Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Candidata-te!

Long Horn Peep Show #4 – Our time is now!

A pouco mais de duas semanas de distância do ponto mais alto da época do Wrestling, eis que a crónica desta semana se foca no ouro de Del Rio, que dentro de pouco tempo vai conduzir com a cor de cabelo do seu dono, para além de um olhar especial em Fahn… Dahn… Goh (go, go, go).

O World Heavyweight Championship pertence atualmente a Alberto Del Rio que desde há alguns meses se vem tentado assumir como o representador do pavo latino nos EUA. Ora, esta mudança de atitude de Del Rio desde cedo despertou interesse em mim e já foi abordada anteriormente, pelo que sinto que está na altura de fazer um update.

Conforme alguns de vocês, que já seguem a LongHorn Peep Show desde a sua origem, se poderão recordar, sempre tive as minhas reticências quanto ao face turn de Del Rio. Especialmente devido a tudo que Del Rio já tinha dito, feito e ao que representava enquanto heel (diga-se de passagem, muito bom heel).

Esta mudança de atitude foi em parte apressada, como é sabido, pela vontade da WWE ter um Campeão Mundial latino (na mesma altura em que na UFC foi igualmente eleito um Campeão Mundial latino), de forma a atrair o máximo de fãs da comunidade latina. No entanto, até que ponto esta terá sido uma solução bem pensada a médio-longo prazo?

Analisando todos os wrestlers latinos que eventualmente poderiam assumir a posição de Del Rio, pensamos em Rey Mysterio, Sín Cara e não há muitos mais principalmente devido a opções erradas como o afastamento de Hunico, que dentro do ringue era realmente entusiasmante de acompanhar. Rey está carregado com lesões e cada vez mais perto da reforma), já Sín Cara finalmente começa a ser visto como uma contratação falhada (logo agora que ele parece ter encontrado o seu ritmo). Por isso, por este ponto de vista, aceita-se a escolha da WWE, pois só mesmo Del Rio poderia cumprir bem o papel de ser o Campeão Mundial latino que a WWE tão desesperadamente queria ter.

Por outro lado, sinto-me confuso. Muito confuso, já que aquilo que mais temia que fosse acontecer ao longo da rivalidade Del Rio vs Swagger tornou-se realidade no último Raw: os fãs começaram a gritar “U,S,A! U,S,A! U,S,A!” contra, imagine-se, Jack Swagger! Como se Jack Swagger fosse Russo e Alberto Del Rio o novo Abraham Lincoln. Esta tentativa de fazer Del Rio parecer, obrigatoriamente, o herói do povo atingiu o cúmulo.

A minha confusão só aumenta quando oiço este novo Del Rio ao microfone e se verifica aquilo que eu previ como inevitável: contradições. Del Rio estava em modo heel desde a sua estreia e não consegue disfarçar o quanto inconfortável está sempre que tem o microfone na mão.

O pior surge quando paramos para pensar e refletimos nalgumas citações recentes de Del Rio como: “America is the greatest country in the world because it belongs to everyone.”, dito por um homem que é mexicano. Ou seja, ele representa o México, de facto é apresentado como o “Orgulho do México”, até veste as cores do seu país, mas afinal a verdadeira paixão do homem são os EUA. Ainda bem que o homem finalmente, ao fim de tantos anos, se assumiu.

O cenário consegue ficar ainda mais negro se fizermos um pequeno exercício de rebobinar a cassete atrás e encontramos inúmeros exemplos em que Alberto Del Rio espalha ódio em todas as suas palavras, atos e atitudes para com a bandeira americana e o seu povo.

Conclusão: o que o ouro faz às pessoas! Passam a ser fãs do país que mais odiavam ao longo de toda a sua vida… Faz todo o sentido! O que me leva a dizer que quanto mais Del Rio falar, mais as suas palavras vão soar ridículas na minha cabeça… Para além da agravante de, a cada semana, Del Rio parecer ver a chama apaixonante do primeiro mês enquanto Campeão extinta, caminhando assim Del Rio a passos largos para se tornar noutro Senhor Aborrecimento, tal como se tornou Sheamus. Não é que Del Rio não esteja a fazer um bom trabalho (continua a ser um atleta fenomenal), simplesmente parece estar a tentar demasiado ser algo que ele por natureza não é e, fruto disso, ter perdido algum carisma e impacto.

Soluções? Aposto que quando alguém começar a se dar ao trabalho de analisar o guião de Del Rio, melhorias surgirão. Aqui vai uma ideia, porque não focar Del Rio apenas na sua paixão ardente pelo México e fazer a ligação com o facto de os EUA terem sido construídos pelos imigrantes, em vez de andar aí a dizer que afinal o que disse nos últimos anos não era verdade e que o seu país é inferior aos EUA. Tanta bajulação aos States chega a irritar e como não são só crianças a ver o espetáculo, agradecia-se um pouco de coerência.

Nem tudo são más notícias no que ao World Heavyweight Championship diz respeito, pois a WWE parece (ou estarei a sonhar demasiado?) finalmente determinada em apostar em Dolph Ziggler. Conforme nos foi divulgado no último Raw, na WrestleMania29 o Show Off vai fazer equipa com Big-E Langston para defrontar os Team Hell No pelos WWE Unified Tag Team Championships.

Portanto, parece-me não existir muitas dúvidas que Dolph e Big-E, de uma forma ou de outra, vão acabar por se tornarem Campeões, dando origem a uma renovada rivalidade entre Daniel Bryan e Kane, e (isto já em sonhos selvagens) a um novo aspeto para que os títulos não sejam tão repugnantes como os que os Team Hell No atualmente carregam.
O que, por consequência, me leva imediatamente a perspetivar Dolph Ziggler como Campeão Mundial e Campeão Tag-Team, dando início ao mandato mais desejado dos últimos anos de uma forma imperial e marcante na história da WWE.

Isto, quando as notícias de um face turn de Dolph Ziggler pareciam estar a ganhar força, eis que a aposta de um Dolph bem alicerçado a Big-E e, claro, também a AJ parece ser o caminho pelo que a WWE vai seguir e, diga-se, ainda bem! Para desperdício de talento heel já me chega Del Rio… E o Show Off deve continuar tal como ele é agora: convencido, exibicionista, cativante, espalhafatoso, mas vencedor. E, claro, heel.

É certo que todos desejamos ver Dolph a solo, sem companhias ou fatores exteriores que justifiquem as suas vitórias, pois tem talento para dar e vender. Assim, espera-se que esta combinação de Ziggler com Big-E e AJ seja capaz de reanimar a chama de Del Rio, numa rivalidade pelo Título Mundial que promete dar que falar. Resta saber qual vai ser o papel (ou o castigo) de Jack Swagger…

É caso para dizer que, após tantos anos a lutar por uma subida de escalão e de tantos meses a carregar a mala que o levará à “terra prometida”, na WrestleMania29 é a altura de Ziggler! Melhor, é a altura de todos os fãs se levantarem e aplaudirem de pé a coroação de Campeão Mundial que vive, sente e respira paixão pelo wrestling! É a nossa altura, na WrestleMania, Our Time is Now!

Confessem lá… Quando leram o título pensaram outra coisa… Por falar em altura, esta parece ainda não ser a altura ideal para estrear Fandango. Se há algo que já pudemos ver é que Fandango consegue ser irritante quanto baste, teve direito a uma entrada no último Raw cheia de glamour e parece ter umas boas mic-skills que lhe garantirão certamente a obtenção de uma reação (neste caso, negativa) do público.

Devo confessar que fiquei surpreendido por Fandango ter surgido heel, quando a nível dos mid¬-carders existe uma abundante falta de faces capazes de lutar por títulos (só mesmo Miz e Kingston, que ainda há pouco foram Campeões). Veja-se Cesaro, ainda sem qualquer rival pelo seu USChampionship.

Agora parece-me que isto de aparecer e não lutar já deu o que tinha a dar, provavelmente o próximo passo é abandonar o combate ao fim de 30 segundos, por ter perdido a voz… Não sei que tipo de rivalidade estão a tentar criar com Great Khali, mas estou no ponto em que só quero mesmo ver Fandango mostrar o que vale dentro do ringue. Porque fora dele, já deu para ver que é entretenimento garantido: FAN…DAAAAAN… GOOOOO… Fica no ouvido. Preparem-se, este “Enrique Iglesias da WWE” promete e parece ter vindo para ficar.

Até à próxima sexta-feira,
Captain Charisma.

Sobre o Autor

- Já escrevi no espaço “Long Horn Peep Show”. Atualmente publico notícias, sou moderador do chat e ajudo no que puder o WPT a ficar cada vez melhor.

4 Comentários

  1. Roberto Barros - há 4 anos

    O artigo ficou bom, mas tenho que falar que não concordo com muita coisa dita aqui, primeiro o Del Rio não estava mais funcionando como Heel, personagem estava enjoativo e não conseguia mais nehuma reação da audiencia, achei um faceturn uma boa ideia e no começo se demonstrou muito bem nesse papel, agora que a feud deu uma enfraqueciada, mas o Zeb Colter ta conseguindo levar bem ela, a lesão do Ricardo foi uma boa sacada, sobre Dolph acho que ele vai perder na mania, não faria sentido deixar ele com 2 titulos, já que acredito que o mesmo fara o Cash In logo apos a mania.

  2. Ricardo_007_Fatality - há 4 anos

    Belo artigo :) concordo o Del Rio vai ser o Sheamus 2 ou vai ser mais ou menos como o Rey nunca vai sair de face agora (please don’t) e quanto o Mr.Ziggy eu tou com 100% de fé que ele vai fazer o cash in na Mania porque se eu estou certo é a Mania depois o Extreme Rules depois o Payback e depois o MITB não?

  3. GJD - há 4 anos

    Face turn do Del Rio: Como heel depois de dois reinados patéticos e de um monte de derrotas para o Sheamus não tinha credibilidade, é um face que tem reação do público , essa feud com o Swagger para mim é a segunda melhor da wrestlemania , o que mais me incomoda é a maneira que ele vence as lutas que está muito repetitiva , acho que um novo finisher ajudaria .
    Sobre o Dolph Ziggler : Duvido muito que ele sai com alguém título na Mania, o Whc pelos boatos de que a luta de Swagger vs Del Rio se repetirá no Extreme rules .Os tag team acho que se o Dolph Ziggler vencesse teria o título até fazer o cash in e também teve a reação negativa dele quando a Aj e Big E aceitaram a match no raw passado .
    Sobre Fandango: Nem tem mais o que comentar, só que a wwe está virando um concurso de dança e não um programa de wrestling

  4. David Villa "maravilla" - há 4 anos

    Concordo com quase tudo o que foi dito! é certo que o del rio era um excelente heel mas a wwe errou com ele nessa sua etapa! apostaram demasiado nele e acabaram por não lhe dar as condições que este necessitava para se afirmar: falo da vitoria no rumble e da vitoria no money in the bank e nos reinados insignificantes que lhe atribuíram o que o fez perder alguma credibilidade com o publico!

    por outro lado sempre fui a favor do seu face turn porque o homem como heel já tinha feito tudo e a sua gimmick estava muito desgastada e sinceramente comecei por gostar daquilo que vi! o que nao me agrada foi a escolha do seu adversário e o modo como a storyline está a ser encaminhada! se querem tornar o del rio numa estrela de topo deveriam dar-lhe um combate na mania com alguém que representasse uma ameaça maior e alguém com mais creditos firmados na wwe na minha opinião claro e opções nao faltavam!

    Por outro lado essa ideia de um ziggler tag team e whc champion também me agrada bastante e era apenas reconhecer minimanete o enorme trabalho e qualidade do dolph dentro do ringue e penso que neste momento faz todo o sentido ter Big E e AJ com ele (é uma opinião!)

    Relativamente ao Fandango tem estado bem e tem surpreendido bastante pela positiva e parece que a wwe aposta mesmo nele! apesar de ter uma gimmick virada para a dança e todas essas contrariedades é bem mais interessante que o Brodus Clay algum vez foi ou será!

    P.S – Uma palavra para algo que foi dito e com o que estou totalmente de acordo! o afastamento do Hunico eu penso que foi por lesão!! nao sei se ela volta ou não mas a wwe so tinha a ganhar com o seu regresso porque no ringue era fantastico e gostava imenso de o ver!

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador