anos

        Concordo plenamente.

    • Daniel "ThaGr8One" Leite - há 3 anos

      Muito obrigado Mário :)

      Não, muito sinceramente não queria ver a Streak ser quebrada por um jovem, porque tudo pode acontecer e a pessoa ser um asno total e ser o maior flop de sempre da história do wrestling!

      Um combate entre Taker e Kane seria perfeito. Um “Buried Alive Match” ou um “Hell In a Cell” seriam as minhas apostas para um combate perfeito! Mas lá está, um empate significa que este não ganha, e seria um final a saber a pouco, por assim dizer.

      Muito obrigado pelo comentário e volta sempre!

  3. john3:16 - há 3 anos

    Foi um bom artigo, fico contente que tenhas falado sobre o dead man e a sua streak, e concordo contigo obviamente ela nunca poderá acabar. De ano para ano fico sempre com receio que seja desta vez que a streak acabe devido muito claro ao estado em que se encontra o dead man, este ano ao inicio fiquem um bocado apreensivo sobre ser o lesnar a lutar com o taker, pois tinha a sensação que ele o partia ao meio, mas depois vi que tanto um como outro precisam deste combate, o lesnar como não luta pelo titulo precisa de um combate de prestigio e nada melhor do que com o taker, e o taker precisa sempre de um oponente a altura e o lesnar é o homem certo.
    Quando undertaker cabar que obviamente pode e tem de ser para breve a história terá de ser bem planeada, se o taker lutar mais um ano e la quiser acabar as coisas podem ficar mais diferentes do que um simples 23-0, primeiro se o taker quiser acabar já este ano o que não me parece acho que a wwe deverá dizer que a streak é imortal e que esta nunca deverá termeinar num número ou resultado certo q o taker pro ano vai logo pro hall of fame, se ele ainda lutar pro ano que a meu ver é a melhor solução pois o lesnar não é digno de ser o ultimo homem a lutar com o taker na sua carreira, já nem falo na streak, ( atenção obviamente que eu queria que o taker acabasse num 24 ou 25, mas irei falar se acabar pro ano e este final que vou dizer parece ser o melhor). Muitos consideram que o cena é o homem certo pro taker acabar, sempre tive medo desse combate, não é que o cena não seja digno de lutar com ele, o problema é que a wwe pense que ele é digno para acbar com a streak e isto não sei se a wwe não pensará, á uns tempos dizia á a wwe não é assim tao burra, mas agora não sei, so espero que não. Os homens assim mais certos para ter esse ultimo combate com o taker é o sting e o kane, vou construir um possível pequeno final numa rivalidade kane vs taker, a feud teria de ser construída cedo, ai no rumble, e teria de ser fundamentada, não é como este ano o lesnar chega a um raw chama o taker pra ele assinar um contrado ele vai dá-lhe um chokeslam e começa a rivalidade, apesar dessa cena ter sido perfeita e a feud estar a ser muito bem construída muito com a ajuda do heyman. Teria de envolver assuntos relacionados com o passado, e com o kane isso seria fácil devido ao seu historial.
    O combate final não seria muito desequilibrado, pois o taker estaria ai com 50 e o kane com 47, não é como este ano que existem mais de 10 anos de diferença, e o lesnar tal como o ano passado contra o hhh este ano tem de lutar com calma.
    O combate podia ser hell in a cell ou combate caxão ou até normal, isso existirião muitas hipóteses, mas no lance final poderia ser o kane a dar a tombstone ao taker, cover 1..2… as luzes apagam-se aparecem nevoeiros por inspiração divina, depois o kane vê que o taker ta fora do ringue la ao fundo, no qual este diz que ninguém consegui vencer a streak e que ela é imortal e que ele irá para sempre descansar em paz.
    Este é um meu possível final imaginario, obviamente que tu e muitos podem não concordar com isto, mas existem “x” hipóteses de fazer um grande final, fico contente que tenhas falado do senna, mais uma vez parabéns pelo artigo e ca semana ca estarei para ler mais um artigo

    • Daniel "ThaGr8One" Leite - há 3 anos

      Muito obrigado pelos elogios e pela excelente participação no BTM, isso é que foi escrever rapaz! Digo de antemão que ver o Cena terminar a carreira frente ao Cena não seria algo que eu desgostasse de ver. Já assumi aqui, por diversas vezes, que sou fã do Cena. Mas, sendo fã ou não, todos devemos dar valor ao trabalho esforçado e à dedicação, e se há alguém que assim o é e que tem estatuto para ser o último adversário de Undertaker, Cena é o homem para o lugar. Isto se a intenção fosse que Cena perdesse, pois o contrário deixaria-me algo transtornado pois penso que ninguém deverá acabar a Streak a não ser Kane (se tiver mesmo que acabar).

      Mais uma vez obrigado pela participação e volta sempre!

  4. MR Perfection André Santos - há 3 anos

    Linda Homenagem final a Bearer. Em relação a essência do artigo, não podia estar mais de acordo. A streak na minha opinião não devia de acabar.Agora até quando será que Taker lutará, e qual o melhor numero de vitórias para ficar imortalizado….ele já está…por isso acho que esta devia de ser a sua ultima Wrestlemania!

    • Daniel "ThaGr8One" Leite - há 3 anos

      Muito obrigado Mestre :)

      Isso podemos analisar a partir de muitos factores: Se pensarmos no número da Mania em si, então esta deveria ser a última porque era o número perfeito, mas, se olharmos ao número da Streak penso que continuar até ao 25-0 e, então aí terminar a carreira -se tiver capacidades para tal- pois era o mais acertado. Acho que o número da Streak se deveria sobrepôr ao da Mania, mas isto sou eu!

      Mais uma vez obrigado e volta sempre!

  5. Afonso.A.Q17 - há 3 anos

    Excelente artigo Daniel!

  6. JoãoRkNO © - há 3 anos

    Belíssima homenagem a um senhor que será para sempre imortal. A streak a meu ver, nunca deveria acabar, visto as personagens que estão nela incluídas, e a duração da mesma. Se algo mudar, só vejo uma única pessoa para terminá-la e consequentemente criar uma nova. Chama-me maluco, chama o que quiseres, mas o único Homem á face da Terra que neste momento colocaria tal responsabilidade nas mãos era o Bray Wyatt. Tem a gimmick ideal, o acting perfeito, as ring skills são ótimas, enfim, é um storyteller do outro mundo.

    • Daniel "ThaGr8One" Leite - há 3 anos

      Bem, para começar, muito obrigado por todos os elogios. É sempre bom perceber que as pessoas gostam do que eu escrevo e que vêem a verdadeira essência das minhas homenagens.

      Quanto ao resto, e és tu o primeiro a quem vou dizer isto pois foste o primeiro a dizê-lo, pôr Bray Wyatt a terminar a Streak seria um autêntico absurdo. Desculpa a expressão, mas seria uma das jogadas mais estúpidas de sempre por parte da WWE. Compreendo que o homem tenha talento, compreendo que ele esteja “na moda”, mas o que será dele daqui a uns anos? Será que vai ter o mesmo impacto? Sabemos lá nós se ele não se torna num parreco de todo o tamanho e é despedido. Sabemos lá nós se a WWE não se cansava dele e o metia a jobbar. E depois? Tinhamos “o” lutador que terminou a maior e mais importante Streak de sempre no que ao wrestling diz respeito a dar vitórias a outras “promessas” como este outrora tinha sido. Olha que Cena só há um, assim como Punk só há um, não vamos pensar que vai acontecer o mesmo com Bray. São tudo suposições da minha parte, é verdade, mas se pensares bem percebes que eu até sei o que estou a dizer.

      De qualquer das formas, muito obrigado pelo comentário e já sabes que és sempre bem-vindo no BTM!

      • JoãoRkNO ® - há 3 anos

        Oh, na boa, as opiniões sao para ser debatidas. Sinceramente não creio que todo o investimento feito na personagem dele seja em vão, apesar de que recuando uns anitos, o Miz foi ME na WM 27 e agora anda tão perdido que até dá dó. Ainda referi isso no artigo de ontem da Salgado, duvido que a WWE cometa o erro de acabar com uma streak lendária, mas se tal se suceder só vejo três nomes para ocupar tal responsabilidade. Mas a tua opinião tem fundamento, espero apenas é que nunca cometam o erro de acabar com a streak, seja quem for o oponente.

  7. Hildo - há 3 anos

    Excelente artigo. A Streak não pode e,na minha opinião Não vai acabar.

  8. Micael Duarte - há 3 anos

    Excelente trabalho.

    Ainda há uns tempos tinha visto algo sobre o Senna :/

    Sabes, eu já fui da ideia que a “streak” devia ter um fim, mas já não olho para o assunto da mesma forma. Tantos lutadores que já podiam ter posto um fim na maior “streak” da WM e não o fizeram, como Shawn Michaels, Randy Orton, Edge, Punk, etc, e agora vinha de lá um lutador e terminava com tudo, apenas porque o Undertaker está no fim dos seus dias, enquanto lutador, etc? Acho que não é uma boa ideia…

    Imagina o que era, um jovem talento como o Ambrose, ter uma rivalidade com o Undertaker e decidirem que seria ele o escolhido para terminar a “streak”… E se o Ambrose fizesse alguma que obrigasse a WWE a pô-lo fora da companhia e este já não pudesse regressar? Ou seja, teríamos o protagonista de um dos maiores, senão o maior feito da história do Wrestling, a terminar a “streak”, para depois ter uma série de problemas? Posso estar a ser um pouco dramático, mas é preciso estudar muito bem em quem se deposita este tipo de responsabilidades…

    Agora, quem eu gostaria que terminasse a “streak”? Pode soar ridículo, e até contraditório em relação ao que escrevi antes, mas eu escolheria o Bray Wyatt. Caso este continuasse a dar provas do excelente trabalho que tem vindo a desenvolver desde que chegou à WWE, mostrando ser uma aposta segura, seria ele o meu eleito. Imagina só as “promo’s”, a dinâmica entre as duas personagens, os segmentos entre os dois… Uish… :D

    • danielLP21 - há 3 anos

      Concordo plenamente com o teu 4º parágrafo. Na “mouche”.

    • Daniel "ThaGr8One" Leite - há 3 anos

      Em primeiro lugar, muito obrigado pelo comentário, como sempre!

      E concordo contigo em tudo menos no final… Não foste o primeiro a dizê-lo, nem és o último, mas eu vou abordar o assunto de novo. Aliás, até vou fazê-lo citando-te a ti! Portanto: “Ou seja, teríamos o protagonista de um dos maiores, senão o maior feito
      da história do Wrestling, a terminar a “streak”, para depois ter uma
      série de problemas? Posso estar a ser um pouco dramático, mas é preciso
      estudar muito bem em quem se deposita este tipo de responsabilidades…”

      Não podia estar mais de acordo com isso, pois defendo exactamente a mesma coisa, mas acho que sim, que foste bastante incoerente naquilo que disseste pois defendes uma coisa em cima e logo em seguida defendes o contrário. Para mim, independentemente de quem fosse o jovem talento -Ambrose, Rollins, Reigns, Bray-, não deveria chegar nem perto da Streak pelos motivos que tu mesmo deste. Sim, eles são excelentes. Sim, eles são dos melhores que lá estão neste momento, mas isso quer dizer que daqui a 5 anos também o sejam? Há que ver que meter um jovem a derrotar a Streak seria o mesmo que meter um homem numa arena cheia de leões presos por cordas. Ele pode fugir durante o tempo que for preciso, até pode nunca ser “comido”, mas a chance de este se dar mal é altamente alta (foi propositado) pois a qualquer altura um dos leões pode roer a corda… Claro que cada um tem a sua opinião e os seus gostos, mas acredito piamente que muita desta aposta em Wyatt, Reigns e etc é porque estes “estão na moda” actualmente. Não o digo de ti, pois sei que já acompanhavas a Family quando estes estavam no NXT, mas muita gente aposta neles para este tipo de coisas mesmo por isso. É como a RTP colocar Anselmo Ralph no juri do “The Voice”, tudo porque este está na moda!

      Mas pronto, espero que tenhas percebido o que eu disse e espero que me venham responder com os teus argumentos já conhecidos da minha pessoa! ;)

  9. akujy - há 3 anos

    Excelente artigo, Daniel. Já fui defensor do final da Streak (especialmente quando foi com o Shawn e o Punk xD), mas agora espero q não acabe. Não concordo em nada com a ideia do Kane, mas entendo o apelo emocional da mesma.

    • Daniel "ThaGr8One" Leite - há 3 anos

      Muito obrigado! Claro, e tu que não apoiasses os “teus” xD
      Sim, eu espero também que não acabe. Compreendo o facto de não concordares, mas acho que tendo em conta as circunstâncias, se a Streak tivesse de acabar, Kane seria o único com o direito de o fazer. A menos que querias lá o Cena, aposto que não te importarias claro x)

  10. José Sousa - há 3 anos

    Por mim a Streak não deveria acabar. Mas a acabar devia ser um jovem a acabar com ela, quase como passagem de testemunho. E para mim o nome que eu mais gostava seria o Bray Wyatt.. Era mesmo o Taker a dizer a minha Legacy está bem entregue, e este homem será o próximo grande mystic Guy.

    • Daniel "ThaGr8One" Leite - há 3 anos

      Obrigado pelo comentário :)

      Lá está a mesma questão dos outros dois comentários… Pôr nas mãos de um “jovem” talento tal peso seria um erro fatal! Seria como dar um tiro no próprio pé e esperar que este nunca sangrasse. Há certas coisas que devem ser arrojadas, inesperadas, mas há coisas em que se tem que jogar pelo seguro, e esta é uma dessas ocasiões. Independentemente de ser o Bray, de ser o Reigns, o Ambrose ou até o Rollins, é muito má ideia.

      • José Sousa - há 3 anos

        Sim mas eu defendo que não deva acabar, só nessas. E não vai acabar. É altamente provável que se vier mesmo o Sting que a WM 31 ou a 32 sejam as últimas do Taker, por isso é Sting e quase de certeza John Cena.

  11. EduardoSantos369 - há 3 anos

    muito bom!

  12. AwesomeTheMiz - há 3 anos

    Grande artigo, Daniel! Parabéns! A Streak é algo único, algo que só a WWE possui, nenhuma outra companhia possui uma streak enorme e de tantos anos e edições. Vamos completamente de acordo em tudo, se alguém tivesse que quebrar a streak, este alguém teria que ser Kane, mas eu torço para a WWE imortalizar a streak, nunca quebrá-la, afinal levaram mais de 20 anos para construí-la, eu, pelo menos, não colocaria tudo a perder em um combate só.

    • Daniel "ThaGr8One" Leite - há 3 anos

      Muito obrigado Bruno!

      Exactamente aquilo que eu penso. Fico contente por ver alguém que concorda a 100% comigo :)

  13. danielLP21 - há 3 anos

    Excelente artigo e uma grande homenagem a Paul Bearer.

    A meu ver, a “streak” não deve acabar. Nem Kane, nem Bray Wyatt, nem Dean Ambrose, nem Brock Lesnar, nem John Cena, nem Sting, nem ninguém deve acabar com esta onde invicta. Se há coisa da qual tenho a certeza (e, no que toca à WWE, são mesmo muito poucas), é que a “streak” não vai acabar. Nem em 2014, nem nunca.

    Caso, por algum milagre, o Undertaker perca na WrestleMania alguma vez, a WWE terá que pensar seriamente naquilo que estará a fazer. Seria, de longe, o maior feito da História do Wrestling, e, por isso, não podia ser um qualquer a acabar com algo tão lendário. Quem me diz a mim que essa pessoa não iria acabar por ser outro Miz?

    Os recordes são para ser quebrados, sim, mas nem todos… Espero que o Undertaker se reforme invicto na WrestleMania. Em relação ao “Perfect End”, nunca vai existir, por duas razões: se estivermos a falar do fim perfeito para a “streak”, isso não vai haver, porque ela nunca vai acabar; se estivermos a falar do “Perfect End” da carreira do Undertaker, esse teria sido na WrestleMania XXVIII, contra o Triple H, no “End Of An Era”.

    • Daniel "ThaGr8One" Leite - há 3 anos

      Muito obrigado caro homónimo :)

      Porra rapaz, obrigado por esse comentário, resumiu tudo aquilo que eu tentei defender no artigo (à excepção de uma ou outra coisa)!

      “Quem me diz a mim que essa pessoa não iria acabar por ser outro Miz?” This is pure gold…

  14. The Game - há 3 anos

    Sobre a streak tenho dois finais possíveis, um é a streak nunca acabar e ser um final feliz que a vida real raramente permite e ir contra a frase que HBK utilizou na altura da wrestlemania 26 “All good things must come to an end” e o Taker assim consolidar-se como a maior estrela de todos os tempos da WWE. O adversário ideal para o seu final combate na minha opinião seria John Cena, a storyline não era difícil de criar, Undertaker iria para o ringue dizer que era altura de ele descansar,não tinha mais nada a provar e que tinha derrotado todos e para o ringue viria Cena a dizer que só depois de o derrotar é que Taker poderia retirar-se e a partir dai os dois iriam fazer magia,Cena é um duns adversário que realmente poderia causar sérias dúvidas ao espectadores sobre o fim da streak. Outro fim seria a streak acabar e aí teria de ser uma estrela jovem e promissora porque quebrar a streak é o maior feito que alguém pode alcançar na WWE e aí só vejo 2 nomes Wyatt e Reigns, estaria mais inclinado para Bray Wyatt seria a rampa de lançamento para uma carreira lendária. Qual seja o fim da streak eu gostava que Undertaker tivesse mais 3 combates,com Cena, Daniel Bryan e Bray Wyatt.

    • Daniel "ThaGr8One" Leite - há 3 anos

      Muito obrigado pelo comentário, antes de mais :)

      Concordo que Cena seria um bom ultimo adversário, como já referi acima. No entanto, como também já disse em cima, não gostaria NADA de ver um jovem (fosse quem fosse) derrotar a Streak. Seria, muito provavelmento, o maior erro de sempre da vida da WWE, que, como sabemos, já cometeu muitos!

      Acho que Taker nunca será derrotado porque é assim que tem que ser.

  15. Miguelfcarlos - há 3 anos

    Excelente artigo! Curioso como viste o documentário exatamente no dia em que o Ayrton Senna fazia 54 anos. Quanto à streak, é preciso ter uma longa conversa filosofa para discutir se a streak devia acabar e como seria a construção do último combate por ela. Na minha opinião, a streak não devia acabar. Ninguém é maior que a WWE. Toda a gente na WWE é substituível. Por isso, acho que a streak devia ser acaba por alguém que mereça. Bray Wyatt, ou qual quer outro do NXT tem de acabar com a streak. Qual seria o interesse de ver a WrestleMania, se o Undertaker já estará reformado e ninguém derrotou a streak. Outra parte é o “Perfect End” para a streak. As storylines com o Triple H e com o Shawn Michaels foram muito boas para acabar a streak. Penso que o último combate da streak tem que ser o main-event da WrestleMania, e tem que ser feito com uma história que comova qualquer fã de wrestling dos 5 aos 50 anos. Acho que a melhor forma de vender um combate da streak é anunciar que aquele será o último combate de sempre do Undertaker. Arranja-se o adversário ideal, uma história que venha a ser desenvolvida no mínimo desde o SummerSlam. E o combate tem que ser também muito bom. Mais fraco que o do Shawn Michaels na WrestleMania 25 não pode ser. Tem que ser um combate cheio de emoções.
    Claramente que este combate com o Brock Lesnar não é o “Perfect End”, porque não tem nenhuma das exigências que disse. Ah, e acho que não precisa de ser nenhum número especial, nem WrestleMania 30, nem 25-0. Tem é que ser o combate que o Undertaker considere ser o último, devido à sua forma física.

    • Daniel "ThaGr8One" Leite - há 3 anos

      Obrigado! Muito curioso mesmo… Ainda dizem que não há coincidências!

      Discordo em alguns pontos, como é normal em comunidade. Acho que a Streak não deve acabar. Acho que não há problema nenhum que a Streak se imortalize, assim como a personagem de Taker. Isso não quer dizer que a Streak é maior que a WWE, apenas quer dizer que a WWE vai ter algo para colocar nos livros de história do wrestling e que permanecerá para sempre na nossa memória. Se me perguntares se eu gostava de contar aos meus netos que vi em acção um dos melhores wrestler de todos os tempos a defender a Streak que nunca foi derrotada e que assim se imortalizou ou se preferia dizer-lhes que vi uma Streak de 22 anos (atá ao momento) a ser derrotada por um parreco qualquer, acredita, a minha escolha seria a primeira!

      Sei que cada um tem a sua opinião, e fico feliz que ma tenhas contado, mas em contrapartida eu tenho a minha e é assim que as coisas têm de ser. Obrigado pelo comentário e pelo teu contributo todas as semanas para tornar o BTM em algo maior do que antes foi, é uma honra!

      • Miguelfcarlos - há 3 anos

        You’re Welcome. Eu tinha escrito “Na minha opinião, a streak não devia acabar.”, mas queria dizer – Na minha opinião, a streak devia acabar. -, mas percebi que reparaste neste erro.

        Exatamente, cada um tem a sua opinião e é como eu disse “é preciso ter uma longa conversa filosofa para discutir se a streak devia acabar e como seria a construção do último combate por ela.”

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador