Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Candidata-te!

Neutralizer #1 – Curtis Axel

Olá a todos primeiro gostaria de me apresentar, o meu nome é Miguel Silva e serei o novo escritor aqui do Universo Wrestling. A minha crónica tem o nome de Neutralizer em homenagem ao grande wrestler que está a ser muito desaproveitado no momento: Antonio Cesaro.

Nesta 1ª edição, resolvi falar de um tema actual. Pois é, o mais recente “Paul Heyman Guy”: Curtis Axel.

Ora bem para quem não sabe Curtis Axel é um superstar de 3ª geração e nada mais, nada menos que filho do já falecido e WWE Hall of Famer: Mr.Perfect Curt Hennig. Mas a linhagem deste superstar não fica só por aí, não fosse ele neto de Larry “The Axe” Hennig. Portanto, já dá para perceber de onde vem o seu “ring name”.

O antigo Michael McGillicutty, na realidade chama-se Joe Hennig e na minha opinião a razão para não ter permanecido no main roster desde a sua estreia com os Nexus foi a sua falta de carisma. Ao contrário do seu pai e do seu avô, Curtis Axel tem um pouco falta de carisma e como toda a gente sabe para se brilhar dentro da WWE é preciso ter muito carisma.

A primeira vez que vimos Joe Hennig foi na indução do seu pai no Hall of Fame. Depois entrou na FCW, onde trabalhou com o seu nome real mas depressa mudou para o nome pelo qual todos nós o conhecíamos até à semana passada: Michael McGillicutty. Ficou em 2.º lugar na 2ª temporada da NXT, apenas sendo vencido por Kaval.

Começamos a conhecê-lo melhor tal como já falei, com a sua passagem nos Nexus, onde não se destacou muito. Posteriormente, entrou nos New Nexus onde também não teve muito destaque mas teve uma pequena oputunidade ao vencer os WWE Tag Team Championship com David Otunga. A partir daí praticamente que não o vimos mais nos programas principais da WWE apenas no NXT e no Superstars.

Antes da semana passado, Curtis Axel ajudou The Rock a treinar para o seu combate na Royal Rumble e Triple H no seu combate para a Wrestlemania, pelo que podemos presumir que é um tipo sem problemas nos bastidores.

Curtis Axel fez a sua estreia com nova gimmick na semana passada sendo apresentado como o 3º “Paul Heyman Guy”. Confesso que quando o Paul Heyman anunciou que apresentaria o seu novo cliente no RAW, eu estava à espera de um Rob Van Dam ou de um Batista, enfim de uma lenda. Por isso fiquei um pouco desiludido ao ver Curtis Axel aparecer mas depressa percebi que a WWE fez uma grande escolha. Para quê ir buscar uma lenda na meia idade com metade do fôlego, quando se pode criar uma lenda. Pois, aí é que está: Curtis Axel tem tudo para brilhar dentro da WWE. É um grande lutador com ring skills fantásticas e na questão de carisma, pode melhorar principalmente como um dos melhores managers de sempre ao seu lado, nada mais, nada menos do que Paul Heyman. O que é que significa ter Paul Heyman como manager? Basta pensar num nome: Brock Lesnar. Uma das grandes razões porque este senhor está onde está é Paul Heyman.

Só numa pequena alínea devo dizer que acho o finisher de Curtis Axel no mínimo original, apesar de não ter mudado desde Michael McGillicutty.

Na semana passada, a estreia de Curtis Axel foi o momento do RAW e talvez da semana. Quantos superstars podem dizer que tiveram a sua estreia no main event do RAW e contra quem foi: “The Game” Triple H. Já para não falar que neste RAW, Curtis Axel mais uma vez esteve no main event e desta vez contra o Campeão actual da WWE John Cena. Querem melhor “début” do que este?? Só mesmo o Fan…dan…go na Wrestlemania! Além disso Curtis não só esteve no main event de 2 RAW consecutivos, como tecnicamente venceu os combates. A vitória contra Triple H não foi a anunciada, mas eu penso que foi uma vitória, nem que não fosse por KO. Portanto, Curtis Axel em 2 semanas conta com 3 vitórias: uma contra Sin Cara e as outras 2 contra dois main eventers consolidados dentro da WWE! Isto sim é forma de fazer impacto dentro da WWE! É claro que o combate contra Triple H não serviu para consolidar ninguém, foi apenas uma forma de Triple H ficar de fora da TV durante algum tempo, mas para todos os efeitos, Curtis Axel no seu primeiro combate venceu Triple H.

É por isso que eu acho que Curtis Axel tem tudo para ser um grande superstar e um grande main eventer. Agora eu peço para por favor à WWE, para não por o rapaz já em rivalidades pelos títulos mundiais: não façam o mesmo que fizeram com o Ryback. Acredito que Curtis Axel terá uma oportunidade por um título secundário não muito tarde, não se admirem se virem Curtis como campeão Intercontinental ainda este ano.

A WWE está a dar uma grande oportunidade a este superstar e todos esperamos que ele a aproveite e eu acredito que isso irá acontecer.

Não há muito mais para dizer, pois ainda não vimos muito deste superstar com esta nova gimmick, para já deixo-vos com o combate em que Curtis venceu o que foi para já, o seu único título na WWE. Um combate com muita confusão à mistura, mas que dá para relembrar os bons tempos dos Nexus, ou melhor dos New Nexus.

WWE Tag Team Championship: Michael McGillicutty and David Otung (New Nexus) vs Big Show and Kane:

Desejo uma boa semana a todos e até ao próximo artigo!

Sobre o Autor

14 Comentários

  1. MR Perfection André Santos - há 4 anos

    Dou-te as Boas Vindas Miguel ao mundo Universo!

    Parabéns pelo teu artigo, esta muito bem escrito.Curtis Axel é neste momento o meu lutador favorito, porque?(basta ler o meu nick para veres que o meu lutador favorito é MR Perfect)Acho quer Curtis é um prodigio e também não quero ve-lo já a lutar pelos titulos principais, sim gostava de ve-lo a ter um reinado muito bom como Intercontinental Champion, tal como o seu pai.

    Parabéns Miguel!Já agora se quiseres ler o meu artigo o Vintage…força!

    • Miguel Silva - há 4 anos

      Obrigado por leres. O Intercontinental Championship era o título perfeito para ele: seguia os passos do pai e além disso o US Championhip está muito bem no Dean Ambrose enquanto que o Wade Barrett (por muito que goste dele) está estagnado neste reinado, não que seja culpa dele, mas a WWE a única coisa que fez com o Barrett ultimamente fo mudar a múscica e parece entrar em rivalidade com o Miz e o Fandango!

  2. Duarte_WWE - há 4 anos

    Bom artigo para começar miguel, desejo-te boa sorte para os teus artigos aqui no universo, e se gostas de momentos vintage, é obrigatorio leres o artigo do andré xD

  3. wrestlingiscool - há 4 anos

    Excelente artigo. Concordo que Paul Heyman foi o melhor q podiam fazer ao curtis e tambem espero q ele ganhe um titulo secundario em breve.

    • Miguel Silva - há 4 anos

      Obrigado. Sim, o Paul Heyman é um manager fantástico e o Curtis Axel só vai benificiar com ele.

  4. danielLP21 - há 4 anos

    Mete pena ver quem foi o extraordinário parceiro de equipa do Curtis Axel quando este foi Campeão de Tag Team…

    Bom artigo de estreia Miguel. Continua assim.

    • Miguel Silva - há 4 anos

      Realmente, o que estão a fazer com o David Otunga não se faz a ninguém. Parece que agora só o querem para as ações de caridade ou para fazer uma personagem figurante num filme qualquer.

      Obrigado e ainda bem que gostaste!

      • José Sousa - há 4 anos

        Miguel O Daniel não acha o Otunga extraordinário! Ele estava a ser irónico quando o chamou de Extraordinário.

      • Miguel Silva - há 4 anos

        Não entendi isso. Peço desculpa mas continuo a não achar bem o que estão a fazer com ele. Se a WWE que é uma empresa de wrestling não quer o Otunga para ser wrestler então que o despeça em vez dos talentos do NXT. Agora só usá-lo para evenyos de caridade e filmes não acho bem. Para isso ele que deixe de ser wrestler e que passe a ser relações públicas ou outra função do género.

      • Miguel Silva - há 4 anos

        *eventos

      • José Sousa - há 4 anos

        Acredita que sim o Daniel não gosta do Otunga. Já debatemos muitas vezes no meu artigo e em chats e ele não gosta nada dele como wrestler. Eu compreendo a tua perspectiva mas ele não é bom wrestler, tem mic skills razoáveis mas só isso não basta

  5. Miguel Silva - há 4 anos

    Eu também compreendo que ele ainda não fez nada de impressionante e por este andar também não o irá fazer. Também concordo contigo quando dizes que as mic skills não passam dos razoáveis mas eu também não queria que ele fosse um main eventer ou que tivesse muito destaque, simplesmente acho que ele devia aparecer mais vezes na TV nem que fosse um jobber. É que eles usam-no nos eventos de caridade supostamente como uma estrela da WWE; como uma pessoa que as crianças vêm na TV e isso não acontece há imenso tempo!

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador