Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Candidata-te!

Impacto! #28 – TNA ao vivo e a cores!

A TNA anunciou recentemente que tinham chegado a acordo com a Spike TV para duas grandes alterações no Impact Wrestling: não só o show iria começar uma hora mais cedo, evitando assim o choque de audiências com a NFL, como será directo e ao vivo. Se por um lado, a tão esperada saída da Impact Zone continua adiada, parece que estas mudanças são um risco que pode trazer muitos frutos.

O meu primeiro receio na versão em directo, é que a TNA se entusiasme e transforme o Impact Wrestling numa espécie de sequência de “surpresas”, com estreias de lutadores de MMA, personalidades de reality shows, músicos de country e wrestlers cujo nome estará para sempre ligado à toda-poderosa WWE. Mais, o meu receio é que os veteranos voltem a assumir as rédeas e teremos Hogan, Sting, Flair, Bischoff, RVD, entre outros, a receber todo o protagonismo. Mas espero que a TNA resista a esta tentação e que mantenha os níveis recentes de qualidade.

O que mais me agrada nesta decisão é que a TNA já aprendeu com o passado (ou já teve essa oportunidade) para perceber que fazer rápido não é fazer bem. A aliança com a Spike TV representa agora um investimento grande para ambos os parceiros. A lógica é gastar para colher frutos no futuro.

Sem ilusões, estar em directo traz muitos custos para a TNA, numa altura de crise económica global e de crise também no wrestling. Estes custos não se medem apenas pelos custos de produção. A TNA tem que pagar as deslocação semanais dos seus atletas, em vez de os ter durantes 2 ou 3 dias por mês a gravar e ainda terá que ter em conta os encargos adicionais com os PPVs.

Como fã da TNA, é bom voltar a ter aquela sensação que tudo pode acontecer e que só pode ser sentido com um show em directo. Não tenho por hábito ler os spoilers dos episódios, mas considerando-me bastante informado do dia-a-dia da TNA, é inevitável que algo (senão mesmo tudo) acabe por se saber, muito antes do IW ir para o ar. Não faço ideia se os spoilers afastam potenciais espectadores, mas certamente que sendo em directo muitos fãs poderão dar uma segunda oportunidade à TNA.

O produto actual que a TNA apresenta tem qualidade mais que suficiente para agarrar aqueles que abandonaram a TNA (muito graças ao booking caótico da equipa liderada por Vince Russo). Confesso, que se esta noticia surgisse à um ano atrás eu não ficaria nada entusiasmado…mas a nova equipa criativa começa a mostrar dotes de grande qualidade e o actual produto da TNA tem falhas, mas é muito melhor que há cerca de dois anos atrás. Não têm havido swerves (só porque sim…), não existem stables ridículas, combates com estipulações anedóticas, nem sequer guerras pelo comando da organização. Há lógica, há direcção e há paciência. É um bom ponto de partida.

Apesar de as audiência actuais se manterem a um nivel nada impressionante, cabe à TNA ter a paciência para educar o seu público para as estrelas e para as histórias que está a tentar promover. O foco nos wrestlers como Bobby Roode, Austin Aries, Bully Ray, James Storm tem tornado o show mais fresco. A TNA tem feito um esforço dar destaques a novos talentos em vez de se apoiar demasiado em grandes nomes do passado da WCW, ECW e WWF/WWE. Há certamente lugar para Hulk Hogan e Sting na TNA, mas não podem ser posicionados como as maiores estrelas da TNA, em detrimento dos atletas que têm o potencial para carregar o nome da TNA durante largos anos.

Do ponto de vista de negócio, passer para uma emissão em directo parece uma manobra de risco para a TNA e a Spike TV pelas despesas adicionais. Não foi dada uma data para o fim desta iniciativa (que parece ser mais uma experiência que um compromisso). Mesmo assim, parece que a Spike está a tentar evitar outro embaraço como o que aconteceu na tentativa de re-editar as Monday Night Wars, quando a TNA mudou a sua programação de Quinta-feira para Segunda-feira para lutar com a Raw. Poucas semanas depois, a TNA apercebeu-se no erro e voltou para o seu horário regular.

Não há garantias que esta iniciativa tenha resultados ou qual a liberdade criativa que a Spike irá permitir, mas aplaudo o esforço e algo tinha que ser feito para tentar subir as audiência acima dos valores de 1.1. Aliás, apesar da qualidade ter melhorado, desde a saída de Vince Russo que a TNA não tem conseguido superar a barreira conseguida pelos shows caóticos do passado.

A ideia sera pôr as pessoas a falar da TNA e trazer de volta, aqueles fãs frustrados que decidiram não ver a TNA. Resta agora saber se a TNA ao chegar a esta encruzilhada vai decidir repetir erros passados ou manter (até melhorar) o nível actual.

Estaremos aqui para ver.

Sobre o Autor

- Colaborador do Wrestling.PT para os conteúdos da Total Nonstop Action!

23 Comentários

  1. João Macedo - há 5 anos

    Gostei muito do artigo, deu gosto ler e penso que foi um excelente regresso do mesmo.

    Concordo com tudo o que disseste, a TNA não se pode apoiar em personalidades que não representem verdadeiramente a empresa, mas sim usar aqueles que sempre (ou quase sempre) representaram esta.

    Quanto aos spoilers, sinceramente acho que são os “aniquiladores” de qualquer show. Por exemplo eu, quando vou ver um show, não venho de início aqui ao site, vou ver primeiro o show, sem qualquer pistas dos resultados pois apenas desta forma consigo desfrutar do mesmo a 100%. E penso que com a TNA acontece exactamente a mesma coisa e espero, por isso, que esta emissão em directo resolva isso, apesar de recear um pouco que não seja permanente esta forma de emissão.

    Apenas comentei as partes essenciais do artigo, que considero muito bom e de alguém que gosta verdadeiramente da TNA. Vamos lá ver se a TNA consegue aguentar estes custos monetários e manter os IW’s em directo.

    • Dolph Ziggler - há 5 anos

      Eu vejo o Raw, SmackDown, NXT, Superstars, FCW, Ring Of Honor e por ai, mas por acaso nunca me atrevi a começar a ver o TNA. Vale apena começar a ver TNA? É interessante?

      • Carlos Morrison - há 5 anos

        Sim, tem bons wrestlers, como Jeff Hardy, Bobby Roode, RVD, Kurt Angle.

      • The_Great_White - há 5 anos

        Vale sim amigo,muitos lutadores bons,de qualidade para estarem aqui na WWE,gosto muito de Austin Aries…em termo de storylines não é lá aquelas coisas mas também é melhor que muitas outras…

      • Tomás Carneiro - há 5 anos

        Vale, acredita que vale é fantástica tens lá lutadores excelentes como os Motor City Machine Guns(MCMG), o campeão, para mim um dos melhores heels da actualidade, Bobby Roode, James Storm, Kurt Angle, o campeão da X Division, Austin Aries, esta divisão dá cartas é espectacular, Jeff Hardy, Samoa Joe, Sting que ainda luta muito bem, Bully Ray antigo Bubba Ray na WWE e o meu preferido a seguir ao Bobby Roode, The Phenomenal AJ Styles.
        Acredita, vê, vais ganhar com isso.

      • João Macedo - há 5 anos

        É assim, depende. Ao veres um show da TNA nunca estejas à espera de algo parecido com WWE, pois vais encontrar uma coisa completamente diferente. O público, as entradas, os lutadores mas acima de tudo a atmosfera é diferente. Há quem goste e quem não goste, eu gosto, normalmente quem gosta muito de ver wrestling costuma gostar de TNA. Wrestling não é igual a WWE, e irás perceber isso caso entres no mundo da TNA e isso demora algumas semanas, por isso talvez seja um pouco confuso no início. Fica aqui o meu conselho, Dolph.

      • Dolph Ziggler - há 5 anos

        Obrigado, sei que a TNA tem muitas estrelas da WWE e algumas criadas pela propria TNA mas nunca me motivei para começar ver a TNA. Já vi algumas coisinhas mas não se compara ah WWE! E em coisas até prefiro o ROH.

      • danielLP21 - há 5 anos

        Eu recomecei a ver há 2 meses após anos de “afastamento” e confesso que fiquei impressionado com aquilo que encontrei.Caso comeces a ver a TNA não caias no erro de a comparar à WWE,porque não dá para comparar.

      • Dolph Ziggler - há 5 anos

        Impressionado pela negativa ou positiva?

      • danielLP21 - há 5 anos

        Pela positiva!Evoluiu muito em compoaração com aquilo que era há uns anos e ainda tem uma grande margem de manobra,basta para isso que sejam as pessoas certas a tomar as opções certas nas alturas certas.

      • danielLP21 - há 5 anos

        Eu não queria dizer margem de manobra mas sim margem de progressão.

      • Jorge Rebelo - há 5 anos

        Esse é o melhor principio. Não vale a pena comparar WWE e TNA. Quanto mais depressa pensarem assim, mais satisfação irão retirar de ambos os produtos.

    • Tomás Carneiro - há 5 anos

      Já somos 2, não gosto de ver os shows quando já sei os resultados, prefiro ver sem saber os resultados assim vivemos o combate a 100 por cento.

    • danielLP21 - há 5 anos

      Eu também vejo os shows sem vir primeiro ao site ver o report,prefiro ter 100% de incertezas e depois vir aqui comentar o que vi.

  2. The_Great_White - há 5 anos

    Quanto ao artigo,gostei do artigo,do assunto abordado,do modo como voce contou-nos a notícia,das palavras que voce usou e etc…
    Para mim a TNA passar a transmitir shows ao vivo vai ser um grande avanço para a empresa,penso que isso era uma aspecto marcante na sua inferioridade a WWE,concordo com o que voce fala e parabéns aí,ótimo artigo !

  3. pedrohardy - há 5 anos

    muito bom artigo, sim senhor

  4. Master of Chaos - há 5 anos

    Nossa, enfim vi o retorno do Impacto, mandou bem no seu regresso como escritor de artigos. Gostei bastante do artigo, continue assim.

    • Jorge Rebelo - há 5 anos

      Tenho estado muito ausente dos artigos por motivos profissionais, mas tentarei ser mais regular. Obrigado (a todos) pelo incentivo.

      • Master of Chaos - há 5 anos

        Digo isto porque o Impacto foi retirado da lista de artigos.

      • Jorge Rebelo - há 5 anos

        Nem tinha reparado.

      • Master of Chaos - há 5 anos

        Mandei um email para o Salvador, sobre isto, mas não tive respostas.

  5. Tenho um mesmo receio que tu que com isto a TNA volte a destacar da pior forma lutadores como Hulk Hogan ou Ric Flair e que por erro o RVD ganhe o título nesta altura. Manter os jovens talentos no topo é o melhor que podem fazer e os resultados virão com certeza se já não são graças a esses talentos que a TNA tem evoluído.

    • Jorge Rebelo - há 5 anos

      Por um lado, parece que já iremos ter mais Ric Flair, mas por outro a TNA começa a perder alguns dos seus novos talentos. Espero que resistam à tentação de ter picos de audiências e trabalhem para que sejam audiências sustentáveis.

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador