Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Candidata-te!

Impacto! #137 – Maré Cheia, Maré Vazia

O wrestling de Tag-team tem uma historia conturbada na indústria do wrestling, flutuando com uma surpreendente frequência entre momentos em que surgem grandes equipas e boas apostas por parte das promoções, para período de seca onde as duplas legítimas (que são mais que a junção de dois lutadores aleatórios) são escassas e há um esvaziamento da divisão. Este movimento maré cheia-maré vazia, verifica-se há décadas e todas as organizações o demonstram. Basta ver os primeiros anos de vida da TNA em que conviviam os Disciples of the New Church, os Hot Shots, os America’s Most Wanted, os The Naturals, entre outras equipas, que mudou radicalmente para um ano de 2013 com os The BroMans a serem os jobbers de eleição e os Bad Influence a seguirem uma onda de derrotas.

Penso que a maioria dos fãs gostam de ver wrestling de tag-team e gostam que esta vertente seja uma divisão legitima e não apenas uma estipulação. As tag-team são algo completamente únicas no wrestling, pois nunca se vai ver tag-teams de MMA ou boxe. Os combates têm geralmente um ritmo mais rápido e permitem criar histórias interessantes dentro e fora do ringue. Novamente olhando para a TNA, basta ver o que os Beer Money fizeram na sua história e como essa parceria serviu para construir o reinado de Bobby Roode. Aliás, a TNA não tem sido diferente das outras promoções, quando se trata da divisão de equipas. Em alguns momentos esta divisão parece ser o foco de interesse e noutros parece não passar de uma miragem. No entanto, ao longo das últimas semanas, temos visto uma mudança na TNA – duas equipes de renome regressaram aos ringues e vão estar no caminho da tag-team do momento. Será que está a chegar uma revolução a esta divisão?

Muitos fãs da TNA confessam que o seu fascínio pela organização começou com a X Division, enquanto outros foram atraídos por nomes facilmente reconhecidos na história do wrestling e que tiveram carreiras sustentadas noutras organizações. Ao mesmo tempo acredito que para muitos dos primeiros fãs da TNA, a divisão de tag-team pode ter sido o grande estimulo a assistir aos shows, sobretudo ao pensar numa das primeiras equipas – America’s Most Wanted, composta pelo “Cowboy” James Storm e pelo “Wildcat” Chris Harris. Os AMW traziam consigo a aura das clássica tag-teams como a Hart Foundation ou o British Bulldogs. Os combates dos AMW contra os Disciples of the New Church, os The Naturals ou a Team Canada marcaram o nascimento da TNA e para alguns fãs tornou a TNA a organização de referência nesta divisão, sobretudo pela maré vazia que se verificava na maior organização.

Ao longo dos anos a TNA teve excelentes equipas como os Motorcity Machine Guns, os Beer Money, LAX, Bad Influence, Generation Me, The British Invasion e claro, a dupla mais bem-sucedida da indústria – a Team 3D, que este ano serão induzidos no TNA Hall of Fame. Infelizmente, a TNA teve igualmente a sua cota de equipas improvisadas, nesses momentos em que a divisão de tag-team não era prioridade. Tomko e AJ Styles, por exemplo, foram campeões de tag-team sem quase nunca defenderem os títulos. Houve mesmo alguns anos em que existiam equipas legitimas mas de qualidade duvidosa, como o caso dos Ink inc ou dos Mexican America, que em 2011 chegaram a lutar pelos títulos num pre-show do Bound For Glory.

A TNA pareceu tentar seguir um caminho mais positivo quando formou os Bad Influence e os colocou contra AJ Styles e Kurt Angle. No entanto, faltaram equipas legitimas para competir com a extraordinário dupla formada por Kazarian e Christopher Daniels, facto que se agravou em 2013, onde todas as equipas pareciam improvisadas, como foi o caso de Bobby Roode e Austin Aries. Se é verdade que os Dirty Heels foram um dos principais atrativos da TNA em 2013, qualquer pessoa conseguia ver que esta dupla nunca poderia ter continuidade, por razões óbvias. A qualidade da divisão baixou tanto nesse ano, que os BroMans andaram meses a carregar o titulo. O jogo mudou em 2014.

No Genesis já este ano, a TNA apresentou os The Wolves Eddie Edwards e Davey Richards como as novas caras da divisão. Os Wolves eram uma equipa já estabelecida na ROH e facilmente reconhecida como uma das melhores da actualidade. Sem dificuldade os Wolves ganharam os títulos aos The Wolves e têm segurado o ouro contra as equipas que se atrevem a enfrentá-los.

Recentemente soube de alguns rumores que apontavam para a vontade de Davey Richards em trazer novas equipas para a TNA que pudessem rivalizar com os The Wolves. Os ReDragon e os GenMe foram falados, mas até ao momento nada se concretizou. No entanto, Nova Iorque fez renascer das cinzas duas lendárias duplas – a Team 3D e os Hardy Boyz! Duas tag-team que marcaram uma década, regressaram à TNA e já no Destination X tivemos um aperitivo daquilo que promete ser um banquete de wrestling. Tudo aponta para que os Wolves, a Team 3D e os Hardy Boyz se cruzem pelos títulos da divisão e este embate promete ser épico!

A TNA está a colocar o foco na divisão de tag-team novamente e esse facto faz-me pensar que a TNA poderá repetir o que fez com os Triple X no Turning Point em 2004 e voltar a colocar uma equipa num main-event. Os Wolves merecem o destaque e não ficaria surpreendido de ver a Team 3D, os Hardy Boys e os Wolves a ser os cabeças de cartaz do Bound For Glory em 2014. Seria certamente algo diferente de se ver, num main-event que não poderia desiludir.

Video da Semana

AMW vs Triple X – Turning Point 2004

Até ao próximo Impacto!

Sobre o Autor

- Colaborador do Wrestling.PT para os conteúdos da Total Nonstop Action!

12 Comentários

  1. MR Perfection André Santos - há 2 anos

    A divisão de tag team sempre foi um atractivo para o panorama de wrestling pelas razões que indicas, pois em mais nenhum” lado” encontras este tipo de combates.

    Sempre tive um fascínio por esta divisão e posso dizer que cativa-me e muito assistir a este tipo de combates. Englobando um bocadinho da WWF lembro-me dos Quebequers que eram dos meus all-time para não falar dos L.O.D! Claro que não queríamos ver os mesmos “bonecos” mas o fulcral para termos sucesso é o publico saber que está ali(ringues) um EQUIPA que luta pelos cobiçados títulos de equipas.Isso era apanágio na WWF e na TNA. No meu ponto de vista está a regressar as verdadeiras equipas e não uniões de facto. Não descarto este tipo de união pois para o storyteling é necessário, basta ver Roode e Aries ou mais longínquo – Foley e Steve Austin.

    Os regressos anunciados viriam em muito catapultar a divisão da TNA e na minha opinião a TNA podia ir beber aos indys muito talento!

    • Concordo André e ainda bem que recordaste os LOD, pois eu ao contrário das gimmicks individuais mais “cartoonizadas”, penso que na divisão de tag-team existe ainda espaço para esse estilo de equipa, legitima, com nome próprio e com uma identidade muito vincada mesmo que ao estilo de equipas como as que referiste. As uniões de facto como bem apelidaste são úteis é verdade, mas não servem uma divisão. A TNA pode e deve continuar a recrutar para as suas fileiras equipas legitimas: Os GenMe e os ReDragon eu já falei no artigo, mas poderia falar nos Los Ben Dejo, os Irish Airborn, os Briscoes e continuo a defender a dupla Chuck Taylor/Johnny Gargano.

      • MR Perfection André Santos - há 2 anos

        Excelentes adições se viessem para a TNA!

      • Henrique Lessa - há 2 anos

        Eu vou ser um pouco diferente e vou dizer que gostaria muito que a TNA trouxesse as Canadians Ninjas (Portia Perez e Nicole Matthews). Acho que seriam contratações relativamente baratas contando o talento das duas. Claro que serviriam mais para a Knockout Division, mas ainda sim se trata de uma tag team hahaha

      • O problema é que não há tempo para mais uma divisão…

      • Henrique Lessa - há 2 anos

        Sim, criar uma divisão tag team para as Knockouts não seria uma boa idéia agora pela falta de tempo. Mas ainda assim seriam boas contratações, poderiam fazer uma boa feud com as Beautiful People e elevar mais a Knockouts division.
        Falando em Knockouts, por onde anda a ODB? Não lembro de tê-la visto em algum programa nas últimas semanas, só no comercial das Knockouts

  2. Ri F - há 2 anos

    Sempre preferi Young Bucks a Genaration Me.

    Quanto ao artigo, acho possível com algum esforço financeiro conseguir melhorar a divisão. Wolves, Young Bucks, Bad Influence, BroMans(se voltarem a investir neles). De resto é tentar encontrar Tag Teams no circuito independente que ainda não tenham estado na WWE ou TNA como os Briscoe Brothers.

    Mas claro, se a WWE se lembrar de despedir o Ryder não seria má ideia voltar a juntar o Ryder e Hawkins.

  3. Jardel Silva - há 2 anos

    A divisão de tag team tem andado meio disfarçada com essas voltas dos Hardyz Boyz e os Team 3D,falo disfarçada porque quando acabar o acordo da TNA com essas Tag-Teams a divisão continuará só com o Bromans(Tag Team interativa,mas que em ringue não é lá essas maravilhas)Magnus & Bram(Tag Team boa,mas o Bram tem que carregar as lutas,porque o Magnus realmente não evolui nem um pouco)e os The Wolves(Tag Team fantástica,mas sem desafiantes fica sem credibilidade que merecem).Espero que a TNA tente achar uma maneira de trazer novas tag teams só olhar nas Indies a qual tem boas tag teams como: Os The Young Bucks(Se voltassem para mim tem que ser Heel e também tem que manter o nome e a Gimmick)reDRagon(Muito difícil renovou com a ROH a poucos dias)Chuck Taylor & Trent?(Não é lá uma grande tag team,mas é divertida e bons em ringues,ao contrário dos Bromans)Unbreakable F*N Machines(Grande tag team,tem excelente quimica e também em ringue são fenomenais,acho que daria um excelente combate com os Wolves),e muitos outros como a Rockness Monster,Logan Brothers,Irish Airborne,The Briscoes,Gargano & Chuck Taylor,African American Wolves(Seria legal para saber qual tag team seria a verdadeira American Wolves :) LOL)Etc…Espero que a TNA contrate alguns dessas Tag Teams,Mas se não conseguiria acho que juntava alguns wrestlers como o Manik e o Tigre Uno,EC3 e Spud,Sanada e Storm,Gunner e Eric Young,Etc…Ah enquanto ao Email eu enviei a minha proposta ao geral@wrestling.pt e dei minha ideia espero que a resposta que terei seja positiva ,e claro muito Obrigado Jorge Rebelo espero que em breve sejamos parceiros de artigos do Wrestling PT :)

  4. THE_WOLVERINE - há 2 anos

    TNA esta de parabéns com sua divisão de Tag Team, enquanto a WWE……..os atuais campeões de tag team são tão ruims que não conseguem levar o titulo de tag team para o próximo PPV …

    Depois do ultimo show da TNA acho que vou começar a acompanhar de vez , pois a WWE esta fraca este ano em vários sentidos, queria saber apenas se os shows da TNA são apenas nas quintas ou tem outros dias da semana???

    • Jardel Silva - há 2 anos

      São nas quintas,mas na próxima semana os Impact´s vão ser na quarta,Por causa da partidas do NFL.

      • THE_WOLVERINE - há 2 anos

        obrigado pela informação

  5. DeVille - há 2 anos

    A Tag Team Division da TNA está “red hot”, assim como a TNA como um todo, mas ainda acho que precisam contratar, pelo menos, mais duas tag teams, pois tanto Hardys quanto Team 3D parecem ser apenas algo provisório. Mas mesmo sendo algo com prazo de validade, vão nos render grandes combates durante esse tempo. E que venham os próximos iMPACT’s!

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador