Joey Ryan fala sobre a sua passagem pela TNA

Recentemente dispensado da TNA, Joey Ryan deu uma entrevista onde falou sobre vários pontos relativos à sua passagem pela companhia. Aqui ficam os principais destaques:

Como chegou à TNA: “Foi através do David Lagana. Eu trabalhei com o David em algumas promoções como a Ring of Honor, NWA Hollywood e ele ainda arranjou-me um trabalho na Ring Ka King na Índia. Entretanto, ele foi contrato como escritor pela TNA e como eles estavam à procura de novos talentos, o David falou de mim ao Al Snow. O Al viu algumas filmagens minhas e decidiu dar-me uma oportunidade como concorrente do GutCheck. Aconteceu tudo muito rápido. Eles ligaram-me, o Al Snow perguntou-me se eu estaria interessado e eu disse que sim. Nem tive de pensar duas vezes no assunto.”

Sobre o TNA GutCheck: “Eles, literalmente, não te dizem nada. Eu fui o segundo gajo a participar no GutCheck, o primeiro foi o Alex Silva. O que aconteceu foi que o Ric Flair mudou a sua opinião sobre o Silva. Para ser sincero, não sei até que ponto isso é uma novidade ou não. Eu acho que eles só me trouxeram para ouvir um “Não” porque precisavam que alguém das Indys fosse recusado para dar credibilidade ao segmento.

Eu acho que quando tive um bom combate com o Austin Aries – e graças a Deus que tive de lutar com o Aries – e fiz as minhas “promos” e coisas do género, ainda antes de estar em frente aos jurados, eles não me estavam a dizer que eu ia ouvir um “Não”, mas tive algumas pessoas que me deram pistas. Como o Eric Bischoff e o Hulk Hogan virem ter comigo e dizerem “Olha nós gostamos de ti e do teu look. Independentemente do que acontecer ali, nós queremos fazer alguma coisa contigo a sério”. Eles estavam a dar-me a entender que ia ouvir um “Não”.

Eu já ia para lá ouvir a decisão de júri com a minha personagem “heel” por isso sabia que não podia ouvir um “Não” e simplesmente vir-me embora com o rabo entre as pernas. Vou ser sincero sobre isso. Eu ia ser eu próprio, um gajo que ouviu “Não” pela maioria das companhia nos últimos 12 anos.

Depois de ter feito essa “promo”, houve muita conversa sobre mim nos bastidores. Eles estavam a perguntar-se o que haviam de fazer comigo, porque antes disso não tinham nada planeado para mim.”

Sobre a conversa que teve com Taz após o GutCheck: “O Taz é um osso duro de roer. Eu acho que ele sabia, mas eu não achei que ele tenha gostado de mim logo desde o início por isso isso mesmo. Ele é uma pessoa algo arrogante, tem muito orgulho do seu percurso no wrestling, percurso esse com que eu gozei. Acho que ele percebeu que eu estava disposto a fazer o que fosse preciso para conseguir o meu lugar na TNA.”

Sobre assinar com a TNA: “O Bruce Prichard ligou-me no dia seguinte a dizer que tinham um contrato para mim. Eu assinei-o e enviei-lhes. Naquela altura, não sei até que ponto eles sabiam o que fazer comigo. Apenas queriam capitalizar qualquer tipo de ímpeto com que eu tivesse.”

Equipa com Matt Morgan: “Não sei, foi um pouco difícil fazer aquilo funcionar porque o Matt é um autêntico monstro. E eu só sou um gajo pequeno. O Matt iria parecer estúpido se eu lhe continuasse a custar tantas vitórias. Não acho que correu da forma que eles tinham planeado. Ou melhor, não sei se não correu da forma como eles tinham planeado ou se eles simplesmente não pensaram bem até que ponto conseguiriam manter a equipa. Chegou ao ponto em que tu pensavas até que ponto o Matt iria continuar com este gajo incapaz de ganhar um combate.”

Sobre os rumores relativos aos contratos da TNA: “Eu tinha um contrato excelente. Tinha um salário mensal e ainda um bónus por cada sítio onde actuasse. Por isso sim, tinha um contrato óptimo. Eles disseram-me “Olha nós queremos pagar-te” e eu disse “Óptimo, gosto de ser pago”. 

Sobre ser dispensado da TNA: “Eu sabia que estavam a haver alguns cortes no orçamento e, para ser sincero, eu soube que ia chegar a mim após aquela história com o Matt Morgan em que me usaram tão pouco. Eu acho que fiz um combate que não foi anunciado num PPV, fui árbitro com as Knockouts e depois ainda fiz aquele combate da X-Division. Quando não estava a ser usado, estava em casa a receber cheques por isso sabia que isto não podia durar para sempre, era demasiado bom para ser verdade. Eles estavam-me a pagar para ficar em casa. 

Parte de mim ainda pensava que como o Hogan e o Bischoff gostam de mim ainda havia a hipótese de me arranjarem alguma coisa. Mas percebi que isso não ia acontecer quando dei por mim a ser pago por estar sentado em casa.”

Sobre ser avisado que ia sair da TNA: “O Al Snow ligou-me e disse “isto não é nada contra ti ou o teu trabalho, são apenas cortes de orçamento necessários”. Eu sei que eles agora estão na estrada, o que é muito mais caro do que ficarem-se pela antiga Impact Zone. Eu acho que eles estão a tentar a tornar a companhia o mais rentável possível. 

Era um decisão que eles tinham de tomar. Eles tinham de dispensar atletas que não afectassem nenhuma das storylines actuais. Não estou ressentido por isso, eu percebo o porquê. Não tenho nada de mal a dizer sobre ninguém da TNA, são só negócios.” 

Fonte: Pro Wrestling

Tens alguma notícia que não está publicada no site? Clica aqui e envia-nos!

Sobre o Autor

7 Comentários

  1. DX Rules - há 3 anos

    Isto é que é uma pessoa com respeito. Pode ter sido dispensado mas disse tudo de uma maneira correta e sem atacar nignuém

  2. Eduardo - há 3 anos

    Ótimo trabalho Francisco, acho que o Jorge já tem um bom concorrente.

  3. Jorge Rebelo - há 3 anos

    Já tinha lido esta entrevista, aliás cheguei a falar dela no impacto! e é uma boa leitura para quem quer perceber um pouco mais dos bastidores desta indústria. Tremendo trabalho Francisco!

  4. MR Perfection André Santos - há 3 anos

    Grande Trabalho Francisco.Ryan mostra uma humildade na sua entrevista.

  5. MaskedHeel - há 3 anos

    sempre achei que o Taz não é flor que se cheire

  6. danielLP21 - há 3 anos

    Olhem, alguém que é dispensado e não critica o John Cena. Oh wait…

    Excelente trabalho Francisco.

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador