Cutting Edge #7 – Os fãs da WWE

Ao longo dos últimos anos, tem-se tornado cada vez mais clara a distância entre a WWE e os seus fãs, ou, melhor dizendo, entre as decisões que a companhia toma e aquilo que os fãs pretendem. Neste artigo, tentarei deixar bem explícito o meu ponto de vista em relação às atitudes de uma parte significativa dos fãs da WWE.

Antes de mais nada, devo dizer que sou um fã que não aceita tudo o que lhe metem à frente de ânimo leve. Não sou adepto de “ouvir e calar” (seja no Wrestling, seja no meu dia-a-dia) e, quando vejo a minha inteligência a ser ofendida e/ou a WWE a tomar decisões inconcebíveis – como colocar Dean Ambrose na rota do título, tendo este vencido apenas um combate em PPV desde o fim dos Shield -, sou o primeiro a criticar essas decisões.

No entanto, é inegável a forma como, sobretudo nos últimos dez anos, o papel dos fãs ganhou um maior destaque, o que não é necessariamente sinónimo de fazer algo de positivo por uma empresa. Muitas vezes, o efeito até é o contrário.

Nos últimos quatro/cinco anos, as Raw’s pós-WrestleMania têm sido das noites mais esperadas do ano pelos fãs da WWE. Uma das principais razões para que tal aconteça é o público entusiasta que, para além de estar presente nessas noites, assiste igualmente à própria WrestleMania. Pessoas vindas de todos os cantos do mundo, principalmente da Europa, pagam bastante dinheiro para se fazerem ouvir durante duas noites consecutivas, numa arena de Wrestling. À primeira vista, nada de errado, certo?

O problema é quando, numa demonstração deplorável de machismo ou simples estupidez, lançam cânticos lamentáveis às mulheres (Divas) que, bem ou mal, gostando-se mais ou menos delas, estão ali a fazer o seu trabalho. Pior é quando estas situações são lamentadas pelos restantes fãs no dia seguinte, mas dois dias depois já ninguém se lembra porque, para eles, isto não é suficientemente grave para ser comentado.

Porém, um tema suficientemente grave e importante para ser debatido durante longos meses por essa Internet fora é a súbita falta de talento de Roman Reigns, que, estranhamente, só foi descoberta ao fim de dois anos. Até essa altura, Reigns era um wrestler consensual (não 100%, porque ninguém é adorado por toda a gente), mas quando a WWE errou – e errou muito – com o seu booking foi praticamente criado um movimento para travar a sua ascensão como lutador.

Sim, a WWE podia ter feito muito mais e melhor para proteger Roman Reigns. Mas é inegável a hipocrisia da maioria dos fãs por essa Internet fora quando exigem Daniel Bryan a vencedor do Royal Rumble. E porquê? Por uma razão muito simples: se Daniel Bryan não tivesse regressado antes do Royal Rumble, Reigns seria um vencedor muito mais consensual. Claro que continuaria a haver quem preferisse ver Dolph Ziggler (como no meu caso) ou Dean Ambrose a vencer o combate, mas o modo como reagiriam à vitória do ex-membro dos Shield não seria nem de perto, nem de longe, aquilo que foi.

Ironia das ironias: caso Bryan – lutador que estimo bastante e do qual aprendi a gostar, que defendi com unhas e dentes no ano passado quando Batista venceu o Royal Rumble – tivesse ganho o combate, muito provavelmente iria acontecer o que aconteceu em 2014: teria que abdicar do título conquistado contra Lesnar (caso vencesse o combate) devido a uma lesão. E isso seria, sem dúvida, muito bom para a situação do título. Digam-me, caros leitores, quantos comentários leram de fãs a admitir que a WWE fez bem em não lhe dar a vitória no Rumble porque, se calhar, sabiam melhor do que nós os riscos que corriam? Sei que é difícil, mas às vezes temos que saber admitir que não sabemos tudo o que se passa e que há quem saiba mais do que nós. É a vida.

Que credibilidade têm os fãs que se dizem os maiores “entendidos” na matéria (os ditos “smarks“) ao exigir que Cesaro esteja no main-event quando têm cânticos como aqueles que se ouviram na Raw pós-WrestleMania? Ao ouvir aquilo, quem manda nos destinos da WWE deve pensar mais ou menos isto: “se esta gente canta isto e mostra não ter maturidade, por que raio hei-de ouvir o que eles querem? Não passam de crianças em corpos de adultos”.

“Os fãs pagam bilhete e têm direito a cantar o que quiserem”, argumentam alguns. Errado. E mesmo que isso fosse assim tão linear, então Vince McMahon poderia muito bem responder “A empresa é minha e eu faço o que quiser”. Tanto uma atitude, como a outra, seria de uma enorme infantilidade.

Mais, quando Triple H goza, em directo na televisão, com os “smarks“, estes são os primeiros a achar piada e a elogiar a capacidade que o C.O.O da WWE tem em desempenhar o papel de vilão. Os coitados nem reparam que as suas demonstrações de “revolta” não só não têm efeito, como ainda são alvo de chacota.

Há, contudo, outro tipo de fãs que me irritam: aqueles que vão a um evento da WWE como se estivessem num espectáculo de teatro, sem fazer o mínimo de barulho. Na última Raw, tudo o que se ouviu foi um silêncio quase total. Nem Dean Ambrose, nem Randy Orton, nem outros babyfaces puxaram pelo público. É verdade que a qualidade do programa também deve ajudar (e esta Raw não foi grande coisa), mas quando os fãs estão calados desde o segmento inicial até ao fim da noite é porque alguma coisa não está bem da parte deles.

Por fim, os fãs que ensinam aos outros aquilo de que devem gostar.

Como fã da WWE, tenho os meus favoritos, como qualquer outro. Não digo a ninguém que deve gostar mais de “a” do que de “b”, porque não tenho nada que interferir nas suas preferências. Por exemplo, não vejo qualquer talento em Ryback, mas se ele consegue ter boas reacções do público é porque tem algum tipo de ligação com os fãs. Eu só tenho que respeitar isso, tal como os outros têm que respeitar o facto de eu gostar de quem gosto.

Porque é que um fã de um wrestler exímio e completo, como Daniel Bryan, há de ter mais credibilidade como fã do que alguém que gosta de uma personagem de Super-Herói, como a de John Cena, ou mais complexa, como a de Bray Wyatt?

Todos nós procuramos algo quando assistimos a um evento da WWE, mas nem todos procuramos o mesmo. Tal como todos procuramos algo na vida, mas nem todos procuramos o mesmo.

Atenção: ao contrário do que se costuma dizer, os gostos discutem-se. Se não se discutissem, este site e todos os outros não serviriam para nada. Mas o facto de os gostos serem discutíveis não implica que não possam ser respeitados. E no Wrestling, tal como no dia-a-dia, continua a haver quem se ache superior – neste caso, como fã – porque gosta de determinado lutador em detrimento de outro, ou porque acompanha mais empresas de Wrestling e, por isso, “sabe mais” (embora, como é óbvio, quem acompanha várias empresas conheça outros lutadores e variados tipos de produto, o que não tem mal nenhum, antes pelo contrário), ou porque se sente “cool” ao aderir a uma moda como passar a criticar um lutador por tudo e por nada, sem razão aparente.

O mais engraçado é que estes fãs mais inteligentes que os demais são, muitas vezes, os primeiros a acreditar em tudo aquilo que lêem na Internet. Lê-se “Roman Reigns será o novo John Cena” e parte-se do princípio de que tal é verdade, mesmo que ninguém na WWE tenha confirmado tal “notícia”. E o argumento de que ele ganha muitas vezes não é suficiente para corroborar essa teoria, porque quase todos os babyfaces, quando chegam ao main-event, ganham bastantes combates, sobretudo aqueles com o tamanho e o físico de Roman Reigns, Batista, Goldberg (alguém se lembra da onda invicta? Se fosse em 2015, era o novo Cena) ou Sheamus. Ou alguém acharia credível algum destes lutadores caso perdessem muitos combates, como se fossem desfavorecidos (como Rey Mysterio ou Daniel Bryan)?

Enquanto se acreditar em tudo o que se lê na Internet, sem qualquer capacidade de interpretação ou de bom-senso em ver o que é mais credível ou menos credível, o que é mais ou menos provável de corresponder à realidade, a WWE continuará a gozar com os fãs “revoltados” que vão para o Twitter fazer exigências, como se soubessem o que é gerir uma empresa como aquela, e que acham que “antigamente era tudo perfeito, agora nada presta” porque é o que está na moda dizer-se.

E pior, muito pior: qualquer dia, daremos por nós a reparar que não desfrutámos tanto como podíamos ter desfrutado, que andámos a pensar em coisas que não interessam para nada e que podíamos não ter criticado metade das coisas que criticámos, porque se calhar apenas metade eram realmente criticáveis.

O meu conselho (que vale o que vale, nem eu estou a tentar dar aulas de “como ser um fã de Wrestling”) é criticarmos aquilo que é óbvio – sim, o que é óbvio para mim pode não ser óbvio para outro fã, mas tem que haver bom-senso – e mentalizarmos-nos de que nem sempre tudo vai ser perfeito e coerente, tal como tudo na vida. Se amanhã nos tirassem o Wrestling, qual seria a primeira coisa em que iríamos pensar? Tenho a certeza que não seria no facto de Roman Reigns ter vencido Mark Henry por contagem e Bray Wyatt, na mesma noite, por pinfall, o que supostamente descredibiliza Wyatt. Se este tivesse perdido por contagem, queixaríamos-nos de mais um main-event ter acabado em desqualificação ou se os finais desses dois combates tivessem sido trocados, mas com Henry a fechar a Raw, choveriam críticas por ser um pré-reformado a estar no main-event em vez de um jovem em ascensão. Mas em nenhuma circunstância se dá mérito à WWE por fechar uma Raw com Reigns vs Wyatt, dois jovens em quem depositam grandes esperanças.

Se nos tirassem o Wrestling amanhã, tirariam-nos parte das nossas vidas. E, tal como na vida, temos que valorizar o que temos, porque muitas vezes é muito mais importante e valioso do que aquilo que possamos imaginar.

Sobre o Autor

- Autor do espaço "Cutting Edge".

126 Comentários

  1. CMelo01 - há 1 ano

    Na minha humilde opinião, este é de longe o melhor artigo que escreveste por aqui.
    Excelente trabalho Benfas ;)

  2. Ambrosemania - há 1 ano

    Bom artigo! Concordo com tudo excepto com o Dean Ambrose. Acho que apesar de ser um pouco precipitada a sua presença nos main events dos ultimos PPV’s desde o fim dos The SHIELD a WWE já andava a mostrar que o dean tem potencial para tal e foi um pouco desperdiçado desde o fim dos THE SHIELD. Agora sim esta a ser valorizado como sempre devia ter sido mas não estou’chocado’ com isto. Acho apenas um pouco precipitado

    • danielLP21 - há 1 ano

      Obrigado.

      Então tens exactamente a mesma opinião que eu. Sou um grande fã do Ambrose e acho que merece tudo, mas depois da forma como foi retratado na segunda metade de 2014 e no início de 2015, colocá-lo na rota do título foi uma precipitação.

      A WWE sempre mostrou que tem grandes planos para ele, mas em certas alturas não o fez da melhor forma.

      • Ambrosemania - há 1 ano

        danielLP21 e então o Lunatic Fringe ganha no domingo?O que é que tu achas disso?

      • danielLP21 - há 1 ano

        Em princípio, o Rollins vence, mas o Ambrose pode ganhar e sofrer o cash-in do Reigns, que faria assim um heel-turn. Está tudo em aberto.

      • alexshakur11 - há 1 ano

        é por isso que o Vince Russo pode ser o que dizem que é mas tem toda a razao quando diz que o Vince Mcmahon ja nao sabe fazer superstars

  3. Loki - há 1 ano

    Gostei bastante deste artigo que teve um tema muito bom que às vezes também me revolta.
    Por vezes os fãs “smarks” entretêm e fazem cânticos mesmo fixes que me fazem rir ou ficar contente. Outras vezes são só estúpidos incoerentes que num dia gostam de um determinado lutador e no outro já não e no dia a seguir voltam a gostar. O próprio Daniel Bryan tem levado muito com isso.
    Depois as vezes fazem aqueles “WHAT?” a wrestlers e em contextos da promo que só irrita.
    Muitos passam agora a vida a criticar o Baron Corbin no NXT dizendo que ele não sabe combater e esquecem-se que aquilo apesar de tudo é um território de desenvolvimento em que é normal um wrestler ainda estar verde no que toca às suas habilidades. Para eles só quem vem das indys é que é bom e pouco mais.
    Enfim… É o que temos, por vezes os miúdos que são fãs do Cena são muito mais coerentes e correctos que os “smarks” supostamente adultos.
    Gostei da visão do Reigns vs Wyatt na RAW, é um bom raciocínio. :)

    • danielLP21 - há 1 ano

      Os cânticos “What?”… Arg -.- Maldita a hora em que o Steve Austin inventou isso. Até lendas como Undertaker foram “vítimas” desses cânticos absolutamente patéticos.

      Quanto ao Baron, concordo plenamente. Por alguma razão o NXT é o território de desenvolvimento. Embora nos estejam a habituar a grandes noites de Wrestling, temos que compreender que nem todos estão preparados como Finn Bálor ou Kevin Owens, porque nem todos têm o mesmo “background”. Não podem exigir ao NXT o mesmo que exigem ao main-roster.

      Obrigado.

    • Rui Dionisio - há 1 ano

      Por serem fãs do Cena, são obrigatoriamente crianças?

      • danielLP21 - há 1 ano

        Ele não disse nada disso. Falou dos miúdos que são fãs do Cena, não disse que todos os fãs do Cena são miúdos.

  4. DMartins_WWE - há 1 ano

    Excelente artigo, um tema bem escolhido.

    Concordo contigo em tudo exceto na parte do Ambrose. O Ambrose, depois da separação dos Shield, não foi valorizado da maneira que ele merecia, pois estamos a falar de algúem bastante talentoso e com boas mic skills. Apenas acho que esta subida do Ambrose foi um bocado precipitada.

    Continua com o teu bom trabalho neste site. :)

  5. Cronos HHH - há 1 ano

    UM DOS MELHORES ARTIGOS QUE EU JÁ LI Se nos tirassem o Wrestling amanhã, tirariam-nos parte das nossas vidas. E, tal como na vida, temos que valorizar o que temos, porque muitas vezes é muito mais importante e valioso do que aquilo que possamos imaginar.
    CONCORDO COM TIGO PLENAMENTE NISTO QUE TU DISSES!

  6. ShowOff - há 1 ano

    Excelente artigo, Daniel. Há muito que não via alguém com uma opinião tão parecida com a minha em relação a este tema.

    Abordando a parte em que falas do Reigns, que para mim me parece ser a parte fundamental e base do teu texto, acho de uma hipocrisia tremenda o que os fãs fizeram com ele no ínicio deste ano. O Roman sempre foi o preferido dos fãs entre os 3 membros do Shield, sempre foi também aquele que mais se evidenciou, mas os fãs sempre gostaram dele e vi, várias vezes, pessoas que neste momento o criticam a dizer que ele teria que estar no main event da WM 31 e que, de entre os 3, seria o que iria mais longe. E o que é que a WWE fez? Colocou-o lá, mostrando, mais uma vez, que ouve os fãs. Obviamente que o Reigns foi sujeito a um péssimo booking da WWE na sua construção até à Wrestlemania (muito por culpa também da sua lesão) mas a WWE não podia, pelo segundo ano consecutivo, mudar os seus planos para o Main Event do evento mais importante do ano.

    A minha opinião sobre o Reigns é a mesma que tinha enquanto ele ainda pertencia aos Shield: é um bom lutador, com uma presença fantástica, com dois finishers que eu considero muito bons, mas infelizmente ainda não conseguiu desenvolver o seu move-set de maneira a conseguir produzir um bom combate de 20 minutos. É um lutador que deveria começar a apresentar novas manobras, porque os combates dele têm, normalmente, sempre a mesma sequência. E penso que se ele evoluir nesse capítulo, juntamente com as promos (que já melhorou a olhos vistos) poderá muito bem ser o tal main-eventer que a WWE tanto queria fazer dele. Mas eu percebi a ideia do teu artigo, tu abordaste mais a atitude dos fãs e não tanto as suas razões para as atitudes deles.

    “O meu conselho (…) é criticarmos aquilo que é óbvio”: não podia estar mais de acordo com esta frase. Porque será que vemos pessoas a criticar pequenos aspetos como a vitória do Kane no Raw contra o Ziggler (que é o meu lutador preferido) em vez de criticarmos, por exemplo, a maneira como a WWE fez com que o Sandow voltasse à estaca 0 após a sua separação do Miz? Deveria ter sido o momento em que o Sandow finalmente se catapultava para coisas maiores (título de mid-card, por exemplo) e se afastava de coisas como uma tag-team com o Curtis Axel, uma completa imitação dos Mega Powers. E porque é que os fãs não gritam nas arenas que querem ver o Cody a defrontar o Goldust finalmente num último combate (que a WWE nos deu no Fast Lane, mas depois “esqueceu-se” que aquela rivalidade ainda estava de pé) em vez de estar a gritar durante um combate de Divas “You suck Cena” “You suck Bryan” “You suck Tyson” e “You suck Uso”. Porquê??

    Parabéns pelo excelente artigo e pelo espaço, continua o excelente trabalho

    • CenaLunaticFringe - há 1 ano

      O Reigns só tem um finisher, o “Spear”. O “Superman Punch”, se era a ele que te referias, é mais um “Signature”.

      • ShowOff - há 1 ano

        Sim, de facto podemos considerá-lo assim, mas acredita que seja uma manobra que também pode usar para acabar combates na Raw ou Smackdown, por exemplo

      • danielLP21 - há 1 ano

        Acho que na última Raw ele acabou o combate com o “Superman Punch”.

    • danielLP21 - há 1 ano

      Obrigado pelos elogios.

    • Rui Dionisio - há 1 ano

      O goldust está lesionado…

      • danielLP21 - há 1 ano

        Está lesionado agora, mas acabaram a feud do nada e numa altura em que ele não estava lesionado.

      • Rui Dionisio - há 1 ano

        daniel, acho que o Goldust lesionou-se nessa altura, mas talvez depois confirme (mas acho que estava, ou então tinha outras coisas, pk acho que ele nem participou na Battle Royal na Mania.

  7. Llabras - há 1 ano

    Excelente artigo Daniel!

  8. Tibraco - há 1 ano

    Bom artigo, embora discorde de alguns pontos.

    Sobre as reacções à vitória do Reigns no Rumble, creio que já ficou tudo dito na altura do evento. Se não se chegou a um consenso na altura, não será agora que vamos mudar de opinião.

    Onde discordo veementemente de ti é quando achas “errado” que os “fãs pagam bilhete e por isso podem cantar o que quiserem”. Mas é errado porquê? Os fãs são obrigados a seguir uma determinada cartilha, do género “tens que apoiar X e apupar Y”? Sinceramente, custa-me a perceber esse ponto de vista. E sim, o Vince pode dizer que “a empresa é minha e eu faço o que quiser”. Está no seu direito, não pode é esquecer-se que aquilo é o seu negócio e que com essa atitude pode perder os seus clientes. Para os fãs, Wrestling é entretenimento, sem dúvida, mas não enche os bolsos a ninguém. Para o Vince é o seu ganha pão. Acho que as situações não são sequer comparáveis.

    O argumento do Bryan se ter lesionado também me pareceu discutível. Os fãs não podem adivinhar a condição fisica dos atletas, parte-se do principio de que quando eles regressam das lesões está tudo ok. E se a WWE estava tão preocupada com essa questão também não lhe tinha dado o Título Intercontinental.

    De resto concordo, especialmente quando dizes que não existem fãs mais inteligentes do que outros. Bem, claro que existem, não se pode é definir essa mesma inteligência pelos seus Wrestlers favoritos.

    Uma continuação de bom trabalho.

    • danielLP21 - há 1 ano

      Então o facto de eu pagar um bilhete dá-me o direito de gritar “You suck Cena”, “You suck Bryan” etc, etc? Não consigo entender como é que alguém consegue defender uma coisa dessas. Se tu consegues, é contigo. Nunca, NUNCA, vais ler algo escrito por mim em que eu defenda que os fãs devem “seguir uma determinada cartilha”. Não foi disso que eu falei no artigo e isso vai contra tudo o que eu defendo. Têm o direito a apoiar quem quiserem, eu falei APENAS dos comentários sobre as Divas.

      “Os fãs não podem adivinhar a condição fisica dos atletas, parte-se do principio de que quando eles regressam das lesões está tudo ok.” Os fãs não podem, mas WWE pode.

      Claro que Daniel Bryan não devia ter voltado quando voltou, mas quiseram dar-lhe uma vitória minimamente importante e, caso não ficasse ausente, era ele o escolhido para elevar o Título Intercontinental. Mas claro que, como a WWE não gosta dele (daí tê-lo contratado), nada disto é admitido por uma certa falange de fãs. Nem ninguém admite que, provavelmente, para a WWE Bryan é mesmo um main-eventer, visto que enquanto John Cena foi escolhido para o Título dos EUA, Bryan foi escolhido para o IC, ambos com o objectivo de credibilizar os títulos. Mais uma vez, “ninguém” admite isto.

      • Tibraco - há 1 ano

        É verdade que referes a situação das Divas no 5º parágrafo. Depois tens mais 4 parágrafos a abordar outros aspectos e no 10º parágrafo é que escreves a frase em que discordo de ti. Se “os fãs, por pagarem o bilhete, não podem cantar o que quiserem” se refere a cânticos ofensivos como “You Suck Cena”, então estou completamente de acordo contigo.

        Esse género de comentários não são admissíveis em nenhum contexto e, obviamente, um show de Wrestling não é excepção. O que eu defendo é o direito que assiste aos fãs manifestarem os seus sentimentos perante o que estão a ver. Eu achei aceitável a vitória do Reigns no RR mas compreendo perfeitamente que uma arena inteira apupe essa decisão. Essa e outra qualquer! Também achei que o Cena foi injustiçado em várias alturas mas era o que faltava achar que o público presente não o podia vaiar. Ou que digam “What?”, que cantem pelo CM Punk e coisas do género.

        Aliás, e isto é uma posição que pouca gente tem, acho o papel do público demasiado sobrevalorizado. Raras são as vezes onde me preocupo com o desempenho de uma determinada audiência.

        Sobre o Bryan, acho que é dificil saber até que ponto a WWE tinha conhecimento do estado fisico dele. Não temos fontes, a própria WWE raramente deixa passar informações deste género cá para fora, e tudo o que podemos fazer é especular. Em relação ao ele ser, ou não, um main-eventer aos olhos da WWE, eu diria que não. Não acho que ele seja a maior vitima de sempre mas também me parece óbvio que lhe recusam a dar aquilo que ele merece e que os fãs tanto reclamam. O Royal Rumble de 2014 é a prova disso.

      • danielLP21 - há 1 ano

        No 9º parágrafo, escrevo: “Que credibilidade têm os fãs que se dizem os maiores “entendidos” na matéria (os ditos “smarks“) ao exigir que Cesaro esteja no main-event quando têm cânticos como aqueles que se ouviram na Raw pós-WrestleMania?” Isto, como é óbvio, ainda é sobre as Divas.

        Tiago, tu no YouTube tens um vídeo de um fã na arena a filmar o evento e a dizer isto: “eu estou a apupar porque os outros estão a apupar, nem sequer desgosto do Roman Reigns”. Isto, a meu ver, diz tudo…

        Mas mesmo aceitando as reacções do Rumble, não consigo aceitar o que leio pela Internet fora e que tu já tinhas comentado comigo no outro dia. O Reigns não deixou de ser talentoso por um booking dele ser uma porcaria.

        Os cânticos “What?” são simplesmente infantis. Só os dizem para se armarem, tal como quando cantam “Husky Harris!” ao Wyatt. São criancices.

        Para mim, o papel do público é importantíssimo. Muitas vezes, é o que define a qualidade de uma Raw. Se o que nos for mostrado tiver qualidade mas o público estiver calado, parece que ficou a faltar qualquer coisa.

        Quanto ao Bryan, vejo-o como main-eventer. Como o Punk ou o Orton. Isso foi no início de 2014, mas acho que neste ponto a WWE já o vê como main-eventer.

        Alem disso, quem nos garante que o objectivo não era ele lutar no main-event da WrestleMania? Tinha um combate com o HHH numa Raw, o Punk ajudava-o, o Bryan ia ao main-event da WM por ganhar esse combate e o HHH lutava com o Punk na WM. Não sabemos…

      • Tibraco - há 1 ano

        Mas eu sei que existem uma quantidade de fãs absolutamente parvos. Que apupam sem saberem porquê e, nalguns casos, até “abusam do poder”. No entanto, a liberdade não tem só aspectos positivos, acarreta algumas situações menos felizes, mas eu prefiro assim do que viver-se com as tais cartilhas. Acho que dentro dos limites do civismo as pessoas podem manifestar-se.

        Eu, se fosse a um show de Wrestling, não cantava “Husky Harris” nem “What?” nem cenas do género. Até porque muitas das vezes não fazem qualquer sentido. Pá, mas cantar-se pelo Punk e o Bryan acho “normal”. Percebo que para a AJ fosse chato mas a vida às vezes é injusta. A Irina por muito que quisesse ser conhecida como modelo era apenas a “namorada do Cristiano Ronaldo”.

        Sim sim, a maior parte das pessoas dá mesmo essa importância toda ao papel do público. Como disse, 95% das vezes não ligo nenhuma a esse aspecto, logo tenho alguma dificuldade em ficar indignado.

        Epá é verdade que não sabemos, mas não me parece mesmo que a WWE tenha toda essa consideração pelo Bryan. Se ele não se tivesse lesionado após ter conquistado o Título…Enfim, mas isso é algo que nunca saberemos. Agora também convém lembrar que se o Bryan ficou tão popular foi porque lhe deram o booking adequado. Deram-lhe o Kane, deram-lhe o segmento com o Rock na 1000ª Raw, deram-lhe uma série de oportunidades para brilhar. Também não compro essa teoria de que ninguém na WWE gosta dele.

      • danielLP21 - há 1 ano

        Além disso tudo, venceu limpinho o Cena numa altura em que era impossível isso acontecer.

      • wwe - há 1 ano

        outros cânticos que me parecem sem sentidos são “goldberg” a ryback ou “batista” a mason ryan, apenas por terem físicos parecidos, quando ao bryan acho que não é um main eventer como cena, orton ou punk, vejo-o mais como um chris benoit, rob van dam, rey mysterio, eddie guerrero, entre outros, que disputam o titulo mundial mas também os secundarios

  9. José Sousa - há 1 ano

    Excelente nada mais a dizer

  10. Reigns one versus all - há 1 ano

    Otimo artigo,Daniel.Estas de parabens.
    Acho que a WWE hoje em dia não se importa muito com a opinião que os fãs tem dos acontecimentos.
    A vitoria de roman reigns no royal rumbleé o exemplo mais claro,os fãs não queriam que o reigns ganhasse,e a WWE contra a vontade dos fãs decide dar-lhe a vitória.
    O que acho mais estranho é a WWE impor o que eles querem aos fãs a “força toda”, pensando que gostamos,quando isso não corresponde a realidade.E para mim a WWE devia fazer o que os fãs pedem,não tudo,mas algumas coisas,de forma a todos sairem satisfeitos.

    • danielLP21 - há 1 ano

      Obrigado.

    • ShowOff - há 1 ano

      Não concordo contigo, mas respeito a tua opinião. Os fãs queriam que o Reigns vencesse o Royal Rumble e vencesse o título na Wrestlemania, até ao dia em que deixaram de querer. Resumindo, a partir do momento que os ditos “smarks” descobriram que, afinal, o Reigns não tinha assim tanta qualidade (o que não é verdade) ou que a WWE o bookou menos bem, os fãs decidiram que deviam apupar só porque, na verdade, já não o queriam a ver vencer o Rumble. E é essa instabilidade dos fãs da WWE que não é coerente, pois num momento querem uma coisa (e a WWE faz os planos condizentes com essa vontade) e depois, de repente, mundam completamente a vontade e passam querer outra coisa. Agora, o Reigns não tem culpa do booking a que foi sujeito. E depois fica ainda outra questão: se os fãs não o queriam ver a vencer na Wrestlemaia, agora que ele não venceu porque continuam a vaiá-lo?? A resposta é simples: porque os outros também o fizeram. E isto é um efeito dominó que só deverá ter fim quando ele virar heel (o que acredito que vai acontecer em breve)

  11. Ronaldo EDGE - há 1 ano

    Excelente artigo.
    Concordo contigo em muita coisa. É lógico que nem todos os fãs tem os mesmo gosto e cada um tem a sua preferencia.

    Eu não sou fã do Daniel Bryan mas respeito quando ele está over mas tb não pode estar constantemente over. Não precebo como criticaram tanto o Roman ter ganho o RR e que queriam Daniel Bryan contra Lesnar na WM. O Lesnar está feito uma autentica besta e bricou com o Roman na WM se fosse com o Daniel Bryan tinha o deixado numa cadeira de rodas, queremos bons combate e com realismo e não vejo o D.B. a dominar uma besta como o Lesnar.
    Como dissete não pode estar tudo a vontade de toda a gente porque não da para agradar a todos.
    Eu por exemplo acredito que o Roman breve vai fazer um heel turn e vai andar a partir tudo e não vejo como sucessor do Cena e sim sonho que um dia o Cena faça um heel turn, neste momento não sou fã dele mas se ele fizer um heel turn acredito que passou a ser logo fã. Como vejo o Cesaro um dia como Main Event claro com um manager ao lado dele (Paul Heyman seria o ideal)

    Vejo também muito fãs a dizer para que o Triple H não percebe nada disto esse fãs é que me revoltam mesmo. Triple H foi dos melhores wrestler a todos os niveis e para mim se a WWE esta a melhorar é graças a ele. Muitos dizem que estão fartos da Autoridade mas para mim acho que eles deve estar e durante muitos anos com menos poder e menos importancia as vezes. Sim porque para mim o Triple H e a Stefani são os melhores para mandar, não estou para aturar Vikys, Laurentis ou GM anónimos.

    Muito bom artigo e continua

    • danielLP21 - há 1 ano

      Obrigado.

      Pois, Daniel Bryan vs Brock Lesnar podia não ser tão apelativo, mas por outro lado era um “underdog vs the beast” no seu melhor. Eu não me importava.

      Também acredito num heel-turn do Reigns.

      Acho que o Cesaro não tem qualidade para ser main-eventer e o Triple H não é esse mar de rosas. A Autoridade não só já dura há muito tempo, como não fazem nada de novo. Mas tem feito um grande trabalho nos bastidores, sem dúvida. Aliás, o Triple H sempre foi especialista em trabalhos de bastidores.

    • Inzayn - há 1 ano

      Apesar da diferença de tamanhos mtos preferiam um Lesnar vs Bryan do que um Lesnar vs Reigns.. e pk o bryan é melhor que Reigns em td. Vao ver o Cena vs Bryan, Bryan vs Cesaro, Bryan vs HHH, todos grandes combates contra gajos mto maiores que ele… ele teve um cage match contra big show e henry!!!
      Reigns é entra no ringue descarrega a meia duzia de moves e esta feito. Teve 3 combates no raw e o que se viu de diferente entre cada um deles em Reigns? Nada, foi sempre a mesma coisa… Nos Shield ja eu divia que ele era o mais fraco dos 3, pk era mto bem protegido pelo Ambrose e Rollins…
      O publico esta a gostar mais dele pk ele nao esta na luta pelo titulo, qdo ele tiver vamos ver.

    • Rui Dionisio - há 1 ano

      RonaldoEdge

      Eu por acaso também nao gosto do Daniel Bryan (não digo porquê, porque sempre que argumento, faço um testamento, por isso vou guardar para dizer num artigo da salgado, que assim ela responde com um testamento também e fazemos um bíblia).
      Roman Heel, não vai acontecer, o cash-in vai ser no SummerSlam (neste MITB, ganha rollins limpo, battleground seth ganha Lesnar com ajuda e summerslam, roman faz o mesmo que rollins na mania e transforma num triple threat)
      Cesaro+ Heyman, acho que não vão voltar outra vez
      Os Gms referido eram bons porque cumpriam a função que era chatear os fãs (o GM anónimo eu gostava, mas também benefeciou de superstars como Edge, Jericho e Cena para momentos LOL, portanto se fosse hoje, já nao teria tanta piada, o que eu nao gostava era o michael cole).

      DanielLP21
      ” Triple H sempre foi especialista em trabalhos de bastidores.” bom se é que me entendes. Mas agora falando a sério se o que Justin Roberts disse é verdade, então o HHH não vai ser o salvador que muito pretendiam, ele só está a ter sucesso no NXT para provar que consegue fazer melhor que o Vince e está a dar o Push a KO para provar que o seu discipulo é melhor que o do Vince (John Cena).

  12. Vinícius Nunes - há 1 ano

    Bom artigo Benfas.

    Concordo contigo, acho que em certas cenas os fãs mais prejudicam do que ajudam a WWE, e vejo que existe muito egoísmo por parte dos fãs em geral, muitos só querem saber dos seus favoritos e quando o lutador que eles querem não vence, eles começam a embirrar com tudo e com todos.

    Claro que eles têm que questionar o que estiver errado, mas acho que por vezes existe muito exagero nessas coisas.

  13. Wrestling Life - há 1 ano

    Palavras para quê? Um artigo absolutamente fantástico!

  14. Diogo7 - há 1 ano

    Muito bom artigo, benfas. Já sabia mais ou menos a tua opinião acerca deste assunto, por isso já sabes que discordo de algumas coisas.

    Sobre a lesão do Daniel Bryan, os fãs não podiam adivinhar se ele ainda não tinha recuperado totalmente. Com o seu regresso, partia do suposto que ele estava a 100%, por isso é que o apoiei na Royal Rumble. Se a WWE sabia que ele não estava em condições, que não o fizesse regressar e ganhar o Título Intercontinental num Ladder match na WM.

    Eu acho que os fãs podem gritar aquilo que quiserem desde que não ofendam ninguém, nem façam o que fizeram nessa RAW. Uma coisa que não gosto, é quando a WWE quando a WWE retira cartazes aos fãs por já haver muitas cartazes desse determinado lutador (Daniel Bryan) ou obriga os fãs a tirarem as roupas de lendas que tinham vestido. A WWE nisso fica muito mal na fotografia. Acho que os fãs têm direito a apoiarem quem quiserem.

    • danielLP21 - há 1 ano

      Obrigado.

      Claro que essa atitude da WWE não passa de uma atitude ditatorial. Cada um apoia quem quer, sem dúvida.

  15. ZigglerRollins - há 1 ano

    Excelente artigo Daniel, foi um bom tema para analisares e fizeste-o da melhor maneira!
    Concordo contigo em praticamente tudo e acho importante a forma como descreveste a forma como o Reigns foi tratado, talvez se não tivesse sido dito ao fãs que o Bryan iria voltar não teria havido tanto ódio à volta de Reigns… e é como tu disseste no ano passado também torcia pelo Bryan para que ele vencesse o titulo WWHC porque gosto muito do Bryan como wrestler e pessoa. Se o Bryan não ganhou a Rumble obviamente que não foi por não estar preparado mas sim porque dentro da empresa se sabia que fazer o Bryan ganhar a Rumble e vir a ganhar o Lesnar na Mania poderia trazer riscos para a empresa.
    Tou à espera do próximo artigo, bom trabalho!

  16. BRRM - há 1 ano

    Excelente artigo.

    Concordo com tudo, principalmente com esta frase: “…fãs “revoltados” que vão para o Twitter fazer exigências, como se soubessem o que é gerir uma empresa como aquela, e que acham que “antigamente era tudo perfeito, agora nada presta” porque é o que está na moda dizer-se.” Nesta frase tu dizes tudo (ou quase tudo) aquilo que me irrita nos fãs da WWE atualmente que, aliás, são uma das maiores razões para o facto de eu já não gostar tanto disto como dantes. Este negócio, tal como todos os outros, depende dos fãs para ter sucesso, mas era tudo muito mais fácil se alguns desses fãs não fossem tão irritantes.

  17. FranciscoAP - há 1 ano

    Sugestão: Para a semana, escreve um artigo com o título “Os fãs da TNA”. Calma, antes que comeces logo a torcer o nariz, pensa bem nisto. Seria algo assim do género:

    “Cutting Edge #8 – Os fãs da TNA

    Quem? É isso e unicórnios.

    Até para a semana.”

    Pimbas, diz lá agora que uma semana de folga não te sabia bem. Quem é amigo, quem é? De nada, pá, de nada.

    • danielLP21 - há 1 ano

      Bem, calculo que isso seja uma crítica por não escrever sobre a TNA ou porque não dizer “fãs de Wrestling”. Isso tem uma explicação e até era para a dar no artigo: os fãs da WWE e os fãs de Wrestling em geral não são toda e a mesma coisa, daí que eu tenha separado as águas.

      Obrigado pelo comentário.

      • FranciscoAP - há 1 ano

        Não é crítica nenhuma, era só uma piada. Fraquinha, pelos vistos. Mas como a TNA parece ter mais, desculpem o englishanço, “haters” que fãs… Não que eu ajude muito a equilibrar as contas, tendo em conta que já deixei de acompanhar, mas enfim.

      • danielLP21 - há 1 ano

        Ahhh! Por acaso demorei a entender, visto que o comentário teve a modos que uma enorme dose de ambiguidade. Tanto podia ser uma crítica, como podias estar a dizer que os fãs da TNA são iguais aos da WWE, como isso que explicaste agora.

        É verdade que a base de fãs da TNA já foi maior. A companhia não tem ajudado muito a inverter a situação, mas o exagero que se vê por aí não deixa de ser óbvio. Também há um grande número de “entendidos” que mandam tudo o que a TNA faz abaixo, nem sabem bem porquê. É mais uma coisa que é “cool” fazer-se atrás do computador.

  18. CenaLunaticFringe - há 1 ano

    Excelente artigo. Tem uma qualidade muito boa, em todos os aspetos.

  19. KO - há 1 ano

    Excelente artigo, no qual concordo em tudo.

    Quando notícias como: “Roman Reigns será a aposta da WWE como rosto da empresa”, todos interpretaram a notícia como se a WWE tivesse a tentar criar um novo John Cena. Mas evidentemente é um equívoco, que parece que ninguém percebia. O Reigns pode ser a aposta da WWE para ser a cara que a represente, mas isso não implica que ele será um novo Cena. Stone Cold, The Rock e Hulk Hogan já foram as caras da WWE, e principalmente nos dois primeiros casos, nenhum se aproximava à personalidade de Cena, então por que diabos Roman Reigns iria?

    Depois que este tipo de notícia já estava dispersada por todo o WWE Universe, eles tenderam a comparar tudo de Reigns com tudo de Cena. A maioria já via o Reigns de maneira torta, criando uma imagem ilusória de que ele seria o super-herói que o Cena é. Daí criticaram seu move-set (como se queridos do público como The Rock fosse sublime em ringue). Criticaram suas promos (esse sempre foi o ponto fraco dele). E o grande problema dessas críticas é que elas partem dos fãs que assistem pela internet, que não fazem nada para ajudar a WWE (quero dizer, não compram produtos, não assinam a WWE Network, nem assistir pela Tv assistem). Só sabem críticar tudo o que veem. Idolatram a Attitude Era, mas nem sequer um show assistiram da época.

    Eu vi que Reigns foi bem vaiado até pelos fãs que pagaram ingressos, mas isso se deve mais pelo fato de que a maioria deles não tem opinião própria, então se vê Reigns a ser vaiado irão o vaiar automaticamente. Além de que seu booking foi péssimo, e o apogeu dessa ruindade se passou no Royal Rumble, em que tudo pareceu muito forçado. O caso do Reigns é apenas o de maior impacto dos mais recentes, pois causou a mudança do main event da Wrestlemania. Entretanto, há vários casos em muito menor escala em que os fãs se comportam de maneira infantil, ou se comportam de maneira a parecer “cool” como dissestes.

    Poderia colocar várias citações de seu artigo em que fostes impecáveis, mas iria colocar demasiada coisa. Quase o artigo inteiro xD. Mas vejo que nos comentários acima já há vários trechos pegados, em que concordo.

    • danielLP21 - há 1 ano

      Obrigado, KO.

      Hulk Hogan tinha uma gimmick muito semelhante à do Cena. O Rock e o Austin é que não tinham nada a ver.

      Pois, o Rock não era um grande wrestler. Era um excelente seller, mas também não tinha um move-set muito alargado.

  20. ZigglerPunk - há 1 ano

    Excelente trabalho!
    Não tenho nada a acrescentar.

  21. Henrique YES! - há 1 ano

    MUITOS PARABÉNS!!
    Adorei o artigo…
    Quanto ao Reigns, desde os tempos em que ele fazia parte da Shield, eu não via nada de especial nele (tal como tu em relação ao Ryback) mas lá ia suportando e não reclamava pois ele andava em grupo e com o talento que os outros dois indivíduos (Dean Ambrose e Seth Rollins) possuem não se notava tanto as “falhas” que se notam agora que está a solo.
    A uma certa altura, o Reigns começou a ser mais decisivo nos combates que tinha (grupo ou solo) e chegou mesmo a vencer grandes estrelas como CM Punk.
    Como nunca o tinha “idolatrado” não via grande justiça nestas decisões, mas como até ali calei-me.
    A partir do momento em que “destroem” a Shield e elevam o Roman Reigns de uma maneira inacreditável, já não me estava a cheirar nada bem.
    Chegou o Royal Rumble, já estava convencido de que seria o Roman a ganhar, mas claro, como GRANDE fã que sou do Daniel Bryan, e digo-o sem problema algum, pois para além deste, também gosto muito de outros lutadores, queria que fosse ele o vencedor…
    Se achava justa esta decisão? Não.
    Se concordava a 100% com esta decisão? Não.
    Se exigia esta vitória? Não.
    Se achava o “melhor para o negócio”? Não.
    Mas, também não concordava com uma vitória do Reigns pois há no plantel, superstars com muito mais talento que ele, muito mais interesse do que ele (minha opinião).
    A partir daí não aguentei e explodi tudo o que tinha andado a “engolir”. Não tenho nada contra o rapaz, mas acho injusto ele ter este push, quando gente como Ambrose, Ziggler, Wyatt, etc… não têm??
    Não comecei a reclamar com o Reigns porque virou moda, não. Apenas nunca “morri de amores” por ele e aproveitei esta decisão precipitada (mais uma vez digo, minha opinião) para descarregar tudo.
    Não sou a favor dos fãs vaiarem o Reigns daquela forma, até porque não é ele que tem culpa, mas seacho que os fã se devem manifestar? Sim.

    Para finalizar, deixo aqui mais uma vez os meus parabéns ao Daniel pelo excelente artigo.

    Cumprimentos

    • danielLP21 - há 1 ano

      Obrigado.

      • Rui Dionisio - há 1 ano

        que Obrigado de desprezo mesmo XD. Coitado, eu até concordo com ele, os fãs devem manifestar-se (se seguirem pela sua própria cabeça e souberem o pk de estarem a manifestar), se não houvesse pessoas de opiniões diferentes no Wrestling para discutir (de forma argumentativa obviamente), tal como tu disseste no artigo, não valeria a pena a existencia de sites como este.

      • danielLP21 - há 1 ano

        De desprezo nada. Só digo mais alguma coisa para além do agradecimento quando tenho algo a acrescentar. Como percebo perfeitamente o que ele escreveu e concordo, não disse mais nada. Se quisesse desprezar, não respondia.

      • Rui Dionisio - há 1 ano

        ok :), então percebi mal (também acontece a qualquer um)

  22. wwe - há 1 ano

    meu deus, que artigo, o melhor que já li, agora ainda tenho menos duvidas que es o melhor escritor deste site

    tive mesmo pena do reigns não se tornar campeão, ele merecia, se havia alguém que não teve culpa nenhuma foi o reigns, toda a gente viu a sua evolução no road no wrestlamnia, o tipo esforçou-se mesmo e para que? para ver o seu momento roubado? para não falar no combate com o big show, meu deus, que combate, para mim o melhor last standing dos últimos 7 anos. não percebi porque o bryan entrou no royal rumble, diziam que ele ainda tava lesionado e regressava depois do rumble

  23. Gonçalo "The best" - há 1 ano

    Finalmente! Conseguiste fazer um artigo onde mostras-te toda a tua qualidade. Não que os outros foram maus(foram muito bons) mas é que neste mostras-te uma escrita de classe(sempre simples e muito fácil de entender)e aprofundas-te a tua opinião. Claramente o teu melhor artigo! Este foi mesmo Top!

    Quanto ao artigo em si, nada a acrescentar. Concordo com tudo!

  24. ZéCeará - há 1 ano

    Foi de longe teu melhor artigo, deu para perceber que estás mais a vontade e se expressando melhor. És aquele assunto que pedi em relação ao fãs?

    Concordo em absolutamente tudo, principalmente quando foca no Reigns.
    É engraçado que esses fãs de internet querem por que querem o comparar e chamar de novo Cena, mas apenas eles tem essa visão. A WWE jamais deu mostras para isso, mas como todo jovem que a WWE aposta ganha essa má fama… ninguém escapa.

  25. Sorlei Rui Oltramari - há 1 ano

    Ótimo trabalho, Daniel. Exatamente o que eu penso sobre alguns fãs.

    Ser booker ou chefe da WWE deve ser um saco, pois se você dá a mão, os fãs querem o braço e se você dá o braço eles querem o corpo inteiro. De qualquer forma, os fãs podem ser espetaculares, como na storyline entre Bryan e a Authority, como também podem ser o inverso, como no debut do Wyatt, na qual vários fãs gritavam ‘Husky Harris” ou com os citados cânticos às divas no Raw pós WM, que foram de um mau gosto tremendo.

    Creio que a vitória do Reigns na Rumble Match não foi vaiada por ter sido ele a vencer, mas sim pela construção que ele teve até e após o combate. Para ser um superstar de topo, você precisa ser carimático do seu jeito e o Reigns se destacava pelo seu estilo brawler e intenso de wrestling, além do seu look diferente, ideal para estar no ME. Mas promos infantis e feuds brochantes, além dos boatos de este ser o “sucessor de John Cena” não o auxiliaram a ficar ‘over’ com os fãs.

    Quanto ao Bryan, creio que era melhor ele ter regressado na Rumble Match como um participante surpresa, para que os fãs não criassem demasiada expectativa para a RR Match. O homem conseguiu criar uma ligação com os fãs impressionante e espero que não tenha que se aposentar logo devido a suas lesões.

  26. dean ambrose - há 1 ano

    otimo artgo.

  27. Miguel Carlos - há 1 ano

    Que artigo fantástico!! Mesmo muito muito bom, Daniel! Não tenho nada a acrescentar.

  28. TheMiz - há 1 ano

    ” Porque é que um fã de um wrestler exímio e completo, como Daniel Bryan, há de ter mais credibilidade como fã do que alguém que gosta de uma personagem de Super-Herói, como a de John Cena, ou mais complexa, como a de Bray Wyatt? ”

    Muito mas muito bem dito ! Excelente artigo Daniel, parabéns !

  29. Stone Cold - há 1 ano

    Em relação a Roman Reigns devo dizer que nunca fui grande fa dele mas também nunca o odiei. Simplesmente acho-o um superstar que tem o seu talento e que merece algum destaque e admito isso embora não me fizesse qualquer diferença se ele não tivesse sucesso. Sim fiquei algo revoltado com a vitoria dele no Rumble mas não foi por o Daniel Bryan ter perdido como muitos outros. Foi apenas pelo combate Royal Rumble miseravel que nos ofereceram e no qual nao exploraram minimamente rivalidades interessantes da epoca, nao ofereceram um espetaculo de wrestling digno e eliminaram de forma miseravel e vergonhosa potenciais vencedores só porque sim mantendo Kane e Big Show, dois wwe superstars totalmente descredibilizados, para o final. Resumidamente o Roman Reigns até poderia ter ganho desde que a sua vitoria fosse construida como deve de ser, desde que os seus maneirismos dos Shield se mantivessem, desde que apostassem a serio na sua feud com o Lesnar e desde que não me tentem obrigar a gostar e a aceitar alguem no topo só porque eles querem. O Reigns deveria ter estado arredado da rota dos titulos e do main-event sempre envolvido em boas rivalidades com heels como Bray Wyatt, Rusev, Sheamus, o proprio HHH até ao momento certo em que finalmente o lançassem numa altura em que o publico realmente pedisse Reigns.

    Em relação a Cesaro é a meu ver o melhor no ringue na wwe atualmente. Peca e muito pelas suas enormes debilidades no microfone, carencias que poderiam ter sido colmatadas na perfeiçao com uma uniao com Lana que penso fazer muito mais sentido do que esta associaçao com Ziggler que nao beneficia nenhum dos dois.

    No que diz respeito aos fãs subscrevo totalmente. Tenho perfeita noção de que existem muitos fãs que não apreciam o talento de alguns superstars que admiro bastante e não é por isso que mudo a minha opinião sobre eles apenas para “estar na moda” e ainda bem que também pensas assim pois isso é ser um verdadeiro fã de wrestling.

    Mais uma vez em relação a Roman Reigns. Por vezes eu nao concordo com o booking que lhe é atribuido mas isso não se deve ao fato de ganhar sempre e de ser o novo cena como dizem por aí. O meu descontentamento tem mais a ver pela forma como ele tem sido promovido, como a futura cara de empresa, posição que acho que não lhe assenta pelas suas debilidades no microfone e por isso acho que ele deveria sim ser um superstar de topo nao precisando para isso de ser a cara de coisa alguma. Poderia perfeitamente ser uma especie de Goldberg ou algo do genero. Acho que encaixa mais nesse perfil do que propriamente em ser a cara da companhia pois olhando as caras anteriores Reigns é de longe muito fraquinho para estar nesse papel.

    Finalmente e para abordar o tema do antes era tudo perfeito e agora não presta devo de fato dizer que recorro muitas vezes a essa afirmação e faço isso porque é realmente algo que sinto. Quer seja pela wwe não demonstrar o minimo esforço em criar main-eventers nos ultimos anos quer pelo fato dos poucos que conseguia pushar serem arruinados sem motivo para tal o que é certo é que a wwe atualmente está muito longe daquilo que já foi e essa situação nota-se até por ca por Portugal com claros decrescimos na quantidade de pessoas a verem wrestling. É uma realidade e nao tenho como negar as enormes saudades que tenho daqueles tempos em que valia a pena ver wrestling todas as semanas sem me aborrecer e suspirar por mais. Infelizmente hoje em dia nao posso dizer o mesmo.

    Excelente artigo saudações

    • danielLP21 - há 1 ano

      Obrigado.

      Não, antes não era tudo perfeito nem agora é tudo mau. Simplesmente antes não era tudo analisado ao pormenor, semana a semana, programa a programa, como é hoje em dia! Achas que em 2000 se analisava se o lutador “x” ou “y” sofria um pin num combate de Tag Team na SmackDown?

      Hoje em dia, fica “tudo” chateado pelo facto de o Rollins não fazer o pin no Ziggler no Fast Lane mas sim o Kane. E eu pergunto: daqui a 5 anos, que vai importar esse pequeno pormenor? O que é que isso vai mudar na carreira do Rollins? Absolutamente NADA!

      Enquanto se analisar tudo ponto a ponto, enquanto se esmiuçar tudo “tim-tim por tim-tim” não vamos desfrutar de nada e tudo nos vai parecer pior do que aquilo que é na realidade- Há coisas que podemos criticar e que não são simples pormenores (o tratamento que alguns lutadores têm e que não se adequa ao seu talento, por exemplo), mas esmiuçar tudo até ao mínimo detalhe também não ajuda em nada.

  30. The Brazilian DRAGON - há 1 ano

    Acho interessante e bem iludida a maneira como você critica os smarks como se fossem uma realidade distante e totalmente diferente de você e nem percebe que você mesmo é um smark e está no mesmo barco que todos, você se esquece do fato de que é apenas um fã de internet que fica dando suas opiniões sobre o produto sem nunca ter trabalhado com isso, em outras palavras, você É um SMARK, e acho no mínimo estranho alguém criticar tanto um grupo de pessoas mas nem perceber que ele próprio faz parte desse grupo, enfim…..

    Achei seu artigo/texto uma completa porcaria (minha opinião) e vou explicar aqui o porque, e espero sinceramente que você responda e tente argumentar para dizer que eu estou errado (coisa que eu duvido).

    Você já parou pra pensar que a forma como o público do raw Pós-Wrestlemania tratou as divas é uma culpa e um reflexo de como a WWE/Vince tratam as divas?? elas são retratadas como simples acompanhantes de seus maridos, atrizes de reality show e apenas uma pausa para ir ao banheiro, se elas são tratadas pela WWE como apenas “suckers” de seus maridos, porque os fãs as veriam de outra forma????
    Os fãs não são machistas, considerando que esses mesmos idolatram as mulheres talentosas do NXT como Sasha e Bayley (essa até recebeu cânticos durante esse mesmo combate), o que eles cantam é apenas uma resposta ao que a WWE os oferece, se oferecerem divas talentosas que tem tempo pra lutar eles apoiam, e se forem apenas tapa buracos sem tempo, que não fazem nada de interessante e estão lá apenas de enfeite e para ser “suckers” de seus maridos o público vai tratá-las como tal, simples…

    “a súbita falta de talento de Roman Reigns, que, estranhamente, só foi descoberta ao fim de dois anos. Até essa altura, Reigns era um wrestler consensual”
    Talvez essa falta de talento não tenha sido súbita e ela sempre existiu, mas nunca foi mostrada porque na época da The Shield, Reigns se escondia atrás de Dean e Rollins, e seus defeitos não apareciam e eram escondidos dentro da coletividade do grupo, já que ele só entrava para finalizar em tag team matches, sua falta de ring-skills não era aparente e já que ele só precisava falar “believe that” sua falta de habilidade no mic também ficava oculta, o fato é que Reigns sempre ficou no “escudo” da Shield que o protegia e não mostrava o quanto ele era inexperiente e limitado.
    Basta ver que após o rompimento da stable, Dean e Rollins iam ficando cada vez mais populares com o público enquanto Reigns, mesmo sendo o co-main event do Summerslam, não conseguia agradar e atrair a atenção dos fãs, daí pra frente seus cheers foram sempre diminuindo cada vez mais, até quando ele saiu para se tratar da hérnia, depois da sua volta ele foi apoiado praticamente que apenas por crianças e aconteceu o que aconteceu no Royal Rumble.

    Os fãs gastam seu suado dinheiro na WWE, e como tal, eles tem direito de se expressar da maneira que bem entenderem e apoiarem quem quiserem porque afinal de contas os fãs são a razão pela qual Vince é milionário hoje, e o mínimo que os fãs podem fazer é usar a sua voz, e os oficiais de escutarem o que os fãs dizem.

    Não se precisa que ninguém de dentro da WWE confirme que o Roman será o novo Cena para sabermos que isso é verdade, é uma coisa que está mais que óbvia desde 2013, isso se percebe a quilômetros e só não enxerga as similaridades e o booking igual, quem não quer ou é muito ingênuo: Personagem focado nas crianças, não perdeu limpo em singles matches 2 vezes sequer até hoje, tem apenas 5 moves, apanha durante todo o combate para depois vencer usando um comeback manjado, é repetitivo, merchandise com frases de auto ajuda “i can i will” “never give up”, tentativas de fazer piadas sem graça, seus fãs são na grande maioria crianças. Enfim, basta assistir a programação da WWE com o seu cérebro ligado para ver que Reigns é o próximo Cena.

    Outro fato no mínimo estranho no texto é que você reclama dos malditos e desalmados fãs “inteligentes” que tentam ensinar aos outros aquilo que devem gostar, mas ao mesmo tempo você tenta passar regras de como ser um fã melhor e ensinar como se comportar, para mim isso não faz o mínimo sentido.

    Enfim, essas são minhas opiniões sobre o artigo e espero que vocês aprovem o comentário, é apenas o que eu penso e não tive a intenção de ofender ninguém(e não ofendi).

    • danielLP21 - há 1 ano

      Não, não ofendeste ninguém. Agradeço o comentário, principalmente por ser um comentário tão longo a um artigo “de porcaria”.

      Primeiro: sabes o que é um smark? Um smark não é um fã qualquer que escreve na Internet! São aqueles que, supostamente, percebem mais do assunto e durante os eventos proferem os cânticos que os fãs “normais” (os burros, portanto, que também existem na Internet) não proferem. Os “smarks” são os “rebeldes” que, normalmente, vão contra tudo o que a WWE faz. E como eu não me revejo nesse grupo, não me considero um “smark”.

      Quanto ao facto de eu escrever na Internet, é apenas um privilégio que me deram. A minha opinião não vale mais do que a dos outros, nem nunca me vais ouvir a dizer tal coisa. Aliás, eu durante o artigo disse que não há fãs de primeira categoria nem fãs de segunda. Ou só leste as partes que te interessaram?

      O que me leva à parte do eu “tentar ensinar como ser fã”. Ou tu não leste o artigo todo, ou então não sei se sabes ler. Acho que “O meu conselho (que vale o que vale, nem eu estou a tentar dar aulas de ‘como ser um fã de Wrestling’)” responde a essa tua crítica.

      Esse argumento de “tratamos assim as Divas, porque é assim que o Vince as retrata” é das maiores palhaçadas que leio por aí. Não me leves a mal, até estava à espera que mais gente dissesse o mesmo. Felizmente que isso não aconteceu. Então mas somos todos crianças? Se o Vince as retrata dessa forma, NÓS só temos que ser mais “adultos” e tentar ajudar a companhia a mudar a situação.

      Espera um pouco: então o Vince retrata as Divas de determinada forma e nós temos que seguir isso como se fôssemos um rebanho; mas quando um lutador é “injustiçado” revoltamos-nos porque queremos mudar a situação. Porque é que no caso de esse tal lutador não seguimos a mentalidade da WWE?

      Porque é que quando a WWE diz que Daniel Byan é demasiado pequeno, os fãs não seguem essa mentalidade? Simples: Daniel Bryan tem a sua falange de fãs desde há muito tempo, ao contrário das Divas. Mas a razão principal, quer queiram aceitar, quer não, é esta: Daniel Bryan é HOMEM e as “Divas” são MULHERES. E admitam ou não, a maioria dos fãs concorda com Vince na forma como este trata as mulheres. E não me venham dizer que “Daniel Bryan não se compara com as Divas”. É essa a mentalidade retrógrada que eu critico.

      Quanto ao Roman Reigns, dizer que ele depois do fim do grupo só era apoiado pelas crianças é uma tremenda mentira. Basta ver a ovação que teve no TLC 2014 quando “regressou” (apesar de ter aparecido na Raw anterior) para comprovar isso. O combate com o Randy Orton podia ter sido melhor, mas o apoio que ele tinha nessa altura era bastante sólido.

      Tudo mudou com o regresso de Daniel Bryan e com as promos ridículas que lhe escreveram. Quando ao facto de ser o novo Cena, diziam o mesmo de Sheamus (EXACTAMENTE O MESMO) em 2012, e vê-se onde ele está hoje na hierarquia dos babyfaces.

      Quanto ao move-set, é ir ver o número de manobras que The Rock fazia no seu tempo ou que Steve Austin fez depois da sua lesão, ou que Mick Foley fazia, ou Undertaker até 2001, ou Triple H. Na Attitude Era, a tal Era perfeita, nenhum dos 5 principais tinha um grande move-set. Isso mudou um pouco com Chris Jericho e, principalmente, Kurt Angle e Chris Benoit. Se fosse hoje em dia, não duvides que The Rock seria chamado de “novo Cena”, tal como qualquer babyface que a WWE tente construir. Até Daniel Bryan recebeu críticas dessas no ano passado, na Internet, e não foram minhas (vês? Mais uma diferença entre mim e os smarks).

      Essa mentalidade do dinheiro é igual à do Vince. O que interessa é o dinheiro, em todo o lado. Como eu não tenho essa mentalidade, não acho que o facto de alguém pagar o seu bilhete lhe dê o direito de OFENDER quem está a trabalhar, por razões EXTERIORES a uma personagem e ao que se passa no ringue. É patético e eu não aceito isso. Se tu aceitas, é porque és igual a eles.

      Mais uma vez, obrigado pelo comentário e não há razão nenhuma para não ser aprovado. Aqui não há censura quando as opiniões são respeitosas e não são ofensivas.

      • The Brazilian DRAGON - há 1 ano

        Procure a definição de smark em algum site que explique termos insider, smark não é nada mais que um termo usado para definir um “smart mark” um fã que sabe que wrestling é pré determinado, mas mesmo assim acompanha, tem algum conhecimento mas não tem qualquer relação dentro do negócio e seus conhecimentos são limitados ao que leem na internet. Ou seja, você é tão smark quanto esses “pobres coitados” que tanto critica.

        OK, então apenas porque você coloca uma frase como “O meu conselho (que vale o que vale, nem eu estou a tentar dar aulas de ‘como ser um fã de Wrestling’)” muda em alguma coisa o que você disse no texto todo??? você passa o artigo inteiro a criticar outros tipos de fãs (os “inteligentes” e os calados) e a tentar ensinar como devem se comportar, mesmo criticando todos os “smarks” por tentarem ensinar aos outros do que e de quem devem gostar, e você fala como se fosse o grande conhecedor e o fã ideal e perfeito de wrestling, enquanto critica a maneira de pensar dos outros, coisa pela qual acusa os “entendidos/smarks”. Isso para mim tem nome e se chama hipocrisia.

        Comparar Daniel Bryan com as divas é uma completa estupidez e não faz o mínimo sentido porque são casos completamente diferentes, todos já sabiam das capacidades de Bryan, ele já tinha tido muito tempo no show para demonstrar do que ele é capaz e era um wrestler completo com seu talento e carisma, enquanto isso as divas não tem tempo para mostrar que tem valor, os fãs sabem que boa parte delas não tem talento e são contratadas apenas como “eye candy”, e o que elas mostram semanalmente não é suficiente para provar que tem valor, e basta ver que as divas principais (Nikki e Brie) não chamam a atenção da maioria e são desinteressantes e sem carisma.

        Após a separação da Shield, Reigns foi tendo uma diminuição gradativa no seu pop SIM, enquanto Seth e Dean ficavam cada vez mais overs com o público o apoio ao Reigns ia apenas diminuindo, é claro que ele recebia uma boa reação do público dependendo da crowd, mas não como Dean e Seth, depois, ele passou a ser apoiado quase que só por crianças até chegar no fatídico Royal Rumble. O fato que interessa é que após o fim da Shield o pop do Reigns apenas diminuiu e isso é um FATO.

        Então você está me chamando de patético indiretamente… na minha opinião patético é quem fica ofendido por coisas pequenas e reclama de tudo aquilo que não é “politicamente correto”, ofender pessoas em seu trabalho?? se você pensa assim, acho que deve detestar futebol e todos os outros esportes, já que os fãs passam a vida a ofender os atletas e árbitros (coitadinhos) nos estádios… enfim, acho que quando eles as ofenderam, estavam falando de apenas seus personagens e não das mulheres pessoalmente.

        Obrigado por aceitar o comentário e responder.

      • danielLP21 - há 1 ano

        Eu não detesto o futebol por causa dos adeptos (torcida), tal como não detesto o Wrestling por causa dos fãs. Os teus argumentos são cada vez piores.

        PARA TI, Daniel Bryan e as Divas não têm comparação. Para mim, têm. São todos seres humanos, e dizer que o que disseram sobre as Divas não era sobre a vida pessoal deve ser para rir…

        Eu não tentei dar lições de como ser fã, quer aceites isso, quer não. Escrevi APENAS a MINHA visão sobre este assunto, porque como fã, custa-me ver outros fãs a desrespeitarem tudo e todos (lutadores e outros fãs) porque se acham algo que simplesmente não são. O que eu queria dizer não era que sou melhor que eles, é precisamente que eles não são mais que os outros! Que somos todos iguais, com a diferença de que uns pagam e outros não (e eu respeito imenso quem paga), que não há fãs de primeira nem fãs de segunda. Nem falei de todos os fãs pagantes. Restringi-me a apenas grupos específicos que, pessoalmente, me irritam e fazem com o que eu fique frustrado ao ver uma Raw em que proferem cânticos desses.

        Isso é o mesmo que tu dizeres que eu, ao escrever um artigo a elogiar alguém, estou a dizer que todos devem gostar dessa pessoa. Não faz sentido NENHUM. Porque se assim fosse, mais valia ninguém dizer nada nem debater nada. E o que vale é que és um dos míseros dois leitores que me acusaram disso. É sinal que a maioria percebeu o objectivo do artigo.

    • Tunes9 - há 1 ano

      Na parte que falas das “Divas” nem tenho palavras para descrever o que disseste, das duas, uma, és muito novo ou és um machista, não sei qual será.

      • The Brazilian DRAGON - há 1 ano

        Das duas uma, ou você não entendeu meu comentário ou não entendeu meu comentário… não sei qual será.

        Não sou machista de maneira nenhuma, muito pelo contrário, eu adoro wrestling feminino e é uma das razões principais que me faz assistir, e inclusive meu/minha wrestler preferido/a da atualidade (contando ambos, homens e mulheres) é uma diva do NXT.
        Eu apenas disse que a WWE/Vince trata suas mulheres de uma maneira ruim, então os fãs naturalmente vão tratar elas de uma maneira ruim, é simples e lógico.
        Veja o NXT por exemplo: todos amam as divas e ninguém fala mal delas, os fãs adoram as ver lutar e elas estão constantemente tendo grandes combates e grandes segmentos, elas são idolatradas e respeitadas assim pelo público porque são tratadas como lutadoras competentes.
        Já no Main Roster as divas não tem tempo suficiente para fazer nada de destaque, boa parte delas tem qualidade duvidosa e são completamente desinteressantes e são tratadas como atrizes de reality show que estão lá por causa de seus maridos e não por serem wrestlers de verdade, aí o público as trata dessa maneira e não as leva a sério, simples…

      • danielLP21 - há 1 ano

        Então se a Sasha Banks for retratada da mesma forma que as que estão agora no main-roster, merece esse tipo de cânticos?

        Ninguém está a dizer que os fãs têm que gostar do que vêem no ringue. Têm todo o direito a não gostar! Mas há uma coisa chamada “respeito” e foi a falta do mesmo que eu critiquei. Podiam gritar “Booooooring!”, “This is awful”, qualquer coisa, mas comentários sexistas ultrapassam, a meu ver, os limites.

  31. MicaelDuarte - há 1 ano

    Até agora, o teu melhor artigo.

  32. Nunex - há 1 ano

    Até já há códigos de como se comportar como fã. Se o que aquela crowd cantou às belas é assim tão chocante então as crowds da ECW e algumas da WCW e WWF deviam ser todas presas

    • Nunex - há 1 ano

      E o Goldberg não era o novo Cena porque 1ºera um bom wrestler 2º se fosses ouvir as reações do público ele tava over quase por unanimidade entre os fãs

      • danielLP21 - há 1 ano

        1º O Goldberg bom wrestler?! Credo… Realmente, nem sei como contradizer isso. Deixas-me sem palavras. Muito superior ao Cena, sem dúvida.

        2º Pois, mas como eu disse no artigo, ERAM OUTROS TEMPOS. Vê lá se isso resultou com o Ryback… E o Cena no início não estava over quase por unanimidade entre os fãs? Com cada argumento…

    • danielLP21 - há 1 ano

      Não é código nenhum. Qual é a dificuldade em entender estas palavras: “nem eu estou a tentar dar aulas de ‘como ser um fã de Wrestling'”? Só não entendem porque não querem. Nem me vou dar ao trabalho de explicar mais isto.

      O problema é que nem sequer é chocante. Quanto às crowds antigas (antigamente é que era bom!) só conheço as da WWF, e não me lembro de ouvir nada disso. Os cânticos estavam SEMPRE relacionados com o que acontecia DENTRO da arena, com o que era mostrado na televisão. Ou tu achas que o meu problema é o facto de os cânticos serem “pouco PG”? Vai além disso, mas se não entenderam até agora, não vão entender nunca.

      Em relação à ECW, não gosto de quase nada do que era lá feito. Ups, parece que não sou um verdadeiro fã de wrestling…

      • The Brazilian DRAGON - há 1 ano

        hhmmm, então você não gosta da ECW, está explicado porque você odeia tanto os hardcore fãs e é tão adepto do “politicamente correto”, apenas te aviso que são principalmente esses fãs “inteligentes”, nojentos e imaturos smarks que sustentam o negócio, e se não fossem por eles, os fãs não inteligentes e não smarks, mas que adoram espalhar suas opiniões na internet e criticar coisas que não gosta (como você) não teriam o que assistir.

      • danielLP21 - há 1 ano

        Oi? Não gosto do PRODUTO da ECW, não disse nada sobre os fãs da mesma. Você é tão ridículo que nem consegue compreender NADA do que eu digo. Deixo de ser um fã de Wrestling por não apreciar o que a ECW fazia? Além disso, este artigo é sobre os fãs da WWE da ACTUALIDADE. Por isso, nada a ver.

      • Nunex - há 1 ano

        Não gostavas da ECW mas o RVD os Dudley’s o Stone Cold quando foram para a WWE já são bue bons é como o Zayn o Owens etc brilhavam nas idies e ningúem queria saber chegam ao NXT já são fãs deles desde sempre
        Sim o Goldberg é MUITO melhor que o Cena dá-me 10 moves que o Cena faça bem no ringue

      • danielLP21 - há 1 ano

        Rapaz, eu não gostava do PRODUTO DA ECW. Mas eu falei dos lutadores da ECW?! Por amor de Deus, não desvies o assunto.

      • Nunex - há 1 ano

        e sim antigamente era muito melhor do que tá agora mas é a minha opinião mas olhando para os ratings não devo tar assim tão errado

      • danielLP21 - há 1 ano

        Ratings? Que interesse tem isso hoje em dia? Tens um jogo de NFL à hora da Raw. Vês o jogo e logo a seguir já tens vídeos da Raw na Internet. Ratings… Por favor!

      • danielLP21 - há 1 ano

        Além disso, onde é que eu disse que antigamente não era melhor?

      • Nunex - há 1 ano

        E não tinhas jogos de NBA e NFL à hora do Raw antes também? Não é por aí

      • danielLP21 - há 1 ano

        Não sei. E claro que é por aí. Não havia acesso tão facilitado aos programas de Wrestling e se calhar as pessoas optavam por ver estes em detrimento dos outros desportos, até porque o produto era mais direccionado para os adultos do que hoje.

      • Nunex - há 1 ano

        Haviam jogos na mesma principalmente na NFL com o monday night football portanto não é por haver jogos de NFL ou NBA à hora do Raw isso sempre houve agora em termos de para quem é direccionado tens razão e na minha opinião é onde pecam mais. Querem agradar a toda a gente, acabam por sempre agradar a minoria e antigamente era ao contrário

      • Rui Dionisio - há 1 ano

        Nunex, em caps lock:

        O QUE ELE ESTÁ A DIZER É QUE ANTIGAMENTE, NÃO HAVIA VIDEOS COM O FULL EVENT DA RAW 10 MINUTOS DEPOIS DA MESMA ACONTECER, OU SEJA OS RATINGS INTERESSAVAM PORQUE ERA NECESSÁRIO QUE AS PESSOAS VISSEM EM DIRETO, AGORA AS PESSOA PREFEREM VER O JOGO DA NFL E SÓ DEPOIS VER O EVENTO COMPLETO NA RAW NO YOUTUBE, PERCEBESTE???

        quanto ao cena?
        queres 10? toma 50:
        https://www.youtube.com/watch?v=sP-fWNqwhXA

      • Rui Dionisio - há 1 ano

        Como podes ver, as melhores moves, era no tempo da Word Life, mas se lhe deres lutadores de agora que ele tenha quimica também faz bons combates como contra o CM Punk (diz dos combates entres os dois que nao tenha prestado), Randy Orton (uns melhores que outros, e a rivalidade de 2009 foi melhor que os combates em si), e o Kevin Owens, no EC também não foi mau, eu também gosto de ECW (tanto antigamente como na versão de 2008), mas há que respeitar o Daniel por preferir outra coisa sem ser o Hardcore Wrestling.

      • The Brazilian DRAGON - há 1 ano

        Daniel, eu que digo que “Você é tão ridículo que nem consegue compreender NADA do que eu digo.”
        Quando me refiro a “hardcore fãs” não me refiro aos fãs da ECW, e sim aos fãs apaixonados por wrestling de todo o mundo que gastam fortunas para viajar e acompanhar a Wrestlemania a cada ano e deixam o evento mais especial, aqueles que fazem o Raw Pós-Wrestlemania ser o evento mais aguardado do ano, aqueles que são a razão pela qual Daniel Bryan foi main event de uma Wrestlemania, me refiro aos nojentos e imaturos “Smarks”, “entendidos” e “inteligentes” como você diz, são esses fãs que movimentam a indústria e fazem coisas incríveis acontecerem ano após ano, sem eles você (e todos nós) provavelmente não teria mais wrestling para assistir.

      • Nunex - há 1 ano

        Rui Dionísio vi o vídeo até ao running crossbody. Ri-me e nem precisei de ver mais hahaha tira as palas pá

  33. Nunex - há 1 ano

    Atenção o artigo está muito bem escrito e com pontos em que concordo totalmente

  34. "Captain Charisma" - há 1 ano

    FANTÁSTICO.
    grande avanço colocar te como escritor de artigos. Até agora, porque infelizmente não tenho tempo, apenas lia SEMPRE o visão brasileira, pelo que dentro dos outros artigos escolhia ver os que me parecessem mais apelativos. Desde que começaste a escrever os teus artigos que passou a ser OBRIGATÓRIO ler também os Cutting Edge, assim como já quando não tenho tempo para ver as RAW costumo ler os teus comentário-resumo.
    Parabéns.

  35. Dante_edy - há 1 ano

    Não é necessário dizer muito: É o teu melhor artigo e está de facto excelente. Ao contrário do que poderia acontecer nos outros artigos, creio que concordamos em tudo desta vez. Mais como gosto de comentar, irei ver o que posso dizer do meu ponto de vista como fã do produto WWE e os seus fâs mais tarde.

    Continuação de um bom trabalho.

  36. Dolph Ziggler - há 1 ano

    Concordo contigo, Daniel. Excelente artigo. Os fãs que vão ao Raw depois da WM exageram um bocado por vezes e penso que chegou a uma altura em que eles não querem saber do que se está a passar em ringue em grande parte das vezes e vão simplesmente cantar coisas estúpidas porque é a cena fixe a fazer. Contudo, apesar disso, o público que atende a esse Raw também foi uma das razões pelo Bryan ter encontrado tanto sucesso no Yes Movement, ou então no breve sucesso da personagem do Fandango (claro que a WWE acabou por forçar e tudo e pronto). Com isto não estou a discordar contigo porque eles realmente abusam e já deixaram de ter piada com certos cânticos, mas também já ajudaram no desenvolvimento de algumas personagens.

    Já agora, o Ryback foi o único a levar o público do último Raw ao “rubro”. Merece crédito xD

    Muito bom o artigo, mesmo. Parabéns.

    • danielLP21 - há 1 ano

      Obrigado, Dolph.

      Sem dúvida que também ajudaram, não há dúvidas disso. O Objectivo do artigo, porém, era ver que nem tudo são rosas e que não só a WWE que merece críticas.

      É verdade. Só não entendo como não deixaram esse momento para o PPV. Davam um tease na Raw (com o Big Show a fugir do Shell Schocked) e deixavam o momento para o PPV.

      • Dolph Ziggler - há 1 ano

        Foi mesmo isso que disse no artigo do José. Esse momento deveria ter sido guardado para o PPV.

  37. Tunes9 - há 1 ano

    Excelente artigo, talvez tenha sido o teu melhor até agora, continua assim.

    É realmente estranho ter o Ambrose na rota do titulo quando perdeu vários combates até há pouco tempo atrás e não estava a ser nada valorizado e aproveitado, no entanto a “gimmick” dele sobrevive a vitórias e acho que a WWE trabalhou bem nesse sentido nos últimos meses, neste momento é credível outra vez e já ninguém se lembra dessas derrotas.

    Começo por dizer que não tenho Twitter e nem me dou ao trabalho de ir discutir para lá o que a WWE deve ou não fazer, o único sitio onde discuto Wrestling é neste site e é sem nenhum objectivo, não consigo perceber essas pessoas que o fazem e de nada serve mas enfim.

    Quanto ao Roman Reigns, era o meu preferido nos The Shield mas depois com o booking de que foi alvo comecei a gostar menos, no entanto fui a favor de lhe dar a vitória no Royal Rumble Match, foi o plano durante um 1 ano e acho que fizeram bem em segui-lo, até acrescento que era a favor da vitoria dele contra o Lesnar.

    Por fim, os cânticos que fizeram às “Divas” foram ridículos, só demonstraram ser machistas e sexistas sendo que nós devemos analisa-las como profissionais e não abusar e passar para a vida pessoal, não estão a gostar do booking da divisão e naquele combate estavam sem interessa, estão no seu direito, agora ultrapassar os limites e passar para o ataque pessoal nunca deve acontecer, foi uma estupidez.

    Bom trabalho Daniel. :-)

    • danielLP21 - há 1 ano

      Obrigado, Tunes.

      Lá está: não gostam do que se faz com as Divas, que as ajudem, como ajudaram ou tentaram ajudar outros lutadores. Não é com cânticos desses que vão ajudar as Divas e ser levados a sério pela WWE.

      • Tunes9 - há 1 ano

        Não tens de quê.

        Exactamente, subscrevo, não entendo essa mentalidade e espero que os fãs abram os olhos.

        Continuação de um excelente trabalho e até ao próximo artigo.

  38. Leonarso - há 1 ano

    Bom artigo porem n acho reigns esse péssimo wrestler q VC falou ele tem s seus erros mais é um dos poucos é grande e forte porem rápido só q a WWE n coloca mais moves nono set do reigns assim fica difícil é só ver ele no NXT(esqueci o antigo nome)q VC vê q ele tem s bastante talento porem n desenvolvidos

    • danielLP21 - há 1 ano

      Obrigado.

      Percebeste mal: eu sou fã do Reigns e não o acho horrível.

      • Leonardo - há 1 ano

        É amigo agr li com mais atenção e só li verdades e por isso pesso desculpa pelo meu erro…..Ótimo artigo…..me da uma raiva daqueles q se acham melhor q o Vince e quer q o show comece e termine do jeito q ele quer como VC falou cada um tem o teu gosto eu gosto do roman MTS pessoas gostam e MT n gostam Acho Normal agr fica ofendendo ele e falar q o Vince n presta mais pra ND isso me dá MT raiva….eu particularmente n gosta do Bryan mais SMP respeitei o ótimo wrestler q ele é e MSM se n fosse tal coisa n inha para de respeitalo ate pq tds eles estão trabalhando eu acho q se uma pessoa ama o fulano e odeia o Ciclano o q ela podia fazer é torcer para o push do fulano chegue mais rápido possível

      • danielLP21 - há 1 ano

        Completamente de acordo.

  39. WWEdge - há 1 ano

    Muitos parabéns pelo excelente artigo.

    Nunca cheguei a perceber a razão da “raiva” de alguns fãs, pelo Daniel Bryan não ter vencido a Rumble. Não sou a maior fã do Reigns (até ao momento), mas também não o odeio, e não me chateou minimamente a sua vitória na Rumble. Penso que a sua ascensão até podia ter dado certo, se a reação dos fãs tivesse sido outra. Desde desse dia que ele não tem tido um rumo incerto. Mas lá está, é como tu dizes, a WWE poderá ter outras coisas em mente, que nós fãs não sabemos.

    Ainda sobre o Reigns ser o novo Cena, eu própria já fiz essa comparação, mas não porque a tenha visto nalgum site ou algo do género. Houve uma altura que comentei com os meus irmãos que ele andava a tornar-se repetitivo no ringue como o Cena, tipo aquela cena dos 5 moves e por isso é que os comparei. Ultimamente já não noto isso, até tenho gostado dos seus superman punch.

    “Se amanhã nos tirassem o Wrestling, qual seria a primeira coisa em que iríamos pensar?”
    Ui, fiquei a pensar nisso, lembrei-me logo de segmentos, combates espetaculares com vários lutadores como o Edge, como não podia deixar de ser, Rey, Eddie, Batista, Orton, Taker, Lesnar, etc… Nunca nos iremos lembrar das partes negativas que tanto criticamos, essa é que é a verdade.

    “Porque é que um fã de um wrestler exímio e completo, como Daniel Bryan, há de ter mais credibilidade como fã do que alguém que gosta de uma personagem de Super-Herói, como a de John Cena, ou mais complexa, como a de Bray Wyatt?”
    Concordo a 100%. Cada pessoa é livre de gostar dos wrestlers que querem. Uns preferem os mais cómicos, outros os mais técnicos, outros os mais agressivos, e por ai fora.

    O teu último parágrafo seguido da foto do grande “American Dream” Dusty Rhodes, foi bastante profundo.

    PS.: Vê lá se pedes ao Luís Salvador, para meter no menu dos artigos o Cutting Edge. ;)

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador