Long Horn Peep Show #22 – What you gonna do?

Sem muito para discutir depois de um episódio do Raw que foi um filler que apenas serviu para o desenvolvimento de algumas rivalidades (Lesnar vs Punk, Sandow vs Rhodes) e que ficou marcado pela positiva por um espetacular combate entre Antonio Cesaro e, claro, Daniel Bryan, esta semana opto por algo diferente. Opto por fazer uma espécie de buildup para um combate que vai acontecer e de previsão do mesmo. So bear with me, will ya?

De vez em quando a WWE decide presentear os fãs da modalidade com um combate que encabeça o cartaz, que vende bilhetes por si só, entre dois grandes nomes. Vulgarmente são conhecidos pelos tais dream matches que muitos imaginam como, por exemplo, Undertaker vs Sting na WrestleMania ou um regresso de Stone Cold para enfrentar o lutador da PG Era que mais “atitude” evidenciou, CM Punk.

É óbvio que nem todos são interessantes de acompanhar ou propriamente bem construídos, mas vão acontecendo porque sem eles a saúde financeira da WWE não estaria certamente tão saudável. Exemplos disso são os dois Cena vs Rock, rivalidade que perdeu interesse pelo demasiado evidente desenrolar do que ia acontecer (“passar da tocha” de Rock a Cena), bem como pela pouca química no ringue entre ambos.

Nesta nova época, depois do fecho da rivalidade Brock Lesnar vs Triple H no Extreme Rules, surge no SummerSlam um novo combate que chama a atenção um pouco de todos. Refiro-me, pois claro, ao embate entre Brock Lesnar e CM Punk. Embate que tem tudo para superar o WWE Championship entre John Cena vs Daniel Bryan, que apenas conta com o fator MITB como forma de eventualmente agitar o rumo dos acontecimentos.

Curiosamente, foi igualmente no SummerSlam do ano passado que começou a rivalidade entre Triple H, em defesa da sua família, e Brock Lesnar. Rivalidade que terminou com o inevitável 2-1 a favor de Brock Lesnar e que serviu, acima de tudo, para Lesnar voltar a recuperar da degradante forma com que regressou para enfrentar Cena e para Triple H sair da sua última WrestleMania com uma vitória, depois da dupla jornada contra o invencível Undertaker.

Ora, esta rivalidade entre Lesnar e CM Punk tem tudo para ser bem melhor do que qualquer uma dessas duas rivalidades. Antes de mais, porque conta com o melhor prowrestler do Mundo. Depois, porque conta com um Brock Lesnar melhor do que nunca desde que regressou na noite após a WrestleMania28.

Claro que não podemos voltar o tempo atrás e é certo que não é o Brock Lesnar que enfrentou e derrotou Undertaker naquele sangrento e clássico Hell In a Cell, mas garantidamente que não é o mesmo que enfrentou John Cena. É seguramente o melhor Brock que poderíamos ter neste momento. Melhor do que isso é o facto de ir enfrentar CM Punk igualmente no topo da sua carreira. A expressão não poderia ser mais adequada: The Best vs The Beast.

De lamentar apenas o facto de Punk ter regressado há pouco tempo da sua mais que merecida paragem e esteja cheio de lesões (legítimas). Espero que até ao dia do combate Punk não volte a combater ou que tenha combates de curta duração para não colocar em causa a sua disponibilidade física já condicionada para este embate.

Até lá, gostava que a rivalidade entre Brock Lesnar e CM Punk se acentuasse. Não que não seja agradável ouvir o melhor lutador da atualidade a dialogar com o melhor manager de sempre, porque é. Bastante agradável. Especialmente porque CM Punk tem a enorme vantagem que é o fator realidade. Sempre que Punk fala, as pessoas acreditam.

Isto, porque CM Punk não está a representar: CM Punk é Phil Brooks e Phil Brooks é CM Punk. A forma de ver o Mundo e a forma de estar na vida é a mesma, daí ele quando ter o microfone não estar a ler um guião, mas sim a falar connosco. Óbvio que ele segue as linhas de orientação definidas pela storyline, mas a forma como o faz parece tão autêntica que convence o mais cético dos membros da plateia.

“So let’s talk about Brock Lesnar. You’re talking about a guy who is NCAA Champion, a former WWE Champion and maybe, maybe most impressive of all: a former UFC Champion.”

Este é o exemplo da cara de CM Punk que abertamente coloca o UFC Championship numa escala superior ao WWE Championship em direto no Raw para milhões de pessoas. Não é que seja uma novidade, porque não é. Não é que seja mentira, porque não é. Simplesmente com esta adição de realidade ao seu discurso consegue levar o espetador a seguir e escutar as palavras de CM Punk como se tratasse de um Messias.

No entanto, um promo entre Heyman e Punk é algo que já vimos consecutivamente nos últimos três episódios do Raw, pelo que se impõe um aumento do atrito entre Lesnar e Punk. Para tal acho indispensável que, a dada altura, seja Brock Lesnar a falar por ele próprio e não Heyman a fazê-lo. Não me vai convencer chegar a um combate deste tamanho sem que um dos intervenientes tenha dito uma única palavra e, por isso, vai ter que ser Brock a apimentar as coisas.

Porém, para além deste spot, existem outros que podiam acontecer para tornar a rivalidade ainda maior. Um que podia efetivamente contribuir para o avanço da rivalidade entre os dois lutadores, bem como para o realismo da história, seria um ataque surpresa de CM Punk a Curtis Axel durante um SmackDown, abrindo assim a porta para que o Best In The World pudesse atingir o seu objetivo que é consomar a sua vingança em Heyman. Uma de duas coisas poderia acontecer: Punk humilhava Heyman ou a vingança de Punk era interrompida por Brock Lesnar. No segundo caso, Brock teria de estar presente num SmackDown (pouco provável), mas tal serviria para efetivamente comprovar que Heyman nunca está sozinho.

And the truth is Paul, I’m gonna get you. This time I swear on your children, I am gonna get you.

Outro spot que em princípio se deverá concretizar até ao SummerSlam é o de Punk sair por cima duma situação complicada, na qual consiga dominar e derrubar a besta de Heyman. Será interessante ver até que ponto a rivalidade consegue ir com Brock Lesnar sempre a sorrir no final, mas terá de haver a noite em que o Voice of the Voiceless consegue libertar alguma frustração no seu oponente.

Pessoalmente, gostava que CM Punk aproveitasse uma frase de Triple H e partisse para jogos psicológicos entre a ligação Paul & Brock ao “entrar na cabeça” de Lesnar apelidando-o de “Heyman’s Bitch”. De facto, adorava que CM Punk gastasse uns quantos minutos de um promo a provocar Brock Lesnar com essa expressão que foi usada por Hunter.

Algo que podemos estar seguros é que esta rivalidade tem muitas formas de ser explorada e, como tal, espero que continue para lá do PPV que se avizinha. Por isso, arrisco uma vitória de Brock Lesnar com interferência de Paul Heyman para que a frase “Without Paul Heyman, CM Punk you’re not the Best In The World!” continue a fazer sentido.

Desta forma, o final perfeito para este primeiro combate será a vitória da Besta graças ao fator Heyman, pelo que suponho que esteja ainda para surgir uma estipulação especial para o combate a ter lugar no SummerSlam.

Para já, a estipulação que faz mais sentido seria um Last Standing Match, tendo em conta que Brock já deixou Punk no chão durante bem mais do que 10 segundos e no seu último promo a seguinte frase de CM Punk foi demasiado sugestiva para não ser aproveitada:

I am still standing!

Começando com um combate tão imponente, a rivalidade teria que pelo menos manter o nível tão elevado como o do primeiro combate, sendo um I Quit Match no Night of Champions uma bela escolha para a desforra entre os dois. O mesmo terminaria com a vitória de CM Punk, que após ter sujeitado a besta a tamanha humilhação que é proferir as palavras “I Quit” iria ter que aguentar com a vingança sem limites de Lesnar, a ter lugar no Over The Limit.

Precisamente nessa noite poderíamos ver um final inconclusivo à semelhança do primeiro Cena vs Ryback, uma DQ, um no contest ou com empate fruto de um lance como o que terminou um combate entre Undertaker vs Angle pelo WWE Championship há anos atrás, que acabou com Undertaker a desistir ao mesmo tempo que obtinha uma vitória por pin sobre Angle.

Claro que num destes dois PPV’s a rivalidade pode ficar em stand-by (dependendo da disponibilidade de agenda de Brock) para CM Punk aproveitar para recuperar baterias, mas creio que tudo entre estes dois merecia ter o último capítulo num Hell In a Cell Match, cujo PPV sucede o Over The Limit (será este ainda o nome?).

Independentemente do que possa ou não acontecer, independentemente dos cenários que se venham a verificar ou não, independentemente de quem saia por cima, independentemente de uma possível oportunidade pelo WWE Championship possa vir a estar em cima da mesa definindo o Number One Contender no Hell In a Cell, para já só sabemos que no SummerSlam vamos ter um daqueles instant classics, um daqueles combates que nós exigimos enquanto fãs que dure mais de um quarto de hora e, por isso, só resta mesmo perguntar…

What you gonna do brother, when The Beast F5’s Punk’s skinny fat ass to hell?
What you gonna do brother, when The Best Wrestler in The World makes the Beast Go To Sleep?
What you gonna do… What you gonna do, when The Next Big Thing, The Beast Incarnate, Brock Lesnar collides against The Voice of The Voiceless, The Best In The World, CM Punk at the greatest party of the summer in God’s green Earth?

Sobre o Autor

- Já escrevi no espaço “Long Horn Peep Show”. Atualmente publico notícias, sou moderador do chat e ajudo no que puder o WPT a ficar cada vez melhor.

19 Comentários

  1. MR Perfection André Santos - há 3 anos

    Ricardo bom tema!

    Só faço um reparo, tive muita dificuldade em ler o artigo pois abusas das virgulas e muitas vezes usas mal essas mesmas, não leves a mal é só um conselho.

  2. MR Perfection André Santos - há 3 anos

    “pela positiva por um espetacular combate entre Antonio Cesaro e, claro, Daniel Bryan” muitas virgulas em simultaneo

    “Pessoalmente, gostava que CM Punk aproveitasse uma frase de Triple H”-acho que não era preciso aqui

    Olha não leves a mal porque é uma critica construtiva, simplesmente complicou a minha leitura

    • Ricardo Silva - há 3 anos

      Complicou a tua leitura porque estás habituado a ler com poucas vírgulas e quando as tem, são mal aplicadas. Não penses que me estou a “armar”, mas se há algo que eu sei empregar são vírgulas. O problema é que muita gente utiliza as vírgulas de forma errada, o que leva a que depois se pense que o errado está bem e o que está bem está errado.
      Por exemplo, nesses dois casos que tu disseste as vírgulas estão bem colocadas.
      Acredito mais que o que complicou a tua leitura foi o conteúdo do artigo e não as vírgulas.

      • danielLP21 - há 3 anos

        Tens toda a razão Ricardo. As vírgulas são importantíssimas na construção de qualquer texto e tu, sem sombra de dúvidas, utilizas as vírgulas de forma perfeita. És dos poucos cronistas ( 5 ou 6) aqui no site que o consegue fazer. Nesses dois exemplos, usaste a vírgula e usaste-a bem.

        Já agora, bom artigo e continua o bom trabalho.

      • Ricardo Silva - há 3 anos

        Obrigado pelas palavras Daniel.

      • akujy - há 3 anos

        Ainda não li (mas assim farei) e digo desde ja que nunca tive problemas com a gramatica e pontuaçoes do Ricardo. È uma das pessoas que neste espaço mais entende o conceito de virgulas. E os exemplos apontados n estao incorrectos em nada. Vou ler e ja comento o conteudo em si.

      • MR Perfection André Santos - há 3 anos

        Sim Ricardo compreendo o que dizes mas pessoalmente complica-me a leitura se empregas bem óptimo mas o uso das virgulas em nada estragou o teu “artigo”, talvez eu esteja habituado a ler um bocado mais rapido… :)

      • LuisMPBO - há 3 anos

        Ok André, entendo, cada um apoia estilos de escrita diferentes, mas não deixo de achar piada a criticares uma das coisas que mais aprecio na escrita do Ricardo xD.

      • MR Perfection André Santos - há 3 anos

        Foi construtiva, desculpem, não queria que ninguém levasse a serio!

  3. akujy - há 3 anos

    Gostei, é um bom artigo, mas discordo que Lesnar deva vencer o 1º embate. No 2º maior PPV do ano, onde ha mais fãs casuais e onde se aproveita para tentar “pescar” novas audiencias, o Full time, que continuará a aparecer o resto do ano, deve ganhar ao part-timer. Mas tenho grandes expectativas para este match.

    • Ricardo Silva - há 3 anos

      Compreendo a tua perspetiva quanto ao vencedor, mas se tal acontecer será complicado a rivalidade continuar…

      • akujy - há 3 anos

        Sim, seria ma8s tentador e mesmo facil para prosseguir a rivalidade com Lesnar a ganhar, mas não acho que fosse impossivel ou dificil (especialmente com Heyman e Punk envolvidos) vender o conceito do monstro caido, que procura a vingança ao ser derrotado por Punk em tão grande palco.

  4. ThaGr8One - há 3 anos

    Mais uma semana, mais um bom artigo. Boa escolha de tema e boa forma de o representar. Tudo coisas boas ahah :) Continua com o bom trabalho!

  5. LuisMPBO - há 3 anos

    Bom artigo Ricardo!
    Estou bem entusiasmado com este SummerSlam, que main events!
    Até ao momento está a ser uma ótima rivalidade, mas como dizes, está na altura do Lesnar interver mais.
    Percebo quando dizes que tem tudo para superar o Cena vs Bryan mas, sinceramente, eu não faria essa comparação. Os dois, de maneiras diferentes, conseguiram ser os combates pelos quais mais ansioso fiquei de ver (no caso, estou) em 2013. Espero dois combates ótimos. “John Cena vs Daniel Bryan, que apenas conta com o fator MITB como forma de eventualmente agitar o rumo dos acontecimentos” Acho que não Ricardo, até porque se o Bryan ganhar já está tudo mais que agitado!
    Não estou muito seguro de que a rivalidade Lesnar vs Punk tenha mais que um combate, mas é possível que tenha, e nesse caso gostava de ver isto:
    SummerSlam – Combate normal – CM Punk vence
    Night Of Champions – Last Man Standing – Brock Lesnar vence
    Over The Limit – Pausa
    Hell In A Cell – Hell In A Cell – CM Punk vence
    Não só não aprecio combates “I Quit” como acho que neste caso seria demasiado prejudicial para o perdedor.
    Fizeste algumas boas sugestões neste artigo.
    Agora é esperar que a WWE nos proporcione um resto de rivalidade fantástico.
    PS: Acho que te encontrei no Youtube xD (“Ricardo Silva”, avatar do Christian, comentários racionáis, coincidência a mais, acho eu). :)

    • Ricardo Silva - há 3 anos

      Quanto ao Cena vs Bryan: pois cá está, eu simplesmente não estou a ver o Bryan a sair do SS campeão. Especialmente porque o único finisher dele é o “Yes-Lock” e o Bryan não vai fazer desistir o Cena, nem lhe vai ganhar com um pin como ganhou ao Cesaro. Se fosse um No-DQ match, já seria diferente.
      Quanto ao Punk vs Brock: também gosto das tuas sugestões de combates para a rivalidade.
      PS: BUSTED! Sim, sou eu. Também estou a pensar em meter essa foto aqui. Responde a um dos meus comentários por lá ;)

      • LuisMPBO - há 3 anos

        Olha Ricardo, confesso que já não vou à minha conta de Youtube há alguns anos, por isso, para fazer isso, terei de criar uma nova, pois não quero a antiga em que já nem me lembro do que fiz. Também, nada mais rápido que isso!
        O Youtube pode ser um espetáculo, mas o sistema de comentários enerva me, porque parece estar convencionalizado ser precipitado e absolutista e responder de forma estúpida. Obvio que num site daquela dimensão não podia ser de outra maneira, mas não deixa de ser mau. O pior de tudo é que, por vezes, os mais racionais tendem a ser os que “apanham mais para a cabeça”. Por isso é que saí de lá. Por outro lado tenho saudades de criticar as pessoas a torto e a direito (tens de entrar no sistema xD). Só as que diziam parvoíces, claro!
        Qualquer dia eu apareço!

      • Ricardo Silva - há 3 anos

        Numa coisa concordo a 101%, os mais racionais tendem a ser os que “apanham mais para a cabeça”. Sem qualquer dúvida. Nós nunca sabemos quem está do outro lado…
        Acho que eu já fiz o mais difícil, que era exatamente entrar no sistema, e agora já consigo ter conversas civilizadas. Quando decidires aparecer por lá, já sabes!

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador