Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Candidata-te!

Cutting Edge #46 – The “Y2J” Problem

«You people have been led to believe that mediocrity is excellence. Uh-uh. Jericho is excellence. And now for the first time in WWF history, you have a man who can entertain you. You have a man who is good enough for you. You have a man who can make you jump up off your chairs, raise your filthy fat little hands in the air and scream “Go Jericho go! Go Jericho go! Go Jericho go!”. The new millennium has arrived in the WWF, and now that the Y2J problem is here, this company — from the front-office idiots to all the amateurs in the dressing room (…), to everybody watching tonight — will never, eeeeever be the same again!» — Chris Jericho, 9 de agosto de 1999.

Foi com estas palavras que Chris Jericho finalizou a sua primeira promo na WWE.

Mesmo não tendo tido o destaque que porventura merecia e não tendo atingido o estatuto de outros, a verdade é que a profecia se concretizou: Chris Jericho mudou a WWE.

Desde as suas interações hilariantes com Stephanie McMahon à sua rivalidade com Chyna, passando por combates absolutamente fantásticos por títulos do mid-card (algo que é impensável hoje em dia, visto que a WWE não dá liberdade aos seus melhores wrestlers para brilharem mais do que até certo ponto) contra Eddie Guerrero, Kurt Angle ou Chris Benoit, Jericho marcou os anos finais da Attitude Era, atingindo o ponto mais alto, como é sabido, no final de 2001, ao vencer The Rock e Steve Austin pelo Undisputed Championship e lutando no main-event da WrestleMania contra Triple H, no início do reinado de terror deste último.

A partir daqui, a carreira de Chris Jericho caiu. No PPV seguinte à WrestleMania nem um combate teve, limitando-se a fazer uma promo no ringue porque o importante era ter Scott Hall num estado lastimável a combater e Hulk Hogan a ganhar o título a Triple H. Ah, como era tudo tão perfeito naqueles tempos…

De 17 de março de 2002 (WrestleMania X8) a 21 de agosto de 2005 (SummerSlam 2005), Chris Jericho recebeu zero oportunidades de lutar pelo título principal em combates one on one. As vezes em que lutou por esse título foram situações em que era preciso quem ocupasse espaço na Elimination Chamber.

Talvez tudo tivesse sido diferente se Vince McMahon tivesse deixado Paul Heyman levá-lo para a SmackDown, juntando-o a Kurt Angle, Eddie Guerrero, Chris Benoit, Brock Lesnar, Edge, Rey Mysterio e Chavo Guerrero quando este era, de longe, o melhor programa que a WWE apresentava.

Com o main-event da Raw limitado a Triple H, Triple H, ex-lutadores da WCW, Shawn Michaels e Triple H, pouco podia ser feito para Jericho sair da zona “Dolph Ziggler”. Felizmente, teve tempo para receber um último push antes de sair da WWE em 2005, quando a WCW estava devidamente enterrada (até Sting aparecer, pelo menos) e John Cena precisava de adversários que conseguissem ser verdadeiramente odiados, de modo a que ele fosse apoiado. Não resultou: tanto Jericho como Christian (também envolvido na title picture naqueles tempos) receberam um enorme apoio dos fãs e foi nesta altura que Cena ouviu os primeiros “Cena sucks”. Curiosamente, acabariam ambos por sair da empresa logo de seguida, um por causa da sua banda, o outro por estar farto de ser mal utilizado.

Em 2007, Chris Jericho voltou para nos salvar. Ainda hoje me lembro de ver a Raw em que ele interrompe Randy Orton e o código a ser finalmente decifrado: emocionante.

Não gostava dele quando se foi embora em 2005, vibrei com o seu regresso mais de dois anos depois. Porquê?

Não sei. Simplesmente havia qualquer coisa nele que me fazia sentir assim. O carisma, a forma como agarrava os fãs e os manipulava… Em 2007, já tinha alguma noção de como “as coisas funcionavam” e não tinha dúvidas: estava perante um dos melhores lutadores de sempre.

Pensou-se que, porventura, tinha chegado a sua hora. Mas não. Perdeu contra Randy Orton pelo Título da WWE (com interferência de JBL) e na WrestleMania 24 lá estava Chris Jericho a fazer número num combate, desta feita o Money In The Bank.

Em junho de 2008, porém, tudo mudou. Chris Jericho fez um dos melhores heel-turns de sempre e começaram, nesse momento, os dois melhores anos da carreira do “Y2J”.

Finalmente main-eventer. Três títulos mundiais (embora com reinados curtos) e a consolidação do seu estatuto como futuro Hall of Famer.

Numa altura em que eu já não me guiava pelo facto de um lutador ser babyface ou heel para gostar dele, Chris Jericho conseguiu que eu o detestasse. Não estou a falar daquelas situações em que não gostamos de alguém por não considerar essa pessoa talentosa ou a história em que está inserido particularmente interessante. Até porque a “Sexy Beast” era dos meus favoritos antes dessa fase.

Eu não podia ver Chris Jericho à frente porque ele era simplesmente um heel soberbo. O seu tom de voz baixo e o ritmo lento com que falava, aliados ao seu fato e àquela expressão facial sempre séria, em completo contraste com os seus tempos de “Y2J”, faziam-me ter vontade de o ver pelas costas.

Em 2010, Jericho saiu outra vez da WWE e dei por mim com pena de não o poder ver mais. Porque adorava odiá-lo.

Em 2012, tivemos um dos melhores regressos de sempre, sobretudo devido às vignettes que vimos durante semanas e que culminaram com um segmento brilhante, onde Chris Jericho chegou, foi ovacionado, não disse uma única palavra e foi embora apupado por alguns fãs.

Nos meses seguintes, teve aquela que foi a melhor rivalidade de 2012 (das poucas coisas de jeito naquele ano) e uma das melhores em anos, com CM Punk. Pessoalmente, acho que não tivemos nenhuma rivalidade melhor desde então.

Depois disso, um face-turn que durou até à semana passada. Muito provavelmente, a pior fase da carreira de Chris Jericho.

Nunca vou compreender a razão pela qual Chris Jericho perdeu contra Fandango na WrestleMania. O argumento de que estava a “elevá-lo” não faz sentido. Podia elevá-lo ganhando o combate, desde que Fandango mostrasse as suas qualidades. No PPV seguinte, caso continuassem a rivalidade, o dançarino podia então ter a sua vitória.

Fandango nunca seria um main-eventer e toda a gente o sabia. Vince McMahon sabia-o. Kevin Dunn sabia-o. Ele não era uma prioridade. Jericho tem que perder com futuros main-eventers e não com simples mid-carders (que neste caso até se tornou num jobber).

De 2013 para cá, tornou-se pouco especial vencer Chris Jericho. Bray Wyatt que o diga.

Qualquer um derrota o “Y2J” e, por isso, já não há aquele sentimento “especial” quando tal acontece. A WWE conseguiu estragar aquilo que de melhor Jericho tinha para lhes dar.

Não é o “Ayatollah of Rock ‘N’ Rolla” quem sai prejudicado. Ele será sempre o Campeão Mundial por seis vezes, Campeão Intercontinental por nove vezes e primeiro Undisputed Champion. O seu legado não será manchado.

Quem sai prejudicada é a nova geração, visto que não vão poder usufruir do tal legado que Chris Jericho possui, como ele usufrui do legado de The Rock, Steve Austin ou Shawn Michaels. E como CM Punk usufruiu do dele.

Na última Raw, Chris Jericho virou, finalmente, heel. Depois de semanas com promos abaixo daquilo que pode fazer, temos aqui uma nova oportunidade para ver o melhor Jericho. Por mim, ele podia aparecer na segunda-feira de fato, a falar baixo e de forma lenta, como se fôssemos todos burros e precisássemos que ele falasse assim para o podermos entender.

Por mim, ele podia fazer com que eu o detestasse novamente, até porque sei que era uma questão de tempo até voltar a adorá-lo.

Depois de já terem lutado três vezes, dificilmente o combate entre Chris Jericho e AJ Styles na WrestleMania será “especial”. Contudo, já vimos rivalidades a ficarem para a História precisamente por ter havido um grande número de combates entre os intervenientes. Pode ser que a qualidade do “Y2J” ao microfone e o facto de se sentir mais confortável como heel traga magia a esta rivalidade.

No fundo, ainda tenho esperança de que esta rivalidade seja relembrada (pelas melhores razões) daqui a uns anos, quando recordarmos os primeiros passos de AJ Styles na WWE e o seu primeiro rival. Bom Wrestling teremos de certeza, como se viu pela fantástica performance de ambos contra os New Day, que também estiveram fenomenais e viram o seu reinado ganhar uma credibilidade tremenda. Talvez tenha sido eles, de resto, os primeiros a serem verdadeiramente valorizados por Chris Jericho desde CM Punk. Será para continuar?

Para finalizar, deixo aqui uma promo quase inteira de Chris Jericho, num segmento com CM Punk, em fevereiro de 2012, porque julgo que a rivalidade com AJ Styles vai ter como fio condutor o mesmo motivo (a inveja por ver os fãs a adorarem outro lutador) e por isso estas palavras adequam-se à atualidade.

Além disso, é uma promo que gosto de rever de forma a nunca esquecer-me do que é alguém chegar ao topo sem ser através de políticas de bastidores, mas sim de trabalho árduo e muitos anos a lutar por esse mundo fora até chegar lá. Como uma verdadeira Lenda. Como um dos melhores de sempre:

«I think you’re an amazing performer, Punk. I think you’re very, very good. As a matter of fact, you’re one of my favorites, but you’re not as good as I am. You’re not as good as me. You’re not the best in the world at everything you do, and you know it.
You see, I never had to call myself the best in the world; other people said it for me. These people said it for me. And I never had to write it on the back of a t-shirt; they would write it on signs and bring it to the arena. And the reason for that is this — I am part of a special breed of performers. I am one of a literal dying breed of performers that toured the world, honing our craft, learning our skills, becoming stars before we ever got to the WWE. A breed that cared more about having the best match on the show than personal politics, didn’t care what the hierarchy thought of us, what position we were slotted in, what we were supposed to be. A breed of performers that were given nothing and took everything. And yeah, I developed a chip on my shoulder because of it; and yeah, I got a bad attitude and a bad reputation in the back with the powers that be because of it; but I didn’t give a damn because I knew I was good. I knew I was the best.
And now, Punk, you’re just like me. You’re a maverick, a rebel that went against the grain and became something more than anybody thought that you would. But in translation, that’s because you just want to be me. You’re a Chris Jericho wannabe.

(…)

I am the best in the world at everything I do, and I prove it every night as I have for the last 22 years. Staying on the highest level of any performer in the history of this business. (…) I have faced every legend, every Hall-of-Fame, future Hall-of-Fame performer in this ring and beaten them all. I’ve won dozens of championships, I’ve had dozens of classic matches, classic WrestleMania steal-the-show matches, dozens of moments that will be legendary long after either one of us are gone.» — Chris Jericho, 27 de fevereiro de 2012.

Sobre o Autor

- Autor do espaço "Cutting Edge".

56 Comentários

  1. The awesome one - há 9 meses

    Excelente artigo sobre talvez o melhor heel a par do Edge que tive a oportunidade de ver.

    Nunca mais vou esquecer a vitoria do Jericho do unforgiven 2008 depois de ter levado a coça da vida dele contra o Shawn Micheals entrou num segundo combate em que teve apenas 5 minutos, levou um soco teve 4 minutos deitado levantou-se no fim(era por tempo) e fez um pinfall a lutador caído para ganhar o titulo mundial.

    O que fez pelos titulos de tag Team também foi obra, pois consegui que estes fossem main event de um ppv(contra os DX é verdade que o triple h gosta de ser main event)

    Voltando ao artigo 100% de acordo este jericho heel poderá dar outra credibilidade completamente diferente do que aquela que tem dado ultimamente, apesar que desta vez quando voltou comentei para mim ele está sempre a por-se como candidato a ganhar a Royal Rumble e a por-se ao nível do Lesnar e do Reigns , e depois quando teve lá durou o combate quase todo , ganhou logo a meu ver alguma da credibilidade e interesse que este tinha vindo a perder.

    Quanto ao ter outra vez o combate Aj Vs Y2J não vejo problema desde que haja boa Feud, o Shawn Micheals e o Jericho lutarem 5 ou 6 vezes em ppv num ano e foi a melhor Feud de 2008 e das melhores que me recordo.

    • danielLP21 - há 9 meses

      Obrigado.

      Foi fantástica essa vitória :D

      Aí estiveram no main-event por causa do Triple H, mas ele deu um interesse renovado ao Big Show na altura em que fizeram equipa.

  2. Half man half amazing - há 9 meses

    É certo que naqueles tempos não era tudo perfeito como aliás nunca foi nem nunca o será pois num universo tão grande jamais a wwe vai poder agradar a todos. O que é irrefutavel sim é que eram tempos muito melhores do que agora por um conjunto de fatores que acho que já nem vale a pena a debater mais. O rotulo pg era digam o que disserem condiciona e muito o produto que muitos fas aprenderam a gostar, limita as habilidades de varios wrestlers nos mais variados aspetos e contribuiu para termos um produto muito mais infantil e desinteressante em varios aspetos. Prova disso são o tipo de publico que vemos nas arenas hoje em dia comparativamente àquele que viamos nesses tempos. Nao que isso seja significativamente negativo para a wwe que pelos vistos com a filosofia atual anda ai a bater recordes de vendas para a wrestlemania. No entanto na minha optica como fã de verdadeiro wrestling e entertenimento a essencia do que é este negocio perdeu-se ao adquirir estes contornos e não é mentira nenhuma que, pelo menos cá em Portugal, a popularidade deste desporto ou como lhe quiserem chamar está hoje muito longe daquela que detinha “nesses tempos em que tudo era perfeito”. Nem todos procuram o mesmo no produto e o publico alvo é outro apenas falo por mim que apesar de tudo continuei a ir acompanhando aqui e ali e pelos fas que simplesmente desistiram por nao se identificarem com mudanças tao bruscas naquilo que tinham aprendido a gostar.

    Sem duvidas que nesse periodo de 3 anos em que o Y2J nao tem oportunidades de mostrar a sua valia algumas oportunidades merecidas deveriam ter-lhe sido dadas de mostrar o seu talento. Enfim como disse nem tudo era perfeito. A diferença estava na qualidade do midcard, no star power que existia e que hoje é praticamente nulo e na forma como as rivalidades deste setor eram trabalhadas. Como já referi nao tenho nenhum problema em que grandes nomes se vejam afastados do evento principal por longos periodos de tempo. Por vezes nao existe espaço para todos e desde que sejam bem utilizados no midcard de forma a construirem a sua subida ao topo novamente sou completamente favoravel a estas medidas. Merecia mais sim mas esteve muito longe de ser um Dolph Ziggler que nao conquistou praticamente nada ao lado do Jericho e que no midcard atual está muito longe de ter um estatuto ou de ser tratado como o Y2J o foi em seus tempos.

    Em relação ao seu retorno para abordar randy orton foram sem duvidas os melhores anos que teve na wwe. Discordo de ele ser melhor como heel. Na minha opiniao ele é sobervo quer seja como heroi quer seja como vilao. Como mau da fita é absolutamente fantastico e por incrivel que pareça nao o odeio nesse papel muito pelo contrario. Foi um dos meus primeiros idolos no wrestling e sempre fui fiel ao Y2J desde o primeiro dia e como tal simplesmente nao conseguia odia-lo até porque ao contrario de muita gente sempre estive mais na torcida pelos heels. No entanto como face ele era capaz de ser um entertainer absolutamente extraordinario. Nao esta no patamar de The Rock ou Stone Cold mas exceptuando esses dois casos é sem duvidas dos melhores que passaram pela empresa nesse aspeto.

    Em relação ao seu regresso para enfrentar cm punk aquilo que posso dizer é que adorei o trabalho dele a todos os niveis exceptuando os resultados finais porque simplesmente nao consigo compreender como este homem nao foi vencedor do Royal Rumble nesse ano (ou pelo menos da Elimination Chamber). Acho que merecia essa distinção muito mais do que um Sheamus que pouco beneficiou dela e que teria todo o tempo do mundo para alcançar o feito quando os planos para o mesmo fossem realmente mais interessantes e a aposta fosse realmente no sentido de o elevar ao topo dos grandes da wwe. Depois disso e principalmente da derrota na wrestlemania comecei a perceber o porquê de isso não ter acontecido. Jericho estava lá apenas e só para elevar talentos do presente perdendo todas as rivalidades em que se via envolvido e vencendo apenas combates de treta com superstars em ma fase nos shows semanais. Digam o que disserem após perder a rivalidade para o punk a imagem que passou foi de que Jericho nao era mais o melhor do mundo e que esse titulo tinha passado automaticamente para cm punk por mais promos que Y2J fizesse dizendo o contrario. E agora pergunto-me? Para elevar talentos atuais ele precisa de perder sempre e nunca conquistar nenhum titulo? Sinceramente isso para mim nao faz qualquer sentido. Y2J era simplesmente um dos wrestlers mais adorados pelo publico na epoca. Porque nao dar-lhe mais alguns titulos que apenas fariam justiça à sua enorme carreira? Já pararam para pensar no prestigio que ganharia o superstar que o derrubasse? Mas não nem um misero titulo intercontinental para bater o seu proprio recorde lhe deram. Isso revolta-me pois ele pode ter conquistado muita coisa e pode ter conquistado o respeito dos fas que percebem mais da coisa mas face ao restante publico ele hoje é apenas um gajo que voltou, que fala sempre muito mas que na hora da verdade perde como sempre, um gajo que perdeu o jeito se olharmos para tudo isto como uma historia pois a qualidade em ringue essa mantem-se intacta.

    Não faz qualquer sentido numa fase com tantas lesões e com ausencia de star power utilizar chris jericho desta forma. Estão a vulgariza-lo e a torna-lo apenas mais um como fizeram com a grande maioria dos talentos que tem ao dispor e deixaram a situação chegar a um ponto que vence-lo deixou de ter qualquer valor. Ele pode virar heel como de resto seria de prever mas as estatisticas nao mentem e estão lá para quem as quiser ver. Aj Styles vai vence-lo na wrestlemania. Muitos vão apenas dizer que foi um combate brutal e que o Jericho nao sai prejudicado mas isso é apenas ilusão. A imagem que ele transparece é de um wrestler que já passou, que está acabado e que não pode voltar a ganhar o “big one anymore” apesar de ele tanto dizer o contrario nas suas incontaveis promos recentes. Por outras palavras Styles vai apenas ser o gajo que venceu o jericho acabado e que nao ganha nada importante à não sei quantos anos. Se este mesmo Jericho tivesse tido algumas conquistas pelo meio do seu trajeto de elevar talentos jovens hoje esse combate destacaria imenso Styles. Nada que afeta a grande fanbase que pelos vistos o phenomenal one já tem mas também não era aumentar significativamente após esta rivalidade excetuando fans que pode convencer pela excelente exibiçao de wrestling que vai proporcionar.

    Basta olhar o caso de HHH nos ultimos tempos. Ajudou imenso a elevar Seth Rollins, está a fazer o mesmo por Roman Reigns e tambem ajudou Daniel Bryan no momento certo. E em nenhum momento precisou de se tornar num perdedor para isso.

    • Y2Jean - há 9 meses

      Concordo plenamente, seus combates estão ficando cada vez mais distantes de suas primos, ninguém mais vai acreditar…sou fã do Y2J, gostaria de vê-lo conquistar um título, sendo o intercontinental, ele poderia elevar a si mesmo, porque quebrou o próprio recorde, como foi dito acima, daria pra se envolver com Kevin Owens (que derrotou Y2J pelo IC title de forma injusta no Madison Square Garden) sami zay e AJ Styles, luke harper também, Neville e etc. Imagina esses nomes disputando o IC ? seja num torneio ou ladder match…

    • danielLP21 - há 9 meses

      Credo, não era preciso um parágrafo tão longo a falar do antigamente. Eu também prefiro o antigamente! Mas não me venham dizer que a WWE em 2002 (sobretudo a Raw) era muito melhor do que hoje, porque não era. Nash, Hogan, Hall, a confirmação dos jogos de bastidores com o HHH, X-Pac… RVD e Booker T completamente ignorados quando eram dos gajos mais over da companhia. São factos.

      O que é que o Dolph Ziggler tem a menos que o Chris Jericho naqueles 3 anos? Só se for menos títulos intercontinentais, mas ganhou o dos EUA. O Jericho até esteve envolvido em histórias de romances, o que não tem nada a ver com ele. Ele esteve sim na zona “Ziggler”, em que um gajo é tão bom como os gajos de topo mas fica restringido ao mid-card na maioria do tempo. O Ziggler já foi o sole survivor no Survivor Series duas vezes, já lutou em vários main events de PPV’s, já lutou pelo título várias vezes em PPV’s… Simplesmente não dá aquela passo decisivo.

      Também acho que devia ter ganho o Royal Rumble e fiquei chocado por não o ter feito, mas acabou por servir para entrar na Chamber e criar aquela história com o Punk. Acabou por nem ser eliminado nesse combate.

      Acho que o mal não está em perder com o Punk. Fez o que tinha de fazer. O Shawn Michaels não ganhou títulos individuais desde 2002 e não é por isso que foi visto como “alguém que perdeu o jeito” para a coisa.

  3. Tibraco - há 9 meses

    Bom artigo. Gostei de teres feito um breve resumo da carreira do Jericho, acho que foi uma mais-valia. De resto, estou a gostar da rivalidade dele com o AJ. Estão a contar uma história, as coisas não estão a ser feitas à pressa e, por mim, é uma rivalidade que tem pernas para andar, até mesmo depois da WM.

    O facto deles já terem combatido algumas vezes, na minha opinião, é quase irrelevante. Na WM, o combate, pela primeira vez, terá o Jericho como heel, algo que trará uma nova dinâmica. E, sinceramente, ainda gostava de ver mais um confronto entre eles, dessa vez com estipulação.

    • danielLP21 - há 9 meses

      Obrigado.

      Além disso, os vários combates que eles já tiveram podem ter servido para se conhecerem melhor, visto que nunca tinham lutado um contra o outro. Assim escusam de lutar na WrestleMania correndo o risco de as coisas correrem mal.

      Espero que o heel-turn do Jericho traga a tal dinâmica.

  4. Blappa - há 9 meses

    Excelente artigo Daniel, sem duvida que o Jericho é um dos melhores de sempre e vai ficar para sempre na história da WWE. Espero que ele consiga elevar ainda mais o AJ Styles, este heel turn foi importante porque o Jericho fica muito mais interessante sendo Heel.
    Daniel o que achas que se seguirá para o Styles depois desta rivalidade?

    • danielLP21 - há 9 meses

      Obrigado.

      Talvez uma rivalidade com o Kevin Owens pelo Título Intercontinental, caso este saia da WrestleMania como campeão.

  5. Murilo The Big Genius - há 9 meses

    Heel is Jericho !!!

  6. SadisticAnarchist - há 9 meses

    “Jericho is a fucking boss. Great Wrestler, Great Talker, Great Face, Great Heel, Great Singer, Great book author and after watching his I am Jericho comedy sitcoms. His quite a good actor and comedian.Jericho is a winner at life” Bom Artigo! digam o que quiserem mas eu nunca vou dizer mal ou destetar do jericho mesmo que ele esteja na pior fase da sua carreira… bem agora nao está porque ja fez o heel turn mas mesmo assim, não consigo. Uma inspiração para quem quer ganhar na vida e um exemplo para todos neste desporto, UM VERDADEIRO VENCEDOR NA VIDA E NA WWE.

    • danielLP21 - há 9 meses

      Obrigado.

      Também acho que ele é um exemplo. Quem é que disse isso que está entre aspas?

      • SadisticAnarchist - há 9 meses

        um comentário random num video do regresso do jericho a companhia, em 2007. Gostei do comentário e meti aqui ;) e por acaso, tinha um avatar do edge ahahaha, que é uma concidência tremenda..

      • danielLP21 - há 9 meses

        Eheheh. Se calhar fui e eu não me lembro :D

  7. Reigns one versus all - há 9 meses

    Bom artigo, Daniel.
    Pessoalmente acho que o Jericho como heel e muito melhor que o Jericho face.
    Acho isto porque ele como heel esta mais a vontade e da mais interesse em ve-lo.
    Indo a feud dele com o AJ, que culminará na wrestlemania,acho que deviam adicionar uma estipulação,visto que ha lutaram várias vezes.Gostava de ver um 2/3 fauls na wrestlemania entre eles

  8. Gonçalo"the best" - há 9 meses

    Grande artigo!

    Estou muito “hype” para o combate deles na Mania. Jericho heel traz uma dinâmica muito maior a rivalidade.
    Já agora viste a promo dele no SmackDown? Brutal.

    • danielLP21 - há 9 meses

      Obrigado.

      Sim, vi depois de escrever o artigo, por isso é que não a referi. Mas foi tremendo, mais uma vez.

  9. Afonso Quintela - há 9 meses

    O resumo da carreira do Jericho foi excepcionalmente bem feito, mas se eu quisesse um resumo dele ia a wikipedia, por isso nao costumo gostar muito destes artigos.

    Nao concordei sobre o que disseste acerca do ano de 2012. Na minha opiniao foi dos melhores que a wwe teve nos ultimos tempos. Tivemos um reinado incrivel do CM Punk, que teve rivalidades muito boas com Chris Jericho, John Cena, Kane e Daniel Bryan….Tivemos a estreia de superstars que atualmente estao no main event ou para la caminham como os The Shield, Ryback (?), Cesaro….tivemos uma segunda metade do ano com a divisao de tag team supercredibilizada com a team Hell No, feuds interessantes entre o Big Show/ Sheamus/ Alberto del Rio pelo WHC, tivemos uma boa wrestlemania com o regresso do The rock, assistimos ao inicio da scensao do Daniel Bryan, regresso do Paul Heyman, do Brock Lesnar, um conate fenomenal entre triple h e undertaker, o inicio do NXT… Etc etc

    • Tibraco - há 9 meses

      O Ryback e o Cesaro caminham para o main event?

      • Afonso Quintela - há 9 meses

        Ryback, se tivesses lido com atencao pus um ponto de interrogacao….o cesaro penso aue so nao esta no main event atualmente porque é um dos muitos que se encontra lesionado

      • Frederico_WWE - há 9 meses

        Esse Afonso Quintela não tem credibilidade nenhuma… ainda o outro dia fez um comentário para me chamar de “cromo”… enfim como se o objetivo disto aqui fosse chamar nomes uns aos outros… perante isto a ciência cala se.

      • Anónimo - há 9 meses

        Desculpa se te ofendi, maas acho que es msm cromo

      • Afonso Quintela - há 9 meses

        Ja agora, um gajo que ta constantemente a dizer e avisar que vai deixar de ver WWE, mas nunca para…esse sim nao tem credibilidade.

      • Frederico_WWE - há 9 meses

        Uma mentira dita muitas vezes parece que se torna uma verdade incontestável… é tipo aquela história de a equipa que está pior ganha nos derbys e clássicos ou seja é FALSO…

        Eu há 3/4 anos atrás disse algo relacionado com isso do deixar de ver… e pedi para deixarem mas isso é passado!

        Estou constantemente a dizer? FALSO…. aonde é que nos últimos tempos alguém me viu a fazer um comentário desse tipo?
        O que eu digo é que o pessoal em alguns casos é pouco exigente… e tem que pedir muito mais porque isto é um produto inaceitável.

        É por estas e por outras que o mundo não presta para nada… e a culpa é dos seres humanos que o fazem assim… ou seja perante uma coisa que eu disse há anos um tipo tem que pagar sempre por aquilo que disse? Ninguém tem o direito a mudar? Mesmo que tenha feito comentários assim em circunstâncias do momento e num contexto próprio porque é que vêm com uma conversa tão antiga já?

        Eu também “criei” guerras aqui com determinadas pessoas… mas isso é passado e se fosse hoje não o faria porque fui estúpido e infantil… e não há ninguém neste mundo que possa dizer que nunca errou… e muitas vezes até era numa de gostar de ser “odiado”… e não com a maldade de querer ofender.

        Querem debater ou discordar de opiniões… façam no na boa com argumentos em que se possa discutir… mas nunca com o insulto de “ah e tal a x de tempo ou de altura disseste isso ou aquilo”… se fossemos por aí isto era uma autêntica guerra civil.

    • Tibraco - há 9 meses

      Ya ya. Eu também acho que o Kidd só não está no main event porque está lesionado.

      E o ponto de interrogação era para quê? Claro que o Ryback não está a caminho do main event. Isso era o mesmo que eu meter “o Slater (?) está a caminho do main event”. Depois alguém me chamava à atenção e eu respondia “então mas não viste o ponto de interrogação!?”

      • Afonso Quintela - há 9 meses

        Os teus argumentos sao tao ridiculos como contraditorias. Nem me vou dar ao trabalho de mostrar que aquilo que defendes é uma falacia, pois acho que ja todos sabemos que caiste no ridiculo.

        Eu acho que tu percebeste onde eu queria chegar, desde o inicio, mas se nao percebeste lamento.

      • Tibraco - há 9 meses

        Ahahah. Olha, obrigado por me fazeres rir logo de manhã! Falta de criatividade é algo de que não te podem acusar.

        Tem um bom domingo, caro amigo!

    • danielLP21 - há 9 meses

      Foi um resumo com opiniões pelo meio. Sei que agora resolveste implicar (?) com os meus artigos, por alguma razão que eu desconheço (talvez por eu ser benfiquista?), mas obrigado na mesma pelo comentário.

      Exato. E o John Cena vs John Laurinatis a ser o main-event de um PPV com Punk vs Bryan pelo Título da WWE também foi excelente, assim como o Cena vs Big Show no main-event em detrimento de outro Bryan vs Punk. Saudades de 2012.

      • Anónimo - há 9 meses

        Tens a maania da perseguição nao? Elogio quaando acho que deva elogiar, e critico quando acho qque deva criticar

        O ano 2012 tevw coisas mas,.aquelas que disseste foram exemplos disso, mas as coisas positivas foram muitas mais qque as negarivas, dai ter sido um bom ano na wwe…afnal em que ano é que a wwe naao teve coisas mas? Pois…

      • danielLP21 - há 9 meses

        Não, não tenho, e até aceito muito bem as críticas, felizmente. Mas dizer, como disseste na semana, “para isto mais vale não escreveres nada”, mandando abaixo o que uma pessoa escreve só porque sim não dá para ignorar.

        Não me lembro de comentares os meus artigos. Desde que o começaste a fazer, é sempre isto, já para não falar das abordagens nos comentários a outras notícias.

      • Afonso Quintela - há 9 meses

        Ai admito. Foi demasiado rude. Apesar de achar que é impensavel em brand split numa altura destas, nao devia ter usado essa expressao.

        Eu ja elogiei outros artigos. Tal como disse, sou mt sincero. Quando gosto, digo. Quando não gosto, doa a quem doer, também digo.

        O que esta em causa não é obviamente a tua capacidade de escrita. Escreves mt bem e isso não pode ser posto em causa. O que me tem feito confusao são os temas escolhidos, que a meu ver, não são os mais indicados para um artigo de opinião.

  10. RFBM - há 9 meses

    Bom artigo Daniel, concordo com todos os aspectos. Penso que o combate entre o Jericho e o Styles na Mania irá sempre pecar pelo facto de já ter ocorrido 3 vezes nos últimos meses, mas a forma como o Jericho heel pode tornar esta rivalidade interessante poderá trazer importância a este combate na Mania (onde os combate mais importantes ocorrem). Apesar do Jericho precisar de uma vitória que cimente o seu heel-turn, espero que a WWE não use o famoso “50/50” neste rivalidade, espero que o Styles vença.

    • danielLP21 - há 9 meses

      Obrigado.

      Eu daria a vitória ao AJ na WrestleMania e ao Jericho no Extreme Rules, colocando um ponto final na feud.

      • RFBM - há 9 meses

        Respeito o teu ponto de vista, mas levar esta feud até ao Estreme Rules já é demais.

  11. Foto de perfil de Facebook

    Sorlei Rui Oltramari - há 9 meses

    Ótimo artigo, Daniel!

    Aprecio e muito a intenção do Jericho quando entra em feuds com os jovens talentos e o acho um exemplo desta indústria e de como utilizar um veterano da maneira certa. Mas ele não pode perder tudo. Contra o Fandango, fui admirador da ideia de tê-lo a deixar o protagonismo para Fandango, mas depois também percebi: Por que perder se era certo que cedo ou tarde o Fandango ia cair? De qualquer forma, é uma grande atitude, mas que acaba por ser prejudicial. A feud contra o Punk dispensa comentários, foi excelente. A forma como Jericho maltratava psicologicamente o Punk ao falar do pai e da irmã dele e todo o storytelling fez com que, no final, a vitória de Punk fosse mais valorizada.

    Já nesta feud contra o AJ Styles, com o rumo que o booking está tomando, acho que fez sentido AJ vencer no Fast Lane para que Y2J pudesse demonstrar respeito e se aliarem, para o inevitável Heel Turn. Espero bastante do combate deles na Mania, porque mesmo tendo o combate sido repetido várias vezes, a WM é algo diferente, o clima e a emoção são outros e com a mudança de uma feud “respeitosa” para uma feud mais agressiva fazem as expectativas estarem lá em cima.

  12. Vinícius Nunes - há 9 meses

    Bom artigo Daniel!

    O Y2J é mesmo genial, meu heel favorito de sempre, e até funciona como face pra mim, como na feud contra o Orton em que ele esteve muito bem. Sobre o heel turn de agora, acho que veio em um bom momento, e acho que essa mudança pode fazer com que mais um combate entre os dois se torne interessante e se torna mais um que eu queria ver nessa Mania, para além de Shane vs Taker, um possível Owens vs Zayn e Lesnar vs Ambrose.

  13. Frederico_WWE - há 9 meses

    “Com o main-event da Raw limitado a Triple H, Triple H, ex-lutadores da WCW, Shawn Michaels e Triple H, pouco podia ser feito para Jericho sair da zona “Dolph Ziggler”.

    Se a tua intenção era repetir 3 vezes Triple H… eu entendo perfeitamente aquilo que estás a querer dizer ;) e acho que muitas vezes o HHH teve demasiados momentos no topo mas a verdade é que ele era um heel soberbo e na minha opinião superior ao Jericho nesse papel.

    Meu Top de heels:

    1 – Mr. McMahon
    2 – Ric Flair
    3 – Roddy Piper
    4 – Triple H
    5 – JBL
    6 – Chris Jericho
    7 – Hollywood Hulk Hogan
    8 – Edge
    9 – Randy Orton
    10 – Eric Bischoff
    11 – The Iron Sheik
    12 – The Rock
    13 – CM Punk
    14 – Eddie Guerrero
    15 . Paul Heyman
    16 – The Undertaker
    17 – Seth Rollins
    18 – Kane
    19 – Mark Henry
    20 – Brock Lesnar
    21 – Shawn Michaels
    22 – Kurt Angle
    23 – Vickie Guerrero
    24 – Batista
    25 – Kevin Owens

    PS: Do 1 ao 10 está pela minha ordem de gostos a desempenhar o papel.

    PS2: Do 11 ao 25 está por uma ordem aleatória… ou seja é me muito difícil escolher posições.

    É possível eu concluir que o Jericho é o melhor heel da PG Era… visto que McMahon destacou se a fazer este papel no fim da década de 90, o Flair em meados dos anos 80, 90 e 2003-2005, o Piper em 70 ou 80, o Triple H preferencialmente entre 2002 e 2005 e o JBL em 2004-2005… ou seja depois de 2008 o que mais se destacou foi o Jericho, o Punk, o Orton e o Rollins recentemente… porque por exemplo o Edge que mais gostei foi o de 2005-2007… ou seja é preocupante concluir que há poucos Heels soberbos nos últimos 9/10 anos quase…

    Bom artigo!

    • Afonso Quintela - há 9 meses

      Esqueceste de varios…
      Million dollan man
      Bobby heenan
      Jake the snake roberts
      Mr perfect

      • Artur - há 9 meses

        Sabes que é opinião dele?

      • Frederico_WWE - há 9 meses

        Andre The Giant, Terry Funk, Raven, Vader, Sgt Slaughter, Rick Rude… and on and on and on and on and on and on…

      • Afonso Quintela - há 9 meses

        Nao me digas Artur….
        Tenho a certeza que o Frederico_WWE so nao pos alguns daqueles nomes porque nao se lembrou, pois, nao duvidando do conhecimento de wrestling que ele tem (que é muito), sei que é normal ao fazer se uma lista daquelas, envolvendo milhares e milhares de wrestlers que passaram na WWE durante décadas, ainda por cima de um momento para o outro, não é facil

    • Frederico_WWE - há 9 meses

      26 – Muhammad Hassan

      Como é possível me esquecer desse gajo…

      • danielLP21 - há 9 meses

        Talvez porque ele só esteve lá 9 meses :P

    • danielLP21 - há 9 meses

      Obrigado.

      Sim, foi de propósito.

      Não sei porque é que te custa admitir que o Triple H esteve tanto tempo no topo por se ter casado com quem casou e devido a jogos de bastidores. Mais uma vez, também foi a minha infância e às vezes é difícil admitir que afinal as coisas que imaginávamos serem muito boas eram más, mas está na hora de ver o óbvio.

      Quanto ao ser um heel soberbo… Para mim, Jericho, Edge, Punk, HBK, o próprio JBL e até o Kurt Angle eram melhores heels. O HHH é overrated.

      • Tu deves ter algum trauma com Triple h.

      • danielLP21 - há 9 meses

        Tenho. Deu-me uma marretada.

        Agora a sério, ele era dos meus preferidos, mas entretanto abri os olhos. Umas pesquisas no google ajudam. Depois há aqueles que preferem viver na ignorância e ainda há aqueles que há 13 anos falavam dele como um cancro no Wrestling e hoje o tratam como um deus. Há gostos para tudo e há pessoas para todos os gostos.

      • Frederico_WWE - há 9 meses

        Respeito e admito que me é difícil esquecer o passado… como já o disse antes xD

        Eu sei que o Triple H beneficiou e muito do estatuto de ter casado com uma McMahon… mas eu sempre o admirei muito e os Evolution ajudaram a isso.

        “Guys like Jericho, Edge, Rob Van Dam. All guys that are very talented, don’t get me wrong. Top guys! Very popular! But not “the one.” Never were they “the one.” And maybe nobody wants to say this, but it needs to be said: It’s a fact. If any of those guys had been the face of the WWE back in the day, we’d all be working for Ted Turner right now.”

        É mesmo isso que ele pensa… há que dizer.

        Jericho, Scott Steiner, Edge, Kurt Angle, Dolph Ziggler, RVD, Brock Lesnar, Goldberg, CM Punk, Randy Savage, Bret Hart, etc… houve muita gente que nos últimos anos teve problemas com o Triple H e onde há fumo há fogo mas lá está eu não consigo deixar de ser fã de alguém que na minha juventude foi digamos “importante”.

      • Eu por acaso não sei assim grande coisa má sobre ele, mas podes me dizer a vontade, gostava de saber, assim daria-te razão.

      • danielLP21 - há 9 meses

        Desde os anos 90 teve sempre grande influência nos bastidores. Já deves ter ouvido dos Kliq, com ele, HBK, Nash, Hall e X-Pac. Este grupo influenciava o booking de forma a ficarem mais over que o resto do pessoal.

        Os anos passaram e ele casou-se com a Stephanie. A partir daí, é o que se sabe: inúmeros títulos mundiais, main-events da WrestleMania (só não esteve no da 23 porque se lesionou), rivalidades com Goldberg, Scott Steiner e Nash (todos eles vindos da WCW) de forma a deixar bem claro que a WWE é superior à WCW e o caso mais famoso, também com um ex-WCW: o HHH, como heel, venceu de forma LIMPA o Booker T na WM 19, pelo Título Mundial, quando o Booker estava “no ponto” para vencer o título. Ainda por cima não ganhou com batota, foi mesmo de forma limpa e lá foi o Booker para o mid-card. E sim, ele teve muita influência nisto.

        Depois, é ver a forma como concorda com o Vince em relação ao que uma estrela deve ser, a forma como atrasou pushes de colegas porque dizia que eles não iam ser nada (como o Edge) e como tinha que estar sempre no main-event, mesmo que não estivesse na rota do título (basta ver as Raw’s de 2006, quando os DX voltaram).

      • Frederico_WWE - há 9 meses

        Exatamente Daniel e mesmo o próprio John Cena nos primeiros tempos… mais ou menos em 2003 não era bem visto pelo Triple H.

      • Ganhei certo nojo do senhor Paul Levesque, ele como Wrestler é dos meus preferidos mas o papel nos bastidores, agora percebo o porquê de não gostares dele, e parece que ele não mudou, o exemplo é ter ganho a Royal Rumble.

  14. Fabiano - há 9 meses

    Bom artigo, o Y2J, como muitos dizem, fica melhor com heel, mas a WWE não está a aproveitar o talento dele. Ele podia ser, mais uma vez WWE Champion. Mas… Pronto, agora o HHH como campeão, o Vince nem se atreve a lhe dar uma oportunidade pelo título. Mas, se ou o Ambrose ou Reigns se tornarem campeoes, era uma boa oportunidade para o Jericho subir ao topo e ganha-lo.
    Eu sei que agora é quase impossível, mas na época do MITB, podiam fazer um combate MITB, em que entrava o: Reigns, Ambrose, Lesnar, HHH, Jericho, Sheamus, Seth Rollins que são os principais candidatos ao titulo

    • danielLP21 - há 9 meses

      Obrigado.

      O próprio Jericho não quer ser campeão e sabe que isso não beneficiaria o produto. Deixem-se disso.

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador