Beyond The Mat #6 – Quando Ser Bom Não é o Suficiente

“Quando ser bom não é o suficiente…”, o que será que isto significa? Bem, desde já quero que percebam que quando digo “bom”, apenas me refiro à parte tecnicista do lutador, à parte de pôr mãos à obra e entrar no ringue, à parte de ser wrestler. Para mim o todo é importante, um “full package” é aquilo que mais se procura, mas quero cingir-me aqui apenas à questão in-ring.

Numa altura em que nos aproximamos do Hell In A Cell com o BattleGround ainda bem na memória (talvez não pelos melhores motivos), um assunto que está na voga é o panorama do “World Heavyweight Title” actualmente. Tudo se deve a um motivo, o regresso de John Cena como candidato príncipal ao título. Mas não, não é de Cena que vou falar, mas do seu oponente nesse combate que promete dar que falar, o mexicano Alberto Del Rio. Que é como quem diz, “Albertooooooooooooo Deeeeeeeeel Riiiiiooooooo”. Referências a Ricardo Rodriguez à parte, é deste “orgulho do México” que irei falar.

Vamos voltar aos “tempos antigos” e fazer um flashback daquilo que se passou no Payback. Assim muito rapidamente, ADR (face) defronta um Dolph Ziggler (heel) debilitado e usufruindo desse facto recupera o título que em tempos já lhe pertencera. Dá-se um “double turn” e ADR volta a ser heel, o que lhe permitia voltar a ter novamente uma reacção por parte do público sem ser… indiferença. Desde esse PPV que ADR tem vindo a mostrar o porquê de ser o Campeão Mundial saíndo vencedor de embates com Ziggler, Christian e mais recentemente Rob Van Dam.

Deixando agora o recordar dos factos de lado e passando à discussão do tema propriamente dito, pergunto-vos, caros leitores: será que o facto de ter vencido nomes de alto gabarito como os supra citados, tornou o reinado de ADR memorável? Uma coisa é certa, deu-nos a conhecer o tecnicista Del Rio, aquele Del Rio que é considerado por mim como um dos cinco melhores executantes de toda a companhia, mas não, não tornou o seu reinado memorável. Antes de criticarem esta minha afirmação, vamos lá tentar perceber as razões que me levam a afirmar isto. O reinado de Del Rio tem sido um bom reinado, penso que disso ninguém tem dúvidas, mas aqui a questão é que falta algo ao seu reinado para que este se tornasse realmente memorável. In-ring skills? Não, essas estão lá. Mic-skills? Têem vindo a melhorar, também não é isso. Representa mal o seu papel como heel? Isso muito menos, Del Rio é um heel excelente. Mas então o que é? É o booking, o malfadado booking

No meu quarto artigo falei de inspiração, e de como esta pode a qualquer momento abandonar um booker e fazer com que a qualidade do produto baixe como consequência disso mesmo. Mantenho o que disse pois não faria sentido desmentir-me, mas o que falta ao booking no que ao panorama do Título Mundial diz respeito certamente não é inspiração. Todos os shows vemos três quartos do tempo “gastos” com as rivalidades relativas ao Título da WWE, deixando em risco a situação do Título Mundial com o pouco tempo que lhe é atríbuido no desenvolvimento de feuds “suas”. Fará sentido deixar um dos melhores atletas da companhia com um título à cintura, o (anteriormente) prestigiado Título de Pesos Pesados, e depois não lhe dar oportunidade de desenvolver rivalidades com pés e cabeça? De que serve ADR ter o título à cintura se não lhe dão a importância que este tem demonstrado merecer? Questiono-me vezes sem conta o porquê deste tratamento a tal título, e no fim do dia, continuo sem nenhuma resposta. Felizmente, surgiu esta réstia de esperança para o PPV Hell In A Cell com o regresso de John Cena e do seu Attitude Adjustment e poderemos assistir, tal qual uma fénix, a um eventual renascer das cinzas do tão (des)prestigiado Título Mundial.

Mas vejamos o que rivalidades como as que têm sido atribuídas a Del Rio fazem, não ao título, mas ao seu detentor.

Del Rio é óptimo em ringue, e tem capacidades para ser um actor muito bom pois já o demonstrou. A sua tentativa de fazer com que Vickie fosse sua aliada é um claro exemplo daquilo a que me refiro. A sua típica attitude heel foi, aos poucos e poucos, conquistando a minha atenção como fã e hoje sou um apoiante do trabalho deste. Mas, no fundo, o que sou eu? Um português a escrever para um site do meu país para que apenas algumas pessoas o leiam. Então e as “unwashed masses” que movem mundos e fundos para verem os seus atletas favoritos a combater? Aqueles que contribuem com o seu dinheiro para a compra de camisolas, será que Del Rio também os convence? A alguns acredito que sim, mas à grande maioria não, e isso vê-se pela maneira como a plateia lhe reage nos shows semanais que todos temos a oportunidade de assistir.

É Del Rio o principal culpado por isso? Não, a companhia para que este trabalha é que o é, a WWE. Como é que alguém pode ser visto como um grande campeão se as rivalidades idealizadas para ele não o permitem? Não são apenas as vitórias que ditam um grande campeão, mas sim aquilo que se passa entre essas vitórias, e isso, no caso dele, é praticamente nulo. Del Rio é mais uma das vítimas do mau booking que tem sido atribuído ao Título Mundial.

ADR é um claro exemplo de quem a frase que usei como título se aplica: “Quando ser bom não é o suficiente.”. Enquanto não se perceber que este não é o caminho a seguir, de pouco ou nada valerá Del Rio continuar campeão, ponto. O problema é que quando se aperceberem de que o caminho que estão a seguir não é o mais correcto, pode já ser demasiado tarde…

Assim termino mais um BTM na esperança que vocês tenham gostado e que venham a contribuir para o debate que irei iniciar de seguida. Desejo-vos uma boa Raw (para quem ainda não viu, como eu) e uma boa SmackDown. Mas, acima de tudo, desejo-vos uma boa semana junto de quem mais gostam fazendo aquilo de que mais gostam. Eu… Eu irei continuar a escrever e aqui ficarei à espreita para que na próxima quarta vos possa surpreender com temas inovadores e formatos diferentes, assim como tenho tentado fazer sempre.

E vocês, o que acham de Del Rio? Tem sido um bom campeão? Como vêem o booking que lhe tem sido atribuído?

Cumprimentos,
D’Leite

Sobre o Autor

Foto de perfil de Facebook
- Vencedor do "Concurso Cronista Universo 2013" e actual co-autor do espaço Beyond The Mat.

21 Comentários

  1. MicaelDuarte - há 3 anos

    Bom trabalho Daniel ;)

    Confesso que o Del Rio não era dos que mais me impressionava, pelo menos até ao ano passado, até ter virado “face”. Sempre o achei muito competente em ringue, mas não era algo que me chamasse a atenção. No entanto, desde que teve aquela “feud” com o Orton na SD que a minha opinião acerca dele mudou. Alías, devo dizer que foi na altura em que ele foi “face” que comecei a gostar mais dele, apesar do papel não lhe sair com tanta naturalidade. Foi na sua faceta de herói que este inovou o seu “move-set” e começou a destacar-se por conseguir ter excelentes combates, nomeadamente com o Ziggler (na altura “heel”).

    Hoje, o problema do Del Rio é, claramente, o mau “booking”. Não vou dizer que ele tem a maior das facilidades em gerar “heat”, porque não tem, mas o que eu acho que é não lhe deixam gerar esse “heat”. Talvez já tenhas visto este vídeo, mas, se não viste, aqui tens algo que prova que o Del Rio sabe fazer o trabalhinho dele como deve de ser: http://www.youtube.com/watch?v=NlR8tIEaV0o . Se deixassem o Del Rio fazer isto em televisão, com a câmera bem focado nele, irias ver se isto não marcava a sua “heel-persona”.

    Outro aspecto de mau “booking” são as suas vitórias frente a “jobbers”. Enfim, o reinado do Del Rio peca pela falta de aposta em boas “feud’s”, porque em termos de combate tem sido dos melhores (espero ver Del Rio contra D-Bryan mais vezes).

    Percebo quem simplesmente diga que o reinado do Del Rio poderia ser um grande reinado se a WWE assim o quisesse, mas isso é óbvio, uma vez que são eles que decidem a importância que as coisas têm. Agora, se o Cena vai voltar, e nós já “sabemos” como isto funciona, o seu regresso será bom no sentido de restabelecer alguma da importância que o título perdeu, desde que estejamos perante boas “feud’s”, claro.

    • Foto de perfil de Facebook

      D'Leite - há 3 anos

      Obrigado Micael ;)

      ADR sempre me passou um pouco ao lado, nunca foi alguém que -tal como a ti- me chamasse a atenção, mas desde essa altura “face” de que falas que comecei a ganhar gosto pelo seu trabalho. Sempre achei que a faceta “boazinha” não lhe ficava bem, e aí ficou mais uma prova disso mesmo, mas a feud com o Big Show agradou-me bastante e o meu radar ligou nessa altura ahahah. (Aquela altura em que o Del Rio vai ao hotel do Big Show vestido com um fato de treino do Real Madrid, lembras-te? xD)

      O mau booking tem vindo a atrapalhar o Título Mundial há algum tempo, não é só de agora… Ele não é o melhor a gerar heat, mas se lhe for dada a oportunidade ele sabe bem o que fazer, como foi o caso do vídeo que me mostraste que nunca tinha visto. O Del Rio esteve bem aí como heel, mas depois o Ziggler compensou. A menina é que ganhou o dia, interagiu com dois wrestlers no mesmo dia e ainda ganhou uma camisola, olha que awesome xD Gostei foi do Del Rio a perguntar “Who’s the champion?” e ela depois de tanto tempo sem o cartaz aponta para ele, priceless xD

      A questão do reinado do Del Rio nunca foi os combates, principalmente em PPV. Quando vences RVD, Ziggler, Big Show e Christian tens provas dadas de que podes ser um grande campeão, mas a questão é que isso não lhe foi permitido pela qualidade que as histórias tiveram. O combate com o RVD foi bom, mas a história foi nula…

      Penso que o regresso do Cena vai ser uma “carta escondida” que a WWE usou agora. Se vai ajudar a restablecer alguma da atenção no Título Mundial? Sem dúvida alguma. Estou para ver como isso se irá desenrolar no PPV em si e no que resultará depois de terminar, mas não quis abordar isso porque posso vir a pegar nesse assunto mais tarde.

      Mais uma vez obrigado por comentares e pela “fidelidade” que me tens demonstrado ao comentares os meus artigos todas as semanas :)

  2. MR Perfection André Santos - há 3 anos

    Bom Tema! Se as historias em volta do World Title tivessem a qualidade do teu artigo estava tudo bem! :)
    Na minha opinião ADR tem vindo a crescer, ou seja, apesar de os adversários terem sido bons nomes, ele quase tem sido um solitário nas feuds…basta ver que por vezes o adversário é conhecido quase em cima dos PPV…tal como o atual…John Cena.

    A feud que podia elevar ADR era com Ziggler…ai podíamos ter tudo para estarmos agarrados ao ecrá. Dadas as circunstancias, ele tem feito um bom trabalho!

    ADR é um “vagabundo”, carrega um titulo tão mítico, mas sem histórias ao seu redor que igualem esse prestigio…bem será Cena a completar o que falta?Sandow…terá alguma coisa a dizer?

    Não perca os próximos capítulos…LOL

    Muito Bom artigo!

    • Foto de perfil de Facebook

      D'Leite - há 3 anos

      Ora aí está um belo de um elogio! Ahahahah. Obrigado!

      Sem dúvida que ele tem vindo a crescer, a todos os níveis. As suas in-ring skills têm vindo a melhorar assim como as skills no mic, só que aí está, foi quase sempre solitariamente que isso sucedeu, não houve uma interacção “mano a mano” que nos permitisse olhar e dizer “poças, que confronto!”. Quanto a isso já não concordo tanto, porque os adversários eram bastante previsíveis ao longo das semanas. Aliás, o combate com o Cena foi logo dado a conhecer no dia a seguir xD

      Boa questão a que colocas, mas há aí um problema. Da próxima vez que ADR tiver feud com Ziggler, tem que ser para Ziggler sair campeão, obrigatoriamente. Vais usar o Ziggler para uma feud pelo Título Mundial e depois enterrá-lo outra vez pelas mãos do Del Rio? Não faz sentido tendo em conta que dessa forma este teria que estar afastado do panorama do título até o Del Rio de lá sair de vez…

      Excelente palavra essa, “vagabundo”, acho que assim disseste tudo! Ele carrega o título às costas sozinho, e faz tudo aquilo que lhe é possível para não o deixar cair. No entanto, não há nenhum campeão que se possa tornar um marco na história se não tiver a companhia a suportar o resto do peso que um Título Mundial acarreta, e isso é algo que Del Rio claramente não tem.

      A questão do Cena eu não quis abordar porque posso vir a abordar mais à frente e não me quereria repetir, mas que Cena vem “dar uma volta” a isto, lá isso vem.

      … “Porque nós, também não!” ahahah xD

      Obrigado!

  3. AwesomeTheMiz - há 3 anos

    Muito bom o artigo, D’Leite! Eu tinha feito uma análise ao World Heavyweight Championship no Sharpshooter #32 de uns tempos para cá, o cinturão já anda desvalorizado há muito tempo. Esta desvalorização vem tanto de Del Rio, mas principalmente do horrível booking que lhe é atribuído.

    Reinado memorável? Não, ele não vai ter. Cena para reerguer? Não, Cody Rhodes e Dolph Ziggler são dois nomes que podem reerguer bem este cinturão, pois valorizar mais Cena do que o World Heavyweight Championship. O que fazer?

    Foi uma idiotice a WWE continuar com dois cinturões mundiais após o fim da Brand Split, hoje ela até tem Star Power para ocorrer novamente. Este cinturão, tão carregado de história, precisa de novos rumos urgentemente, eu, no momento, só vejo o World Heavyweight Championship como mais um cinturão, com prestígio menor até que o Intercontinental Championship.

    • Foto de perfil de Facebook

      D'Leite - há 3 anos

      Obrigado!

      Eu sei que sim, e deixei lá um comentário sobre esse mesmo assunto. Pegas num ponto que não concordo, e vou usar as minhas próprias palavras no comentário ao Sharpshooter para me expressar: “”O título está em decadência de dia para dia, mas eu não concordo quando “atribuis culpa” ao Del Rio, pois ele é um atleta empolgante e dedicado, o booking que lhe é atribuído é que é uma autêntica desgraça!””. Como aí disse, e volto a dizer, a culpa não deve recair sobre o Del Rio pois este tem feito tudo para não deixar que o título caia no esquecimento. A WWE -ou melhor, o booking da WWE- é que não tem ajudado em nada e ninguém consegue singrar sozinho…

    • Foto de perfil de Facebook

      D'Leite - há 3 anos

      *Carreguei comentar sem querer, por isso vou continuar aqui*

      Não, reinado memorável não vai ter porque já não há condições para isso. Acredito que o tempo do Del Rio como campeão está quase a terminar e o tempo cada vez mais está do lado do Sandow.

      “Cena para reerguer? Não, Cody Rhodes e Dolph Ziggler são dois nomes que podem reerguer bem este cinturão, pois valorizar mais Cena do que o World Heavyweight Championship.” Concordo e não concordo. Passo a explicar: sem dúvida que nomes como Cody e Ziggler serão nomes a ter em conta no panorama do Título Mundial, mas se entregarmos um título a um desses nomes e a situação do booking continuar em baixo será que servirá de alguma coisa? Servirá apenas para “queimar” mais um wrestler que não o merece, como é o caso do Del Rio. O Cena traz atenção e “spotlights” escrito na testa, e eu sei tão bem quanto tu que por onde quer que o Cena passe as luzes da ribalta estão postas nele. Não é por acaso que ele foi main-event da WrestleMania contra o Rock sem ter o título em jogo. Tudo corre a favor do Cena e todos sabemos disso. Agora, é preferível deixar o Cena sem estar a “correr” atrás de título nenhum e o Título Mundial ficar na poça de lama onde está, ou é preferível ver Cena como candidato principal e ver o título reerguer-se com a atenção que lhe vai ser dada? A grande questão aqui é esta. O Cena não precisa de ser valorizado, nem acho que o vá ser, pois ele tem reputação suficiente para perder os combates todos e mesmo assim ser considerado um Hall Of Famer e uma Lenda da WWE, por tudo aquilo que já fez pela empresa. Temos de deixar de ser egoístas e perceber que por muito que alguns não gostem do Cena, Cena = dinheiro, Cena = audiências, não é isso que se quer para o Título Mundial? Que volte a ter grandes nomes no seu panorama? Então aqui está a oportunidade perfeita!

      Não acho que tenha sido uma idiotice, mas acho que usaram mal o tempo de que dispõem nos shows para promover os títulos. Podiam à mesma ter o SD só para o Título Mundial e a Raw para o Título da WWE, mas fizeram desta forma e sim, isso foi uma idiotice. Podes achar que o Del Rio está mal, mas de certeza que não está pior que o Axel xD

      Obrigado pelos comentários regulares e obrigado por todo o debate que causaste, fico à espera do contra-argumento!

      PS: Sabias que tens duas edições #32 do Sharpshooter? xD

  4. danielLP21 - há 3 anos

    Daqui a dois anos não me vou lembrar deste reinado, simplesmente porque não houve rivalidades… Ziggler, Christian, RVD e Cena… 4 grandes adversários, zero de história. A qualidade dos combates não chega. Longe disso.

    • Foto de perfil de Facebook

      D'Leite - há 3 anos

      Ora aí está, quando os combates não são acompanhados de uma boa rivalidade, nada pode sair bem. O reinado do Del Rio é só a materialização dessa mesma ideia a uma escala bem elevada tendo em conta os combates que nos proporcionou e os adversários que teve…

  5. akujy - há 3 anos

    Uma analise, concisa, que foca os pontos que interessam e que nao se perde em grandes rodeios ou floreados. A prova de que um bom artigo nao se mede pelo tamanho. Parabens pelo continuado bom trabalho! Mereces todos os elogios q puderes ter. Continua assim!

    • Foto de perfil de Facebook

      D'Leite - há 3 anos

      Obrigado pelos rasgados elogios em mais uma semana! Acho que o tamanho de um artigo nada tem que ver com a qualidade do mesmo. Tento, acima de tudo, ter artigos que me satisfaçam a mim e às pessoas a quem os apresento, independentemente do seu tamanho. Muito obrigado, tentarei continuar com bons artigos sempre que assim me for possível!

  6. mangala22 - há 3 anos

    bom artigo e tudo verdade :) concordo plenamente

  7. José Sousa - há 3 anos

    Muito Bem Daniel, eu ainda ontem disse isso ao Kuj a falar com ele no face. O Del Rio devia ter sido bookado desde do inicio do reinado como foi nestas ultimas semanas, desta forma tinha tido um reinado muito mais relevante e com impacto.

    • Foto de perfil de Facebook

      D'Leite - há 3 anos

      O booking é o terror de qualquer um, e isso está mais do que provado neste reinado do Del Rio. Acho que esta “associação” à Corporation que se iniciou na Raw (ainda só vi até aí praticamente…) pode vir a trazer frutos e a fazer dele um heel melhor!

  8. Ricardo Silva - há 3 anos

    Porra oh Gr8at 1, conseguiste me deixar deprimido quando dizes: “Mas, no fundo, o que sou eu? Um português a escrever para um site do meu país para que apenas algumas pessoas o leiam.”

    Prefiro pensar que o wrestling.pt tem uma média de 10000 visitas por dia… E que pelo menos metade vem ao Universo. Portanto, escrever para potenciais 5000 pessoas é uma ideia que me agrade… Por muito que sejam sempre os mesmos heróis a comentar :)

    Quanto ao artigo, acho que te faltou teres feito uma análise do que deveria ter sido feito, de onde é que eles erraram em particular, para que o reinado do Del Rio fosse memorável.

    De resto, uma boa análise do reinado do ADR :)

    • Foto de perfil de Facebook

      D'Leite - há 3 anos

      Não foi com essa intenção que o escrevi, nem foi crítica sequer, foi apenas a minha maneira de dizer que eu, como cronista português, não tenho poder suficiente para chegar aos “millions” de fãs que acompanham WWE todas as semanas e dar-lhes a minha versão dos factos. Mas, como é óbvio, escrever para essa quantidade de portugueses -e não só- é uma honra e um grande feito para alguém que ama escrever como eu.

      Quando escrevemos as coisas, por muito que nos demos ao trabalho de rever, parece-nos sempre que está tudo bem e que está lá tudo o que queremos. No entanto, quando o artigo está publicado e o vemos “de fora” começamos a pensar: “Epa, podia ter falado neste ponto e não falei”. Este foi um desses casos. Quando olhei para o artigo depois de publicado, cheguei à conclusão de que poderia ter abordado mais isto ou aquilo, pontos que tu referes aí e muito bem e que tornariam o artigo mais completo. De qualquer das formas, obrigado pelo reparo :)

      Obrigado pelo comentário Ricardo, tendo em conta que acho (sem certezas absolutas, posso estar errado) que é a primeira vez que comentas o conteúdo do artigo. É óptimo ter o feedback de alguém que foi jurado no concurso do qual saí vencedor e de um dos cronistas que mais admiro no Universo. Dito isto, agradeço bastante o comentário e fica sabendo que és sempre bem-vindo a este humilde espaço!

      • Ricardo Silva - há 3 anos

        Eu sei que não foi, eu entendi o que querias dizer. Simplesmente, digamos que gosto de me ir iludindo quanto ao número de pessoas que efetivamente vão acompanhando os nossos artigos. Call it… Motivation, if you will :)

        “Epa, podia ter falado neste ponto e não falei”. – Olha a brincar a brincar isso aconteceu-me ainda neste ultimo artigo! Algo que planeio corrigir na edição de hoje… Ou não? Pois, vão ter que ao menos irem lá para descobrir. Self promotion stuff eheh

        Quanto ao teu último parágrafo, começo por te agradecer as palavras deveras simpáticas e elogiosas. A inspiração aqui no Universo é sempre mútua: tentamos nos ajudar e motivar uns aos outros a conseguir fazer mais e melhor. Assim é que funciona uma verdadeira equipa.

        Como disseste que era a primeira vez que eu comentei o conteúdo do artigo… Fui confirmar! E como o teu espaço ainda não aparece na barra dos Artigos do Universo, algo que o Kapitas ou o Salvador têm que tratar, tive de ir página à página à procura de todos os 6 BTM.

        Resultado: já tinha comentado por duas vezes. Mas nunca o conteúdo do artigo (o que é raro de acontecer), por isso tens toda a razão! Há sempre uma primeira vez para tudo :)

        Aproveito o facto de ter aberto 6 separadores para te dar um “overall look” de cada um:
        BTM 1 – não li, estava de férias, foi antes do meu “return”. Planeio ler quando tiver menos atarefado do que ando, até porque tenho a certeza que vou aprender algo novo.
        BTM 2 – sei que o li na altura em que saiu, embora não me lembre porque não comentei o conteúdo. Regra geral, é bom sinal quanto ao artigo, mas quando o voltar a ler prometo que comento o conteúdo.
        BTM 3 – li e não tenho nada a dizer, porque não falta nada para dizer no artigo. Daí apenas ter comentado para espalhar que a minha opinião quanto ao tema é 100% a mesma do que a do Don_Ricardo.
        BTM 4 – o mesmo que no 2. O meu comentário apenas se referiu a um “what if”…
        BTM 5 – este li e embora também não tenha comentado (é o meu costume, não leves a mal), está um primor. Dou especial valor a este tipo de paralelismos, porque gosto de pensar coisas do género “como será isto ou aquilo”. Conseguiste transportar-me para “outra dimensão”, por isso, estás de Parabéns.
        BTM 6 – here I am…

      • Foto de perfil de Facebook

        D'Leite - há 3 anos

        Bom truque, gostei, tenho de começar a pensar assim também. Call it… copying your method of motivation if you will ahah :)

        O meu artigo serve sempre como promoção aos outros, já o José fez o mesmo, não percebo :( Mas agora a sério, é sempre assim, tu olhas para o que escreveste e pensas: “Mas porque raio é que eu não falei nisto?” e depois apercebes-te de que as pessoas comentam isso mesmo e tu ficas piurso contigo próprio. Eu, por exemplo, se for ler os artigos que escrevi para o concurso (já me aconteceu) fico a pensar “Mas eu escrevi mesmo isto? Não posso estar bom da cabeça!”. É sempre assim, por muito satisfeito que tu estejas com o que escreves há sempre algo mais que podias ter feito.

        Pois bem, este foi sem dúvida um grande incentivo pois conseguir um comentário teu não é pêra doce e desta vez tive esse privilégio e estou extremamente grato por isso!

        Quanto ao facto de não estar na barra, tens toda a razão e falarei com o Kapitas sobre isso mais cedo ou mais tarde, mas não é algo que realmente me preocupe. No entanto, não precisavas de o ter feito, bastava ires à parte onde está o meu nome como autor do artigo que logo de seguida nas etiquetas está lá uma com o nome “Beyond The Mat” em que estão os 6 artigos já escritos até hoje. Mas, só pelo facto de o teres feito significa que realmente tinha uma certa importância para ti e deixa-me lisonjeado!

        BTM #1- Gostava bastante de saber a tua opinião sobre esse artigo em específico pois foi o artigo da final -que não chegou a ser publicado- e que sendo o primeiro foi o mais importante e um dos que mais me orgulho até hoje.

        BTM #2- Essa edição foi uma edição em honra do teu “arqui-rival” akujy e no qual quis agradecer o que ele me ensinou como cronista e no “mentor” que se tornou para mim. Vou ficar à espera ;)

        BTM #3- Sim, tecnicamente esse foi um comentário ao conteúdo do artigo, portanto o meu argumento não estava tão bem estruturado quanto eu pensava xD Mas escrevi sobre isso porque era o assunto da semana e quis dar um ar da minha graça quanto a isso, já que mais ninguém o fez.

        BTM #4- Nesse caso nada teve a ver com o conteúdo do artigo, mas sim com o Mr. Bishoff e o Shane (se bem me recordo).

        BTM #5- Eu sei eu sei, mesmo por isso é que estou contente por já teres comentado este! Ahahahah. Eu adorei fazer esse artigo! Sempre gostei de pensar em como seria a sensação de um wrestler ao chegar à arena e mesmo de um fã visto que nós, portugueses, não temos a possibilidade de os ver tantas vezes como os americanos têm, obviamente. Mas agrada-me bastante a ideia de te ter “transportado para outra dimensão” pois era exactamente esse o objectivo!

        BTM #6- Here you are e mais uma vez te agradeço por isso :)

  9. Diogo7 - há 3 anos

    Bom artigo Daniel.

    O reinado do Del Rio não é memorável porque a WWE não tido nenhuma atenção com o WHC. É verdade que teve bons combates com o Ziggler, o Christian e o RVD, mas as rivalidades foram fracas por causa do mau booking da WWE.

    Se o John Cena pode valorizar o WHC? Talvez, mas não podemos sempre recorrer ao Cena quando há problemas. Acho que se a WWE desse mais atenção às rivalidades deste Título, o Del Rio talvez tivesse um reinado excelente.

    Continua o bom trabalho Daniel!

    • Foto de perfil de Facebook

      D'Leite - há 3 anos

      Obrigado Diogo!

      Lá está, um bom combate sem o suporte de uma boa rivalidade é apenas isso, um bom combate. De que interessa ter um reinado repleto de bons combates se não há histórias à altura deles e que dêem o devido valor ao Del Rio?

      Lá está, não se pode recorrer sempre, mas em casos como este só um Cena ou outro grande nome poderia devolver a atenção necessária para um Título Mundial com um passado como este tem. Com a inclusão do Cena penso que todos ficam a ganhar, até nós!

      Obrigado Diogo, assim farei!

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador