Long Horn Peep Show #43 – Rated-R Era

Enquanto ia assistindo e acompanhando, como tantos outros, a atualidade da WWE, episódio atrás de episódio, não deixava de por vezes dar por mim a imaginar “Que interessante devia ser escrever sobre wrestling”, como via tantos a fazer pela web fosse em português ou em inglês, juntando o gosto pela escrita e pelo wrestling num só, and I think to myself… One day.

Um dia reparo que um tal site de nome “Universo Wrestling” iria realizar um Concurso cujo vencedor teria como prémio um lugar como cronista desse site, and I think to myself… One day. À medida que entro no concurso e as eliminações vão ocorrendo, as indicações que eu recebo, semana após semana, são positivas e vou acreditando que o lugar pode mesmo ficar para mim. And I think to myself… One day.

Porém, os meus planos sofrem um revés quando na última eliminação antes da final do Concurso sou eliminado. Penso que é o fim da estrada desta pequena aventura que não passou de um mero fruto da minha imaginação. Quando estava a lutar contra a frustração da minha eliminação, até porque tinha consciência do meu potencial e do que tinha para oferecer, sou contactado por membros do Universo Wrestling para ficar na equipa como cronista. And I think to myself… One day.

Inevitavelmente esse dia chegou e nasceu assim o Long Horn Peep Show, que tinha em média algumas centenas de leitores por artigo, sendo que o número máximo de visitas que um artigo dessa altura conseguiu obter foi de cerca de 700 visualizações. Ao mesmo tempo, nunca satisfeito com o que estou a fazer, encontro o “Wrestling.PT” como um site de maior visibilidade, maior número de visitas, mais conhecido do que o Universo Wrestling. And I think to myself… One day.

Meses depois de me juntar à equipa do Universo Wrestling, eis que recebo a notícia pelo nosso comandante Kapitas – a quem sublinho o meu implícito agradecimento – de que o site tinha sido adquirido pelo Wrestling.pt e que, a partir daquele momento, o staff do Universo Wrestling ia passar a escrever para o Wrestling.pt num espaço denominado “Universo”. And I think to myself… One day.

Em 28 de Fevereiro de 2013 escrevo o primeiro Long Horn Peep Show para o Universo do Wrestling.PT, algo que se manteve até ao final de 2013 praticamente sem interrupções. Aumentou o número de fãs do meu espaço, os meus peeps como lhes trato com carinho, e felizmente posso dizer, de peito aberto às balas. que a qualidade dos meus artigos acompanhou essa subida. Contudo, à semelhança de CM Punk, nunca estou satisfeito com o que estou a fazer.

“I’m never satisfied with what I’m doing, I always wanna do better, I always wanna be bigger, I always want more.

Assim sendo, com o passar de edições do Long Horn Peep Show, dava por mim a pensar numa subida à equipa do Wrestling.pt. Sentia-me frustrado em “apenas” fazer parte daquele canto do Wrestling.pt, como se não fosse algo que muitos ambicionassem, e não do plantel principal do site. Queria esse desafio. And I think to myself… One day.

Sempre imaginei que um dia era capaz de atingir isso. Para tal, restava-me continuar a melhorar, a cada sexta-feira, a qualidade dos meus artigos e aproveitar para me inspirar e aprender ao máximo com os escritores do plantel principal que já cá estavam antes de Fevereiro de 2013 e se mantêm até à atualidade, por exemplo, como foi o caso do Smoke and Mirrors do José Sousa. Quando lia algumas edições desse espaço lembro-me de dizer a mim mesmo “E pensavas tu que tinhas lugar no plantel principal!”. Ia sentindo a diferença de qualidade. Mesmo assim, não conseguia deixar de ambicionar essa subida. And I think to myself… One day.

Ora, após este tempo todo e algumas dezenas de artigos realizados, o dia ambicionado é hoje. O Universo do Wrestling.pt caiu com 2013 e em 2014 dou por mim a escrever este primeiro artigo, oficialmente, como membro da equipa do Wrestling.pt. Sentia que precisava de uma fonte renovada de motivação para continuar, a cada sexta-feira, a apresentar artigos de qualidade. Isto, porque não pensava em continuar caso não me sentisse suficientemente motivado, conforme a dada altura pensava que estava prestes a acontecer, para evitar que a qualidade deste espaço viesse a cair.

Com esta promoção, if you will, a chama que podia estar a diminuir de intensidade recebeu um belo pedaço de lenha. Foi alimentada convenientemente e irá continuar a arder, em condições normais, durante mais algum tempo. Este é o meu compromisso, para o qual não posso deixar de contar com o apoio dos meus peeps que espero que me continuem a seguir lealmente, agora que este espaço pertence à primeira página do melhor site de wrestling de Portugal.

Este sou eu, Ricardo Silva, o homem por de trás do Long Horn Peep Show que sentiu que esta era a melhor forma de me apresentar a todos aqueles que não costumavam ir ao Universo e que, a partir do dia de hoje, tomam conhecimento deste espaço. Considerei que esta era a melhor forma de me apresentar, de uma vez por todas, a toda a comunidade de fãs que nos acompanham e a todos que estão a ler pela primeira vez um artigo da minha autoria. Afinal de contas, isto tudo é feito a pensar em vocês e para vocês.

O que me leva a assuntos sérios, pelo que aproveito para me dirigir ao meu camarada das sextas-feiras e que irá apresentar, semanalmente, um artigo no mesmo dia da semana do que eu. Algo a que eu não estou habituado: ter concorrência no mesmo dia da semana. As sextas-feiras do Universo eram “minhas” and I’ll be damned se permito que isso deixe de acontecer logo agora que subi ao Wrestling.pt. Not in my watch!

Por isso, Bammer se por acaso estiveres a ler isto, e se não tiveres eu falo contigo para leres, esta é uma mensagem que eu quero passar em aberto e da forma mais amigável que consigo: “I wanted to come out here and extend personally my heartfelt condolences. I want to extend my heartfelt apologies for your loss…” … de leitores.

A competição entre nós é saudável, estamos todos a lutar pelo mesmo que passa por fazer o WPT maior e melhor. Só queria deixar o aviso que se, por mero acaso, deixares de ter tanta afluência aos teus artigos… Pois bem, está explicado. Just don’t take it personally bro.

Com isto dito e mudando de assunto, “I don’t wanna speak for you, but I’m fascinated at the fact that the entire world is watching, and they’re waiting and they’re wondering (…). So, if you don’t mind, I’ll go ahead, I’ll start. (…) Let me take you back if I can be afforded to tell you a little bit of a story…”

Já que estamos numa onda de apresentações, nada melhor de que me revelar enquanto fã de wrestling. Tudo começou no ano de 2004 – engraçado como faz este ano uma década desde que comecei a ver wrestling – na altura em que o falecido Eddie Guerrero era WWE Champion e perdeu esse título para JBL, indiscutivelmente um dos meus favoritos de todos os tempos.

Viria a ser fascinado pelo reinado daquele que para mim ainda é um dos três melhores heels de sempre, o reinado que para sempre iria marcar a carreira de JBL como o longest WWE Champion in SmackDown TV history. Bonito de se dizer. Porém, a ligação emocional a Eddie Guerrero também ficou bem estabelecida.

Na verdade, o combate que me levou a querer acompanhar a WWE foi exatamente o Texas Bullrope Match que teve lugar no extinto PPV, The Great American Bash, de 2004 entre o então WWE Champion Eddie Guerro contra JBL, que acabaria por dar início ao histórico reinado do Wrestling God. Ainda me passam as imagens pela cabeça em que vi JBL com a cara cheia de sangue. Tempos em que o sangue não era proibido.

Desta forma, como devem estar a calcular, assisti ao fenómeno que foi ver Cena conquistar o WWE Championship, dar um novo aspeto ao título, passar do SmackDown para o Raw, o nascimento da Superstar. Foi exatamente na noite de 6 de Junho de 2005, em que Cena se juntou ao plantel do Raw e consigo levou o WWE Championship, que outro lutador me cativou em pleno.

Não, não foi John Cena. O homem roubou o WWE Championship ao JBL, porque raios é que havia de gostar dele? Nem foi o homem que o introduziu, um tal de Chris Jericho. Foi o homem que interrompeu Cena, imediatamente a seguir ao momento em que Cena exclama orgulhosamente “You want some, come get some!”. Sabem quem foi?

Exatamente, o outro lutador ao qual presto homenagem no nome deste espaço. O Captain Charisma, Christian. Na altura Christian andava com o estatuto de main-eventer, por muito estranho que possa parecer aos meninos de hoje em dia, embora não o tenha mantido durante muito tempo. Aliás, nunca chegou a ter uma oportunidade de se consolidar no main-event da WWE por muito que tenha feito para o conquistar. Até chegou a fazer um rap sobre os main-eventers no Backlash de 2005.

De facto, foi dessa amigável forma que recebeu Cena nessa noite com uma pequena quadra em homenagem à chegada do WWE Champion: “This is my show, poser. So go take a stroll! Canada in the house, ‘cause that’s how I roll!”. A verdade é que os três homens no ringue viriam a combater pelo WWE Championship num Triple Threat do qual Cena saiu com a vitória. Pouco tempo depois, Christian iria a ser inexplicavelmente despromovido ao Velocity, sendo que o seu contrato expirou e assinou pela TNA. O resto é história.

Outro momento que me marcou em particular foi na noite do ECW One Night Stand de 2006. RVD vs John Cena pelo WWE Championship. RVD avisou Cena que iria fazer o cash-in do seu Money In The Bank conquistado na WrestleMania22 num local que funcionasse tudo a seu favor e assim foi.

Como fã, o ambiente dessa noite jamais irei esquecer. Até papel higiénico atiraram ao Cena. Bons velhos tempos. Conseguia sentir mesmo a energia negativa à volta do então WWE Champion. Ainda hoje acredito que se o combate terminasse com algo que não fosse a vitória de RVD, alguns malucos iam mesmo saltar lá para dentro e agredir o Cena. Mesmo não odiando o Cena, era algo a que ninguém ficava indiferente.

Eis que perto do final do combate, absolutamente do nada, um homem com capacete faz um spear a Cena contra uma mesa. O homem tira o capacete e ouve-se por toda a arena gritos de “Thank You Edge! Thank You Edge!”. Mil arrepios na espinha, ainda agora enquanto escrevo estas palavras e me recordo de ver isso. Seguiu-se um Five Star Frog Splash, o aparecimento do maluco da ECW chamado Paul Heyman para fazer a contagem e a festa do novo Campeão no meio da multidão. No dia a seguir ainda dava por mim a pensar nesse combate, enquanto tentava ver as Tartarugas Ninja na TVI.

Isto tudo, porque não conseguia deixar de pensar em pormenores como o facto de RVD ter sido anunciado o novo ECW Champion, quando o combate era pelo WWE Championship. Não percebia que, na altura, a ECW ainda se queria diferenciar a todo o custo da WWE e que para eles o título mundial chamava-se ECW World Heavyweight Championship. Ponto final. O WWE Championship tinha passado “ao lado mau” do pro-wrestling. Não conseguia deixar de pensar que tudo tinha acontecido devido ao spear do homem do capacete. A partir dessa altura, Edge juntou-se aos meus favoritos: um momento daqueles ninguém esquece. So, thank you Edge.

Por falar em Edge e Cena, não consigo deixar de referir um combate entre ambos que me ficou na memória para sempre e que marcou a “Rated-R Era”. A estipulação do combate foi aquela em que Edge nunca tinha perdido: um TLC Match. Melhor do que isso, na cidade natal de Edge: Toronto, Canadá. Na noite do Unforgiven de 2006, Cena viria incrivelmente a sair vitorioso desse combate com um F-U do topo do escadote que atravessou Edge sobre duas mesas. Lembro-me que nessa noite passei a admirar Cena, por ter a capacidade de lutar e ultrapassar as adversidades. Não me culpem, era um menino e via wrestling há dois anos.

Não me lembro ao certo da altura em que deixei de ver wrestling. Creio que foi pouco tempo depois de a SportTv comprar os direitos televisivos da WWE e de deixar de dar na Sic Radical regularmente, embora com três semanas de atraso, conforme sucedia no meu tempo. Posso estar enganado, mas acho que foi por aí.

Portanto, tive um período off-wrestling bastante considerável. E vocês perguntam-me, com toda a curiosidade, “o que te fez voltar a ver wrestling Ricardo?”. Pois bem, tudo ocorreu numa noite em que um amigo meu disse que ainda via wrestling. Não me lembro bem como mas a conversa virou para esses lados. E então ele exclama todo convincentemente algo como “Ei, nem vos passa. O CM Punk agora ‘tá f*da, ele bateu mal, rasgou aquela m*rda toda. Disse as verdades todas em direto.”.

Foi prontamente interrompido por alguém que prontamente afirmou algo que nunca ninguém ouviu quando se falou de wrestling que foi uma mítica frase, jamais pronunciada antes, que se resumia em: “Oh, isso é tudo feito!”. Ao que ele reage, “Não foi nada, ele pegou no microfone e bateu mal, disse que ia bazar e que estava farto daquilo tudo. Vai sair da WWE, o contrato dele vai acabar, por isso é que ele falou assim. A sério, disse aquilo mesmo que sentia, tanto que até lhe cortaram o pio quando ele se esticou mesmo à brava.”

Imaginem de que ele estava a falar… Não fazem a menor ideia, pois não? Muito podia citar dessa mítica pipebomb, mas já que nos estamos a conhecer fica esta parte: The reason why I’m leaving is you people because after I’m gone, you’re still gonna pour money into this company. I’m just a spoke on the wheel, the wheel’s gonna keep turning and I understand that. But Vince McMahon’s gonna make money despite himself. He’s a millionaire who should be a billionaire. You know why he’s not a billionaire? It’s ‘cause he surrounds himself with glad-handing, nonsensical douchebag yes-men like John Laurinaitis who’s gonna tell him everything that he wants to hear. And I’d like to think that maybe this company will be better after Vince McMahon’s dead, but the fact is it’s gonna get taken over by his idiotic daughter and his doofus son-in-law and the rest of his stupid family! Let me tell you a personal story about Vince McMahon. All right. We’re doing this whole bullying campaign…[The mic cuts off]”, CM Punk (Raw, 27/06/2011)

Como ainda não devem ter percebido pelo número de citações, aproveito o lance para vos dizer que CM Punk juntou-se à elite de meus lutadores favoritos por motivos óbvios. Enquanto fã aprecio particularmente um pormenor, uma característica que reside no fator realidade. Fator realidade que esteve mais presente e palpável que nunca nessa promo de CM Punk.

Por isso é que voltei. Por isso é que cá estou hoje. Por um momento que me fez voltar a este mundo. Um momento que ficou para a história independentemente da Era em que aconteceu. Independentemente de como foi explorado ou não. Um momento que me fez voltar a admirar esta arte. Um momento que muitos dizem que estava todo escrito. Outros dizem que estava em parte planeado. Outros afirmam que foi mero improviso e ouvimos tudo que lhe corria na alma. Nunca saberemos com 100% de certeza, a não ser que foi algo histórico.

Obviamente que à medida que vamos ficar mais velhos, temos tendência a querer saber mais e mais sobre esta indústria. Sobre o que foi feito antes de nascermos ou antes de vermos wrestling. Sobre o que aconteceu quando não víamos WWE. Sobre tudo que move esta indústria.

Assim sendo, falta falar do homem que completa o conjunto dos meus cinco lutadores favoritos e que mais influências tiveram na formação deste personagem que, a partir de hoje, passa a escrever para millions and millions de pessoas interessadas sobre este mundo. O homem que reúne mais esse fator realidade ao mesmo tempo que é um wrestler no sentido mais puro da palavra.

Diz-se, na brincadeira, que foi ele que inventou tudo no mundo de wrestling. Tudo não, mas é responsável por vários momentos originais. Ele próprio é um original, daqueles verdadeiros apaixonados e espíritos livres que por muito que se tente, não se conseguem controlar. Seja em espetáculos, seja a cantar ou dentro do ringue, não há outra forma de olhar para Chris Jericho como um mestre. A descrição de King of My World que ele chegou a utilizar, assenta-lhe como uma luva.

Curiosamente, foi durante a sua rivalidade com CM Punk que Y2J pronunciou umas palavras que deviam inspirar qualquer lutador e qualquer fã que se diz ser um “verdadeiro adepto de wrestling”. Fiquem com a definição de um verdadeiro wrestler e daquilo que deve constituir motivo de orgulho para qualquer dito true wrestling fan:

I am part of a special breed of performers. I am one of a literal dying breed of performers that toured the world, honing our craft, learning our skills, becoming stars before we ever got to the WWE. A breed that cared more about having the best match on the show than personal politics, didn’t care what the hierarchy thought of us, what position we were slotted in, what we were supposed to be. A breed of performers that were given nothing and took everything! And yeah, I developed a chip on my shoulder because of it; and yeah, I got a bad attitude and a bad reputation in the back with the powers that be because of it; but I didn’t give a damn because I knew I was good. I knew I was the best.”, Chris Jericho (Raw, 27/02/2012)

Não sei se já repararam, mas eu podia continuar nesta viagem louca durante inúmeras páginas, mas acho que vocês já perceberam que tipo de fã é que eu sou ou não. Ainda estive para falar de uma promo absolutamente deliciosa entre o Eddie Guerrero e o Brock Lesnar, em que o fator realidade esteve em destaque, de lançamento para o WWE Championship no No Way Out de 2004. Até tenho o raio do guião e bem que me deu trabalho em encontrá-lo para afinal não o utilizar. Enfim, ossos do ofício.

Em caso de dúvida, têm umas belas quarenta e duas edições anteriores para verificarem o que quiserem sobre o que eu já escrevi no passado. Tirem as vossas conclusões. Por falar em Brock Lesnar… Foram todos enganados! Quando a discussão andava entre Orton, Bryan e Punk quanto ao WWE World Heavyweight Championship, eis que Brock Lesnar regressa para agitar as águas rumo ao título! Esta não estavam vocês à espera, pois não?

Eu lembro-me que já tinha referido isto antes e ninguém se acreditou na altura, mas Brock Lesnar tem uma cláusula no contrato dele que lhe garante um reinado como WWE World Heavyweight Champion. É só uma questão de tempo até isso acontecer. Daí as vitórias sobre CM Punk, o 2-1 sobre Triple H e agora a garantida vitória sobre Mark Henry. Sempre acreditei nesta possibilidade como fã do Beast, mas agora é apenas uma questão de tempo. Eis que, desde o reinado de CM Punk, a WWE está prestes a ter outra vez um verdadeiro campeão.

Para os meus peeps, espero que continuem a gostar tanto deste espaço como eu gosto de o produzir para vocês. Quanto maior for o vosso apoio e carinho, maior será a qualidade dos artigos. Espero que tenha passado uma ideia adequada de como serão as coisas neste espaço, starting today. Muito pensei no nome que daria a esta edição, quando a resposta estava na inicial do meu próprio nome. Sejam bem-vindos a uma nova era do Long Horn Peep Show, a uma era em que tudo simplesmente se classifica… RATED- R!

Sobre o Autor

- Já escrevi no espaço “Long Horn Peep Show”. Atualmente publico notícias, sou moderador do chat e ajudo no que puder o WPT a ficar cada vez melhor.

65 Comentários

  1. Kapitas - há 3 anos

    Caríssimo sendo tu um dos meus produtos desde o primeiro dia não me resta mais nada se não congratular-te por teres alcançado aquilo que querias. Parabéns e continua :)

  2. lisandrolopes20 - há 3 anos

    grande artigo!
    vou te contar a minha historia é um bocado parecida com a tua.
    tudo começou quando conheci um amigo meu que não se calava com o Randy Orton The legen Killer isto em 2004 que mal saiu o primeiro jogo da WWE nos compramo-lo a meias. quanto mais combates via da WWe mais queria saber mas la parei de assistir não me lembro muito bem porque mas nessa altura tinha 6 ou 7 anos de idade xD yaaa mesmo cedo mas também me lembro de uma promo do Edge foi tipo uma comemoração de campeão da wwe apos o elimination chamber e ele comemorou numa cama com a lita ui foi a melhor promo de sempre ai Edge juntou-se a randy orton como meus lutadores favoritos só voltei a assistir wrestling quando começou a passar na tvi e lembro-me das rivalidades da smackdown entre Edge vs the undertaker; the unthertaker vs batista; edge vs batista… tudo há volta do titulo mundial e quando a sportv comprou os direitos televisivos da wwe parei de assistir ate começar a dar na sic radical e comecei a ver ja no que se tava a tornar o final dos nexus e como tu assisti á promo do cm punk e pronto eu ver aquilo soube logo que cm punk ia-se juntar a EDGE e Randy Orton como meus lutadores favoritos e todos os dias via se encontrava novos episodios online so para ver o cm punk que depois consegui seguir a historia toda do seu campeonato e tudo mas o problema era nao ser o programa original porque na sic radical o que eu via era o wwe experience ate que um amigo me mostrou este site e ai soube logo que aqui podia ver tudo na boa e assim continuou a minha obeseção pelo wrestling ate que agora sou praticante de Sanda,Boxe chines e MMA por isso obrigado ao pt wrestling por me permitir assistir a este mundo da WWE!

  3. lisandrolopes20 - há 3 anos

    Só quero acrescentar mais uma coisa que me esqueci de mencionar:
    Recentemente adicionei um lutador aos meus favoritos esse lutador é Daniel Bryan Adoro a sua habilidade no ring e a sua raça(tipo como no futebol) mas o momento que mais me marcou na trajetoria do D.Bryan foi a sua grande Rivalidade com R.Orton (isto ja recente)pronto esta é a minha historia de como começei acabei e começei a assistir a wrestling e que agora nao quero que acabe e tambem os meus lutadores favoritos e o que mais me marcou nele (Randy Orton, CM Punk, Daniel Bryan)

    • lisandrolopes20 - há 3 anos

      Randy Orton, Cm Punk, D.bryan e EDGE (mas o problema é que ja nao luta xD)

      • Ricardo Silva - há 3 anos

        Obrigado por partilhares a tua história “licha” :)

        De facto, o Legend Killer era qualquer coisa de especial nessa altura, também eu gostava muito “desse” Randy Orton.

        Também tens bom gosto quanto aos teus wrestlers favoritos.

        J’ágora, por curiosidade, onde praticas MMA?

      • lisandrolopes20 - há 3 anos

        Felgueiras

  4. gonçalo " the best in the world" - há 3 anos

    Excelente artigo se continuares assim podes vir a ter um dos melhores artigos do PTWRESTLING!

    • Rubinho16@ - há 3 anos

      Já tem, aliás, sempre teve ;)

      • Ricardo Silva - há 3 anos

        Isto é que é bonito, quando se tem quem responda por mim eheh :D

        Obrigado a ambos pelos elogios!

  5. José Sousa - há 3 anos

    Estavas inspirado meu caro, mesmo muito inspirado. Sê bem-vindo ao plantel principal, e prepara-te porque isto ainda mal começou. Tal como tu dizes a guerra começou, e tal como a Sexta é tua, o Sábado é meu. And it´s all i have to say.

    • Ricardo Silva - há 3 anos

      Ahah you gotta love it! É isso mesmo que eu gosto de ouvir! Obrigado, cá estaremos para ir comentando todas as semanas o que se passa :)

  6. MicaelDuarte - há 3 anos

    Muito bom artigo Ricardo. Parabéns pela promoção ao WPT ;)

  7. Anónimo - há 3 anos

    Parabéns pelo teu excelente texto. Tendo acompanhado a maioria do teu trabalho tenho absoluta certeza que vais ser um sucesso, um A+.

  8. The Beard - há 3 anos

    Parabéns pelo artigo, está sem dúvida muito bom, continua assim.

  9. Dolph Ziggler - há 3 anos

    Artigo brutal, Ricardo. Os meus parabéns. Artigo longo, mas muito bom de se ler :) Continua assim que estás num ótimo caminho!

  10. Akujy - há 3 anos

    Estes gajos do Universo chegam aqui, com artigos sentidos e apaixonantes e acham que já são gente. Se fosse por mim ja tinhas sido cancelado ha muuuuito tempo!

    *Awkard Pause* Eu disse isso? Epa, tava a pensar alto. xDDD

    Falando a sério, excelente artigo. Adorei a forma sentida como nos contaste a tua história. Vamos lá mostrar que o Universo não era a Second League! “And I think to myself… One day.” Oh wait…that day is now a reality!

      • danielLP21 - há 3 anos

        Akward*

      • Akujy - há 3 anos

        Nem me fales. Ja me enganei 2 vezes, ja nao faço mais correcções. xD

      • Ricardo Silva - há 3 anos

        Por acaso acho que a tua correção está correta e é mesmo Awkward xD

        Obrigado pelas tuas palavras que se aplicam igualmente em pleno ao último BTM :)

      • danielLP21 - há 3 anos

        É “Awkward” sim senhor xD

  11. Eugen3 - há 3 anos

    Troca o título do artigo.
    Mete este ” Como fazer um debut no PtWrestling” ;)

  12. MR Perfection André Santos - há 3 anos

    “O prima dona rulez in Wrestling PT”

    Obrigado por “brindares” com este artigo! As vezes fico a pensar que somos muito parecidos Ricardo, em relação aos gostos pelos favoritos. Edge, Punk fazem parte desse lote, e não sei se tu acompanhaste a carreira do Randy Savage? Ele era o Punk da Golden Era…if you know what i mean…

    Os momentos que mencionaste são TOP.O combate entre JBL vs Eddie, supreendeu muita gente, pois ninguém esperava a vitoria do Wrestling God!JBL irritava por ser tão bom e, ter tido adversários, que quase o “chacinaram”, como Undertaker ou Big Show.

    Sem duvida quando a sic radical acabou de transmitir os shows, praticamente os fás de Portugal, só tinham uma hipótese…Sport TV…mas não era para todas as carteiras…

    Não vou alongar-me mais Ricardo, e orgulhosamente sou um Peep !!!ah só para tu ficares todo doido…Já estive a beira do Christian hehehehehe!

    • Ricardo Silva - há 3 anos

      Oh yeaaaah! Eheh não acompanhei porque não é do meu tempo xD Mas sim, como é óbvio, já vi umas coisas que ele fez. Aquele elbow drop do Punk … original xD

      E aquele Barbed Wire Steal Cage entre JBL e Big Show? Também foi qualquer coisa, esse sim, original!

      Já tiveste à beira do Christian seu palhaçorro? Espero que não lhe tenhas mentido porque o number one peep Português sou eu! Temos que falar sobre isso um dia destes!

      Obrigado por seres daqueles que comenta regularmente :)

      • MR Perfection André Santos - há 3 anos

        Já tinha comentado com o Jorge, mando-te as fotos.Bem …quando digo estive a beira, foi no pavilhão Rosa Mota num combate contra abysm, onde eles “brindaram”o publico com um combate no nosso meio…de loucos!!!

      • Ricardo Silva - há 3 anos

        Pavilhão Rosa Mota… Não me acredito que ele teve aqui, mesmo à beirinha de casa! Enfim, período off-wrestling ainda fala mais alto.

        Depois manda-me isso para o face ou para o mail :)

  13. Miguel Carlos - há 3 anos

    Parabéns Ricardo. Gostei muito desta edição, já me convenceste :)

    • Ricardo Silva - há 3 anos

      Ainda bem Miguel, já valeu a pena o trabalho só por esse comentário :) espero que continue assim!

  14. JoãoRkNO - há 3 anos

    Artigo excelente Ricardo, gostei bastante da forma como contaste a tua “história”. E já agora, parabéns pela recompensa das 43 edições do LHPS, que 2014 traga mais artigos de qualidade.

    • Ricardo Silva - há 3 anos

      Obrigado João, achei que era a melhor forma de me dar a conhecer ao público.

      2014 vai ser rico em artigos de qualidade não só aqui no LHPS, mas noutros espaços deste site que tem uma panóplia de escritores talentosos :)

      • JoãoRkNO - há 3 anos

        Disso não tenho qualquer dúvidas, o WPT está cada vez mais recheado de excelentes artigos protagonizados por excelentes cronistas.

      • Ricardo Silva - há 3 anos

        Ora nem mais, falaste bem. A qualidade do site, que já era muito elevada, vai disparar ainda mais :)

  15. Diogo7 - há 3 anos

    Fantástico artigo, Ricardo. Parabéns pela entrada no WPT e que continues com esta qualidade no teu espaço.

  16. Bruno - há 3 anos

    belo artigo :)

  17. Gabriel - há 3 anos

    ”Eis que, desde o reinado de CM Punk, a WWE está prestes a ter outra vez um verdadeiro campeão.” Really? Tu considera um part-time que luta apenas em ppvs’s um verdadeiro campeão?

    • Ricardo Silva - há 3 anos

      Ah carago! Finalmente! Estava a ver que ninguém ia comentar esse meu apontamento final! Muito Obrigado Gabriel por speaking out! É desses comentários que eu gosto :)

      Ora, passando à resposta, provavelmente se te fosse explicar os motivos que me levam a considerar o Brock Lesnar o primeiro verdadeiro campeão desde o CM Punk, isto caso venha efetivamente a ganhar o título como espero que aconteça, acabava por fazer aqui um artigo. Tendo em conta que nós escritores, a dada altura, temos períodos de inspiração menos bons, vou guardar alguns deles para mim.

      Porém, não te quero deixar sem uma resposta. Já que fizeste a pergunta certa. Ao contrário do Rock, o Brock vai ter uma oportunidade pelo título depois de:
      1- ter estado envolvido numa grande rivalidade com o Triple H da qual saiu vencedor 2-1;
      2- ter estado envolvido na grande rivalidade Punk vs Heyman;
      3- ter protagonizado o combate do ano de 2013;
      4- estar em melhor forma física de que Rock e RVD juntos;
      5- ter ainda mais anos de carreira ao mais alto nível do que Rock e RVD juntos;
      6- ter estado envolvido numa rivalidade com Mark Henry da qual, em condições normais e em condições anormais, vai sair vencedor.
      7- ter combatido contra Cena, num combate que Lesnar perdeu e teve um final absolutamente ridículo. Mais um dos tesourinhos deprimentes do Cena.

      Ele não chegou cá e teve no seu primeiro combate uma oportunidade pelo WWE Title. Ele chegou cá e recuperou a sua forma física a 100%, de uma maneira que está tão bom ou se calhar ainda melhor – ou pode vir a estar ainda melhor – do que estava quando saiu.

      Espero que tenhas percebido o meu ponto de vista, polémico admito, mas baseado em factos :)

  18. Bad News Barrett - há 3 anos

    Nao concordo com a parte de um verdadeiro campeão desde o CM Punk!! Ou seja o Randy Orton nao é um verdadeiro campeão? com isso nao concordo em nada pois o Randy é de entre todos os superstars actualmene a tempo inteiro na wwe o melhor, na minha opiniao claro e se com a tua nao coincide so temos de nos respeitar mutuamente!

    Quanto ao artigo em si está excelente como sempre e já há algum tempo que os acompanhava no universo e sempre foi um espaço do qual gostei bastante e claro parabens por este grande passo e só tenho a dizer que vou continuar a acompanhar os teus artigos como sempre.

    Relativamente aos nomes que citaste destaco claramente o Edge e o Y2J que sao de outro mundo e claramente à imagem do teu top 5 estão no meu por tudo aquilo que fizeram e só lamento o Y2J nao ter tido uns reinados também como face para abrilhantar ainda mais a sua enorme carreira onde também ficou claramente a faltar uma vitoria no Royal Rumble e outro no money in the bank que ele inventou! Quanto ao Edge foi brilhante do primeiro ao ultimo minuto e so foi pena ter acabado tao cedo pelos motivos que se sabe.

    Relativamente ao Christian, ao Eddie e ao JBL todos eles foram, cada um à sua maneira enormes e parece-me claro que todos irao figurar no hall of famme mais tarde ou mais cedo mas ao contrário de Edge e Y2J ja nao os consigo colocar no meu top5 pois houve outros tres nomes cujas carreiras me marcaram para sempre e esses para mim sao o Stone Cold, o The Rock e o Randy Orton!

    • Ricardo Silva - há 3 anos

      Muito Obrigado por esse enorme comentário, disseste tudo :)

      Espero que efetivamente continues a comentar, porque destes são sempre bem-vindos.

      PS: acho que vais concordar um bocadinho mais comigo quando leres o meu comentário anterior quanto ao Brock Lesnar como resposta ao Gabriel.

  19. FAlmeida_10 - há 3 anos

    Excelente artigo Ricardo, e não sei se é impressão minha ou não, mas com o vosso salto para o WPT (já agora parabéns por isso) até a qualidade dos vossos artigos subiu.

    Tal como tu, também fiquei sem Wrestling quando o Raw cortou com a Sic Radical, contudo não foi tanto tempo. Ja que ficaste sem Wrestling tanto tempo, então perdeste a estreia e toda a história dos Nexus?

    Resta me desejar-te sorte no espaço e que mantenhas a qualidade deste!

  20. Ricardo Silva - há 3 anos

    Oh meu obrigado pelos elogios e espero que continues a ser daqueles que semana sim semana sim comenta o LHPS :)

    Sim, perdi toda a história dos Nexus, do início ao fim. Mas já tive tempo de ver e rever toda a história e os dirty little details como o caso do Bryan “engravatar” o Justin Roberts. Foi aí que vi que o miúdo era mais qualquer coisa xD

  21. Anónimo - há 3 anos

    por curiosidade onde arranjas os guiões das promos?

    • Ricardo Silva - há 3 anos

      Ah, finalmente alguém me faz a outra pergunta que eu queria que me fizessem xD Tava a ver que ninguém me ia pedir o guião que eu falei no texto, porra xD

      Encontrei basicamente inserindo no google uma ou outra frase do que eles dizem na promo, entre aspas. Isto quando não souberes ao certo a data do episódio. Se tiveres sorte, encontras em algum lado pelo menos essa frase ou a promo por inteiro, como foi caso desta. Que não foi fácil de encontrar.

  22. danielLP21 - há 3 anos

    Excelente. Absolutamente genial. Que grande “estreia” no Wrestling.PT!

    Sem me querer armar em bom (quem me “conhece”, sabe que não o faço, apesar de às vezes poder dar essa impressão), tenho uma coisa a dizer àqueles que, por vezes, me “pedem” para escrever um artigo ou para ter um espaço semanal neste site: epá, mas para quê? Acham mesmo que é necessário? Vejam bem o talento que há aqui… Incrível!

    Adorei os excertos que colocaste no artigo de “promos” épicas. Destaco, particularmente, a do CM Punk dirigida ao Undertaker.

    Sê bem-vindo e continua o excelente trabalho. Parabéns.

    PS: talvez um dia te diga porque é que fiquei f***** contigo por causa deste artigo. És um ladrão de ideias, e mais não digo xD

  23. Mario Magalhaes - há 3 anos

    Muito bem-vindo Ricardo ao time do Wrestling.PT, agora com o fim da “Brand Split” com o Universo :D

    Que grande artigo de estréia, é muito legal ver a trajetória de cada um de nós o ver o que fez nos tornar, fãs do wrestling. Eu por ser mais antigo e acompanhar a WWE a mais tempo sou filho da Attitude Era, mas isto prometo um dia contar com calma em alguma edição do Visão Brasileira. :D

    Abraços e que continues com teus excelentes artigos.

    • Ricardo Silva - há 3 anos

      Eheh isso mesmo Mario, agora estamos mesmo todos juntos.

      Fico à espera dessa edição do Visão Brasileira que promete ser muito interessante de se ler. Afinal de contas é por essa paixão pelo wrestling que hoje escrevemos aqui.

      Muito obrigado e conto com a tua opinião em cada artigo para continuar a melhorar :)

  24. Renato-R-Superstar - há 3 anos

    Bem, não há muito a dizer, simplesmente estou rendido ao teu esforço e bom trabalho, admiro-te por conseguires tornar um texto bastante longo (que normalmente se torna enfadonho) num texto bastante inteligente e que é bom de se ler, sinceramente se continuares assim ganhas aqui um fã e parabens per esta “performance” no teu debut ;)

    • Ricardo Silva - há 3 anos

      Renato, agora sim para ti, muito obrigado também por essas palavras. Não é propriamente a primeira vez que faço um texto longo, aliás é algo muito comum no LHPS, mas fico contente que este não tenha sido enfadonho. Espero que sejam todos assim :)

      Espero que continues a seguir este espaço e a comentar.

      • Renato-R-Superstar - há 3 anos

        Agora sim xD ora essa, eu é que tenho que agradecer por este artigo e pela amabilidade em teres o trabalho de me responder :D e podes crer que vou continuar a seguir…

  25. Ricardo Silva - há 3 anos

    Eu curvo-me perante tais palavras! Really, acabaste de dar uma prova de humildade enorme a quem “não te conhece” :)

    Obrigado por esse comentário tão positivo, que me deixa completamente deliciado. Irei tentar semana após semana continuar a aumentar ou, pelo menos, manter a qualidade dos artigos. Sei que posso contar contigo para me criticares quando tiver de ser, por isso deixo-te o meu agradecimento especial.

    PS: fico à espera desse dia. Vou ficar curioso até tu me contares xD

    • Renato-R-Superstar - há 3 anos

      De nada, acho que o bom trabalho deve ser elogiado para que as pessoas que o fazem tenham uma motivação para continuar a trabalhar arduamente :) e podes crer que vou estar atento aos teus proximos artigos ;)

      • danielLP21 - há 3 anos

        Não é por nada, mas acho que este comentário do Ricardo era dirigido a mim xD

      • Renato-R-Superstar - há 3 anos

        Peço desculpa então, não reparei…

      • Ricardo Silva - há 3 anos

        Tava com medo que isto fosse acontecer e aconteceu mesmo xD

        Não sei porquê mas a minha resposta não apareceu debaixo do comentário do Daniel e como comentaram pelo meio, ficou abaixo da do Renato. A resposta era mesmo para o Daniel, mas eu já te respondo mais pessoalmente Renato xD

  26. Silva177 - há 3 anos

    Os meus sinceros parabéns,os teus artigos fazem com que o tempo passe num instante!
    Espero pela proxima edição,espero que seja tão boa como este artigo!

    • Ricardo Silva - há 3 anos

      Muito Obrigado Silva, esse é dos melhores elogios que já me deram por aqui :)

      Vou tentar manter e, se possível, melhorar o nível de qualidade da próxima edição. Conto contigo para a próxima sexta-feira!

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador