Impacto! #126 – It’s All About The Money

No pergunta e respostas #100 respondi a uma questão sobre quais são os pontos fracos da TNA e como é que se poderiam resolver esses “calcanhares de Aquiles”? Elaborei uma resposta abreviada a esta questão, mas nesta edição do Impacto! decidi desenvolver um pouco mais a questão.

Não me faz sentido fazer uma espécie de lista de defeitos da TNA, por isso, vou tentar resumir a minha resposta de uma forma mais descritiva. Penso que o maior ponto fraco da TNA é a falta de dinheiro. Já o disse inúmeras vezes e continuarei a repetir, o dinheiro é a única coisa que importa nesta indústria. Se considerarmos que há uma organização que domina 95% do mercado mundial mundial de wrestling, a TNA tem que trabalhar arduamente, com um plano a longo prazo e não ficar à espera das audiências do dia seguinte para perceber o que funcionou ou não. A TNA tem que apresentar um produto diferente, mais progressista e de qualidade para ganhar espaço no mercado. A partir dai é preciso conseguir muito dinheiro e trazer grandes investidores.

Acredito que muita gente na TNA hoje já percebeu que é preciso investir na marca TNA e com o que se tem feito atualmente, penso que é uma questão de paciência até os fãs começarem a dar uma oportunidade à TNA e a perceber as storylines, a conhecer as caras…mas é um processo que leva tempo, por um lado porque a TNA cometeu erros graves ao longo de 2009, 2010 e 2011 e até no ano passado, perdendo alguma credibilidade e por outro porque ver televisão é um hábito/rotina e mudar essa rotina leva sempre tempo, sobretudo se um produto (WWE) está muito mais acessível que qualquer outra coisa no mercado.

A TNA tem que trabalhar arduamente, com um plano a longo prazo e não à espera das audiências do dia seguinte para perceber o que funcionou ou não. O seu plano tem por base a juventude e a qualidade das histórias e dos atletas, tem que criar uma identidade única, uma marca TNA de forma dizer “se comprarem este produto, é este o tipo de espetáculo progressista que vamos oferecer”. Parece-me que o que a TNA não deve fazer é copiar a WWE. Claro que pode e deve aprender com erros e com as virtudes de qualquer empresa rival, mas se a TNA tentar lutar ombro a ombro com a WWE vai perder, porque a WWE consegue fazer sempre muito mais e muito maior.

Para mim a solução passa pela TNA apresentar um produto diferente e credível. Ou seja, a preocupação deve ser a TNA conseguir criar uma imagem diferente, um produto diferente (como tem a X Division por exemplo) e criar os seus próprios talentos.

A TNA deve fazer os fãs olharem para o Impact e encontrarem histórias muito bem contadas, uma imagem e combates de grande qualidade e talentos que não fazem lembrar a WWE/WCW/ECW, mas que são jovens e que são as super estrelas do futuro da industria. Eu concordo que a TNA possa recrutar talentos da WWE (que tenham sido demitidos ou algo semelhante) em duas condições: desde que não sejam muitos e que venham para ajudar. Na primeira condição, se a TNA colocar (como já o fez) 10 nomes vindos da wwe/wcw/ecw junto com os seus lutadores “originais” o que vai acontecer é que são essas lendas que vão sobressair. O público olha e vê um Hulk Hogan da wwf, um Tommy Dreamer da ecw, um Ric Flair da wwf, um Matt Hardy da wwe, um RVD da ecw, um Nash da wcw, um booker T da wcw…e no final onde cabe o nome TNA? No entanto, se a TNA pegar em 2 ou 3 nomes sonantes, pode tirar proveito disso, não só para aumentar as vendas, como para atrair alguma atenção que vem com o reconhecimento desses nomes.

Na segunda condição, só devem vir aqueles que querem algo mais que não seja apenas o cheque no final do dia, porque quem vier tem que fazer sacrifícios e isso significa que não virá para ganhar títulos, não virá para ser main-eventer, mas virá para “educar” o público. Algo que, por exemplo, o Hogan em 2012 conseguiu fazer numa frase ao dizer ao Austin Aries “onde tu queres chegar eu já estive e devo confessar que és a melhor coisa que já vi num ringue de wrestling”. Este é o tipo de discurso que as lendas da WWE devem ter ao chegar à TNA, devem apontar o dedo para os talentos originais da TNA e dizer “eu estou aqui para ver isto”.

Qual é a ideia aqui? Bem a TNA precisa de atrair bolsos muito mais fundos que o da família Carter, da da Panda Energy e da Spike TV. Repara a TNA ainda agora luta por manter o Impact Wrestling ao vivo durante 2-3 meses…A TNA mal consegue levar o IW para fora da Impact Zone. Se a TNA for capaz de pôr alguém com muito capital, com vontade de investir no wrestling (como aconteceu com a WCW e o Ted Turner), então ai sim a TNA poderá começar a pensar em rivalizar com a maior organização desta indústria. Mas esse investimento nunca vai surgir se a TNA mostrar algo que é igual ou pior ao que a WWE faz. Resumindo, para a TNA ambicionar rivalizar com a WWE tem que fazer o seu caminho e o objectivo a longo prazo deve ser apostar em algo original e com muito potencial para atrair grandes investidores.

Video da Semana

TNA Spin Cycle com Low Ki

Até ao próximo Impacto!

Sobre o Autor

- Colaborador do Wrestling.PT para os conteúdos da Total Nonstop Action!

16 Comentários

  1. Jardel - há 3 anos

    Olha Eu Gosto Muito Da TNA Mas Nesses Ultimos Anos Uma Empresa Que Dar Um Titulo Pro Magnus e Deixa o TJ Perkins Como Jobber Não Mereçe Respeito.a TNA Precisa De Criar As Próprias Estrelas,As Próprias Storilynes,Uma Coisa Que Marque a Marca TNA Para Sempre,Sei Que Tem a X-Division,Mas Precisa De Um Pouco Mais.o Ringue De 6 Lados Poderia Voltar Pq é a Marca Da TNA,é o Que Diferencia Ela De Outras Empresas.a TNA Tem Que Contratar Mais Talentos Como o Adam Cole,Kevin Steen,Chris Hero,Prince Devitt,The Briscoes,The Young Bucks,Cheeleader Melissa,Awesome Kong,Alex Shelley,Willie Mack Entre Outros.e Outra Coisa Importante a TNA Deveria Fazer Os Shows No Reino Unido,Lá,a TNA Tem Mais Fãns e é Ali Que a TNA Tem Que Apostar Depois De Ganhar Um Dinheiro Voltaria Aos Estados Unidos Com Mais Força e Tentaria Fechar Uma Acordo Com Uma Empresa De Rede De TV Famosa Para Transmitir Um Segundo Show.Mas Infelizmente Isso é Difícil Visto Que Temos Uma Presidente Que Não Conheçe Nada De Wrestling.Como Eu Queria Ser Milionário Nessas Horas…

    • simaomatos12 - há 3 anos

      o ringue de 6 lados poderia dar muito botch pois alguns wrestlers que estão na TNA nunca tinham lutado num ringue de 6 lados e alguns já não lutam há muito tempo no ringue de 6 lados não estariam habituados…

  2. spiderdi - há 3 anos

    Excelente artigo ! Concordo contigo em tudo a Tna ate ter novos investidores e que elevem o produto a outro nível ter que apresentar um produto diferente como a x divison, também acho que devem continuar a apostar nos seus jovens talentos.

  3. Lamento mas é praticamente impossível ler um texto escrito dessa forma.

  4. LoveWrestling - há 3 anos

    Mais um excelente artigo. O problema da TNA é falta de dinheiro, a solução é apostar na marca TNA. Jorge, como tu referiste a curto prazo a TNA não tem hipóteses perante a WWE, mas se a TNA apresentar lucro a curto prazo é um sinal que decidiu apostar na marca TNA e como já disseste atrairá os investidores.

    • Tal como tu e spiderdi referiram de facto tem que haver um foco na marca e isso é fundamental, sobretudo na diferenciação. A TNA tem falhado nos últimos anos e mostrar ao público algo diferente do que já existe e enquanto essa capacidade de definir fronteiras não for evidente, torna-se muito dificil qualquer investidor pagar para fazer crescer uma cópia de qualquer coisa.

      • LoveWrestling - há 3 anos

        Ja agora Jorge, sabes alguma coisa sobre a mala de tag team?

      • Excelente pergunta…parece-me que a TNA esqueceu-se que essa mala existia (nem eu me lembrava disso). Só para recordar, em determinada altura o Gunner ganhou essa mala ao EC3 juntado-a à que tinha o title shot pelo titulo mundial. O Gunner usou o title shot contra o Magnus, mas essa mala de tag-team nunca chegou a ser usada e provavelmente não será.

      • LoveWrestling - há 3 anos

        Jorge, sabes alguma coisa sobre o manik? Sobre a mala so lembrou-me disso que tu contaste nada mais, nao sei se ficou com o js ou com o gunner visto que foi um ladder tag-team match

      • DeVille - há 3 anos

        A mala está com o J. Storm. Gunner deu a mala a ele antes de enfretar o Magnus pelo World Title e ser traido pelo Storm na mesma luta. Depois disso nunca mais a mala apareceu. A TNA parece ter se esquecido desta maleta, assim como o TV Title do Abyss.

      • No caso do TV title a TNA já comunicou há bastantes meses e de forma oficial que esse titulo seria suspenso. Aliás, publiquei aqui uma entrevista à DIxie Carter em que ela refere que não está precisto o regresso desse titulo até porque a TNA não tem uma direcção/função para ele.

      • LoveWrestling - há 3 anos

        cheira-me que o beer money vai voltar, TV Title não é preciso agora so quero saber onde anda o manik visto que ainda tem direito a uma desforra pelo X divison

  5. MicaelDuarte - há 3 anos

    Bom trabalho, Jorge.

    A Knockout’s Division está a tomar um bom caminho. A Angelina Love regressou, tivemos a estreia da Brittany, da mesma forma que veremos o regresso da Brooke e da Taryn. Portanto, acho que as coisas estão seguras nesta divisão.

    O problema é o resto… A Divisão de “Tag-Team” não está boa (os Wolves não fazem uma divisão, naturalmente) e X-Division também está longe do aceitável.

    Por exemplo, eu não tenho gostado da forma como a TNA tem investido nos Campeões Mundiais, ou seja, a companhia não constrói um grande nome (grande Campeão, entenda-se) quando passa o Título para as mãos de determinado “wrestler”.

    Que raio de construção foi a do Magnus enquanto Campeão Mundial? Alguém se vai lembrar do seu reinado? Provou ser um excelente vilão, pelo menos no que ao microfone diz respeito, mas acaba aí. A companhia perdeu uma excelente oportunidade de tornar o Magnus num nome verdadeiramente sonante, da mesma forma que é o Hardy, Aries, Roode ou Anderson… Eu, pelo menos, não consigo ver o Magnus dessa forma.

    Agora, temos o Eric Young como Campeão Mundial, mas tornou-se Campeão “às três pancadas”… Não houve um cuidado em torná-lo credível, para depois vencer o Título, ou seja, a coisa funcionou ao contrário.

    Depois, custa-me ver “wrestler’s” como Austin Aries e James Storm nas ruas da amargura… O Austin Aries talvez tenha feito alguma das suas, mas tratarem-no assim (até para o MVP perdeu…)? Já o Storm, desde que virou “heel” tem sido soberbo, mas continua a ser enterrado. Sim, eu sei que o objectivo era a construção do Gunner enquanto lutador credível para disputar o Título máximo, no entanto, a TNA esqueceu-se de contra-balançar a credibilidade do Storm com as vitórias do Gunner…

    Sei que o teu artigo era mais virado para a falta de dinheiro, mas tive que “desabafar”… Vejo um potencial enorme na companhia, mas parece que está difícil de esta escolher o caminho certo…

    • Fizeste muito bem desabafar :D

      Claro que concordo, fazes um bom retrato de alguns dos problemas actuais na TNA e claro que tudo seria mais fácil se os recursos fossem ilimitados. A questão é que a TNA começa a colocar-se numa posição cada vez mais ingrata, sem conseguir capitalizar a marca, sem conseguir cativar os fãs e com o contrato com a Spike TV a pender por meses…

  6. JoãoBryan - há 3 anos

    A TNA contrata tantos lutadores que já lutaram na WWE que está aqui está a contratar o CM Punk

  7. O CM Punk esteve na TNA antes de ir para a WWE. Just saying…

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador