Onde Andas Tu? #38 – Carlito

Meus senhores, quem? Digam-me quem! Quem é que não dizia esta frase em voz alta, pegava nas maracas e punha-se a dançar com uma margarita na mão, uma saia de palha e 4 Havaianas (as mulheres, não os chinelos) imaginárias, cada vez que Carlito entrava?

Provavelmente era só eu mesmo que fazia isto. Por isso, vou fazer de novo e é agora!

Carlos Edwin “Carly” Colón, Jr nasceu a 21 de Fevereiro de 1979 em Porto Rico, pelas mãos de uma cabeleireira que assim que nasceu o enfiou na máquina tipo capacete espacial dos anos 30 e aplicou-lhe uma permanente que irá ficar para toda a sua vida… e provavelmente durante a morte também. Visto que aquela trunfa dá para fazer vários ninhos de vários bichos de várias espécies.

Carlito é filho do wrestler já reformado e WWE HOF Carlos Colón Sr. Carlito é um de quatro irmãos onde 3 deles estão ou estiveram envolvidos no mundo do wrestling. Eles eram (para quem se lembra ou conhece) Eddie Colón e Stacy Colón. Existem montanhas de vídeos deles em família ou a solo enquanto trabalharam para  a WWC – World Wrestling Consul. Quem gosta de lucha libre vai adorar os combates desta família, que também incluiu um tio e um primo de Carlito. Uma outra irmã de nome Melissa, não quis entrar para este mundo de loucos.

Entre 1991 e 1997, Colón foi um rapaz bastante normal, até ficar insatisfeito com a sua condição física. Foi então que com apenas 11 anos, Carlos começou a frequentar o ginásio. Isto sim! Aproveitar a juventude! Não é como vocês que ficam aí a sentados no computador o dia todo a ler artigos que um barrigudo qualquer fez sobre um desporto de homens musculados!

Apesar de Carlos não ter intenção de ser um wrestler profissional, ele começou a praticar wrestling apenas como desporto. Quando Carlos se formou na escola, notou que a sua condição física estava a par da condição física dos restantes wrestlers profissionais e decidiu entrar neste mundo de loucos à séria.

No início, Carlos tinha a intenção de se reformar 10 anos depois do início da sua atividade como profissional para depois abrir o seu próprio negócio. Como é óbvio, isso não aconteceu. Muito devido a pressões sofridas por parte dos oficiais da WWC para ele tentar igualar os feitos que o seu pai tinha conseguido.

Quando Colón decidiu assinar pela WWE, a comunidade de wrestling de Porto Rico e também os cidadãos locais, entraram numa “rampage” de críticas ao lutador. Entre elas estavam coisas como: Ele vendeu-se e vendeu as suas tradições de wrestling “Porto Ricanhence” em troca de fama e brilho na companhia Americana.

Carlos foi rápido a responder em entrevista ao jornal “The Sun”. Ele disse que não se importava com o que os outros pensavam e diziam dele, visto que estava a realizar o sonho de pequeno quando assinou pela WWE.

A chance veio e eu agarrei-a“. Carlos Colón Jr.

Já viram este gajo a desmentir-me? Acabei de vos dizer que ele só queria treinar por desporto, e ele tá a dizer que sempre teve o sonho de trabalhar em wrestling. Deviam adubar-te os pés… Sua macieira ambulante…! Perceberam? Árvore, maçã, cabelo, folhas… Não?

Bom… Muitas piadas vão ficar por fazer com o cabelo, com a barba de piaçaba e até com o nome Colón mas a verdade é que isso não vai acontecer e eu me vou despedir aqui de vocês. Depois de ter criado esta rubrica no extinto Universo, ter saído e depois de me ter estreado no WPT pelas mãos do Salvador, eu vou voltar a sair. Para alegria de alguns que gostam desta rubrica mas não gostam de piadolas pelo meio e para tristeza de outros que gostam do artigo tal como ele é… Eu, vou passar o testemunho à Mafalda. A intenção inicial não era esta, mas as coisas são assim mesmo. Em constante evolução. Ela esteve muito, muito bem na sua debut e sei que agradou a muita gente. E por isso, ninguém melhor para continuar com a rubrica. Agradeço demais ao André que não deixou esta rubrica morrer, ao Akujy que apoiou até ao infinito o meu regresso e ao DanielLP21, JoãoRKO e ao LoveWrestling pelas participações mais que especiais aqui no OAT. Não posso e não me vou esquecer de todos vocês que durante semanas elogiaram o meu trabalho e votaram numa data de gente. Sem vocês nada disto fazia sentido e/ou nem sequer existia um “Onde Andas Tu?”

Deixo aqui o meu muito e muito obrigado a todos.

Mafalda, não te desejo sorte neste teu início de caminho, porque sorte é para amadores e tu minha cara… és uma profissional no que fazes.

Pronto, parem lá de chorar… Tava a brincar!

… Não tava não… É a serio. Vou-me embora… Obrigado e bom dia.

http://www.youtube.com/watch?v=SIF2Q0hl7-c

Cantem comigo!

Na na na na, Na na na na, Hey hey hey, Goodbye!

De certo estão a pensar no mesmo que eu: .descascar cebolas enquanto lê-se o artigo não é muito boa ideia….! espero que depois desta despedida emocionante fiquem para a segunda parte e não passem já para a caixa dos comentários a implorar de joelhos o  regresso do João. :P

Desculpa (ex)companheiro  mas the show must go on, portanto retomemos à biografia do Carlito!

Não são muitos que poderão gabar-se de terem vencido o John Cena no seu debut. Eu, pelos dedos de uma mão, até só consigo contar…um! Chegar ao Main-Roster da WWE com uma gimmick definida, com um cabelo que desafia as leis da gravidade, adicionar uma catchprase que fica no ouvido e na memória (se bem que, entre nós eu nunca percebi muito bem o que era ser cool, ou não ser cool e achava que a gimmick era mais de face do que de heel) e aindaconquistar um título no seu debut é mesmo entrar pela porta grande. Carlito Caribbean Cool chegou, viu e venceu a futura cara da empresa. E isto tudo aconteceu há precisamente dez anos (e mais alguns dias) atrás. A 7 de Outubro de 2004.

Esta vitória foi o catilizador para o grande início da carreira de Carlito e é um feito que não nos deixa indiferentes a ele, sejamos fãs  ou não deste amante de maçãs.

Debut de Carlito e John Cena vs Carlito pelo título dos USA:

https://www.youtube.com/watch?v=aLebTbpgv_k

De forma a manter o seu momentum, começou uma streak de vitórias onde defendeu com sucesso o título dos Estados Unidos contra nomes como RVD, Rey Mysterio, Eddie Gerrero e Hardcore Holly. Devido a uma lesão legítima, Carlito foi forçado a abandonar o título para o antigo detentor, 42 dias após a ter conquistado o cinto. Felizmente, mesmo com esta lesão prematura, a sua feud com o Cena continuou quando em kayfabe, o guarda-costas de Carlito – Jesus (papel interpretado por Aaron Aguilera) – foi acusado de uma tentativa de esfaqueamento (not PG) contra Cena numa discoteca, a mando de Carlito. Bem talvez seja a única a achar piada a haver um Jesus que queria acabar com o Cena, humor negro no seu melhor. Mesmo a recuperar da lesão, Carlito manteve-se pelo Smackdown num papel mais cómico e conseguiu fazer a sua primeira aparição na Wrestlmania mesmo não estando ainda a lutar. Na 21ª edição do maior evento de wrestling, embora ainda numa curta carreira, Carlito teve a oportunidade de partilhar o palco com Stone Cold Steve Austin e Roddy Pipper.

Wrestlemania 21 – Segmento Piper’s Pip:

https://www.youtube.com/watch?v=ut9RxunIWOk

Este acontecimento levaria Carlito a criar o seu próprio segmento – Carlito’s Cabana – onde à semelhança de outros, receberia regularmente várias personalidades da WWE.

A partir daqui, já de regresso aos ringues teria uma breve feud com Big Show depois de Carlito ter tentado envenenar Show com uma maçã… a feud teve o seu culminar no Judgement Day de 2005, antes de Carlito ser transferido para a RAW no draft desse ano.

Na sua estreia na brand vermelha, mais uma vez revelando a aposta da WWE na sua personagem, Carlito ganha o título Intercontinental a Shelton Benjamin, mantendo o título num reinado sólido de três meses! Era mais um feito na carreira do jovem wrestler que prometia chegar longe!

Carlito vs Shelton Benjamin pelo Título Intercontinental:

https://www.youtube.com/watch?v=4mB0bMnf478

Acabaria por perder o título para Ric Flair no PPV Unforgiven de 2005

Carlito vs Ric Flair:

http://www.dailymotion.com/video/xxhut_carlito-vs-ric-flair-wwe-unforgiven_sport

Muitas vezes a perda de um título secundário pode significar ou voos mais altos ou a estagnação da personagem, quando a WWE já não sabe o que fazer mais com esta. Felizmente a primeira opção aconteceu e após a perda do cinto, Carlito entrou na zona do main-eventer pelo título da WWE. Mesmo sendo heel, o seu carisma e a sua personalidade fizeram-no um dos favoritos dos fãs e muitos esperavam que este se mantivesse no topo da empresa.

Na Elimination Chamber de 2006 ainda conseguiu três eliminações ao derrotar Chris Masters, Kane e até Shawn Michaels, antes de ser eliminado por John Cena.

Após ter andado pelo main-event, juntou forças numa equipa com a estátua ambulante Chris Masters e tornaram-se rapidamente os principais contenders aos títulos de equipas da RAW que estavam na posse de Big Show e Kane. Na Wrestlemania 22, não sairam vitoriosos e a derrota seria apenas o princípio de uma feud entre Carlito e Maters que teria o seu culminar no mês seguinte, no PPV Backlash onde Carlito venceu o antigo companheiro.

Carlito e Chris Masters vs Big Show e Kane (Wrestlemania 22):

http://www.dailymotion.com/video/x7b8dw_wrestlemania-22-big-show-kane-vs-ca_sport

Carlito vs Chris Masters (Backlash 2006):

http://www.dailymotion.com/video/xy5rw7_carlito-vs-chris-masters_sport

Nos meses seguintes manteve-se na rota do título Interconental que estava novamente na posse de Shelton Benjamin. Juntamente com Johnny Nitro, os três lutaram no Vengance, com Nitro a capturar a vitória.

http://www.dailymotion.com/video/xyalx0_shelton-benjamin-vs-carlito-vs-johnny-nitro_sport

Completando o seu face turn, envolveu-se numa mini feud com Melina e Nitro e teve como parceira, Trish Stratus que estava já em final de carreira. A breve feud acabou por terminar no Saturday Night’s Main Event com os faces a derrotarem Nitro e Melina. A feud que se seguiria seria com Randy Orton, após este ter tentado atacar Stratus (possivelmente com um RKO Outta nowhere!) num segmento de backstage.

Os dois lutaram no Unforgiven de 2006 e na RAW a seguir ao evento, com Orton a sair vencedor em ambas as vezes.

Carlito vs Randy Orton (Unforgiven 2006):

http://www.dailymotion.com/video/xqflmw_wwe-unforgiven-2006-randy-orton-vs-carlito_sport

Até ao final desse ano, Carlito voltou ainda a combater pelo título intercontinental, desta vez pertencente a Jeff Hardy. A sua personagem também começou a mudar de direcção, apresentando-se agora como um ladie’s man. Depois de Trish Stratus, teve como parceira a bela Torrie Wilson.

Durante este período que passou na WWE, nunca se esqueceu das suas raízes (aqueles todos que o criticaram, devem ter mordido a língua várias vezes…) e fez várias aparições na WWC ao longo do tempo. Chegou a ganhar o Universal Heavyweight Champion a 16 de Dezembro de 2006, sendo-lhe retirado o título, minutos depois do término do cobate.

Já em 2007, particiou na edição anual do Royal Rumble e foi eliminado pela abécola The Great Khali. A seguir ao Royal Rumble entrou novamente em feud com Ric Flair sendo tanto seu adversário como parceiro de equipa e mentor.

Nos restantes meses de 2007, aconteceu aquilo que se previa:  a WWE não sabia o que fazer com Carlito. Após a sua feud com Flair ter terminado, envolveu-se com Triple H no Unforgiven de 2007 onde saiu vencido. Carlito por esta altura chegou – em entrevista – a criticar as políticas de backstage e a forma como a WWE escolhia os push’s. Descontente, chegou mesmo a pedir o despedimento mas acabou por ser convendido por Vince McMahon, a permancer na empresa. Talvez tenha sido o seu erro.

Os seus últimos tempos na brand vermelha consistiram em qualificar-se para o combate Money in the bank na Wrestlemania 24 e a formar equipa com Santino Marella. Até chegaram a lutar pelos títulos de equipas da respectiva brand mas mais uma vez sem sucesso. A WWE tinha outros planos para ele com outro tag-team partner.

Seria ele Primo (só de nome, porque era irmão de Carlito) e quanto este último foi transferido para a Smackdown, já em 2008, ambos estrearam-se como equipa face indo logo atrás dos títulos de equipas, que pertenciam a Zack Ryder e a Curt Hawkins. Após a conquista destes, simultaneamente entraram em feud com os campeões da outra brand – The Miz e John Morrison – feud que terminaria na Wrestlemania 25 com a união dos titulos de equipas e com Carlito e Primo a sairem como os campeões:

Carlito e Primo venceu os WWE tag-team titles:

https://www.youtube.com/watch?v=vPtgL6F1C0M

Carlito e Primo vs John Morrison e The Miz:

https://www.youtube.com/watch?v=ZhoQ_8jf46g
Os dois irmãos não duraram muito tempo na Smackdown e foram transferidos para a RAW…só para perderem os títulos para o Edge e Chris Jericho. Não demoraria muito a acontecer um heel turn da parte de Carlito. Os dois chegaram a enfrentar-se numa RAW a 3 de Agosto de 2009:

https://www.youtube.com/watch?v=_NqktTHyAxE

Após uma pausa de 2 meses – a 30 de Novembro de 2009 – Carlito regressa para enfrentar John Cena e dizer umas quantas verdades. Na altura Cena encontrava-se em feud com Sheamus e Carlito fez questão de mostrar a Cena que todo o roster no backstage estava em apoio a Sheamus. Claro que na semana seguinte quando Cena e Carlito defrontaram-se em combate, este último (surpresa!) jobbou limpo.

Semana após semana, Carlito não fazia nada de memorável. Foi para o NXT como um dos 8 ‘prós’, reuniu-se com o seu irmão e andou por lá, perdido no roster.

A 21 de Maio de 2010 é despedido pela WWE depois de ser WWE Wellness Program e a recusar-se a fazer reabilitação.

Saiu da pior maneira da empresa, mas desengane-se quem acha que parou no wrestling! Nah, parar é morrer e ele fez-se à vida em outras companhias de wrestling independente entre elas:

Big Time Wrestling, Coastal Championship Wrestling, Canadian Wrestling’s Elite, Pro Wrestling Syndicate, NWA Southwest, World Wrestling Association… são alguns dos nomes por onde passou, entre tantas outras! Ele este tão activo em tantas promoções que é impossível falar de todas, fica aqui uma menção a algumas.

Um dos primeiros bookings que teve foi na Inoki Genome Federation, uma companhia que tanto contratava wrestlers como kickboxers e lutadores de MMA. E lá foi ele, para o Japão e em Dezembro de 2010, em Tóquio lutou contra Kendo Kashin (Tokimistu Ishizawa).

Carlito vs Kashin:

https://www.youtube.com/watch?v=UCYXcM6cBG8

Depois do Japão foi para a Europa e passou também pelo México. Em 2011 faz o seu debut na companhia mexicana Asistencia Asessoria y Administracion (um nome bem estranho..) numa fatal 4-way contra Ozz, Jack Evans e Decniss. Continuaria por terras latinas e de vez em quando viajava para  Oriente, ou para o Japão ou para as Filipinas.

Se acham  que não voltou à WWC, não podiam estar mais enganados. Enquanto andava em tours pelo mundo, competia ao mesmo tempo na federação de Puerto Rico, onde ainda hoje se mantêm a acumular títulos no currículo (depois de sair da WWE foi campeão Universal da WWC mais duas vezes) e é hoje em dia uma das caras principais da empresa. Por lá encontrou nomes conhecidos de todos nós, como por exemplo, Shelton Benjamin.

Shelton Benjamin vs Carlito – WWC’s Crossfire 2010:

https://www.youtube.com/watch?v=kawoMn08nT8

E se eu dizia que tinha enfrentado caras conhecidas da WWE, também deparou-se com outras que ainda não se estrearam nos ringues da empresa de Stamford (se é que algum dia este senhor irá estrear-se…) como por exemplo Sting. Isto aconteceu a 7 de Julho de 2013, no 40º aniversário da companhia, onde Carlito anunciou um open challenge a quem quisesse enfrentar o ícone de Puerto Rico, usando estas mesmas palavras. Ora, Sting achou que ícone só há um e…pimbas tínhamos combate marcado entre os dois.

Carlito e Sting frente a frente:

A 18 de Agosto, dá-se o combate  e mesmo com algumas maçãs cuspidas na cara, Sting levou a melhor sob Carlito.

Sempre envolvido em ângulos com outros wrestlers e a lutar pelo título principal da federação, mais recentemente este envolvido numa storyline em que queria comprar a WWC, opondo-se ao seu próprio pai. Enquanto na WWE nunca teve envolvido em histórias de grande calibre, aqui Carlito conseguiu protagonizar diversas histórias que ficarão no livro de registos da empresa.

Carlito anuncia a compra da WWC:

https://www.youtube.com/watch?v=hSGFHvmH-a0

Mais recentemente, a Junho de 2014, juntou-se aos ex-WWE Tommy Dreamer e Matt Hardy num combate TLC na Hardcore House Show.

Tommy Dreamer vs Carlito vs Matt Hardy (part 1):

https://www.youtube.com/watch?v=Pl_csUCOl0w

E termina assim esta edição do Onde Andas Tu, marcada pela despedida do João (ohhhh!). Orgulhosamente como a primeira ‘joãop girl’ resta-me agradecer a oportunidade que me deste e isto sem ti, não vai ser a mesma coisa!

De resto, peço para que votem em quem gostariam de ver na próxima edição do OAT, daqui a quinze dias.

Bom fim de semana!

Sobre o Autor

- Escritora do artigo "Onde andas tu?" Fã de Wrestling desde 2005.

31 Comentários

  1. Don_Ricardo_Corleone - há 2 anos

    Ora bem, tenho pena da saida do João. Gostava muito do espaço, com as piadas parvas no meio, até porque também sou de piadas parvas, até mais parvas. Espero que não deixes o Wrestling.pt e regresses com nova crónica o mais breve possivel. Obrigado pelas lembranças dos desaparecidos do wrestling e pelas gargalhadas. Boa sorte para o futuro.
    Já agora desejo a melhor sorte à Mafalda, que já se notou que também tem muito jeito para isto, aliás tem sido muito elogiada e é merecido.
    Quanto ao Carlito, aqui há uns meses descobri por acaso um novo canal no NOS, o Fight Network, onde estava a passar um programa de wrestling, cujo nome não me recordo, quem lá estava? O nosso amigo Carlito! Também lá vi o falecido Big Daddy V, que tinha morrido poucos dias antes.
    O Carlito é um daqueles casos que nunca entendi, a WWE aposta forte nele, ele tem sucesso, começa a ter uma boa legião de fãs e chega mesmo a cheirar o main event, têm uma estrela praticamente criada, tem qualidade, tem tudo para dar certo e de repente…desistem. Como ele tivemos Shelton Benjamin, Mr. Kennedy, Chris Masters, Kofi Kingston, John Morrison, tantos outros de quem a WWE pura e simplesmente desistiu, sem que os wrestlers tenham grande culpa ou mesmo culpa nenhuma. Agora até tem acontecido mais ainda com Dolph Ziggler, Jack Swagger, Bray Wyatt, agora devido à senilidade do Vince McMahon que passa a vida a mudar de ideias. Ora quer apostar nele, ora não quer, muda de ideias cada vez que vai à casa de banho…Depois quando precisam de um wrestler só para um combate pelo titulo não os têm.
    Ainda bem que continua em grande, mesmo que fora da WWE. Não sabia que o Carlito era tão importante em Porto Rico.
    Para a semana talvez o ex-ECW Justin Credible.

    • Mafi - há 2 anos

      Obrigada :) espero que mesmo sem piadas (as minhas nunca têm piada) continues a passar por cá.
      Ah, esse canal é que número? tenho de ver se o tenho..!
      Pois eu também não entendi, como é que alguém ganha títulos no debut e depois é tão mal aproveitado? É mais um a juntar-se ao rol de nomes que já disseste. Sim ele é bastante popular lá, é bom ver que encontrou sucesso fora da WWE.

      Sugestão anotada.

      • Don_Ricardo_Corleone - há 2 anos

        Fica no canal 150. Tem wrestling, MMA, boxe, kickboxe e outras coisas do género. Porrada não falta nesse canal. XD
        Até se vêm coisas muito estranhas, porque os programa de MMA são de federações pouco conhecidas, uma vez até vi um chinês a entrar ao som de “We are the World” do Michael Jackson, porque nada é mais assustador que o “We are the World”. XD

    • joaop - há 2 anos

      Obrigado caro padrinho. Por essas palavras e por todas as sugestões que deste.. Foste um dos membros mais activos neste espaço.. Terás com certeza, outros membros mais activos em outros espaços xD

  2. JoãoRkNO - há 2 anos

    Não tenho tido tempo para comentar seja qual espaço fosse , mas agora que dei uma vista de olhos neste artigo deixou me muita pena , mas muita mesma . O João foi o único que me deu uma oportunidade para escrever um artigo sobre a minha superstar favorita . Foi aquele que aos domingos criava aqueles artigos que era impossível não rir , por muito mais seco que fosse . Espero mesmo que um dia voltes , apesar de ter consciência que a Mafalda dará conta do recado ao tomar conta deste espaço .

    Um muito obrigado !

    • joaop - há 2 anos

      Caramba! Até em sinto importante agora..! Tiveste todo o mérito de assumir a cronica sozinho! Quem sabe um dia não te chamo para outras parcerias.. nunca se sabe… Obrigado por andares sempre por aqui… e não vás embora!

  3. fabio junior - há 2 anos

    eu gostava que fizesses sobre jonh morrison

  4. Antonio Victor - há 2 anos

    Queria que na proxima edição fosse um grande lutador que a tempos não o vejo falar dele ”RHYNO” que passou pela ECW WWF/WWE

  5. danielLP21 - há 2 anos

    Não sabia que o João ia sair deste espaço… Tenho muita, mas mesmo muita pena… Boa sorte para ti, Mafalda. Tu sim, mereces o nosso apoio, ao contrário desse Joãozinho que nos virou as costas e abandonou a companhia. Deve achar que é algum CM Punk e que alguém vai sentir a sua falta…

    Excelente artigo. Gostei de saber por onde este homem, que muito dificilmente terá problemas de calvice.

  6. Tunes9 - há 2 anos

    Tenho pena que o João saia, os seus artigos eram bons e as suas piadas ainda melhores, valia sempre a pensa ler, mas os ciclos têm um fim e portanto é normal, espero que regresse com outro espaço num futuro próximo, Obrigado pelos artigos que escreveste e bons momentos que proporcionaste.

    Quanto à MAFI, mal li os seus comentários que vi que era conhecedora e escrevia muito bem, além de ser respeitadora e simpática, portanto tem tudo para ser um sucesso e, até agora, os seus artigos têm sido completos e de qualidade, aprendo sempre mais, e portanto seja bem-vinda de vez e espero que continues o bom trabalho que tens feito, Boa Sorte… “luck is for losers” portanto só tens que fazer o que sabes e tudo correrá bem.

    Sobre o artigo, eu até gostava do Carlito e houve uma altura em que ele tinha bastantes fãs e chegou a roçar o Main-Event, tendo participado na Elimination Chamber no New Year´s Revolution 2006, entre outras coisas, mas depois deixou de ser aposta e a sua carreira caiu a pique até sair da companhia, mas teve bons momentos cómicos, feuds e combates interessantes e o seu reinado de intercontinental Champion e Tag Team Champion até foi bom, sem esquecer a sua theme, entrada e catchphrase que eram excelentes, tive pena que tivesse saído pois tinha talento e não foi aproveitado da melhor maneira, mas quem sabe se não regressará num futuro próximo.

    Bom trabalho a ambos. :-)

    • Mafi - há 2 anos

      Obrigada :D espero conseguir manter o nível da rubrica…

      Ele ainda tem alguma família na WWE mas não sei se um regresso seria bom, ele é muito popular onde está actualmente, sempre envolvido no título principal e em feuds boas, se fosse para a WWE talvez andasse à volta dos títulos secundários e de equipas mas não mais do que isso..

      Nenhuma sugestões para o próximo artigo?

    • joaop - há 2 anos

      Tenho que sair de coisas mais vezes… assim vemos o quanto “gostam” de nós.. Obrigado pelas tuas palavras.. Foi sentido…

      • Tunes9 - há 2 anos

        Mafi,

        Pois, realmente, onde está é mais valorizado e é um Superstar de Main-Event, portanto também não me acredito que regresse, mas quem sabe um dia.

        Quanto a sugestões, se for possível a minha escolha é o Maven (não sei se já fizeram sobre ele, mas gostava de saber onde anda).

        joaop,

        Exactamente, eheh, mas por caso gosto mesmo do pessoal aqui do WPT que faz artigos, pois são inteligentes, conhecedores, respeitadores e simpáticos, e é pena quando algum sai, mas às vezes tem que ser e espero que regresses para uma nova rubrica em breve.

  7. Galloway - há 2 anos

    Carlito!

    Boa personagem, que tão depressa apareceu, como a deixaram cair.

    Estreia-se a ganhar o USA Title ao Cena, ganha o IC quando é draftado da SD para a Raw, ainda ganha títulos de Tag com o irmão, feudou pelo WWE Championship e depois puff, desapareceu.

    Como ele, daqui a uns anos iremos falar de outros que estão agora no roster.

  8. MR Perfection André Santos - há 2 anos

    Obrigado pelo agradecimento mas fiz porque realmente a tua ideia e rubrica não podia morrer!

    Continuaremos a falar nem que seja para chatear-te com duvidas de pirataria…meu pirata do caraças!

    A Mafalda um bem haja e toda sorte do mundo!

    Em relação ao Carlito era um excelente performer que ainda podia andar na WWE, penso eu…

    • joaop - há 2 anos

      Senhores donos dos softwares que existem por aí.. Eu não tenho nada a ver com isto.. Não faço ideia do que este homem tá a falar… deve estar bêbado..

      • MR Perfection André Santos - há 2 anos

        LOOOLLLL! Tenho que deixar o JB!

  9. CMelo01 - há 2 anos

    Tenho muita que o João se lance à estrada, porque os artigos dele eram ouro puro. Estava sempre à espera do OAT? para ver se me ria um bocadito,com aquelas piadas extraordinariamente engraçadas e espero que continues com outra rubrica aqui mesmo, visto que escreves bastante bem.Um obrigado bastante sentido, aqui do Melo.
    Quanto à Mafi, tenho a certeza absoluta que vai dar conta do recado com “conta, peso e medida”, visto que pelo que vi nos comentários e nos artigos que já redigiu, é claramente Main Event Material. Tem todos os requisitos para fazer extraordinários trabalhos.
    Ora bem, Carlito. Nunca fui muito fã dele, mas mesmo assim, considero que foi um “gajo” muito mal aproveitado, sendo mais uma vitima da absurda e repentina falta de interesse, idealizada pelo senhor, Vincent Kennedy McMahon. Dat catchphrase!
    Se isto é para sugerir, falaste ali do Shelton Benjamin, e tenho a ideia que seria um bom nome a ter em conta.

    • Mafi - há 2 anos

      Obrigada :)
      Sim começou muito bem mas depois foi muito mal aproveitado e saiu da pior maneira.
      Uma boa sugestão, outro que também perdeu-se no roster até sair.
      Obrigada Melo pelo teu feedback positivo.

  10. Hildo - há 2 anos

    Bem, eu realmente não sei o que dizer para o João a não ser obrigado, pelas piadas e pelos excelentes artigos. Obrigado por me fazer lembrar de alguns superstar e espero que se voltar algum dia Atenda meus pedidos! xD até breve, João. ;)

    Excelente artigo Mafi. Eu gostava do Carlito,teria sido melhor sair em 2007 pela ”porta da frente” e não da maneira na qual ele saiu…

    Gosto dos seus artigos, o espaço está em boas mãos.

  11. Renato-R-Superstar - há 2 anos

    Apesar de gostar do humor do João, a Mafalda também consegue ter umas piadas bastante inteligentes, assim como um ótimo artigo, mais uma vez parabéns :)

  12. Malco Canedo - há 2 anos

    O João vai sair?
    NOOOOOOOOOOOOOOOO!!!!!!!!
    Cof…cof…já estou me recompondo
    Mas fico feliz por ver a Mafi assumindo este espaço.
    Quanto ao…quem era Carlito mesmo?
    Eu não me lembro muito dele, quando eu comecei a ver wrestling, o Carlito já meio apagado da WWE, por isso, não há muito que eu possa dizer.
    Why, João? WHYYYYYYYYY?
    Eu gostava de ler os seus artigos, ria das suas piadas, é uma pena que você vai sair…você pegava nas maracas, dançava com uma margarita na mão, uma saia de palha e quatro havaianas (as mulheres, não os chinelos que vão sair voando do seu monitor) imaginárias durante a entrada do Carlito?
    Err…quem era João mesmo?
    Just kidding, até mais, João, e Mafi, excelente artigo.

  13. Silas Costa - há 2 anos

    Seria Legal se fizessem uma edição com o Ted Dibiase Jr.

  14. Lucas Xavier HBK - há 2 anos

    Onde andas tu com CURT HAWKINS

  15. Tiagotellirko - há 2 anos

    Gostava bastante do Carlitos..
    Um regresso não seria nada mau :)
    Se fosse um face adorado pelos fãs , umas feuds com Cesaro , o lesionado Wade Barrett com o USA title em jogo ..
    Mas sube que ele foi despedido por posse de drogas :o , e não quis ir para uma clinica.
    Maldita droga.

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador