Cutting Edge #69 – Forsaken Talent

Chega ao fim a semana de SummerSlam. Um PPV que contou com dez combates (excluindo o pre-show e contando com Roman Reigns vs Rusev), sem que nenhum deles tenha atingido o nível de candidato a combate do ano.

Apesar do elevado número de combates, houve alguns lutadores relevantes que ficaram de fora do segundo PPV mais importante do calendário da WWE. Alguns apareceram no pre-show, visto que a WWE, sabendo o tipo de fãs que ia assistir ao PPV, não se podia dar ao luxo de os deixar de fora desta noite e arriscar-se a ouvir cânticos menos favoráveis devido a essas ausências.

Um desses lutadores é Sami Zayn.

No Battleground, o “Underdog From The Underground” venceu Kevin Owens naquele que foi, a meu ver, o melhor combate do ano até ao momento. No SummerSlam, estava à espera que a rivalidade chegasse ao fim com um derradeiro combate entre ambos, no qual Owens levaria a vitória.

Porém, não foi nada disso que aconteceu.

Depois de uma vitória tão importante – a primeira em PPV’s no plantel principal, e logo contra o seu maior rival -, Sami Zayn foi posto de parte no SummerSlam. A WWE não teve planos para ele.

Qual é a coerência disto?

Não se pode dizer que Zayn esteja descredibilizado e muito menos que tenha sido “enterrado”. Não é nada disso que se trata.

Tem vencido combates, só perde para quem está num nível superior ao dele e dá grandes combates todas as semanas. Tomara os mid-carders da WWE serem sempre tão protegidos.

O problema é que, depois de uma vitória tão importante, não houve sequência. Se não tinham planos para ele no SummerSlam, mais valia terem dado a vitória a Kevin Owens no Battleground, já que este ao menos fez parte do PPV seguinte, onde voltou a vencer.

Podem argumentar que ao menos Zayn pode agarrar-se a essa vitória e seria pior não tê-la e ter ficado de fora do SummerSlam na mesma, mas eu discordo.

A meu ver, não faz sentido permitir que Kevin Owens, alguém que devia perder poucas vezes, perca um combate sem poder vingar-se no PPV seguinte, onde vence um combate de Tag Team em que nem sequer foi ele a obter o pinfall decisivo. E, de repente, lá está ele no combate que vai decidir o segundo Campeão Universal.

Neste momento, Kevin Owens podia estar muito mais credível e ser um nome adequado para o Título Universal aos olhos dos fãs, caso tivesse derrotado Sami Zayn no Battleground e vencido o seu combate de equipas no SummerSlam, ou caso tivesse vencido o seu maior rival neste último PPV. A bagagem seria outra, com certeza.

Ou seja, a ausência de Sami Zayn do card do SummerSlam – o combate em que participou serviu apenas para alegrar os fãs “fanáticos” presentes na arena – não só tirou brilho à sua vitória contra Kevin Owens, como descredibilizou este último, que não é agora um nome credível para vencer o Título Universal mas vai, provavelmente, ficar na rota do mesmo nos próximos tempos.

Outro lutador que, mesmo não fazendo parte do main-event da WWE, é dos lutadores mais adorados chama-se Cesaro.

É verdade que, ao contrário de Sami Zayn, o suíço está envolvido numa rivalidade de mid-card que até teve algum destaque, sendo que inclusive esteve no main-event de uma das Raw’s pré-SummerSlam.

Sendo assim, qual é a coerência em colocar este combate no pre-show? Falta de espaço no PPV em si?

Houve combates no card principal, como Miz vs Apollo Crews, que tiveram muito menos construção que o de Cesaro e Sheamus, que passam do main-event de uma Raw para o pre-show de um PPV. Por que não colocar um desses combates no pre-show, deixando Cesaro e Sheamus ter o destaque que a coerência exigia?

Ainda assim, a situação do “Swiss Superman” não é a mais grave e esta rivalidade com Sheamus irá ao menos dar-lhe algo que fazer nos próximos tempos.

O caso mais grave é mesmo o de Bray Wyatt.

É uma daquelas situações inexplicáveis: apesar de ser um dos lutadores mais protegidos, Bray Wyatt acaba por ficar sempre para trás. Em pleno ano de 2016, não teve nenhum combate na WrestleMania nem no SummerSlam, apenas e só os dois eventos mais importantes da WWE, sendo que no primeiro foi completamente arrasado por John Cena e The Rock.

Como é que querem que os fãs acreditem que a companhia tem grandes planos para ele? Eu próprio já deixei de acreditar nisso.

Sim, o mais provável é ganhar a rivalidade contra Randy Orton. E então? Isso qualquer um pode ganhar. Ao contrário do que ele afirma, Bray Wyatt não é um deus. É um comum mortal, como todos os seus rivais, tirando The Undertaker.

Nos primeiros anos no plantel principal, Wyatt rivalizou com os dois maiores nomes da empresa em WrestleManias e perdeu. Mas ainda era novo, o mais importante é que estava a ser ele o escolhido para esses combates, o que era sinal de que havia grandes planos para a sua personagem.

Até que chegamos ao dia de hoje e nada disso se confirma. Um dos maiores projetos de main-event encontra-se na fase mais irrelevante da sua carreira, não tendo espaço numa WrestleMania (e o espaço que teve aqui mais valia não ter tido) de cinco horas nem num SummerSlam de quatro.

O que é que custava à WWE colocar Bray Wyatt a aparecer depois do combate entre Randy Orton e Brock Lesnar, atacando um Orton ensaguentado e brutalizado?

Tiraria destaque a Brock Lesnar? Julgo que não, visto que os danos já tinham sido provocados e nada nem ninguém lhe ia tirar o que ele fez a Orton. Colocaria a “Viper” em perigo, visto que um ataque de Wyatt implicaria um adiamento da ajuda médica? Também não me parece que fosse por aí.

Imagino perfeitamente Wyatt a aparecer e a lavar as suas mãos com o sangue de Randy Orton. Nem precisava de lhe bater muito, bastava fazer isso e aplicar-lhe o “Sister Abigail”. E acabaria o SummerSlam com a imagem de um Bray Wyatt dominante e, sobretudo, a deixar questões em aberto para a SmackDown Live.

Não foi nada disso que aconteceu. Na SmackDown, Orton foi interrompido por Wyatt, que, ao invés de atacá-lo, avisou-o de que o vai atacar em breve. Ao menos o modus operandi do “Eater of Worlds” mudou ligeiramente…

Em dez combates do SummerSlam, não houve espaço para alguns lutadores bastante populares e que, caso houvesse coerência no booking da WWE, teriam em circunstâncias normais espaço no evento. Por um lado, mostra as dificuldades que a WWE ainda tem em gerir o seu plantel; por outro, mostra a qualidade desse mesmo plantel, visto que ficam alguns nomes relevantes de fora de um PPV tão importante como este, embora nomes como Apollo Crews ou aqueles que constituíram o combate feminino da SmackDown não estejam ao nível dos restantes e, por isso, pudessem ter sido substituídos, no mínimo, por Cesaro e Sheamus.

Desejo um bom fim de semana a todos e cá estaremos na próxima sexta-feira.

Sobre o Autor

- Autor do espaço "Cutting Edge".

49 Comentários

  1. Foto de perfil de Facebook

    flavien69 - há 4 meses

    esta rivalidade e para credibilizar o randy orton e depois do que aconteceu no summerslam randy orton de certeza quer vai ganhar esta rivalidade.

  2. Tibraco - há 4 meses

    Concordo com tudo, excepto que o Wyatt irá vencer a rivalidade com o Orton. Veremos os próximos desenvolvimentos mas, de momento, não acredito. O que me custa mais, em relação ao Bray, é que a rivalidade dele com o Ziggler até estava a ser interessante. O combate no SummerSlam, por tudo o que se foi passando nas SmackDown’s, devia ter sido a três.

  3. https://www.youtube.com/watch?v=9ipUY94lIqA
    Não tem nada a ver mas achei engraçado para a malta ir ver. A Charlotte parece bem simpática fora do ring..

    • danielLP21 - há 4 meses

      Porque é que não haveria de ser simpática?

      • Cada pessoa é como é, e ninguém é obrigado a ser simpático. Tu tens casos como o do Lesnar e CM Punk que têm feitios lixados.

      • Malta alguém sabe se nos espectáculos quando apagam as luzes apagam e a malta desaparece se eles vão para baixo do ringue e ficam lá o resto do evento ou e voltam para o backstage?

  4. SadisticAnarchist - há 4 meses

    Se o Wyatt nao ganhar esta feud vai ser uma desgraça…. mas vou torcer que ganhe porque ELE PRECISA.

    • Foto de perfil de Facebook

      flavien69 - há 4 meses

      randy orton tambem precisa e de certeza que vai ganha-la .

      • Rui Ribeiro - há 4 meses

        O Randy Orton precisa disto para quê? Para quê?

      • Foto de perfil de Facebook

        flavien69 - há 4 meses

        depois do que aconteceu no summerslam ele tem que ganhar .

      • Rui Ribeiro - há 4 meses

        O Randy Orton JÁ É UMA LENDA DO WRESTLING! Ele até pode ganhar um combate ao Bray Wyatt, mas se sair por cima da feud é uma estupidez monumental porque o Bray Wyatt precisa MUITO MAIS da vitória do que o Orton. Da mesma maneira que era estúpido o Cena vencer o Styles, agora é estúpido o Orton vencer o Wyatt.

      • Foto de perfil de Facebook

        flavien69 - há 4 meses

        mas esta rivalidade pode so ter um combate e depois acabou. portanto a wwe nao pode arriscar e por randy orton a perder em 2 ppv seguidos. so para saberes que randy orton perdeu os ultimos 3 combates que teve no summerslam

      • Dante_Edy - há 4 meses

        E o Cena perdeu as 6 últimas Summerslam, a partir de 2011. Os últimos 3 confrontos de Cena no 1×1, ele perdeu todos – Hell in the Cell 2015, MinB 2016 e agora Summerslam 2016.

        Portanto os tempos estão a mudar e o Orton não é mais que o Cena para não perder para Wyatt.

        Com isto não quero dizer que ele não ganhe do Wyatt, pois na WWE tudo é possível, mas existem grandes probabilidades de ele vir a perder o combate ou a feud.

      • danielLP21 - há 4 meses

        E o Cena perdeu os últimos 6. E daí?

      • Foto de perfil de Facebook

        flavien69 - há 4 meses

        e dai que o randy orton merecia mais respeito por parte da wwe . depois de tudo o que ele fez pela wwe aceitou por a sua carreira em risco no summerslam ,randy orton podia ter morrido naquele ringue no summerslam depois do que brock lesnar fez randy orton arriscou e ainda assim nao tem o respeito que merece. so para saberes do roster todo so um se preocupou com randy orton e é o chris jericho e ele que fez parte da construçao da rivalidade nem soube do fim e isso quer dizer que deve ser o unico que realmente respeito o que o randy orton fez e faz pela wwe

    • danielLP21 - há 3 meses

      Concordo.

  5. Reigns one versus all - há 4 meses

    Bom artigo,Daniel.

    Acho que o Wyatt pode vir a beneficiar desta rivalidade com o Orton caso o objetivo seja valoriza-lo e querer dar-lhe importância.
    Apesar do que aconteceu com o Orton no Summerslam,penso que não precisa e vencer o Wyatt e pode ajudar o Wyatt a ficar credibilizado.

    Quanto ao Cesaro,acho que não foi para o card principal devido ao excesso de combates,acho que a feud que ele está a ter com o Sheamus é algo que o vai por credível para uma opurtunidade pelo título dos EUA.

    • Foto de perfil de Facebook

      flavien69 - há 4 meses

      o que e que ainda nao percebeste seja quem for o adversario do randy orton no proximo ppv quem saira vencedor sera o randy orton. depois do que no summerslam nao o vai dar 2 derrotas seguidas em ppv e muito menos contra o bray wyatt seria humilhante para isso rivalizava com o ziggler.

      • Dante_Edy - há 4 meses

        Toda a gente já percebeu a tua opinião. Mas agora fazeres dela um facto…

      • Foto de perfil de Facebook

        flavien69 - há 4 meses

        e um facto. bray wyatt tem poucas hipoteses de vencer esta rivalidade .o objetivo desta rivalidade e moralizar o orton depois do que aconteceu e tornalo num proximo candidato ao titulos

      • Dante_Edy - há 4 meses

        Ainda não aconteceu, logo não pode ser um facto, é apenas uma previsão tua, dada com um fundamento lógico.

        Faz sentido RKO sair por cima do Wyatt para depois rivalizar no Survivor Series contra AJ Styles como campeão mundial. É uma operação base que a WWE usa há muito tempo, quando está a preparar o próximo oponente de um campeão heel (supondo que AJ Styles será campeão no próximo PPV).

      • Foto de perfil de Facebook

        flavien69 - há 4 meses

        isso mesmo randy orton precisa de ganhar para se tornar num futuro candidato e ai de certeza que vai perder se lhe for dada a oportunidade mas nuncca se sabe

    • danielLP21 - há 3 meses

      Obrigado.

      Deviam ter arranjado espaço para eles.

  6. Cadu Ito - há 4 meses

    Me parece que a WWE não estava com storylines preparadas para quando houvesse o Brand Split, o que eu esperava de muito bom, está vindo a conta gotas.
    Estão tentando criar rivalidades, algo que estou estranhando muito.

    • danielLP21 - há 3 meses

      Têm que criar rivalidades, a Brand Split só sobrevive com várias histórias a ocorrerem em simultâneo.

  7. Dante_Edy - há 4 meses

    Relativamente a Bray, sendo que é um dos teus lutadores favoritos e dos meus também, percebo perfeitamente a tua opinião, tanto a nível lógico e emocional.

    Como disse anteriormente sobre o Bray, ele não é Main-Eventer (wrestler que WWE põe em MEs em PPVs de forma rotativa e anual), no máximo seria antes um ME Supporter, papel mais adequado ao Big Show e Dean Ambrose antes de ganhar o título mundial, ou seja, é alguém que podes pôr a lutar contra MEs veteranos (Cena, Taker, Lesnar, etc) e/ou ME junior (Reigns, Rollins, Dean, etc). Para tal, chega uma fase em que ele é protegido e é relevante, para ter credibilidade para enfrentar esses mesmos MEs.

    Relativamente a sua falta de combates na WM 2016 e Summerslam 2016, creio que as lesões que contraiu ajudaram bastante nisso. Preferi que ele tivesse um segmento com The Rock e Cena, do que ter lutado com eles e perdido. O facto da lesão dele ter permitido escapar de um massacre contra Lesnar também foi uma dádiva. Quanto a Summerslam, a única hipotese de este ter lutado e ser relevante, seria num triple threat match pelo título mundial.

    No entanto, sou da opinião que se ele não poderia ter entrado num TTM pelo título mundial por algum motivo, é porque precisa de mais tempo para recuperar e/ou não havia nada de substancial para ele. Logo nestes caso prefiro não ver Wyatt num PPV, pois daí a pouco saí num pré-show e isso não pode ser.

    Atacar Orton após este ter sido arrebentado não é dar-lhe credibilidade, isso a meu ver (não iria conseguir acreditar que ele é uma ameaça). Aquele segmento tinha um objetivo que era confundir o público e um Wyatt ao aparecer ali destruía o objetivo daquele final. Outro problema seria ele fazer o mesmo que já faz desde que chegou ao plantel, pelo que a mudança do modo operandis foi bem vindo da minha parte no último Smackdown Live.

    Não sei sinceramente se ele terá um grande futuro na WWE, mas de momento e infelizmente a WWE não deve ter planos para ele subir ao ME da Smackdown (baseado que Styles irá ganhar), o que é uma pena. De qualquer forma, os planos mudam e creio que tal como aconteceu com Ambrose, irá existir uma oportunidade para ele subir automaticamente ao ME, daí ele terá de dar o seu melhor para ser um reinado “épico”, pois Ambrose tirando Mic Skills está a falhar neste aspecto e o booking para ele também (normalmente quando alguém sobe ao ME, para ficar com um título e credibilizar-se deve enfrentar os MEs anteriores, como aconteceu com Rollins aonde enfrentou Cena, Sting, Lesnar, Reigns, RKO, etc).

    Uma nota de atenção ao Brand Split da nova ERA:
    – Como também tinha referido, um dos pontos negativos da divisão de Brands é o facto de teres menos rotatividade. Isso implica que se Wyatt tiver que ser relevante num PPV, terá de enfrentar Dean (que já derrotou várias vezes), RKO, Cena (again) e Styles. O resto do plantel não está ao nível do Bray Wyatt e dificilmente irão causar interesse – resto do plantel vs Wyatt.

    Quanto ao RKO, apenas quando (e se) Wyatt ganhar é que ficarei satisfeito. Até lá, é observar e ver o que a WWE quer fazer desta rivalidade, ou seja, se é para dar um push decente ao Wyatt ou se é para dar uma pequena recompensa ao RKO por este ter sido massacrado por Lesnar no Summerslam.

    • Dante_Edy - há 4 meses

      Relativamente ao Zayn, chegou ainda em 2016 ao Main Roster, pelo que não estou a espera que este esteja sempre relevante. Logo não fiquei admirado por Zayn não ter tido nenhum destaque de jeito no Summerslam, já que a rivalidade com o KO acabava mesmo no Battleground. No Main Roster este era o 3.º combate individual entre ambos, aonde ficou 2-1 a favor de Zayn, pelo que não vi necessidade desta rivalidade ser estendida no Summerslam, quando existe um claro vencedor (quando KO perdeu pela 1.ª contra ele, quis logo vingar-se). Fica ainda pior estender esta rivalidade para Summerslam 2016 quando estes dois estiveram a combater 20 x desde da RR 2016 até ao Battleground, devido aos excesso combates de tag e grupos.

      Ainda está fresco no roster, realiza combates bons ou muito bons, pelo que tem muito caminho para percorrer e penso que participar no KICKOFF do Summerslam não é mau neste época. Podia ser melhor? Sim, mas não é mau de todo. Temos de ter em conta que com a violação do WWE WP por parte do Reigns, fez com que o título do Rusev não pudesse ser defendido contra Zayn. As vezes estas coisas prejudicam o card de alguns e se calhar o Zayn poderia estar agendado contra Rusev.

    • Dante_Edy - há 4 meses

      Cesaro Vs Sheamus teve de facto algum destaque no Raw, mas perante o Main Card, não sei que combate poderias retirar exceto Miz Vs Apollo, ainda sim pelo facto de Miz ter o título Intercontinental, não acho que deveria ir para um KICKOFF. Além disso Miz Vs Apollo é um combate first time, enquanto Cesaro Vs Sheamus já vai pela nona vez e sem nenhum título em jogo.

      De qualquer forma, creio que Cesaro ficou fora do Main Card pelo excesso de Cards, com a Brand Split, seria perfeitamente normal existir um excesso no Card, que espero que não repitam na WM 33.

      • danielLP21 - há 3 meses

        Obrigado pelos 3 comentários!

        Acho que o Cesaro vs Sheamus podia ter ficado na mesma no main card, nem que o PPV tivesse mais 15 ou 20 minutos.

  8. AwesomeChampion2016 - há 4 meses

    Miz vs Apollo era um combate pelo cinturão Intercontinental, não poderiam colocar no Kickoff senão estariam descredibilizando o título igual fizeram com Kalisto vs Ryback.
    6 Women Tag Team era necessário também, para apresentar as wrestlers do Smackdown e mostrar que a divisão do Smack não fica atrás da do RAW.

    Na minha opinião, até dava para incluir Cesaro vs Sheamus, pegando o tempo que Roman e Rusev ficaram se batendo naquele segmento. Inclusive poderiam colocar Reigns e Rusev como a segunda luta, e Cesaro e Sheamus antecedendo Lesnar vs Orton, pois ai não ficariam duas decepções na parte final do PPV.

    • danielLP21 - há 3 meses

      Ok, é um título, mas o combate não teve construção nenhuma. O Cesaro vs Sheamus chegou a estar no main event da Raw, por isso não é coerente ficar no kick-off.

  9. 434 Days - há 4 meses

    Bom artigo Daniel. Também me parece que o Wyatt poderá não ter grandes feitos no seu futuro. Actualmente penso que irá perder a feud com o Orton, mas veremos o que acontece nessa luta e depois.

  10. Awesome One - há 4 meses

    Em relação a Sami Zayn parece-me claro que jamais irá passar do midcard a nao ser que os fãs decidam fazer algo parecido com aquilo que aconteceu com Daniel Bryan e a acontecer isso será apenas daqui a uns bons anos. Sami Zayn nao é o genero de estrela em quem a wwe apostaria para isso e nao me parece tão surpreendente ficar de fora de PPV importantes pois a sua carreira será isso mesmo preencher espaços quando for preciso ter umas vitorias interessantes e importantes e voltar à estaca zero pelo menos é aquilo que prevejo.

    Em relação ao sheamus vs cesaro muito sinceramente acho que nao havia outra soluçao a nao ser coloca-los no pre-show. The Miz vs Apollo Crews era um combate pelo titulo Intercontinental e a raw ja tinha combates que chegassem no evento. Nao é suposto fazer a smackdown rivalizar com o raw? Alem de que um pre show iria desvalorizar completamente o titulo intercontinental e o campeao fora o fato de que estar num pre show quando ainda nem se estabilizou seria extremamente prejudicial para o novo Lashley com manobras a Shelton Benjamin. Da mesma forma o combate das divas da smackdown teria forçosamente de ser no evento principal devido ao retorno da Nikki Bella que jamais poderia fazer o seu regresso num pre show e nao faria sentido colocar divas do raw no show e do smackdown no pre show (seria dizer indiretamente que a raw é melhor!). O que falhou a meu ver foi o excesso de combates. Cesaro e Sheamus poderiam ter espaço no card se nao se tivessem marcado tantos combates fora aquela estupidez que aconteceu com o reigns e o rusev.

    Em relação a Bray Wyatt concordo que poderiam ter tomado essa decisao de ele aparecer ja quando lesnar tivesse ido embora desde que nao interferisse no combate nem nada parecido tudo bem. O problema é que Randy Orton ainda teria algo para falar do seu combate com Brock Lesnar como ocorreu no Smackdown e talvez tenha sido por isso que nao ocorreu nenhuma interrupçao abrupta no evento e ate para vender o show da brand azul deixando possivelmente o publico a aguardar pela resposta de Orton ao que aconteceu.

    Em resumo Summerslam a roçar o pessimo embora discorde nos combates pois o aj styles vs john cena para mim foi excelente combate com muita qualidade e emoçao. E devo mesmo dizer que esse tal ppv do nxt que ocorreu um dia antes o superou em tudo e ja agora que entrada foi aquela do B.Roode esse homem devia estar era no main-event do raw ou do smackdown vejo ali uma especia de hhh heel muito bom. Bom artigo bom fim-de-semana e carrega magico Vitoria de Setubal;)

    • danielLP21 - há 3 meses

      O que é que tem a ver se ele vai ser main-eventer ou não? É uma questão de coerência com aquilo que vinha a acontecer. Passou de uma vitória relevante para o kick off do segundo PPV mais importante do ano.

      O Cesaro vs Sheamus devia ter feito parte do PPV, nem que este tivesse mais 15 ou 20 minutos de duração.

      Obrigado e igualmente!

  11. Caio - há 4 meses

    é os tempos mudaram.
    o Bray era pra ser o Undertaker 2 mais acabou como mais um talento desperdiçado…
    juro que quando vi a Familia Wyatt naquele lindo Raw… quando eles atacaram o Cena (se não me engano)
    Bons tempos de shield, Cm Punk e os Wyatt.

  12. Balls Mahoney - há 4 meses

    bom artigo manda abraço

  13. Artur - há 4 meses

    Bom artigo Daniel.

    Concordo em relação ao Cesaro. Vem numa rivalidade com relativo destaque no Mid-Card, e também não teria posto seu combate contra o Sheamus no pré show, ate por todos já sabermos que iria sair um bom combate e poderia ajudar na avaliação geral do PPV.

    Em relação ao Zayn, discordo relativamente. Também não gostei dele entrar em um combate aleatório, mas também não concordo quando dizes que gostaria de ver mais um combate entre ele e o Owens no SummerSlam. Ao meu ver aquele final foi perfeito para acabar temporariamente com a rivalidade e o Owens ate se encontra nada mal. Conseguiu uma vitória no PPV e ira disputar o Universal Title na segunda. Adoraria ver uma vitória sua com ele conquistando o título.

    Em relação ao Bray, concordo com absolutamente tudo.

  14. Andretaker - há 4 meses

    Excelente artigo!

    Eu li cada um dos teus 69 artigos e este é o meu espaço favorito deste site!

    Eu penso queno Bray deve perder a rivalidade, até para depois, possivelmente, o Orton rivalizar com o AJ Styles.

    Quanto ao KO, eu consigo vê-lo neste momento como campeão universal. Não penso que uma derrota no Battleground manche o seu CV.

    Já agora, e porque pensei que também irias falar disso, o que achaste da promo do Miz no Talking Smack?

    Abraço.

    • danielLP21 - há 3 meses

      Obrigado!

      Foi uma das melhores promos dele, e ele já fez grandes promos antes. É dos melhores talkers de sempre.

  15. Litos - há 3 meses

    O que acho é que o Wyatt não atacou o Randy por causa da “lesão” dele. O Randy provavelmente saiu do SummerSlam pior do que era suposto e decidiram o Bray não atacar porque havia o risco de rebentar os pontos e retardar a data em que o Randy pode participar em angles em que envolvem confronto físico

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador