Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Contacta-nos!

Impacto! #95 – Dona de Casa Desesperada?

19 de Setembro de 2013, Impact Wrestling. AJ Styles vem ao ringue, com o pensamento focado na Presidente da TNA Dixie Carter. O momento que se segue é uma lição de história…

“Estou aqui desde o primeiro dia, em Nashville – Tennesse, a dar no duro com o meu bando de irmãos, para fazer disto uma alternativa que vocês podem assistir. Apenas a tentar pôr esta empresa no mapa. Mas Poof! Aconteceu! O papá da Dixie Carter comprou-lhe uma empresa de “wrasslin”. Sem sangrar, sem suar e sem experiência alguma no wrestling. O problema é que ela quebrou a química que fez da TNA o que era até então. Esse foi o problema. Ela tinha estrelas nos olhos e o que aconteceu a essas estrelas? O que aconteceu ao Jerry Lynn? O que aconteceu ao Low-ki? Ela trocou-os por estrelas de MMA e por tipos que precisam de umas férias pagas por dois anos, não fazem absolutamente nada e regressarem onde pertencem. E para quê? Para o Alex Shelley não esteja cá hoje. Para que o Jay Lethal não esteja cá hoje. Petey Williams. Todos aqueles grandes wrestlers não estão aqui por causa disso e isso irrita-me! Serei o único a estar irritado com isto? Aqui está o teu maior erro Dixie: Está a olhar diretamente para a tua cara. Deste-lhe uma oportunidade de ganhar o teu titulo e apesar de tudo o que a internet diz, eu não tenho um contrato aqui. E não há um único wrestler com contrato ai atrás que tenha algum respeito por ti. De todos os wrestlers que tu dispensaste, há um que resiste e ele vai ganhar o Titulo Mundial. Ele vai fazê-lo por ele próprio, pelo bando de irmãos, pelos fãs e por ti Dixie. Ele vai fazer-te ajoelhar e implorar e depois vai fazer-te pagar.”

AJ tira uma fotografia ao cenário da TNA. Uma dura realidade, mas com que muitos fãs se indentificam…Dixie faz-se ao ringue…

“Eu conheço-te há muito tempo AJ e sei que para vires aqui publicamente e dizeres estas coisas é porque as sentes do fundo do teu coração. Eu lamento. Como presidente desta empresa eu tenho de assumir a responsabilidade, perante mim, perantes o investidores, perante os wrestlers e estes fãs. Eu sou responsável perante ti e devo-te um pedido de desculpas. Eu lamento…que alguma vez te tenha permitido pensar que eras importante para esta empresa! Eu devia ter-te dito há muito tempo que era apenas um pouco melhor do que qualquer peixe, em qualquer lago que pudesses estar. Esta coisa de ser o “Phenomenal One” é uma ilusão que eu criei. É um truque de marketing para todos aqueles combates de 5 estrelas que costumavas ter…sim, que costumavas ter, porque eu não me lembro do último. Tudo o que tens feito ultimamente tem sido insignificante, e terás sorte se te chamarem de “Marginal One”, porque nada é como era antes. Eu estou agradecida. Agradecida por me permitires vir ao ringue do meu show e poder responder a todas as tretas que me andas a criticas desde há semanas. Espero que agora estejamos esclarecidos e na mesma página. Já agora…sem o cheque do meu papá, ainda estarias a viver numa roulotte e essa conversa sobre “esta ser a casa que o AJ construiu” que toda a gente diz, a Dixie Carter construiu isso. Eu sou a dona e tu tens sorte em eu te deixar vir aqui brincar.

Dixie manda cortar a emissão.

Este confronto deixou-me de queixo caido. A TNA teve aqui uma abordagem totalmente nova e quando digo nova é escusado explicar que tudo no wrestling já foi feito e basicamente todas as histórias são uma reciclagem de alguma outra coisa, mas eu estou apenas a pensar na TNA e gosto de desfrutar disso sem estar de régua na mão a medir e a comparar com tudo o resto que existe no mundo do wrestling. O AJ Styles foi ao ringue a faz aquele discurso que transcrevi anteriormente e que arrasa a Dixie Carter. Aliás, quantas vezes eu próprio não defendi algumas das ideias que o AJ tão bem mencionou? Se eu já não esperava que o AJ dissesse tudo aqui, muito menos esperava a resposta da Dixie. Eu sabia que havia alguns fortes rumores que a TNA preparava um heel turn da Dixie Carter, ainda para mais quando sei que a equipa criativa da TNA pretende que o Bound For Glory encerre muitas das histórias actuais e vai começar um novo capitulo dentro da organizção. No entanto, nunca pensei que a Dixie conseguisse ser tão…pessoal.

A TNA sempre foi uma empresa familiar. Foi dessa forma que nasceu e esse o ambiente que a TNA tenta promover nos bastidores. Há um conjunto de temas e tópicos que nunca podiam servir para uma história, digamos que os fins, nem sempre justificavam os meios e a TNA tinha isso como parte do seu ADN (e se quiserem saber algumas dessas histórias eu noutra oportunidade partilho convosco, porque há muitos “podres” que a TNA poderia trazer para os ecrãs e que optou por não o fazer). Digamos que há feridas que a TNA não queria abrir só pelo interesse do negócio, mas a semana passada isso mudou. Tanto a Dixie Carter como o AJ Styles usaram argumentos reais e ambos têm razão, apesar de me deixar algo confuso na forma como a TNA irá desenvolver a história, sobretudo porque quando as organizações de wrestling tornam muita fina a linha entre a realidade e o entretenimento, isso acaba por ser uma enorme mão cheia de nada…ou seja, o resultado nunca chega perto das expectativas (salvo raríssimas excepções…).

Outro aspecto que me surpreendeu, foi o desempenho de Dixie Carter. Eu tenho lido muitas análises que são algo negativas para a Dixie, mas eu penso que ela consegue ter um desempenho muito bom (desde que a TNA não abuse da sua imagem) e neste segmento não foi excepção. A actuação dela é irrepreensível e finalmente estamos a ver a Presidente da TNA a deixar cair aquela voz doce e compreensiva e a assumir-se como verdadeira lider. Seria tão bom que essa agressividade tivesse algum tipo de espelho nos bastidores e trouxesse consequências reais para os funcionários da TNA que não respeitassem os fãs e a organização (seja por trabalharem de forma miserável, seja por não estarem atentos ao que se passa na TNA acima de tudo o resto, seja por não ajudar a promover a TNA). Já no caso AJ, talvez tenha sido uma vantagem falar do coração, pois enquanto há algumas semanas vimos um AJ algo confuso no seu discurso, agora não tenho nada a apontar. O ritmo e a intensidade foram as necessárias para o segmento.

Eu não me quero precipitar, mas penso que toda esta abordagem tem um enorme potencial. As histórias que envolvem figuras de autoridade nunca tiveram bons resultados na TNA, com os exemplo mais recentes da dupla Hogan/Bischoff a serem exemplo disso mesmo e falharam onde Jim Cornette e Dusthy Rhodes tabém já tinham falhado). Aliás, no que toca a histórias de invasões e figuras de autoridade há apenas dois ângulos que realmente funcionaram a 100% em toda a minha memória de wrestling – a nWo no tempo da WCW (que tenho as minhas dúvidas se a WCW seria capaz de gerir a história por mais alguns anos) e a dinâmica Steven Austin/Vince McMahon na WWF (que a própria WWE por várias vezes tentou reciclar sem nenhum sucesso). Estas duas storylines tem sido espremidas em todas as organizações, tentando repetir-se o meu sucesso de então.

No entanto, hoje basicamente não estamos perante uma história de invasão ou de luta pela liderança da TNA, não é uma guerra de stables, isto é algo que a TNA ainda não tinha feito antes. Podemos imaginar o AJ a representar a voz dos fãs “hardcore” da TNA, que têm criticado de forma tão dura a direcção que a TNA tem assumido em termos criativos e do outro lado a Dixie Carter a defender os fãs casuais, que querem ver nomes famosos na TNA e isso poderá ter muitas implicações se eventualmente o balneário da TNA começar a escolher defender um dos lados ou se a TNA fizer regressar nomes do passado da TNA. Isto pode até ser uma excelente forma da TNA trazer novas caras. O que vai ser mais dificil de concretizar por parte da TNA é que esta história vai opôr o AJ a uma figura de autoridade que não é um wrestler e como tal nunca haverá um confronto fisico entre ambos. É muito importante que a TNA consiga gerir esta limitação, sem enfraquecer o AJ Styles.

Apesar de a TNA ter um histórico impressionante de storylines que nunca atingiram o seu potencial (sendo os Aces and 8s um dos exemplos mais recentes e gritantes) penso que podemos ter aqui algo bastante interessante e sobretudo, já tem o mérito de me manter interessado. Será que esta storyline não poderá ser um ponto de viragem na TNA? E se a TNA usar esta storyline para prepar as saidas de Hulk Hogan e Eric Bischoff e o regresso de Jeff Jarrett?

Até ao próximo Impacto!

Sobre o Autor

- Colaborador do Wrestling.PT para os conteúdos da Total Nonstop Action!

13 Comentários

  1. MicaelDuarte - há 3 anos

    “[…] eu estou apenas a pensar na TNA e gosto de desfrutar disso sem estar de régua na mão a medir e a comparar com tudo o resto que existe no mundo do wrestling.” – ora aí está! Todos sabemos que esta “feud” é muito semelhante ao “Summer Of Punk”, mas o melhor que se tem a fazer é deixarmo-nos levar pela onda e apreciar algo “novo” que está a acontecer na TNA. No meu comentário ao iMPACT da semana passada também já tinha dito que gostei mais do discurso do AJ dessa semana do que na outra semana em que ele fez a sua “shoot”.

    Acho que podiam começar a envolver o Bully Ray nesta “feud”. Afinal, o Título Mundial da TNA deve ser o superior interesse de qualquer “wrestler” e é importante não se esquecerem de quem possui o Título neste momento e que vai defendê-lo no Bound For Glory.

    • Jorge Rebelo - há 3 anos

      Apontaste um detalhe importante, é que na semana passa à conta deste novo ângulo e da implosão dos Aces and 8s, a TNA esqueceu-se de referir que iria haver um Bully Ray vs AJ Styles no Bound For Glory.

      Apesar não concordar contigo sobre o envolvimento do Bully Ray, que caso acontecesse seria apenas um prolongar da vida dos Aces que não faz sentido no pós-BFG, é verdade que a TNA não se pode esquecer de mencionar o main-event do seu principal PPV do ano.

  2. FranciscoAP - há 3 anos

    Fizeste muito bem em traduzir a promo do AJ/Dixie, Jorge. Permitiu-me analisar melhor o conteúdo da do primeiro e perceber o quanto genuína ela foi. Reparem que aquilo que o AJ disse sobre o estado actual da TNA é exactamente o que nós temos andado a dizer. Tal e qual. Tal só prova que a TNA anda atenta ao que os fãs dizem e tem noção que há muita coisa que não está bem. Isso para mim é fantástico. Ou seja, esta é uma história que pode ter logo o selo de prometer não ser original mas que surge até numa melhor circunstância que a história original. E ao menos desta vez sou fã do principal interveniente (desculpa lá Punk, é a vida). Quanto ao futuro da mesma, acho que é urgente que o Bully Ray comece a cruzar-se com o AJ, mesmo que depois este último mostre que a sua preocupação é com a Dixie – o que só dá mais credibilidade à história.

    • Jorge Rebelo - há 3 anos

      Só começo a ficar preocupado agora que parace que vamos voltar a ter o Hogan no centro desta dinâmica. Espero estar enganado…

      • FranciscoAP - há 3 anos

        Se for para dar a desculpa da sua saída, acho que é bem pensado por parte da TNA. Até porque é importante lembrar-nos que o Hogan ainda é o GM do iMPACT, faz sentido que esteja envolvido na história…

  3. MR Perfection André Santos - há 3 anos

    Bem o tema não podia ser melhor!

    Na minha opinião foi uma surpresa enorme a reacção da Dixie, vi nela um potencial que nunca imaginei ver!
    Como o Micael disse, envolver nesta feud o Bully, era acrescentar uma cereja em cima do topo do bolo, pois como dizes confronto fisico nunca poderá haver entre Dixie e AJ.
    Agora Bully será o “homem” de Dixie? ou os Aces serão englobados?Bem se for só Bully, já saberemos que a stable termina, a meu ver seria o mais indicado.
    Promete e será a viragem de um ciclo!

  4. don_ricardo_corleone - há 3 anos

    Um bom tema.
    O meu problema com a TNA é que esta tem o mau habito de tornar histórias interessantes em nada e de deixar histórias a meio. Nem falo de imitar a WWE, pois esta, por vezes, também o faz, mas neste caso parece que a TNA decidiu copiar, incluindo o que foi mal feito. Se bem se lembram, na altura em que o CM Punk lançou a pipe bomb (bem melhor, não só na sua execução como no facto de ter sido de surpresa e não anunciado), ele era o lider dos New Nexus, stable que terminou do nada, sem qualquer explicação, sem qualquer storyline, sem segmentos, pura e simplesmente acabou. Neste caso, foi pelo mesmo caminho mas ainda pior.
    AJ Styles regressou como lobo solitário que nunca se iria aliar a ninguém. Duas semanas depois isso acabou, do nada, e o AJ Styles fazia parte da Main Event Mafia, que tinha como objectivo acabar com o reinado de campeão e de terror dos Aces and Eights e do Bully Ray. Eis que de repente, afinal o AJ Styles não é membro da Main Event Mafia, esta desiste dos Aces de repente, os tipos da MMA evaporam, e temos AJ Styles coo revolucionário anti-Dixie a querer revolucionar a TNA.
    De resto, esta storyline tem tudo para ser interessante, mas não me parece que a TNA consiga desenvolve-la como deve ser. E depois da grande desilusão que eu apanhei com os Aces and Eights, confesso que estou muito ceptico.

    • Jorge Rebelo - há 3 anos

      Ricardo concordo com algumas das ideias que referiste, mas há um detalhe que não está correcto. O AJ quando ajudou a MEM ele referiu logo que não fazia parte daquele grupo. Se te lembrares até naquele segmento da semana seguinte em que falou do seu contrato, ele refere claramente que fez aquilo por ele e pelos fãs e colegas que desconfiavam dele, mas que ele não faz parte de nenhum grupo.

      De resto, já aqui tinha dito que toda a história foi mal executada, mas muito por culpa, quer das mexidas no roster, quer da situação do Kurt Angle.

      • don_ricardo_corleone - há 3 anos

        Confesso que esse pormenor me escapou. Obrigado pela correcção.

  5. danielLP21 - há 3 anos

    Excelente artigo Jorge.

    Não deixaste muito para dizer. Eu sou da opinião que o AJ Styles não é a pessoa indicada para uma história destas, mas pode ser que, com o tempo, isso mude…

    Em relação à questão com que finalizas o artigo, a resposta é: esperemos bem que sim! Principalmente na parte do Hulk Hogan, uma vez que, confesso, não tenho conhecimento profundo do trabalho do Eric Bischoff actualmente. Mas só por ter feito aquele filho, devia ser despedido xD

    • Jorge Rebelo - há 3 anos

      Parece que actualmente o Bischoff continua como produtor e é ele que faz a ligação entre a Spike e a TNA. Li que ele estaria novamente a trabalhar com equipa criativa (depois da saida do Bruce Prichard), mas tenho algumas dúvidas que seja assim…

  6. GJD - há 3 anos

    Gostei muito e espero que continue essa feud a ser bem desenvolvida e a ter espaço aqui.
    Me fez recordar a pipebomb de Cm Punk, acho que a Tna pode utilizar a própria crise para sair da crise , usando o fato do salário gigantesco do Hulk Hogan, poderia ter um angle de troca de comando na TNA,a possibilidade de sair uma excelente feud é boa, mas não pode se delongar em excesso igual os Aces .

  7. Roberto Barros - há 3 anos

    Bom artigo Jorge, também vejo potencial nessa feud, mas quero saber que a dixie usará para confrontar AJ, e onde fica o título para o Bound For Glory.

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador