Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Contacta-nos!

Beyond The Mat #38 – Live a little…

“Don’t just work, Kerry…Live a little.” Estas palavras foram proferidas há mais de uma década, pela boca de uma personagem fictícia, e servem de mote ao artigo desta semana..

Foram muitas as saudades desta casa, destes amigos, destes leitores, de tudo isto. Foram muitas as semanas de ausência, não só da ribalta deste espaço, mas do próprio wrestling em si. Durante todas estas semanas, ou a maioria delas, não vi wrestling e pouco ou nada li sobre o assunto. E agora que regresso, nesta hora de matar as saudades, não há melhor maneira de abrir o BTM desta semana do que…a falar sobre uma série de televisão! Estavam á espera de wrestling? Até parece! Ou não fosse eu o akujy, ou não fosse isto o Beyond The Mat! Bem-vindos

Created By: World’s Greatest Tag Team

#38 Written By: akujy

Mark Greene, personagem fictícia da série E.R. – conhecida em Portugal como Serviço de Urgência e no brasil como Plantão Médico – que foi exibida na NBC entre 1994 e 2009, era um daqueles médicos que todos gostávamos de ter. Com uma vida dedicada à medicina, ao cuidado dos seus pacientes, bem como à cura dos males que os afectavam, Mark era um homem de honra que punha, acima de tudo, o bem estar dos seus pacientes. Depois de uma vida dedicada ao County General – o hospital de Chicago onde trabalhava – Mark descobre que tem um tumor no cérebro. Após uma operação bem sucedida, Mark parecia estar novamente livre para fazer aquilo que tanto gostava, dedicar-se ao trabalho. No entanto, cerca de um ano depois, o tumor voltou e desta vez não havia nada a fazer.

(Mark Greene, personagem interpretada por Anthony Edwards entre 1994-2002 e 2008)

Confrontado com a morte iminente, Mark continuou a fazer o que sempre fizera, trabalhar…trabalhar até ao fim. Até ao dia em que percebeu que haviam coisas mais importantes na vida e, no seu último dia de trabalho, decidiu relembrar a sua velha amiga, Kerry Weaver, (outrora inimiga) que esta talvez não se devesse limitar apenas ao trabalho, talvez devesse viver um pouco mais. E foi com estas palavras que deixou o County e partiu rumo ao Havai, onde teve ainda tempo de reconstruir a sua relação com a sua filha adolescente, antes de eventualmente falecer. Na memória ficarão sempre aquelas palavras… “Don’t just work, Kerry…Live a little.” Palavras de um homem moribundo, que dedicara toda a sua vida ao trabalho, e cujo último conselho foi precisamente dizer a uma amiga para viver e aproveitar mais a vida.

E agora perguntam-me vocês: “akujy, qu tem isto a ver com wrestling?” Até porque foi para ler sobre wrestling que “pagaram” o vosso bilhete, certo? Vamos lá então falar de wrestling!

#38 – Live a little…

Na semana passada o Daniel foi quase fuzilado por muitas pessoas que discordaram da forma como ele falou sobre muitos fãs de wrestling que hoje em dia parecem criticar apenas por criticar. Muitos desses fãs tomaram ofensa nas suas palavras, talvez por não terem compreendido a extensão das mesmas e…decidiram criticar mais um bocadinho. Assim sendo, decidi (mais ou menos) voltar a abordar este tema, se bem de que uma forma um pouco diferente.

Nas semanas que estive ausente deste espaço, deixei de ver todo e qualquer tipo de wrestling. Infelizmente tinha coisas mais importantes a acontecer e simplesmente não tinha tempo para acompanhar. Deixei de ver wrestling, deixei de ler notícias, spoilers e tudo o mais. Durante muito tempo, o wrestling deixou de existir para mim. Por isso, quando voltei, a minha perspectiva das coisas era completamente diferente. No entanto, pude verificar que pouco ou nada mudou e que a IWC continua igual a si mesma. Para provar este facto, basta analisarmos o que se passou com o SummerSlam. Vamos lá a isso.

Match 1: Rob Van Dam defeated Cesaro

Não há muito que dizer sobre este combate. Antes do mesmo ocorrer, o pessoal queria ver Cesaro a vencer e não foi isso que aconteceu. Pessoalmente não vi qualquer benefício nesta vitória de RVD e por isso entendo os que criticaram este resultado. Continuemos!

Match 2: Dolph Ziggler defeated The Miz © for the IC Title

Naquele que foi um combate agradável, Dolph Ziggler conseguiu capturar o título intercontinental, até então na posse de The Miz. Antes deste combate, a IWC clamava desalmadamente por uma vitória de Dolph Ziggler. Porque merecia um push, porque é um excelente performer, blá, blá, blá, whiskas saquetas e não sei mais o quê. Mas assim que o combate terminou, a cantiga parecia ter mudado. Queixavam-se agora de que esta derrota do Miz não devia ter acontecido, visto que lhe retiraria toda a credibilidade e poria um fim ao aparente push que estava a ter.

Pessoalmente eu acho que as pessoas precisam é de aprender que há vários tipos de push e que nem todos eles significam uma escalada até ao main event. Assim sendo, esta vitória de Dolph foi mais que merecida e o erro aqui foi sequer ter dado o título ao Miz em primeiro lugar. Ainda assim, este continuará a desempenhar a sua gimmick narcisista, enquanto que Dolph pode agora finalmente ostentar algum ouro à cintura. E por isso, não sei o porquê de tantas críticas.

Match 3: Paige defeated AJ Lee © for the Divas Title

Aqui vem mais um combate que gerou algum falatório. Antes do evento, muito boa gente da IWC não tinha quaisquer problemas em dizer que Paige devia sair vencedora deste evento. Porém, após a mesma se tornar campeã, eis que se dá uma inversão de 180 graus e as mesmas pessoas que antes torciam por Paige começam a dizer que não percebem como AJ perdeu o título…e que o devia ter mantido e bla, bla, bla, whiskas saquetas.

Pessoalmente, apenas acho que o combate foi curto e que lhes deviam ter dado mais tempo para contar uma história. De resto, embora preferisse uma vitória de AJ, não tive qualquer problema com a vitória de Paige.

Match 4: Rusev defeated Jack Swagger

Este é talvez o caso mais bicudo de todo o PPV. Antes do SummerSlam, a IWC era unânime, ou quase, em dizer que Rusev devia ganhar e que o seu push não devia ser parado por alguém como Swagger, cujo historial todos conhecemos. Porém, há medida que o evento se foi aproximando, alguns analistas até preveram que Swagger venceria. (Inclusive um senhor que por aqui escreve, e cujo nome nem vou dizer, porque obviamente se não fui eu, só pode ter sido…)  E quando Swagger não venceu, as mesmas pessoas que diziam, antes do PPV, que este tinha que perder, vociferaram os seu descontentamente com a vitória de Rusev. Porque Swagger tinham momentum, porque uma vitória dele seria um momento para multidão se sentir bem, e tantas outras desculpas que arranjaram por aí para se contrariarem a si mesmos. Será pedir muito que tenham um pouco de…sei lá…coerência?

Aquilo que as pessoas não perceberam, já que estavam demasiado ocupadas a analisar (em excesso) resultados, é que esta feud serviu totalmente o seu propósito. Apesar de não ter tido a melhor das construções (fruto de muitos segmentos repetitivos), a verdade é que esta rivalidade fez com que as pessoas acreditassem mesmo que Swagger podia vencer. E é isso que se pede em qualquer rivalidade, mas ainda mais numa em que o vencedor era óbvio. Tudo isto foi feito para elevar Rusev e lhe dar mais heat e o objectivo foi conseguido. E em vez de desfrutarem do que foi, apesar de tudo, uma boa rivalidade que serviu o seu propósito e gerou interesse, (quando poucos pensaram que isso fosse acontecer) eis que a IWC volta a pecar por excesso de análise, incoerência e descontentamento com o resultado final. Vá-se lá saber porquê!

Match 5: Seth Rollins defeated Dean Ambrose

Aqui está mais um caso muito interessante. Naquele que foi um grande combate, e talvez aquele em que se viu o melhor uso da estipulação lumberjack, Seth Rollins venceu Dean Ambrose.

Ainda me lembro de incontáveis fãs de wrestling que temiam que Rollins fosse o mais prejudicado quando os Shield acabassem, pois tornar-se-ia jobber e não sei mais quantos e não sei mais o quê. Eram na realidade medos legítimos, não o nego, mas eis que Rollins venceu a mala MITB e conseguiu também a vitória sobre Ambrose.

Reacção da IWC? A que seria de esperar. Muita gente ficou chateada porque Ambrose tinha atingido um alto nível de popularidade e merecia ganhar, até porque tinha uma melhor e mais interessante personagem…blá, blá,blá.

Vamos lá por os pontos nos I’s. Ambrose tem tudo para se tornar num Main Eventer, isto caso a WWE decida apostar nele. Algo que podem fazer com calma, por isso, não tenho qualquer problema que a WWE tenha decidido elevar Rollins com esta rivalidade. Faz todo o sentido, ao contrário do que muitos clamam, pois ambrose não precisa de uma mala para se destacar, e não é uma derrota no SummerSlam que acaba com ele. Se ele não tiver sucesso é porque a WWE não quer. E por isso a vitória de Rollins, após uma excelente rivalidade que elevou ambos os homens, era o resultado mais lógico.

6: Bray Wyatt defeated Chris Jericho

Aqui não há muito a dizer, a não ser que esperava algo mais no ringue destes dois. Pode ser que à terceira seja de vez. A IWC queria uma vitória de Wyatt e esta aconteceu, deixando-os satisfeitos. E era obviamente o resultado mais lógico. Nada a apontar.

7: Stephanie McMahon defeated Brie Bella

Mais um caso interessante, este. Antes do PPV, A maior parte da IWC não se chateava nada em ver uma vitória de Steph. No entanto, lembro-me que, após o PPV, muito boa gente se queixava desta ter ganho e de como Bella devia ter ganho, já que – segundo eles – representa Daniel Bryan e não sei mais o quê. Meus amigos, a lógica ditava que Stephanie tinha de vencer, especialmente porque já todos deviam estar à espera de onde a WWE queria ir com toda esta rivalididade. Criar atrito entre as irmãs gémeas. E embora seja algo que não no interessa muito, será algo com que vamos ter de levar nos próximos tempos. E pessoalmente esperava (e queria) que a Steph ganhasse…e assim foi.

Match 8: Roman Reigns defeated Randy Orton

Aqui também não há muito a dizer. Era óbvio que Reigns ganhava e assim aconteceu. Não houve grande alvoroço da IWC a esse respeito, mas há que convir que, embora sempre tenham gostado de Reigns, vão ver como em breve já o estrão a odiar. São das tais coisas. Venceu quem devia e por isso não há mais nada a acrescentar, a não ser que podiam ter arranjado alguém que fosse melhor parceiro de dança para Reigns do que Orton, já que a falta de química entre ambos foi mais que evidente.

Match 9: Brock Lesnar kicked John Cena’s © ass for the WWE WHC

Mais um caso interessante. Antes do evento, o mundo inteiro clamava por uma derrota de John Cena e pediam a Lesnar que os salvasse de mais um reinado monótono. Nada de novo, portanto, e até justificado. Mas depois do PPV, a cantiga mudou. Porque subitamente todos aqueles que queriam que Lesnar vencesse se sentiram incomodados pelo facto de um part-timer ser o novo World Champion. “Um escândalo,” disseram alguns! “ Se era para isso mais valia o título ter ficado com o Cena,” disseram outros!

Pessoalmente, não me importo nadinha de ver Lesnar como campeão e adorei ver Cena a ser massacrado e derrotado de forma limpa e convincente. E tendo em conta que tudo isto provavelmente faz parte de uma história maior, onde alguém (possivelmente Reigns) acabará por nos salvar de Lesnar, faz todo o sentido que o resultado tenha sido este. Se a WWE decidir dar um tiro no pé e dar o título ao Cena já na NOC, isso é que já não faria sentido.

No fim do dia, podemos então dizer que o SummerSlam, embora não tenha sido um super sucesso, foi um PPV agradável e onde a lógica acabou por imperar na maioria dos resultados. Mas para a IWC, foi provavelmente o pior PPV do ano e não sei mais quantos e não sei mais quê. Como diria o outro…”Não havia necessidade!”

Mas…se esperam que aqui o akujy, a pessoa mais polémica destas bandas, parta agora para um daqueles momentos em que vai criticar a IWC, bem como os comentários feitos pelos seus membros…desenganem-se! Em vez disso, prefiro falar-vos de outra coisa.

Foram muitas as saudades desta casa, destes amigos, destes leitores, de tudo isto. Foram muitas as semanas de ausência, não só da ribalta deste espaço, mas do próprio wrestling em si. Durante todas estas semanas, ou a maioria delas, não vi wrestling e pouco ou nada li sobre o assunto. E agora que regresso, nesta hora de matar as saudades, não há melhor maneira de fechar o BTM desta semana do que com uma pequena análise ao que a minha ausência de wrestling fez por mim.

Depois de tantas semanas sem ver wrestling, tive muitos programas em atraso para por em dia. E vi-os todos. Para meu grande espanto, vi-os sem o cinismo de outros tempos, sem o excesso de análise que tantas vezes fazemos, nós membros da IWC. Encontrei-me numa situação em que, por não ter tido wrestling nenhum, aprendi a dar mais algum valor ao que actualmente tenho. Pude assim encontrar alguma paz e apreciar as coisas boas que vão acontecendo. Sim, o panorama do wrestling em geral continua negro, especialmente o da WWE, e enfadonho. Sim, a fórmula dos super-heróis continua a ser aplicada…mas existem coisas boas e aprendia a apreciá-las com calma e a criticar de uma forma mais ponderada, bem como a analisar de forma menos cínica tudo o que vejo.

Não quero com isto dizer que voltei a ser um míudo, ou que toda a magia do wrestling voltou a aparecer para mim, mas admito que agora já vou descobrindo alguma magia naquilo que vou vendo. À medida que vamos crescendo, essa magia vai-se perdendo, os conhecimentos vão aumentando e acabamos por olhar para o wrestling com olhos cínicos, demasiado analíticos e lá vamos perdendo aquilo que realmente interessa…a capacidade de apreciar o espectáculo.

BTM’s Conclusion Of The Week:

Não vou criticar os vossos comentários, não vou tecer duras críticas à vossa atitude. E muito menos irei dizer que não devem criticar aquilo que está à vossa frente. Os erros existem, as coisas não são todas boas, nem lá perto, e é a expressar as nossas ideias que fazemos com que o mundo perceba o que pensamos e o que queremos que mude. Nunca vos direi para pararem de criticar, nunca vos direi para pararem de analisar. No entanto, e ao contrário do que é normal, gostava de vos pedir que deixassem de crescer, que pelo menos por algumas horas por semana conseguissem retroceder no tempo e reencontrassem a alegria de ver wrestling e as coisas boas que neste ainda existem.

Talvez nunca venhamos a recuperar a magia da nossa infância, talvez nunca venhamos a recuperar a ingenuidade que nos acompanhava, mas podemos sempre encontrar a paz, tal como eu encontrei (pelo menos por agora) que nos permita olhar para tudo isto com olhos menos cínicos. Por isso o que eu gostava que realmente fizessem, ao analisar wrestling, ao comentar wrestling…mas sobretudo ao ver wrestling, era que…Don’t just work. Live a little.

You have been peacefully Pipe Bombed!

Sobre o Autor

- akujy é um seguidor de wrestling com 3 décadas de experiência, uma paixão pelo Benfica e uma mania de constantemente mudar a sua foto de capa do Facebook! Deal with it! É com muito orgulho que faço parte desta equipa do WPT como colaborador, a publicar algumas notícias e como co-escritor do artigo Beyond The Mat.

57 Comentários

  1. José Sousa - há 2 anos

    Welcome Back! E muito, muito obrigado por voltares e por uma vez mais teres me deixado quase comovido com o teu texto. Eu revejo-me no que tu dizes a 100%, e tal como dizes não perceberam bem o que o Daniel quis dizer, talvez porque não quiseram, ou em parte por não entenderem um grito de revolta.

    Sim o produto não está bom, mas tal como tu dizes, eu também por coisas da vida aprendi o ano passado a ver o wrestling como tu vês. Sim não tenho a mesma ingenuidade , mas consigo retirar prazer de pequenas coisas que acontecem num episódio( menos ver o Wyatt a ser destruído por aqueles três vá lá).

    Mas sim tens razão, e eu adoro o Ambrose mas sei que tenho que ter calma para ver a ascensão dele. Tipo temos um titulo de topo, não podemos esperar que todos subam ao mesmo tempo, por isso percebe-se que o Rollins e o Reigns sejam as prioridades. Sobre o Rusev, muitos disseram: mas tu previste que o Swagger devia vencer. Sim!, mas não quer dizer que ao ver o combate não ache que fizeram bem e que decidiram bem.

    Posto isto, Bem-vindo de volta e ainda bem que sou o primeiro a comentar o teu regresso. É um enorme prazer voltar a ter a tua presença no site.

    • akujy - há 2 anos

      Obrigado José e é para mim um enorme prazer estar de volta. Ainda não vou tendo tempo para comentar todos os artigos que costumava comentar, incluindo o smoke, mas espero que em breve isso aconteça. De resto fico satisfeito por teres entendido o objectivo do artigo. Às vezes é sempre bom conseguir apreciar um pouco as coisas em vez de as analisar de mais.

      • José Sousa - há 2 anos

        E sobretudo isso não é impeditivo de veres más coisas, apenas não negas que existem coisas boas.

      • akujy - há 2 anos

        Exactamente, Nem tudo é bom, mas não devemos deixar escapar o que de bom vai acontecendo.

  2. JoãoRkNO ® - há 2 anos

    Resumo deste artigo : ” You have been peacefully Pipe Bombed! ” . Bem vindo outra vez , espero que deixes de ser um ” Part time player ” e que regresses em peso , porque as quartas feiras já não eram as mesmas sem ti e o Daniel . Concordo com toda a análise , realçando o final , porque nunca devemos perder o nosso lado de criança , apesar de que agora temos uma ligeira noção das coisas . Esta modalidade encheu a minha infância , e espero muito sinceramente que apesar de todos os entraves que a vida nos apresentar daqui para a frente , eu consiga manter esta chama dentro de mim .

  3. Mafi - há 2 anos

    Bem vindo de volta :)

    Tenho tantas saudades quando não percebia nada disto e acreditava em (quase) tudo, bons tempos. Para mim é difícil reencontrar a magia que sentia antigamente quando vivemos numa era de informação que não pára. Os dirt-sheets e as redes sociais também contribuem imenso para isso. Eu não consigo escapar aos spoilers (falando no Smackdown) por muito que queira, se calhar não tento o suficiente mas sou impaciente. E claro que depois já vou com uma ideia pré-determinada dos acontecimentos e não consigo apreciar da mesma maneira como se não soubesse o que vai acontecer.

    Acho que é natural dos fãs de wrestling e do próprio ser humano, nunca estar satisfeito com nada. Somos seres racionais e sabemos que a WWE consegue sempre fazer melhor, por várias provas que deram no passado. Eu ainda consigo apreciar o produto (bem algumas coisas) pelo que ele é, se não conseguisse não continuava a ver, não sou masoquista. Isto para mim é um hobbie mas pronto, às vezes é mesmo frustrante quando a WWE atenta à nossa inteligência e faz dos fãs burros. Já vimos que o booking é do mais inconsistente que há e é por isso que sou optimista e receptiva a coisas novas, mesmo que há partida não pareçam que sejam grandes melhorias do produto.

  4. MR Perfection André Santos - há 2 anos

    He´s Backkkkkkk!

    Bem vindo colega! Em primeiro é uma honra voltar a ler o BTM( desculpa ao Daniel por não ter lido na semana anterior, pois estava de “vacances”).

    Como te compreendo em relação ao estado actual do wrestling e as contradições de opiniões que andam no ar = internet!

    Nada acrescentar! Eu próprio vejo o wrestling de outra maneira, de uma forma suave, olha como anda a maré, seja vaza ou cheia…xD!
    Não estou a ver nada de extraordinário e os wrestlers que ainda me cativam (Bray Wyatt, Dean Ambrose) estão em “banho maria” especialmente o Bray. O panorama não é o mais favorável mas que fazer? Segue na maré e logo se vê.

    Olha mas já sabes por 9,99€…ok tu sabes!

    Welcome back!

    • akujy - há 2 anos

      Olá André e obrigado. Realmente as coisas não andam boas, mas se não tivermos a capacidade de apreciar aquilo que vamos tendo, então pq é que vamos perder o nosso tempo a ver? Há que criticar o que está mal, sempre, e há que lutar contra o conformismo, mas não podemos ser apenas máquinas de analisar, senão estaremos a prejudicar-nos a nós mesmos ao não apreciar aquilo de que tanto gostamos. E por 9,99€….xD

  5. Tiago Correia - há 2 anos

    Primeiramente, uma palavra de boas vindas. Espero que seja para ficar.

    Ainda pensei em não comentar o conteúdo do artigo mas acho que tu e o Daniel, pessoas que sabem debater com respeito e categoria, merecem sempre que os comentários sejam 100% sinceros. Penso que é o melhor elogio que se pode fazer ao vosso excelente trabalho.

    O BTM é daqueles espaços que vale mesmo a pena ler. Tenho a certeza de que para a semana vão trazer, novamente, um artigo fabuloso mas, desta vez, estou em desacordo com a maior parte do que escreveste.

    Na tua opinião a IWC (boa maneira de falar “no geral” ahah) discordou de (quase) todos os resultados do PPV. Eu não sei onde vocês se baseiam para dizer isso mas aqui no site não pode ter sido. ALGUMAS pessoas criticaram ALGUNS resultados, não foi nada essa onda de revolta que falas no artigo. Aliás, senti que as pessoas, a sua maioria, gostou do PPV embora este não tenha sido fabuloso. O ponto é que vocês, tu e o Daniel, criticam umas “opiniões fantasma” porque, excepto 4 ou 5 pessoas (uma minoria neste comunidade), as pessoas gostaram do que lhes foi apresentado, ainda que com um ou dois reparos.

    Eu percebo a lógica do “live a little”, a sério que percebo. Não percebo é o porquê de termos essa condescendência toda com o Wrestling. Mas nada na vida te revolta? Não sei se gostas de futebol mas vamos admitir que sim. Imagina que és do Benfica, que está a passar uma má fase pela fraca qualidade das suas aquisições. Se este site fosse de futebol tu dirias aos Benfiquistas “epá deixem de criticar, “live a little,”, desfrutem dos Títulos conquistados no último ano”?

    2014, na minha opinião, está a ser o pior ano da WWE desde que vejo Wrestling. Ninguém me obriga a ver, óbvio, mas o facto de ver não me retira o direito à critica. Se não gosto de muitas coisas de que vejo, se consigo apresentar argumentos para justificar a minha insatisfação, porque raio não hei-de fazer? Aliás, se os fãs decidirem “live a little” e não manifestarem a sua insatisfação, a WWE achará que tudo está bem e continuará a apresentar este produto.

    Btw, texto maravilhosamente escrito como de costume.

    • José Sousa - há 2 anos

      Já agora, espero que não tenhas ficado zangado comigo por causa de semana passada. Até porque sabes que eu gosto de ser critico, e como tu dizes sim existe criticas ou pessoas que gostam de se exceder ou influenciar, mas a maioria não deve pagar pela minoria. E espero que continues a debater comigo, como fazias no passado( é que fiquei com a sensação que ficaste aborrecido).

      • Tiago Correia - há 2 anos

        Ahahah, olha ao menos já me fizeste rir hoje!

        Achas mesmo que ia ficar chateado contigo por discordarmos de um determinado assunto? Já nem sei se comentei o último Smoke mas se não o fiz foi por ter tido pouco tempo. Quase que fiquei ofendido com essa tua “desconfiança” até porque és das pessoas que eu mais estimo aqui no site.

    • akujy - há 2 anos

      Obrigado pelas boas-vindas. Quanto a ficar, vou tentar vir apenas recolher os cheques nos grandes PPV’s, estilo Lesnar e dps deixo os outros fazer o trabalho todo no resto do ano. xD Não, estou a brincar. Ainda vou estando limitado, mas vou trabalhando para continuar e assim esperemos que seja. Quanto às criticas da IWC, refiro-me mesmo ao geral, não só às pessoas que aqui comentam no WPT. Infelizmente a IWC é um pouco excessiva nas suas críticas e basta abrir vários sites internacionais para ver alguma constante falta de coerência, não só sobre o SummerSlam, mas sobre tudo o que é wrestling.

      Quanto à pegunta que fazes, se algo na vida me revolta…vá lá…estamos a falar do akujy, se leste as edições passadas, sabes que me revolto por tudo e por nada. xD (E em especial com o meu Benfica que este ano está uma miséria xD) Mas às vezes é preciso também olhar para as cosias com olhos menos críticos, senão não disfrutamos delas. Nunca devemos ser conformistas, nem eu defenderia isso, e há que criticar o que está mal e expressar as nossas opiniões sempre! Mas também temos que tirar algum tempo para apreciar o que estamos a ver, senão acaba por perder o interesse.

    • Daniel "ThaGr8One" Leite - há 2 anos

      “Eu não sei onde vocês se baseiam para dizer isso mas aqui no site não pode ter sido. ALGUMAS pessoas criticaram ALGUNS resultados, não foi nada essa onda de revolta que falas no artigo. Aliás, senti que as pessoas, a sua maioria, gostou do PPV embora este não tenha sido fabuloso. O ponto é que vocês, tu e o Daniel, criticam umas “opiniões fantasma” porque, excepto 4 ou 5 pessoas (uma minoria neste comunidade), as pessoas gostaram do que lhes foi apresentado, ainda que com um ou dois reparos.”

      Óh Tiago, eu prezo bastante a tua presença e opinião e sabes que respeito e tenho em consideração as mesmas, mas não podes estar a falar a sério com essa parte do texto! Tu acompanhas apenas o WPT ou vês também foruns americanos? Mas é que nem vou por aí, porque não é preciso. Dizer que supostamente só umas 4 pessoas falaram mal do que se passou no PPV é algo chocante quando claramente não foi isso que aconteceu. Nada contra ti, nem contra ninguém, mas é um pouco dificil levar essa parte do comentário a sério quando é mais que claro que estas “opiões fantasmas” na verdade existem …

      • Tiago Correia - há 2 anos

        Acompanho o WPT e outro fórum português (não sei se posso fazer publicidade não autorizada xD), Fóruns americanos confesso que não acompanho nenhum, até porque o meu inglês não é assim lá grande espingarda.

        Desculpa Daniel, mas eu não disse que só 4 pessoas falaram mal do que se passou no PPV. Disse é que apenas umas 4 ou 5 pessoas, aqui no site, tiveram essa opinião negra que tu e o Kuyj representaram no artigo.

        Vou tentar explicar melhor para que não fiques com má ideia a meu respeito. Imagina que o PPV teve 4 combates. Eu não gostei do 1º combate mas gostei dos outros 3, no entanto vinha aqui criticar o que não gostei. O Manel, por sua vez, não gostou do 2º combate e veio aqui dizer de sua justiça, embora tenha gostado dos restantes.

        Ou seja, muitas pessoas tiveram algo a dizer de um ou dois combates mas poucas disseram que a maioria dos combates tinha sido mau. Mais uma vez, baseio esta opinião em apenas dois sites, portanto até posso estar a ser injusto com vocês. Agora daquilo que li, muito sinceramente, não vi mesmo essa onda de revolta. Por exemplo, essa mesma onda aconteceu no Royal Rumble deste ano. E muito justamente, diga-se de passagem.

  6. MicaelDuarte - há 2 anos

    Bem-vindo de volta, akujy. Fizeste um bom trabalho neste “estreia”.

    Entendo perfeitamente o que dizes, mas não consigo olhar para as coisas dessa forma. Não agora. Neste momento, a WWE está numa fase bem negra e não há como negar isso. É um facto.

    Se, ao longo de uma Raw ou uma SmackDown (já nem falo dos outros, como é óbvio), a maioria do conteúdo apresentado fosse de qualidade, ninguém daria importância a certos pormenores que acabam por falhar. E isso é normal, nada é perfeito e muito menos um produto de Wrestling. Contudo, a WWE tem vindo a fazer programas com uma grande falta de coerência e decisões duvidosas. Ninguém iria querer saber quantas vezes os RybAxel já enfrentaram os Usos, ou quantas vezes o RVD já enfrentou o Rollins, se o resto do programa tivesse qualidade e nos fizesse “esquecer” algumas das falhas.

    Por exemplo, na semana passada, o Mark Henry e o Big Show derrotaram a Wyatt Family (ainda estou a tentar encontrar a lógica disto…), e depois o Henry foi interromper o Rusev. Até aqui, tudo bem. Na Raw desta semana, o Rusev apareceu, tal como o Henry, mas este último nem se lembrou que o Rusev existia… Outro exemplo é a “feud” entre o Swagger e o Bo Dallas. Há umas semanas, durante a “feud” entre o Rusev e o Swagger, o Bo Dallas “jobbou” para o Swagger e neste momento estão em “feud”… Não vou dar mais exemplos, porque já os dei na semana passada.

    Não consigo compreender como é que num programa de duas horas e tal, a WWE não consegue construir rivalidades como deve de ser e dar o mínimo seguimento ao que aconteceu na semana anterior… Enfim, lá estou eu a analisar demais e a fazer aquilo que tu criticaste, mas é mais forte do que eu…

    • akujy - há 2 anos

      O “live a little” é mt bonito na teoria e mt dificil na prática. E eu sei bem isso, especialmente dps de olhar, por exemplo, para os spoilers da SD. Ainda assim s n o pusermos em prática d vez em quando acabamos por n desfrutar do espetáculo a q estamos a assistir.

  7. Diogo7 - há 2 anos

    Bem-vindo de volta, akujy. Bom artigo de regresso ao BTM e ao WPT.

    Uma coisa que não podemos negar, é que o produto está muito mau, neste momento. Se calhar é por isso que não consigo ver “wrestling”, sem analisar e criticar o que estou a ver. Claro que consigo desfrutar de alguns momento quando estão em acção os meus “wrestlers” preferidos (Cesaro, Rollins, Ambrose, Bray Wyatt), mas já não consigo ver “wrestling” dessa forma. Momentos como o ME da última RAW, fazem-me pensar, “porquê que eu ainda continuo a ver isto?”.

    Talvez se o produto estivesse bom, como quando comecei a ver em 2004/2005, eu não analisava nem criticava como hoje em dia. É que são demasiados erros de “booking”, “burial” de novos talentos (Wyatt Family, Cesaro, Damien Sandow, Ziggler, etc.) e histórias sem qualquer sentido este ano na WWE, que é dificil não reparar. Nem é preciso dar exemplos porque na semana passada já foram dados imensos exemplos do momento muito mau da WWE.

    Espero ver-te a ti ou ao Daniel para a próxima semana porque este espaço tem tudo para ser o melhor do WPT.

    • akujy - há 2 anos

      Olá Diogo e obrigado. Mas lá estão vocês com o “tem tudo para ser o melhor”. mas qual é. pá? Já somos o melhor. xD S n acreditassemos nisso nem punhamos cá os pés. xD

      • Diogo7 - há 2 anos

        Eu digo isso porque vocês estavam a imitar o Brock Lesnar xD. Agora devem voltar ao “full-time” xD

      • akujy - há 2 anos

        Com o WWE title! xD

  8. akujy - há 2 anos

    You’re Welcome! xD Obrigado e agradeço também a tua participação regular no BTM. É muito importante que saibamos também apreciar as coisas em vez de simplesmente nos perdermos em excessos de análises. Claro que nunca voltaremos a ter a ingenuidade da infância, mas é sempre bom se conseguirmos ser um bocadinho crianças quando vemos wrestling.

  9. akujy - há 2 anos

    Olá Mafi e deixa-me desde já agradecer as grandes participações que tens vindo a fazer no BTM. Espero que seja para continuar. Não sou um fã de conformismo (logo eu), nem lá perto, nem estou a sugerir que as pessoas se conformem. Apenas acho que o excesso de análise retira capacidade de apreciar o espetáculo que, por mt pobre que seja actualmente, lá vai tendo algumas coisas boas de vez em quando.

  10. DX Rules - há 2 anos

    BEM-VINDO DE VOLTA!

    Ora o meu comentário era praticamente fazer copy e paste deste artigo por isso vou fazer isto curtinho.

    Eu deixei de ver Wrestling no SummerSlam passado e só voltei a ver na altura em que algo chamado Wresltemania XXX aconteceu, sendo que comecei a acompanhar wrestling outra vez. E durante a Mania e o MITB eu raramente ia ao WPT e comecei a ver o wrestling de outra forma como tu. Afinal isto é espetáculo e nós temos (como no caso do cinema, TV, livros, videojogos) suspender a noção de realidade e acreditar no que estar a acontecer. Não podemos ser Nit Pickers (para quem não sabe é uma expressão que se usa para quem parece que está a ver a porra dum filme só para encontrar os erros dele) e só no final é que com calma temos de analisar o programa semanal ou o PPV no geral, pegando de forma compreensiva nos erros e tentando perceber o que é que a WWE queria e o que está errado com essa ideia.

    Só assim é que se melhora. E talvez pelas críticas às vezes incoenrentes e outras vezes com razão mas sem perceberem que a WWE tem a intenção de fazer um bom espetáculo e que falhou, e em vez de darem ideias construtivas, chamam nomes à companhia e dizem que vão deixar de ver o produto, talvez, não sei, possa ser uma das razões pela WWE ignorar e mesmo criticar a IWC. (Isto é já agora critica à IWC em geral. Please do not hate).

    Bem-vindo de volta mais uma vez e acabei por não ter coerência porque disse que ia fazer um comentário pequeno e acabei por não o fazer xD

    • akujy - há 2 anos

      Olá e obrigado. Realmente n tiveste coerência e isso só prova q és membro da IWC, Vais já levar ban! xD Mas a sério, o produto acualmente é mau, e eu sei disso melhor q nng – especialmente dps d ter visto um monte d programas seguidos xD – mas a vdd é q s n apreciarmos um pouco o q estamos a ver, só estaremos a fazer mal a nós msm. Claro q isso n significa q teremos d deixar d criticar, pelo contrário. Conformismo é q nunca!

      • DX Rules - há 2 anos

        Exatamente!

      • Matheus Silveira - há 2 anos

        Artigo muito “Anti – Cenation” pro meu gosto , tente ser mais mais igual ..

  11. José Sousa - há 2 anos

    O que me fez rir hoje foi o banho “gelado” do presidente do Sporting. Aquilo sim foi um banho ao nível da pessoa em questão, ou seja, patético.

  12. Hildo - há 2 anos

    Já tinha saudade de ler suas linhas por aqui Akujy, Bem vindo de volta!

    Tem razão, por mais que hoje critiquemos um dia quando ficarmos sem ver ou como no seu caso ficar umas boas semanas sem acompanhar, talvez olhemos para trás e pensaremos ”Estava no paraíso e não sabia”.

    Ou talvez não, cada qual age de um jeito e tem seu pensamento sobre o que acompanham, por exemplo, eu acho que os NWO com aquele exagero todo, contribuiu para a WCW chegar onde chegou, mas muitas pessoas (muitas mesmo) duvido que pensam do mesmo jeito.

    • akujy - há 2 anos

      Obrigado Hildo, Por acaso falas num tema interessante, a NWO e as monday night wars, tenciono falar nisso eventualmente.

  13. akujy - há 2 anos

    As pessoas gostam do que gostam. xD Mais mais igual a q?

  14. danielLP21 - há 2 anos

    “You have been peacefully pipebombed”?! Ahahah, só tu… Bem-vindo de volta!

    Gostei bastante do artigo e até consigo concordar contigo. Simplesmente, neste momento, não consigo agir assim. Eu dizia exactamente o que tu defendeste neste artigo há uns meses atrás, mas as coisas chegam a um ponto em que já não dá mais. O produto actual é do pior que já se viu, e eu gostava de saber como vai estar a WWE daqui a 10 anos. Não vou ver isto até lá, uma vez que acabarei, eventualmente, por deixar de acompanhar (seja qual for a razão), mas hei-de espreitar isto em 2024 e ver quem está no topo e onde foram parar as grandes promessas de hoje em dia.

    Em relação ao SummerSlam, concordo com a tua análise, excepto em relação ao Título Intercontinental. Se o tinham dado o Miz (bem ou mal não importa, já o tinham dado e acabou), ao menos que o pusessem a defendê-lo com sucesso num PPV a perdê-lo no seguinte, de preferência num Triple Threat ou num Fatal 4 Way em que ele não sofresse o “pin” decisivo. Dessa forma, credibilizavam (em teoria) o Dolph Ziggler e não descredibilizavam o Miz. Era um 2 em 1. No meu tempo era assim que as coisas de faziam (quase sempre), mas parece que cresci muito e o meu tempo já passou…

    • akujy - há 2 anos

      You’re Welcome! xD Epá, realmente é verdade, a partir do momento em que lhe deram o título deviam tê-lo protegido de outra forma, mas são das tais asneiras que a WWE faz q nos dão vontade de às vezes mandar o “live a little” à fava. xD

  15. Galloway - há 2 anos

    Bem, como Tag Team que são, tinham que escrever em consonância e foi isso que aconteceu.

    Tal como o artigo anterior, não posso dizer que concordo com ele, porque não concordo.

    Não gosto de generalizações, e acho que este artigo, tal como o anterior, se baseia em tal.

    A “IWC” não tem representação aqui, que eu saiba, portanto, o propósito dos artigos não foi lá muito conseguido.

    Pelo menos que eu tenha visto, já que no site, quem critica o faz com fundamento, elogiando também o que de bem se faz.

    • akujy - há 2 anos

      A IWC tem representação aqui, sim. Todos nós somos parte da IWC. E embora o WPT n constitua a sua maioria, faz parte da mesma. Qualquer pessoa que goste de wrestling, tenha um pc e visite as dirtsheets faz parte da IWC. Tal como já disse antes, n afirmei q essas críticas foram feitas aqui, Mas infelizmente há mt boa gente na IWC q s contradiz regularmente, De resto agradeço mais uma participação tua no BTM.

      • Galloway - há 2 anos

        Não me referia ao comum dos mortais, como nós, mas sim a quem pode ter algum peso no mundo do wrestling, como sites, podcasts, etc.

        Se era a essas pessoas que dirigias o teu post, aí já posso tender a concordar, mas como disse no comentário original, por aqui não vejo o que descreveste no artigo.

        Mas claro que, como em todos os assuntos, há sempre extremismos e incoerências inerentes aos mesmos.

        De nada, cumprimentos.

      • akujy - há 2 anos

        Obrigado eu pela participação.

    • Daniel "ThaGr8One" Leite - há 2 anos

      Lá vamos nós voltar à questão da generalização… É impossível não generalizar, porque não há maneira de nos referirmos a uma ou duas pessoas em particular. Como disse na semana passada, há excepções, claro que há, mas para o efeito pretendido com estes artigos ter o impacto desejado há que generalizar, é assim tão dificil de perceber isso?

      E sim, a IWC tem representação aqui, porque o WPT e as pessoas que o acompanham fazem parte do mesmo, não sei qual é a dúvida quanto a essa questão.

  16. BRRM - há 2 anos

    Excelente artigo.

    Quando escreveste sobre a magia ir desaparecendo à medida que crescemos pus-me a pensar: se eu tivesse começado a ver wrestling há um ano com certeza eu não estaria tão frustrado com o produto atual pois via tudo com outros olhos. Mas esse não é o caso e por isso não consigo deixar de criticar a forma como estão a tratar aqueles que têm tudo para ser o futuro desta empresa. Bem, o Seth está a ter uma boa construção e tudo indica que o mesmo vá acontecer ao Ambrose, mas a forma como eles estão a enterrar os Wyatt’s e o Cesaro… Já para não falar de parecer que eles estão a tentar fazer de tudo para que os fãs se virem contra o Reigns.

    Anyway, talvez seja melhor seguir o teu exemplo e deixar de acompanhar isto durante uns tempos, mas duvido que resulte comigo.

    • akujy - há 2 anos

      N acho q seja preciso deixares d acompanhar, acho que bastará passar a olhar para a coisa com outros olhos. Afinal de contas, e por mt mal q a coisa esteja, seria pior s n tivessemos nada.

  17. ivan albuquerque - há 2 anos

    CENA HATERS EVERYWHERE

  18. Leonardo Trevisane - há 2 anos

    Welcome Back ! Já estava a sentir saudades, as quartas feiras, realmente não estavam boas. Vê la se não saia novamente, e daqui a pouco vira um The Rock kkkk, Finally he’s back!

  19. Daniel "ThaGr8One" Leite - há 2 anos

    “Ora portantes”, é isso. É isso, é isso e é isso. Só. Isso e apenas isso, porque isso é isso e isso é o que devia de ser. Porque sempre foi isso. The end.

    PS: Há que perceber que o que eu fiz na semana passada foi isto que tu fizeste, num estilo “akujyzado”. Isto, que tu aqui fizeste, foi um artigo “Danielzado”. Por alguma razão -que ninguém vai conseguir explicar- nós trocámos de lugar por uma semana, mesmo sem termos a noção disso. O que eu fiz foi pôr os pontos nos i’s. Foi dizer aquilo que me ia na alma e que precisava de ser dito, porque ninguém mais aqui aparenta ter as “bolas” para o fazer. Eu fi-lo, e disso não me arrependo. Embora num estilo “akujyzado”, aquilo sou eu, as minhas palavras sempre me retrataram e sempre o farão, e não há nada que fique por dizer quando se trata de sermos fieis a nós próprios.

    Cada um tirou as ilacções que conseguiu, retirou do texto aquilo que conseguiu perceber, ou aquilo que pretendeu perceber… Em qualquer um dos casos, poucos foram os que atingiram o nível a que eu me encontro e foram capazes de ver “a luz”. Como tu dizes, foi só mais uma razão para arranjar motivos para criticar. A quem a carapuça serviu ou deixou de servir a mim pouco me importa, as pessoas lá saberão quem são, e em nada isso me interessa, pois só a elas diz respeito. Porém, admito que meti o dedo na ferida, e fi-lo propositadamente para chocar aqueles que julgam que do BTM só saem textos, digamos… “fofinhos”. Não, no BTM falam-se as verdades, e se para isso é preciso ser-se polémico e “botar” o dedo na ferida, eu “boto”! Ponto.

    PS 2: Obrigado por demonstrares o teu lado “fofinho”, foi bonito de se ver xD

    • akujy - há 2 anos

      Eu sou tudo menos fofinho. xD Mas pronto, vou agradecer as palavras para n parecer mal e na próxima vez q fizer um BTM arranjo maneira de falar mal de ti. xD You’re Welcome!

  20. Daniel "ThaGr8One" Leite - há 2 anos

    O akujy é o maior hater do Cena deste site, ele não consegue ser imparcial xD

  21. John_3:16 - há 2 anos

    bem vindo de volta, desculpa não ter falado mais tempo mas estive um pouco ausente e desatualizado da wwe, não pq me tenha chateado mas as ferias não me permitiu acompanhar como queria, concordo de uma forma global com o que disses.te, gostei bastante das sábias palavras do fim, posso dizer que a wwe sempre ocupou um certo espaço na minha vida no passado, presente e futuro tal como muitas outras coisas que adoramos neste mundo, bem vindo de volta e espero rever-te sempre ás quartas ate la.

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador