Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Candidata-te!

Cutting Edge #2 – Desperdício

No artigo desta semana, resolvi abordar um tema que está constantemente presente na cabeça dos fãs da WWE: o desperdício.

Existem, porém, vários tipos de desperdício. Desperdício do talento presente no plantel durante todo o ano; desperdício de tempo gasto em segmentos que de comédia não têm nada e sem qualquer finalidade; desperdício de lutadores em part-time que, bem usados, podiam dar grandes momentos aos fãs e, ao mesmo tempo, credibilizar os talentos full-time, sem deixar de render o tão importante dinheiro à empresa. É neste último tipo de desperdício que se vai basear este artigo.

Durante anos, lemos rumores sobre um possível ingresso de Sting na WWE. No entanto, essa hipótese caía por terra na altura da Road To WrestleMania – ainda que, pelas notícias que têm vindo a púbico, a vignette do regresso de Undertaker em 2011 fosse, originalmente, destinada ao “Icon”.

Em 2014, foi finalmente assinado o contrato entre ambas a partes, sendo que, a partir desse momento, seria uma questão de tempo até Sting aparecer num ringue da WWE. Essa estreia teve lugar no Survivor Series do ano passado, quando a antiga estrela da WCW custou o combate de equipas à Team Authority, acabando (por um mês…) com o grupo liderado por Triple H e Stephanie McMahon. Após esse PPV, Sting compareceu em mais três ou quatro Raw’s e defrontou “The Game” na WrestleMania.

Ora, nunca compreendi, nem sequer nos foi explicada, a razão pela qual Sting custou o combate do Survivor Series à Team Authority. Tivemos, de facto, uma promo – que serviu, lá está, para… desperdiçar tempo – em que o ex-TNA tentou justificar a sua interferência, chegando ao ponto de afirmar que seria “estúpido”, nesta altura, voltar a uma guerra WWE vs WCW, passados que estão mais de catorze anos desde o fim dessa disputa.

A verdade é que todas essas palavras foram contrariadas na WrestleMania, com as interferências da NWO e dos D-Generation X que, pese embora o momento histórico e de grande nostalgia e alegria para a maioria dos fãs, provaram que este combate era e sempre tinha sido uma forma de “oferecer” mais uma derrota à WCW.

O que mais me surpreende nesta situação é a aceitação, por parte de Sting, de uma derrota para aquele que é conhecido, dentro do próprio ramo, como um dos homens mais egocêntricos da História da WWE e que, ainda por cima, passou um ano inteiro (2003) a derrotar ex-lutadores da WCW pelo Título Mundial – algo que, salvo erro, o próprio Sting chegou a criticar.

Não me surpreendeu, por outro lado, a forma como a WWE desperdiçou a contratação de um dos maiores nomes desta indústria num combate e numa história que não serviram rigorosamente para nada – apesar de, repito, nos terem proporcionado um momento histórico na WrestleMania, que contribuiu, acredito eu, para a enorme qualidade do PPV.

Pessoalmente, preferia que Sting tivesse defrontado Undertaker já nesta WrestleMania. Não se sabe em que condições estarão no próximo ano e, como este ano podiam lutar no evento, só tinham que aproveitar essa oportunidade. Era concretizado o grande combate de sonho (a par de The Rock vs Shawn Michaels), a WWE não perderia dinheiro de forma nenhuma (talvez a WrestleMania tivesse ainda mais vendas e espectadores) e, sobretudo, evitava-se que, mais uma vez, Bray Wyatt voltasse a perder um combate importante.

Sim, Wyatt tem apenas 27 anos e, espero, muitos anos de carreira pela frente. No entanto, a sua personagem precisa de vitórias logo no início do seu trajecto, de forma a que se torne credível no imediato.

Undertaker foi Campeão da WWE um ano depois da sua estreia e duvido que, durante esse ano, tenha perdido todos os seus combates importantes, porque caso isso tivesse acontecido nunca teria sido ele o escolhido para tirar o título a Hulk Hogan (embora este tenha recuperado o título logo seis dias depois… Sim, se acham que Cena é mau, vejam os tempos de Hogan).

Não digo que Wyatt tenha que estar na rota do título, mas isso não impede que possa obter grandes vitórias no imediato. Por que não fazer um Sting vs Undertaker e adiar Dean Ambrose vs Bray Wyatt por uns meses, de modo a defrontarem-se no grande palco? Dessa forma, Sting podia perder (como perdeu), Undertaker podia vencer (como venceu).

Bray Wyatt podia ganhar no grande evento do ano – por mais “prestigiante que seja perder com Cena e ‘Taker, uma vitória é sempre uma vitória – e Dean Ambrose, cuja personagem não precisa de vitórias para ser popular, perderia na mesma na WrestleMania – mas num combate individual, onde teria mais destaque que no combate de escadote -, obtendo no caminho até esse combate vitórias em PPV de modo a estar credível para o combate com Wyatt, algo que, de forma absurda, não teve durante quase um ano (!), desde o fim dos Shield.

Resumindo, teria sido muito melhor para todos não ter existido aquele combate de Tag Team no Survivor Series. Mas mesmo existindo, os participantes podiam ter sido outros. Vejamos o seguinte cenário:

– a Wyatt Family não se separava quando se separou;
– em vez de Bray Wyatt vs Dean Ambrose no final do ano passado, podíamos ter tido um Bray Wyatt vs Ryback (que começou uma rivalidade com Rusev terminada de forma abrupta e sem explicação);
– Dean Ambrose podia ter tido uma rivalidade com, por exemplo, Cesaro até ao TLC ou Royal Rumble;
– na Team Authority, incluía-se a Wyatt Family e tirava-se Rusev (protegendo-o de uma situação em que obedecia a um grupo de americanos) e Cesaro (estar ali ou não estar era igual, não ganhou nem perdeu nada com isso);
– a Team Authority vencia;
– No Fast Lane, Bray Wyatt interferia no combate entre BNB e Ambrose, custando o combate ao segundo e começando aí a rivalidade que daria origem ao combate na WrestleMania (ambos têm qualidade para uma rivalidade digna deste evento), onde Luke Harper e Erick Rowan podiam ter lutado pelos Títulos de Tag Team;
– The Undertaker e Sting lutavam na WrestleMania, sem prejudicar ninguém e cumprindo o sonho de um número alargado de fãs.

Desta forma, evitava-se que Bray Wyatt, Dean Ambrose, Luke Harper e Erick Rowan ficassem sem rumo no plantel, embora haja indícios, pela SmackDown desta semana, que os dois últimos se irão juntar novamente. Caso se confirme, é apenas a admissão do erro por parte da WWE.

Quanto a Dean Ambrose, que de repente já é bastante credível, entrou na rota do Título da WWE. Mais uma vez, a WWE mostra viver num mundo alternativo. Voltarei a este ponto em breve, noutro artigo.

Já em relação a Bray Wyatt, infelizmente, é caso para dizer que agora a pergunta já não é “Será que um dia vamos ver Sting vs The Undertaker?”, mas sim “Com quem perderá Bray Wyatt na próxima WrestleMania?”. E, nesta altura, não é derrotando Ryback ou outro mid-carder com o mesmo estatuto que o “Eater of Worlds” recuperará a sua credibilidade, se é que alguma vez a teve.

Um bom fim-de-semana a todos e obrigado a quem leu até ao fim.

Sobre o Autor

- Autor do espaço "Cutting Edge".

102 Comentários

  1. Tunes9 - há 2 anos

    Bom artigo, gosto da alternância de temas mas sobretudo do artigo ser curto, o que facilita a leitura e nos mantém focados no que estamos a ler.

    Não tenho muito a acrescentar, concordo a 100% contigo neste tema e acho que o Bray Wyatt foi alvo/tem sido alvo de um mau booking e as constantes derrotas em nada beneficiam a sua “gimmick”, pelo contrário, também acho que fazia mais sentido um Taker vs Sting na Wrestlemania, sou fã do HHH e adorei o momento nostálgico e a sua vitória mas não fez assim tanto sentido.

    Quanto aos teus planos/booking, acrescento que assim o DBryan podia ganhar o Royal Rumble Match e desafiar o Brock Lesnar na Wrestlemania pelo titulo, já o Roman Reigns não ia já para a rota do titulo e entrava em feud com o HHH culminando num combate na Wrestlemania onde vencia limpo e saía por cima na feud, acho que só beneficiava e depois tinha tempo para entrar na rota pelo titulo (o Rollins acabaria por ganhar o titulo e depois o Reigns vencia o Rollins).

    Por fim, só espero que o Bray vença o Ryback e saia por cima na feud, não que o beneficie assim tanto mas pelo menos é uma vitória e daqui para a frente têm que começar a dar-lhe boas feuds e vitórias porque ele não precisa de títulos (como o Taker) mas precisa de feuds marcantes e vitórias importantes para ser credível.

    Bom trabalho Daniel. :-)

    • danielLP21 - há 2 anos

      É uma das características que vou tentar implementar nos meus artigos. Poderá haver uma ou outra situação em que sejam um pouco mais longos, mas geralmente terão este tamanho.

      Sinceramente, gostei do resto do PPV. Podia ter havido um Reigns vs HHH, sim, mas nesse caso o cash-in do Rollins não teria sido tão memorável (por ser no Bryan e não no ex-parceiro dos Shield). O HHH, por mim, ficava com aquele segmento de vinte minutos e estava bom. Preferia que o Reigns vs HHH fosse no SummerSlam.

      Sai por cima contra o Ryback, mas precisa de mais. E sobretudo, precisa de algo marcante, seja com quem for.

      Obrigado, Tunes.

      • Tunes9 - há 2 anos

        Acho que fazes bem, é mais fácil assim e também é positivo para quem lê os artigos, o que importa é a qualidade e não o tamanho.

        Aceito, eu gostava que o HHH lutasse na WM mas se lhe dessem apenas o segmento e continuasse tudo na mesma mas com Bray Wyatt x Ambrose e um Taker x Sting em vez de HHH x Sting até não me importava e acho que seria uma excelente ideia e a situação ideal, depois no Summerslam podiam fazer o HHH x Reigns, concordo.

        Exacto, a vitória será positiva para o Bray Wyatt mas só se houver algo mais importante e marcante (feuds e vitórias) nos meses que se seguem à feud, caso contrário será apenas para “encher chouriços” e em nada o beneficiará a médio/longo prazo.

        You’re welcome. :-)

  2. Reigns one versus all - há 2 anos

    Excelente artigo,Daniel.
    Falaste de um tema interessante e no geral concordo com o que escreveste.
    As coisas como ficaram agora podiam ter acontecido de maneira diferente,o undertaker vs sting,sinceramente,devia era ter sido o ano passado,era a WrestleMania 30 e ai o taker acabava a carreira e não precisava de lutar com o Wyatt.
    Quando falaste em adversario para o Wyatt,não precisava de ser o ambrose,mas se tivesse acontecido seria o melhor para os dois(veja-se onde o Ambrose acabou na WM 31)
    A Wyatt family se era para terminar tinha de ser de uma maneira mais chocante(mais ao jeito do fim dos shield).Em vez disso,a WWE deu-nos foi um fim sem explicação aparente.

    PS:se no teu primeiro artigo,que foi uma espécie de apresentação tiveste bem,agora mais a serio desta vez tiveste excelente.
    Continuaçao de um bom trabalho.

    • we want edge - há 2 anos

      a quebra de streak não foi para acabar com a carreira do undertaker e sim para elevar um lutador. brock lesnar tera estatus para vida toda. Foi o cara que acabou com um marco no wrestling. não teria motivo para fazer o sting acabar com a streak, sendo que o homem já esta para se aposentar….
      o certo seria esse ano undertaker talvez perdendo para sting e no próximo taker ganhando do sting. assim acabando a grandiosa carreira dos dois

      • danielLP21 - há 2 anos

        Acho que o “Reigns one versus all” não disse que o Sting devia ter acabado com a streak…

      • Reigns one versus all - há 2 anos

        O que eu disse foi que poderia ter ocorrido o sting vs taker na WM 30 e ai o taker ganhava e terminava a carreira,não precisando depois de lutar com o Wyatt.

    • danielLP21 - há 2 anos

      Não precisava de ser o Ambrose, é verdade, mas como gostei do resto do card da WrestleMania, seria esta a minha alteração. Podia ser o Orton, mas tinha que acabar a feud com o Rollins.

      Mais do que acabar de uma forma chocante, deviam acabar de forma lógica e, sobretudo, tendo planos para os lutadores individualmente. O Harper ainda ganhou o Título Intercontinental, mas nos últimos meses tem perdido todos os seus combates, porque não sabem o que fazer com ele a solo.

      Obrigado pelos elogios.

  3. Lucas Melcore - há 2 anos

    O ruim é que na proxima Wrestlemania não vai ter Undertaker vs Sting, pois eles n podem fazer o Undertaker perder mais uma, e nem fazer o Sting perder denovo

  4. Galloway - há 2 anos

    Bom artigo Daniel, um assunto pertinente e com rios de tinta por essa IWC fora.

    Começando pelo princípio, claro que foi sem sentido a introdução do Sting na WWE, nem um enquadramento, uma explicação sobre o porquê de “meter o nariz” nos assuntos da Authority e do HHH, iniciando-se assim a construção do combate entre ambos na WM.

    A história contada no maior evento do Wrestling foi desnecessário e o repisar de algo repetido vezes sem conta nos meses em que a feud foi baseada. Não me cativou muito a premissa pela qual HHH e Sting se defrontaram, e o que se passou na WM, na minha opinião, manchou o que até estava a ser um bom combate. Muitas interferências para meu gosto. Se era para isso, claro, que se fizesse o combate que todos esperavam, Sting vs Taker.

    Poupava-se claramente o Bray a outra derrota na WM, algo que ele não precisava, depois da feud com o Cena ter abalado a sua credibilidade de forma grave ao longo do ano passado. As feuds que o ex-líder da Wyatt Family teve não foram nada conclusivas para o seu lado até à WM, a que teve com o Dean acabou com uma TV a explodir nas mãos deste, momento WTF do ano, praticamente.

    Os pontos da tua “fantasy booking”, se se pode assim apelidar, são interessantes, tudo isso ficaria bem melhor do que realmente aconteceu, até porque como disseste, a WWE já assumiu o erro de desfazer a tag entre o Harper e o Rowan e vai voltar a juntá-los, e de certa forma fez o mesmo um mês depois do SS, com o regresso da Authority num segmento com o Edge que foi fraquinho, para não dizer outra coisa.

    Gostei ali da inclusão do Cesaro, enfim, muita pena que tenha sido queimado depois do Heyman deixar de o “agenciar”, o que dava para ter visto um combate entre ele e o Brock. Recuperou algum momentum na Tag com o Kidd, ainda que para mim foram campeões muito pouco tempo para a qualidade que têm, mas ainda tenho esperança que haja algo para o Swiss Superman.

    Tal como tu, espero que não façam mais porcaria com o Bray, é uma personagem que por tudo o que acarreta, pode ser a sucessora do Taker, ou seja, não precisar de muitos reinados como campeão, como o Phenom, mas de feuds e combates importantes ao longo da sua carreira, como foram alguns da Streak, como com o HBK, e os Hell in a Cell com o Edge e o HHH, citando apenas alguns.

    Até para a semana, esperando que seja mais um artigo Cutting Edge na opinião :)

    • danielLP21 - há 2 anos

      Obrigado.

      Não é bem um fantasy booking, eram mais sugestões de ideias para aqueles lutadores. E tanto podiam ser estas como outras quaisquer, desde que melhores que as que vimos. O importante era tentar mostrar que havia opções bem melhores do que aquelas que a WWE teve.

      Também acho que não precisa de tanto de títulos, mas espero vê-lo com ouro várias vezes ao longo da carreira.

  5. ZigglerPunk - há 2 anos

    Excelente artigo!
    Tema interessante, onde acabo por concordar com tudo o que escreveste.
    O Bray deve sair vencedor nesta feud com o ryback.
    O que acaba por ser curioso, é que não consigo imaginar o Bray como detentor de um título, vejo-o como um potencial dominador de feuds. A ver vamos o que o futuro lhe reserva.
    Continua com o excelente trabalho.

    • danielLP21 - há 2 anos

      Obrigado, ZP.

      Eu vejo-o com títulos, talvez para o ano ou daqui a dois anos. Pelos vistos, nem é preciso ser credível para se ser candidato ao título, por isso não é de todo impossível vê-lo na rota do mesmo em breve.

  6. Henrique YES! - há 2 anos

    Excelente artigo novamente Daniel!!! Parabéns!!

  7. Gonçalo "The best" - há 2 anos

    Bom artigo e concordo contigo sobre o Wyatt ele não pode ganhar só a midcarders e depois perder na Wrestlemania. Eu acho que a WWE gosta muito dele se não ele não lutava com o Taker na Mania mas tem de lhe dar vitorias convincentes.
    Em PPV o Wyatt venceu o Ambrose, Bryan, Kane, Jericho e Cena. São todos bons nomes mas quantas vitorias dele foram limpas? A do Ambrose foi a TV que explodiu, a do Kane foi cheio de interferências e a do Cena foi tão ridícula que nem vale a pena falar.
    O Wyatt precisa de ganhar porque a personagem dele precisa de de vitorias para corresponder ao que ele diz. Não podes ter um gajo que se afirma como “The New Face of Fear” quando chega aos combates grandes ele não os ganha e assim os fãs pensam que ele é “muita garganta”.

    • danielLP21 - há 2 anos

      Obrigado.

      Eu não tenho dúvidas de que a WWE gosta bastante do Wyatt. Aliás, o Vince disse no podcast do Austin que ele, o Rollins, o Reigns e o Ambrose são o futuro. E para ele dizer isso é porque têm mesmo grandes planos para ele.

      O problema é que eles não sabem como bookar uma personagem destas. Os exemplos que dás aí são exemplo disso mesmo. Esse combate com o Cena ainda hoje me dá náuseas.

      Exactamente.

    • Suplex City Bitch - há 2 anos

      E se ganhar do Ryback vai ser de novo com interferências, ainda mais com essa possível volta da Wyatt Family.

  8. ShowOff - há 2 anos

    Bom artigo Daniel.

    Penso que Bray Wyatt tem sido vítima de um péssimo booking por parte da WWE, porque tem perdido grande parte das suas rivalidades, e quando as vence acaba por ser uma vitória que não o credibiliza em nada (relembrando o combate Bray vs Ambrose e o incidente com o monitor, em que a WWE pretendia não descredibilizar niguém, e acabou por descredibilizar ambos). Espero que esta rivalidade com o Ryback seja uma rampa de lançamento para algo maior, talvez uma title shot mesmo, apesar de que por enquanto o título está em Rollins e não estou a vê-lo a perde-lo tão cedo.

    Continua com os bons artigos

    • danielLP21 - há 2 anos

      Obrigado, ShowOff.

      Penso que o próximo passo poderá ser uma rivalidade com o Randy Orton, quando este sair da rota do título.

  9. Diogo7 - há 2 anos

    Bom artigo, benfas.

    A combate Sting/HHH na WM foi desnecessário. Nunca tivemos respostas sobre o porquê do Sting aparecer para tramar a Autoridade. O combate não tinha qualquer propósito, nem sequer o poder da Autoridade estava em jogo. Foi a machadada final da WWE na WCW (14 anos depois!). O ego falou mais alto…

    Sinceramente, nunca quis ver Undertaker vs Sting na WM. Os dois estão velhos neste momento, por isso o combate não ia ser agradável de se ver. E para não falar que o Sting não me diz rigorosamente nada.

    Essa ideia de Ambrose vs Wyatt na WM era boa, mas a WWE usou essa feud para o Wyatt ir com ímpeto para o Undertaker. Não concordei com a sua derrota porque o Taker não precisava da vitória e o Wyatt necessitava de uma grande vitória para se afirmar como “The New Face Of Fear”. Esta feud com o Ryback é mesmo para ter uma vitória depois da derrota no grande palco. Não o vai credibilizar muito porque o Ryback não é lá muito credível. Nem me importava que o Ryback ganhasse porque já me saturei do Wyatt. As feuds começam sempre da mesma maneira, com ele a falar para “alguém” durante semanas, e depois ataca ou revela essa pessoa de surpresa. Já sei que a culpa não é do Wyatt, mas já me aborreci disso…

    • danielLP21 - há 2 anos

      Obrigado.

      O problema é que a rivalidade com o Ambrose pouco ímpeto lhe deu. E se deu, foi para perdê-lo na WrestleMania. Preferia que ele tivesse uma rivalidade de mid-card para ganhar o tal ímpeto e na WrestleMania tivesse um combate de up-mid-card.

      Entendo perfeitamente.

      • Diogo7 - há 2 anos

        De todas as feuds mais importantes, ele só ganhou um combate limpinho, que foi aquele Ambulance Match contra o Ambrose. De resto, só perdeu e teve vitórias estúpidas. É normal que uma pessoa se canse de um gajo que só fala muito bem, mas que depois não faz valer as suas palavras com acções. O booking da WWE tem sido péssimo com ele…

  10. José Sousa - há 2 anos

    Sinceramente até eu como fã do Wyatt começo a ficar impaciente porque começa a faltar-lhe alguma credibilidade. Quase três anos de WWE sem que tenha uma conquista, ou sequer uma feud que se possa dizer que ele saiu vencedor e em grande.

    O caminho dele fica marcado pela feud com o Cena. Existe o Wyatt Pós- Cena e o Wyatt Pré-Cena, e claro que teve aquele regresso brutal que foi uma oportunidade de o reconstruir. Porém tudo acabou como o Taker a vencer a feud e o Wyatt novamente perdido no seu estatuto.

    Quanto ao Ambrose concordo em parte. Porque apesar de ter perdido a feud com o Wyatt, acho que todos sabemos que os Ex-Shield são todos uma prioridade para a WWE. Ou seja, se existem três nomes da nova geração que não existe duvida que serão main-eventers são eles.

    Sei que o booking do Ambrose não foi condizente com isso, mas sempre se percebeu que a WWE não iria desistir dele.

    • danielLP21 - há 2 anos

      Exactamente. São TRÊS anos, não são três meses. Ele só tem 27 anos, mas mesmo assim podia estar noutro nível nesta altura.

      Esse segundo parágrafo é a realidade pura e dura.

      Sim, são a prioridade, mas o Wyatt também, pelo menos baseando-me pelo que o Vince disse no podcast do Austin.

      • José Sousa - há 2 anos

        O problema é esse. Em Junho faz três anos da estreia e pouco alterou-se. Se é prioridade eu não noto nada disso.

        Sim está envolvido em feuds com nomes importantes em PPV´s importantes. Se esse for o conceito do Vince de importante então sim ele é importante.

        Porém até o Ambrose teve este push assim do nada. Não que não queira ver o Ambrose no main-event porque sei que ele tem tudo para o ser, e com enorme sucesso. Poderia ter sido construído de outro modo, mas vamos ver o que nos sai na rifa no Payback nesse combate.

      • danielLP21 - há 2 anos

        Por acaso faz dois anos… Mas seja como for, a situação é a mesma.

    • José Sousa - há 2 anos

      *com o Wyatt.( correção).

  11. Hildo - há 2 anos

    Bom artigo, Daniel.

    São tantas coisas que a WWE “deixa” passar… Esse ano mesmo, a feud do Stardust com o Goldust terminando sem nenhum sentido…

    O termino (ou a concretização do termino) da carreira do Damien Sandow, segmentos longos da autoridade sem levar a lugar nenhum, apenas para insultar os fãs para ganhar heat. E por ai vai.

    Concordo com a sua “correção” do que foi feito do outubro passado até a WrestleMania, foi difícil “engolir” a derrota do Bray Wyatt, o que foi feito no combate entre o HHH vs Sting desfez completamente a história por de trás do combate, essa que já não tinha lá muito sentido…

    Sobre o Sting vs Undertaker, deve acontecer para o próximo ano, mas sinceramente é alho que eu gostaria muito de ver, mas há anos atrás… Pra mim os grandes combates da WrestleMania seriam a triple threat com os ex shield e Daniel Bryan vs Brock Lesnar, claro que pode vir a ser uma agradável surpresa, assim como foi o Sting vs HHH, mas não acredito que já passou o tempo para este combate acontecer.

    • danielLP21 - há 2 anos

      Obrigado, Hildo.

      Tens outros exemplos… A separação dos Prime Time Players foi absurda.

    • anonimo - há 2 anos

      kkkkkkk DANIEL BRYAN VS BROCK LESNAR!!!? kkkkkkkkk… coitado do Daniel Bryan… não teria chance alguma!!..kk… q viagem cara…

  12. Sorlei Rui Oltramari - há 2 anos

    Grande artigo, Daniel. Após uma apresentação de como seria esse espaço, você abordou um tema bastante pertinente. Quanto ao texto, nada de mais a acrescentar, pois você falou tudo o que era necessário. Abaixo está o meu fantasy booking de como seriam os papéis de Wyatt, Sting e Taker até a Wrestlemania.

    Wyatt: Essa feud com o Ryback poderia ter iniciado no Raw após o Survivor Series do ano passado, onde as vignettes poderiam ser as mesmas da atualidade. Eles combatiam no TLC e em mais alguns shows, com ambos trocando vitórias e terminando a rivalidade com um combate de estipulação no Royal Rumble, onde Wyatt vence e termina a feud. Após isso, ele reaparece no meio de um combate do Ambrose e lança uma promo direcionada a ele. Eles combatem no Fast Lane, com vitória do Ambrose e a feud continua até a Mania, onde eles lutam em uma No Holds Barred Match e Bray vence, terminado essa rivalidade.

    Quanto a Sting e Undertaker, simples. Ao invés de fazer o retorno no SS, o Sting aparece interrompendo o Main Event de algum Raw e lança o desafio. Taker retorna no Raw seguinte e aceita lutar com Sting na Mania. Ambos fazem promos dizendo que respeitam o legado um do outro, mas que na Mania vai ser diferente (essas promos são feitas sem eles nunca se encontrarem). Assim eles fariam o combate (ambos mostrando o devido respeito mútuo após o combate acabar) e assim realizariam o sonho de vários fãs sem “obrigar” uma derrota do Wyatt.

    • danielLP21 - há 2 anos

      Obrigado, Sorlei Rui Oltramari.

      Preferia que o primeiro combate entre Wyatt e Ambrose fosse na WrestleMania e que eles continuassem a feud nos PPV’s seguintes, porque assim a WrestleMania teria dois combates repetidos do Fast Lane: esse e Rusev vs Cena.

  13. dean ambrose - há 2 anos

    belo artigo concordo em tudo que disse ambrose poderia ter enfrentado o bray na wrestlemania

  14. Eugen3 - há 2 anos

    Bom artigo,
    Tenta ter sempre este tamanho (^^), é fácil de ler, e consegues dizer tudo o que queres.
    Só achei a conclusão um pouco repentina, ainda fiquei a ver se tinha perdido alguma coisa até que vi que não.

    Continua assim!

  15. CMelo01 - há 2 anos

    Excelente artigo Daniel, continua assim ;)

  16. orton suck - há 2 anos

    O Erro da wwe em relação a wyatt foi ter feito ele perder para o cena na wrestlemania 30. aquilo foi um erro fatal. oque elevou cena ter ganhado aquele combate? NADA. mais se fosse Wyatt ganhar Ai sim acharia cabivel uma luta dele contra A LENDA THE UNDERTAKEr. faria muito mais sentido a luta.
    e do jeito que a wwe adora enterrar Wyatt capaz de na proxima wm ser bray Wyatt vs hulk hogam e fazelo perder por esse velhinho inconsequente…

  17. Zé Biriba - há 2 anos

    Era por isso que eu queria tanto que começa-se a escrever, tu é ouro puro!
    Muito bacana quando algo nos faz pensar de outras formas, e vejo na sua visão algo que eu não tinha parado pra prnsar antes, mas que aparenta ser bem mais logico e favorável pra WWE do que o que realmente aconteceu.

    Excelente!

  18. KO - há 2 anos

    Bom artigo. O grande motivo por detrás desse “desperdício” é o fato de não haver brand split na minha visão. A WWE tem nomes suficientes para fazer de 4 até mais main events por PPV, porém esta poupa como é óbvio e acaba por adiar pushes. Mas o assunto brand split deixo para quando vossa senhoria fizer um artigo a respeito, porque estou ligado que você é dos que defendem a volta dela.

    Acho que o Triple H vs Sting foi o que tinha que ser, já que estavam a lutar na Wrestlemania, o palco de momentos históricos e coisas do gênero. Concordo plenamente que a estréia do Sting não foi muito bem explicada, já que o cara espera 14 anos pra finalmente por os pés na WWE, e sem um imenso motivo.

    A personagem Bray Wyatt pode ter muitas ramificações, sempre tem algo a dar. Note que ele pode recriar uma nova família ainda mais abrangente com o motivo de querer transmitir sua mensagem com impacto, tem o babyface turn, tens a história da Sister Abigail, o título…são realmente inúmeros caminhos e consequentemente criar memoráveis segmentos. Acho que a luta Bray vs Undertaker teve o vencedor certo (como custa-me dizer isso), e que serviu mais para ficar marcado o face to face entre ambos. É lógico que o Wyatt fica com a imagem denegrida, entretanto é um tipo de coisa reversível, e que acho que começara pra valer no SummerSlam, já que é muito provável que este esteja envolvido num dos main events do evento. Cena, strike 1. Taker, strike 2. Agora esperar e ver se os bookers levam jeito.

    • danielLP21 - há 2 anos

      Obrigado pelo elogio.

      A derrota com o Undertaker era mais aceitável se o Bray Wyatt tivesse tido uma construção consistente ao longo do ano. Por exemplo, se tivesse vencido o Cena, o Jericho e outros, depois de vencer o Bryan em 2014, ia com tudo para o combate com o Taker e uma derrota não o afectaria.

      O problema foi o ano de 2014 miserável, e não são os últimos meses desse ano e os primeiros de 2015 que o tornam suficientemente credível para perder na WrestleMania e não sair afectado, mesmo que seja com o Undertaker.

  19. Dante_edy - há 2 anos

    Bom artigo danieLP21

    Concordo com várias coisas.

    Sobre HHH x Sting, eu sinceramente percebo a vitoria de HHH. Este já vinha com 4 derrotas consecutivas em PPV (ER 2013 contra Lesnar; WM30 contra Bryan; ER2014 e Payback 2014), logo não fazia sentido perder um quinto combate consecutivo. Ele tinha de ganhar, independentemente do adversário. Agora é pena que Sting tenha sido o sacrificado, já que HHH em 2003 fez o mesmo com os seus companheiros da WCW. No entanto, Paul é mestre em fazer o público odia-lo, Sting acaba por ser a vitima perfeita, já que a WM32 a authority será um pilar muito importante e deverão ser todos derrotados nos seus respectivos combates, por isso acredito que era importante, Big Show, Rollins e HHH saírem vitoriosos, para a authority ter mais credibilidade para a WM32 (não podemos esquecer que a authority perdeu todos os seus combates na WM30).

    Quanto ao Wyatt, eu gosto do Cena, mas penso que o Wyatt foi vitima das circunstâncias e só depois o booking. Ele poderia ter ganho o Cena na WM30, não fosse pelo facto de Undertaker ter de perder para Lesnar, ou seja, do momento que isto ia ser um grande letdown do PPV, Cena não poderia perder, pois se assim fosse está WM30 poderia ficar marcada pelos grandes “falhansos de dois “herois”, já foi difícil o público voltar a ficar animado após o choque do Taker e o facto é que o Cena tem o seu grande publico e é a cara da companhia.

    Depois Wyatt ganhou e fez algo que fantástico com os putos. Mas no último combate, eu se fosse um booker, também iria fazer Wyatt perder no Payback 2014. Pois mais uma vez, as cirscuntâncias assim o ditam, já que Bryan lesionou-se e teve de abdicar do título e a única pessoa que poderia substituílo e fazer uma rivalidade melhor com o Lesnar e causar aquele choque na SummerSlam seria Cena, logo não convinha ele perder no Payback 2014.

    De resto, Wyatt não teve o tratamento que merecia a meu ver, pois o seu personagem é um dso melhores dos últimos tempos e não tenho duvida que é o futuro. A posição que a WWE lhe meteu nesta Wrestlemania era difícil, pois o Taker perder 2x consecutivas era caso para reforma, e ainda por cima Lesnar não seria tão “único”, por isso Wyatt deveria ter tido outro rivalidade na WM31 e como é lógico ter ganho no maior palco do Wrestling.

    • danielLP21 - há 2 anos

      Obrigado.

      O Triple H pode perder todos os combates até ao fim da carreira que nunca será visto como um derrotado. Se o problema é perder, então que não lute mais. Aliás, eu defendi, ao longo do artigo, que ele devia não ter lutado na WrestleMania.

      Acho que o Wyatt vs Cena e o Lesnar vs Taker não têm nada a ver um com o outro. Além disso, o Wyatt foi mal tratado nos meses seguintes, e isso nada tem a ver com o fim da “Streak”.

      O que eu disse sobre o HHH serve para o Cena. Podia perder com o Wyatt e ser campeão na mesma, ninguém ia achar estranho ou considerar que ele não era credível.

      • Dante_edy - há 2 anos

        DanieLP21

        Ainda que concorde ou não com o 1.º paragrafo, a WWE não costuma a mostrar que um Top Wreslter deve perder em n PPV consecutivos e ainda assim não ser um derrotado. Falando do exemplo máximo, A 1ª vez que Cena perdeu em 3 PPV consecutivos, foi em 2008 (contra HHH, JBL e Batista, apenas JBL não foi por pinfall). Sabes quanto tempo depois Cena perdeu outra vez 3 PPV consecutivos foi no TLC 2013, RR 2014 3 EC 2014. Por isso no momento que Cena ia enfrentar o Wyatt, estava curioso se era desta que Cena perderia perder pela 4ª vez consecutivas em PPV pela 1ª vez.

        É certo que das 4 derrotas de HHH, apenas duas foram individuais (Lesnar e Bryan), mas Vince sempre me passou a ideia que um Top wrestler não deve perder várias vezes consecutivas em PPV, porque assim não, certos lutadores da companhia não estariam tão protegidos e a WWE não estaria tão concentrado nas suas credibilidades (dificilmente vê-se Taker ou Cena a perder limpo e quando acontece, é contra outro Top Main-Eventer, nos últimos anos). Porque um espectador comum iria acreditar que HHH iria ganhar na WM32 se ele passa a vida a perder? Seria um vilão muito previsível e por isso a vitoria sobre o HHH foi uma surpresa.

        Sobre o Cena perder para Wyatt, creio que concordo caso seja o de Payback 2014 (duas vitorias consecutivas sobre Cena e aidna por cima acabando a rivalidade contra este, seria de facto interessante), pois Cena iria ganhar o MMITB, e depois do F4W no Battlegroud 2014, com talvez wyatt a mistura no F4w ao invés do Kane e facilmente evitava-se ele levar pinfall.

        O que quis dizer é o seguinte: NUNCA numa WM, viste Cena e Taker (devido a streak) perderem no mesmo evento (WM). Cena é a face da companhia e Taker tem uma boa legião de fãs e o respeito de todos. WM tem sempre heels que ganham, mas todos nós sabemos que os faces ganham no main-event por exemplo, excepto por 4 WM. Ora, Vince iria arriscar, ainda por cima numa WM, Taker e Cena perderem? Se Taker fosse ganhar o combate, Cena poderia perder, para fazer um heel marcar a WM (neste caso wyatt), mas Taker perder e Cena também…não consigo ver como isto iria ser positivo. Mesmo na WM31, apenas um dos grandes combates teve um derradeiro upset, e este foi Sting x HHH, o resto foi positivo. na WM29, HHH, Taker e Cena ganharam, todos faces.

        Se numa WM, tivermos 3 combates de ME, faz-me sentido apenas um deles causar upset, para o evento não ser tão previsível, mas os outros dois resultados serem positivos. Dois upsets em 3 grandes embates, parece-me improvável, embora não seja de todo impossível.

      • Dante_edy - há 2 anos

        É claro que isto é apenas a razão que acho a derrota do Wyatt aconteceu na WM30, mas não há provas de nada, excepto que Wyatt perdeu e ainda por cima perdeu a rivalidade.

        É pena, mesmo que perdesse na WM30, deveria ganhar a rivalidade, ou mesmo que então ele tivesse que perder a rivalidade para Cena, que ao menos tivesse a vitoria na WM30.

  20. 434 Days - há 2 anos

    Concordo plenamente com o que escreveste. Infelizmente a WWE comete demasiados erros no booking e não implementa qualquer tipo de lógica para terminar certas rivalidades.

    A situação no WM foi totalmente desnecessária. Eu não alteraria propriamente os combates, mas sim os resultados. O Sting vencia o HHH, com este último a ter pelo menos um segmento por cima na Pré-Mania. Quanto ao Bray, vencia o Taker, estabelecendo-se como o “New Face Of Fear”. Infelizmente a situação do Ambrose não mudava-se neste caso, mas já sabemos que ele será aposta num futuro próximo, por isso ainda não me preocupo. Voltando ao que falava, assim tínhamos o Sting com a sua primeira vitória na WWE e o Bray com uma grande vitória á custa de uma lenda. No ano seguinte O Sting vs Taker acontecia com uma última vitória gloriosa para o Taker, em que nada prejudicaria o “Icon” e assim os dois reformavam-se com o respeito que mereciam.

    Enfim, isto são apenas cenários hipotéticos que não aconteceram por culpa da própria WWE. Quanto ao Wyatt, penso que ainda tem tempo como é claro, mas terá que ter um momento memorável o mais depressa possível para começar a criar o seu legado. Depois disso, pode-se dedicar ao título, á construção de uma nova “família”, etc.
    Basta é não lixarem o booking.

    • danielLP21 - há 2 anos

      Sim, esse cenário das trocas de resultados nesses dois combates também era aceitável. Infelizmente, o Triple H teve que vencer o Sting para termos mais um prego no caixão.

      O Wyatt vai muito a tempo, mas convém começar a ter momentos marcantes. Não é apenas ganhar combates e feuds, é mesmo fazer algo de que falaremos aqui a anos.

  21. CAW (Cena Always Wins) - há 2 anos

    Eles só têm que dar mais vitorias ao Bray, é isso que peço, espero bem que a partir de agora ele comece a vencer para quem sabe vencer o titulo mundial da wwe ainda este ano, porque a rota do título deve ser o próximo passo para ele.

    • danielLP21 - há 2 anos

      Duvido, a menos que vire face ou que o Seth perca o título mais cedo do que eu estou à espera.

      Na parte de precisar de vitórias estamos de acordo.

      • CAW (Cena Always Wins) - há 2 anos

        Mas por exemplo o Taker andou nos títulos durante muito tempo, apesar de não ter nenhum reinado memorável, esses títulos ajudavam-no a reinventar-se quando já não estava a conseguir a atenção dos fãs, e o bray deve ser a mesma coisa

      • danielLP21 - há 2 anos

        Eu apenas disse que duvido que isso aconteça agora, este ano.

      • CAW (Cena Always Wins) - há 2 anos

        Talvez sim, mas sem duvida que deviam fazê-lo

  22. Ygor - há 2 anos

    Excelente artigo Daniel pra mim a wwe tava errando desde da wrestlemania 30 quando na verdade Bray Wyatt deveria ter ganhado e também saindo por cima da feud

  23. Ryback Rules - há 2 anos

    “…Ryback ou outro mid-carder…”
    WTF?!

  24. Wolf - há 2 anos

    Excelente artigo, Daniel
    Parabéns!
    Na minha opinião o principal problema é que uma gimnick como a do BRAY vive de credibilidade e a WWE, faz passar a imagem “fala, fala, fala mas na hora da verdade FALHA”
    Se quisessem a investir nele a sério, tinham lhe de dado vitórias frente a main eventers até ser ele a quebrar a streak do TAKER, fazendo assim a transicção de dois heels de gerações diferentes

    • danielLP21 - há 2 anos

      Obrigado.

      Sinceramente, sou da opinião de que a “streak” nunca devia ter acabado, mas como acabou, acabou para a pessoa certa. Era arriscado colocar um jovem de 26 anos a vencer o Undertaker na WrestleMania pela primeira vez. Mas este ano, já que não havia streak, o Undertaker não sairia nada afectado com uma derrota. Ou até podia vencer, desde que o Wyatt tivesse vencido todas as suas rivalidades até então.

  25. Wolf - há 2 anos

    Pessoalmente, tb acho que não devia ter acabado…

    Mas se fosse o BRAY podia ter sido este ano ou mm na próximo, mas tinha que vir duma onda de vitórias crediveis.

    A problema é mesmo a falta de credibilidade que o booking criou nele, ele nunca devia ter perdido a feud com o CENA se o criam credivel

  26. DMartins_WWE - há 2 anos

    Excelente artigo, Daniel.

    Acho que seria melhor que o Bray Wyatt tivesse um combate com o Ambrose em que saísse vitorioso. Infelizmente teve o combate com o Undertaker (que, na minha opinião, não foi um combate mau de todo) que só serviu para demonstrar que o Undertaker não precisa da streak para ser uma lenda na Wrestlemania. Talvez, como tu disseste, fosse melhor que o dream match, Undertaker contra Sting acontecesse este ano, porque os dois são pessoas já com alguma idade para andar a lutar e não sabemos se vão estar em boa forma ou não para o ano. :)

    • danielLP21 - há 2 anos

      Obrigado.

      Exactamente. Poderão estar em boas condições, mas não sabemos. Enfim, acho que a WWE vai tentar fazer a melhor WrestleMania de sempre e esse combate fará parte dos planos.

  27. joaolima - há 2 anos

    Mau artigo,nao teve conexão nos superstars envolvidos e o bray wyatt ainda tem muito talento para mostrar!
    Fiquei desiludido!

    • danielLP21 - há 2 anos

      Obrigado pelo comentário. Vou tentar melhorar.

      Não percebi a parte da falta de conexão.

      Claro que tem.

  28. HardyBoy77 - há 2 anos

    Parabens bom artigo!
    Eu concordo com tudo que tu disseste e acho que nao vai ser um mid-card como o ryback que vai “trazer estatuto” ao Bray Wyatt.A verdade é que ele ainda é muito jovem mas a WWE devia começar já apostar e fazendo com que ele vença as proximas rivalidades.Eu acho que este feud entre ele e o ryback nao seja muito intressante,preferia ver Bray Wyatt vs Cesaro!
    Por fim quero acrescentar que gostava de ver uma feud entre o Kane e o Bray Wyatt acho que seria intressante mas duvido que a WWE aposte no kane devdo as suas condiçoes

    • danielLP21 - há 2 anos

      Obrigado.

      Sinceramente, por mim a última rivalidade da carreira do Kane seria com o Bray Wyatt. Sei que já vimos isso antes, mas sempre houve rivalidades repetidas e gostaria de ver o Wyatt a acabar com a carreira o Kane. Seria, porventura, o primeiro grande feito da sua carreira.

  29. Vinícius Nunes - há 2 anos

    Oh Benfas…O final foi meio abrupto, mas o tema é interessante, e acho que realmente aquele Sting vs HHH só serviu para o Vince mostrar que a WWE foi e é melhor que a WCW, até valeu um pouco de nostalgia, mas não acrescentou em nada ao futuro da empresa esse Sting vs HHH, apenas algo para alimentar o ego de Vince McMahon…

    O Bray Wyatt é aquele cidadão (não é pacato) que me passa a impressão de que ganha algumas feuds para no final perder para alguém que interesse, por isso as vezes temos a impressão de que ele está sendo protegido e tal, mas a verdade é que a WWE parece se importar com ele apenas pra que outro fique mais forte depois disso, como no caso do Cena, depois o Taker (esse nem entendo o propósito), enfim, o que quero dizer que a WWE não o trata ele como trata o outro grande heel da CIA, o Seth Rollins, a WWE sempre investiu no Rollins como uma ameaça, para que ele mesmo fizesse história, como fez nessa última Wrestlemania, para criar realmente uma nova estrela e não vejo isso acontecendo com o Bray Wyatt, o que é uma pena, pois acho que ele é o melhor talker da atualidade, apesar de não ser o maior fã dele enquanto wrestler…

    Enfim, bom artigo e até prefiro algumas cenas do teu booking (incluindo Sting vs Taker nessa Mania).

    • danielLP21 - há 2 anos

      Obrigado, Vini.

      Talvez estejas certo, mas ainda prefiro acreditar que o Wyatt é uma das prioridades da WWE e que a companhia acha que colocá-lo a lutar com Cena e ‘Taker é o suficiente para ele ser considerado uma estrela.

  30. Miguel Carlos - há 2 anos

    Excelente artigo! Eu não acho que a fued do Wyatt com o Cena o tenha prejudicado, eu até o vi como um nome mais importante a partir daí, o problema é que a WWE a partir daí não o bookou corretamente, e a fued com o Jericho foi uma nódoa. Depois teve aquele regresso fantástico, a fued com o Ambrose podia ter sido melhor, mas gostei da construção dele desde o fim dessa fued até à WrestleMania. Ainda assim, ele não está tão perdido como estava depois da fued com o Cena, e ele precisa de uma vitória sobre algum face importante, tipo o Dolph Ziggler ou o Randy Orton. Gostava que para o ano ele tivesse uma desforra com o Undertaker e acabasse com a carreira dele, mas é mais provável vermos um Taker-Sting (sim, porque a WWE preocupasse mais em bater records de estádios do que em cosntruir a sua próxima geração).

    • danielLP21 - há 2 anos

      Obrigado, Miguel Carlos.

      Por acaso, julgo que a rivalidade com o Cena foi o pior de tudo.

      Randy Orton seria a minha aposta para o SummerSlam.

      Já agora, escreve-se “feud” :P

      • Miguel Carlos - há 2 anos

        Muito obrigado por me teres corrigido. Eu acho que escrever “fued” em vez de “feud” é um erro que eu dou há muito tempo. Já agora aproveito para corrigir: *”a WWE preocupa-se”. Antes da feud com o Cena, eu não via como um main-eventer, mesmo tendo tido a fued com o Punk, o Bryan e os Shield. Depois dessa feud, eu achei que ele tinha capacidades para ser o novo Undertaker.

      • Miguel Carlos - há 2 anos

        Por isso é que não acho que a rivalidade com o Cena foi o pior.

  31. Vitor Oliveira - há 2 anos

    Penso que a Wyatt Family deveria retornar e o Bray poderia pegar o cinturão IC do Daniel Bryan

  32. Awesome_Mark - há 2 anos

    Artigo incrivelmente curto. Senti que podias ter explorada mais algumas ideias mas respeito que optes por este estilo menos prolongado. Contudo, às vezes, quando decidimos condensar mais as informações por vezes existe (no leitor) o sentimento do “foi bom, mas faltou algo mais”. Aliás, sentimos isso não poucas vezes no wrestling, seja em segmentos, combates ou rivalidades. Não sou nenhum expert, mas também gosto de escrever (sim, eu!), faço-o sempre que posso e esta é a minha opinião. Leva esta como uma crítica construtiva.

    Quanto ao conteúdo, não me surpreende pois dá para reparar que és um fã do Wyatt e estavas revoltado após a sua derrota na Wrestlemania para o Taker. Concordo com praticamente tudo à exceção de quando dizes que o Ambrose não precisa de vencer para ser popular. É verdade que num embate com o Bray o ideal seria saír derrotado e não é por continuar over apesar do que lhe aconteceu nos últimos meses que se deva afirmar isso. Todos precisam de grandes triunfos para cimentarem a sua credibilidade e não me restam dúvidas que com um melhor tratamento o Ambrose teria neste momento ainda maior apoio do público.

    No geral, um bom artigo. Espero que melhores ainda mais e fico curioso para ver a tua evolução num futuro próximo.

    • danielLP21 - há 2 anos

      Não só decidi escrever artigos mais curtos, como foi isso que me pediram, por isso, enquanto ficar satisfeito com o resultado, não vou alterar esta estrutura. Além disso, se ficam com esse sentimento, então ainda bem, visto que assim posso complementar algumas ideias aqui nos comentários. Aliás, já disse coisas nestes comentários que não disse no artigo.

      Falei de popularidade, não de credibilidade. Se o Ambrose vencesse combates em PPV’s e as suas rivalidades até à WrestleMania, uma derrota com o Bray Wyatt não lhe tiraria a popularidade.

      Obrigado pelo comentário.

  33. FrancisDreezPT - há 2 anos

    Tas a ver Dani….Como n é complicado fazer os teus proprios artigos ;) …Milhoes de anos de espera,mas finalmente vimos o grande debut…N tive oportunidade de comentar o primeiro por isso digo td agora…Exelente escolha de nome..Cuting Edge,é o melhor nome que se pode arranjar para homenagear o Edge(Rated-R-Superstar é alcunha)..Grande artigo.As tuas opiniões sao mais do que exelentes,és daqueles que percebes do que dizes e que n se põe por ai a dizer serem os melhores nisto…Aqui estarei para a semana para mais um CUTING EDGE….

  34. matheus - há 2 anos

    Ótimo artigo, porém se o Hogan e o Cena são maus então imagina Stone Cold que tirou o titulo do kane 1 dia depois dele ter conquistado kkkk

  35. MicaelDuarte - há 2 anos

    Bom artigo, Daniel.

  36. Stone Cold - há 2 anos

    Para ser sincero ficou um pouco desiludido. De facto de todos os comentarios que costumam aparecer por aqui sem duvidas que a meu ver és o melhor e o mais completo de todos a todos os niveis. Tanto é que sempre que passo pela secção de comentarios na maioria das vezes só perco um bocado do meu tempo a ler as tuas opiniões sempre tão bem elaboradas e coerentes ainda que discorde delas muitas vezes. No entanto a tua capacidade de argumentar e os teus conhecimentos de wrestling são dignos de menção e acabas-te por te tornar também um dos grandes responsáveis pela minha presença assidua neste site. Quando descobri que ías começar a dedicar-te aos teus proprios artigos fiquei extremamente satisfeito e ansioso por descobrir o que ias apresentar a seguir. Sou grande admirador quer do opinião feminina quer do smoke and mirror mas ao saber que ias ter o teu proprio espaço fiquei empolgado pois é inegavel a admiração que vinha tendo pelos teus comentarios e devo dizer que tenho ficado algo desiludido com o produto que vens apresentando. Não desgostei do primeiro artigo não o tendo achado brilhante e considero que sim foi a maneira mais correcta de te iniciares e de te estabeleceres (apesar de não precisares de provar nada a ninguém como é obvio!) mas em relação a este último não sei se foi por eu estar com as expectativas demasiado elevadas mas o que é certo é que não me convenceu. Acho que tens capacidade e talento únicos e que és capaz de proporcionar conteudos bem mais aprofundados e elaborados e fazeres análises mais complexas condizentes com a tua qualidade inigualavel. É certo que muita gente fala que artigos curtos nos prendem de inicio a fim mas no teu caso eu não posso concordar porque a partir do momento em que és a tu a escrever, pelo menos no meu caso, não interessa se é 1 pagina ou se são 100 eu vou ler porque tu nunca te tornas aborrecido e consegues sempre surpreender-me e é por isso que não me agrada muito este formato pois custa-me esperar uma semana inteira para ler tão pouco das tuas opiniões quando tu tens tudo o que é preciso para oferecer artigos absolutamente geniais e um pouco mais complexos explorando ao maximo aquilo que pode efetivamente ser explorado porque tu és bom nisso e como ninguem tens essa capacidade, a de ver aquilo que os outros não conseguem ver, sendo sempre coerente e nunca tendencioso e eu admiro muito isso. Não quero que vejas isto como uma forma de desprestigiar o teu trabalho nem nada parecido afinal de contas os teus comentarios são sempre uma razão da minha presença por aqui mas achei que devia dar a minha opinião em relação àquilo que estava à espera e àquilo que tens oferecido porque acho que podes ser ainda melhor. Provavelmente sou eu que estou errado até porque as reacções que vejo são extremamente positivas da parte da grande maioria e é normal tratando-se da tua pessoa. O que também acho é que se esses comentadores te conhecem sabem que podes oferecer algo infinitamente melhor limitando-te a abordar o desporto que tanto admiras, o wrestling.

    Agora em relação ao artigo:

    Primeiramente eu não posso afirmar como seria se em vez de defrontar o HHH defrontasse o Undertaker até porque Sting vs Undertaker era merecedor de uma feud construída a sério e não sei a disponibilidade do Undertaker para tal uma vez que o Wyatt só se encontrou com o seu adversário no proprio evento e não me parece que fossem dar uma feud nesses moldes a um nome do calibre de Sting. Se poderia ser uma excelente solução sim sem duvidas e explicas de forma extremamente eficiente o teu ponto de vista em relação a isso. Não posso afirmar se teria sido melhor ou pior o que posso dizer é que um Sting vs Taker não teria intervenções e deixaria demasiado à vista as carências de ambos nesta fase já tão avançada das suas carreiras e foram essas mesmas carências que se notaram no combate entre HHH vs Sting e que foram ofuscadas de forma exemplar por um dos grandes momentos da noite o aparecimento dos NWO e Dx. Acho que foi esse momento que permitiu que o combate fosse um sucesso pois sem ele teria sido apenas fraco e denunciaria claramente as más condições fisicas principalmente do Sting. Sei que não é por ai pois pelos vistos eles pretendem fazer o combate entre os dois para o ano que vem mas num combate com o Taker essas carencias nao poderiam ser tão escondidas e logo contra um Taker que é actualmente uma sombra daquilo que já foi e que continuo a achar que teria fechado a sua carreira em grande no famoso end of an era. A vitoria do HHH foi sim surpreendente mas não me irritou assim tanto quanto isso pois ele já vinha de várias derrotas de forma consecutiva na wrestlemania e nos últimos anos e por outro deu a tal imprevisibilidade que tanta falta faz ao wrestling. O que realmente odiei foi o aperto de mão sem nexo apenas isso.

    Em relação ao Bray Wyatt pode perceber com base nas tuas opiniões que és um grande fã dele e de facto não tenho como negar que o homem é extremamente competente e completo principalmente nas promos e merece ter sucesso. Simplesmente não gosto nem me identifico com ele, não por ausência de talento apenas porque não gosto. É a mesma situação que tu com o Flair basicamente. Percebo o descontentamento porque este personagem dele exige um cuidado bem maior que o da maioria do roster e não tem existido esse cuidado e entendo o tipo de booking que pretendes que se lhe aplique sem duvida que seria extremamente benefico para ele. O que também acho é que existem inumeros wrestlers no roster actual que estão numa situação infinitamente pior que o Bray Wyatt e aos quais é impensavel dar-lhes feuds com Undertaker, Y2J, John Cena e por aí fora. E são superstars com muito talento. E é por isso que considero que o booking do Wyatt nao tem sido assim tão terrivel porque a wwe está constantemente a coloca-lo com os melhores do roster e os mais populares e não faz isso com vários outros. E embora perca não é qualquer um que é seleccionado para ir contra o Undertaker. Sim deveriam ter dado ao Bray Wyatt vitorias que não deram mas sair por cima de Bryan, Ambrose e Y2J não é assim tão mal quando vimos o que eles estão a fazer com o talento dos Damien Sandow, Cody Rhodes…

    Finalmente Dean Ambrose que como dizes e bem torna-se do nada extremamente credivel ao titulo principal: Eu não concordo com aquilo que referes de a derrota não o afectar. Afecta sempre. Se ele vencesse mais e tivesse mais destaque a sua popularidade seria ainda maior porque nem todos os fãs de wrestling tem a percepção que os especialistas na área tem a meu ver. Se Dean Ambrose com tão pouco fez tanto imagina se recebesse um push ao nivel dos seus dois ex companheiros. Com isto não quero dizer que ele tivesse que vencer o Bray Wyatt no hipotetico combate que propões obrigatoriamente mas não me pareceria de todo descabido que o fizesse se como dizes e bem ambos tivessem usufruido de um booking excelente até ao evento. E nesse aspecto devo dizer que o do Wyatt foi bem melhor inegavelmente quer pelos nomes contra quem foi quer pelo tratamento que recebeu.

    • joaop - há 2 anos

      Ui.. Alguém tá apaixaxado por ti Daniel..

      • danielLP21 - há 2 anos

        Pronto, tinha que vir o Joãozinho do 5 count… Estás com ciúmes?!

      • joaop - há 2 anos

        Simmmmmmmm <\3 :'(

    • danielLP21 - há 2 anos

      Antes de mais, obrigado pela disponibilidade e pelo tempo que gastaste a escrever este comentário, assim como pela sinceridade e pelos elogios que me fazes.

      Acredites ou não, aqui não há melhores ou piores comentadores. Há pessoas que dão as suas opiniões, embora algumas pareçam, por vezes, realmente difíceis de compreender. Ainda assim, é bom ver que me tens em boa conta.

      Porém, é preciso ver que uma coisa é comentar um programa, outra é escrever um artigo, e a verdade é que este é apenas o meu segundo. Ninguém pode estar à espera que eu chegue ao meu melhor nível em dois artigo. Nem dez. Nem em vinte. Por isso, aconselho-te a baixar as expectativas nos primeiros tempos, tal como eu fiz, de modo a que a desilusão não seja tão grande (embora eu próprio sinta que tenha faltado algo a este artigo, como já disse em cima). Digamos que estou a “apalpar terreno”, como um jovem futebolista faz antes de ficar mais experiente.

      Vou-te confessar uma coisa: para mim, os melhores artigos deste site são escritos pela Salgado. Quando comecei a vir aqui, fiquei de tal forma impressionado com o trabalho dela que, passado uns tempos, fui ler os primeiros OF’s. E a diferença de qualidade é abismal. Se é motivo de vergonha? Claro que não. Chama-se “evolution” :P

      Quanto ao tamanho dos artigos, posso aumentar algumas palavras, mas não quero escrever coisas maçudas. Tenho noção que as pessoas não gostam propriamente de ler (infelizmente, visto que é das minhas maiores paixões) e por isso, quando vêm aqui, se calhar gostam de algo mais rápido de ler. Ainda assim, vou ter esse conselho em conta.

      Quanto aos temas, serão aquilo que forem… Não tenho muito a dizer sobre isso nem sei o que defines como algo complexo ou não complexo.

      O Sting não me pareceu em má forma. As pessoas esquecem-se de que até há pouco tempo ele lutava semanalmente e, não tendo a frescura de outros tempos, ainda dava bons combates. Tanto assim é, que o combate entre ele e o Triple H estava a ser surpreendentemente bom até às interferências.

      Sim, sou fã do Bray Wyatt desde a sua estreia (não acompanhava muito o NXT), mas mesmo que não fosse diria exactamente o mesmo, até porque não foi apenas dele que eu falei no artigo. O que eu queria dizer, basicamente, é que vários lutadores estão na porcaria ou não estão onde podiam estar porque a WWE toma decisões incompreensíveis (aos meus olhos). E no caso do Wyatt em particular, frustra-me ver a WWE a criar um buzz enorme com ele para depois o deitar abaixo. É precisamente por criarem as expectativas em torno dele que a frustração é maior.

      Os casos do Damien Sandow e do Cody Rhodes serão analisados por mim, não te preocupes. Eu sei que a situação deles não se compara à do Wyatt, nem eu disse que
      este era o lutador em pior situação na WWE. Longe disso.

      Discordo. Se ambos chegassem ao combate completamente credíveis e a construção do embate fosse excelente (como eles podiam muito bem fazer), uma derrota do Ambrose não o afectaria em nada. Dou-te como exemplo o Seth Rollins: perdeu com o Orton e, mesmo que não tivesse feito o cash-in, não sairia magoado da WrestleMania, precisamente porque foi construído de forma consistente.

      PS: Tenta fazer mais parágrafos, torna-se um bocado difícil ler os teus comentários tão grandes e tão “amontoados”.

  37. MR Perfection André Santos - há 2 anos

    Excelente, há pouco acrescentar.

    Sendo um grande fá de Wyatt, vejo que vais de encontro a minha opinião e, espero que ele (wyatt), não ande muito em feuds, que sinceramente, não levam a lado nenhum.

  38. Depois de um comentário daquele tamanho nem sei o que dizer… Bem, gostei do tema. Acho que pudeste manifestar a tua opinião de uma forma mais fundamentada (tem como objecto de comparação as conversas no chat) e deste-nos também a oportunidade de explorar as alternativas ao que sucedeu, não te ficando apenas pela objecção. Estiveste bem, e irás melhorar ainda mais com o tempo, só custa a meter a primeira :)

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador