Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Contacta-nos!

Cutting Edge #30 – Família

O Survivor Series deste ano será marcado por quatro combates, com a palavra “família” a assumir um enorme protagonismo. Não só teremos um confronto entre duas famílias, como o mais provável é o novo Campeão da WWE ser encontrado num embate entre dois “irmãos”.

Mas antes dessas previsões, começarei pelos combates menos importantes, embora (para mim) interessantes.

Os participantes do combate tradicional ainda não foram anunciados e muito provavelmente só o serão no próprio dia, pelo que é praticamente impossível prever quem irá vencer e quem será o “sole survivor”. Podemos, ainda assim, tentar adivinhar quem irá participar.

Os New Day são quase certos, assim como Cesaro e Neville. Resta saber quem se junta aos Campeões de Tag Team. Os Ascension lutaram contra Neville e os Dudley Boyz na SmackDown ao lado de Stardust, mas não me parece que algum deles participe no combate. Os veteranos, por outro lado, são uma forte hipótese para a equipa face.

Ainda assim, diria que o combate será um confronto entre a equipa de Cesaro, Neville, Ryback e os Usos e a equipa dos New Day e Barrett/Sheamus, visto que, apesar de estes na última semana não terem tido destaque, são mais credíveis que os Cosmic Wasteland, sobretudo o Mr. Money In The Bank.

Quanto aos vencedores, vou apostar em Cesaro como sobrevivente, tendo em conta o apoio que vem recebendo por parte dos fãs. A WWE deverá optar por lhe dar um pequeno prémio e mostrar que conta com ele, mesmo não sendo uma prioridade atualmente.

O combate entre Dolph Ziggler e Tyler Breeze marcará a estreia do “Gorgeous One” em PPV’s. A lesão de Seth Rollins e o consequente torneio atrasaram esta rivalidade, que só voltou a ter destaque na última SmackDown antes do Survivor Series.

Caso o objetivo seja que a história continue, não me importo de ver Breeze a vencer, desde que seja o “Show Off” a sair por cima no final da feud. Se for para durar apenas um PPV, então espero que Dolph Ziggler vença o combate.

Não é que não goste de Breeze, mas convém valorizar Ziggler dando-lhe vitórias em rivalidades de mid-card para que quando seja necessário dar um “saltinho” ao main-event ele esteja credível. Mesmo que Tyler Breeze vença a rivalidade, daqui a dois meses estará ao mesmo nível que os outros, trocando vitórias e derrotas, sem que esta rivalidade o tenha beneficiado a ele ou ao seu adversário, pelo que mais vale deixar que o veterano saia a ganhar.

Na última Raw, fomos surpreendidos com um segmento de lutadoras a fechar a noite. Foi algo refrescante e, pessoalmente, gostei. Não concordo com as críticas direcionadas a Charlotte, embora seja evidente que, quando se trata de falar ao microfone, Paige é muito mais segura e consegue cumprir de forma mais sólida o seu objetivo.

Usando a morte do irmão de Charlotte na história, a WWE gerou controvérsia e colocou os fãs a falarem do segmento. Há quem concorde, há quem discorde. Para mim, se a campeã aceitou, não há problema nenhum.

Quanto à vencedora, aposto em Charlotte. Pode ser o verdadeiro início de um bom reinado, caso a WWE decida manter o destaque que lhe deu na segunda-feira. Resta saber se a próxima adversária será Sasha Banks – o PPV de dezembro será no estado-natal da “Boss” – ou se o momento desta última será adiado até à WrestleMania. Existe ainda a possibilidade de a rivalidade entre Charlotte e Paige continuar mais umas semanas.

Eis que chegamos às duas histórias principais. Caso Seth Rollins não se tivesse lesionado, diria que o combate entre a Wyatt Family e os Brothers of Destruction fecharia o PPV, devido ao 25º aniversário da estreia de Undertaker, mas como teremos três combates do torneio pelo Título da WWE o mais provável é a final ser o main-event, de modo a que os dois finalistas tenham o máximo tempo de descanso possível.

Seja como for, esta é uma história digna de main-event e, pessoalmente, voltei a ter prazer em ver Undertaker, o que não acontecia há algum tempo. Participou em alguns programas e não deixou a construção do combate exclusivamente para o seu adversário.

O resultado deste combate é imprevisível. Por um lado, são os 25 anos da estreia de Undertaker, que ainda por cima perdeu no PPV anterior; por outro, Bray Wyatt já perdeu com o “Deadman” uma vez e, pese embora a derrota com Roman Reigns, tem vindo a ganhar bastante ímpeto e a ter muito tempo de antena.

Esse aspeto tem marcado, de resto, a carreira de Wyatt. Ganhando ou perdendo, tendo um bom ou mau booking, sendo ou não o protagonista das suas rivalidades, o facto é que estas são sempre das principais atrações da programação da WWE. É impossível alguém dizer que a companhia não o tem em boa conta ou que não o quer valorizar.

Vou apostar, sem certezas, numa vitória de Kane e Undertaker. Vai depender muito, contudo, dos planos que a WWE tenha para estes talentos no futuro. Já pensei numa desforra entre Wyatt e ‘Taker na WrestleMania, ou até – esperemos que não! – num embate entre Braun Strowman e o “Deadman”, por isso uma vitória da Wyatt Family seria mais acertada aqui, visto que na WrestleMania Undertaker vencerá o seu combate caso este seja contra algum destes rivais.

Caso isto fique já por aqui, então os Brothers of Destruction sairão vencedores, sem grandes razões de queixa da minha parte. Undertaker já venceu Bray Wyatt na WrestleMania, por isso não seria uma vitória num PPV menos importante e num combate de Tag Team que ia fazer o “Eater of Worlds” sair verdadeiramente por cima ou provar que é o substituto ideal. Ainda assim, claro que gostaria de o ver a vencer.

Por fim, o Título da WWE. Não vou perder tempo a fazer antevisões das meias-finais. Roman Reigns vence Alberto Del Rio de certeza absoluta e Dean Ambrose levará de vencida Kevin Owens, embora aqui as certezas não sejam tantas, mas quase.

A grande questão é: irá a WWE surpreender ou jogar pelo seguro?

No primeiro caso, estaríamos a falar de um heel-turn de Roman Reigns, que se juntaria à Authority. Já que é ele o “escolhido” na “vida real”, nada melhor do que passar isso para a televisão, como aconteceu com The Rock em 1998. Consigo imaginar Reigns como uma espécie de jovem Randy Orton: arrogante, dando como garantido o sucesso porque tem o Wrestling no sangue, etc.

O segmento em que Triple H tentou convencer Reigns a juntar-se a ele deixou-me com água na boca. Na última Raw, “The Game” foi visto a falar com Kevin Owens, Alberto Del Rio e Cesaro, mas pareceu claramente uma forma de despistar os fãs, até porque o C.O.O. só não falou com um lutador (entre os finalistas, entenda-se): Dean Ambrose.

Será desta que veremos o “Lunatic Fringe” como vilão? Pessoalmente, gostava, embora não seja a minha prioridade. O facto de Ambrose ganhar o título antes de Reigns também pode servir para que os fãs apoiem mais este último, que continuará a ser “tramado” cada vez que se aproxima do ouro, vendo os seus ex-parceiros a tornarem-se campeões antes dele quando o momento devia ser seu. Triple H podia, aqui, dizer a Reigns que se tivesse aceitado a sua proposta, nada disto aconteceria.

Se fosse eu a decidir, tornaria Reigns campeão no próximo domingo, fazendo um heel-turn. Nos meses seguintes, colocaria-o a defender o título com sucesso contra lutadores adorados, como Cesaro e Dolph Ziggler, de forma a torná-lo ainda mais odiado, enquanto Dean Ambrose derrotaria Triple H no Royal Rumble e ganhava o combate com o mesmo nome. Na WrestleMania, Ambrose ganharia o Título da WWE a Roman Reigns, num combate com Seth Rollins como árbitro.

Porém, o que eu acho que vai acontecer é o seguinte: Reigns ganha no domingo o título. Depois, resta saber se Ambrose o iria atacar logo depois do combate, permitindo o cash-in de Sheamus (neste caso, Reigns seria mais uma vez tramado, chegando a ter o ouro por segundos mas perdendo-o de imediato) ou se esse heel-turn ocorreria apenas no dia seguinte.

Aí, teríamos uma rivalidade entre Reigns e Ambrose nos próximos tempos, com o herói a sair por cima e a entrar na WrestleMania como campeão, muito provavelmente numa desforra contra Brock Lesnar. Neste momento, é neste cenário que aposto.

Por fim, devo dizer que ficarei muito desiludido caso não haja nenhum turn e este torneio sirva apenas para coroar um novo campeão. Também não me interessa muito neste momento ver Sheamus com o título. A WWE tem aqui a oportunidade de criar uma excelente história, resta apenas saber se a aproveita.

Desejo um excelente PPV a todos e um ótimo fim-de-semana.

Sobre o Autor

- Autor do espaço "Cutting Edge".

32 Comentários

  1. RickyC9 - há 1 ano

    E se for Ambrose a juntar-se à Authority?? Ganhando assim o WWE title, Reings vence o Royal Rumble e a desforra acontece na WM com Rollins como arbitro especial e a fazer face turn tornando-se baby face e Reigns sai como vencedor!!

  2. Galloway - há 1 ano

    Bem, falando no combate tradicional de Survivor Series, penso que é a primeira vez que verei o PPV sem esse combate ter interesse, claro que é histórico haver um 5 para 5 a eliminar, mas sem construção perde um bocado o interesse, mas também dependerá de quem nele participar, concordo com essa constituição, apenas substituiria Sheamus e Barrett (mais à frente direi o porquê) pelos Ascension, e de resto faria também o Cesaro ser o sole survivor, para ter um pouco de destaque, mesmo que pouco, sempre é algum.

    Depois, por mim, e discordando de ti, o Tyler vencerá o Dolph. Nem vejo outra maneira, sendo a primeira feud no main-roster do Tyler contra um veterano estabelecido como o Dolph, que faz agora isso mesmo, ajuda a lançar novas estrelas, e não será diferente no domingo, creio eu. Quanto ao que dizes em relação a, sendo necessário, o Dolph estar credível para ir ao main-event, não creio que contem com o Dolph para tal, já, e com muita pena minha o digo, mesmo que pontualmente.

    Divas Championship é óbvio que a Charlotte vencerá e reterá o título, restando saber se depois a feud continuará ou ambas seguirão outro caminho.

    O combate que marca o 25º aniversário da estreia do Undertaker será um dos destaques, não sei se não será mesmo o main-event, como tem esse significado, talvez o façam, não seria a primeira vez nos últimos PPV’s que o título principal não seria o main-event. Adorava a vitória da Wyatt Family com o pin do Bray no Taker, seria perfeito para mim, no entanto será claramente este último e o demónio a vencerem, não poderia ser de outra maneira, se bem que gostava de ser supreendido com uma espécie de passagem de testemunho do Taker para o Bray, como a personagem mais sui generis do roster para o futuro, já que isso não aconteceu na WrestleMania podia ser agora.

    Quanto ao torneio, vejo 3 saídas para a WWE: a mais fácil, vitória do Roman Reigns, e o que seria mais óbvio; heel-turn do Dean Ambrose vencendo o torneio, sendo de forma limpa ou não (com ajuda da Authority), já que não acredito que o Reigns turne, vendendo como ele vende e sendo a aposta da companhia para ser o próximo babyface de topo sucedendo ao Cena, não o vão turnar; cash-in do Sheamus, sendo o sucessor do Seth Rollins como o protegido da Authority. Uma destas 3 deverá acontecer. Fica também aqui a explicação pela qual não inclui o Sheamus no combate tradicional de equipas, porque acredito que possa ser uma opção para a WWE fazer o cash-in na final do torneio, tendo o Barrett como braço direito e “guarda-costas”.

    A ver como será o PPV, os dados estão lançados, esperemos que seja muito bom.

    • danielLP21 - há 1 ano

      Sobre o Dolph: ainda acho que ele vai ter uma run decente no main-event. Não num futuro próximo, mas daqui a uns anos. A WWE habitualmente dá esse “prémio” a um ou outro veterano, como o Mark Henry e o Christian (embora este só tenha sido campeão devido à reforma do Edge), assim como ao JBL, Eddie e Benoit.

    • 21-1 foi pouco - há 1 ano

      prefiria q o traditional survivor series 5-5 elimination match fosse um 4-4 com brothers of destruction com mais 2 vs a wyatt family no main event

  3. Dolph Ziggler - há 1 ano

    O Tyler deve vencer, tendo em conta que é a sua primeira feud, o seu primeiro combate em PPV e tendo em conta também que perdeu o seu primeiro combate no main-roster e é importante que seja protegido. Até pode acabar em DQ ou com outra manha qualquer, mas não deve perder.

    O combate tradicional é como disseste. Devem meter para lá os New Day e os Usos, talvez o Cesaro e o Stardust. O combate pode não ter qualquer significado, mas é uma plataforma para desenvolver e começar algumas feuds, como é o caso dos New Day e dos Usos, ou do Cesaro e do Stardust, que já têm andado a promover isso há meses no Smackdown.

    O de divas vai para a Charlotte, sem qualquer dúvida.

    Quanto aí ao combate dos Wyatts e dos BOD, estes primeiros necessitam imenso da vitória, tendo em conta que o Wyatt já perdeu com o Taker uma vez e também perdeu a última feud com o Reigns. Já para não falar da forma decisiva com que os BOD despacharam os Wyatts há 2 Raws atrás, o que achei ridículo. Também sairam por baixo no último Raw, portanto, estou confiante que vão ganhar.

    No que toca ao torneio, é possível que haja um turn, mas se houver, e tendo em conta os desenvolvimentos dos últimos Raws, acredito que seja do Ambrose, e não do Reigns. Como disseste, aquele segmento pode ter sido para despistar e o Ambrose foi o único com que o Triple H não falou. O Ambrose pode fazer o turn e dizer que estava farto de ser sempre o seu sidekick, de ver ele a ter todo o sucesso e a ter muitas oportunidades, enquanto que ele ficava de fora. É algo interessante, mas ao mesmo tempo, um heel-turn do Reigns era melhor, até porque o Dean é bastante adorado como face, enquanto que o RR nem por isso.

    A ver, mas espero que hajam surpresas.

    • danielLP21 - há 1 ano

      Bem visto sobre a feud Stardust/Cesaro.

      Espero que essa confiança em torno de uma vitória da Wyatt Family seja confirmada pela WWE.

  4. TENDEU - há 1 ano

    Sera que todos esqueceram do ”mr money in the bank?” Não seria o momento ideal para fazer um cash in encima do reigs??? dando mais ”impeto” ao edge de cabelo preto?

    • danielLP21 - há 1 ano

      Talvez, mas acho que o cash-in já devia ter sido feito. Ainda assim, é uma possibilidade real, caso queiram que os fãs fiquem do lado do Reigns.

  5. wwemr - há 1 ano

    Pensei em uma coisa meio impossível, mas que seria massa. O Ambrose ou o Reigns fazendo turn e conquistando o título, o que vencesse conquistaria a confiança da autoridade e o que perdesse entraria em guerra com ela, daí colocariam o poder da autoridade em jogo e quando essa luta ocorresse, a autoridade seria traída e perderia o poder. Viajei? kkkkkkkkk

    • danielLP21 - há 1 ano

      Era engraçado. Aliás, tudo o que seja acabar com a Authority tem o meu apoio, nem que seja o Ryback a conseguir esse feito!

  6. Tibraco - há 1 ano

    Concordo com as tuas previsões, excepto a do main event.

    Acho que é 50/50 mas apostaria na vitória do Ambrose. Faria o heel turn durante o combate e conseguiria a vitória. Contudo, se for o Reigns a ganhar não vou ficar espantado.

    Gostei do cenário que desenhaste para o “Reigns heel”, menos a ideia do Rollins ser o árbitro do combate. Acho que quando ele regressar tem que ser para combater, não para esse tipo de papel.

    Seja como for, muito bom artigo.

    • danielLP21 - há 1 ano

      Obrigado.

      Era uma forma de incluir os 3 membros dos Shield no main-event.

      Acho que no domingo dá Reigns e ele entra na WrestleMania como campeão.

  7. MicaelDuarte - há 1 ano

    Bom artigo. Já sabes o que eu quero ver, so…

  8. "Awesome" Hater - há 1 ano

    Bom, eu sinceramente não tenho muito interesse no combate 5 vs 5 e enxergo com muito ceticismo o Cesaro a ser premiado pela WWE, aguardemos.

    Eu daria a vitória ao Breeze, mas a verdade é que sua previsão é correta. Tyler ruma para ser um novo Neville e essa rivalidade pouquíssimo vai importar, mais valia terem virado uma dupla. Paciência.

    Sobre o combate de divas, eu fiquei muito feliz de ver a Paige virar heel e ficarei muito contente se estiverem usando ela para consolidar a Charlotte. O fato de eu nunca ter visto graça nela face ajuda. Não tneho pressa para Banks com o titulo, apesar de adora-la e não veria com maus olhos a irlandesa ganhar o titulo antes.

    o combate envolvendo os Brothers of destruction e os Waiyts deveria ser o elimination. E o Undertaker que deveria bucar a desforra, no meu ver, ja que o Bray insiste em se intitular New face of fear, mesmo perdendo a luta. Por mim, aliás, esse combate ocorreria na WM, com ambos a prometer encerrar a carreira do outro. Nem preciso dizer quem eu gostaria que vencesse.

    Partilho do seu horror a um combate entre o Taker e o Braun Strowman, isso é cuspir na cara da maioria do rooster, a começar pelo Luke Harper.

    Agora, sobre o titulo, se for para dar ao Roman, eu faria o cash logo em seguida. Aliás, seria perfeito, se ele tivesse um combate extremamente exaustivo e bom, com alguém que os fãs estão dispostos a vaiar – KO, talvez? – e levasse o cash in em seguida. Depois de três meses, talvez ele finalmente tivesse o apoio necessário para ser um campeão face. Particularmente, não gosto do Samoano e não tenho um pingo de interesse em ve-lo campeão então não sei dizer se resultaria de fato.

    Sobre Dean Ambrose, nem comentarei nada. Daria o titulo ainda que fosse um heel com a gimmick do Zack Ryder. Tenho certeza que mesmo assim faria um trabalho brilhante.

    Por fim, Alberto e KO. Alberto não seria uma boa, mas acho que KO poderia tranquilamente, se bem bookado. Vem de vitórias, é campeão e esteve na Fatal four para ser contender. Vejo perfeitamente ele como membro da autoridade e a abdicar do titulo intercontinental depois de dois meses, mantendo-o esse tempo apenas para provar ser melhor que rollins.

    Como sempre, excelente artigo.

    • danielLP21 - há 1 ano

      Obrigado.

      Não me parece que os fãs estejam dispostos a preferir o Roman Reigns ao Kevin Owens…

      • "Awesome" Hater - há 1 ano

        Durante o combate? KO, assim como o Seth são amados pelos smarks, certamente, mas capazes de irritar o publico todo durante o combate, a ponto de procurarem apoiar seu antagonista.

  9. Reigns one versus all - há 1 ano

    Bom artigo,Daniel.
    Eu pessoalmente estou a espera do heel turn do Dean Ambrose ou de as coisas ficarem como estão,não estou a ver a WWE a apostar num Reigns heel,tal é a aposta que a WWE tem feito nele.
    Nos Brothers of Destruction vs Wyatt Family, acredito numa vitória para o Taker e o Kane.
    É os 25 anos do Taker,e duvido que ele perca no domingo,se perder,seria uma surpresa enorme

  10. BRUNOju - há 1 ano

    Excelente antevisão Daniel, você é quem faz melhor este tipo de artigo no site. Continue fazendo. Minha opinião quanto ao PPV é igual a tua. Caso Roman Reigns não faça o turn neste final de semana será uma tremenda burrada. O combate de duplas eu posso ser o ubico, mas não tenho interesse nele. Kane eu desgosto, Braun Strownman é um dos piores wrestlers atuais e Bray Wyatt e Undertaker não é algo novo. Acredito que acabará com Strownman sofrendo um Pelidriver duplo, não sei como escreve o nome.

    • danielLP21 - há 1 ano

      Obrigado.

      Não gostas do Kane? :(

      Acho que ainda não é desta que o Strowman é derrotado.

      Tombstone Piledriver?

      • BRUNOju - há 1 ano

        Este nome mesmo. Não gosto dele não, nem um pouco. XD

    • Anónimo - há 1 ano

      Explica me como se faz um pelidriver duplo???

      • 21-1 foi pouco - há 1 ano

        taker em um kane em outro

  11. Foto de perfil de Facebook

    Dark - há 1 ano

    Bom artigo
    Pensando em um cenário impossivel de acontecer gostaria de ver o Ambrose ou o Reigns se aliando a autoridade, levendo o perdedor a uma rivalidade com Triple H, so que ao final da rivalidade víssemos que foi tudo uma farsa dos dois e com o final da autoridade se separa os títulos e assim deixaria um titulo vago para que o outro pudesse conquista-ló. Trazendo assim um pouco de esperança de uma volta da divisão de lutadores em Raw e Smack Dow.

  12. Miguel Carlos - há 1 ano

    Muito bom artigo! Não tenho nada a acrescentar quanto ao palpite para o combate de eliminação e quanto à feud Charlotte-Paige, disseste tudo. Em relação ao Tyler Breeze, não concordo contigo, por muito que não o veja com futuro no main-roster, porquê é que a WWE deveria desistir já dele? Ao menos então ele vencia o combate no Survivor Series e perdia no TLC para o Dolph Ziggler, porque até concordo que este último deve ganhar feud’s de mid-card para não perder a relevância e um dia voltar à title picture. Não tenho muitas dúvidas que os Brothers of Destruction ganham, e não consigo ver o Reigns a virar heel nem o Sheamus a fazer o cash-in com sucesso antes da WrestleMania. Por fim, não teria tantas esperanças para que haja um turn no culminar do torneio, embora aparente haver à partida, e para o Undertaker na WrestleMania cheira-me que enfrentará o John Cena.

  13. Um troll no Wrestling.pt - há 1 ano

    Galera e se não houver Turn do Ambrose e Reigns e o Sheamus sair como campeão do SS?

    • danielLP21 - há 1 ano

      É uma possibilidade, bem real. Nós é que gostaríamos de ver uma grande história a sair daqui :P

  14. RFBM - há 1 ano

    Bom artigo, apenas discordo em relação ao Breeze, este fez um excelente trabalho no NXT e merece sair por cima desta rivalidade com o Ziggler, preferencialmente vencendo-o limpo num combate individual. Quanto ao torneio, acho que o Reigns vencerá limpo, não sei é se depois do combate o Ambrose fará um heel-turn atando-o à traição. Por mim, este último cenário poderia acontecer, só que com os papéis trocados.

    • danielLP21 - há 1 ano

      Obrigado.

      Não é uma questão de merecimento. É preferível perder uma rivalidade com alguém estabelecido como o Dolph e ganhar a próxima contra alguém do mesmo nível que ele (como aconteceu com o Owens) do que entrar com tudo e depois estagnar no card, como tantos outros. Porque é isso que vai acontecer com o Breeze caso saia por cima.

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador