Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Candidata-te!

Cutting Edge #59 – Second Life

Em abril de 2014, Rusev (na altura, Alexander Rusev) estreou-se no plantel principal da WWE. O impacto foi imediato, como de resto acontece com todos os debutantes com o seu físico.

Porém, ao contrário do que se verifica na maioria desses casos, Rusev é realmente um excelente wrestler. Apesar do seu peso e estatura, apresenta um ritmo impressionante e um arsenal de manobras variado, além de possuir uma qualidade que, para mim, é a mais importante nesta profissão: sabe contar uma história.

A sua habilidade em ringue faz-me lembrar a do falecido Umaga, embora Rusev seja um pouco mais técnico, até porque o estilo do “Samoan Bulldozer” era mais “selvagem”.

Durante quase um ano, Rusev esteve invicto (perdeu apenas por DQ contra Jack Swagger), conquistando nessa fase o Título dos EUA. Depois do Royal Rumble 2014, começou uma rivalidade com John Cena, adversário que viria a derrotar no Fast Lane, depois de o fazer desmaiar com o “Accolade”. Na WrestleMania, o previsível aconteceu: John Cena venceu Rusev e conquistou o Título dos EUA.

A questão passava a ser até que ponto a WWE ia descredibilizar Rusev, tendo em conta o historial dos rivais de Cena. Depois de terminada a feud entre ambos, o búlgaro entrou num quadrado amoroso com Dolph Ziggler, Lana e Summer Rae, numa das histórias mais inúteis dos últimos anos.

Entretanto, surgiam notícias de um castigo por parte da WWE sobre Rusev e Lana, devido a discussões públicas entre ambos. Pessoalmente, sou daqueles que acredita na veracidade dessas notícias, visto que a queda de Rusev foi demasiado grande. É verdade que, depois de perder uma rivalidade com John Cena, normalmente um lutador fica sem rumo, porque a WWE não sabe o que fazer com ele de seguida.

Porém, no caso de Rusev, estamos a falar de alguém que tem um porte físico do agrado da WWE, por isso as figuras que ele andou a fazer durante algum tempo (inclusive a humilhação por parte de The Rock, depois de no anterior ter sido protegido num segmento com o próprio “Great One”) devem mesmo ter sido por razões extra-Wrestling.

Depois disso seguiu-se uma fase perfeitamente esquecível como um dos membros da League of Nations, onde não conseguiu brilhar.

Nos últimos dois meses, finalmente vimos Rusev de volta aos seus melhores dias, recuperando o seu Título dos EUA (pondo fim a um reinado irrelevante de Kalisto) e destruindo o ex-campeão, ao mesmo tempo que tem apresentado uma nova versão do “Accolade”. Uma versão mais destruidora, basicamente.

No próximo PPV, Rusev defenderá o seu título contra Titus O’Neil e, a menos que algo de anormal aconteça, o “Bulgarian Brut” vai manter o outro. De preferência, gostaria de vê-lo a dominar Titus e a vencer de forma fácil, mas o mais provável é a WWE optar por um combate igual aos outros.

A grande dúvida neste momento é o nome que lhe irá tirar o título e, mais importante, o que se seguirá depois disso para Rusev.

O próximo Campeão dos EUA será um babyface do mid-card como Cesaro ou Sami Zayn (aposto mais neste último). O mais provável é Rusev servir para elevar esse novo campeão, restando saber se depois dará o passo seguinte e rivalizará com alguém de renome ou se volta à mediocridade.

Para mim, Rusev é dos melhores lutadores da WWE e é uma besta que sabe mesmo lutar. Vejo-o perfeitamente como Campeão Mundial e com uma longa estadia no main-event. A Brand Split poderá ser boa nesse aspeto, porque permite que ele e Kevin Owens fiquem em programas diferentes, sendo credibilizados até um dia um embate entre eles ser visto como um combate de sonho.

Ainda assim, não tenho muita esperança em relação a essa possibilidade.

Voltando ao exemplo de Umaga, este foi construído de forma imparável até ser parado por John Cena. De seguida, perdeu a rivalidade com Bobby Lashley. A machadada final foi dada por Triple H (3 derrotas seguidas em PPV’s) e na WrestleMania somou-se mais uma derrota, desta feita contra Batista. Seguiu-se uma rivalidade perdida para Jeff Hardy e nem a mudança para a SmackDown o ajudou.

Basicamente, Umaga foi usado para elevar as verdadeiras apostas da WWE e nunca chegou a ser Campeão Mundial, enquanto alguém como Great Khali conseguiu esse feito.

Temo que aconteça exatamente o mesmo com Rusev: vitórias contra nomes abaixo dele na hierarquia mas derrotas contra as verdadeiras apostas da WWE: Roman Reigns, Seth Rollins, Dean Ambrose, Kevin Owens, etc.

Quanto a Lana, gostaria de vê-la a ter novamente um papel relevante na apresentação de Rusev, que não passasse apenas por anunciar o seu nome antes dos combates. Não sei se a WWE continua com planos de torná-la numa lutadora a tempo inteiro ou se, por agora, colocou essa hipótese de lado, mas acredito que seja a segunda opção e é essa que prefiro de momento.

Despeço-me assim por hoje, pedindo desculpa pela curta extensão do artigo, mas tive uma semana preenchida e como este fim de semana tem 4 dias para quem mora em Lisboa vou aproveitar para ir passar estes dias à terra dos meus pais, pelo que terei de sair de casa na sexta-feira de madrugada e não me sobrou muito tempo para escrever.

Para a semana, com mais tempo, cá estaremos para a antevisão do Money In The Bank. Até lá, tenham um bom fim de semana e escrevem nos comentários aquele que julgam vir a ser o futuro de Rusev (e Lana) na WWE.

Sobre o Autor

- Autor do espaço "Cutting Edge".

25 Comentários

  1. RFBM - há 6 meses

    Bom artigo Daniel. Para mim, o Rusev é um dos wrestlers mais subvalorizados na WWE, não que não lhe seja dado destaque agora, mas a segunda parte de 2015 para ele, foi terrível. É uma boa comparação com o Umaga, dois wrestlers bastante bons para a estrutura física que têm. Gostava de ver o Rusev como campeão Mundial e no main-event da Mania, contudo, talvez fique pelo mid-card e seja um bom nº1 Contender ao título Mundial.

  2. Marques - há 6 meses

    Outra das hipóteses é, no fim da rivalidade com o Styles, o Cena recuperar o titulo acontecendo mais do mesmo (espero bem que não).
    O problema do Rusev é que ficou extremamente marcado pela rivalidade que teve com o Ziggler (cujo acting deste último não ajudou nada) sendo tratado como um verdadeiro mono, e vai ser muito difícil recuperar a aura de anteriormente.
    Antes de ser completamente arruinado, dava um excelente primeiro adversário individual para o Roman Reings dado o heat que possuía e ao facto do Roman ainda ter o apoio do público, podendo assim andar um pouco pelo mid-card evitando o saturamento do público e o sentimento de push forçado.

  3. Bom artigo Daniel acho que o Rusev devia dar o salto para o Main Event em breve e quem sabe ser campeão mundial ou pelo menos intercontinental

  4. Rubinho16@ - há 6 meses

    Bom artigo.

    Pessoalmente adorava aquele pormenor do Rusev no NXT em que este escrevia o nome dos seus adversários numa tábua de madeira e a partia com o joelho na sua entrada. Adorava que este o voltasse a fazer agora no Main Roster.

    Sinceramente, não percebo o porquê de a maioria da comunidade não gostar do Titus. Eu gosto, admito. Se queria que fosse ele o contender ao título neste momento? Não, mas isso é por ele ter ido do 8 ao 80 e por a WWE querer forçar a sua credibilização em tão pouco tempo, colocando-o a sair por cima de quase todos os segmentos com Rusev, tentando que os fãs se esqueçam que o Titus era mais um nome de low-card até há cerca de um mês atrás.

    Contudo, penso que se fosse bem trabalhado, poderia estar a lutar por este mesmo título daqui a uns meses e com outro tipo de credibilidade caso a WWE estivesse disposta a esse investimento. Tem o look, safa-se em mic-skills, é competente em ringue e tem um bom finisher. Acho que poderia dar um bom heel de mid-card e acho que merece tanto ou mais um push que o Darren Young ( se é que aquilo vai mesmo ser um push).

    • danielLP21 - há 6 meses

      Obrigado.

      Tendo em conta o talento que há no plantel, não vejo nada de especial no Titus quando comparado com eles. Mas lá está, não fizeram com que ele mostrasse alguma coisa de jeito antes deste push.

  5. PrevisõesControversas - há 6 meses

    Não acho que o artigo esteja curto, parece-me de bom tamanho e transmitiste bem a mensagem que querias passar.

    Quanto ao futuro do Rusev, gostaria de o ver como campeão mundial e numa dream match contra o Brock Lesnar.
    Já o que espero da WWE é que Rusev não passe de carne para canhão das apostas da companhia como Roman Reigns, Seth Rollins, Dean Ambrose, etc.

  6. Best in the World - há 6 meses

    Excelente artigo Daniel.
    Concordo contigo, acho que ele só irá servir para elevar outros lutadores, sendo que se for Campeão mundial será apenas de transição. Ele teve demasiadas derrotas nos últimos tempos mas na minha opinião o que o estragou foi a rivalidade “amorosa” com o Ziggler. Aliás esta rivalidade ainda estragou mais a Lana do que a ele.
    Não sei se algum dia vão recuperar desta rivalidade, porque para isso seria preciso que a WWE estivesse disposta a apostar bastante neles.

    • danielLP21 - há 6 meses

      Obrigado.

      É possível que recuperem, mas lá está, têm de ser uma aposta séria da companhia, e não sei até que ponto estão dispostos a apostar tanto neles.

  7. BRUNOju - há 6 meses

    Artigo bem hipócrita Daniel.

    • Tibraco - há 6 meses

      Hipócrita?

      • danielLP21 - há 6 meses

        Gente sem nada para fazer, não ligues. Agora anda a dizer que lhe roubaram a conta. Esquece-se que temos acesso ao IP e o IP dele é igual em todos os comentários lol

      • BRUNOju #StephanieSucks - há 6 meses

        É nada. Não sou eu quem fiz esse comentário.

      • BRUNOju #StephanieSucks - há 6 meses

        Basta olhar que meus comentários tem a hashtag e os dele não tem.

        Pesquisem melhor e bloqueiem ele.

  8. KILL OWENS KILL - há 6 meses

    Ia reclamar da extensão do artigo, mas como se justificou, tá ok :D Bom artigo.

    A WWE não sabe trabalhar com personagens dominantes, exceto o Lesnar e olhe lá, o que é bem triste, por que o que não falta ao Rusev, Bray, KO (são os que me vinheram a cabeça) é talento. Olhem como Samoa Joe é retratado no NXT, é um Heel dominante e que de fato, domina. Melhor ainda, olhem para o LU, vejam como Mil Muertes, Cage e Matanza são retratados, e olha que os dois primeiros já perderam para alguns underdogs só que tudo na LU é feito de uma forma que não descredibiliza o Heel dominante, e ele não fica sem rumo após o término da rivalidade.

    Por mim eu faria uma rivalidade entre o Cesaro e o Rusev, fazendo o Cesaro ganhar o US Title no SS. E depois de uma rivalidade muito agressiva, desejo bastante que o Rusev dê um passo adiante. Merece já a algum tempo. Uma Feud entre ele e o KO num futuro onde os dois são figuras importantes seria incrível mesmo.

    Queria dedicar esse último artigo para falar o quanto é idiota a WWE punir seus Wrestlers por ações na sua vida pessoal. Pra quê isso? HHH e HBK também já fizeram merda, mas nem por isso se tornaram bucha de canhão. Há tantos talentos que foram jogados fora por causa dessas palhaçadas de Backstage. Claro que os empregados tem que perceber que suas ações repercutem no seu trabalho, mas a empresa exagera MUITO. Casos como Drew, Ziggler, Ryder, é muita fuleragem. Me dá nos nervos isso e a tendência é piorar.

    • Anónimo - há 6 meses

      Comparar Rusev, Lana, Drew, Ziggler e Ryder com HHH e HBK é no mínimo ingenuidade, pois os últimos possuíam (e ainda possuem) muito mais influência nos bastidores.

      • danielLP21 - há 6 meses

        O Triple H foi castigado antes de ter o poder que viria a ter.

      • KILL OWENS KILL - há 6 meses

        Eu sei disso, Anônimo. Isso mostra o quão organizada a WWE já foi (a indústria na verdade) de deixar os Wrestlers mandarem e desmandarem na companhia. Porém o que quis dizer é que o pensameto atual da empresa é muito retrogado. HHH e HBK se tornaram estrelas mesmo fazendo as merdas que faziam, anos mais tarde mudaram sua filosofia e tão aí como dois dos maiores nomes no negócio. Rusev, Ziggler e etc, tem a capacidade de fazer o mesmo, O MESMO.

    • danielLP21 - há 6 meses

      Obrigado.

      “A WWE não sabe trabalhar com personagens dominantes”. Tudo dito.

  9. KILL OWENS KILL - há 6 meses

    último parágrafo *…

  10. BreninhoSF10 - há 6 meses

    Ótimo artigo,é uma boa jogada da WWE elevar o título dos EUA de volta assim como o Rusev,óbvio que o próximo campeão seja um face (muito provavelmente),mas acho que poderiam dar mais um reinado para o Rusev neste ano,para dar continuidade a uma boa rivalidade que ele poderá ter com um face credível.
    O lutador que eu irei citar pode até ter alguma relação com o artigo,esse cara é o The Miz,que por todo ano passado viveu momentos de jobber sendo descredibilizado de forma injusta,mas que hoje é Campeão Intercontinental,que também irá elevar o título para o próximo campeão,achei bem legal a WWE reaproveitá-los da forma correta.

  11. Kira - há 6 meses

    Grande artigo!

    A personagem do Rusev sempre me fez lembrar o Umaga, com disseste e bem, um personagem dominador.
    Só espero que ele tenha um futuro melhor, isto é capaz de vencer um titulo principal pois na minha opinião ele tem capacidades e características para isso

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador