Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Contacta-nos!

Jim Ross critica estado actual da indústria

No seu blog, Jim Ross publicou uma crítica ao actual estado da indústria. Num resumo simples, JR criticou a forma como as promos são elaboradas hoje em dia e defendeu que o Wrestling profissional está no seu melhor quando é apresentado como uma competição séria, em vez de ser apenas uma série de spots. Aqui está o que Jim Ross teve a dizer:

“Já disse várias vezes que espero que todas as companhias de Wrestling tenham sucesso e superem todos os problemas que estão a enfrentar de momento. Mesmo assim, existem pessoas dentro destas mesmas organizações que não conseguem aceitar críticas construtivas e parecem levar algumas coisas que eu digo demasiado a peito. Este comportamento é infantil e pouco profissional.

Estou no meu direito de criticar más representações, promos demasiado controladas, falta de selling de manobras importantes, histórias sem sentido e outros aspectos exasperantes que são usados numa tentativa de reinventar o que não está partido. Penso que fiz o suficiente, desde estabelecer uma boa carreira dentro da indústria a, acima de tudo, ser um fã há mais de cinquenta anos, para poder dar uma opinião construtiva. 

A grande maioria dos lutadores de hoje em dia não são bons a fazer promos. Isto porque as equipas criativas sentem a necessidade de justificar a sua existência ao porem-se na pele destes indivíduos e a escreverem todas as palavras que eles têm de dizer. O sistema é antiquado e contraproducente, visto que os fãs de hoje conseguem distinguir um lutador que recita uma promo que decorou de um lutador que está a falar do coração.

Wrestling, no seu melhor, é lógico, realista e é executado dentro de um ringue, como se fosse uma competição atlética baseada em bom senso. Não um show de acrobacias, sem qualquer selling ou capacidade de um lutador aplicar bem uma manobra, expondo a indústria como uma farsa. Quanto mais rápido um lutador actua, mais diz aos fãs que não tem as capacidades necessárias e que se está a tentar safar através do sensacionalismo em vez de realismo.

Criticam-me frequentemente pelas minhas opiniões visto que passei 21 anos na WWE, dando a entender que – por isso – embirro com a TNA, ROH ou Lucha Underground, quando na realidade essa noção é completamente errada. Dediquei mais de 40 anos da minha vida a esta indústria e com muito orgulho. Voltaria a fazer tudo outra vez, se a oportunidade surgisse. Mas isso não vai acontecer. Quero que a indústria seja saudável e prospere, muito depois de ter desaparecido, de forma a que futuras gerações a desfrutem. Pelo que tenho visto em televisão, não tenho a certeza se isso irá acontecer.

Alguns sentem que estamos no limiar de um período “boom”, visto que existe tanto Wrestling disponível em televisão. Se pensarem bem no assunto, acham que um produto que, nos seus melhores dias, é mediano em televisão, independentemente da quantidade, é sinónimo de “boom”? Acho que não.

Actualmente, o produto de hoje é demasiado analisado, onde os responsáveis pelos aspectos criativos parecem sentir a necessidade de alterar uma fórmula de sucesso, de forma a deixarem a sua marca como se fossem para sempre ser reconhecidos como “quem mudou a indústria para sempre.” A indústria do Wrestling mudou permanentemente no dia em que os territórios morreram. Isto aconteceu, em grande parte, porque os promotores locais tornaram-se preguiçosos e complacentes. Estes não quiseram evoluir com os tempos e aderir à Era moderna de publicidade e produção de conteúdos televisivos. Assim como também deixaram de criar novas estrelas.

Ponham as culpas em quem quiserem, mas os territórios pararam de fazer aquilo que os tinha tornado populares em primeiro lugar e isso era a luta entre jovens estrelas em rivalidades cativantes. Estas rivalidades eram fáceis de compreender, recheadas de bom-senso e conseguiam produzir conteúdo suficiente para um programa semanal de televisão. Além disso, na altura, os talentos eram muito melhores contadores de histórias dos que os que temos hoje em dia, salvo algumas excepções.

Essencialmente, o que funcionava para nós – fãs para a vida – era uma simples hora de televisão, fácil de ver e compreender, que toda a gente conseguia perceber e gostar. Para onde foram esses dias?

Sim, já estive envolvido em muitas histórias deprimentes, ineficazes e impotentes ao longo da minha carreira, mas tal foi porque sempre fui um jogador de equipa e não tive problemas em receber cheques para fazer o que o meu chefe me dizia para fazer no fictício mundo do Wrestling profissional. Era um actor escolhido para representar um papel. Alguns dias eram melhores que outros. Alguns eventos eram melhores que outros também.

Talvez, uma dia, uma promoção irá perceber que quanto mais simples, melhor e que a maioria dos fãs não quer péssimas representações ou promos previsíveis. Em vez disso, querem perder-se nos problemas pessoais retratados pelas estrelas que estão a tentar resolver o seu conflito dentro de um ringue através de uma representação de capacidades atléticas superiores.”

Fonte: JR’s BBQ

Tens alguma notícia que não está publicada no site? Clica aqui e envia-nos!

Sobre o Autor

- Administradora. Publico parte das notícias, faço a gestão da League, dos Passatempos e ainda sou escritora do artigo “Opinião Feminina”.

15 Comentários

  1. wwe - há 1 ano

    Parem de bater no ceguinho

  2. 434 Days - há 1 ano

    Em parte concordo com ele, nomeadamente quando fala de promos e rivalidades que simplesmente não se compreende a lógica. Agora também não acho que os spots sejam um mal muito preocupante, pois ainda dão alguma espectacularidade ao programa. É como eu sempre digo, tem de haver um balanço entre as coisas boas e más no wrestling, mas sobretudo um planeamento consistente e que seja compatível com o gosto dos fãs.

  3. FrancisDreezPT - há 1 ano

    Ele disse grande parte do que acontece na realidade,mas mesmo assim tem algumas falhas..

  4. danielLP21 - há 1 ano

    Critiquem lá a Salgado por não traduzir as notícias, agora ;)

    Excelente trabalho.

    • Pirikito - há 1 ano

      toda critica quando é construtiva é valida, ve se por exemplo nos sites de MMa, quando faziam entrevista com o Anderson Silva em portugues, se eles não traduziam o portugues pro ingles, não faz muito sentido ter noticias em ingles em site em portugues

      parabens pelo trabalho, provavelmente não deve ser remunerada, oque acho mais digno ainda

      • danielLP21 - há 1 ano

        Claro que não é remunerado.

  5. Reigns one versus all - há 1 ano

    Concordo em parte com o que ele disse.

  6. Galloway - há 1 ano

    Grande Good Ol’JR.

    Completamente de acordo.

  7. JL Paes - há 1 ano

    Concordo em parte, mais precisamente na parte em que ele diz que as promos estão previsíveis e feuds fora do bom-senso. Mas não acho que o aumento dos spots é algo negativo, visto que hoje o público fã de wrestling já sabe que é tudo ensaiado (com exceção das crianças pequenas é claro) e olha para isso de maneira diferente de como se olhava a 40 anos atrás.

  8. Rui Dionisio - há 1 ano

    Mais um que deixou a WWE por os responsáveis não sentirem a paixão que os Wrestlers/funcionários que também são fãs sentem… exemplos:

    CM Punk
    Justin Roberts
    Jim Ross

    Uns que mesmo assim aturam/aturavam a WWE:
    Edge
    JBL
    Jericho
    Kane
    Christian
    Zack Ryder
    The Miz

    Uns que estão lá, não gostam, mas nada fazem para mudar:
    John Cena
    Triple H
    Big Show

  9. ddray - há 1 ano

    …”estrelas que estão a tentar resolver o seu conflito dentro de um ringue através de uma representação de capacidades atléticas superiores.”

    THIS ^ IS WRESTLING!

  10. Darth Mordred - há 1 ano

    Agradeço pela tradução para PT da entrevista.
    ===
    Concordo 100% com ele.

  11. crazydigchiks - há 1 ano

    Concordo totalmente com o JR , e ele fez bem ter saído da WWE a alguns anos atrás , porque não está perdendo nada de novo que ao mesmo tempo seja impressionante , assim como eram os bons tempos de Wrestling antigamente , sempre havia surpresas em praticamente todos os shows , além de um ótimo Wrestling em progresso , que hoje em dia está sendo corroborado pela maior indústria de Wrestling do mundo , WWE , com a exceção do NXT que anda num belo progresso com muitos talentos jovens , parece mesmo que essa empresa não voltará mais atrás do que já fez , eu acredito que se a WWE manter com o padrão de Wrestling e qualidade de entretenimento atual , ela até pode estabilizar-se por muitos anos , no entanto a WWE já abaixou tanto a qualidade de sua programação , que não da para saber se isso continuará ou irá parar , eu só desejo progresso no Wrestling dessa empresa que possuí uma profusão de talentos e profissionais na área , mas para que isso aconteça , a própria indústria precisa querer e fazer isto.

  12. WWEdge - há 1 ano

    Que trabalhão Salgado!
    Obrigada.

  13. Jobber & Jobber Security - há 1 ano

    “…sem capacidade de um lutador aplicar bem uma manobra, expondo a indústria como uma farsa.” – Grande exemplo: Big Show e aos seus Spears ridículos

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador