Get Ready To Fly #8 – O Génio de Chris Parks

Escrevo-vos este artigo após termos tido o regresso do monstro por excelência da TNA, Abyss, no último Impacto. Um regresso que não era esperado mas que muitos de nós já ansiavam por ele há muito tempo. Um regresso que pode marcar o fim da personagem de Joseph Park, desenvolvida nos últimos meses por Chris Parks, e que representou para mim a altura ideal para fazer este artigo. Mais do que uma mera análise, este GR2F é um reconhecimento da genialidade de Chris Parks, que quer seja a fazer de monstro imparável ou de trapalhão com boas intenções, já conquistou um lugar de ouro na história da TNA.

8 de Janeiro, 2012 – Abyss derrota Bully Ray num Monster Ball’s Match,  sendo posteriormente atacado nos bastidores pelo mesmo Bully Ray

Ironicamente, tudo começou com um fim. Tive oportunidade de ver este combate e os Impacts seguintes e confesso que fiquei bastante surpreendido não com o ataque do Bully a seguir ao combate, mas sim com o facto de ter sido suficiente para ficarmos sem ver o Abyss durante mais de um ano. É verdade que agora torna lógico que o regresso do mesmo tenha sido um ataque contra os Aces, mas também liga duas histórias (ou deixa no ar a ligação) que são dois expoentes da história da TNA. Sendo que não são dois expoentes positivos… A ideia de vermos serem feitas se quer referências aos Immortal deixa-me mal disposto, principalmente porque não sabemos até que ponto não passam de referências. Por isso no que toca à justificação do regresso do Abyss, espero que a TNA simplifique ao máximo. Não a irei criticar por isso, de todo. Com isto quero dizer que esperemos que este combate tenho sido de facto o fim de uma história entre Bully Ray e Abyss e que agora se possa começar uma nova. Mas voltemos à nossa linha do tempo.

8 de Março, 2012 – Ladies and gentlemen, Mr. Joseph Park

Precisamente dois meses depois de não haver sinais de Abyss, aparece na Impact Zone aquele que dizia ser seu irmão, Joseph Park. Na altura, acompanhava wrestling da forma mais básica que é possível: às sextas-feiras andava “à caça” de vídeos no Youtube do último show da TNA e só voltava a pensar no assunto na semana seguinte. A verdade é que demorei meses (!) a associar o Joseph ao Abyss, e dou o mérito todo ao Chris Park. É no mínimo fascinante o que ele conseguiu fazer ao criar esta nova personagem. Desde andar atrás de quem atacou o seu irmão, passando por treinar na OVW até a forma como transporta a sua personagem para o ringue, Joseph Park tem sido uma fonte de entretenimento na TNA. Como fã de wrestling in-ring que sou, rapidamente me rendi ao trabalho genial de Chris Park e acho que isto prova a qualidade do mesmo. Mais do que um actor incrível, mostrou ser um performer fantástico. Não sou muito de ligar a prémios e rakings de revistas de wrestling, mas confesso que fiquei extremamente contente quando soube que ele tinha ganho o prémio da Wrestling Observer Newsletter de melhor gimmick em 2012 pela personagem do Joseph. Justíssimo.

Não sabemos qual vai ser o futuro da personagem do Joseph Park mas acho que agora a TNA deve dar destaque ao Abyss sem estar preso pela personagem do Joseph. O ideal seria eventualmente os Aces atacarem o Joseph de modo a, por um lado, alimentar uma feud com o Abyss e, por outro lado, deixar o Joseph afastado por uns tempos. Mas espero sinceramente que possamos ver o Joseph Park mais vezes e durante muitos anos.

Top 3 da Semana

O regresso do Abyss é um dos muitos regressos que temos visto nos últimos tempos, somando-se ao de AJ Styles ou Chris Sabin. Qual o vosso TOP 3 de regressos feitos nos últimos tempos?

Esta semana foi complicada para escrever o artigo e por isso o atraso do mesmo e o facto de ser mais pequeno do que é habitual. Peço desculpa por isso mas fica já o aviso que por vezes hão-de haver semanas assim, como é natural. Até para a semana!

Sobre o Autor

11 Comentários

  1. Jorge Rebelo - há 4 anos

    Francisco voltamos a alinhar os temas esta semana! Por acaso estava a ficar preocupado com o facto de ter demorado a ser publicado o GR2F…pensava que não ia haver e ainda bem que mesmo com um artigo curto, decidiste ter este enorme trabalho de manter a regularidade deste excelente espaço.

    Como já dei a minha opinião no Impacto! desta semana, vou apenas olhar para o teu top 3. Eu não vou referir quais os meus regressos preferidos, mas menciono 3 regressos importantes (mais ou menos) recente:
    – Matt Morgan/Devon (coloco-os no mesmo “saco” por serem atletas que terminaram contrato e pareciam estar muito próximos da WWE quando a TNA os trouxe de volta.
    – Velvet Sky – boa ou má trabalhadora, é um nome que fica na história do wrestling feminino da TNA e nunca percebi a razão para a sua não-renovação.
    – Petey Williams – Veio trazer a experiência que a TNA precisava na X Division, de alguém que carrega a marca TNA.

    • danielLP21 - há 4 anos

      O Devon estava próximo da WWE?

      • Jorge Rebelo - há 4 anos

        Sim ele deixou uma imagem no Twitter onde esta a usar uma t-shirt da WWE. Vale o que vale…

    • FranciscoAP - há 4 anos

      Obrigado Jorge e foi exactamente isso que me levou a fazer um esforço extra para este artigo. Também porque o timming ideal era agora…

      Muito curioso o teu TOP 3, acho que o meu anda muito à volta dos 3 nomes que referi mas sem dúvida que falaste em três nomes que ou são agora campeões (Devon e Velvet) ou estão num combate do título (Petey), e isso diz tudo.

  2. don_ricardo_corleone - há 4 anos

    Discordo completamente, acho que esta ideia de um advogado que não sabe lutar, a não ser que se irrite, sendo que depois passa-lhe, a soar como um porco de cada vez que fala, sempre engasgado, foi uma péssima ideia e que se prolongou por demasiado tempo. Nunca percebi esse prémio, que ainda considerou os Aces and Heights, como a pior gimmick do ano. Não seria ao contrário? Na minha opinião sim.
    Quanto ao top 3, vou juntar-me ao Jorge Rebelo, porque não me lembro de todos os que regressaram.

    • danielLP21 - há 4 anos

      Já não é a primeira vez que dizes “Heights”, coisa que não existe, neste caso. Escreve-se “Aces and Eights”.

      “Nunca percebi esse prémio, que ainda considerou os Aces and Heights, como a pior gimmick do ano.” Aqui também te enganaste, certo?

      • danielLP21 - há 4 anos

        Ah esquece, as vírgulas confundiram-me. Foram os Aces que foram considerados a pior “gimmick” do ano, erro meu.

    • FranciscoAP - há 4 anos

      Acho que tens de ver as coisas um bocadinho além. Se não reconheces que é fenomenal o trabalho do Chris a passar de um monstro como o Abyss para um advogado trapalhão como o Joseph, acho que tens de pensar melhor no assunto. Ninguém disse que ele era fenomenal no ringue, mas devia ser? Qual era o propósito desta gimmick? Pensa um bocadinho.

      Não podemos ver tudo a preto e branco.

  3. danielLP21 - há 4 anos

    A mim continua a intrigar-me aquela história em que o Abyss aconselha o irmão a não se meter onde não é chamado e a afastar-se…

    O meu Top 3:

    1- Abyss
    2- Petey Williams
    3- Velvet Sky

  4. sandro - há 4 anos

    suicide vai entrar no top de regressos

  5. sandro - há 4 anos

    abyss pra voltar park pode ficar parado

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador