Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Contacta-nos!

Impacto! #40 – A verdadeira dimensão da TNA

Começo o Impacto desta semana por dizer que a Total Nonstop Action foi fundada há 10 anos atrás por Jeff Jarrett e Jerry Jarrett, com sede em Nashville (estado do Tennesee, nos Estados Unidos da América), mas não é de história que vamos falar hoje, mas sim do presente. Recentemente, em jeito de brincadeira (de mau gosto) CM Punk apelidou a TNA de indy, considerando que a empresa tinha ainda uma dimensão muito local. Será isto verdade ou terá a TNA alcançado algo mais em apenas 10 anos?

O que me propus a fazer, é uma apresentação da TNA com todas as suas ramificações, ou seja, de tudo o que actualmente a TNA tem, produz, vende ou apresenta. Considero que provavelmente algo ficará de fora, mas espero que no final seja mais fácil compreender a dimensão real desta organização.

Programas

Comecemos por onde interessa – os shows. A TNA tem um acordo com o canal Spike TV para a transmissão de um show semanal de duas horas – Impact Wrestling. Este show será transmitido, até ao fim do ano, em directo da Impact Zone (um estúdio de gravação localizado na Universal Studios em Orlando, Flórida).

Para além dos Estados Unidos, o Impact Wrestling é transmitido também em vários países, nomeadamente Austria, Alemanha, Suiça, Austrália, Canadá, Gana, Nigéria, Sudão, Uganda, Zimbabwe, Costa de Marfim, Chade, Dinamarca, França, Israel, India, Itália, México, Bangladesh, Betão, Napal, Paquistão, Sri Lanka, Maldivas, Polónia, Roménia, Irlanda, Turquia, Reino Unido, Austrália, Nova Zelândia, África do Sul, Arábia Saudita e Portugal, entre outros tantos países, através de parcerias com cadeias televisivas nacionais ou regionais.

No Reino-unido, o canal Challange transmite ainda o TNA Xplosion – um programa de uma hora de duração, onde para além de um combate, contém ainda entrevistas e uma recapitulação das principais rivalidades e histórias do momento. Este programa é possível de ser visionado via youtube.

A TNA apresenta ainda uma série de 12 Pay-Per-Views (um por mês), transmitidos em directo ao longo do ano. Estes PPV são na sua maioria realizados na Impact Zone, mas alguns chegam a ser produzidos em várias arenas nos Estados Unidos. Os mais importantes PPVS são ainda transmitidos em salas de cinema no Estados Unidos.

Para transmissão da sua programação, a TNA conta ainda com uma plataforma na internet chamada de TNAonDemand. Nesta plataforma, não só é possível comprar streams para assistir aos PPVS, mas como se tem acesso a conteúdos exclusivos, incluindo shows passados e o TNA Epics – um programa que mensalmente faz uma revisão das maiores feuds da história da organização.

Na internet e em particular no youtube a presença da TNA também se faz sentir. Nas interrupções do Impact Wrestling, o youtube live permite uma visão da Impact Zone, incluindo com entrevistas exclusivas aos atletas. A TNA recorre também ao youtube para a transmissão de dois programas: o TNA Today – um programa apresentado por Jeremy Borash, que entrevista um funcionário (geralmente um lutador) da organização e o TNA Spin Cycle em que Borash ou Mike Tenay juntam à mesa quatro personalidade da TNA e onde são debatidos vários temas e diferentes histórias.

A juntar á programação da TNA, existe ainda um conjunto de iniciativas transmitidas via youtube, com a intenção de promover determinados wrestlers ou eventos. Uma dessas iniciativas chama-se “The List” e é um show de poucos minutos em que Robbie E e Robbie T fazem uma série de perguntas a atletas e funcionários da TNA, para perceber se estes têm ou não o que é preciso para entrar na Lista VIP dos Robbies.

Lutadores

Uma parte fundamental da TNA são os atletas que a compõem. O roster da TNA é de grande qualidade, misturando lendas como Hulk Hogan e Sting, aos famosos Jeff Hardy, RVD, Mr. Anderson ou Kurt Angle, a originais como Samoa Joe, AJ Styles, Bobby Roode e James Storm, a novos talentos como Crimson, Zema Ion, Gunner, Kenny King ou Austin Aries. A divisão feminina, apesar de estar em restruturação, é de uma qualidade superior, com atletas tão notáveis como Mickie James, Gail Kim, Tara ou Tessmacher.

Na Estrada

A TNA realiza mais de uma centena de House shows por ano, por toda a America do Norte. Alguns desses house shows assumem um carácter inovador, como é o caso dos eventos BaseBrawl, em que os combates são disputados ao ar-livre em arenas montadas em estádio de Baseball. Para além dos estados, a TNA realiza igualmente tournées internacionais, já tendo passado por países como o Reino Unido, Alemanha, França, Portugal, Japão, México, India e Austrália. São ainda frequentes as aparições dos talentos da TNA em programas televisivos, rádios, sessões de autógrafos e outros eventos, de forma a promover a marca TNA.

Ouro

A TNA tem 6 titulos oficiais: O TNA World Heavyweight Champion (actualmente Austin Aries), o World Tag-Team Title (Kazarian e Christopher Daniels), o Television Champion (Devon), o X-Division Champion (Zema Ion), o Knockouts Division Champion (Brooke Tessmacher) e o Tag-team KO Division Champions (Eric Young e ODB).

Hall of Fame

No ano de 2012 a TNA oficializou a criação de um Hall of Fame. Todos os anos, será introduzido um ou mais talentos, que escreveram a sua história a letras douradas na organização. O evento ocorrerá sempre antes do maior PPV do ano para a TNA – Bound for Glory. O primeiro nome a constar no HOF será Sting.

Parcerias

A TNA tem parcerias oficiais a New Japan Pro Wrestling, a Pro Wrestling Noah e a AAA (México), que vão desde a troca de talentos a acções de promoção. Ainda este ano, a TNA revelou que estabeleceu um acordo com a Ohio Valley Wrestling (OVW) para que esta promoção se tornasse oficialmente um território de desenvolvimento da TNA, ou seja, a organização pode enviar os seus talentos mais “verdes” para treino e desenvolvimento. A TNA desenvolveu ainda uma parceria com a produtora televisiva Endemol para a produção de um programa de wrestling na India chamado Ring Ka King, que envolveu talentos da TNA e talentos locais. Há negociações para o mesmo programa ser desenvolvido no Reino Unido e na Argentina. Recentemente, a TNA e Challenge TV (Inglaterra) começaram a gravar um novo programa televisivo chamado Boot Camp, com vista a que um talento venha a assinar contrato pela TNA. Existe ainda duas parcerias não-oficiais para desenvolvimento de talentos: com a 3D Academy (escola de wrestling fundada por Devon e Bully Ray) e com o programa de desenvolvimento de talentos do Tazz. Ambas as parcerias visam treinar novos talentos para a organização.

TNA Gut Check

O Gut Check é nome que a TNA dá aos seus tryouts. Seja por convite, seja por candidatura, o objectivo desta iniciativa é que durante algumas horas, um conjunto de atletas possa usufruir da experiência e conhecimento de vários treinadores pertencentes à TNA, culminando num combate em que devem provar o seu valor. A TNA realiza vários Gut Checks por mês, em todo o território Norte-Americano e também no Reino Unido. Uma vez por mês, este conceito “salta” para a televisão e um lutador recebe a sua oportunidade de se juntar à organização. Na semana seguinte a combaterem no Open Fight Night, o lutador tem a oportunidade de fazer uma promo diante do júri e recebe a avaliação final desse mesmo júri de três elementos.

Na Sétima Arte

A TNA está a preparar o lançamento de uma divisão de cinema, existindo o rumor de que o primeiro filme a ser lançado seria uma sequela do No Holds Barred, protagonizado por Hulk Hogan. Enquanto não há novidades, é conhecida a estreita ligação entre a TNA e a produtora North Shore pictures (em que Kurt Angle faz parte da direcção). Para além destas parcerias, os lutadores da TNA têm sido convidados a assumir papéis em séries e filmes. Para dar alguns exemplos, The Pope apareceu no último filme de Batman, Mr. Anderson esteve nos filmes Behind Enemy Lines e Dogs Lie; Kurt Angle esteve em filmes como Death from Above e Dylan Dog, além de programas como Extreme Makeover e MTV’s Made ou Tonight Show with Jay Leno. São apenas alguns exemplos, da exposição mediática dos atletas da TNA.

Jogos de Vídeo

Em 2008 a TNA e a Midway Games lançaram o TNA Impact! para diferentes plataformas de jogo. Já em 2011 a Namco lançou o Impact! para plataformas móveis, IPad e Iphone. Recentemente, a mesma empresa de jogos que produziu o Bellator afirmou estar a desenvolver um novo jogo para a TNA.

Merchandising

Parte das receitas da TNA advém da venda direta de produtos ou das licenças de marca e/ou nome. O portal da internet ShopTNA.com vende milhares de artigos para todo o mundo, desde T-shirts, a posters, Bonés, DVD, Brinquedos e artigos para o lar. Todos com a marca TNA ou dos seus atletas. A TNA tem o TNA Eurostores, dedicado especialmente aos fãs na Europa, onde se podem adquirir a mesma variedade de artigos. A TNA faz assim uso do seu novíssimo centro de distribuição/armazém nos Estados Unidos e em Londres, Inglaterra.

Brinquedos

A TNA possui ainda uma vasta lista de figuras/bonecos, os mais recentes fabricados pela Jakks Wrestling Figures. Estas “action figures” são representações dos lutadores da TNA, para agradar a miúdos e graúdos.

Trading Cards

Entre as iniciativas mais orginais, está uma colecção de Cartas coleccionáveis, que incluem autógrafos e imagens exclusivas dos atletas.

Presença na Internet

A dimensão da TNA já lhe permite ser uma empresa incontornável quando se fala em wrestling. Os principais sites dedicados a Wrestling, possuem sempre secções dedicadas à TNA e asseguram estar a par das recentes novidades. Exemplo disso, encontramos aqui no WPT, onde a TNA é debatida e promovida, de forma destacada, actual e em Português. Todas as informações mais relevantes e oficiais da TNA podem ser consultadas no site da organização em www.impactwrestling.com

Nas Redes Sociais

A TNA tem aumentado o esforço para vincar a sua presença nas redes sociais. Além de todos os wrestlers do roster estarem presentes no Twitter, a TNA tem ainda um desempenho muito activo no Facebook. Também se salienta a parceria já referida com o Youtube. Entre mensagens, vídeos e imagens, no Facebook (por exemplo) podemos encontrar algumas aplicações, como a caderneta de cromos virtual. Vale a pena dar uma espreitadela nos conteúdos.

Esta é apenas uma pequena amostra das ramificações a que chega a TNA. Ficaram de fora as iniciativas individuais de cada atleta, que ao se autopromoverem, promovem igualmente a marca TNA.

Se considerarmos que as promoções independentes são aqueles de alcance local ou regional, penso que expus argumentos mais que suficiente para mostrar que em apenas 10 anos a TNA passou de uma ideia corajosa, para uma organização que actua a nível mundial.

A TNA não é ainda um universo, mas já é certamente uma grande família.

Até ao próximo Impacto!

Sobre o Autor

- Colaborador do Wrestling.PT para os conteúdos da Total Nonstop Action!

29 Comentários

  1. Willian Silveira - há 4 anos

    Belo artigo.
    Certamente se eu não conhecesse a TNA, passaria a assistir depois dessa leitura.

  2. Pantallica - há 4 anos

    Ótimo artigo! E secalhar havia muita gente que precisava de ler isto. Nao sei o Punk disse aquilo na brincadeira ou se é mesmo aquilo que ele pensa, mas é obvio que a TNA nao é uma Indy.

    • Jorge Rebelo - há 4 anos

      Acredito que as palavras do Punk vêm mesmo do seu passado conturbado com a TNA. Foi mais uma picardia, que propriamente uma verdade.

      • danielLP21 - há 4 anos

        Exacto,ele disse isso de forma a picar a TNA,já que saiu da empresa de uma forma pouco amigável. Já não foi a primeira vez que ele falou assim da TNA.

  3. Tomás Canaveira - há 4 anos

    Para mim este foi o melhor Impacto que eu li parabens Jorge exelente trabalho.

    Realmente a TNA é sem duvida para mim uma grande empresa se já o achava então agora ainda mais, espectacular eu nem consigo imaginar o trabalho que é gerir uma empresa deste calibre digam o que disserem para mim a TNA é melhor que a WWE pelo menos em Pro Wrestling acho que a TNA vai longe e gostava que qualquer dia viessem a Portugal.

    GRANDE TNA.

  4. gonçalo " the best in the world " - há 4 anos

    gostei do teu texto e posso n ver muita tna mas vejo que tu adoras tna e acho muito bem tu n queres saber sobre o que as pessoas te dizem sobre tu n veres wwe.
    muito bom texto!

  5. The Hurricane - há 4 anos

    Nao gosto da tna mas bom texto como sempre Jorge.

  6. danielLP21 - há 4 anos

    Artigo fantástico,um dos melhores que li até hoje neste espaço!

    Infelizmente,só comecei a ver a TNA de forma regular e sem interrupções este ano (já tinha acompanhado em 2005/2006,quando os ringues ainda eram hexagonais),e já vi que tenho perdido muito.

    Não tenho dúvidas de que a TNA não é uma empresa indy,e acho que com o passar do tempo vai consolidar-se cada vez mais como uma grande empresa de Wrestling. Daqui a 10 anos vamos estar a falar da evolução que a TNA teve entre 2012 e 2022,e vamos voltar a ver melhoras significativas.

    Neste momento,a TNA tem o melhor Wrestling (na minha opinião) e acho que o próximo passo será cuidar das storylines com mais cuidado,coerência e,principalmente,criar storylines com princípio,meio e fim.

    Já se está a notar uma maior aposta na “prata da casa”,ou seja,em lutadores como James Storm,Bobby Roode e Austin Aries,com um misto de lendas,como Hulk Hogan e Sting. Parece-me que a TNA já percebeu que não é ao colocar lendas no Main-Event e nas histórias principais que o produto será melhor.

    Lendas como Sting e Hulk Hogan trazem nome à empresa,nomes como Kurt Angle,Jeff Hardy,Rob Van Dam,Mr.Anderson,Bully Ray,Devon,Chavo Guerrero,Tazz,Mickie James e Tara (pelos seus passados na WWE,WCW e ECW)trazem popularidade à TNA e lutadores como Austin Aries,Bobby Roode,James Storm,Samoa Joe,Kazarian,Christopher Daniels e AJ Styles garantem a continuidade e a sustentailidade da empresa de Orlando nos próximos 5/10 anos.

    Outros passos importantes seriam,na minha opinião,passar a ter programas de 3 horas e,quando possível,deixar de fazer todos os iMPACTS em Orlando,já que um dos problemas dos shows da TNA é o público,que em quase todos os shows está “morto”,e caso os shows fossem distribuídos por mais cidades e estados,acredito que os públicos estariam muito mais entusiasmados.

    Não sou fã das redes sociais,mas sei da importância que as mesmas têm hoje em dia e a TNA tem que continuar a apostar nelas.

    O Gut Check é outro caminho pelo qual a TNA tem que continuar a enveredar,porque se de 3 em 3 meses aparecer um lutador que consiga um contrato isso significa que vaeu a pena o conceito ser criado.

    Resumindo,ainda há um longo caminho a percorrer mas a TNA tem uma grande margem de progressão,e acho que está a ir por um bom caminho.

    Parabéns pelo excelente artigo e pela paixão que mostras ter pela TNA em cada artigo que escreves.

    • Jorge Rebelo - há 4 anos

      daniel de facto o próximo passo da TNA, após conseguir ter o Impact Wrestling em directo, é ir para a estrada. As vantagens em termos de promoção, divulgação da marca TNA a nivel local, o “refrescar” da plateia, a motivação dos atletas…são imensos os ganhos. Mas o dinheiro provavelmente vai sendo a maior barreira para esse pulo tremendo.

      • danielLP21 - há 4 anos

        Exactamente,daí ter dito “quando possível”,porque já se sabe que a questão financeira é o maior entrava para a TNA em muitos aspectos.

      • danielLP21 - há 4 anos

        E já agora,o que é feito do Mr.Anderson?

      • Jorge Rebelo - há 4 anos

        A semana passada ele não esteve no IW porque a TNA fez um house show em simultâneo com o programa em directo. Tanto o Anderson como o RVD (por exemplo), estiveram no house show e falharam o Impact Wrestling.

        De resto, acredito que ele volte logo que haja espaço entre as diferentes storylines.

      • danielLP21 - há 4 anos

        entrave*

  7. pigusto - há 4 anos

    em que canal a tna é transmitida em portugal?

    • Já não é transmitida em Portugal.

    • Jorge Rebelo - há 4 anos

      Apesar de nas listagens do site da TNA aparecer que dá na Sporttv, terças às 23h, não o posso confirmar. É uma questão de verificarem, mas à partida se o Luis diz que já não dá é possivel que o site da TNA esteja desactualizado quanto a essa informação.

      Se alguém poder confirmar numa qualquer terça-feira era muito bom.

      • danielLP21 - há 4 anos

        Hoje é terça-feira e não,não deu. Aliás.já não dá há uns bons meses,talvez há mais de um ano.

      • Jorge Rebelo - há 4 anos

        Em nenhum dos canais da sporttv?

      • danielLP21 - há 4 anos

        Nenhum.

      • - há 4 anos

        O IW deixou de passar na Sporttv no inicio deste ano

  8. The Charismatic Enigma - há 4 anos

    Que ótimo Impacto.Que trabalho fantásticoc o seu Jorge, sou fã numero 1 de verdade, em todos os sites que acompanho de Wrestling, você é o melhor postador que aborda a TNA desta maneira com tanta sabedoria e experiencia que tem como fã e espectador da companhia, na verdade como dizes, a família TNA.

    Eu sou muito satisfeito em seguir esta familia e, não passo uma semana sem assistir á um Impact Wrestling.Ja acompanho a TNA toda semana desde o início de 2010, por bem mais de 2 anos e ja conhecia a maioria do que tu apresentaste neste artigo hoje, então ja tinha minha opinião formada e não tinha dúvidas que uma empresa de porte pequeno e ainda á ser Indy, a TNA não é.E o mais engraçado é que com apenas uma pergunta, o “Best in the World” influenciou tantos miúdos de cabeça fraca e pouca personalidade a dizer que a TNA é ruim sem nunca sequer terem assistido, ja vi chamarem a TNA de “Cemitério da WWE” e etc, e isso revolta-me, simplesmente por gente que nunca nem se deu ao trabalho de assistir o produto,ja sair defecando na caixa de comentários, isto é atitude típica de quem não percebe nada de Pro-Wrestling e acham que Wrestling, este esporte tão maravilhoso, gira apenas em torno da WWE.Não estou obrigando ninguém á gostar e seguir a TNA, mas apenas que tenham respeito, e se não tem noção do que estão a falar, que se calem ao invés de chatear os outros com sua ignorância.

    Como o daniel também abordou, acho que a TNA precisa de fazer os Impact’s em outras arenas pelo país, porque toda semana praticamente são todos na Impact Zone, e todos PPV’S também, este é um dos pontos que se a TNA puder e tiver recursos pra explorar, será bem maior.Também vejo no futuro, daqui 10 ou 15 anos, a TNA muito maior e poderei lá olhar e dizer da evolução desta família que eu tanto gosto, bom assim espero, e também que a empresa possa colher dos frutos da casa, que venha mais Austin Aries, AJ Styles, mais Samoa Joe’s por ai.

    • Jorge Rebelo - há 4 anos

      Esse tipo de comentários negativos sobre a TNA, como no exemplo que deste em que chamavam de “cemitério da WWE”, é por um lado desconhecimento do que é a TNA, mas a própria organização tem muita culpa no cartório, sobretudo pelas apostas que fez e que se tornaram exageradas durante 2010 e 2011. A estratégia da TNA passou por tentar chamar a atenção graças a um conjunto de nomes que já tinham tido os seus momentos altos há muitos anos, mas que ainda eram reconhecidos pelos fãs de wrestling.

      A aposta em ex-lutadores da wwe/ecw revelou-se ruinosa para a TNA, uma vez que perderam tudo o que a caracterizava.

      Compreendo as criticas feitas nessa altura, mas muito honestamente considero que agora é um bom momento para descobrir ou regressar à TNA. Os combates são intensos, há boas histórias, construídas com paciência, há novas caras, novos segmentos…

      Mais uma vez repito o apelo a todos os que têm curiosidade de descobrir a TNA, vejam o Bound For Glory – Dia 14 de Outubro, vai com certeza valer a pena.

      • The Charismatic Enigma - há 4 anos

        Realmente Jorge, a TNA tem um pouco de culpa neste aspecto mas, dizer que é cemitério da WWE é exagero e uma enorme ignorância.É claro que tem aqueles que a WWE dispensa por algum motivo, e a TNA os contrata, mas tem Wrestlers que ficam insatisfeitos com a WWE e resolvem sair desta companhia, mas só pelo fato deles assinarem com outra companhia, os idiotas ja pensam que eles não tem capacidade de estar na WWE.

        Estou muito ancioso pelo BFG, é um evento que eu só vou perder se estiver morto.

  9. Vinícius BullyMiz Nunes - há 4 anos

    Grande Impacto, e hoje eu entendo muito mais de TNA do que a anos atrás, e os Impactos ajudam muito nisso, estou nessa família tem muito pouco tempo, mas hoje prefiro TNA que WWE, esse produto é muito bom, é o que me atrai mais, e creio que a TNA será muito maior daqui alguns anos, se continuar com essa evolução é claro.

  10. Eduardo - há 4 anos

    Parabéns Jorge Rebelo ótimo texto, e certeza que eu vou enviar esse artigo pra alguns amigos ignorantes que falam mau da TNA sem ao menos conhecer … Infelizmente eu começei a assistir TNA final do ano passado, mas curto muito o estilo e pelo andar das coisas não vai demorar muito pra ser um TNA Universo. Infelizmente ainda não é transmitido no Brasil, mais bem que poderia ser #FicaDica.

  11. VinceYESYES - há 4 anos

    Este artigo está fantástico como todos os protagonizados pelo Jorge Rebelo. Admito mesmo que este é o meu espaço favorito do site, pois aborda de tudo no que diz respeito ao mundo da TNA.

    E por falar em mundo da TNA, alguém dizer que a TNA é uma indy, mesmo que seja só um bitaite como o do CM Punk, torna-se ridículo, apesar de ele ter tido aquela saída, se quer “meter-se” com a empresa, podia ter arranjado uma forma não tão ridícula. E quanto aos míudos e tal, que dizem que a TNA é isto e é aquilo, não passam de gente sem o mínimo de conhecimento do que se trata a TNA. E então aqueles comentários de ser o cemitério da WWE, pior ainda, só mostram do quanto ignorantes se tratam quando o tema é esta grande e ao mesmo tempo pequena empresa que é a TNA.

    Grande e pequena porquê ? Porque de facto é uma empresa muito grande como Jorge nos fez questão de mostrar, aliás, muito grande e eu digo pequena, sim pequena ! Pequena porque quero vê-la daqui a 10 anos, maior do que hoje ela é e não tenho dúvida nenhuma que isso irá acontecer ! Ela já teve altos e baixos, é óbvio, como toda e qualquer empresa, mas se olharmos para o que ela era e é atualmente, vemos que está a crescer cada vez mais e isso é inquestionável e quero vê-la crescer sempre mais. Para o mim o próximo passo é sair da IZ, claro que tem que, como todos já referiram, haver sustentabilidade financeira para tal, mas penso que a TNA já esteve bem mais longe de o fazer e espero vê-la sair da IZ num futuro breve, e os diretos e as subidas de audiências recentes, vêm confirmar o melhoramento que o produto tem vindo a sofrer, e como tal nota-se que esta grande comunidade tem vindo a crescer, e não era para menos, depois deste excelente ano, a nível qualitativo da TNA !

    Para finalizar, afirmo sem qualquer problema, que atualmente prefiro TNA a qualquer hora do dia em relação à WWE, e quero ver esta que já é sem dúvida a “minha” companhia, a crescer cada vez mais e não tenho dúvida que irá acontecer e eu muitas vezes me pergunto, como daqui a 10 anos estaremos “nós”, a grande família TNA e esta grande empresa.

    Venha de lá o BFG, espero que seja o evento do ano do pro-wrestling, e força TNA !

  12. Wolfmann - há 4 anos

    Também a TNA já se tornou a ‘minha companhia’. Espero que continue a crescer bastante visto que é a única a que assisto. Se tudo correr bem a marca TNA vai melhorar ainda mais.

    Excelente artigo Jorge :)

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador