Cutting Edge #44 – Novos sinais de esperança?

Na semana passada, deixei bem claro neste espaço a falta de motivação e interesse no PPV Fastlane, o último antes do maior evento do ano produzido pela WWE. Dois dias depois, as suspeitas confirmaram-se e aquilo que se viu foi um simples evento, que quase não pode ser considerado um PPV, com pouquíssimos momentos de interesse.

Aliás, a WWE conseguiu surpreender os seus fãs, que julgavam saber todos os resultados à partida para o evento (pudera, com a previsibilidade que marcou os últimos anos, salvo raras fases…), não fazendo de Dean Ambrose o candidato ao Título da WWE mas sim dando uma derrota à Wyatt Family, reforçando a ideia de que, neste momento, estão longe de ser uma prioridade, mesmo que o mais provável seja vencerem na WrestleMania num combate que dificilmente será relembrado pelos fãs daqui a uns anos como algo marcante.

No dia seguinte, porém, muita coisa mudou. Como já vem sendo habitual, a primeira Raw depois de um PPV foi muito melhor que o PPV em si. Basta recordar o Survivor Series ou o TLC, há uns meses atrás.

Ao longo dos anos, a WWE criou igualmente o hábito de apresentar um produto repetitivo e enfadonho, com momentos extraordinários no meio, de modo a prender os seus fãs, que por sua vez pensam que “desta vez é que é”.

Foi exatamente isso que aconteceu na última Raw, quando vimos o regresso de Shane McMahon à WWE, quase sete anos depois da última aparição.

Quem “estava comigo” (leia-se, em chats) sabe que a minha reação foi de delírio completo. Normalmente, não sou de fazer grande festa só porque alguém volta passado muito tempo. Não aconteceu com Batista, por exemplo.

Só costumo ter reações como a de segunda-feira quando regressa alguém de quem sou fã. Não quero com isto dizer que Shane McMahon é uma das minhas dez personalidades favoritas ou que seja a primeira pessoa em que penso quando oiço a palavra “Wrestling”.

No entanto, sou fã da forma como se portou enquanto esteve na WWE e da forma como não teve medo de sair da companhia quando não concordou com o rumo que esta estava a tomar.

Acima de tudo, nutro imenso respeito por Shane McMahon, pela simples razão de, apesar do seu apelido, não ser igual à sua família no que a questões de ego diz respeito (ou então disfarça muito bem). A maior prova disso foi a sua recusa em humilhar Jim Ross em 2005, quando a restante família (incluindo Linda McMahon, que nunca tinha sido vilã na vida) decidiu fazer um segmento com o lendário comentador no qual esteve foi tratado como lixo e despedido, quando na realidade tinha que abandonar as suas funções para ir tratar de um problema de saúde.

Podia ter sido anunciado que JR tinha de se ausentar durante uns meses. Mas não. A mente deturpada de Vince McMahon tinha que ter mais uma daquelas ideias “brilhantes”. Já para não falar do que fez na semana seguinte, num dos momentos mais embaraços da História da Raw e que me fazem duvidar da tão proclamada genialidade do dono da WWE.

Felizmente, o seu filho, por respeito a Jim Ross, recusou-se a entrar nesta palhaçada. Além disso, sempre admirei a forma como Shane, mesmo não sendo um lutador profissional, sempre arriscou o seu corpo apenas para que os fãs tivessem o melhor espetáculo possível. Aqui, destaco os três “Suplexes” que sofreu de Kurt Angle de forma a partir um vidro, quando na verdade este era suposto ter partido logo à primeira tentativa. Angle e o árbitro perguntaram-lhe se queria mesmo repetir e Shane insistiu que sim.

Ou seja, tenho imenso respeito por Shane McMahon e fiquei extasiado com o seu regresso na Raw, ainda para mais quando este não foi anunciado previamente. O que se seguiu a seguir é que me deixou estupefacto.

Shane vs Undertaker num Hell In A Cell a WrestleMania?! De onde é que isto surgiu?! É das coisas mais aleatórias que já vi na WWE.

Sinceramente, custa-me a acreditar que este combate terá mesmo lugar na WrestleMania. Neste momento, continuo a achar que sairá daqui um embate entre John Cena e Undertaker, com o primeiro a representar Shane.

Outra opção é Undertaker recusar-se a defender Vince McMahon e trocar de lado, mas não faria sentido Cena representar a Autoridade. Pessoalmente, não gostei de ver ‘Taker a ser colocado neste combate só porque sim, mas também já pouco me importa o que fazem com ele.

Mas apesar desse desinteresse, acho que Undertaker deve vencer o seu combate na WrestleMania. A vitória de Brock Lesnar em 2014 tem que valer alguma coisa, mesmo que a “Besta” já não tenha a aura que tinha na altura.

Mais importante do que isso, é o significado que uma vitória de Shane McMahon teria. Não há ninguém no plantel capaz de fazer frente a Undertaker? Tem que se ir buscar um homem que nunca foi lutador profissional e caiu ali de para-quedas ao fim de sete anos? Seria uma ofensa aos lutadores que trabalham ali durante todo o ano.

Outra das hipóteses levantadas pelo regresso de Shane tem que ver com a Brand Split. Será que é desta?

No final de 2001, Ric Flair voltou à WWE e começou uma rivalidade com Vince McMahon, com a história a girar no facto de cada um deles ter 50% da companhia. Flair perdeu com Undertaker na WrestleMania e umas semanas depois ficou a controlar a Raw, enquanto Vince ficou com a SmackDown e o plantel foi dividido em dois.

Estaremos perto de ver uma repetição dessa situação? Ainda é muito cedo para criar cenários, visto que só passou uma semana desde o regresso de Shane McMahon e muitas respostas terão que ser dadas nas próximas semanas. Para já, fica para a História aquele que será um dos melhores segmentos de 2016 e uma promo com muita realidade à mistura: adorei as referências ao número de lesionados e, sobretudo, às baixas audiências. Uma palavra também para Stephanie McMahon, que esteve excelente a desempenhar o seu papel, como há muito não se via.

Porém, a última Raw trouxe-nos mais novidades.

Outro dos grandes acontecimentos do programa foi a intensificação da rivalidade entre Brock Lesnar e Dean Ambrose, com um “No Holds Barred” entre os dois a ser confirmado para a WrestleMania.

Não vou entrar em muitos pormenores, até porque na próxima semana farei a minha contribuição no Perguntas e Respostas e de certeza que este assunto será abordado, mas não podia deixar de fazer uma referência a um dos melhores segmentos em anos.

Tudo começou antes de a Raw ter início, com um ataque brutal de Lesnar a Ambrose no parque de estacionamento. Mais tarde, o “Lunatic Fringe” voltou à arena conduzindo a ambulância na qual foi levado e quase não se aguentava em pé.

Por sua vez, Lesar pisou-o, mostrando o seu desprezo pelo rival, num pormenor fantástico. Ainda assim, Ambrose não estava para ser ignorado e desafiou-o para um combate na WrestleMania. Lesnar destruiu-o mais um pouco e Paul Heyman confirmou por palavras que o seu cliente tinha aceitado o desafio.

Apesar de ser o terceiro turn de Lesnar no espaço de um ano, esta rivalidade é a que, de momento, mais vontade me dá de que chegue a WrestleMania. E não tenho dúvidas de que, salvo algum imprevisto, Dean Ambrose será Campeão da WWE este ano.

Voltando ao assunto principal, ainda não estou convencido de que teremos um Shane vs Undertaker. A minha esperança é que o main-event da WrestleMania seja um combate entre John Cena e Undertaker, com o segundo a sair vitorioso ou o primeiro a vencer com um heel-turn, fazendo com que a WrestleMania não acabe com um coro de assobios a Roman Reigns.

Sei que este último cenário é praticamente impossível, mas deixem-me sonhar. Afinal de contas, esta é uma daquelas semanas em que a WWE dá aos seus fãs a possibilidade de imaginar cenários, ter esperanças e ganhar expectativas. Normalmente, essas expectativas acabam na segunda-feira seguinte.

Seja como for, estou curioso para saber o que se segue e não há dúvidas de que a WrestleMania ganhou um novo interesse. Para ou bem e para o mal, cá estaremos para ver se a WWE volta a estragar tudo ou se desta vez as nossas expectativas são cumpridas.

Sobre o Autor

- Autor do espaço "Cutting Edge".

43 Comentários

  1. ANDRÉ - há 9 meses

    Bom artigo Daniel
    Pelo menos até a próxima Raw dá pra sonhar com a brand split, mas acho muito difícil disso acontecer
    A presença do Shane é excelente mas daí mudanças radiciais (favoravelmente falando) também acho complicado de acontecer…

  2. Tibraco - há 9 meses

    Não acho que a escolha do Undertaker seja aleatória. Bem pelo contrário até. A ideia do Vince (não do Taker) é dar ao Shane o maior desafio possível. Ora esse desafio é lutar contra o Undertaker na WM. Como no ténis o maior desafio é enfrentar o Nadal em Roland Garros ou no futebol enfrentar o Barcelona em Camp Nou. Agora veremos o que o Undertaker tem a dizer sobre isto. Caso aceite “porque sim”, aí tens razão.

    Também curti o regresso do Shane e estou esperançado que isto dê pano para mangas. Espero que 2016 gire à volta desta história e que, depois da WM, tenhamos uma rivalidade entre Shane e HHH. O desfecho lógico seria o regresso da brand split mas veremos o que acontece nas próximas semanas.

    Discordo de ti em relação ao Brock. Ali não existem turn’s. Ele quer dar porrada em todos, sejam bons ou maus, e o resto que se lixe. Na minha opinião, faz o mesmo papel do Undertaker antes deste se tornar um part timer. Ah, e Brock vs Dean tem potencial para ser dos grandes combates do ano. Acredito que o Ambrose sai da WM como uma estrela (ainda que perca o combate).

    De resto, também aposto que o Cena possa, eventualmente, representar o Shane mas, como disse, é preciso ver qual a posição que o Undertaker toma. Penso que daqui a uma semana podemos debater este assunto com mais clareza.

    Tendo em conta que a informação que dispomos é, neste momento, dúbia, o que pode levar a más interpretações, acho que sacaste um artigo sólido e com qualidade. Parabéns!

    • José Sousa - há 9 meses

      Tiago concordo contigo quanto ao Ambrose: Ele vai ser da Wrestlemania catapultado para o topo. Aliás, com esta quebra do Owens acredito que até possa ser o escolhido para a mala este ano. A situação dele faz-me lembrar a do Stone Cold na WM 13, quando lutou com o Bret Hart e começou ai a sua ascensão.

      • Tibraco - há 9 meses

        Não sei. Acho difícil fazer esse tipo de previsão porque não sabemos como estará a WWE depois da WM. E também não sei até que ponto o próprio Ambrose precisa da mala para lutar pelo Título. Se fosse a dar um palpite, e é sem qualquer convicção, diria que o Bray e o Owens têm mais hipóteses de conquistar a mala.

      • José Sousa - há 9 meses

        Sim. Mas em condições normais o Ambrose sai da Wrestlemania lançado, acho eu.

      • Tibraco - há 9 meses

        Eu também acho. Aliás, acredito que ele consiga ganhar o Título ainda este ano.

    • Anónimo - há 9 meses

      concordo, Brock e Undertaker são o tipo de gimmick que não pode se classificar como face ou heel, são forças da natureza

      • Anónimo - há 9 meses

        eu queria brothers of destruction de volta , e triple h voltando a lutar fora da autoridade

    • danielLP21 - há 9 meses

      Obrigado.

      Talvez tenha exagerado em relação ao Brock, sim.

      Duvido que depois da WrestleMania esta história continue. As últimas notícias apontam para que o John Cena não lute no PPV, por isso deve ser mesmo o Shane a lutar, a perder e a desaparecer depois da WrestleMania.

  3. Miguel Carlos - há 9 meses

    Muito bom artigo, Daniel. Concordo que foi um bom regresso e que o combate foi feito aleatoriamente, preferia ver o Kevin Owens, por exemplo, a lutar contra o Shane McMahon. Preferia que o Shane ficasse do lado do Roman Reigns e termos à mesma esta guerra de poder, mas focada no Reigns e não nos McMahon’s. Talvez, com um booking significado melhorado, o Roman pudesse ter mais apoio. Mas a WWE, como é habitual, está a pôr o destaque da WrestleMania nas lendas e a perder a oportunidade de criar mais estrelas, e provavelmente a intenção deles é apenas agitar a Road to WrestleMania e não para criar uma storyline à volta do poder que dure até depois da ‘Mania, porque não vejo o Shane a derrotar o Taker no maior palco de todos. E também duvido que o Cena regresse a tempo, senão a WWE não teria anunciado já uma estipulação para o combate do Dead Man.

    • Miguel Carlos - há 9 meses

      *a lutar contra o Undertaker

    • danielLP21 - há 9 meses

      Obrigado.

      Parece que o Cena não volta mesmo.

      Quando o Shane apareceu, juro que a primeira coisa em que pensei era que ele ia ficar ao lado do Reigns, numa tentativa de este ser mais apoiado, com o combate a ser com o título e com a Autoridade em jogo. Mas depois lá se confirmou que iam ser combates separados.

  4. irmão do fofinho Kevin Owens - há 9 meses

    excelente artigo Daniel.

  5. Anónimo - há 9 meses

    “Pessoalmente, não gostei de ver ‘Taker a ser colocado neste combate só porque sim, mas também já pouco me importa o que fazem com ele.”
    Concordo plenamente, o Taker já não consegue manter o nível de alguns anos atrás e com o fim da streak já não significa muita coisa o combate na WM, até porque o fato de Lesnar ter perdido boa parte da aura de besta só torna o Taker ainda menos relevante, pois a besta que o venceu está se aproximando a cada dia do patamar humano ao ponto de rivalizar com um cara que não consegue nem vencer o Wyatt (adoro o Ambrose, mas ele é supervalorizado por conta do seu carisma). Quanto ao Shane, sempre gostei dele por suas atitudes e ele tem um ótimo selling, mas não é um wrestler e duvido que ele consiga manter o ritmo num combate com uma estipulação dessas, ainda mais que o próprio Taker não consegue (ultimamente passa mais tempo descansando do que lutando em seus combates), mas espero ser surpreendido e que seja um bom combate, aposto minhas fichas que o melhor combate da noite será Ambrose vs Lesnar, mais pela estipulação em si do que pelas habilidades dos dois, caso contrário seria Suplex City, F-5 e pin (como sempre).

    • danielLP21 - há 9 meses

      O Ambrose em tudo para ser uma estrela. Não venceu o Wyatt porque a prioridade na altura era o Wyatt. Tão simples quanto isso.

      • Anónimo - há 9 meses

        O Wyatt nunca teve um push decente, sempre foi para credibilizar seus adversários e Ambrose será ME, isso é questão de tempo, mas gosto é gosto e eu acho que tem coisa melhor no roster. Exemplos: AJ, Owens, Cesaro.

  6. Yan_Ribeiro - há 9 meses

    Bom artigo.

    Realmente, esta semana a WWE fez uma coisa que há muito tempo não fazia: me surpreendeu completamente. Quando eu ouvi que stephanie era a ganhadora do prêmio, eu rapidamente pensei que havia algo a mais, porém o que seria? Então, escuto “Here comes the money!” Eu já estava deitado, mas pulei imediatamente de surpresa. Shane Mcmahon faz seu retorno.

    Depois da grande ovação, parabéns a Detroit, vimos que ele apontou vários problemas da empresa, o que me surpreendeu positivamente, principalmente os problemas de lesões, algo que para mim a WWE nunca falaria durante um segmento. Então temos a famosa imprevisibilidade de Vince. Shane vs Undertaker em um HIAC. De todos os infernos existentes! De onde veio essa ideia?! E principalmente, o que vai acontecer?

    Primeiro ponto, não tenho certeza se Cena se recuperará a tempo da Wrestlemania, a não ser que a WWE esteja vendendo a lesão dele como uma coisa mais séria, para que este possa nos surpreender voltando mais cedo do que esperávamos.

    Segundo ponto, Shane recentemente criou uma conta no twitter, onde nesta ele bota os treinos para a luta, poderia ser para vender o combate, até algo acontecer com o Shane e ele não poder lutar, mas é um ponto a ser considerado.

    Terceiro ponto, não vejo o Undertaker lutar pela a Authority de forma tão simples assim, temos a história da Urna, mas prefiro esperar pela RAW.

    Quarto ponto, podemos esperar uma vitória de Shane? Podemos esperar mudanças na forma que a WWE vem controlando seus programas? Será que Undertaker terá sua segunda derrota na Wrestlemania? Para mim a WWE não traria Shane apenas para uma luta na Wrestlemania e, principalmente, para mim Shane não retornaria para empresa apenas por uma luta onde irá perder, independente se ele ou alguém lute por ele.

    Sobre Dean Ambrose vs Brock Lesnar. Que segmento brutal! O pisão de Lesnar sobre a cabeça do Dean e mesmo assim o Lunatic Fringe não estar nem ai e pedir uma No Holds Barred contra o The Beast! Grande segmento! Prevejo o Dean sendo levado ao um novo nível e também vejo ele virar campeão esse ano.

    De uma maneira ou outra a wrestlemania season serve para que possamos imaginar todos os tipos de cenários possíveis e todos eles tem probabilidade de acontecer, mas vamos ter que esperar para ver.

    Novamente, bom artigo.

  7. Frederico_WWE - há 9 meses

    Concordo contigo em quase tudo… apenas discordo na questão do turn do Brock Lesnar… isto porque o homem é único e tem um estatuto enorme e é sabido que sempre houve o “heel”, o “babyface” e o “twenner” e agora também há o “Brock Lesnar” xD ou seja ele é o que quiser ser porque é a meu ver um “mundo completamente à parte” do restante plantel… o que também diz muito… mas pronto não te vou massar com isso.

    De facto o Shane McMahon não dá a ideia de ser um “miúdo rico e mimado” como 90 % das pessoas seria ao crescer com um avô e pai com muito dinheiro como é o caso dele… afinal de contas o Shane é o homem que em 2000 no SummerSlam contra Steve Blackman e em 2001 no Backlash contra Big Show “salta” de uma altura absolutamente inacreditável e que muito poucos estariam dispostos a fazer… e em 2003 no Unforgiven tem um Last Man Standing e no Survivor Series um Ambulance Match com o Kane… ou seja é alguém que nos proporcionou grandes momentos e alguns deles vão estar e estão decerteza no Top dos “OMG Moments” da história da WWF/E e só podemos ter respeito por quem se dispõe a nos entreter desta forma.

    • Miguel Carlos - há 9 meses

      Concordo, o Lesnar está num estatuto em que é uma espécie de twenner, pode enfrentar tanto heel’s como face’s que a feud não perde o interesse por isso.

    • danielLP21 - há 9 meses

      Tens razão em relação ao Lesnar. Mas por exemplo, o objetivo aqui é apoiar-se o Ambrose, certo? Quando ele lutou contra o Rollins, este era heel, logo o objetivo era outro. Mas sim, o Lesnar está num mundo à parte.

  8. Sorlei Rui Oltramari - há 9 meses

    Grande artigo, Daniel.

    De fato, o retorno do Shane foi mais para manter o interesse do público após um Fastlane extremamente chato. Particularmente, não gostei que fosse colocado como estipulação o Hell in a Cell. É um combate único, especial e que só deve ocorrer caso a história de fato peça, como, por exemplo, Wyatt vs Roman ou Ambrose vs Rollins. Seria melhor se fosse anunciado o combate entre Shane vs Taker sem estipulação nenhuma, para que houvesse uma história aceitável entre ambos que levasse a um combate mais extremo.Daí, só lá pela última semana antes da Mania, fosse anunciada a estipulação.

    Também acho cedo para pensarmos no combate em si pois temos que aguardar os desenvolvimentos da feud. A presença do Deadman no próximo RAW vai responder algumas das perguntas e vai possibilitar a criação de alguns cenários interessantes. Acho que, se ele aceitar, vai ter que dar uma explicação muito plausível, pois um combate do Taker não pode ocorrer dessa maneira, completamente aleatória. Caso o Shane não lute, por que não colocar o Kane em seu lugar? Tudo bem que ele está um pouco descredibilizado e perdeu a aura de monstro psicopata que possuía, mas não consigo pensar em um melhor combate para, quem sabe, encerrar a carreira do Taker do que com o Kane, o seu eterno nemesis. Seria uma repetição, claro, mas faria bastante sentido.

    Quanto a Lesnar vs Ambrose, acho a rivalidade bastante oportuna e prova que a WWE não desistiu do Dean. Mal posso esperar pelas promos de Heyman vs Ambrose e da pancadaria que vai ser na Mania. Acho que o Lesnar vence, mas em um combate disputado, não naquele festival de suplexes que normalmente ocorre. Pra mim, o Lesnar nunca virou Face totalmente, ele simplesmente havia passado a destruir heels ao invés de faces. De qualquer forma, é uma besta imparável que é uma grande mais-valia para a WWE.

  9. Reigns one versus all - há 9 meses

    Bom artigo,Daniel.

    Eu gostei do regresso do Shane.Ele acaba por vir num momento ideal,mas não sei se será ele a lutar na WrestleMania, vai depender da condição do Cena para lutar.
    Quanto ao combate do Shane e do Undertaker,não sei se o Undertaker vai estar do lado do Vince,acho que ele no RAW vai mesmo dizer que não quer lutar nesse combate,e de alguma maneira o Vince obriga-o a lutar.
    No Lesnar vs Ambrose,o segmento foi muito bom.
    Discordo quando dizes que foi mais um turn do Lesnar,ele é aquilo a que muitos chamam de tweener,ele só destrói,seja quem for,não tem um alinhamento nem de face nem de heel.
    Acho que o Ambrose pode sair daqui muito valorizado,e com caminho aberto para a mala do MITB e possível título mundial

  10. Dante_edy - há 9 meses

    Bom artigo Daniel,

    Não consegui participar a tempo nos teus artigos anteriores, mas o meu interesse diminuiu imenso com a WWE desde a RR2016. Não esperava nada do Fastlane e de facto o PPV não desiludiu na sua fraqueza. No entanto, gostei do ME, excepto o resultado.

    Antes de passar ao Shane, sempre quis Ambrose x Lesnar. A perda do título Intercontinental e o destaque na rivalidade de TTM no Fastlane faz agora perfeito sentido. Ambrose está livre, para que ele e Lesnar tragam caos total. Sem olhar para o resultado, é um combate que irei ver com prazer. É curioso que HHH e Cena tiveram de vencer Lesnar, respetivamente, num No Holds Barred e ER match. Não considero de todo impossível uma vitória do Ambrose com esta estipulação, embora se Ambrose perder, mas dar uma luta brutal, não vai ficar mal visto. Mas se existe alguém que poderia ter esse push (de vencer Lesnar), seria Ambrose. No entanto, caso Ambrose perca, gostaria de Heyman interferisse (sem autorização da besta), por forma a deixar Ambrose bem quente, para subir mais no topo.

    Gostei imenso do regresso do Shane. Ao contrário do que aconteceu com o Batista, que foi anunciado, e já se sabia qual era o objetivo, o de Shane foi uma surpresa, e até agora, dá o que pensar. Foi uma promo muito boa e trouxe-me interesse para ver a próxima Raw.

    Por enquanto, até Taker dizer o que acha daquilo tudo, não considero que o adversário de Shane tenha sido bookado de forma aleatória. Se Vince quer garantir que Shane não vença, tinha de escolher Lesnar ou Taker, pois como aconteceu naquela Raw, em que todos os lutadores do roster tiverem de separa-los, estes dois representam o maior desafio para qualquer wrestler, quanto mais para o Shane, pelo que o que Vince fez faz-me sentido. No entanto, caso o Taker aceite o combate sem lógica, então concordo plenamente contigo.

    Quanto a possibilidade do regresso da brand split, quando a Smackdown ia (e agora está) para o mesmo canal que o Raw, fiquei com impressão que a WWE poderia querer fazer isto. Agora Shane aparece, pelo que estou curioso se este é o objetivo e como o irão fazer com o n.º de Wrestlers disponíveis no plantel.
    Uma Brand Split é necessária para existir dois campeões mundiais da WWE, por forma a não termos apenas Reigns no topo. Ambrose & Wyatt já merecem um título de topo.

    Vou esperar para ver o que acontece relativamente ao Shane, pois na próxima semana ou temos a confirmação do combate, ou a história fica complicada e temos de esperar outra semana para ver o que vai acontecer. Isto é ótimo, porque dá mais tempo ao Cena, para ver se ele milagrosamente pode regressar.

    Caso o combate entre Shane Vs Taker fique confirmado, é sem dúvida uma forma de arranjar um adversário para o Taker e uma rivalidade com algo em jogo, já que o mesmo não pode defender a sua streak. Aqui já tenho sentimentos misturados, pois uma vitória de Shane seria bom, para vermos o que poderia trazer para a WWE, por outro lado a WWE ter de trazer Shane para este vencer Taker ao invés de alguém que precisa e ainda por cima o Lesnar perder o que lhe tornava único, é preocupante. Por outro lado, o Taker ganhar, acaba com as esperanças e o sonho, se bem que ambos podem proporcionar um bom combate e Lesnar continuaria intacto. Caso o Shane ganhe, gostaria que Lesnar perdesse para Ambrose e assim a vitória do Lesnar contra Taker em 2014 fica enterrada, já que desde do ultimo combate deles, Heyman deixou de focar no facto de Lesnar ter acabado com a Streak.

    • danielLP21 - há 9 meses

      Obrigado.

      O Shane podia perder e ainda assim chegar ao poder mais tarde, por isso o “sonho” podia não morrer com uma derrota na WrestleMania.

  11. Gabriel taker - há 9 meses

    Bom Artigo:

    O retorno do Shane foi otimo mas o combate Undertaker vs Shane(Hell in a Cell Match) é perigoso para os dois, o Shane não é Wrestler e o Taker não consegue manter mais um ritimo alucinante para um Hell in a Cell, se tivesse que ter esse tipo de combate então o Hell in a Cell deveria no combate Brock Lesnar vs Dean Ambrose

    • danielLP21 - há 9 meses

      Obrigado.

      Sim, também acho demasiado desespero só para vender o PPV, mas em princípio eles saberão adaptar-se a isso.

  12. RFBM - há 9 meses

    Bom artigo Daniel. Apesar de não concordar, acabo por compreender porque colocaram o Shane como adversário do Taker na Mania, visto que este último sairá vencedor e Shane não o levará ao limite como, por exemplo, o Lesnar.

    • danielLP21 - há 9 meses

      Obrigado.

      Mas não há ninguém no roster que não leve o Undertaker ao limite? Essa é a questão.

      • RFBM - há 9 meses

        Antes do Fastlane e do Raw, o adversário o Taker deveria na minha opinião ser o Ambrose, com o Wyatt a ser o adversário do Lesnar. Mas com o Ambrose a ser o adversário do Lesnar, não via mais ninguém para além do KO para adversário do Taker num combate pelo título Intercontinental na Mania. Nomes como Sheamus ou até Rusev pecam pelo booking que já vêm tendo nos últimos tempos.

    • Anónimo - há 9 meses

      O Taker já chegou ao limite, e esse limite se chama “idade”.

  13. Big Money Matt - há 9 meses

    É triste pensar que Shane McMahon é mais divertido de assistir do que 95% do atual main roster. Melhor entertainer, talker e até wrestler do que esses indie midgets sem carisma e sem personagens.

  14. Gonçalo"the best" - há 9 meses

    Bom artigo!

    Estou com expectativas altíssimas para o Lesnar vs Ambrose. Desde da construção para o combate no FL que quero ver este combate. Sinceramente achei muito bem terem trocado de adversário para o Lesnar.O Wyatt tem credibilidade nula e sinceramente já não me interessa ver nada com ele envolvido, o que é pena sendo ele uma das personagens que eu mais gosto no roster principal. Well done WWE…

    Uma coisa eu tenho a certeza Shane vs Taker num Hell in a Cell é um combate que enche um estádio com 100 mil pessoas.

  15. The Cobra 619 - há 9 meses

    Bom artigo Daniel. Concordo com tudo que disse.
    Acho muito provável que não seja Shane a enfrentar Taker, e sim Cena. Não vejo da onde o Vince tirou Shane vs Taker, mas enfim. Espero também que Dean e Lesnar façam um grande combate. E assim como disse acho que finalmente ainda esse ano Dean vence o WWE World Heavyweight Champion.
    Meu Card da Mania é:
    -Andre The Giant Memorial Battle Royal
    -Goldust e R-Truth vs. Social Outcasts
    -Charlotte (c) vs. Banks vs. Lynch pelo título feminino
    -Kevin Owens (c) vs. Chris Jericho vs. AJ Styles Intercontinental Champion
    -Kalisto (c) vs. Dolph Ziggler vs. Neville vs. Sin Cara vs. Rusev vs. Alberto Del Rio vs. Sheamus Ladder Match United States Champion
    -New Day (c) vs. SAWFT Tag Team Champions
    -Wyatt Family vs. ? (Não faço a minima ideia do que irão fazer com eles)
    -Big Show vs. Ryback
    -Dean Ambrose vs. Brock Lesnar No Holds Barred Match
    -HHH (c) vs. Roman Reigns WWE World Heavyweight Champion
    -Undertaker vs. Shane Mcmahon, ou John Cena, ou Sting.

    • Frederico_WWE - há 9 meses

      11 combates?! Vamos ter o quê tipo 7 horas de WrestleMania?

      Goldust e R-Truth VS Social Outcasts? Um combate de 1 euro em plena WrestleMania? A coisa está mesmo muito preta para a empresa de Vince McMahon…

      • danielLP21 - há 9 meses

        A WrestleMania XX teve 12 combates.

    • zE pEDRO - há 9 meses

      Acho um card interessante mas tirava o Goldust e R-Truth vs. Social Outcasts e Big Show vs. Ryback. No máximo alguns lutadores desses 2 combates ( Ryback / Big Show / R-Truth / Goldust ) estarão no Andre The Giant Memorial Battle Royal.

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador