Impacto! #138 – O Futuro Começa Hoje

O Impact Wrestling mudou o dia de transmissão e agora pode ser visto em directo aqui no Wrestling.pt todas as Quartas-feiras. Já o Impacto! para já mantém o seu calendário ancorado à Quinta-feira. Esta semana não vou trazer nenhum tema em particular, mas antes opto por falar de alguns tópicos soltos que estão na agenda do dia na TNA.

Na semana passada no espaço “Perguntas e Respostas” houve algumas questões relacionadas com o contrato entre a Spike TV e a TNA, sendo este a grande dor de cabeça que certamente assombra o dia-a-dia da organização. Ao contrário da mensagem que alguns elementos da TNA têm tentado espalhar junto dos media, a verdade é que o contrato televisivo é uma prioridade para a TNA, para a forma como esta se apresenta na indústria e até para a sua sobrevivência.

O relógio não para. Quando escrevi a primeira versão deste artigo o contrato televisivo terminava em Setembro. Entretanto, aqui no WPT já foi revelado que a Spike TV e a TNA chegaram a um acordo provisório para renovar o contrato até ao final do ano. Ambas as partes conseguem assim ganhar mais 3 meses para negociações o que é um sinal positivo, sobretudo quando a desorientação no lado da TNA era mais que evidente (já explico melhor esta ideia). Mas aqui está a boa notícia. Existem agora muitos indicadores que apontam para que os dois grupos de trabalho cheguem a um acordo.

Nas gravações que a TNA fez entre 5 e 7 de Agosto, estiveram em Nova Iorque executivos da Spike, incluindo o próprio presidente do canal, que interagiram com os lutadores nos bastidores e tiveram a oportunidade de sentir o pulso do produto que a TNA hoje apresenta. Certamente que a Spike TV não estará indiferente ao valor da TNA e prova disso é a recente mudança para as Quartas-feiras. Esta mudança foi descrita em alguns sites conceituados como uma forma de a Spike TV testar as águas. A TNA tradicionalmente leva um duro golpe nas audiências com o inicio da NFL (o chamado futebol americano). Este ano, o Impact Wrestling muda o dia da sua transmissão e foge a essa competição. Se a TNA conseguir manter o seu público quando se desloca para Quarta, há uma boa possibilidade de provarem que existe uma base leal de espectadores. A consistência dos 1,4 milhões são um número muito melhor do que um número inconsistente e, possivelmente, em decadência numa Quinta-feira. A Spike TV consegue assim proteger a TNA da concorrência e ao mesmo tempo testar a validade dos números que a TNA apregoa.

Mas vamos imaginar que tudo corre mal. Há uma pergunta realmente difícil a ser feita. Consegue a TNA sobreviver sem a Spike TV? A Spike TV é a principal fonte de receitas da TNA sem contar com a Panda Energy. Os house shows, PPVs e shows semanais têm pouco público quando comparado com o gigante de referência da indústria. Tenho dúvidas que a TNA possa ter um lucro impressionante com publicidade, merchadising, licenciamento, etc. Com a Panda Energy a apertar os cordões à bolsa desde o ano passado, a Spike é mais vital agora que nunca. Eu não sei o que está a impedir um novo acordo entre as duas empresas, mas as taxas de direitos de TV são, provavelmente, um bom candidato a obstáculo. Kurt Angle recentemente mencionou numa entrevista que a Spike provavelmente quer pagar à TNA tanto quanto eles pagavam nos últimos anos. O meu palpite é que eles provavelmente querem pagar menos devido a uma série de fatores (alguém disse Vince Russo?…)

Já a TNA provavelmente quer mais dinheiro, devido aos cortes no orçamento do ano passado. A agência UTA (que está a ajudar a TNA a negociar um novo contrato) também terá direito a uma boa fatia do bolo. A TNA precisa compensar a fatia da UTA com receitas adicionais. Se a UTA ficará alegadamente com 10% de tudo o que ficar acordado entre a TNA e a Spike, a TNA precisa de 10% adicionais só para manterem o orçamento do último ano.

Esta indefinição afecta igualmente o roster, especificamente Bully Ray. De acordo com uma fonte da TNA, a organização não quer assinar novos contratos sem ter um novo contrato de TV. Com a possibilidade no ​​futuro a TNA não chegar a esse acordo, faz sentido a organização querer manter os custos baixos até onde podem. Ora Bully Ray supostamente tem um tipo de contrato que é semelhante a uma parte do roster, ou seja, terá um vencimento fixo, ao qual junta um valor por combate/presença e alguma percentagem de receitas de marketing. Ray será dos mais bem pagos do roster actualmente e certamente que a TNA estará tentada a reduzir esse valor de alguma forma. Esta semana circularam rumores que Bully Ray poderia estar de saída da TNA, assim que o seu contrato terminar. Ao que tudo indica Ray já não tem mais datas previstas no seu contrato para combates, sendo que no final de Setembro estará em definitivo desvinculado da organização. O meu palpite é que por esta altura a TNA já contava ter garantido o contrato televisivo e assim acertavam a renovação de Ray, que foi promovido fortemente como um nome forte da TNA, inclusive com a indução da Team 3D no TNA Hall of Fame. Claramente, os planos mudaram. A TNA provavelmente vai tentar obter este novo contrato televisivo e só depois cuidará da situação Bully Ray.

99 problems with hashtag

A minha principal preocupação com Bully é tê-lo pronto para o tão aguardado triple threat match entre a Team 3D, os Hardys e os The Wolves, num combate que pode acontecer no Bound For Glory. Entre a lesão de Davey Richards e o contrato de Bully Ray, seria muito infeliz se não conseguimos ver esse combate.

Por falar em Bound For Glory. O maior PPV do ano da TNA é o sintoma do quanto as coisas estão caóticas nos bastidores. A TNA não está a fazer qualquer esforço de promoção deste PPV e sem querer relevar nenhum spoiler, há já pelo menos um combate que seria esperado que acontecesse neste PPV, que foi gravado para ser exibido num Impact Wrestling. A TNA terá ainda de gravar as últimas duas semanas de Impact Wrestling antes do BFG, mas está impossível perceber o que será este PPV. Neste momento, presumo que vamos ter algum tipo de PPV temático no Bound For Glory envolvendo tanto a TNA como a Wrestle-1. Talvez um show interpromotional ou algo parecido. A boa notícia é que um show interpromotional seria muito original para a TNA e poderia oferecer algo completamente diferente do que o que temos recebido antes.

Numa nota final, se Kurt Angle sair em setembro para um merecido fim de carreira na WWE, eu nomeio Joseph Park como o novo Diretor Executivo da TNA. O personagem Abyss tem sido um pouco obsoleto desde que voltou no Lockdown e é um personagem que é melhor em doses menores, dado que facilmente os fãs se tornam insensíveis ao tipo de combate em que este está envolvido (por excesso de exposição). Tendo Joseph Park como Diretor Executivo da TNA vai dar à empresa uma figura de autoridade com personalidade, dando ao personagem Abyss um descanso merecido.

wrestling animated GIF

Há uma diferença entre ser um bom programa de TV e ser um bom show de wrestling. Ao longo dos últimos meses, a TNA tem sido um grande show de wrestling. Para ser um grande show de wrestling, é preciso entregar combates muito bons e fortes promos. Ser um programa de TV é diferente. É preciso ter grandes histórias e personagens cativantes. Hoje a TNA está a apresentar um dos mais fortes shows de wrestling da sua história, mas como programa de TV é medíocre. O produto atual certamente agrada aos fãs de wrestling, mas a TNA precisa de fazer melhor para cativar os fãs casuais. Cada evento precisa de algo que faça com que o espectador casual queira voltar a ver, fique curioso, interessado. A TNA não tem esse “hook”, essa história realmente aliciante. É neste aspecto que a TNA precisa de melhorar, em ligar melhor o wrestling à história.

Video da Semana

James Storm começa um revolução!

Até ao próximo Impacto!

Sobre o Autor

- Colaborador do Wrestling.PT para os conteúdos da Total Nonstop Action!

5 Comentários

  1. Vitor Oliveira - há 2 anos

    Será que é o início de uma nova stable de James Storm?? Tomara que seja assim ganharia mais corpo dentro da TNA e quem sabe buscar o titulo mundial.

  2. MicaelDuarte - há 2 anos

    Excelente artigo, Jorge.

  3. akujy - há 2 anos

    Exccelente edição do impacto. Fazes uma boa análise da actualidade TNA e gostei de te ver falar nas diferenças, q mta gente esquece, entre um bom show de wrestling e um bom programa de TV.

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador