Neutralizer #3 – Daddy’s Honor

Sejam bem-vindos a mais uma edição do Neutralizer. Antes de mais, gostaria de agradecer a todos o feedback que deram ao meu artigo na semana passada.

No artigo de hoje, devido à ainda recente estreia de Curtis Axel e uma estreia que esperemos que esteja muito próxima de Bray Wyatt, resolvi falar da linhagem de alguns dos nossos superstars preferidos (e não só).

THE ROCK

Ora para abrir as hostilidades, resolvi começar pelo “People`s Champion” e superstar de 3ª geração: Dwayne “The Rock” Johnson. The Rock é filho de Rocky Johnson que teve um trajeto no wrestling bastante positivo onde o ponto de maior destaque foi ser o primeiro campeão de Tag Team negro com Tony Atlas da história da WWF. Apesar disso, a grande inspiração de The Rock é o seu avô: Peter Maivia, daí a origem do primeiro nome de The Rock na WWF: Rocky Maivia.

The Rock é campeão da WWE por 7 vezes, o homem que pôs fim ao “Kiss My Ass Club” e é reconhecido como a cara de uma era e um dos maiores superstars de sempre.

Para além disso, Rock é um ator bastante conhecido mundialmente e faz muito sucesso com os seus filmes de acção. Neste momento, faz algumas aparições na WWE apenas para combates importantes e por isso é bastante criticado. Todo o combate actualmente em que The Rock está envolvido é o main event e isso irrita muita gente (incluindo a mim, mas isso já é outra história).

RANDY ORTON

Do “People`s Champion” para o “Legend Killer”. Randy Orton também superstar de 3ª geração, é filho do “Cowboy” Bob Orton e neto de Bob Orton Sr., que foi um dos aperfeiçoadores e pioneiros do Piledriver. Randy Orton induziu o seu pai no WWE Hall of Fame de 2005.

Com um talento no ringue e carisma inegáveis, Randy Orton conquistou o WWE Universe desde cedo, inclusive tornando-se o campeão do Mundo mais novo de sempre, conquistando o título com apenas 24 anos.

Ex-membro da Rated-RKO e dos Legacy, Orton tem uma capacidade de fazer um papel “heel” incrível, tão incrível que quando a sua personagem é “face”, todos os “smarks” partilham da mesma opinião que ele tem de fazer o “turn” urgentemente.

Vencedor da Royal Rumble 2009, Orton é três vezes WHC e seis vezes campeão da WWE.

CURTIS AXEL

Ora aqui está um dos impulsionadores deste artigo, Curtis tal como Randy e The Rock, também é um superstar de 3ª geração. Filho do WWE Hall of Famer “Mr.Perfect” Curt Hennig e neto de Larry “The Axe” Hennig, este superstar tem um talento enorme no ringue, apenas pecando no carisma e nas mic skills, mas para isso é que está lá o Paul Heyman. Não me vou alongar muito sobre este superstar, até porque já fiz um artigo sobre ele. Podem lê-lo aqui: http://wrestling.pt/neutralizer-1-curtis-axel

TAMINA SNUKA

Sarona Reiher, 35 anos, filha do lendário e WWE Hall of Fame Jimmy “Superfly” Snuka, o grande pioneiro do estilo “highflyer”. O lendário finisher “Superfly” foi adotado pela sua filha e posteriormente pelos seus sobrinhos: The Usos. Jimmy foi o primeiro campeão da ECW, tendo conquistado o título em 1992.

Com os Usos, Tamina teve uma tag team chamada “Família Anoa’i”.

Com bastante talento dentro do ringue e promos aceitáveis, Tamina tem tudo para ser um Diva com destaque dentro da WWE mas infelizmente isso não acontece. Há uns tempos teve um “push” e uma rivalidade com Kaitlyn cujo fim foi um pouco estranho.

Dadas as notícias recentes, parece que se lesionou num combate no Superstars.

THE USOS

Filhos do carismático Rikishi, Jimmy and Jey: The Usos são uma das tag teams com maior talento actualmente na WWE. Os gémeos têm muitas semelhanças com o pai e frequentemente usam alguns movimentos do move set de Rikishi.

A linhagem dos gémeos não fica por aqui não fossem eles sobrinhos dos Wild Samoans, sendo uma equipa de “Wild Samoans modernos”. Além disso, o irmão do seu pai: o falecido Eddie Fatu foi bastante conhecido na sua passagem na WWE com o nome de Umaga.

Apesar do carisma e capacidades no ringue, nunca venceram um título dentro da WWE, sendo muitas vezes usados para “jobbar” com equipas maiores.

Contudo, tudo pode estar perto de mudar devido aos recentes boatos de que estes possivelmente sofrerão um “push” que os ponha na rota dos títulos de tag team que estão actualmente na posse dos The Shield: Seth Rollins e Roman Reigns.

REY MYSTERIO

Óscar Gutiérrez Rubio, mais conhecido como Rey Mysterio. O 2 vezes WHC, 3 vezes WWE Cruiseweight Champion e uma vez Campeão da WWE e o 21º Triple Crowd Champion, conquistou o WWE Universe com o seu estilo highflyer e as manobras espectaculares que consegue protagonizar em ringue.

Rey foi treinado pelo seu tio: Rey Mysterio Sr, um conhecido wrestler e treinador mexicano.

O carisma e as ring skills em Rey Mysterio são inegáveis e algumas das suas rivalidades inesquecíveis, como por exemplo a rivalidade com Eddie Guerrero numa altura em que ambos era campeões de Tag Team. Para além disso, Rey foi vencedor da Royal Rumble de 2006 e dedicou essa vitória ao naquela altura, recentemente falecido Eddie Guerrero.

Rey nesta altura está de fora devido a lesão e a sua carreira parece estar próxima de chegar ao fim, apenas tenho pena que este não tivesse tido mais “Golden Moments” dentro da WWE.

Com certeza Rey Mysterio por toda a sua dedicação e entrega à WWE, merece estar no Hall of Fame um dia.

CHAVO GUERRERO

Superstar de 3ª geração, Chavo Guerrero é um dos membros de uma das famílias mais famosas do wrestling mundial: Los Guerreros. O seu avô, Gory Guerrero, que fez a sua estreia como wrestler a 15 de Setembro de 1937, foi dos mais famosos wrestlers do México.

A ligação que talvez seja a mais conhecida da família de Chavo é o já falecido e WWE Hall of Famer Eddie Guerrero. Junto com Eddie, Chavo formou uma equipa chamada Los Guerreros, e chegaram a vencer o WWE Tag Team Championship.

Chavo trabalhou para as maiores empresas do wrestling mundial como WCW, a WWE onde foi uma vez campeão mundial, ao vencer o ECW Championhip, e actualmente trabalha na TNA, onde no Slammiversary perdeu o título de Tag Team que vinha a defender com Hernandez.

Na sua família incluem-se ainda nomes como o seu pai: Chavo Guerrero Sr., também conhecido como Chavo Classic, Hector Guerrero e Enrique Llanes.

EDDIE GUERRERO

O “Latino Heat” Eddie Guerrero, com certeza um dos superstars que mais deixou saudades nos corações dos fãs de wrestling.

“I lie! I cheat! I steal!” foi uma das frases mais conhecidas alguma vez ditas por Eddie. A sua linhagem passa pelo seu pai: o lendário Gory Guerrero, e pelo seu tio Hector. Para além disso foi tio de Chavo Guerrero, que foi a pessoa que o encontrou morto num quarto de hotel.

Com um talento incrível, Eddie conquistava tudo o que era fã de wrestling, fosse como heel, fosse como face. O lema de Eddie era “Cheat to win!”.

Alianças com Chavo Guerrero, Chyna, Chris Benoit, Tajiri e Rey Mysterio assim como rivalidades com Brock Lesnar, JBL e Edge ficaram marcadas nos pensamentos de muita gente.

Eddie foi o primeiro campeão dos Estados Unidos da história da WWE, mas o seu maior feito foi mesmo tornar-se WWE Champion ao vencer Brock Lesnar no No Way Out de 2004.

O seu último combate aconteceu a 1 de novembro de 2005, deixando muitas saudades, até porque estava escalado para vencer o título Mundial na semana seguinte.

Morreu a 13 de Novembro de 2005 devido a uma recaída nas drogas que tomara anos atrás. Na altura da sua morte, foi homenageado em vários shows de wrestling um pouco por todo o mundo. Sem dúvida um grande “performer” que cativava muita gente.

Viva la Raza!!!

RAQUEL DIAZ (SHAUL GUERRERO)

Filha de Eddie e Vickie Guerrero, também é cantora e assinou com a WWE em 2010 trabalhando nos territórios de desenvolvimento, onde na FCW chegou a ser “Queen of FCW” antes do título ser desativado, o que fez dela a última campeã com um reinado com um total de 119 dias.

Teve uma breve passagem pela NXT, onde todas as lutadoras que vencia, escrevia-lhes: “Loser” no corpo.

Pediu a liberação do seu contrato e a sua saída da WWE oficial foi em 30 de setembro de 2012. Não acredito que venha a ter uma carreira no wrestling.

NATALYA

Um exemplo perfeito de uma wrestler com talento muito mal aproveitada. Natalya Neidhart é sobrinha do WWE Hall of Famer: “The best there is, the best there was and the best there ever will be” Bret “The Hitman” Hart e filha de Jim Neidhart. Bret e o seu pai foram duas vezes WWE Tag Team Champions.

Com um currículo e um treino invejável, é uma das Divas com mais talento actualmente na WWE, pena que não seja aproveitada, e que apenas seja utilizada como “jobber” ou como acompanhante de Khali e de Hornswoggle. É um crime pôr uma lutadora tão talentosa como Natalya ao pé daqueles dois.

DAVID HART SMITH

E cá vem outro da família Hart. David Hart Smith na minha opinião tinha tudo para bilhar na WWE com ring skills fantásticas, mas durante a sua passagem pela empresa foi bastante desaproveitado.

David Hart Smith, na realidade chama-se Harry Smith e é filho do grande “The British Bulldog” David Boy Smith e sobrinho de Bret Hart. O seu pai chegou a treiná-lo no início da sua carreira, inclusive antes da sua morte, tinha vindo a realizar combates de Tag Team com o filho.

CODY RHODES

Filho do lendário, carismático e WWE Hall of Famer “The American Dream” Dusty Rhodes e meio-irmão de Goldust, Cody é um lutador cheio de carisma e que devia ser melhor aproveitado pela WWE. Atualmente, nem sequer tem uma “feud” definida, sendo que apenas faz o papel de amigo de Damien Sandow que é constantemente “squashado”.

Cody teve como maior momento da carreira o facto de ter pertencido aos “Legacy”, um grupo liderado por Randy Orton, e do qual apenas faziam parte lutadores de 2ª ou 3ª geração. Ted DiBiase foi o outro membro deste grupo que deixou memórias nos fãs da WWE.

Cody Rhodes foi o mentor no NXT da mais recente aposta da WWE a subir ao main roster do qual já irei falar mais abaixo, Husky Harris (também conhecido como Bray Wyatt).

Uma das suas personagens mais marcantes foi “Dashing Cody Rhodes” em que este dava dicas de higiene e usava uma máscara protectora.

Em 2012, Cody Rhodes foi Intercontinental Champion e foi o grande responsável pela devolução da credibilidade ao título. Para além disso, é um dos superstars, que na minha opinião, já está mais do que pronto para vencer uma mala Money in the Bank.

TED DIBIASE JR.

O último membro dos Legacy que ainda não referi. Filho do extraordinário heel, WWE Hall of Famer, “The Million Dollar Man” Ted DiBiase. “Tal pai, tal filho” foi um provérbio que se chegou a adequar numa altura da carreira de Ted DiBiase Jr., digo isto pois a gimmick de milionário do seu pai, foi usada pelo seu filho, chegando este último a usar o “Million Dollar Championhip”.

Mais um exemplo de lutador que não é aproveitado pelo WWE. Não o vemos na televisão quase há um ano e correm rumores que a sua saída da WWE está próxima. Uma pena…

RICHIE STEAMBOAT

Ricky “The Dragon” Steamboat é o seu pai. Este foi considerado um dos lutadores mais perfeitos de todos os tempos e trabalhou nas mais importantes empresas de wrestling profissional como a WWE, a WCW e depois da sua “reforma” como wrestler, chegou a fazer algumas aparições na TNA.

O seu filho Richie Steamboat quer seguir as pisadas do pai, mas por enquanto ainda não há muito a destacar, apenas a sua passagem pela FCW, onde venceu o título mundial e o título de equipas com Seth Rollins.

Para já está no NXT, mas está parado devido a lesão e os rumores indicam que só daqui a vários meses é que poderá voltar a combater.

IRMÃOS ROTUNDA (BO DALLAS E BRAY WYATT)

Lutadores de 3ª geração, o avô é Blackjack Mulligan e o pai Mike Rotunda. Para além disso, os seus tios Kendall e Barry Windham também eram lutadores profissionais.

Bo Dallas

Taylor Michael Rotunda é o corrente NXT Champion, tendo ganho o título ao derrotar Big E Langston num episódio do NXT.

Assinou pela WWE em 2008, tendo estado nos territórios de desenvolvimento e posteriormente no NXT, durante quase todo o seu percurso com a companhia.

Fez a sua estreia no “main roster” na Royal Rumble 2013, através da vitória num torneio realizado no Fan Axxess. Na Rumble teve uma boa prestação e onde foi eliminado pelo Intercontinental Champion Wade Barrett.

Bray Wyatt

A estreia que, se todos forem como eu, estão completamente ansiosos por ver, Bray Wyatt e a Wyatt Family no “main roster” da WWE.

Bray assinou contrato com a WWE em 2009 e esteve nos territórios de desenvolvimento por apenas um ano, visto que em 2010 fez a sua estreia como concorrente da segunda temporada do NXT, com o nome de Husky Harris.

Mas o maior destaque da sua carreira foi mesmo com os Nexus, liderados por Wade Barrett e posteriormente com os New Nexus, liderados por CM Punk.

Após esta stable, foi “reenviado” para a FCW.

Em 2012, fez a sua estreia como Bray Wyatt, o líder da Wyatt Family, “família” essa que está bastante próxima de estrear no RAW e sobre essa estreia só penso numa palavra para a descrever: “AWESOME”. Eu penso isto porque eu acho a gimmick da Wyatt Family absolutamente genial e além disso é uma inovação dentro da WWE.

Para aqueles que apenas conhecem a sua gimmick antiga de Husky Harris, vão ficar completamente surpreendidos com esta estreia. A presonagem de Husky não tinha nada que ver com a pessoa, contudo a persondagem de Bray Wyatt tem muita coisa parecida com a pessoa que está por baixo da “máscara”. Isto é o que a WWE deve fazer mais, conseguir ouvir de alguma forma, a opinião dos seus lutadores sobre as personagens que vão interpretar. Com certeza que os resultados irão ser melhores.

“They are coming!”

“O melhor guarda-se para o fim.” Uma frase bastante usada nos dias quotidianos e também no wrestling visto que o combate principal é sempre o último. Não sei se vamos poder aplicar esta frase aos últimos dois casos que se seguem, mas vamos a isso:

BROOKE HOGAN

Nunca entendi a entrada dela na TNA sinceramente. Ok, não teve sucesso nas outras áreas e lembrou-se que o pai era uma lenda no wrestling profissional e resolveu experimentar, é a única razão lógica que encontro para isto.

Metida numa storyline com Bully Ray, a TNA ao menos podia tê-la posto a fazer o que toda a gente desejava: a trair o papá. Mas não…Foi um dos momentos que mais me irritou no Slammiversary sinceramente. Isso e aparecer no combate pois ninguém percebeu o objectivo. Mas depois do último iMPACT, o “turn” parece estar cada vez mais próximo.

Eu sobre esta nem vou falar mais, apenas digo: HEEL TURN, HEEL TURN, HEEL TURN e mais nada!

GARRETT BISCHOFF

Filho de Eric Bischoff, o talento neste superstar é mais do que visível. Esperem lá…o que é que está mal nesta frase? Ah pois, é a parte do talento!

A sua estreia como wrestler não veio beneficiar em nada a TNA, que na altura estava na pior altura da sua existência, e penso que este apenas entrou na TNA devido a uma “cunha” metida pelo seu pai Eric Bischoff, que adora controlar tudo e todos para seu grande benefício.

Outra coisa que não percebi foi a entrada de Garrett e Wes Brisco nos Aces & Eights. Sinceramente, eu acho que estes 2 “marmelos” não faziam lá falta nenhuma. No Slammiversary irritou-me profundamente, o facto de termos visto homens como Jeff Hardy, Samoa Joe, Magnus e Mr. Anderson, todos eles com talento acima da média, envolvidos num combate com estes 2 “caramelos”. Principalmente tenho mais pena do Anderson pois quem estivesse a ver TNA pela primeira vez e o visse envolvido com aqueles dois, até podia pensar que não tinham mais nada de interessante para fazer com ele.

Basicamente é esta a minha opinião sobre este “excelente” wrestler que nos assombra os iMPACT´s e os PPV.

Como o artigo já vai longo, não vou estar aqui a fazer a antevisão do Payback, mas deixo em baixo a minha lista de potenciais vencedores no PPV:

– John Cena (c) vs Ryback (3 Stages of Heel – WWE Championship): John Cena
– Dolph Ziggler (c) vs Alberto del Rio (World Heavyweight Championhip): Dolph Ziggler
– Chris Jericho vs CM Punk: CM Punk
– Wade Barrett (c) vs The Miz vs Curtis Axel (IC Championship): Curtis Axel
– The Shield – Roman Reigns e Seth Rollins (c) vs Daniel Bryan e Randy Orton (Tag Team Championhip): The Shield
– Dean Ambrose (c) vs Kane – US Championhip: Dean Ambrose
– Kaitlyn (c) vs AJ (Divas Championhip): AJ
– Sheamus vs Damien Sandow: Sheamus

Por hoje é tudo, boa semana, bom Payback e até ao próximo artigo.

Sobre o Autor

43 Comentários

  1. MR Perfection André Santos - há 3 anos

    Miguel bom artigo!

    Olha já apreendi muita coisa com o teu artigo, não sou nenhum expert na materia do wrestling mas considero bastante culto pois já tenho 31 anos e sigo wrestling há muito tempo.
    Não sabia que Bo Dallas e Wyatt são filhos do mitico “IRS”, a Tamina já tem 35 anos?o tempo começa a passar e o push também…
    De todos o que devia de estar ainda na WWE era D.H Smith, com Tyson Kid até era agradavél verem a lutar.

    Até ao proximo Neutralizer!

    • Miguel Silva - há 3 anos

      Obrigado André. Fico feliz que tenhas gostado e que tenhas aprendido coisas novas.
      Eu também gostava de ver a Hart Dynasty. O David Hart Smith tinha tudo para ser um grande wrestler, mas a WWE desaproveitou-o muito.

  2. wrestlingiscool - há 3 anos

    bom artigo miguel,
    the rock – eu gostava imenso dele há 10,15 anos atras. desde o seu regresso e so mesmo para o main event…enfim…quando devem elevar jovens poe o rock no ME
    randy orton – heel turn pls e depressa.
    curtis axel – estamos a olhar para o novo campeao intercontinental
    tamina – devia ser melhor aproveitada
    the usos – um push era bem vindo e parece k vai acontecer
    rey mysterio – ja esta na idade da reforma mas talvez o melhor highflyer de sempre.
    chavo guerrero – nao gosto nada dele.
    eddie guerrero – morreu muito cedo. um wrestler incrivel.
    shaul guerrero – nao tem futuro no wrestling penso eu.
    natalya – mt mal aproveitada
    david h. smith – outro mt mal aproveitado. demasiado mal…
    cody rhodes – tem talento e devia ganhar o mitb
    ted dibiase – a wwe nao o aproveita em nada. que o una a alguem e que ao menos faça uma tag team para dar alguma coisa para fazer ao homem
    richie steamboat – nao vi mt dele
    bo dallas – ja gostei mais dele
    bray wyatt – they are coming e so isso que tenho para dizer. vai ser uma estreia epica
    brooke hogan – ela que se dedique a pesca
    garrett bischoff – outro que se dedique a pesca. wrestling nao é mesmo para ele.

  3. Abyss - há 3 anos

    Mais um excelente artigo, certamente que este espaço do “Neutralizer” tornou-se o melhor aqui no UW na minha opinião. Não sabia é que o Boo e o Wyatt eram irmãos, sempre a aprender neste espaço!

  4. Duarte_WWE - há 3 anos

    Grande artigo Miguel, parabéns, nota-se que percebes muito disto!
    Gostei muito de ler a história de todas as pessoas que falaste, havia alguns lutadores que referiste que não conhecia a sua história, como por exemplo o bo dallas ser irmão do bray wyatt, sempre a aprender!
    We´re coming xD
    Continua com o bom trabalho, até para a semana!

    • Miguel Silva - há 3 anos

      Obrigado Duarte, pois parece que muita gente não sabia da ligação familiar entre o Bo e o Bray.

      • kkkkkkkkk - há 3 anos

        sou mais um que tambem nao sabia!

  5. danielLP21 - há 3 anos

    The Rock- Um dos melhores de sempre. A meu ver, ninguém tem melhores mic-skills do que ele e o único que o iguala é o Chris Jericho. Carismático, divertido, bom babyface, bom heel, aceitável em ringue, excelente actor ( em Hollywood, está cada vez melhor…). Uma lenda.

    Randy Orton- Já gostei mais dele. Veremos quando é que faz o heel-turn. Um dos melhores wrestlers na actualidade e um dos melhores desde o fim da época de ouro do Wrestling.

    Curtis Axel- Acho que o espera um grande futuro, sobretudo com Paul Heyman ao seu lado. Ou então resolver dar numa de Robero Jiménez, ou seja, um “flop”. Sou fã do Roberto, mas aqueles primeiros meses no Benfica… Mas não é isso que vai acontecer com o Curtis, vai seguir as pegadas do pai e vai ser um grande Campeão Intercontinental. E talvez chegue onde o pai nunca chegou…

    Tamina Snuka e Natalya- Coloco estas duas no mesmo saco porque, a meu ver, não há ninguém melhor do que elas na WWE actualmente, e no NXT apenas a Paige se compara a elas. Imaginem uma rivalidade entre elas pelo Título de Divas… Infelizmente, isso nunca vai acontecer.

    The Usos- uma das minhas equipas favorita… de sempre! Já merecem conquistar os Títulos de Tag Team, e acredito que tal possa acontecer dentro de um/dois anos.

    Rey Mysterio- Sempre fui um enorme fã dele e senti uma raiva tremenda quando ele conquistou o Título Mundial, uma vez que todos nós sabemos que ele só ganhou o título devido à morte do Eddie Guerrero. É muito frustrante ver os “reinados” que ele teve enquanto campeão. Mau demais para ser verdade. Espero que se reforme o mais cedo possível.

    Chavo Guerrero- LOL

    Eddie Guerrero- Fantástico. Muito completo. Conseguiu que eu o detestasse em 2005, o que só pode ser bom sinal.

    Raquel Diaz- Sempre gostei dela. Acho que tinha uma boa personagem, um bocado “creepy”, mas diferente daquilo a que estamos habituados.

    David Hart Smith- Nunca percebi porque é que saiu da WWE. Onde é que ele anda agora?! Os Hart Dynasty podia ter sido uma das melhores equipas da história. É muito frustrante ver como tudo acabou. E eu que cheguei a sonhar ver, em simultâneo, Tyson Kidd & David Hart Smith como Campeões de Tag Team e a Natalya como Campeão Feminina. Imaginem…

    Cody Rhodes- Estou seguro de que vai ter o seu merecido “push”. É uma questão de tempo, já se sabe que a WWE não pode apostar em todos ao mesmo tempo. Não estou preocupado. Ele é irmão do Goldust, não é meio-irmão.

    Ted Dibiase- Acho que ainda tem salvação. O Michael McGuili… McGiuli… ( porra desisto, vocês sabem quem é) também não ia dar em nada e de um momento para o outro tornou-se numa aposta da WWE. Nunca se sabe se tal pode acontecer também com o Ted.

    Richie Steamboat- É uma pena aquilo que lhe aconteceu. Espero que volte a lutar, demore o tempo que demorar…

    Bo Dallas- Não simpatizo com ele. Mas tem margem de progressão. A WWE precipitou-se na altura do Royal Rumble e quando lhe deu uma vitória frente ao Wade Barrett ( mas também, quem é que não vence o Barrett quando ele é Campeão Intercontinental?!). Voltou a desaparecer do mapa e parece que a WWE se enganou no irmão.

    Bray Wyatt- Aguardo ansiosamente a sua estreia. Excelente personagem!

    Brooke Hogan e Garrett Bischoff- O melhor ficou para o fim???!!! Horrorosos. Eu não queria que ela fizesse o heel-turn, queria simplesmente que não estivesse na TNA. Mas já que está e que fazem questão de lhe dar atenção, ao menos façam as coisas minimamente bem e virem-na heel. O Bischoff que vá dar banho ao cão.

    Mais um belo artigo, continua assim.

    • Miguel Silva - há 3 anos

      Obrigado Daniel.
      Tu literalmente completaste-me o artigo. Os teus comentários são sempre muito completos e é um prazer lê-los.
      Mas olha que o Cody é mesmo meio-irmão do Goldust. Eles são os 2 filhos do Dusty Rhodes, mas são filhos de mães diferentes.

      • danielLP21 - há 3 anos

        Obrigado.

        Estás errado xD Quando o pai é o mesmo, são irmãos. Só quando a mãe é diferente é que se chamam “meio-irmãos”. Mas não vou estar a dar aulas de Ciências até porque não é o meu forte :D

      • babumba - há 3 anos

        http://pt.m.wikipedia.org/wiki/Meio-irm%C3%A3o

        Meio-irmao tanto faz ser do pai ou da mae.

      • danielLP21 - há 3 anos

        A Wikipedia está errada.

      • babumba - há 3 anos

        Olha Daniel, eu sei que a wikipedia esta muitas vezes errada mas desta vez nao e o caso.

        olha nos dicionarios online
        http://www.dicio.com.br/meio-irmao/
        http://www.priberam.pt/dlpo/default.aspx?pal=meio-irm%u00e3o

      • danielLP21 - há 3 anos

        Eu até acho que a Wikipedia não é tão má como a pintam, mas nas coisas mais simples há muita informação errada ou incompleta.

        Neste caso, continuo a ter a mesma certeza. Foi o que sempre aprendi nas aulas de Ciências e não só.

      • Miguel Silva - há 3 anos

        Boas, realmente não sabia disso. Mas se é assim, peço desculpa e obrigado pela correção.

    • WrestlingGod - há 3 anos

      O Cody e o Goldust são meios-irmãos Daniel. Eles são filhos do mesmo pai, mas têm mães diferentes :)

      • danielLP21 - há 3 anos

        São irmãos. Quando o pai é o mesmo, são sempre irmãos, independentemente da mãe ser a mesma ou não. Quando a mãe é a mesma e o pai é diferente, então são meio-irmãos. Foi isto que eu sempre li/vi. Tem a ver com a história do “X” e do “Y”.

  6. babumba - há 3 anos

    Excelente artigo Miguel, eu nao gosto do bischoff mas nao acho que ele seja assim tao mau

    • Miguel Silva - há 3 anos

      Obrigado babumba.
      Não posso concordar…não vejo talento nenhum no Bischoff e apenas foi parar à TNA por uma cunha e não pelo seu talento.

  7. José Sousa - há 3 anos

    Grande Artigo Miguel mais uma vez

    Rock- Tal como disse o Daniel é um dos melhores de sempre. Eu não tenho nada contra ele, apenas acho que já não é útil para a WWE pelo menos não nos moldes que têm vindo. De resto era brutal no ringue, tem carisma, era heel e face, promos notáveis mais completo que ele só o Jericho.

    Randy Orton- Eu sou um eterno fã do Orton no ringue só tenho pena da estagnação da personagem dele. Espero que tenhamos mudanças em breve sinceramente porque no ringue ele é fantástico, deu um dos melhores combates da Streak na minha opinião.

    Curtis Axel- Com Paul Heyman ao lado dele tem tido para ser uma das figuras do ano da WWE e com isso poderá criar bases para um futuro fantástico na WWE.

    Tamina Snuka e Natalya- Tal como disse o Daniel são das melhores divas da WWE e mereciam muito mais destaque.

    The Usos- Muito talentos e espero que um dia tenham o reinado que podiam ter tido a quando da feud com os Hart Dynasty.

    Rey Mysterio- Um dos melhores high Flyers de sempre da WWE ver o melhor Rey como eu vi e ver o actual é algo imcomparávelmente diferente. Ele arriscou muito e isso prejudicou-o em lesões mas ele merecia ter tido melhores reinados do que os que teve. O pior deles todos foi aquele que teve no dia que Punk regressou em que ganhou o titulo e perdeu na mesma noite.

    Chavo Guerrero- Infelizmente tem talento para ser um bom jobber mas nunca mais que isso, ou mais que títulos de midcard.

    Eddie Guerrero- Viva la Raza, Lie, Cheat, Steal. Ele era notável.

    Raquel Diaz- Ela infelizmente era melhor do que a WWE apostou porque do que vi ela tinha talento.

    David Hart Smith- Sinceramente gostava muito dele, tinha técnica, poder e rapidez. Podia ter sido um excelente talento tal como o Tyson Kidd, ainda me lembro do Jericho dizer que era dos Juniores que queria lutar.

    Cody Rhodes- Basta a WWE querer e o Cody volta ao trilho do passado recente, e será uma questão de mais ano menos ano para ter o seu momento de afirmação no main-event.

    Ted Dibiase-Só de pensar que lutou pelo titulo da WWE na Chamber, e como está agora. Mas ainda acredito que é possível torna-lo importante mas para isso a WWE deve coloca-lo como heel.

    Richie Steamboat- Do que vi dele com a tag com o Rollins eu gostei e espero que um dia tenha a sua oportunidade no main-roster.

    Bo Dallas- Ele tem talento mas precisa de uma gimmick mais marcante, esta é demasiado genérica e não consigo simpatizar com ele com esta personagem.

    Bray Wyatt- Eu conheço a gimmick do NXT e sou super fã e sinceramente só se a WWE for muito burra é que estraga todo o potencial que esta gimmick poderá trazer ao Wyatt. Eater of Worlds.

    • Miguel Silva - há 3 anos

      Mais uma vez obrigado por comentares José.
      Concordo com tudo. O Bo Dallas precisa de uma mudança urgente. Já ninguém o aguenta.

      • José Sousa - há 3 anos

        Mesmo a menos que seja o novo Cena. Porque façam o que lhe façam ele sorri sempre até irrita.

      • Miguel Silva - há 3 anos

        É que é mesmo. Não me lembro de nenhum segmento em que ele não sorriu.
        A este um heel turn até nem lhe ficaria mal, nem que fosse para fazer uma experiência.

      • José Sousa - há 3 anos

        Chega a ser irritante, aliás é a parte que faz a personagem do Cena ainda mais chata é o facto de acontecer tudo e ainda se ri. O Bo Dallas é igual não me admirava se fosse o próximo top face da WWE, não que o queira mas não ficaria surpreso.

      • Miguel Silva - há 3 anos

        Eu sinceramente espero que isso não aconteça. Já era altura da WWE arranjar um top face com uma personagem diferente.
        Hulk Hogan, John Cena já todos vimos demasiado dessas gimmicks de super-heróis.

      • José Sousa - há 3 anos

        Eu também por mim era o Bryan. Nada de Bo Dallas ou Big E Langston.

      • Miguel Silva - há 3 anos

        Ora aí está uma grande escolha. Um wrestler com habilidades em rongue, no micro e com bastante carisma. Aquilo que se chama o “pacote completo”.
        Nem me fales no Big E, Deus me livre. Não o aguento minimamente. Vemos o casalinho da AJ e do Dolph e depois vemos aquele a fazer de vela! Mas pronto, apoiado pelo John Cena, já tem uma carreira quase feita!

      • José Sousa - há 3 anos

        Eu até o Rollins mais bem trabalhado nas promos poderia ser um top face. O mesmo com o Ziggler que muitas vezes é recebido mais como face do que como heel.

      • Miguel Silva - há 3 anos

        Eu até já tinha pensado nisso. A WWE precisa urgentemente de um novo top babyface até porque o Cena não dura sempre. Eu adorava que fosse o Bryan mas não nos podemos esquecer que este já tem 32 anos.
        O Seth Rollins claramente será o primeiro membro dos Shield a tornar-se face após a separação dos mesmos e é como tu dizes, se for bem trabalhado quem sabe se não estará ali um face promissor.
        O Dolph Ziggler face é das coisas que eu tenho mais curiosidade em ver. Ele é espetacular como heel mas até gostava que fizessem uma pequena experiência para ver no que é que dava.

      • José Sousa - há 3 anos

        Pois por isso mesmo o Rollins poderia ser uma aposta é o mais novo desses 3. O Ziggler até é mais velho que o Bryan.

      • Miguel Silva - há 3 anos

        Resta sonhar que a WWE se lembre de ter essa ideia!

  8. Anónimo - há 3 anos

    ai…ate me deram os calores com a foto do garrett xD.
    bom artigo miguel.

    ps: sou uma rapariga, nao pensem que sou gay.

  9. Alex Oliveira - há 3 anos

    Excelente artigo, descobri coisas bastantes interessantes que desconhecia por completo.

    Um pequeno aparte ainda podias falar do Roman Reigns filho do lendário Leati “Sika” Anos,irmão do Rosey que fez tag team com o Hurricane ainda deve haver quem se lembre dele, primo dos Usos e do The Rock, sobrinho de Rikishi, Umaga e Afa Anoaʻi e se não estou em erro também sobrinho de Yokozuna mas deste não tenho a certeza.

    • Miguel Silva - há 3 anos

      Obrigado Alex.
      Nem me lembrei do Roman Reigns, mas realmente enquadrava-se perfeitamente no artigo.

    • danielLP21 - há 3 anos

      Eu lembro-me do Rosey. Good times… Essa família realmente é histórica. Espero que as próximas gerações continuem a seguir a carreira no Wrestling.

  10. FranciscoAP - há 3 anos

    O chamado artigo de opinião em que a opinião ficou em casa ou então o artigo Wikipédia :)

    A mim as raízes de um wrestler não me dizem rigorosamente nada. Acho que em maior parte dos casos é um factor demasiado sobrevalorizado que lhes dá um destaque injusto comparativamente com outros de famílias anónimas que desde cedo provavelmente tiveram mais dificuldades em seguirem o sonho do wrestling por não terem ninguém na família dentro do meio. É um factor irrelevante. Até te digo mais, tira o apelido a muitos desses que falaste e o que é que fica? Pois é

    • Miguel Silva - há 3 anos

      Olha Francisco, o meu objetivo era mostrar um pouco da carreira do wrestler em questão e no fim dar uma pequena opinião sobre o mesmo. Se reparares bem, fiz isso na maior parte deles.
      É verdade que os wrestlers que não têm raízes no meio, têm mais dificuldades. As empresas vão, na maior parte das vezes, dar mais importância ao filho/filha de algum wrestler famoso ou que tenha trabalhado para a empresa. Mas cunhas nós vemos em todo o lado.
      Mas não é por serem filhos de um wrestler com um nome conhecido dentro do ramo, que deixam de ter talento. É claro que isso acontece em alguns. Basta olhar para o Chavo Guerrero e para o Garrett Bischoff.

      • FranciscoAP - há 3 anos

        Não estava a criticar. Cada um faz o que pode.

        Nem é bem dar importância, é que simplesmente antes de eles saberem aplicar um Suplex já o Tio Vince e não só ouviu falar neles. É uma vantagem exagerada e injusta. Relativamente ao Chavo, já o disse antes: é o gajo menos original que já vi, não consegue fazer nada do Chavo, tem que ser sempre do Eddie, do RVD ou até do Pato Donald. Tudo menos criar uma identidade própria. Contudo, que o gajo tecnicamente é impecável e sabe o que faz, lá isso sabe. Completamente diferente do Garret e afins

      • Miguel Silva - há 3 anos

        Concordo mas isso, volto a dizer, acontece em todo o lado. É normal que o filho/filha do lutador em questão vá dar mais dinheiro à companhia visto ser filho de quem é.
        Quanto ao Chavo, é como o José disse, também não acredito que ele possa fazer muito mais doo que ser jobber ou um mid carder.
        O Garrett nem falo. A TNA tem um roster cheio de talento e, na minha opinião, o Garrett só “envergonha” a empresa na questão do talento e habilidades em ringue.

      • danielLP21 - há 3 anos

        Pato Donald ahahahahah

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador