Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Contacta-nos!

Cutting Edge #70 – The champion and the real star

Na última Raw, Kevin Owens conquistou o seu primeiro título mundial na WWE: o Título Universal. Trata-se de um momento há muito aguardado pela maioria dos fãs, nos quais me incluo, e que poucos esperariam, sobretudo da maneira que se verificou.

Owens é dos talentos mais completos que a WWE tem no plantel e, pessoalmente, julgo que este momento chegou tarde (mas não demasiado tarde, entenda-se). Se tivesse sido construído como deve ser, o novo Campeão Universal podia ter ganho o Título da WWE na WrestleMania, ou podia mesmo ter entrado como campeão no evento e ter defendido o ouro.

É verdade que se estreou em junho de 2015 e vencer o Royal Rumble seis meses depois seria dar-lhe um enorme push, mas se Finn Bálor se sagrou campeão ao fim de um mês, não teria sido de todo descabido dar o título a Owens ao fim de meio ano, sobretudo depois da estreia que teve.

Se Kevin Owens tivesse, depois da rivalidade com John Cena, continuado a derrotar adversários de renome (sendo que não há muitos, atualmente, no plantel da WWE) como Randy Orton (antes de este se lesionar), podia ter chegado a janeiro com a credibilidade suficiente para ficar com o título entretanto cedido por Seth Rollins e conquistado por Roman Reigns.

Sim, no verão passado a WWE não sabia que Seth Rollins se ia lesionar e ter de abdicar do título, mas isso não justifica que tenham tratado Kevin Owens como “mais um”. Não depois da sua primeira rivalidade ter sido contra John Cena e de o ter derrotado no seu primeiro combate no plantel principal, ainda como Campeão do NXT!

Em vez de ter lutado contra Cesaro num combate sem nada em jogo e de Randy Orton ter defrontado pela enésima vez Sheamus noutro combate inútil, Kevin Owens podia e devia ter lutado contra a “Viper” no SummerSlam do ano passado, derrotando os dois maiores nomes da companhia nos seus primeiros meses de plantel principal e, depois, podia então partir para a rota do Título Intercontinental vencendo Ryback de forma dominante e perdendo o título num combate com várias pessoas, de forma a não sofrer o “pinfall” decisivo (como aconteceu com Dean Ambrose em fevereiro).

Não foi nada disso que, no entanto, aconteceu. Terminada a rivalidade com Cena, Kevin Owens tornou-se em “mais um”, ao ponto de o seu combate na WrestleMania ser aquele em que entram muitos lutadores que não podem ficar de fora mas também não estão a fazer nada no momento. Owens começou a sua carreira na WWE derrotando John Cena e, nove meses depois, estava no mesmo combate que Stardust e Zack Ryder na WrestleMania, de onde ainda por cima saiu derrotado.

Ainda assim, já há algum tempo que desconfiava que o “Prize Fighter” ia entrar na rota do Título Universal nesta fase do ano, quando a WWE normalmente aproveita para testar algumas estrelas no main-event. Não esperava é que ganhasse o título, mesmo depois da lesão de Finn Bálor.

Na última Raw, tinha quase a certeza que seria Seth Rollins a sair como campeão, mas a WWE optou por uma (grande) surpresa. Foi um momento que, para quem é fã de Kevin Owens, irá perdurar durante muitos anos e u dos grandes momentos da Raw em 2016.

Porém, analisando mais friamente, não se pode ignorar que, mais uma vez, o protagonista da história não é o (novo) campeão, mas sim Triple H.

Mais uma vez, o “Cerebral Assassin” está envolvido numa grande decisão envolvendo um talento da WWE. Foi ele o responsável pelo cash-in de Randy Orton em 2013 contra Daniel Bryan; foi ele o responsável pelo fim dos Shield; foi ele o responsável pela vitória de Kevin Owens na última Raw.

Owens é o terceiro campeão que estará sob a égide de Triple H. O que é que me garante que, ao contrário do que sucedeu com Randy Orton e Seth Rollins, o atual campeão não será mais um fantoche atirado para segundo plano em relação à estrela principal, ou à verdadeira estrela, o C.O.O. da companhia?

Kevin Owens devia ser um Brock Lesnar versão 2002-2004 dos tempos modernos. Uma besta que perdia raramente e sempre por um bem maior (lembro-me apenas de quatro derrotas de Lesnar em dois anos: contra Big Show, Kurt Angle, Eddie Guerrero e Goldberg).

Brock Lesnar não perdia combates em programas semanais. Isso NUNCA aconteceu. Kevin Owens andou a trocar vitórias e derrotas com um irrelevante Dolph Ziggler há seis meses, em plena Raw, e perdeu duas vezes contra Sami Zayn. O que é que custava ter protegido mais este talento tão único?

Kevin Owens não tem a mesma personagem de Seth Rollins, que pode perder de vez em quando porque a sua personagem não lhe exige que ganhe sempre, embora no ano passado tenha perdido demasiadas vezes como campeão; Owens não é um Edge, o típico heel cobarde. Não é um Randy Orton, o heel arrogante que sabe que é mais bonito e talentoso que 90% dos restantes homens e usa isso para ganhar heat.

Kevin Owens é uma besta. Um “badass”. Aquele lutador que, mal a sua música toca, faz o ambiente mudar. Mas, infelizmente, não tem credibilidade para ser campeão.

Pelo menos, para ser um campeão protagonista. Porque para ser um “campeão-fantoche-marioneta” não é preciso muita credibilidade. Afinal de contas, é esse papel que, em princípio, lhe está reservado. Um papel secundário

A minha única esperança é que Triple H se foque apenas em Seth Rollins, durando essa rivalidade até ao Survivor Series, mas não acredito que tal aconteça. Rollins, caso se confirme o face-turn, ainda deve estar na rota do título, sendo prejudicado pelo “King of Kings” e lutando contra ele mais tarde.

Além disso, ainda há a questão de Stephanie McMahon e Mick Foley para resolver. A Raw, como vem sendo habitual desde 1997, continuará a ter as figuras de autoridade como foco principal, atirando para plano secundário aquelas que deviam, na verdade, ser as estrelas principais: Seth Rollins, Kevin Owens e, até, Roman Reigns.

Apesar de tudo, não deixa de ter sido uma manobra inteligente por parte da WWE, pelo menos no curto prazo. É garantido que os fãs ficaram curiosos sobre o que se segue e há algumas dúvidas no ar: irá Kevin Owens ser mesmo um fantoche nas mãos da Autoridade? Irão Roman Reigns e Seth Rollins colocar os seus problemas de lado de modo a enfrentarem um inimigo comum?

Pessoalmente, preferia ter visto Roman Reigns no lugar de Kevin Owens. Teríamos um double-turn e a continuação da rivalidade entre os dois ex-Shield. Mas também gostei – aliás, adorei – ver Owens a ganhar o título e a receber uma estrondosa ovação, semelhante à que Edge e Dolph Ziggler receberam quando venceram os seus primeiros títulos mundiais, mesmo sendo heels.

O meu maior desejo era que, na próxima Raw, Kevin Owens recusasse juntar-se a Triple H, afirmando que apenas aproveitou a oportunidade que viu à sua frente mas que nunca precisou de ajuda e, por isso, não vai juntar-se ao “The Game”. Mas nada disso vai acontecer, até pelo “thank you” endereçado por Owens a Triple H na última Raw. Vai ser mais do mesmo.

Antes de finalizar o artigo, gostaria de agradecer a todos aqueles que contribuíram para estas setenta edições do “Cutting Edge”. Parece que foi ontem que este espaço começou, mas a verdade é que o tempo voa e já foram atingidas as sete dezenas. Espero que continuem desse lado como até aqui e marcamos encontro para a próxima semana. Desejo-vos um bom fim de semana e até sexta-feira.

Sobre o Autor

- Autor do espaço "Cutting Edge".

27 Comentários

  1. Reigns one versus all - há 3 meses

    Bom artigo,Daniel.

    Fiquei bastante surpreendido pela vitória do Owens mas fiquei ainda mais surpreendido com o regresso do HHH,que apesar de não ter sido ele a ganhar,ele é que foi a estrela e o Owens o acessório.
    Isto leva-me a dizer que a cena da autoridade ja é algo chato,ja é muito repetitivo.
    Tirando isto,acho que o Owens tem tudo para ser um otimo campeão(tem de ter o título pelo menos ate ao Survivor Séries) e tou curioso para ver como será o Rollins a partir de agora,com o mais que provável face turn

  2. Tibraco - há 3 meses

    Bom artigo, embora, na minha opinião, algo prematuro. Não tenho assim tanta certeza de que o Owens se vai juntar ao HHH (ou, pelo menos, tenho a esperança que tal não aconteça). Seria demasiado boring despacharem o Foley e restaurarem já a antiga Autoridade. Acredito que haja algum bom senso e que essa ideia esteja descartada.

    Quanto ao reinado do KO, mais do que merecido. Não estava a ter o melhor dos booking’s, é verdade, mas, tal como o Dean, pode muito bem ser um campeão credível. Desde que o afastem o mais possível do HHH.

    • danielLP21 - há 3 meses

      Obrigado.

      Talvez seja prematuro, mas tendo em conta aquilo a que a WWE nos habituou, é de desconfiar logo de início.

      Sinceramente, acho que o Ambrose já deu o que tinha a dar como campeão. Neste momento é-me quase indiferente.

  3. PedroBITW - há 3 meses

    Parabéns pelos já 70 artigos publicado no WPT! Espero que seja para continuar.
    O KO é neste momento o meu wrestler preferido e fiquei muito contente com a vitória dele no Raw. Acho que é um wrestler extraordinário e que pode dar novo animo à Raw sendo a figura principal. Espero mesmo que não estraguem o KO como estragaram o Rollins quando foi campeão da autoridade. O Owens tem de ser um heel dominante e não retratado como um cobarde atrás da autoridade como foi o Rollins.
    Sinceramente fiquei sem entender quem vai ser agora o contender pelo titulo. Vai ser o Rollins? Reigns? Os dois?

    • Gabriel Taker - há 3 meses

      Talvez seja o Reigns e o Owens acredito que o Owens vencerá de forma limpa no COC ja está na hora desse booking do Reigns de “invencivel” acabar.
      Ou talvez podemos ter uma Triple Threat para o COC com Owens vs Rollins vs Reigns, essa opção me agradaria mais. Qyando o Rollins for vencer o Reigns tipo deu um pedigree e vai vencer o Reigns o HHH aparece e novamente o atrapalha e Owens sem ter culpa faz a contagem no Reigns caido e retem. Tipo no COC acho mto dificil Rollins e HHH se enfrentarem até pq o evento é daqui a 3 semanas e uma FEUD como essa deve ser contruida em mto tempo, Mas no HIAC é provavel essa match terminando a FEUD no SS ou no RR com o Rollins eliminando o HHH por ultimo e indo pra WM33 ai com o Retorno do Balor teriamos Rollins vs Owens vs Balor ai o Rollins poderia finalmente vencer esse titulo pq O Owens e Balor ja teriam vencido

      • danielLP21 - há 3 meses

        “(…) ja está na hora desse booking do Reigns de “invencivel” acabar.”

        Isso era pra rir, certo?

      • Gabriel Taker - há 3 meses

        Se vc acha que ja acabou entao pq o reigns venceu o jericho mesmo apos o owens interferir e o y2j dar o finisher nele e se vc acha que o booking deve continuar sou eu q estou a gozar

    • danielLP21 - há 3 meses

      Obrigado!

      Isso deve ser respondido na próxima Raw, mas neste momento diria que serão os dois.

  4. RFBM - há 3 meses

    Bom artigo Daniel, parabéns pela 70 edições deste artigo, um dos que mais gosto dá ler, visto que pões sempre todos os pontos necessários em questão e dizes sempre a tua opinião, podendo nós discordar ou concordar.

  5. 434 Days - há 3 meses

    Mais um grande artigo Daniel. Parabéns pelas 70 edições e que venham muito mais.

    Para mim, o Owens ganhar foi mesmo um grande momento. Ele e o Rollins são actualmente os meus preferidos e acho que o KO já merecia esta oportunidade há muito tempo. Quanto à forma que ele venceu, esta foi uma das poucas vezes em que o HHH a envolver-se não me causou transtorno. Agora é esperar para ver se o Owens tem um grande reinado como campeão, ou será um campeão que servirá de pano de fundo para a história da Autoridade. Uma coisa é certa, mal posso esperar para ver o Raw da próxima semana.

    • danielLP21 - há 3 meses

      Muito obrigado!

      O problema é que esta fórmula do HHH já foi usada tantas vezes que, quando faz sentido, já ninguém tem paciência e já não resulta.

  6. Simão Correia - há 3 meses

    que estupides de artigo!!! Ainda não aconteceu o show já estam a criticar!!!

    • danielLP21 - há 3 meses

      Espero que se confirme que isto foi uma estupidez de artigo. Era sinal de que os meus receios não se concretizavam.

  7. Y2Jean - há 3 meses

    Sami Zayn vai aparecer e desafiar KO no próximo RAW
    Eu apostaria numa breve união entre Rollins e Reings contra HHH, posteriormente viria o heel turn do Reings, porém ele já rivalizou com Rollins, será que agora, com os papéis trocados, teremos uma boa feud?
    KO já rompeu a parceria com Chris Jericho? gostaria de ver o Y2J lutando (e quem sabe vencendo) um título….

    • danielLP21 - há 3 meses

      Sim, ainda temos Sami Zayn (duvido) e Chris Jericho como possíveis candidatos ao título. Acho que o combate pelo título no CoC vai ser com vários lutadores.

      O Jericho não vai ganhar mais nenhum título mundial.

  8. BreninhoSF10 - há 3 meses

    Bom artigo,parabéns pelas 70 edições que acaba de completar.

    Estava torcendo e gostei muito de ver Kevin Owens como Campeão Universal. Assim como você eu também desejo que o Kevin Owens não se junte a Triple H,até por toda a história de sua personagem que tirando a conquista desse título,nunca precisou de ajuda de ninguém pra ganhar algo (Venceu Cena sozinho além de ter sido IC Champion duas vezes). O que eu espero é um bom reinado por parte dele e sendo possível,durando até a WrestleMania. Sobre Rollins e Reigns acho que eles serão desafiantes do KO futuramente assim como Sami Zayn e Chris Jericho (caso traia Kevin Owens).

  9. KILL OWENS KILL - há 3 meses

    Excelente artigo.

    Concordo com quase tudo, principalmente quando dizes que o KO deveria “pegar” o Booking antigo do Lesnar, estou completamente de acordo com essa parte, aliás, era esse o Booking que ele tinha na ROH e ele foi um fenômeno lá. Seria foda começarem a trata-lo assim na WWE, ainda há tempo.

    Não tinha pensado sobre o KO não se unir ao HHH, e achei essa ideia excelente, apesar de que caso aconteça o natural, que é a união dos dois, acho que não será ruim, ainda mais por que o KO tem qualidade suficiente para sair de qualquer situação. QUALQUER.

    Adorei a vitória dele, mas tenho que admitir e discordar contigo numa coisa… Nada se compara ao Pop que o Ziggler recebeu em 2013, aquele pop me arrepia até hoje.

  10. Rui Ribeiro - há 3 meses

    Muitos parabéns pelas 70 edições! Um artigo muito agradável de se ler e o meu preferido do site, neste momento.

    Também não quero que o Kevin Owens se junte à Authority, pois na minha opinião a personagem dele não se encaixa numa “stable” em que ele esteja a receber ordens de alguém. E acho que ele consegue ter um ótimo reinado sozinho. O que me está a deixar dúvidas é quem será o seu primeiro adversário, visto que o Bálor está lesionado e o Rollins está em feud com o HHH.

    Por mim, o Seth Rollins após este face-turn, ficava em rivalidade com o Triple H durante uns meses, afastando-se por uns tempos da rota do título. Se fizerem as coisas bem feitas, acredito que tenhamos aqui uma rivalidade brutal. O Roman Reigns também podia fazer uma aliança com o Seth Rollins contra o Triple H, só para depois o trair para se juntar à Authority fazendo o heel-turn.

    • danielLP21 - há 3 meses

      Muito obrigado!

      Acredito que o Rollins saia da rota do título depois do próximo PPV e fique numa feud com o HHH até ao final do ano/início de 2017. E é a minha aposta para vencer o Royal Rumble.

      Não sonhem com o heel-turn do Reigns. Não vale a pena.

  11. Damiana Melo - há 3 meses

    Creio que a conquista do título universal seria sem sombra de dúvidas de Romam Reigns mas com a súbita interferência de triple H que na minha opinião femina que foi uma grande crise de ciúmes de sua esposa Stefany com Seth Rollins e por sua antiga rivalidade com Romam escolheu K.O como ser digno e merecedor do título .Espero que ele seja desafiado em breve para comprovarmos se realmente ele é digno de permanecer com o título universal e ser considerado o melhor lutador do mundo. Desculpe pelo desabafo eu sou muito fã do WWE mas seu artigo é muito bom

  12. Artur - há 3 meses

    Bom artigo Daniel e parabéns pelo grande número de 70 edições. Lembro-me de ter visto um dos seus primeiros artigos, onde o tema era o Bray Wyatt. Desde lá raramente deixei de ver um artigo seu.

    Com o tema do artigo concordo com sua opinião. Também não gostaria de ver o Owens sendo o novo protegido da Autoridade. Já esta gasto isto. Por mim o Owens entrava em uma rivalidade com o Reigns no momento e continuava sua aliança com o Jericho. Mais cedo ou mais tarde o Jericho podia se voltar contra ele e tínhamos uma excelente rivalidade.

    Com o Rollins fico muito ansioso para ver seu futuro. Parece que sofrera um Face Turn e espero que o seu personagem não sofra grande mudança. Fico a espera de sua rivalidade com o Triple H e sinceramente acho que pode sair muita coisa boa daqui.

    • danielLP21 - há 3 meses

      Muito obrigado.

      Quem seria o face numa rivalidade entre o Jericho e o Owens? Sinceramente acho que o “Y2J” luta pelo título num combate com várias pessoas, “despachando” assim esta história entre eles os dois sem que nenhum deles faça um turn.

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador