CJ Parker explica o porquê da sua saída

Segundo consta, a estrela do NXT CJ Parker pediu a sua demissão da WWE e a companhia concedeu-lha no passado sábado. Foi uma separação amigável, visto que a WWE permitiu que Parker lutasse no Axxess. Parker teve o seguinte a dizer sobre a sua saída da companhia:

“I would like to thank all the talent, coaches, staff, and fans of @wwe Love you guys! Best of luck in all YOUR future endeavors!!”

Parker estava na WWE desde 2011.

Fonte:PWInsider

Actualização:

Segundo consta, Parker andava bastante frustrado com a sua posição na WWE, visto que há quatro anos que estava na companhia e se tornava cada vez mais óbvio (na sua opinião) que nunca iria chegar ao roster principal. A separação foi amigável e os oficiais da WWE informaram-no que este seria recebido de volta no futuro.

Parker tinha boa reputação dentro da companhia e fez as suas despedidas na festa que se realiza todos os anos após a Wrestlemania.

Neste momento, os seus planos passam por uma passagem pelo NJPW. Este tem esperança de estabelecer uma reputação fora da WWE e está focado em continuar a sua carreira como lutador.

Fonte: Wrestling Observer Newsletter

Actualização:

Antiga estrela do NXT, CJ Parker (agora conhecido como CJP) deu uma entrevista ao AfterBuzz TV para discutir a sua passagem pela WWE e falar da sua saída da companhia. Aqui estão os destaques:

Que talento do NXT é que achas que merece mais consideração dos fãs e a quem é que achas que os fãs devem prestar mais atenção?

“Existem algumas pessoas no NXT que não são tão valorizadas quanto deveriam ser. Scott Dawson e Dash Wilder são duas pessoas que sabem o que estão a fazer dentro de ringue. Fazem excelentes combates nos live events e fazem os seus adversários brilhar. Eles fazem-me lembrar os Brainbusters, Tully e Arn. Em breve, eles vão impressionar os fãs. Eles são tão bons e adoram tanto Wrestling que assim que tiverem um pouco de tempo de antena irão marcar a diferença. Só os quero ver a ter sucesso. 

Outro nome é Tye Dillinger. Ele é um excelente lutador e ainda melhor pessoa. Ele consegue lutar com qualquer pessoa. Vejo-o a lutar com lutadores mais inexperientes e a fazê-los brilhar. Esse é dos melhores elogios que se pode fazer a um lutador. Quero, desesperadamente, que ele tenha uma oportunidade para mostrar quão bom é.”

Tens dito recentemente que queres lutar em todas as partes do mundo. Algum dos recentes talentos do NXT como Finn Bálor, Hideo Itamior  ou Kevin Owens te deu conselhos sobre o que fazer?

“Comecei no sistema da WWE e tornei-me bom, dentro dos parâmetros do sistema. No entanto, existem talentos que vêem do circuito independente e com os quais tive a sorte de lutar. Estou a falar de Dean Ambrose, Luke Harper, Seth Rollins e, mais tarde, pessoas como Sami Zayn, Adrian Neville, Hideo Itami, Finn Balor e Kevin Owens. Não consigo evitar aproximar-me deles e tentar aprender com eles, porque eles são exactamente o que eu quero ser. Eles são espectaculares. São excelentes. Eles tornaram-se estrelas antes mesmo de virem para o NXT. 

Ao falar com eles, nota-se que é complicado adorar Wrestling da mesma forma que eles adoram, porque os nossos caminhos foram diferentes. Sinceramente, gostava de ter passado pelo que eles passaram e ter tido as experiências que eles tiveram. Gostava de ter vivido no Dragon Gate Dojo como [Adrian] Neville. Gostava que a minha história fosse como a história de Sami Zayn. Gostava de ter sido campeão da ROH como Kevin Owens e Seth Rollins. E a verdade é que nunca terei essa experiência se não começar já.

Tem sido isso que tem estado na minha cabeça. Se quero que Triple H olhe para mim da mesma forma que acho que ele olha para este grupo de lutadores, então é altura de fazer isto. Tenho 25 anos, por isso, se o for fazer, tenho de começar já. Foi por isso que tomei a decisão de sair da WWE.

E quando tomei essa decisão, eles ajudaram-me imenso. Apoiaram-me imenso. Como é natural, queriam que ficasse, porque já éramos amigos, mas eles viram pela forma como falava do assunto que não havia nada que me fizesse mudar de ideias. Eu quero provar à WWE que consigo fazer mais do que estava a fazer. Eu estava feliz com o meu papel no NXT, mas sabia – no meu coração – que conseguia fazer mais. Eles sabiam que nada me faria mudar de ideias, portanto asseguraram-me que tudo ia correr bem e que me ajudavam, se precisasse. E têm-no feito. É por isso que acho que sou um sortudo. Estas pessoas não têm de me ajudar, mas fazem-no.”

Parker mencionou também que quer lutar com Chris Hero, Ethan Carter III, Kenny Omega e os Young Bucks, enquanto está no circuito independente.

Fonte:WrestlingInc

Tens alguma notícia que não está publicada no site? Clica aqui e envia-nos!

Sobre o Autor

- Administradora. Publico parte das notícias, faço a gestão da League, dos Passatempos e ainda sou escritora do artigo “Opinião Feminina”.

12 Comentários

  1. The Lunatic Fringe - há 2 anos

    Pra ser jobber tambem nao estava la a fazer nada , e tambem ele nao era nada de interessante

  2. FrancisDreez - há 2 anos

    Ta certo. Ninguem quer ser jobber. Ainda mais jobber no NXT

  3. DiogoCastanho - há 2 anos

    ele era jobber e penso que os jobbers tão se a revoltar quem é o proximo(s) heath bull
    eu acho que isto ta a virar moda

  4. wwe - há 2 anos

    Onde esta o pergunrtas e respostas?ha 2 semanas que não se ve

  5. Tiago Fernandes - há 2 anos

    Impressionante como a droga destruiu-lhe a carreira…

  6. Braullino - há 2 anos

    Próxima parada – TNA

  7. Mr. Money In The Bank - há 2 anos

    Sinceramente, a WWE não perdeu nada.
    Next: Bull Dempsey

  8. BRUNOju - há 2 anos

    Infelizmente era um pobre Jobber.
    Sem falar de seu personagem, ridículo.
    Boa sorte em seu futuro!

  9. lan - há 2 anos

    vou sintir falta da musica. era uma das que eu mais gostava do nxt. mais como lutador nao era bom.

  10. Master of Chaos - há 2 anos

    Não era nada de interessante, não sinto que fará diferença alguma no NXT… Como disseram aí em cima, ser um jobber é ruim, pior ainda é ser um jobber d NXT.

  11. Sorlei Rui Oltramari - há 2 anos

    Até podia ser um bom wrestler, mas no meio de Finn Ballor, Kevin Owens, Sami Zayn, Adrian Neville, Hideo Itami, Tyler Breeze, entre outros, não tinha como ele se destacar. Assim como Justin Gabriel, mostrou caráter de abrir mão do salário da WWE para ir para às independentes onde pode mostrar seu potencial.

    Sorte no seu futuro!

  12. Thales - há 1 ano

    Ele sabe lutar cara, é um bom seller, a questão era a gimmick dele e interação dele que não eram mt boas e sobre tye dillinger que eu tb acho mt bom tomara q ele tenha um push.

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador