Jorge Botas: O Real Estado da Nação

A mudança de horário do SmackDown na TVI pode gerar alguma polémica. Se para quem gosta de ver wrestling, o novo horário – depois das 2h da manhã – é um horário patético, e tendo em conta ao público a que se dirige, é basicamente o alienar dessa audiência. Por outro lado, poderá conquistar um público mais adulto… quem trabalha por turnos, ou pessoal universitário que estuda noite dentro.

Analisando as audiências de Domingo de Manhã, a TVI ganhou mais de 100 mil espectadores com esta mudança. Sim, infelizmente, parece que há pessoas mais interessada no “Bando dos 4” e no “Inspector Max” – que tem uma média de 300 mil espectadores – do que em wrestling. A verdade, é que para a TVI esta mudança foi positiva para o Domingo de manhã, porque conquistaram mais audiência. E, afinal, é esse o objectivo de uma estação de televisão.

Por outro lado, o SmackDown perdeu cerca de 80 mil espectadores, tendo em conta as audiências de Domingo passado.

O cenário em Portugal para o wrestling, seja ele da WWE, da TNA, ou dos nacionais, é negro. Negro como um buraco supermassivo, sem fim à vista.

Já há algum tempo que a popularidade do wrestling caiu. Durante meses, no boom da WWE, fomos inundados com tudo o que era produto de wrestling, incluindo algum de qualidade duvidosa mas como estava na moda, vamos lá aproveitar!

O Wrestling deixou de ser cool. A nossa blogosfera entrou em guerras patéticas do género: “o meu é melhor que o teu” ou “A tua mãe gosta é de trabalhar à noite”. Este tipo de entretenimento acabou por “afugentar” uma nova geração de fãs que não gosta de ser ofendido, ou uma geração mais antiga, que tem mulher/marido, filhos e trabalho, e tem mais com que preocupar na vida. Aliás, dêem um salto à blogosfera e vejam o que ainda existe.

Por outro lado, vieram os comentários em português – sim, eu sei que sou um dos responsáveis por isso – que, e ao que parece, ofendeu até a mais pura das virgens.
Quando começaram os comentários em português, foram emails de queixa “em catadupa” que a Sport TV recebeu, que a Eurosport recebeu, e que a TVI também recebeu. Foi engraçado perceber pessoas que, desde inicio, estiveram contra esta situação mas, assim que confrontadas com a possibilidade de integrarem potencialmente uma destas posições rapidamente passaram a ser a favor dos comentários.

Bem sei que ainda há uma margem grande de progressão da minha pessoa, no que concerne a comentários em português de wrestling. Mas, efectivamente, em Portugal quantos pessoas há com real capacidade para o fazerem?

Internet – pois é, esta coisa maravilhosa de termos tudo ao alcance de um click!

Não me vou alongar muito sobre este assunto, pois a grande maioria das pessoas que lê este blog, e outros, “saca” todos os programas de wrestling ou MMA. Com legendas ou com comentários em português, dá muito trabalho ligar a TV a certa hora e ver o programa. É mais fácil ligar o PC, deixar o programa a fazer o download à noite, e ver quando estiver com paciência. O número de pessoas que vê WWE, TNA ou UFC na televisão portuguesa é reduzido.

Reduzido ao ponto de cada vez haver menos lançamentos em DVD. Reduzido ao ponto de o “house show” de Portugal ser retirado do plano, para incluir a Turquia ou a Áustria. Reduzido ao ponto de a TVI perceber que, mal por mal, que seja às duas da manhã que alguém há-de ver até o contrato acabar.

Por isso, não deve surpreender ninguém esta estratégia da TVI.

Surpreendidos sim, devemos nós ficar, por a Sport TV continuar a apostar na WWE e TNA, em horários minimamente aceitáveis para o público a que o produto se dirige.

É fácil apontar o dedo, aliás acabei de o fazer e não tenho problemas em fazê-lo porque estou de consciência tranquila.

Mesmo trabalhando em rádio, a escrever uma coluna ao Sábado para o jornal Record, e ir fazendo uns podcasts, sempre que tento arranjar entrevistas com Superstars da WWE, lutadores da UFC, para divulgar um pouco mais as modalidades que gosto nos meios de comunicação onde trabalho, estas tentativas batem na trave, porque não há números em Portugal que justifiquem o The Miz ou o Frank Mir, falarem para Portugal.

Este é o real estado da nação, mas nós não vamos desistir de fazer algo em que acreditamos e, a brincar ou não, gostamos muito!

Escrito por Jorge Botas

Sobre o Autor

Foto de perfil de Facebook
- Fundador e administrador do Wrestling.PT. Acompanha a modalidade desde 2005 e pratica no Wrestling Portugal desde 2008.

13 Comentários

  1. Rocha - há 6 anos

    se a wwe se tornou pg e decidiu investir o produto nos miúdos, era normal que abrisse as manhãs de fim de semana, incluido no espaço infantil a par de séries para crianças e desenhos animados.
    embora concordasse com esse horário, por via das circunstâncias, doía-me bastante abrir o jornal na página da programação e deparar-me com “grotesco cenário”.
    mas tb como raramente via na tvi, a mim n fazia diferença nem me afectava.
    mas para isso, mais valia q desse na sportv3, q já transmite a raw e nxt.
    e ao menos é 1 canal de desporto, e wrestling n deixa de ser 1 desporto por ter 1 parte de actuação de personagens.
    o q a tvi decidiu pôr ao lado de séries de entretenimento, a sportv punha como desporto.
    eu ainda há uns meses via tudo na sportv3, que tenho em casa, mas a cena das 2 semanas de atraso da programação levou-me a acompanhar a par e passo pelo pt wrestling, e assim n fico atrasado nos combates e storylines.
    mas digo, desde já, q a dupla jorge botas – bruno almeida me satisfazia, embora n seja a mesma coisa q ouvir os comentadores americanos.
    quanto à possibilidade de programas legendados, o alexandre bettencourt traduz na sic radical. o problema é q a sic radical agora só transmite o programa dos resumos, q n perco tempo a ver, pois vejo os shows na integra.
    o certo é q, tanto a tradução falada como a escrita, tem erros e leva 1 pouco para a brincadeira (vê-se q é 1 discurso para kids e n adultos fãs de wrestlig). o exemplo maior é na eurosport, com a dupla david francisco – axel, q até são divertidos mas pouco comentam os combates, preferindo mandar piadas sobre os lutadores, alguns deles já falecidos. por essa razão tb, passei a ver o vintage collection aqui no site.
    a boa noticia para os fãs mais graúdos é q esta passagem da smackdown da manhã infantil para a madrugada indica que em portugal as crianças pouco estão a ligar ao wrestling, e procuram outros programas em q encontrem os seus heróis, coisa que os wrestlers n passavam para eles – heróis como os da marvel, só q em carne e osso.
    n digo q as crianças n possam gostar ou ver wrestling, só q elas n o entendem, n percebem o q ele é, é como se tivessem a ver os power rangers!!!
    falo apenas pelos miúdos q conheço e q são assim.
    portanto, se o vince por acaso olhar para o fracasso actual da wwe junto das crianças portuguesas, e por certo noutros países, bem q podia deixar essa coisa do pg, retornar a géneros de combates memoráveis (inferno match, 1st blood, parking lot brawl, casket match, buried alive match) e voltar a dar o produto aos fãs crescidos.
    seja para q caminho o wrestling andar eu acompanhálo-ei sempre, pq eu, assim como tantos outros reais fãs, percebo-o

  2. Don Jordan - há 6 anos

    Vou deixar aqui o mesmo comentário que deixei no blog do Botas:

    “Eu, pessoalmente, já não passo sem vir aqui todos os dias e a outros blogs de wrestling que acompanho. E isso pressupõe que, se eu não quiser ser spoilado, tenho que ver tudo pela net, devido aos atrasos dos programas em Portugal. Foi por isso que deixei de ver o SmackDown na TVI, porque era um espectador assíduo antes de vir comentar wrestling para a net.

    É lógico que os gajos da TVI, ao verem que aquilo não dá audiência, mudam para um lado qualquer. No entanto, acredito que não seja por acaso porque dá a seguir ao programa da liga portuguesa de futebol.

    Eu não tenho qualquer problema com os comentários em português. Mas também não vejo os programas…

    E quanto ao grande fundador deste blog, que é o gajo que mais faz pelo wrestling em Portugal, ou perto disso, só quero deixar o meu grande agradecimento e quero dizer que nunca abandones este blog, porque é das melhores coisas da blogosfera.”

  3. DirtCrit - há 6 anos

    Infelizmente é a pura realidade. O Wrestling está em decadência em Portugal. Viam-se resmas de artigos, de comentários, de interesse há uns anos atrás, quando ocorreu o “boom” da WWE! Agora vê-se um comentário por artigo, fusões de blogues, que dantes tinham tudo para resultar.

    As realidades mudam é verdade, e temos de saber acompanhá-las. Isto não passa de um negócio! A TVI fez o lógico, a Sport TV também, e os comentários em portugûes são também lógicos, porque até onde reparei ainda estava em Portugal.

    A WWE é PG agora! Verdade, quem gosta vê, quem não gosta infelizmente, vê, e critica sem qualquer minima noção do que está a criticar. Infelizmente a moda portuguesa instalou-se pela blogosfera, pela CWO. Quem sabe não fala muito, quem não sabe fala e não sabe o que diz.

    Sim, não há First Blood, não há Hardcore, não há sangue, não há knife edge chops, não há radicalidade, não há extremismo. Mas volto a perguntar, é altura para isso? Será que esse é o produto ideal para os dias de hoje?

    Há uma diferença entre o aceitável e razoável e o que nós queremos realmente que aconteça! Embora não tivesse apanhado a Attitude Era, apanhei a WWE de 2006, e sinceramente, o nível de interesse manteve-se razoavelmente o mesmo. As storylines são apreciáveis, têm fundamento, e os wrestlers contam uma história em ringue. Nada mudou, a não ser os detentores da razão que criticam sem qualquer fonte opinativa legitima.

    Enquanto houver dessas pessoas, e atenção, eu sou apologista de que cada pessoa tem uma opinião e deve criticar, mas QUANDO PERCEBE E ENTENDE REALMENTE do assunto. Não dizer coisas do tipo: “wwe é para kids, não presta. TNA é que é wrestling, há sangue e hardcore” ou “as divas da wwe não sabem lutar é uma merda.”

    Enquanto houver disto, então não haverá qualquer decência em Portugal, na blogosfera ou o renascer de Wrestling em Portugal.

    Limito-me assim, enquanto fan, enquanto espectador de Wrestling Profissional, a redigir as minhas quantas crónicas, a ver os shows sempre que posso, e a olhar para um desporto que me viu crescer.

    Wrestling é mais do que muitos afirmam ser, e menos do que muitos querem parecer.

  4. Sim... Não... Talvez... - há 6 anos

    Wrestling sukcs…

  5. Sim... Não... Talvez... - há 6 anos

    Na verdade escreve-se sucks mas ya.

  6. Acqua - há 6 anos

    Por acaso, quando no Sábado estava em casa por volta das 2h da manhã, vi o Smackdown! a começar . O meu primeiro comentário foi: “Uiii … SmackDown! a esta hora ? Estamos bonitos, estamos !”
    Bom .. Vendo pelo lado da TVI, a mudança foi claramente positiva . Ganhou espectadores porque os pais não querem que os filhos vejam os wrestling porque o acham muito violento . Mas para o wrestling em Portugal, foi uma má mudança ! Muito má, por sinal . Mas pronto, a TVI é que sabe o que é melhor para o canal . O wrestling em Portugal continua a morrer !

  7. Don Jordan - há 6 anos

    http://www.facebook.com/?ref=logo#!/group.php?gid=152967534730464

    Pessoal, vamos todos deixar a televisão ligada ou a gravar na TVI Domingo à noite, para que eles vejam que o pro wrestling ainda não morreu em Portugal. Adiram ao grupo na Facebook :)

    • DavidMoreira - há 6 anos

      Don Jordan, mas a maior parte do pessoal não vê nem deixa ligada por causa das 2 semanas de atraso do show.

      Outra coisa, em vez de só apresentarem Smackdown, apresentem também Raw.

  8. Jimmy the Kid - há 6 anos

    DirtCrit, apesar de concordar com quase todo o teu comentário não posso deixar de fazer um reparo. Eu sou contra a “Tradução” dos programas de Wrestling, aplicando-lhes comentários em Português. Primeiro, não temos NINGUÉM que faça um trabalho minimamente decente/credível, parecendo sempre que está a comentar o Circo Chen. Segundo, lanço-te uma questão: Gostas de ver filmes/séries traduzidos(as) para Português? Eu não, acho que fica horrível. E as legendas não chateiam nada.

    • Foto de perfil de Facebook

      Luís Salvador - há 6 anos

      Mas esses filmes e séries não são propriamente para crianças. Se tu vires, as séries para crianças (“Ana” Montana etc) são todas dobradas para português (assim como os comentários de Wrestling) porque as crianças não conseguem acompanhar as legendas…

      Por isso faz sentido que os shows de Wrestling que dão em horários onde o público alvo são crianças, sejam dobrados e tenham comentários em Português.

      São as técnicas das estações televisivas.

      • DirtCrit - há 6 anos

        Isto! ahahahahah

        Quanto a resposta, não não gosto de ver filmes, chamados dublados, mas o Salvador respondeu ao que eu iria dizer a seguir. O problema está no público-alvo.

      • DavidMoreira - há 6 anos

        Digam-me que uma criança de 10 anos não consegue acompanhar as legendas, claro que consegue. E se ainda mais novos também vêm wrestling, olha não lêem, também eles só querem saber da “luta”.

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador