Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Contacta-nos!

Cutting Edge #67 – Primeiras impressões (2ª parte)

Depois de na semana passada ter escrito sobre as primeiras impressões da Brand Split no que à Raw diz respeito, abordarei neste artigo os destaques positivos e negativos da SmackDown nestas duas primeiras semanas da Nova Era.

A SmackDown desta semana foi mais agradável do que a anterior, que foi baseada  no 6-Pak Challenge que determinou o novo Candidato Principal ao Título da WWE e pouco mais. Além disso, já tivemos o início de duas histórias na Divisão Feminina, a estreia de uma das equipas mais promissoras de que há memória, o anúncio de um regresso relativamente antecipado pelos fãs, a continuação de uma rivalidade que já tinha começado antes do Draft e algumas surpresas no main-event.

É precisamente pelo main-event que vou começar a minha análise às primeiras duas semanas de SmackDown pós-Draft.

Na semana passada, Dolph Ziggler venceu John Cena, Apollo Crews, AJ Styles, Baron Corbin e Bray Wyatt para se tornar no Candidato Principal ao Título da WWE no SummerSlam.

Na altura, fiquei estupefacto. Ainda mais estupefacto do que com a vitória de Finn Bálor contra Roman Reigns, não estivesse Ziggler na pior fase da sua carreira. A grande questão que ficou no ar foi “como conseguirá a WWE credibilizá-lo a tempo do SummerSlam?”.

O problema não é a probabilidade de Dolph Ziggler ser campeão. Essa continua a ser quase nula. O problema é que os últimos adversários de Dean Ambrose foram Seth Rollins e Roman Reigns, “apenas” os únicos main-eventers criados nos últimos anos, e o campeão passa de dois adversários desse calibre para alguém que tem estado completamente irrelevante desde finais de 2014.

É preciso que Dolph Ziggler seja credível o suficiente, não para tirar o Título da WWE ao atual campeão, mas para credibilizar o reinado deste. Estamos a falar do segundo PPV mais importante do ano e Dean Ambrose tem de ser elevado. Não é vencendo alguém irrelevante que isso acontece.

No entanto, há esperança. Na última SmackDown, o “Show Off” foi o grande destaque do programa. As duas horas de transmissão foram à volta dele e da sua tentativa de provar que merece chegar ao topo.

Tudo começou com um segmento fantástico com Dean Ambrose, no qual Ziggler “sacou” a melhor promo da sua carreira. Fiquei surpreendido porque, como é sabido, este não é o ponto forte do ex-Campeão Mundial. Só tenho pena que os fãs presentes na arena não tenham reagido como seria suposto, mas isso aconteceu durante a noite toda. É defeito deles, não dos wrestlers.

De seguida, foi atacado por Bray Wyatt, que o desafiou a colocar em jogo a sua oportunidade pelo título. Imprudente, Ziggler aceitou o desafio, considerando que ninguém acreditava em si, nem mesmo Daniel Bryan e Shane McMahon. No final da noite, acabou mesmo por vencer Wyatt, usando o canto desprotegido do ringue e mostrando que será capaz de tudo para vencer o Título da WWE.

Haverá mais duas SmackDowns até ao SummerSlam e, a continuar assim, acredito que Ziggler possa tornar-se num legítimo candidato ao título, não ao ponto de ganhá-lo, mas ao menos de elevar o campeão. Veremos como a história prossegue e se o “Show Off” vira heel até ao PPV.

Ainda no main-event, John Cena e AJ Styles continuam a sua rivalidade. Embora o guião não tenha sido nada de especial, a promo que Styles fez na última SmackDown foi facilmente a melhor desde que chegou à WWE. Já Cena foi penoso de ouvir, mas já é habitual quando se trata de promos com o conteúdo que esta teve.

Para finalizar a questão do main-event, temos um Randy Orton numa rivalidade com Brock Lesnar – naquele que será provavelmente o último combate do SummerSlam – e um Bray Wyatt (continuo a considerá-lo um main-eventer) a flutuar, mais uma vez a ser usado para elevar outros talentos. No entanto, desta vez elevou alguém que realmente precisava e não nomes como Undertaker, John Cena ou The Rock.

Mesmo tendo perdido o combate – primeira derrota em programas semanais em quase dois anos -, fê-lo depois de bater com a cabeça no poste desprotegido e de sobreviver a um “Zig Zag”. Além disso, atacou Dolph Ziggler duas vezes na mesma noite e tratou o campeão como um saco de lixo ao tirá-lo do ringue daquela forma. Estou curioso para ver o que fará no SummerSlam e espero que a lesão não seja grave.

Passando para o mid-card, nota-se que o Star Power é inferior ao da Raw. Mesmo que Dolph Ziggler volte a esta zona depois do SummerSlam, continuam a faltar alguns nomes importantes. Neste momento, apenas Miz é suficientemente credível, e mesmo o Campeão Intercontinental tem sido mal tratado nas últimas semanas.

Não percebo por que razão Miz não venceu Darren Young no Battleground, onde podia ter somado mais uma vitória em PPV ao seu reinado. Depois disso, foi humilhado por Randy Orton e na última SmackDown, mesmo tendo aplicado o “Skull Crushing Finale” em Apollo Crews, acabou por ser atacado por Baron Corbin, saindo por baixo.

No SummerSlam, caso se confirme o combate individual com Crews, torço sinceramente por uma vitória do atual campeão.

De resto, o mid-card apresenta nomes como Baron Corbin, Apollo Crews (que estiveram no main-event da primeira SmackDown Live), Kalisto e um desaparecido Alberto Del Rio (deve estar mesmo perto da saída), sem esquecer Shelton Benjamin, que está prestes a regressar à WWE. Parece-me, ainda assim, pouco quando comparado com o mid-card da Raw, que possui Sami Zayn, Rusev, Kevin Owens, Chris Jericho e Cesaro.

A divisão de Tag Team da SmackDown tem como atração os recentemente estreados Jason Jordan e Chad Gable. Espero que sejam eles os primeiros campeões desta divisão, que de resto tem como única equipa de renome os Usos (e mesmo estes estão desgastados). Vaudevillains, Ascension, Breezango e Hype Bros são jobbers. No mínimo uma destas equipas terá que receber um push, e eu acredito que sejam Tyler Breeze e Fandango, pelos sinais que temos visto. Com o provável regresso de Curt Hawkins, gostaria de ver Zack Ryder a virar heel e a retomar a equipa com o ex-parceiro, mas duvido que isso aconteça.

Por fim, a Divisão Feminina. Como já escrevi anteriormente, considero um erro dividir a Divisão Feminina em duas, visto que há poucos nomes e ainda menos nomes sonantes. Mais valia terem deixado esta divisão como um exclusivo da Raw e não terem desfalcado tanto o NXT.

Carmella, por exemplo, parecia uma barata tonta na última SmackDown, visto que ninguém a conhecia. Não foi apresentada ao grande público antes de se estrear e, por isso, a sua promo não resultou. Já agora, acho ridículo não a terem juntado a Enzo Amore e Big Cass, depois do sucesso que os três tiveram no NXT. Veremos como corre a rivalidade com Natalya, mas fica a ideia de que subiu cedo demais e para o programa errado.

Espero que Nikki Bella, caso volte aos ringues, seja acrescentada a este plantel. E sim, eu acabei de dizer que uma Bella faz falta na WWE. Depois de Éder dar o Título Europeu a Portugal, fica aqui mais uma prova de que 2016 está a ser um ano muito estranho e o mundo pode estar, finalmente, prestes a acabar.

Podemos, pois, concluir que ainda há muito a fazer na SmackDown, embora haja potencial para uma evolução positiva. Desejo a todos um ótimo fim de semana e marcamos encontro na próxima sexta-feira para mais um “Cutting Edge”.

Sobre o Autor

- Autor do espaço "Cutting Edge".

26 Comentários

  1. NXT Fan - há 4 meses

    Não concordo de não separar a divisão feminina. O NXT não foi desfalcado, ainda tem muitos talentos para serem “polidos” lá e se tornarão grandes estrelas. Se for uma draft de verdade tem que ser com todos até com as mulheres, e agora muitas estão sendo valorizavas como merecem, ainda mais com o segundo título feminino chegando.

  2. BreninhoSF10 - há 4 meses

    Bom artigo,gostei

    O plantel do SmackDown por mais que seja um pouco inferior ao do Raw,acho que até esta tentando bater de frente com a brand vermelha,semana passada para mim houve um empate quanto a qualidade dos dois shows além das surpresas que tivemos,e nesta semana pra mim o SmackDown foi relativamente melhor que o Raw.

    Faço aqui duas perguntas,se puder responder fico agradecido: 1ª-Caso a WWE venha a credibilizar Dolph Ziggler de forma correta (o que esta acontecendo por enquanto),acha que quando ele voltar ao mid-card,pode lutar por algum título e conquistá-lo ? (De preferência o Intercontinental)
    2ª-Além de Shelton Benjamin,quais outros wrestlers você gostaria de ver de volta a WWE para preencher o mid-card do SmackDown ?

    • danielLP21 - há 4 meses

      Obrigado.

      Para mim, a Raw foi melhor na primeira semana e a SmackDown na segunda.

      Sim, acho que o Dolph Ziggler pode ser Campeão Intercontinental em breve.

      MVP e Mr. Kennedy.

  3. 434 Days - há 4 meses

    Bom artigo Daniel.

    De forma rápida penso que no SmackDown o main event está muito bem servido, no midcard há potencial mas é preciso arranjar mais nomes. Espero que os Alpha se destaquem como merecem e concordo que a Nikki deve ir para este roster para credibilizá-lo já que temos esta divisão que me parece muito mal pensada.

  4. The Awesome One - há 4 meses

    Compreendo que a divisao feminina nao deveria ser dividida devido a falta de credibilidade que varias divas possuem mas nao é essa a ideia da brand split de valorizar quem nao consegue ter destaque com todo junto? O que foi mal feito a meu ver foi a divisão em si com varias das divas de topo a ficarem no raw e muito poucas no smackdown mas acho que com um ou dois regressos e com o fortalecimento da credibilidade das divas cada brand pode perfeitamente ter a sua propria divisao nao tenho nada contra isso aliás se realmente raw e smackdown vão rivalizar entre si que rivalizem em tudo. Colocar a divisao feminina so no raw nao seria benefico para o estatuto do smackdown.

    E concordo com o Ziggler. Gosto dele e acho-o bom wrestler mas neste momento ele como rival nao credibiliza o reinado do dean como deveria acontecer e logo no summerslam. eu preferia que o tornassem credivel primeiro e daqui a uns meses vê-lo no main-event de preferencia como heel pois como face nao acrescenta nada de especial a meu ver e parece que estamos a ter indicios disso ainda que muito discretos. A historia de ninguem acreditar nele como contender e tudo isso vai dar que falar! Eu preferiria ver Dean Ambrose vs John Cena no Summerslam até porque ninguem melhor que o cena para credibilizar o reinado do ambrose. Na pior das hipoteses para nao deixar aj styles de lado faziam um combate a tres.

    • danielLP21 - há 4 meses

      A minha crítica não está na falta de credibilidade das lutadoras, é mesmo no baixo número de lutadoras que lá estão. Não só vão repetir os mesmos combates várias vezes, como são necessárias jobbers. E eu não estou a ver quem fará o papel de jobber na SmackDown, visto que todos os nomes atuais desta brand parecem ser apostas da WWE.

  5. RFBM - há 4 meses

    Excelente artigo.

  6. Rubinho16@ - há 4 meses

    Bom artigo.

    Concordo com a maioria do que disseste. Já agora, talvez devesse ter feito esta pergunta no artigo da semana passada pois é diretamente sobre o RAW, mas não achas que a forma como a WWE está a apresentar o Bálor ao público pode fazer com que este acabe por receber o mesmo “heat” que o Reigns recebe?

    Eu sou um enorme fã do Bálor, acho que ele merce ser uma das caras da companhia e até percebo a ideia da WWE de o tratar como uma estrela desde início e tentar estabelecê-lo logo no Main-Event, mas conhecendo os fãs da WWE e principalmente a comunidade online, tenho um pouco de receio que os fãs comecem a tratar o Bálor da mesma forma que tratar o Reigns, pelo facto de este estar a ter um push tão “acelerado”, se é que me faço entender. Na minha opinião acho que o Bálor deveria ultrapassar alguns obstáculos antes de se estabelecer como Main-Eventer e acho que no SS o título deveria ir para o Rollins.

    Não sei se me expliquei bem ou não, mas o que achas disto tudo?

    • danielLP21 - há 4 meses

      Obrigado.

      Tanto assim é que o Bálor na Raw recebeu apupos. Ainda assim, duvido que ele receba o mesmo tratamento do Reigns, visto que o ex-Shield nunca esteve nas indies nem no Japão e o Bálor tem esse passado que o torna num herói da comunidade online.

      Pode receber um ou outro apupo, como aconteceu na última Raw, mas nunca ao nível do Reigns.

      • Rubinho16@ - há 4 meses

        Espero bem que assim seja.

        Embora isto já seja mais banal de se dizer, eu não gosto nem nunca gostei do Reigns. Reconheço-lhe qualidade e não me importo de o ver no Main-Event, embora não consiga engraçar com ele. No entanto, eu ja sinto isto desde o tempo dos Shield, onde ele até era um dos membros mais populares e toda a gente o adorava.

        Agora, isto de criticar o Reigns é uma moda tal como foi com o Cena, e acho que se a WWE não se acautelar na forma como está a construir o Bálor podem, no mínimo, impedir que o Bálor tenha toda a popularidade que poderia com outro booking.

        Mas aguardemos, obrigado pela resposta ;)

  7. Rui Ribeiro - há 4 meses

    Bom artigo. Concordo com tudo.

  8. PeedroY2J - há 4 meses

    Excelente artigo, Daniel. Muito conciso nas opiniões, gostei!
    Concordo praticamente em todos os aspetos, principalmente com o que disseste em relação ao que se tem passado em volta do Dolph. Acho que o credibilizaram muito bem, e as duas horas em volta do mesmo foram muito bem aproveitadas e utilizadas. Foi de longe a melhor promo dele desde que me lembro, merecia um Pop muito maior do que aquele que recebeu!
    Em relação ao mid-card, o mid-card da Raw está muito mais consolidado em comparação ao da Blue Brand. Mas vamos esperar a ver o que têm eles planeado para o Del Rio, Corbin, Benjamin e Crews. No entanto, espero que Miz continue campeão, é o nome mais credível e a opção mais viável.
    Pessoalmente, acho que a SD tem bastante potencial, tenho gostado muito da maneira como têm formulado o Show da Blue Brand e espero que assim continue.

  9. KILL OWENS KILL - há 4 meses

    Bom artigo, Daniel. Seus últimos artigos tem sido excelentes, continue com o bom trabalho. Muito bom mesmo.

    O último Smackdown foi demais, exatamente por causa da Storyline do Ziggler. Até agora tem sido feito um bom trabalho, mas tenho que falar… Não consigo levar fé mais em Pushes pro Dolph e como eu desejo estar errado. Quero muito que ele vire Heel, vai dar uma lufada de ar na sua carreira, porém caso continue com esse Booking do último SD fico feliz também.

    O Mid Card do SD está realmente muito fraco, não faço ideia sobre quem pode tirar o título ao Miz.

    A TT e a Womens Division também é uma incógnita. Mas por incrível que pareça, ainda levo mais fé na divisão feminina…

    Discordo totalmente quando você diz que a Promo do AJ foi boa, escuta ela de novo. Não tem pé nem cabeça. O AJ é um dos meus favoritos, mas tenho que admitir que suas Mic Skills são terríveis. Agora um pouco de polêmica… Para mim é óbvio que o Cena vai vencer o AJ, mas caso aconteça o oposto com o AJ VENCENDO LIMPO eu vou ficar tão chocado quanto a quebra da Streak, e não, não estou exagerando, acho realmente impossível o Styles vencer no SummerSlam. Isso me deixa triste, e só não deixa mais por que depois daquele final no MITB eu baixei muito a minha expectativa. Só dou graças a Deus, por que a qualidade desse cara é tamanha que vai conseguir sobreviver a isso, e estou curioso sobre qual vai ser o próximo passo da sua carreira. E vou deixar aqui registrado, a maior idiotice do Draft foi separar o The Club.

    Enfim, é isso. Tenho gostado mais do SD do que do Raw, muito por causa do Booking e tomará que a qualidade não caía tanto em breve.

    • danielLP21 - há 4 meses

      Obrigado.

      Infelizmente, acho que o Apollo Crews pode mesmo ganhar o titulo no SummerSlam.

      Eu sei que o guião que deram ao AJ foi mau, mas ele sente-se muito mais à vontade como heel do que como face. Nem parece o mesmo wrestler.

      Que exagero… Sinceramente, não me admirava que o AJ vencesse e partisse para a rota do Título da WWE.

      • KILL OWENS KILL - há 4 meses

        Nisso você tem razão, na hora das Promos é totalmente diferente.

        Espero que eu só esteja exagerando mesmo.

  10. Anónimo - há 4 meses

    Daniel com a lista que a WWE publicou penso que será um pouco obvio a Mickie James vir para a Brand Blue, dando maior peso a divisão

  11. ZigglerRollins - há 4 meses

    Muito bom!

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador