Impacto! #86 – Saída de Emergência?

A pergunta chave neste momento é perceber se estas recentes saídas são o alarme de um barco a afundar-se ou será que são um necessário alivio de carga?

A semana passada tive a oportunidade de abordar a situação financeira da TNA e apesar de todos os indícios me levaram a acreditar na sanidade contabilística da organização, isso não significa que a TNA não tenha que estar atenta ao saldo bancário. Aliás, foi precisamente essa incapacidade na gestão financeira que levou ao fim da ECW (e de certa forma da WCW). Qualquer empresa, em qualquer ramo de negócio, por muita liquidez que possa possuir, não se pode dar ao luxo de gastar verbas em recursos/projectos que não vão dar nenhum retorno.

Por enquanto, todos os nomes que saíram da TNA num passado muito recente, são figuras que, ou não estavam a ser utilizadas, ou não tinham relevância.

Na divisão feminina a saída de Madison Rayne não é uma surpresa e claramente foi uma separação amigável, onde a própria Rayne já admitiu que é uma saída temporária e que após a sua gravidez, assim que estiver em condições irá regressar. Taelor Hendrix decidiu sair pelo seu próprio pé. A jovem de 21 anos considerou que já devia estar a ser utilizada regularmente pela TNA e (curiosamente) após dois combates na TNA decide afastar-se. A juventude tem destas coisas e essa decisão precipitada já no passado valeu o arrependimento aos Gen Me. Veremos se um dia a Taelor não irá dar entrevistas a revelar que deveria ter tido paciência para esperar e aprender…

Em relação à Tara é a maior surpresa. Apesar dos seus 42 anos, a Tara era uma das minhas Knockouts favoritas e lamento a sua saída. Contudo é importante realçar que nos últimos 2 anos ela praticamente apenas serviu para ajudar a credibilizar outras atletas, sofrendo algumas derrotas significativas (Taryn Terrell e Velvet Sky) e a parceria com Jesse Godderz passou ao lado do público. Considerando a idade, a pouca relevância nas histórias e certamente o seu ordenado, a TNA optou por dispensar uma das wrestlers mais experientes do seu roster. O que mais me surpreendeu é que a TNA nos últimos anos sempre teve muito mais consideração com os talentos que passaram pela ECW/WCW/WWE/F e dessa forma não esperava que esta decisão de rescindir com a Tara fosse tomada tão levemente. Vamos ser realistas, a Tara já segurou o titulo das KO mais vezes que qualquer outra lutadora do roster, já teve várias feuds com todas as outras lutadoras, tendo lutado com todas elas diversas vezes e realisticamente a TNA terá ponderado que aos 42 anos, pouco mais a Tara poderia dar de novo à TNA.

Pessoalmente parece-me que será uma questão de tempo até a ODB seguir o mesmo caminho. Contudo, depois de assentar a poeira, a TNA terá que pensar nesta divisão e em quem a vai suportar e nesse sentido há que abrir espaço a novos talentos onde a minha grande expectativa é a nossa Shanna. É para já uma divisão curta, mas o recente acordo com a Sport TV pode abrir as portas à Shanna.  Relembro ainda que o Roberto Barros, no espaço Wrestling for All fez uma análise a talentos femininos que poderiam encaixar muito bem na TNA e vale a pena dar uma leitura. A divisão feminina fica agora apenas com Taryn Terrell, Mickie James, Gail Kim e Velvet Sky (podemos ainda contar com a ODB e com a Lai’D Tapa).

Esta semana também o Matt Morgan deixou a TNA, mas como referi num comentário a essa noticia aqui no WPT, o Bully Ray deu uma entrevista recentemente e que falava do Matt Morgan como um daqueles casos verdadeiramente intrigante. Ele refere que se tivesse o corpo do Morgan hoje seria uma lenda, mas por alguma razão o Morgan nunca conseguiu vingar. Eu concordo com o Ray, o Matt Morgan tem um fisico impressionante, tem boa voz e até intensidade nas promos, não é um lutador exemplar, mas não é de todo descoordenado e no entanto parece que passou sempre ao lado de uma grande carreira por todos os sitios onde passou.

A explicação que o Ray dá é que o Morgan talvez nunca tenha feito o suficiente para se destacar. No último regresso dele à TNA ele roubou a capa do Hulk Hogan, enquanto ele (Bully Ray) fez sexo com a filha do Hulk Hogan. O Ray até o aconselhava a tentar fazer coisas diferentes, que chamassem a atenção do público. Eu não sei bem explicar o que falhou, mas de facto o Morgan conseguiu em todos estes anos na TNA nunca ser relevante. Com exepção de uma curta feud com o Hernandez e de um titulo de tag-tam ao lado de Crimson, os anos de Morgan na TNA são irrelevantes. É uma pena que nem ele, nem a TNA tenham conseguido encontrar uma fórmula de sucesso. Com o main-event tão povoado, era inevitável esta saida. Que tenha muito sucesso e não me importava de o ver regressar um dia.

No último Impacto! referi que recentemente, o Joey Ryan (um dos nomes que saiu da TNA) deu uma entrevista em que explicou que o seu contrato envolvia um salário base e um prémio por aparição. Ora ele justifica que dado que há muitos meses que não era usada, já andava surpreendido pela TNA lhe pagar para ele não fazer nada. Assim sendo, o próprio Ryan revela receber a tempo e a horas e que para ele é óbvio que a TNA não pode pagar aos talentos que não utiliza. Essa foi a mesma razão pela qual o Christian York também abandonou a TNA.

Entretanto enquanto escrevo esta edição do Impacto! DOC confirmou que deixa a TNA e correm os rumores das saídas de D’lo Brown e Bruce Prichard. Em relação ao DOC não me parece que haja nada de alarmante. Ele explicou que a TNA fez uma proposta de contrato e estava abaixo das suas expectivativas e como tal, decidiu não renovar. Parece-me uma situação natural dentro de uma empresa.

Não irei comentar a situação de Bruce Prichard e do D’lo pois não está confirmado e os rumores não fazem qualquer sentido (por exemplo, no caso do D’lo é referido que este aceitou reestruturar o contrato e a TNA despediu-o a seguir – não tem lógica alguma).

Todos sabemos que a TNA está a fazer um enorme investimento ao levar o Impact Wrestling para a estrada, em vez de se manter no conforto da pequena Impact Zone. Era inevitável que a TNA tivesse que reajustar as suas despesar para fazer face a esse investimento e parte significativa dessas despesas são salários. Mas quantas vezes não se repetiu a ideia de que a TNA tinha um roster demasiado grande para tão pouca programação? A TNA está finalmente a reestruturar a dimensão da organização aos seus recursos e necessidades. Nenhuma destas saídas me parece importante.

Devemos sim ficar gravemente preocupados se a TNA começar a rescindir contratos com atletas como Bobby Roode, Austin Aries, James Storm, AJ Styles, Magnus ou Samoa. Estes sim são os elementos importantes no roster e se em nome de uma qualquer necessidade de reajuste financeiro, a TNA tiver que cortar nestes nome, aí sim devemos entrar em pânico. Se ficarmos alarmados, porque a TNA deixou “fugir” nomes como RVD, Alex Silva ou Christian York, talvez seja altura de tirarmos umas férias…Aliás, perguntem a vocês mesmos: alguma destas saídas interferiu em algumas das storylines? Pois…

Na verdade este tipo de despedimentos ou rescisões acontece em todas as promoções e até à data todas as recentes saídas me parecem lógicas e se eu tivesse que as fazer, muito provavelmente não escolheria nomes muito diferentes.

Talvez esta até venha a ser uma oportunidade para a TNA. Não apenas para contratar novos talentos, mas para em primeiro lugar a direcção da TNA olhar para os seus talentos e pensar muito a sério sobre quem os vais ajudar a fazer dinheiro e quem apenas lá está para ganhar a sua reforma ou seu ordenado ao fim do mês. Obviamente que um roster mais curto também será permeável a novas caras e a uma renovação.

Em suma, não estamos ainda perante uma saída de emergência, mas é certamente uma boa oportunidade de remodelação.

Até ao próximo Impacto!

Sobre o Autor

- Colaborador do Wrestling.PT para os conteúdos da Total Nonstop Action!

29 Comentários

  1. José Sousa - há 3 anos

    Dos nomes que saíram os mais graves são as da Tara, DOC, Morgan, e talvez o Crimson. Não são nomes com muitos estragos Jorge claro que não, mas espero que o Pós-Bound for Glory não traga surpresas nessa campo para a TNA. E isso falo em dispensa de algum dos nomes que falaste, sobretudo o Aries e o Roode que são wrestlers que vejo que teriam procura por parte da WWE, e que poderiam dar-se muito bem lá.

    Quanto a estes só vejo o DOC a voltar á WWE porque é amigo do Punk, e isso pode influenciar sobretudo se a WWE quiser fazer um Tradicional Survivor Series Punk vs Heyman Guys e o Punk queira homens de confiança(mas isso é assunto para outro espaço).

    De resto só vejo a sair o Kurt Angle depois de Outubro para ter a sua última passagem pela WWE. E se o RVD teve direito acho que alguém como o Angle também tem porque é muito mais talentoso.

    De resto é como dizes enquanto não mexer naquela base que referiste o problema não é grave.

    • Jorge Rebelo - há 3 anos

      José não será surpresa alguma ver o Kurt Angle regressar à WWE. É natural que ele queira encerrar a carreira onde a começou e num palco maior. Eu apenas ficaria preocupado se nesta onda de saída víssemos os nomes do presente (Aries, Roode, Styles, Storm, etc etc). A saíde deles seria uma perda tremenda para a TNA e claramente um sinal que as coisas estavam péssimas…

      • José Sousa - há 3 anos

        Sim para mim também não, ele próprio disse que queria ser o primeiro a ser Hall of Fame do Wrestling em 3 locais diferentes. E para isso é normal que tenha um último regresso para um ou dois anos de contracto com a WWE, perfeitamente normal).

        O rombo maior era mesmo um Aries, Roode, Storm, Magnus e Joe que seriam wrestlers que encaixavam no perfil da ROH ou mesmo da WWE que nem uma luva. Sobretudo eu vejo o Roode como o imediato main-eventer na WWE e até tu tens a noção disso.

      • Jorge Rebelo - há 3 anos

        Qualquer um desses nomes poderia chegar ao main-event da WWE, se conseguissem ultrapassar alguns preconceitos de quem lidera a própria organização.

      • José Sousa - há 3 anos

        Eu concordo contigo mas com os preconceitos o Roode era aquele que está melhor preparado para isso.

  2. Mike Tyson - há 3 anos

    Se contratassem a Shanna é que era

  3. MR Perfection André Santos - há 3 anos

    Jorge acho que tens feito bem em fazer estas edições do Impacto.Falares da situação da TNA actualmente era mais que óbvio mas mesmo assim fizeste bem em faze-lo.

    Como fá de wrestling vou dar a minha modesta opinião:
    Todos nós dissemos que quando a TNA saiu dos estúdios da Florida que era um grande passo para a prospecção da empresa e sinceramente concordo. Foi uma decisão mais que certa pois assim a TNA vai vender para outras “paragens”.
    Os despedimentos/acordos/contratos não aceites leva-me a pensar em 2 situações, primeira lutadores que ganhavam, muito e no futuro mais proximo não iam ser aproveitados em nenhuma storyline e segundo talvez a TNA vá fazer um refresh ao seu roster.
    Acredito que estas saídas não vão levar a empresa a baixar o seu produto mas na minha opinião a forma da TNA.
    Alguns conceitos como o Gut Check e as estipulações dos combates da X-division também podem ter levado a isso.Mas para não fugir muito do tema fico perplexo como a TNA consegue ter tudo tão arrumadinho e depois há esta situação e talvez o impacto seja maior por serem muito seguidas.

    Ou seja o que eu quero mesmo é que a TNA continue com bons combates e se possivél melhor publico!

    Saida de emergencia…é como em casa queres poupar…corta!

    • Jorge Rebelo - há 3 anos

      Concordo André. Contudo há quem considere os cortes como um sinal de uma anunciada falência da TNA, enquanto me parece que acontecem exatamente para evitar que a empresa entre numa situação financeira insustentável. Em última análise parecem-me medidas correctas de gestão financeira, que é comum a qualquer empresa seja ela de wrestling ou não.

  4. Roberto Barros - há 3 anos

    Ei Jorge já se confirmou mesmo a saída do Bruce Prichard? Primeiro agradecer a menção que você fez a minha pessoa no artigo, fico preocupado com a divisão feminina sem a tara, já que o roster estar muito pequeno, contando que a ODB e a nova juíza da divisão, temos 5 lutadoras (Mickie James, Gail Kim, Taryn, Tess e Velvet Sky), com um tempo as feuds acabarão se repetindo, torço muito para que Shanna assine com a TNA.

    Também agradeço a menção que você fez a minha pessoa no artigo, para mim seria um sonho ver nomes como Shanna, Santana Garrett, Mia yim, Mercedes Martinez, Jessicka Havok entre outras na TNA.

  5. Vince It Factor - há 3 anos

    Jorge excelente artigo e fazes muito bem, assim como na semana passada em ires explicando a situação.

    Eu concordo em tudo contigo, e acho bem que a TNA se vá organizando para nao acabar como uma ECW ou uma WCW e é isso que estão a fazer.

    Não sairam nomes muito importantes como Roode, por aí fora. E espero que não saiam.

    Mas queria fazer-te umas perguntas rápidas. Na situação do DOC, como vai a TNA gerir isto, uma vez que ele estava apenas envolvido na maior storyline da empresa, e a concorrer a VP. Acho isto gravíssimo.

    E também, gostava de saber o que tens a dizer sobre a saída do Prichard e do D’lo que parecem ter sido confirmadas. Quem vai agora assumir a equipa criativa e estes papéis, logo nesta fase.

    Não é alarmante ? Eu estou muito alarmado, e não é pela saúde financeira porque a TNA parece-me bem financeiramente. Estou alarmado é com as saídas de elementos como o Prichard, D’lo, DOC, e mesmo uma KO como a Tara. Não havia nenhum sitio melhor por onde cortar ?

    • Jorge Rebelo - há 3 anos

      Vince parece que já está confirmada a saida do Prichard e do D’lo Brown. Em relação ao Prichard, o que já consegui perceber é que a TNA responsabiliza-o pelo falhanço das negociações de alguns contratos e como tal acaba-o por despedir. Não sei quem será o senhor que se segue na direcção da equipa criativa da TNA, mas a equipa actual era constituida por 3 nomes: Bruce Prichard, Dave Lagana e Matt Conway. Tanto quanto sei o Lagana e o Matt continuam na equipa, eventualmente a TNA deverá anunciar alguém para substituir o Bruce.

      Em relação ao D’lo Brown e ao DOC, de facto a TNA vai ter de contar a história das suas saidas ou pode simplesmente ignorar que eles já lá não estão. Sejamos honestos, se a TNA deixar de referenciar o DOC dúvido que alguém pergunte “onde está ele?”. No caso do D’lo parecia que ele iria se virar contra o próprio grupo, mas assim sendo a TNA poderá muito bem gerir a situação referindo que decidiu mover o D’lo e o DOC para outro grupo (de motards) e eles deixaram de estar com os Aces.

      Estou bastante curioso para saber quem ocupará o lugar do Prichard, pois pode ser uma mudança criativa muito interessante.

  6. DX Rules - há 3 anos

    Andam tempos preocupantes para a TNA. Mas quem sabe isto possa ser para melhor.
    Só espero é que a Shanna lá consiga entrar para a TNA e que n entre na vaga de despedimentos.

    Jorge já agora o que achas do resultado deste sim do WWE 13 para o Destination X? http://www.youtube.com/watch?v=eI1U_n62sII

    Mais um bom artigo. E a todos os fãs de TNA (porque digamos que eu n sou muito) boa sorte com esta fase e que seja só uma coisa passageira

    • Jorge Rebelo - há 3 anos

      Como é que um jogo da WWE tem o Bully Ray e um Sabin tipo AJ Styles?

      • DX Rules - há 3 anos

        As pessoas criam as personagens e arenas e depois partilham online. Até podes jogar só com pessoas de TNA se encontrares os lutadores todos

      • MR Perfection André Santos - há 3 anos

        Jorge são CAWS…lutadores criados

      • ITS_ME_ITS_ME_ITS_DDT - há 3 anos

        melhores comentadores que o cole e o jerry

  7. danielLP21 - há 3 anos

    Não concordo quando dizes que nenhuma das saídas interferiu com as histórias actuais. O Luke Gallows fazia parte dos Aces and Eights e, nos últimos tempos, estava a dar indícios de um face-turn. Não se pode dizer que estivesse parado no roster da TNA.

    O mesmo se aplica ao D’Lo Brown. Não percebo como dois membros dos Aces ( ainda que este último não seja lutador regular) saem assim da empresa. Ainda assim, até acho que, apesar de ser muito improvável, isto pode fazer parte de uma storyline, principalmente o DOC. Aliás, todos os contratos na TNA são anuais?! Os lutadores não conseguem assinar por mais de um ano? É que, se não me engano, o DOC esteve na TNA apenas um ano, se tanto… Se calhar é muito rebuscado, mas acredito que seja storyline, assim como o Devon no ano passado. Claro que é muito improvável, apenas acho que é uma hipótese.

    • FranciscoAP - há 3 anos

      Luke Gallows? Quem é esse marmelo?

      Mas nenhuma dessas saídas está confirmada. A do DOC como é uma questão de renovação de contrato e a própria TNA mostrou vontade de haver essa renovação, é algo que ainda vai a mais que tempo de se resolver. E a do D’Lo é algo muito estranho o que se contou e acho correcto o Jorge optar por esperar por mais desenvolvimentos antes de comentar o que se seja.

      • danielLP21 - há 3 anos

        O Luke Gallows é o DOC ( sim, eu sei que tu sabes isso).

        Nenhuma está confirmada? A do DOC está, ele próprio a confirmou. Pode é voltar à TNA caso se consiga um acordo, mas que a saída está confirmada, isso está.

        Quanto ao D’Lo, também acho muito estranho, mas parece-me que ele saiu mesmo da TNA.

        Eu não estou muito preocupada com a situação financeira da TNA, o que me preocupa mesmo é o rumo que as coisas está a tomar e algumas decisões mais controversas. Mas é esperar para ver.

      • FranciscoAP - há 3 anos

        Eu queria dizer saída definitiva. Não foi dispensado como os outros. Mas concordo com o que disseste, é muito estranho ao fim de um ano e pouco o contrato acabar. É bem capaz de ser storyline e culminar com o regresso mas para o lado dos MEM, afinal ele andava a virar-se contra a stable já há semanas.

        Eu estou bastante preocupado. Mas nem vou perder tempo a cansar-me por isto, agora vou esperar para saber mais.

      • MR Perfection André Santos - há 3 anos

        Sim ele fazia parte integrante das historias especialmente na storyline do VP…imagina agora o publico a cantar…”Where is DOC!!!” mas claro que não canta porque o publico está quase sempre a dormir…

    • Vince It Factor - há 3 anos

      Disses-te uma coisa muito importante Daniel, com a qual eu concordo totalmente.

      O que me preocupa não é a saúde financeira da TNA, nem o que ela está a fazer para conter custos, pois foi uma empresa que arriscou e há que saber manter-se para não terminar como a ECW ou a WCW. Acho que a TNA está num bom caminho de sustentabilidade e está estável financeiramente e a precaver-se e muito bem.

      O que me preocupa são as saídas, como por exemplo do DOC e do D’Lo ou Prichard, que eram elementos muito ativos no roster e na companhia.

    • Jorge Rebelo - há 3 anos

      Daniel se o DOC deixar de aparecer, alguém vai perguntar onde é que ele anda?

      Mesmo assim, o que eu faria era um segmento curto em o Bully eplicava que dados os problemas que o D’lo e DOC estavam a causar, eles decidiram ser nomads ou pediram a transferência para outro clube. Para quem vê a série Sons Of Anarchy, há elementos que se transferem dentro do mesmo grupo, mas para clubes de outras cidades.

  8. xDreamz - há 3 anos

    A TNA há-de recuperar, pelo menos espero eu. É uma fase, e isto vai melhorar. Agora.. despedirem o DOC, e eu já estava a ver um face-turn vindo dele, hmm, há-de preocupar as coisas. Mas prontos, nada se pode fazer, é apenas esperar pelos próximos tempos para ver o que acontece.

  9. Frederico_WWE - há 3 anos

    Eu pessimista como sou acredito que isto não pode ser considerado normal… é verdade que a TNA tinha gente a mais no roster até porque só tem capacidade pa ter 2 horas de show semanais… e há sempre cortes que devem ser feitos… mas há gente que é despedida que tinha qualidade pa ficar e há 1 elemento que tava envolvido de forma directa na storyline de topo. Onde há fumo há fogo… devem haver salários em atraso estou em crer porque é sempre assim e é agora que se ve vai ver quem tem amor há camisola e se aguenta… mesmo com todos estes problemas e sabendo que o ser humano quer sempre o melhor para si e certamente com alguem a piscar o olho tou pa ver quem vai querer ficar… sinceramente não me cheira bem isto e começo a questionar tanto monstro sagrado que acabou nos ultimos por passar pela empresa… provavelmente pagos a peso de ouro e que não serviu para nada e esses tais monstros impediram que aparecessem talento jovem e po futuro é danoso…

  10. FAlmeida_10 - há 3 anos

    José bom artigo. Acho que ultimamente tens feito bem em pôr o que nós fãs da TNA vemos na televisão em termos de storylines e analisar o interior da TNA que “tem feito correr muita tinta” ultimamente.

    Temos de admitir, tantas saídas de uma só vez… Não são uma coisa normal claro! Já ouvi rumores de tudo e mais alguma coisa (até já vi um que diz que a TNA tem talentos com salários em atraso, um deles Hulk Hogan!E que alguns já estavam a enviar currículos pra WWE). Tens razão as saídas não vão afetar as Storylines atuais (lá está livrarem-se do que não usam) á exepção de uma. O DOC claro! Os conflitos dele com o Anderson prometiam alguma coisa, haviam indícios de Face Turn , foi candidato a VP dos Aces… Não tenho dúvidas que é dos mais importantes membros dos Aces & Eights junto com o Anderson e o Bully Ray claro!

    Disseste uma coisa bem… “Devemos sim ficar gravemente preocupados se a TNA começar a rescindir contratos com atletas como Bobby Roode, Austin Aries, James Storm, AJ Styles, Magnus ou Samoa”. A saída do DOC não me deixou em pânico! Mas fiquei alarmado…

  11. BRRM - há 3 anos

    Bom artigo. E se a TNA rescindir o contrato do AJ (e também de outros mas ele principalmente por ser a cara da companhia) é praticamente óbvio que o fim está próximo.

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador