Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Candidata-te!

Beyond The Mat #30 – BTM Has Left The Building…

Allow us to beg your indulgence…for one last time!

Em memória de todos os que já partiram, em memória de Ultimate Warrior. Em memória do “wrestling” e da vida, mas sobretudo de todos nós, aqueles que têm de continuar. Porque a única coisa certa nesta vida, para além da morte, é o facto de que, aconteça o que acontecer, termos sempre de continuar. Ao menos que o façamos sempre com a memória de tudo aquilo que nunca devemos esquecer, ou seja, a própria memória.

Foi com estas palavras que o BTM abriu as hostilidades, na altura na sua primeira edição, pela mão do Daniel, e em memória a Owen Hart. Faz sentido que as voltemos a usar uma última vez. Nós somos o akujy e o ThaGr8One, sejam muito bem-vindos…pela última vez…ao Beyond The Mat!

Created By: World’s Greatest Tag Team
#30 Written By: World’s Greatest Tag Team
In Memory Of: Ultimate Warrior (1959-2014)

Se há lição que podemos aprender com o último regresso de Warrior à WWE, é que o perdão tem de fazer parte da nossa vida. Porque esta é curta e pode acabar quando menos se espera. Mas – e há sempre um “mas” – essa não foi a única lição que a passagem final de Warrior por Stamford pode ensinar a todos nós. Podemos também aprender – ou relembrar- que a vida é curta e tudo pode acabar repentinamente. Aliás, tudo, não só a vida, pode acabar de repente. O Beyond The Mat está ciente desse facto e por isso mesmo entendemos que era a hora de nos despedirmos dos nossos fiéis leitores. Foram vinte e nove edições de grande intensidade e sempre a darmos tudo o que tínhamos, foram vinte e nove edições ao mais alto nível. Nunca quisemos apresentar algo que não achássemos que fosse o melhor possível, pois sempre entendemos que os nossos leitores têm direito ao melhor. Assim sendo, quando a streak chegou ao fim, apercebemo-nos que era hora de dizermos adeus. Porque tudo tem um fim… até a streak

“The Streak Is Over!” – Estas são as palavras mais usadas por este mundo fora desde há alguns dias para cá. E nós, aqui no BTM, ficamos sensibilizados por todo o mundo ter reparado que a streak chegara ao fim. Sempre soubemos que havia muitas pessoas que não eram indiferentes à streak, mas nunca pensamos que fossem tantas. Após vinte e nove edições, o BTM falhou finalmente uma semana. The streak is over, indeed! Após vinte e nove edições consecutivas, o BTM falhou uma aparição pela primeira vez na sua história… Ah pensaram que estávamos a falar de outra streak? Não, pá! Isso já lá vai, habituem-se!

E como é que aconteceu? Isso é uma história mais complicada. Digamos que eu (akujy) e eu (Daniel) temos andado numa fase complicada das nossas vidas e houve bastantes problemas pessoais que nos impediram de estar ao mais alto nível na semana passada… Aliás, impediram-nos de estar presentes, ponto final. Sempre que nos orgulhamos que, fizesse chuva ou sol, o BTM sempre aparecia, sem falhar, pronto a gerar emoções, pronto a criar uma ligação com os nossos leitores, de uma forma que mais nenhum artigo no WPT consegue. E que nos perdoem os outros colegas escritores, nãos nos estamos aqui a armar em melhores que eles, apenas gostamos de pensar em nós como o espaço mais único deste site. Pela rebeldia, pelo conteúdo, pela apresentação, por tudo. Gostamos de falar de wrestling, ou cá não estaríamos, mas gostamos sempre de ir um pouco mais além. Sempre defendemos que a vida é mais que wrestling e que o wrestling é muito mais do que apenas factos e números. Sempre nos orgulhamos de conseguir ligar e desligar a nossa inspiração, como se um interruptor a controlasse.

Foi desta forma que conseguimos marcar presença nas vossas salas de estar durante 29 semanas consecutivas. Mas um dia o mundo ruiu e demos por nós a não conseguir fazê-lo. Talvez haja muitas pessoas que estivessem prontas a dar-nos uma palmada nas costas e a dizer que é algo que acontece a todos, que o mundo não acabou e que devíamos continuar… Só que o próprio wrestling, de que tanto gostamos, nos parecia mandar sinais de que era tempo de encerrarmos a actividade. Foram umas últimas semanas muito conturbadas nesse capítulo… A streak de Undertaker acabou, (nada que se compare à streak do BTM, mas somos obrigados contratualmente a mencionar este facto) tal como os reinados de Randy Orton e Aj Lee. Os Evolution estão de volta, Cesaro é o novo Paul Heyman Guy… As coisas estão a mudar e, ao olharmos para essas mudanças, pensamos que talvez seja hora de mudarmos também.

É claro que os nossos problemas pessoais também contribuíram muito para esta decisão, não podemos mentir, mas ao olharmos para tudo à nossa volta, parece que as estrelas se alinharam e decidiram indicar-nos o caminho da mudança, o caminho da reforma. Acontece a todos um dia e nós não somos excepção.  Vamos lá a isto, por uma última vez…

#30: Beyond The Mat Has Left The Building!

Não queremos falar sobre wrestling hoje. Não muito. Queremos dizer-vos para aproveitarem a vida, para apreciarem as coisas para sentirem a felicidade dos momentos. Não só dos grandes, mas dos pequenos também. A vida faz-se de todos eles e devemos sempre aproveitá-los.

Não vos queremos dizer para viverem o dia de hoje como se fosse o último. Porque isso seria mentira, seria uma grande ilusão. Vivam como se fosse o dia de hoje, mas lembrem-se do de ontem e não pensem de mais no amanhã.

Não vos queremos dizer adeus, porque nem sequer somos bons em despedidas. Sempre vivemos esta experiência de escrever no WPT com toda a intensidade que tínhamos. Quisemos sempre ser o melhor artigo, quisemos sempre ser os melhores cronistas, até quisemos sempre ter os melhores leitores. Não nos contentamos com pouco, nem achamos que vocês mereçam pouco. Por isso, quando chegou  a hora de resumir toda a nossa passagem por este espaço, ficamos quase sem palavras. Não vos podemos dizer mais que não seja para aproveitarem cada momento, para saborearem cada minuto e para respeitarem cada dia que passa.

Viver é uma dádiva e as emoções são a nossa recompensa. E há dias em que essa recompensa é grande. Aqui no BTM sempre tentamos contribuir para esses momentos, sempre tentamos quebrar a monotonia, fazer a diferença, ajudar a uma semana melhor.

Tivemos grandes momentos e fomos presenteados com comentários de grande nível, que muitas vezes nos mostraram que conseguimos mexer com as pessoas. Esse foi o melhor presente que nos puderam dar, nunca aspiramos a muito mais que isso. Nunca esperamos fama, nem fortuna, nem glória. Apenas queríamos criar um verdadeiro laço com os nossos leitores. Por vezes foi complicado, porque nem sempre as coisas nos correram bem.  Também tínhamos dias em que não nos apetecia sequer levantar. Mas continuamos enquanto foi possível…continuamos até ao dia em que motivos de força maior nos levaram a não podemos estar mais aqui… E assim que falhamos essa semana, decidimos que era tempo de nos despedirmos em grande. Tudo tem um fim…até o Beyond The Mat. Mas a experiência é o que conta, não é verdade?

http://i.imgur.com/uBeM7a1.jpg?1?7362

 E foi mesmo uma grande experiência. Alguém se conseguirá esquecer da imagem acima representada, e feita pelo JoãoP, que durante muitas edições representou o BTM? Até isso teve o seu fim, pois para a semana final escolhemos fazer uma estreia, conforme tínhamos prometido. Estreamos um vídeo BTM, mais uma vez feito pelo JoãoP. O João tem sido um grande apoiante do BTM e tem contribuído muito para o sucesso do mesmo. Dizem que o público é o décimo segundo jogador de uma equipa de futebol? Pois bem, nesse caso podemos dizer que o João é o  terceiro cronista do BTM. Pois já ganhou esse título honorário e já fez por merecer. E eu (akujy), tal como eu (Daniel) queremos agradecer-te por todo o apoio e ajuda que nos deste. Sem ti o Beyond The Mat teria sido completamente diferente. Um muito obrigado!

É fácil achar que tudo é fácil. É fácil dizê-lo também. É também fácil falar de tudo e não falar de nada em simultâneo. É fácil para nós afirmar que adoramos aquilo que aqui fizemos. É fácil garantir que saímos conscientes de que demos o nosso melhor semana após semana, day in and day out, e isso deixa-nos descansados. Orgulha-mo-nos, acima de tudo, do trabalho que aqui vos deixamos. Daquele trabalho que vocês acompanharam desde que o BTM é BTM. Já lá vão muitos meses de artigos, muitos meses a queimar neurónios na busca do tema perfeito, da escrita perfeita. do tema perfeito… Se chegámos a alcançar essa perfeição? Hell no! Tal como tudo na vida a escrita é feita de aprendizagem. Aprendizagem contínua! Todos os dias, ao trabalharmos na nossa técnica, alcança-mos um novo nível de escrita. Tal como o wrestler que todos os dias treina os seus combates, as suas manobras, também nós fazemos esse trabalho, mas cada dia é um novo dia e há novas coisas a aprender. Se Saramago morreu sem saber colocar a pontuação correcta num texto, acham mesmo que nós seríamos capazes de alcançar a perfeição? Hell no!

Tudo isto para dizer que não é fácil escrever. Não é fácil ir ao fundo da nossa sabedoria e desencantar um texto qualquer que lá apareça, motivo pelo decidimos agir desta forma. A vida é curta, sabemos de antemão que não é eterna e que a qualquer momento ela nos pode ser ceifada, pelo que achamos que o que aqui tinhamos a fazer está feito, o nosso contributo está dado e no final do dia podemos descansar a cabeça na nossa tão aconchegante almofada e orgulharmo-nos daquilo que até hoje fizemos. O wrestling continuará a fazer grande parte das nossas vidas assim como todos vocês que levamos no coração por tudo aquilo que fizeram por nós, todas as vezes que nos ajudaram a melhorar, a querer ser algo melhor do que aquilo que éramos, e por tais actos nunca seremos capazes de vos agradecer o suficiente!

As despedidas são más. Más por tudo o que as envolve, tudo o que elas significam, mas curiosamente são as despedidas -as verdadeiras despedidas- que nos permitem seguir em frente com o sentimento de aceitação. Sabemos o que foi, ajudámos a ser o que foi, e agora sabemos que teve um fim, que chegou ao fim da linha e que acabou da maneira menos dolorosa. Poucos são aqueles que têm a chance de se despedir. Owen Hart. infelizmente, não teve a possibilidade de se despedir. Warrior teve e não teve a oportunidade de se despedir. Este conseguiu presentear todos os seus fãs com uma despedida emocionada camuflada de uma promo, mas e da familia? Da familia certamente não se despediu, e é por isso mesmo que estamos a fazer isto. Vocês, acima de leitores, tornaram-se a nossa família, a nossa “outra” familia. Aquela parte da familia mais “nerd” que gosta toda da mesma coisa (principalmente quando essa coisa é wrestling) mas que acima de tudo se dá às mil maravilhas, mesmo tendo pontos de vista diferentes. Tal como a família Anoa’i, percebem? Como é que os adeptos do Liverpool costumam cantar? “You’ll never walk alone”, certo? Bem, vocês nunca permitiram que nós caminhássemos sozinhos, caminharam sempre do nosso lado e permitiram que esta experiência se tornasse num marco nas nossas vidas. O nosso muito obrigado a todos vocês Beyond The Mat fans!

BTM’s Memorial Of The Week:

Ultimate Warrior era um wrestler pouco (ou nada mesmo) talentoso no ringue. O facto de ter falecido não muda isso. Não somos hipócritas e as coisas são como são. Mas um bom performer nem sempre é baseado apenas no que faz dentro do ringue…e nesse aspecto, naquele que ia para além da técnica, Ultimate Warrior conseguiu tornar-se num dos maiores fenómenos de sempre e conseguiu fazê-lo de uma forma que para sempre nos irá marcar. A sua história foi tão diferente do habitual que acabou, ao contrário de todas as histórias, com um final perfeito…uma despedida em grande. Descansa em paz, Ultimate Warrior, pois o teu espírito e a memória do que fizeste irão viver para sempre.

Em memória de todos os que já partiram, em memória de Ultimate Warrior. Em memória do “wrestling” e da vida, mas sobretudo de todos nós, aqueles que têm de continuar. Porque a única coisa certa nesta vida, para além da morte, é o facto de que, aconteça o que acontecer, termos sempre de continuar. Ao menos que o façamos sempre com a memória de tudo aquilo que nunca devemos esquecer, ou seja, a própria memória.

Em memória do Beyond The Mat.

Beyond The Mat Has Left The Building!

You’re Welcome!

Se tiverem percebido tudo o que dissemos, irão entender que fizemos uma despedida (No sh*t Sherlock!). Mas se realmente perceberam tudo isto, vão chegar à conclusão que aquilo que parece, nem sempre é. Sim, despedimo-nos, mas não estamos de saída, muito pelo contrário! Não, não foi mais uma falsa despedida à lá BTM, apenas quisemos fazer a nossa despedida enquanto ainda podemos, pois nunca se sabe o amanhã. Se há coisa que aprendemos com Warrior é que não faz mal nenhum dizer o que nos vai na alma de vez em quando, não faz mal nenhum dizer adeus de vez em quando. Não é vergonha nenhuma…e um dia pode mesmo ser necessário. E se o tivermos feito antes, talvez tudo seja melhor. E por isso um dia, quando já não estivermos cá, se não tivermos tido oportunidade de nos despedirmos, podem sempre voltar a ler a edição número 30 e a relembrar que foi um prazer para nós escrever neste site. Uma grande, grande honra. Obrigado a todos vocês, nossos leitores, que são a razão de fazermos isto, sempre com um sorriso no rosto. E nas palavras de Warrior…”O espírito do BTM irá viver para sempre.” Pois este é feito de todos vocês. Até para a semana.

PS: Desculpem lá qualquer coisinha…

World’s Greatest Tag Team Has Left The Building!

Beyond The Mat #29   Last Forever (2)

Sobre o Autor

43 Comentários

  1. FranciscoxbCorreia - há 3 anos

    Grande artigo, por momentos pensei que fosse o último, mas depois cheguei à verdadeira conclusão. RIP Warrior.Cumprimentos, e continuação de um bom trabalho.

    • Daniel "ThaGr8One" Leite - há 3 anos

      Muito obrigado Francisco! Ahah, o objectivo era esse mesmo, que as pessoas pensassem que era o último, mas que depois consigam perceber o porquê de o termos feito desta forma. Espero que não tenham levado a mal por terem sido enganados outra vez ahahah :)

    • akujy - há 3 anos

      Obrigado Francisco e obrogado por fazeres parte do espirito do BTM. Espero que continues sempre a marcar presença por aqui.

  2. John_3:16 - há 3 anos

    Vou-vos ser sincere, a meio do artigo quando me parecia que tudo ja estava mais que evidenciado que iam sair de vez queria ficar por ali, não me apetecia ler mais testos filosóficos de despedida, pois não queria acreditar no sucedido, mas enfim, no final la compreendi do que se tratava, e foi uma maneira bastante comovente e dramática de se despedirem de uma era que trouxe felicidade e tristeza, um ultimo adeus a warrior e um adeus especial á streak, e receberem de braços abertos o que ai vem, assim espero que continuem com grandes artigos nesses tempos que se avizinham, e parabéns aos 3 pela qualidade destes 30 artigos.

    • Daniel "ThaGr8One" Leite - há 3 anos

      Muito obrigado John! Espero que, a par do Beyond The Mat e de quem o escreve, continues a assistir a tudo o que se passa e a debater connosco todas as semanas porque são vocês que fazem deste espaço o que ele actualmente é, e por isso agradeço-te a ti e a todos os leitores :)

    • akujy - há 3 anos

      Obrigado João, mas somos só 2 e não 3. Não quisemos chatear os nossos leitores nem fazer um falso discurso de reforma, apenas quisemos fazer uma despedida que, por todos os motivos que referiste, era necessária. Um muito obrigado pela assídua participação no BTM.

      • John_3:16 - há 3 anos

        Obrigado e desculpa la aquilo dos 3 :) enganei-me

      • akujy - há 3 anos

        No “Problemo”, dude! :)

  3. danielLP21 - há 3 anos

    Desta vez não me enganaram eheheh

    Excelente artigo, com as referências a Saramago (eu acho que o homem sabia usar a pontuação, simplesmente queria ser diferente) e ao Liverpool (<3) a servirem como cerejas no topo do bolo.

    O que vocês escreveram neste artigo é uma grande verdade: nunca se sabe o dia de amanhã e, por isso, é melhor dizermos hoje o que não dissemos ontem e o que poderemos não ter a oportunidade de dizer amanhã. Ainda assim, pessoalmente, detesto usar a palavra "adeus", por isso é muito improvável que algum dia a vá usar só porque no dia seguinte poderei já não estar cá. Os outros que o façam xD

    • akujy - há 3 anos

      Ainda bem, Daniel. Foi melhor que não te tenhamos enganado de novo. A ideia nem era essa, embora entenda que possa ter acontecido com algumas pessoas, mas era necessário dar alguma solenindade para que as pessoas percebessem e apreciassem a despedida. Obrigado pelos elogios e deixa-me que te diga que também não gosto nada de dizer adeus. Mas às vezes é mesmo preciso.

  4. MR Perfection André Santos - há 3 anos

    Mais uma vez tiro o meu chapéu e faço uma vénia para este artigo! Desculpem todos os meus amigos cronistas, mas está aqui uma obra de arte de escrita! O Ultimate Warrior está em grande nesta quarta-feira de ouro!

    Mais uma despedida…No Way, Jose! Parabéns pelas 30 edições!

    • akujy - há 3 anos

      Muito obrigado. E o Warrior sem dúvida merece. Um dos maiores nomes de sempre do Wresting. Pois é, mais uma. Vá, também não vamos andar sempre a fazê-las, mas esta ficou, pelo sim, pelo não, pq se há coisa que o Warrior tmb nos ensinou, é que n custa nd fazê-lo d vez em quando.

      E obrigado pelos parabéns das 30 edições. Para a semana também comemoras um marco! Lá estaremos.

    • MR Perfection André Santos - há 3 anos

      Ah! Joãop está fantástico o video!!!

      • akujy - há 3 anos

        Sem dúvida! O homem merece todo o crédito do mundo! Estava a ver que nng falava nisso. xD

      • joaop - há 3 anos

        Obrigado André. Foi com todo o gosto. Esta gente merece!

  5. José Sousa - há 3 anos

    Muito obrigado por esta espetacular homenagem de despedida. E obrigado por continuarem meus caros. Agradeço por fazerem parte desta equipa, e já sabem que eu não quero competir com vocês ;).

    • akujy - há 3 anos

      Nem nós queremos competir com ninguém. Aliás somos grandes fãs do S&M. Obrigado pelas palavras de encorajamento e acho que foi uma homenagem à altura do Warrior.

  6. joaop - há 3 anos

    Venho por este meio pedir desculpa a toda a gente que eu gozei sem piedade quando vinham para aqui dizer que se emocionaram com alguma coisa que viram ou leram no wpt. O vosso texto deixou me arrepiado durante toda a leitura (mesmo). E conseguiu deixar-me com os olhos com água no ultimo paragrafo.. Conseguiram-me fazer sentir alguma coisa muito boa para além do wrestling. Posso dizer que com orgulho que foi o BTM que me desvirginou as emoções no wpt :xD Obrigado por isso.

    PS- Vocês são parvos ou quê? Tenho a boca cheia de palavras, do vernáculo mais ordinário que existe, para vos chamar!!! Querem-me matar do coração? Porra pá!! Otários!

    • danielLP21 - há 3 anos

      Finalmente foste desvirginado (no que toca às emoções proporcionadas por artigos do WPT, claro)!

    • akujy - há 3 anos

      That’s the stuff!!! Era isso mesmo que nós queríamos, que dessem valor a esta despedida, (mesmo que n acreditassem) pq a vida á curta d mais e n custa nd dizer o que nos vai na alma de vez em quando. Obrigado por tudo, JoãoP. Tens sido uma figura incontornável do BTM!

  7. Arvanix - há 3 anos

    Grande artigo, quando li o inicio pensei : “Não, não me digas que é o fim…”, mas, depois de ler, lá cheguei à verdadeira conclusão. R.I.P. Warrior.
    Artigo fenomenal, realmente excelente.

    Parabéns Daniel e Akujy, foi mais uma vez um prazer ler o vosso artigo ;)

    • akujy - há 3 anos

      Obrigado Arvanix. A ideia era mesmo causar essa sensação e fico feliz que tenhas gostado, obrigado pela participação no BTM.

  8. MicaelDuarte - há 3 anos

    Excelente trabalho.

    Confesso que tive sempre presente, durante toda a leitura, se isto não seria mais um dos vossos jogos (e tinha razão xD).

    • akujy - há 3 anos

      Obrigado Micael. Nós somos como o Flair, vamos arrastar-nos até não podermos mais. xD Ah Ah Ah! xD Desta vez a ideia não era mesmo trollar ninguém, foi mesmo a maneira de criar a sensação que se pretendia para dar ênfase ao tributo e ao que este significava.

  9. JoãoRkNO ® - há 3 anos

    Belo trabalho e mais uma bela partida, juro-vos que quando li o título pensei logo o pior, enfim, mas depois lembrei-me dos vossos trolls e aqui está mais um . Já sabeis que sois parte fundamental na semana de nós, leitores, são artigos como os vossos que entusiasmam tudo e todos a vir aqui comentar, dia após dia, semana após semana . Foi uma homenagem sublime, a alguém que poderá não ter marcado a carreira de todos nós, sendo as idades o determinante fator, mas sem dúvida um nome que ficará para sempre na história como um verdadeiro Main-Eventer carismático .

    Um muito obrigado, aqui vos espero todas as semanas para mais um BTM ! (:

  10. Miguelfcarlos - há 3 anos

    Grande artigo, excelente trabalho dos dois. Seus sacanas, vocês assustaram-me, mas afastei-me antes do World Strongest Slam. Espero que o BTM tenha mais 470 edições, mas claro que também gostava que a streak chegasse a 25-0 e não aconteceu. Vocês são realmente os maiores. E agradeço também ao joaop por contribuir para tornar deste espaço o melhor do wrestling.pt, pois ele fê-lo de livre vontade e não ganha nada com isso, mas ainda assim fê-lo. Quanto a mim, pelo sim pelo não, adeus.

  11. Diogo7 - há 3 anos

    Excelente artigo. Bem que me enganaram com o título do artigo e com o texto. xD

    Parabéns! A despedida está muito boa, apesar de não gostar nada de despedidas. Muito bom texto mesmo.

    E parabéns ao JoãoP. O video está fantástico!

    • akujy - há 3 anos

      Obrigado Diogo. Acho que ninguém gosta de despedidas, mas infelizmente fazem parte da vida e porque não fazê-las de vez em quando? Nunca se sabe o amanhã.

      • Diogo7 - há 3 anos

        Tens razão. A mensagem de despedida está muita boa, como já tinha dito. ;)

  12. Jardel - há 3 anos

    Aff Odeio o BTM Não Entendo Merda Nenhuma o Que Voz Diz,Muito Ruim Mesmo.

    • Arvanix - há 3 anos

      Tu estiveste a ler o texto ou a olhar para uma palavra ou duas em cada frase tentando perceber do que se tratava?

      Não entendes? Ok, mas explica uma coisa : Se não entendes como podes ter a coragem de criticar?
      A culpa não é deles se não percebeste o que a mensagem queria transmitir, ou se não sentiste nenhuma emoção.
      Se tu dizes que é ruim? É a tua opinião, e cada um tem a sua, e há que haver respeito pelas opiniões dos outros.
      Mas olha, pelo menos se olhares os comentários acima, perceberás que todos os outros leitores perceberam/entenderam o que eles queriam dizer/trasmitir.

      Mas pronto, essa é a tua opinião, e eu respeito e tenho a certeza que eles respeitaram também ;)

    • akujy - há 3 anos

      O ódio também é uma emoção, portanto diria que o BTM também cumpriu a sua missão contigo. You’re Welcome!

      • Daniel "ThaGr8One" Leite - há 3 anos

        Daaaaaaaaaaaaaaaamn!

  13. akujy - há 3 anos

    Muito obrigado João. Vá, nós já esgotamos as partidas deste género, Para a próxima é mesmo de vez. xD Nem quisemos trollar, mas era necessário dar uma sensação de despedida para fazer passar a mensagem. Obrigado pelas palavras e pela participação assídua no BTM.

  14. akujy - há 3 anos

    Muito obrigado Miguel e adeus para ti também, até poque nunca se sabe o dia de amanhã. Obrigado por tudo e tens toda a razão sobre o João. Sem dúvida merece um grande agradecimento.

  15. JoãoRkNO © - há 3 anos

    Ah, já me estava a esquecer, muito parabéns JoãoP pelo belíssimo video realizado . Algo de uma qualidade excelente, era bom ter alguém que fizesse vídeos sobre o wrestling aqui no WPT .

  16. RVD_77 - há 3 anos

    Epá que susto do caraças tava a ver que o meu artigo favorito ia desaparecer do WPT. Continuem o excelente trabalho!!!

  17. Rodrigo Neves - há 3 anos

    Porque é que as pessoas têm que morrer… RIP WARRIOR, RIP ULTIMATE WARRIOR!

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador