Long Horn Peep Show #6 – Thrice in a Lifetime

A pouco mais de 48 horas do momento mais alto da época, sejam bem-vindos a uma edição especial da LongHorn Peep Show cujo tema será, no seguimento do que tem sido abordado semanalmente neste espaço, o mainevent da WrestleMania29: The Rock vs John Cena, pelo WWE Championship.

Com muitos de vocês prestes a fecharem a janela, digo-vos que esta será uma análise diferente de todas as outras que já leram. Não será escrita como “comentador profissional de wrestling”, porque essa já foi feita. Não será escrita para ridicularizar ou elogiar o combate, porque já está tudo dito. Será escrita como “um fã da modalidade” e para fãs da modalidade. Sem descuidar obviamente o profissionalismo e, claro, a realidade. Vamos a isso?

Começando pelo início, convém mencionar que esta rivalidade surgiu já há dois anos, quando The Rock custou o WWE Championship a Cena na WrestleMania27. Seguiu-se um ano em que a rivalidade entre os dois foi gradualmente construída e alimentada, tendo “Rocky” e Cena inclusive formado equipa para defrontar os Awesome Truth. Seguiram-se promos, concertos, ataques à traição, alguns ataques pessoais, ou seja, o esperado.

Embora os intervenientes sejam os mesmos, a história e o contexto são bem diferentes. Antes de mais, porque está em jogo o WWE Championship. E nesta rivalidade, “3 is a crowd” é uma expressão que assenta na perfeição. O título da WWE é algo que era completamente desnecessário para “justificar” este combate que tinha a melhor justificação possível: desforra. Até porque, por muito que não se queira ver outra vez o mesmo filme, a verdade é que esta desforra tinha de acontecer. Se não fosse agora, mais tarde seria. Só que mais tarde poderíamos não ter tanto The Rock como Cena no topo da sua forma, nem uma oportunidade de fazer tanto dinheiro como é esta. Assim se explica a inevitabilidade deste combate.

Infelizmente, The Rock fez aquilo que disse que ia a fazer e conquistou (desnecessariamente) o WWE Championship a CM Punk na Royal Rumble 2013, terminando o histórico reinado de 434 dias. Contudo, os oficiais da WWE não se ficaram por aí e na mesma noite outro pecado foi cometido, ao termos John Cena como vencedor da Royal Rumble de 2013. De novo, situação completamente evitável, uma vez que estamos a falar de um tal… “John Cena”. Provavelmente já ouviram este nome não? Sendo John Cena quem ele é, era completamente escusado ser o vencedor da Rumble para justificar a sua oportunidade pelo título da WWE.

Portanto, creio que podemos concordar que a história o combate deste dois na WM29 não é a melhor, pelo menos é certamente inferior à do ano anterior. E o contexto é igualmente inferior.

Se a caminho da WM28 vimos um John Cena bastante agressivo, mas que acreditava nas suas palavras (“So If Rock and Dwayne are the same person, I think you’re both are jackoffs”), constantemente afirmando que não respeitava The Rock e que Rock não se importaria caso a WWE fechasse porque poderia sempre “ser” Dwayne. The Rock obviamente não se ia ficar e foi respondendo no mesmo tom.

Este ano o contexto é diferente, mas para pior. The Rock ao longo do último ano conquistou o respeito de Cena por ter voltado para derrotar CM Punk e se tornar novamente WWE Champion, sem ter feito nada para merecer tal oportunidade, a não ser o facto de ser quem ele é: The Rock.

Mais curioso foi o facto de The Rock ter mudado o design do WWE Championship (que tinha sido concebido por Cena) não tenha sido interpretado como um insulto – Cena já garantiu que não o vai substituir – mas como uma fonte de motivação para a mudança e “redenção” que John Cena pretende obter ao vencer The Rock, se tornar (outra vez) WWE Champion e provar, a seus olhos, que é melhor do que The Rock.

Se algo que tornou “acompanhável” a rivalidade Cena vs Rock do ano passado foi a constante agressividade e insultos entre um e outro. Era engraçado ver The Rock meter a mulher de Cena ao barulho quando este andou entretido com Eve. O que não é engraçado é verificar como o John Cena deste ano nem sequer ataca The Rock com o facto de o WWE Champion marcar presença apenas intermitentemente. O que o respeito faz às pessoas…

You’re not getting redemption, you’re getting your ass kicked!

Já The Rock continua agressivo, mas num tom mais moderado e… mais aborrecido. Verdade seja dita, tal como Cena (mas esse já estamos habituados): os promos dele são a definição de tempo perdido. O que me deixa frustrado é saber que quando Cena quer, é capaz de produzir promos fantásticos, quase ao nível do melhor ao microfone que hoje em dia é inevitavelmente… CM Punk.

Mas o que dizer dos promos de The Rock? Aquele sobre os “crackheads” que encontrou ao longo da sua vida vai figurar certamente num daqueles vídeos do Youtube dos piores momentos de 2013.

O problema de The Rock ter vencido CM Punk é exatamente este: repetição. Tudo que The Rock faz é uma repetição. Desde que voltou na Rumble que os seus concertos deixaram de ser entusiasmantes, promos sempre construídos da mesma forma (à volta das suas cansativas catchphrases) e a mesma entrada ao mesmo tema. E a mesma frase na t-shirt – curioso como tanto se aplica igualmente a Cena. E o mesmo motivo: “the will of the People”. A sua capacidade para se reinventar foi zero (algo que me leva a questionar até que ponto ele é o “Great One”) e, francamente, cada vez que The Rock entra, não sinto eletricidade… Sinto náuseas.

Quanto ao combate em si, não esperem um Bret Hart vs Shawn Michaels. Nem sequer esperem um combate ao nível do Cena vs Punk que tivemos no Raw pela oportunidade na WM29, sendo surpreendidos com manobras que nunca pensávamos ver executadas (piledriver de Punk a Cena). Para este combate esperem melhorias comparativamente com o que vimos no ano passado e, por amor de Deus, rezem comigo para que aos 5 minutos eles já não tenham partido para os finishers.

Sejamos objetivos: John Cena é favorito à vitória.

Porque perdeu o combate anterior. Porque The Rock não deverá continuar muito mais tempo a segurar pelas pontas o WWE Championship. Porque esse será o mais provável motivo para que na WM30 tenhamos um Cena vs Rock parte 3. Sim, comecem já a preparam-se mentalmente para o facto de o prato principal da WrestleMania30 ser possivelmente um “Thrice in a Lifetime”.

No último Raw, de tudo que The Rock disse só se aproveitam umas palavras: “Its not going to be about passing the torch”. Este é, todavia, exatamente o desfecho que eu prevejo que vai suceder este ano: Cena vence Rock, Rock “passa o testemunho” ao único homem que, segundo ele, tem tanta paixão e dedicação pelo wrestling quanto o próprio Rock – claramente cada vez mais afetado pela falta de memória, já não chega ter de escrever no pulso para saber o que vai dizer, como também não se recorda do homem que enfrentou e efetivamente o derrotou na Rumble e na Elimination Chamber durante uns incríveis 18 segundos. E depois estão os dados lançados para um final showdown na WM30.

Agora a teoria do “Thrice in a Lifetime” voa imediatamente pela janela, caso se venha a verificar aquilo que qualquer adepto da WWE que se preze está desejoso por ver há muitos anos. São capazes de já terem ouvido falar em algo parecido com… HEEL TURN DE CENA!

Conforme foi noticiado aqui no wrestling.pt, os oficiais da WWE discutiram nos últimos dias (só o facto de terem discutido esta possibilidade já me entusiasma) um eventual heel turn de John Cena, que até conta com duas opções: uma Cena perde e no Raw seguinte revela-se como “chefe” dos Shield; outra Cena perde e culpa o WWE Universe por o ter traído quando mais precisava do apoio das bancadas. Voto na primeira. Simplesmente seria bombástico. Acreditem que era um dos momentos que ficava imediatamente imortalizado para a história da modalidade. Especialmente porque Shield + Cena (heel) seria uma combinação demasiado perfeita para não se vibrar só com a ideia.

Pensem nisso, Cena perde novamente… Não se consegue redimir… Não consegue ganhar a big one… O sentimento de “falhanço” volta a percorrer-lhe a alma… Não consegue derrotar The Rock! “His time” is over?

Na noite seguinte, The Rock faz a sua entrada fácil que dura uns cerca de 182 minutos nada aborrecidos, começa a gabar-se da sua grande vitória, até que se ouve: Sierra, Hotel, India, Echo, Lima, Delta… SHIELD!

O impensável parece estar prestes a acontecer ao vermos The Rock bem encaminhado para se tornar no homem que sozinho (!) consegue se bater contra os Shield… E eis que aparece do nada John Cena, aplica o F-U (hell yeah, F-U!) em Rock, pega no microfone e afirma que só lhe tem a dizer quatro simples palavras… E não, não são aquelas quatro que todos nós estamos fartos de ouvir! Essas quatro palavras são: “Justice… Has been served!”. E esta seria a conclusão épica do Raw a seguir à WM29.

Um fã pode sonhar certo?

Sobre o Autor

- Já escrevi no espaço “Long Horn Peep Show”. Atualmente publico notícias, sou moderador do chat e ajudo no que puder o WPT a ficar cada vez melhor.

9 Comentários

  1. Sin Nick - há 4 anos

    Claro que um fá pode sonhar e esse final de historia (ou inicio) seria lindo. O problema e que sonhando alto acaba inevitavelmente com as expectativas altas e acaba se desiludindo com o resultado final.

  2. danielLP21 - há 4 anos

    Pode sim! Mesmo eu, que acho que os Shield não precisam de um líder porque estão perfeitos como têm sido até agora, ficaria em êxtase caso esses últimos parágrafos se concretizassem. Chegava e sobrava para me “calarem”.

    Só há um problema: é que eu não acredito em nada disso lol
    However, qualquer um tem o direito a sonhar, por isso, quem o quiser fazer, força! Que tenham razão e que me atirem isso à cara, porque eu não me vou importar de certeza…

    Por último, gostava de dizer que o title belt anterior era muito mais bonito que o actual. MUITO mais bonito…

  3. GJD - há 4 anos

    Essa feud a wwe mostrou muita burrice : Já era programada dese a Mania passada , por que deram um monte de vitórias ao Cena ? E depois ele faz uma promo falando que foi o ano mais difícil da vida dele. Se era para o Cena chegar por baixo dava uma derrota do Cena para o Lesnar , foi o responsável pela demissão do Laurinaitis , na minha opinião seria mais útil a feud Rock vs Cena se a match que demitiu o Laurinaitis fosse : Team Vince vs Team Laurinaitis, depois disso Cena vence o Mitb, poderia ter um cash in surpreso na Mania se outro vencesse, poderia ter dado a mitb para o Jericho na hora que ele fosse fazer o cash in , a match começa aparece Ziggler e ataca Jericho, com todas essas derrotas e mais se tivesse uma derrota no Royal , ai a feud Cena vs Rock acho que seria mais interessante

  4. MicaelDuarte - há 4 anos

    “Cena perde novamente… Não se consegue redimir… Não consegue ganhar a big one… O sentimento de “falhanço” volta a percorrer-lhe a alma… Não consegue derrotar The Rock! “His time” is over?

    Na noite seguinte, The Rock faz a sua entrada fácil que dura uns cerca de 182 minutos nada aborrecidos, começa a gabar-se da sua grande vitória, até que se ouve: Sierra, Hotel, India, Echo, Lima, Delta… SHIELD!

    O impensável parece estar prestes a acontecer ao vermos The Rock bem encaminhado para se tornar no homem que sozinho (!) consegue se bater contra os Shield… E eis que aparece do nada John Cena, aplica o F-U (hell yeah, F-U!) em Rock, pega no microfone e afirma que só lhe tem a dizer quatro simples palavras… E não, não são aquelas quatro que todos nós estamos fartos de ouvir! Essas quatro palavras são: “Justice… Has been served!”.”

    Gostei da ideia. Rezem todos para que algo assim aconteça! Seria muitaa bom! :D

  5. Jorge Silva - há 4 anos

    Ou podia dizer “Believe in the Shield”.São 4 palavras.

  6. Duarte Cena 11 X - há 4 anos

    Claro que se pode sonhar, mas dos sonhos á realidade vai uma grande distância!
    Isso seria épico dos momentos mais marcantes da história então se o raw acabasse assim era épico! Mas como disse dos sonhos á realidade vai uma grande distância e isso parece-me impossivel, mas…..

  7. mandathai - há 4 anos

    Isso seria o ideal. Mas eu já me contentava com o também bom heel turn do Rock e ser ele o lider dos Shield. Até porque assim dava para justificar ele só aparecer de vez em quando e o Shield tomavam conta dos assuntos dele na sua ausência. E como ele é part-time era mais uma razão para ser odiado… eheh

  8. MR Perfection André Santos - há 4 anos

    Gostei do artigo parabéns!

    Mas deixo já a minha sugestão para a Wrestlemania:

    “Acaba o combate entre CMJ Punk e Undertaker , Punk bate astreak e o publico canta …CM Punk…CM Punk…” e termina a Westlemania em grande o publico sai do METStadium e Rock e Cena ficam os dois a lutarem um contra o outro num combate épico mas só na cabecinha de Vince”

    Ou seja se confirmar OUTRA VEZ Rock vs Cena , tenho aqui a imagem do novo recinto das wrestlemania 30 e acho que não vai encher… :)

    http://forum.autohoje.com/off-topic/98016-nem-so-o-futebol-morre-com-o-estrela-da-amadora.html

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador