Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Contacta-nos!

Estatísticas sobre o booking da WWE em 2015

Um dos aspetos mais criticados do booking da WWE tem sido a forma como os lutadores estão constantemente a trocar vitórias e derrotas, garantindo assim que a esmagadora maioria do roster está sempre ao mesmo nível. Segundo umas estatísticas apresentadas por correspondentes do Wrestling Observer, 2015 foi o ano em que a WWE mais usou esta estratégia no seu booking.

Aqui estão alguns factos sobre as derrotas de campeões em televisão:

– Campeões Mundiais perderam doze vezes em televisão. Nove, dessas doze, ocorreram quando Seth Rollins era campeão.

– Campeões Intercontinentais perderam catorze vezes em televisão. Oito vezes ocorreram quando o campeão era King Barrett.

– Campeões de Estados Unidos perderam oito vezes em televisão. Embora tenha sido campeão de Estados Unidos durante um curto período de tempo, Rollins perdeu três vezes enquanto campeão.

– Campeões de Equipas perderam vinte uma vezes. Em dez dessas vezes, os New Day eram campeões.

– Campeãs de Divas perderam nove vezes em televisão. Sete, das nove, ocorreram quando Nikki Bella era a campeã. As restantes duas ocorreram durante o reinado de Charlotte.

Outra estatística interessante envolve o reinado de Roman Reigns. Ao que parece, foi a primeira vez desde 1999 que um babyface venceu o Título da WWE num combate individual na Raw. A última vez que aconteceu foi a 28 de junho, quando Steve Austin venceu Undertaker.

Para a WWE, o ano de 2015 vai estar bastante associado a todas as lesões que ocorreram. Numa curiosidade interessante e assustadora, todos os performers que saíram da Wrestlemania 31 com Títulos à cintura estão lesionados. Seth Rollins (na altura campeão da WWE), John Cena (na altura campeão de Estados Unidos), Nikki Bella (na altura campeã das Divas), Daniel Bryan (na altura campeão Intercontinental) e Cesaro & Tyson Kidd (na altura campeões de Equipas) são os nomes em questão.

Fonte: Wrestling Observer Newsletter

Tens alguma notícia que não está publicada no site? Clica aqui e envia-nos!

Sobre o Autor

- Administradora. Publico parte das notícias, faço a gestão da League, dos Passatempos e ainda sou escritora do artigo “Opinião Feminina”.

19 Comentários

  1. pedro - há 11 meses

    daniel bryan era campeao intercontinental nao dos estados unidos

  2. Daniel Bryan (na altura campeão de Estados Unidos)
    Hum? Não era IC Champion?

  3. Galik - há 11 meses

    “Daniel Bryan (na altura campeão de Estados Unidos)” Não man, IC, arruma ai ;-)

  4. Simao_12 - há 11 meses

    A estatistica do Reigns ser o unico babyface a ganhar o titulo numa raw desde 1999 está mal, em 2011 o John Cena era Babyface e ganhou o titulo ao Mysterio na Raw.

  5. "Awesome" Hater - há 11 meses

    O título do Bryan está errado, Salgado.

    “– Campeões de Equipas perderam vinte uma vezes. Em dez dessas vezes, os New Day eram campeões.”

    Essa me surpreendeu muito, não lembro de tantas derrotas, New Day começou a perder recentemente e lembro de Cesaro e Kidd bem over, as estatísticas consideram combates individuais?

  6. Dsept - há 11 meses

    Acho que essa estatistica do Reigns ganhar o titulo na raw é fake. Corrijam me se estiver enganado, mas o Rey nao ganhou o titulo quando ficou vago pelo Punk? Depois o Cena ganhou o titulo na mesma noite? Assim sendo até sao duas na mesma noite…

  7. @JohnBrumCena - há 11 meses

    isso que da fazer wm de dia

  8. Marco_18 - há 11 meses

    Esse último parágrafo até dá arrepios. Excelente trabalho Salgado!

  9. danielLP21 - há 11 meses

    “Outra estatística interessante envolve o reinado de Roman Reigns. Ao que parece, foi a primeira vez desde 1999 que um babyface venceu o Título da WWE num combate individual na Raw. A última vez que aconteceu foi a 28 de junho, quando Steve Austin venceu Undertaker.”

    O Cena e o Rey eram babyfaces em 2011.

  10. 35antonio - há 11 meses

    Eu sei que faço parte da minoria mas acho que os reinados deveriam ser curtos (à excepção de um ou outro claro). Os combates assim ficam mais imprevisíveis e mais interessantes de ver.
    Um combate pelo título numa Raw ou até numa Smackdown deveria ser considerado tão sério e ameaçador como num PPV. Exemplo perfeito disso é o combate entre o Dean Ambrose e o Kevin Owens, era óbvio que o título não ia mudar de mãos

  11. ulisses - há 11 meses

    conclusão Seth Rollins é o pior lutador da WWE. só perde.

    • paige jadbevis - há 11 meses

      Essas crianças que assistem WWE há um mês e não entendem nada de Pro Wrestling. Os combates são combinados, então se o Roman Reigns só ganha é por quê o Vince McMahon quer e o Seth Rollins é um ótimo wrestler, se ele perdia, era por quê o a equipe criativa de WWE e o Vince McMahon queriam.

  12. Dante_edy - há 11 meses

    “Outra estatística interessante envolve o reinado de Roman Reigns. Ao que parece, foi a primeira vez desde 1999 que um babyface venceu o Título da WWE num combate individual na Raw. A última vez que aconteceu foi a 28 de junho, quando Steve Austin venceu Undertaker.”

    Gostaria que esta estatística estivesse mais pormenorizada. Tanto Punk (WHC – 2008), como Cena e Rey (mesma noite em 2011 – WWE title) e Ziggler (2013, Raw após WM29, pelo WHC) ganharam os títulos em combates individuais em plena Raw. Agora Reigns também ganha o título em 2015 em plena Raw. Se continuar assim, em anos ímpares, existirá outra troca de título máximo da empresa.

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador