Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Candidata-te!

Cutting Edge #33 – TLC: Total Lack of Creativity

No próximo domingo teremos o último PPV do ano: TLC. A motivação para o ver está abaixo de zero, depois de três semanas com Raw’s a roçarem o catastrófico. Não é, definitivamente, um bom final de ano para a WWE, independentemente do que acontecer daqui até ao dia 31.

No artigo desta semana farei uma antevisão dos seis combates até agora confirmados para o último evento especial do ano, com a certeza de que nenhum deles me cativa. Poucos foram aqueles que tiveram uma construção, sendo que os que a tiveram estão longe de entusiasmar e de me deixar ansioso para ver o PPV.

Separações forçadas e ridículas, histórias mal contadas em que ficamos sem saber quem é o face e quem é o heel e campeões com a credibilidade de um Pedro Arroja (os leitores brasileiros não precisam de saber quem é. Quanto menos pessoas o conhecerem, melhor). É este o cenário com que chegamos ao TLC 2015.

Começo pelo único combate do PPV confirmado até ao momento que não tem um título em jogo.

Depois da derrota com os Brothers of Destruction, num dos combates mais dececionantes do ano, a Wyatt Family tem uma oportunidade para ganhar uma rivalidade de mid-card, contra alguns nomes estabelecidos, embora poco credíveis.

Para quem não sabe, Tommy Dreamer foi dos lutadores mais subestimados da História da WWE. O seu uso como membro da companhia limitou-se a combates Hardcore e o seu maior destaque foram segmentos em que mostrou lavar os seus dentes com a mesma escova que lava os dentes do seu cão e a levar com o seu próprio vómito num combate com Undertaker, que por sua vez tinha tropeçado no vómito de Dreamer na semana anterior. Ah, e ‘Taker ainda o obrigou a engolir o tobacco que tinha na boca. E Dreamer gostou! Sim, isto aconteceu mesmo. Sim, isto era a Raw em 2002 depois de a WWE comprar a WCW. “Please, don’t try this at home”.

Tentar vendê-lo como uma enorme lenda e uma ameaça credível à Wyatt Family é, no mínimo, inacreditável. Dreamer é uma lenda, sim, mas da ECW Original. Compreendo que a WWE detenha os direitos da ECW, mas mesmo assim é insultuoso tentarem vendê-lo como uma grande ameaça. Ah, e quem diria em 2002 que Dreamer iria, mais de 13 anos depois, ter dois combates numa edição da Raw? Estamos em 2016 e vemos Tommy Dreamer a combater duas vezes na Raw… Sou o único a não achar isto normal?

Por sua vez, Rhyno teve uma carreira mais digna na WWE, apesar de nunca ter passado da mediania. Ao menos não levou com o seu vómito em cima, o que, trabalhando numa empresa liderada por Vince McMahon, já pode ser considerado como razoável.

O maior problema que vejo com a participação de Rhyno neste combate é que muitos fãs têm-no visto a competir no NXT e, por isso, a surpresa não foi muito grande. Pessoalmente, prefiro vê-lo neste lugar em vez de Sabu e Sandman (quem sabe em que estado estarão fisicamente hoje em dia?), mas preferia ver Rob Van Dam. Ainda assim, não sabemos a disponibilidade deste último, por isso acaba por ser normal a escolha recair em Rhyno.

Por fim, os Dudley Boyz. Estes sim com uma carreira digna de Hall Of Fame na WWE. Não percebi foi o motivo pelo qual a Wyat Family se meteu com eles. Acho que a WWE nem tentou explicar. Já chegaram a esse ponto: antes, tentavam explicar e os fãs achavam que fazia ou não sentido; atualmente, fazem as coisas e nem as explicam. A Wyatt Family atacou-os porque sim e é tudo o que precisamos de saber. Haverá melhor maneira de promover um PPV?

Quanto ao resultado, parece-me óbvio: vitória da Wyatt Family, numa altura em que nos aproximamos da WrestleMania e Bray Wyatt precisará de estar minimamente credível, embora não faça ideia de quem venha a ser o seu adversário no grande evento do ano. Se calhar ainda temos Braun Strowman a desafiar Undertaker com Wyatt a servir de manager.

O que dizer sobre isto?

O segmento da última Raw foi completamente confuso. Charlotte aparece com um ar de vilã, assim como o seu pai. De  seguida, é confrontada por The Miz, também ele um heel. Por fim, Paige aparece, desafia a campeã (como se fosse uma babyface), esta foge e a inglesa esbofeteia Ric Flair, fugindo de seguida da rival que tinha acabado de desafiar. É suposto eu entender que raio de história estão eles a tentar contar?

Qual é a narrativa? O que é que está a ser dito?

Depois daquele segmento polémico em que Paige fez referência ao irmão de Charlotte, a rivalidade estava mais pessoal do que nunca. O que é que a WWE fez para mostrar esse ódio? Marcou um combate sem estipulação, quando este já é o terceiro ou quarto entre elas, enquanto outros combates do PPV sem qualquer construção têm estipulação porque sim. Ou então é por elas serem mulheres e não terem capacidade para ter um Combate de Escadote ou de Cadeiras. Coitadas, não têm culpa de ser mulheres.

Charlotte vai vencer este combate entre heels (foi assim que interpretei isto) e o passo seguinte, de acordo com a lógica, é uma rivalidade com Becky Lycnh. Ou seja, o mais provável é a próxima candidata ao título ser Tamina.

É verdade que Jack Swagger tem andado muito longe da ribalta e caiu de para-quedas num combate por um título que John Cena e Seth Rollins tiveram durante o último ano. Ainda assim, é sempre bom ver lutadores diferentes a aparecerem em combates com títulos em jogo, visto que tal nos dá uma ideia de maior e melhor uso do plantel, em vez de serem sempre os mesmos. Basicamente, dá-nos uma ideia de algo refrescante.

O problema é que Jack Swagger não tem credibilidade nenhuma e, por isso, o resultado do combate torna-se óbvio. Essa previsibilidade nem seria um aspeto negativo caso tivéssemos tido uma rivalidade bem construída. Ou construída de todo.

Alberto Del Rio venceu John Cena de forma limpa, em relativamente pouco tempo. Na altura, pensou-se que o Título dos EUA continuaria a ter um destaque importante, tendo em conta o que vinha acontecendo nos meses anteriores e o facto de o novo campeão ser alguém consolidado e ter acabado de fazer um regresso triunfal.

A realidade mostrou-nos, porém, que nada disso estava nos planos da WWE.

Foi criada uma aliança entre Del Rio e Zeb Colter, que mais tarde viriam a falar-nos de uma nova nação: a MexAmerica. Isto durou umas semanas até que, na penúltima Raw, não houve qualquer referência a esta aliança e o Campeão dos EUA esteve envolvido numa história completamente à parte.

Na última Raw antes do PPV, a WWE lembrou-se que há umas semanas Jack Swagger tinha confrontado Del Rio e Zeb Colter devido ao facto de este último ter abandonado os seus ideais de “Real American”. Por isso, tratou de separar esta aliança para que o mexicano pudesse estar “livre” para fazer parte da League of Nations depois do TLC e do combate com Swagger.

Combate esse que terá uma estipulação. Nos dias que correm, as estipulações são usadas apenas porque sim. Foram completamente banalizadas! Como é que uma rivalidade que não avançou durante semanas tem uma estipulação (estúpida, por sinal) e uma rivalidade pessoal que, bem ou mal, teve uma construção fica sem estipulação?

Outra pergunta: é verdade que aquilo da MexAmerica não tinha futuro nenhum e nem sequer devia ter começado, mas qual era a necessidade de acabar com isso à pressa? Sendo a MexAmerica uma nação, não podia fazer parte da League of Nations? Umas semanas depois, talvez pudesse haver um segmento em que os quatro vilões expulsassem Zeb Colter por não quererem americanos no seu grupo. Não só receberiam heat fácil, como teríamos um final mais lógico para esta aliança. Ups, lá estou eu a falar em lógica…

Os New Day continuam ser o grande destaque (positivo) da WWE. É verdade que desde que “salvaram as mesas” contra os Dudley Boyz não voltaram a ter uma rivalidade, mas os segmentos que protagonizam são hilariantes e isso, num momento em que o produto está tão fraco, já é muito bom.

Espero um combate interessante, com momentos que levem os fãs a saltar dos seus lugares e, também, com bom Wrestling, tendo em conta os intervenientes.

É mais um combate que não teve uma grande construção, mas ao menos vimos os campeões a tentarem escapar dos seus rivais recorrendo a táticas pouco elogiáveis (embora os seus planos tivessem sido sabotados por Stephanie McMahon), o que mostra uma tentativa de contar uma história.

Não acredito que os New Day percam os títulos. Neste momento, com o ímpeto e o destaque que têm, seria um erro clamoroso tirar os Títulos de Tag Team ao trio. Seria a confirmação – como se fosse preciso uma – de que a WWE anda sem rei nem roque. Isto tudo, claro, de acordo com a lógi… pronto, já me calei.

Para não variar, um combate sem qualquer construção. É verdade que Kevin Owens falhou uma Raw por estar doente, mas na última segunda-feira podíamos ter tido muito mais avanços do que aquilo que vimos. Se Dean Ambrose esteve envolvido no primeiro combate da noite, porque é que o Campeão Intercontinental não interferiu no mesmo para o tentar prejudicar? Isso justificaria uma resposta de Ambrose mais tarde (o episódio com as pipocas até foi engraçado, mas não trouxe nada de picante à rivalidade. A menos que as pipocas tivessem picante), através de um ataque mais sério depois do combate de Owens. Depois ainda haveria tempo para uma rixa nos bastidores, de modo a deixar os fãs mais empolgados para ver este combate.

Combate esse que promete ser muito bom, tal como o do Survivor Series. Tem tudo para roubar o espetáculo e ser o melhor da noite (talvez o combate pelos Títulos de Tag Team lhe faça frente, visto que tem uma estipulação que dá aso a grandes momentos).

Em relação ao resultado, acho que o melhor é uma vitória de Kevin Owens. O problema é que, perdendo este combate, Dean Ambrose não conseguirá ser visto como um candidato credível à vitória no Royal Rumble. Não estou a dizer que aposto numa vitória dele em janeiro, simplesmente seria conveniente criar vários candidatos, de modo a não tornar o resultado tão óbvio…

Ainda assim, será mais seguro manter o título na posse de Owens, que tem tido um reinado agradável, embora sem momentos memoráveis. A derrota no Survivor Series tirou-lhe um pouco de ímpeto, mas nada de significativo.

Aposto numa vitória do atual campeão, mas acho bastante provável que a WWE queira premiar Dean Ambrose e dar-lhe mais credibilidade, por isso não me admirava nada que víssemos um novo campeão no próximo domingo.

Por fim, o main-event.

Sou fã dos dois intervenientes. Isso, à partida, colocaria-me ansioso por ver este combate. Mas não é nada disso que sinto. Pelo contrário.

Em três semanas, a WWE tinha a obrigação de construir muito melhor este combate. Tratando-se de dois brawlers, teria mais lógica (peço desculpa!) haver menos palavras e mais ação. No entanto, o que se viu na última Raw foi absurdo e um momento que, infelizmente, tão cedo não vou esquecer.

Roman Reigns melhorou as suas performances em ringue (nunca achei que fossem más), mas o seu ponto fraco continua a ser o trabalho ao microfone. Toda a gente sabe isso, não estou a dar novidades a ninguém e nem preciso de dar argumentos que comprovem esta afirmação.

Como é que uma companhia, sabendo dos pontos fracos daquela que querem tornar na sua maior estrela, a coloca numa situação destas? Durante uns meses, pareciam ter aprendido a lição (tirando aquela promo horrível em que esteve a resumir a rivalidade com Bray Wyatt, com o único objetivo de gastar tempo nas desgastantes três horas de Raw), mas assim que Reigns voltou à rota do Título da WWE a companhia cometeu o mesmo erro.

Dez minutos a falar ao microfone? Suicídio. Completo suicídio. Será que eles sabem o que andam a fazer? Será que têm noção de que o mundo em que vivem fica a dez planetas de distância do mundo real? É assim que querem ganhar o tão desejado dinheiro? Não me façam rir.

Vou apostar numa vitória de Sheamus com ajudas do exterior. A sina de Reigns parece ser sair por cima nos programas semanais e nos momentos importantes falhar, ou ver alguém tirar-lhe a felicidade. Não me admirava que ele conseguisse derrubar todos os membros da League of Nations e fosse Triple H a custar-lhe o combate, ou mesmo Dean Ambrose (frustrado por não ter ganho o Título Intercontinental), mas esta última hipótese é bastante remota.

Se Roman Reigns vencer, julgo que ninguém ficará chocado. Afinal de contas, a WWE não nos mostrou que Sheamus pode fazer frente ao seu rival, ou seja, a credibilidade do campeão roça ali o zero e o menos zero (que não existe, eu sei).

Desejo um PPV medianozinho a todos (temos que ser realistas e não pedir prendas impossíveis ao Pai Natal), com a garantia de que desta vez não ficarei sem Internet no momento exato em que acontece um cash-in. “Vemos-nos” para a semana, caso ainda continuem a ver os programas da WWE até lá.

 

Sobre o Autor

- Autor do espaço "Cutting Edge".

65 Comentários

  1. MicaelDuarte - há 12 meses

    Bom artigo.

  2. Dolph Ziggler - há 12 meses

    Bom artigo, Daniel. O título também está engraçado. xD

    Pá, pior card do ano junto com o Fast Lane. Pouco ou nada me interessa. O Sheamus/Reigns pode ser um bom combate mas a feud para mim é um zero. Owens/Ambrose deve também ser bom mas a construção foi fraca e no último Raw quando podiam ter uma promo brutal ou um segmento para avançar a história, foi aquilo que tivemos.

    Tudo muito fraco, construção nula, o campeão principal tem 0 de credibilidade e deve reter o título com a ajuda da League of Nations. Nada a ver aqui.

    • danielLP21 - há 12 meses

      Obrigado.

      Exatamente. Lembro-me que também chegaste a elogiar o produto apresentado a certa altura do ano, mas caíram a pico. Que desânimo…

  3. Tibraco - há 12 meses

    Wyatt’s vs Lendas. Gosto da ideia subjacente à rivalidade, não gosto da maneira como a construíram. Uma das maneiras de recuperar a credibilidade do Wyatt seria pô-lo a terminar algumas carreiras. Não me parece que seja isso que vá acontecer, sendo que o objetivo da rivalidade deve ser entreter o Wyatt até à WM. Vitória óbvia para os barbudos.

    Divas. Ahahah, tens razão. Também não percebi o que era suposto sair dali. Quando se chega a este patamar é porque as coisas estão muito más. Vence a filha do Flair.

    US Title. Aqui não concordo. Não acho que seja “refrescante” por ali o Swagger. Principalmente porque já vimos este combate uma carrada de vezes. Se queriam por ali alguém “novo” tinham o Neville. Se queriam “resgatar” um lutador tinham o Sandow. Nos dias de hoje, não consigo ter paciência para o Swagger. De resto, 100% de acordo com a tua análise. Vence o Del Rio.

    TT Titles. É isso. Não vejo interesse em tirar os Títulos aos New Day mas nunca fiando.

    Ambrose vs KO. Este combate tem estipulação? Se não, vence o Ambrose por DQ. Com estipulação, o KO vence de forma suja. Pessoalmente, não dava o Título ao Ambrose. Penso que, de momento, faz mais falta ao KO.

    Reigns vs Sheamus. Nos últimos dias, pensei nessa hipótese do Ambrose. Acho que passei 2015 inteiro a prever o heel turn do gajo, vamos ver se é desta. Se a WWE quisesse dar uma pantufada na previsibilidade era o que faria, mas o mais certo é a interferência da League. Não acredito minimamente na vitória do Reigns.

    Por fim, duas notas. Este PPV é tão previsivel que, provavelmente, 90% das pessoas vão fazer as mesmas apostas. Não há a porra de um combate que deixe o pessoal na dúvida. Depois, mudando completamente de assunto, tenho um dado estatistico que talvez te inspire para um futuro artigo. Em 2015, nos shows semanais, tivemos UMA troca de Título. Isto, por si só, pode demonstrar que a maior parte dos shows foi para empatar tempo.

    Só para se ter uma ideia. Em 2010, 12 trocas de Títulos. Em 2011, 11 trocas. Em 2012, 6 trocas. Em 2013, 5 trocas. Em 2014, 7 trocas.

    • Anónimo - há 12 meses

      Ambrose não vai sofrer qualquer heel turn tão cedo por um motivo muito simples: sua popularidade como heel seria maior do que a do face da companhia, face esse que precisa do Ambrose a tiracolo para alavancar a própria popularidade. Acho que o Ambrose está fadado a ser chaveiro do Reigns por um bom tempo.

    • danielLP21 - há 12 meses

      Qual é mesmo a ideia subjacente à rivalidade? xD Engraçado o que dizes sobre o Wyatt: eu no meu fantasy booking coloquei-o a acabar com a carreira do Big Show.

      “Quando se chega a este patamar é porque as coisas estão muito más. “. Podes crer…

      Sim, eu percebo o que dizes sobre o Swagger. E tens essa perspetiva precisamente por aquilo que eu digo no parágrafo seguinte: a credibilidade é nula e caiu ali de para-quedas. Não acho que tenhamos visto o combate assim tantas vezes. Lutaram na WrestleMania 29 e no Extreme Rules num “I Quit”. Até podia ser uma boa feud entre dois ex-Campeões Mundiais, o que em teoria credibiliza o título, mas o Swagger é apenas um “jobber” nesta altura e nem sequer ganhou um combate para decidir o candidato. Foi mesmo de para-quedas.

      O combate entre o Owens e o Ambrose não tem estipulação. Pois, também já pensei que o Owens pode causar a DQ, mas isso só iria fazer com que o Ambrose tivesse mais uma oportunidade pelo título e mais uma vez falhasse nos seus objetivos. Prefiro que o Owens vença já.

      Exato. Nunca é de excluir essa hipótese do heel-turn do Ambrose, embora seja cada vez menos provável. Mas lá está: o cash-in do Sheamus também aconteceu quando eu achei menos provável, depois de dois PPV’s a prevê-lo.

      Vou usar isso num futuro bastante próximo, sim. Obrigado por esses dados.

      • Tibraco - há 12 meses

        Eu acho que a ideia é dar uma vitória aos Wyatt’s frente a 4 lutadores estabelecidos. Tem um “charme” diferente, não é como se estivessem a defrontar o Ryback ou o Neville.

        Wyatt a acabar com o Show? Excelente. Mas, para nao ser tão ambicioso, sugeria Bray vs Henry na WM. O Bray vencia e acabava com a carreira do Henry.

        Pensava que o Del Rio e o Swagger tinham lutado mais vezes…Talvez o tenham feito nos shows semanais, porque tinha mesmo essa ideia de ser um combate repetido.

        De nada, encontrei isso por acaso e achei interessante. Eu sou daqueles que acredita que as estatisticas, nalguns contextos, podem ser reveladoras. Btw, excelente antevisão. Estás muito forte neste tipo de artigo.

      • danielLP21 - há 12 meses

        Ah, isso. Claro que sim, mas continua a não haver explicação para o porquê de os Wyatt’s os escolherem.

        Talvez fosse uma boa ideia, sim.
        http://wrestling.pt/wp-admin/edit-comments.php?comment_status=all#comments-form
        É provável que o tenham feito. Mas não é propriamente um Del Rio/Ziggler, um Del Rio/Sheamus (agora até são amigos), um Sheamus/Orton ou um Sheamus/Ziggler. Esses sim, grandes clássicos.

        Obrigado :D

  4. Marques - há 12 meses

    “Qual é a narrativa? O que é que está a ser dito?”- Está a ser dito que as mulheres são todas malucas e bipolares. Estão a ser retratadas como sempre foram num passado não muito distante.

    A rivalidade do Ambrose e do Owens foi pessimamente construída. Estes dois podiam dar uma grande rivalidade mas em vez disso o máximo que fazem é pôr o Ambrose a atirar pipocas à cara do Owens. Um gajo que é conhecido por lunático tem que fazer algo imprevisível que coloque o seu adversário em perigo e em situações inesperadas.
    Eu assim só chego à conclusão que eu sou tão ou mais lunático do que o Ambrose e talvez precise de ir para o manicomio.

    Quanto ao main-event, acho que podemos ter um bom combate mas a WWE tratou o Sheamus de tal maneira que mais parece que temos um low-midcarder como campeão. Parece que deram o titulo ao Neville ou ao Stardust.

    Faz-me confusão o facto de a WWE ter assinado um contrato milionário com p Del Rio para depois o utilizar como capanga do Sheamus.
    O fim dos Mexamerica só vem comprovar a falta de ideias que tinham para ele.

    Eles que dêem os títulos todos aos New Day.

    • danielLP21 - há 12 meses

      “Eles que dêem os títulos todos aos New Day.”. Realmente, se calhar é o melhor xD

      Completamente de acordo. Agora vou chamar o 112 para te levarem para o manicómio.

    • o verdadeiro - há 12 meses

      Como dar o WWEWHC aos New Day:
      1- New Day e Sheamus defendem com sucesso os respectivos títulos no TLC.
      2- Na Raw seguinte, Ryback relembra o campeão que o derrotou no Survivor Series e exige um combate pelo título, os Usos e os Lucha Dragons juntam-se a ele é marcado um combate entre os 5 para determinar o candidato principal ao título no Rumble.
      3- A League of Nations e os New Day aparecem nesse mesmo combate e arrebentam com toda a gente, fim do programa. Algures durante a semana é anunciado que uma decisão será anunciada na Raw seguinte sobre o combate pelo título no Rumble.
      4 – No inicio da Raw a Autoridade começa o programa, chama ao ringue Sheamus a League of Nations, Ryback, os Usos, os Lucha Dragons e os New Day ao ringue e diz que todos os 12 competidores estarão envolvidos numa Rumble pelo título, mas não é uma Rumble qualquer, é uma Rumble onde as eliminações são efectuadas por pin os submissão.
      5 – No combate do Rumble todos os concorrentes são eliminados até restar o Kalisto e um membro dos New Day (provavelmente o Big E.) quando o Kalisto está mesmo quase a ganhar entram os outros elementos do New Day, destroem o Kalisto e todos fazem o pin nele ao mesmo tempo.
      6 – Abrimos a Raw após o Rumble com os New Day no ringue que se denominam como a força denominadora da WWE e para mostrar a sua união unificam os títulos Tag Team num só cinturão e chamam-lhe o “Team Captain Championship” que é atribuído a Xavier Woods (o cérebro da equipa), e dividem o WWEWHC, Kofi fica com o título Mundial, porque ele é do Ghana, e Big E. com o título da WWE porque ele foi formado pela companhia.

  5. Diogo7 - há 12 meses

    Artigo muito bom. Não tenho visto as RAW’s desde o Survivor Series, mas pelo o que eu tenho lido, têm sido um desastre. Até tu que és dos mais positivos/otimistas sobre o produto da WWE, dizes isso. Isso revela bem a confusão e a porcaria que tem sido o produto.

    Concordo contigo sobre os resultados. Era um grande erro tirarem os Títulos aos New Day, visto que são a melhor coisa do momento no produto. Acho que também não devemos ter campeões novos neste PPV. Os Wyatts ganham de certeza.

    • danielLP21 - há 12 meses

      Obrigado.

      Sou otimista até certo ponto. Acho que às vezes se analisam as coisas demasiado a fundo quando se podia desfrutar mais do que nos é mostrado, mas quando as coisas são tão más como atualmente não há como ser otimista. É impossível ignorar a confusão que para ali vai.

  6. Davi - há 12 meses

    O TLC totalmente boring e o UFC com um card sensacional…
    Assim fica fácil escolher qual PPV comprar.

    • danielLP21 - há 12 meses

      Eu não vejo UFC, mas se acompanhasse MMA também era capaz de escolher esse PPV.

      • Davi - há 12 meses

        O mais engraçado no UFC é a propaganda no octagono do game da WWE.

  7. Edge - há 12 meses

    Concordo com o artigo. A rivalidade menos entediante do momento seria a do Dolph contra o Tyler. Entretanto, mais uma vez, a WWE não soube aproveitar o mesmo. Uma rivalidade que tem contexto é ouro nesse momento pra WWE, e eles desgastam ela colocando luta após luta no raw e smackdown, deixando isso menos interessante. Se houvesse ataques no bastidores, Dolph roubando a Summer e etc. deixaria as coisas bem mais interessantes e daria um ótimo combate no TLC, visto de que Dolph e Tyler são ótimos wrestlers e nos dariam uma ótima luta.

  8. Anónimo - há 12 meses

    Ótimo artigo, um dos poucos que concordo em quase tudo.

  9. The Chosen One - há 12 meses

    Bom artigo.
    Esse PPV concorre com o Fastlane como pior card, mas 2 ou 3 lutas salvaram o Fastlane, não acho que isso ocorrerá no TLC.
    Wyatts devem ganhar, não há outro resultado.
    Swagger jobbava no Superstars, espero que a luta seja boa, pois é previsível.
    Owens não perde o cinturão até a WM (eu espero) poderia ser uma chairs ou tables match, não há nenhuma regra de uma luta para cada estipulação (contando a TLC Match).
    Espero que a New Day ganhe, é a única coisa que salva a tag team division, que merece mais atenção.
    Sheamus deve ganhar do menino do Vince, parece que o campeão nao pode perder o Title no PPV seguinte.

  10. BRUNOju - há 12 meses

    Bom artigo Daniel, concordo com suas previsões por mais que não descarto uma vitória dos ex-ECW neste domingo. Quanto á feud feminina é realmente frustrante, não entendi qual era a ideia do último segmento, Charlotte Heel? Face? The Miz? … Eu queria acreditar que aquela ideia de que todas as mulheres são mentalmente instáveis e bipolaridade havia acabado, mas parece que não. Ou talvez só querem fazer o Heel turn da Charlotte, mas porque fazer agr justo num momento em que ela está em uma rivalidade com uma “Heel”? …

    Também concordo que os combates pelos títulos Intercontinental e de Divas deveriam ter estipulação. Prevejo muitos botches no combate entre Alberto Del Rio e Jack Swagger.

    Quanto ao Main Event, ainda não sei se vou assistir. Na hora eu decido, pois motivação não tenho muita. O meu combate preferido deste PPV é o de duplas, acho que vai salvar.

  11. Yan_Ribeiro - há 12 meses

    É… eu também estou pensando seriamente em ficar acordado para ver um PPV que eu sei que no máximo vai ser mediano.

    O que está me fazendo ver mesmo esse PPV é o combate de duplas e o combate pelo IC, de resto nada me atrai nem um pouco.

    O combate de Divas é a coisa mais louca que eu já vi em todos esse anos de WWE eu não sei nem que é heel e face mais…. elas sofrem mais turn que o Big Show e Mark Henry juntos, não vou me surpreender se no meio do combate a Charllote atacar o próprio pai. E sinceramente… ISSO É TLC!! CADÊ AS ESTIPULAÇÕES???

    Sobre a rivalidade da Wyatt Family com os Extremes, bem acho que é apenas uma maneira dos Wyatts chegarem com um pouco de credito na Wrestlemania como você mesmo disse. Espero uma vitória simples.

    O combate pelo IC é o que eu mais aguardo sem duvidas, não apenas por ser um combate entre dois grandes nomes, mas sim pela qualidade técnica e a variedades de moves que podemos ver. É verdade que a construção, não foi lá essa coisa… mas nenhum combate desse PPV teve construção mesmo então dane-se haha. Espero uma vitória do Owens, mas uma vitória bem esforçada e limpa, para dar mais crédito ao campeão.

    Sobre o Tag Team Championship é o segundo e último combate mais aguardado para mim, e ainda com uma estipulação de escadas com os Lucha Dragons no meio, realmente acho que vai ser um dos poucos pontos altos da noite. Espero que os New Day vençam, mas estou vendo esse título chegar cada vez mais perto dos Lucha Dragons.

    Sobre o main event… cara tanta coisa errada aconteceu…. tanta coisa, parece que a WWE se esforçou para jogar tudo lixo… que construção terrível… O campeão já tinha muita pouca credibilidade quando era Mr Money In the Bank e como campeão continua sem. O Reings é um sério problema que a WWE se recusa a concertar e quando parece está concertando… erra tudo de novo. Que diabos de promo foi aquela entre eles dois??? o que o público que ver entre eles é porrada e nada mais, coisas como aquela spear brutal do Reings que partiu o Shaemus em dois sobre a mesa. Aquilo sim! Se é para fazerem eles falarem que falem pouco, muito pouco. Espero que a Ligue of Nations interrompa e custe a vitória do Reings, não me surpreendo se até isso acontecer o público já tenha começado a sair.

    • Anónimo - há 12 meses

      Se o Owens vencer dificilmente será de forma limpa e ele está sujeito ao booking do “heel fujão”, e vimos por meses a maneira que isto influenciou nas vitorias de Rollins.

    • danielLP21 - há 12 meses

      Concordo contigo.

      Os segmentos entre a Paige e a Charlotte e entre o Reigns e o Sheamus foram miseráveis…

  12. SCSA - há 12 meses

    Nada mais a acrescentar vai ser ver as previsoes do joao basilio e ir dormir…

    • danielLP21 - há 12 meses

      Eu por acaso vou ver em direto, mas é só mesmo porque não tenho mais que fazer e no dia seguinte posso acordar mais tarde.

  13. 434 Days - há 12 meses

    Bom artigo (e título). Basicamente disseste tudo. Este PPV vem numa altura em que nunca estive tão desmotivado com a WWE como estou agora. Coisas que não fazem sentido, segmentos aborrecidos. Eu não percebo como é possível que o Owens e Ambrose, os dois excelentes no mic não falam nada no Raw, e o Roman e Sheamus tem aquela palhaçada de final de Raw. E para mim é uma pena o Roman ser promovido assim, pois tal como tu, penso que ele tem potencial para mais. Enfim, TLC não é nada mais que um aperitivo para a refeição principal que vai ser o TakeOver: London. Vamos ver é se esse aperitivo valerá a pena.

    • danielLP21 - há 12 meses

      Obrigado.

      Exatamente! Dois reis ao microfone sem tempo para fazerem promos e dois gajos que são mais conhecidos por serem “though guys” e gostarem de andar à porrada têm um segmento daqueles…

  14. #MrMoneyInTheBank - há 12 meses

    Queria que fosse o RVD no lugar do Dreamer.

  15. Unknow - há 12 meses

    Eu não entendo vocês, se estão descontentes com o produto,NÃO ASSISTAM
    Só prestam pra por defeito em tudo e pra ver os peitos da Paige…e ela nem é tão bonita assim
    Claro que a WWE passa por um mal momento, mas detonar os wrestlers não resolve
    Tá bom que o Reings é um boring,mas talvez ele nos dê um bom combate noTLC,já que é main-event.

    • danielLP21 - há 12 meses

      Visto que comentaste o meu artigo, calculo que me estejas a incluir nesse “vocês”.

      Em momento algum “detonei” em algum lutador. Já defendi mais do que uma vez o enorme potencial do plantel atual, sendo inclusive criticado por isso.

      Quanto ao Roman Reigns, basta olhares para o meu avatar.

      Por fim, eu vejo aquilo que eu quiser e critico o que quiser. Essa do “se não gostam, não veem” não faz sentido. Assim, como é que eu saberia que o produto voltava a ser bom? Baseando-me no que os outros dizem? Não, obrigado. Prefiro continuar a ver (mais por hábito do que por gosto, é certo) e esperar por melhores dias.

      • Unknow - há 12 meses

        Se alguém acha alguma coisa ruim, não faz sentido essa pessoa buscar tal conteúdo. Se assiste é porque gosta e criticar não faz sentido( não te incluo nisso)
        Como eu disse antes, apesar do Reigns ser boring eu espero que ele dê um bom combate (pelo menos aceitável). Eu realmente não concordo com muitas coisas que a WWE está a fazer, mas nem tudo está tão mal.
        Você tem razão quando diz que não deve se basear pelo o que os outros dizem, a prova disso são estas pessoas que costumam dizer que na WWE tudo anda mal, quando a verdade não é essa

  16. Reigns one versus all - há 12 meses

    Bom artigo,Daniel.
    Pessoalmente,não me sinto com interesse para ver o TLC,a construção do PPV foi tão ma que nem sequer ha uma feud interessante,que tenha tido uma construção decente,acho que a WWE deveria começar a pensar no que fazer para melhorar o produto,mas duvido que o façam.

  17. Victor - há 12 meses

    Talentos como Dolph Ziggler, Cesaro, Wade Barrett, Roman Reigns e Dean Ambrose já evoluiram muito suas mic e ring skills, chegou a hora de serem promovidos para o NXT onde terão uma excelente construção de personagem e estórias, além de grandes combates com as grandes estrelas Finn Bálor, Samoa Joe, Sami Zayn etc.

  18. BRRM - há 12 meses

    Excelente artigo.

    A minha vontade para ver o PPV também é praticamente nula, aliás, eu só tenho um bocadinho de interesse em continuar a ver isto assiduamente porque decidi não pensar muito nas coisas, caso contrário ia ser bem pior. Por exemplo, disseste que, tão cedo, não vais esquecer o main event da última Raw. Pois, a mim, esse segmento não faz impressão nenhuma: fui dormir mal vi o Reigns a pegar no microfone e no dia a seguir passei à frente para a parte da brawl e nem sequer pensei muito sobre a forma como esta foi construída. Basicamente, para mim foi um segmento mais ou menos decente porque não vi o lado mau das coisas.

    “Se calhar ainda temos Braun Strowman a desafiar Undertaker com Wyatt a servir de manager.” A WWE não é capaz de fazer isto, pois não?

    • danielLP21 - há 12 meses

      Obrigado.

      Fizeste muito bem. Para a próxima faço o mesmo.

      Sei lá… Não te esqueças que o Great Khali foi Campeão Mundial.

  19. Miguel Carlos - há 12 meses

    Muito bom artigo. Concordo contigo, no geral. A mudança de atitude da Charlotte não teve nexo, provavelmente com o objetivo (falhado) de trazer mais interesse à divisão feminina. Eu até acho que o Alberto del Rio-Jack Swagger, apesar de trazer alguém do nada para lutar por um título de mid-card, que até tem sido bastante bem valorizado durante o ano, e de ter sido construído à pressa, discordo de ti quanto à promoção do Chairs Match, pois eles até usaram nos seus confrontos cadeiras várias vezes. Tenho o pressentimento que o Triple Threat Ladder Match vai roubar o show, tem potencial para ser um dos melhores combates de tag-team do ano. Por fim, o main-event… em relação a isso e à programação em geral, acho que as críticas são exageradas, mas ainda assim eu não sou fã Sheamus devido ao desgaste da sua personagem, e sinto que haviam pessoas no card que merecem mais o título da WWE (Ziggler e Ambrose), para não referir outros que terão futuras oportunidades. Ainda assim, deram bom uso à mala Money in the Bank, dado que o último cash-in tinha sido num main-event da WrestleMania e não podia simplesmente desvalorizar a mala. Mas o booking deste main-event não calou os haters do Roman Reigns, pelo contrário, acho que a criação da stable e adição do Alberto del Rio não foi lá muito boa, e aquele segmento final da Raw passada foi fraco. Mas enfim, que venha esse PPV, e pode ser que o Tables Match, o Ladder Match e o combate pleo título intercontinental dêem para um gajo se divertir um bocado.

    • danielLP21 - há 12 meses

      Obrigado.

      Para mim, produto está mesmo muito fraco. Mas se tu consegues desfrutar de alguma coisa é bom e não vou ser eu a dizer que não tens razão. Cada um vê as coisas à sua maneira.

  20. paige jadbevis - há 12 meses

    Bom artigo.
    Acho que este PPV tem resultados muito previsíveis, o combate mais interessante é o do título intercontinental, também é o único que estou animada para ver. O resto é

    • paige jadbevis - há 12 meses

      Eu cliquei em comentar sem querer. Queria dizer que o resto dos combates são muito previsíveis. O combate pelo título de duplas também parece ser interessante

    • danielLP21 - há 12 meses

      Obrigado.

      Também são os dois que acho que podem vir a ser os melhores da noite.

  21. Vinícius Nunes - há 12 meses

    Bom artigo.

    Também não ando com disposição para ver os shows da WWE, tanto que desde o Summerslam eu só vi o Survivor Series que foi um grande fiasco, e pelo que tenho acompanhado, isso não melhorou e não à toa as audiências estão despencando, isso porque simplesmente há coisas muito melhores pra se fazer do que ver wrestling e isso é uma triste realidade para a E. Talvez eu veja um pouco do show no Fox Play, porém não acho que consiga ver isto na sua totalidade.

    PS: Sobre o Arroja, ele é mito…

  22. Anónimo - há 12 meses

    Excelente artigo

  23. leonardo - há 12 meses

    Grande artigo Daniel concordo com td realmente WWE ta numa fase péssima acho q hj ficar lesionado te ajuda ficar maio over do q ficar participando de momentos ridículos tanto sheamus como roman reigns são fracos no mic e o q a wwr faz? Explora seus defeitos com objetivo de fazer q o publico goste do roman parabéns WWE!….E aquele seguimento da paige e a filha do ric? MDS ridículo é complicado VC ver tantos talentos Participando de momentos toscos parabéns WWE!….
    Sabe o q é mais difícil de engolir? É ver o UFC promovendo seus combates MT melhor do q a wwe promovendo os seus sendo q o UFC é MT mais limitado pra promover combates…..PARABENS WWE!….

  24. JonB - há 12 meses

    Parabéns pelo artigo!!!

    Vai ser um TLC que mais parece um Survivor Series. Algumas construções estão a ser perfeitas!! Mas para o PPV errado lol

  25. The Cobra 619 - há 12 meses

    Ótimo artigo
    Para mim só tem dois combates que interessa, que são New Day vs Luchas vs Usos e o combate do Ambrose vs Owens, o resto do PPV é uma porcaria.

  26. RFBM - há 12 meses

    Bom artigo, não há muito por onde pegar, os resultados parecem-me um pouco previsíveis, acabo por concordar com as tuas previsões.

  27. Anónimo - há 12 meses

    E se a wwe está a pensar dar títulos a todos os membros daquele grupo do roman menos a ele?
    Deixando Roman com inveja e a partir daí já podem fazer umas storylines melhores
    É apenas uma ideia do q a wwe pode vir a planear para o futuro

  28. Patrick - há 12 meses

    Esse TLC tá mais com cara de Survivor Series,esse combate dos Wyatts contra a Team Extreme deveria ter sido feito no Survivor Series,4 vs 4 numa tradicional Survivor Series Match.e posto o Brothers of Destruction contra o New Day,seria mais da hora,eu acho.
    O tio Vince tá louco !!!

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador