Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Contacta-nos!

Onde Andas Tu? #4 – Scott Steiner

Olá! Sou o MR Perfection André Santos, bem… devem estar a pensar… o que ele está a fazer aqui?… Bem, não sou um intruso, sou sim, o novo cronista deste espaço, que como bem sabem, não fui o criador. Vou ser uma espécie de “pai adotivo” e espero que continuem a gostar do espaço. Vou colocar o meu cunho pessoal e espero não desiludir ninguém. Como já estava prometido ser acerca de Scott Steiner, então foi decidido não alterar.

Holla if ya can year me…

Este “Freak” de músculos, nem sempre teve este visual pomposo. Já foi um menino querido da cidade de Michigan, cidade onde se formou em desporto com o seu irmão Rick.

Fazendo uma síntese rápida a sua carreira, Scott Steiner de nome verdadeiro Scott Carl Rechsteiner (percebo agora a abreviatura para Steiner!) nascido a 29 de Julho de 1962, foi uma estrela na divisão de equipas com o seu irmão formando os Steiner Brothers onde atingiram o sucesso na NWA (mais tarde WCW) e na WWF.

Decerto que nesta altura não havia estilista para a roupas dos lutadores…credo!

http://youtu.be/ozKbjGeYRL0

Com um currículo amador impressionante e com bastante sucesso na NWA, Scott mais o seu irmão, foram contratados pela “Major” companhia de Wrestling, a WWF em 1992, onde foram projetados para o topo da divisão de equipas, conquistando por duas vezes o título de campeões por equipas.

http://youtu.be/T6nsYkgebpE

Scott fez a sua última aparição na WWF no PPV Royal Rumble, onde foi eliminado por Diesel ao fim de 9 minutos. Steiner foi contratado para a companhia onde teve mais sucesso até a data a WCW em 1996, que estava a emergir, graças às mãos de Eric Bischoff. Antes de seguir para a WCW ainda fez uns trabalhinhos na ECW.

Ele e o seu irmão, tiveram “feud´s” contra os Harlem Heat, Outsiders e, no ano seguinte após uma traição de Scott ao seu irmão Rick, nasce este “Genetic Freak”…Big Poppa Pump! Juntando-se aos NWO!

http://youtu.be/tJH5szCya2Y

Novo visual, parecendo um Adónis versão loira (não sei a cor do cabelo do senhor Adónis), estreando um novo finisher. Steiner Recliner, um “move” muito semelhante ao Camel Clutch. Há um momento de storylline bastante caricato na sua carreira, quando ele anunciou em pleno Monday Night Nitro que iria se retirar, devido a uma lesão nas costas, mais tarde no mesmo show, apareceu de boa saúde…histórias da autoria de um homem…Vince Russo…

Ele foi um dos top heel da WCW e, mais tarde, quando a NWO se desmembrou, foi a escolha de Russo para ser o cabeça de cartaz da companhia juntamente com Booker T.

Quando a WCW foi comprada pela WWE, Rechsteiner (sim…não se esqueçam do nome) foi juntamente com outros wrestlers da WCW, contratados no ano de 2002. Para Steiner era a segunda vez que lutava nos ringues de Vince McMahon, mas desta vez, a companhia estava mais forte e não havia concorrência direta. Nesta sua passagem o ponto mais alto foi a rivalidade contra Triple H. Em 2004, devido a uma lesão, Steiner foi “libertado” pela WWE…desta vez não foi história!

Um lutador que nos seus tempos áureos era um atleta fenomenal, que foi decaindo devido á idade mas também devido a “porcaria” que certeza coloca no corpo. Nos velhos tempos na old WWF fazia manobras como a Frankensteiner e vários suplexs, arsenal que foi deixando, tornando-se num wrestler mais pausado perdendo a intensidade de outros tempos.

Duas passagens pela TNA ficaram registadas no seu currículo. Uma com um período bastante bom (2006 a 2010) e outro mais curto (2011 a 2012) ambos com algum impacto, especialmente na primeira vez que foi um dos principais aliados de Jeff Jarret.

Na segunda passagem sagrou-se TNA World Tag Team Champion, com o seu antigo Némesis da WCW Booker T, ambos faziam parte da stable Main Event Mafia.

http://youtu.be/5T182yZ–RE

Um aspecto importante na vida de Steiner, digo vida, porque ele teve literalmente 5 horas dessa palavra. Num combate, em 2007 num house show em Porto Rico, foi pontapeado pelo seu oponente, começando a tossir sangue. A sua traqueia tinha sido “devastada”. Os médico deram-lhe cinco horas de vida, tendo sido induzido em coma para extrair os líquidos dos seus pulmões.

Impedido de voar de urgência, com o receio que os seus pulmões não aguentassem a pressão do voo, toda a cirurgia foi feita em Porto Rico. Um período de vida complicado de Steiner, mas que conseguiu vencer, talvez o adversário mais forte da sua vida!

Onde andas tu afinal?

Andou inicialmente no circuito independente, com o seu irmão Rick, ou em promoções europeias. Reapareceram novamente como Steiner Brothers e venceram os Preston City Tag Team Championship para perderem no dia a seguir!

Atualmente esta na DPW Grand Slam, uma promoção Holandesa de Wrestling, onde já se tornou campeão principal.

http://youtu.be/uS1QArY-KBA

Espero que tenham gostado desta edição, com o vosso novo host. Lanço aqui uma votação para quem gostavam que estivesse na próxima edição. As escolhas recaem em DDP ou Buff Bagwel.

Tenham uma semana fantástica!

Sobre o Autor

- Autor da rubrica Vintage e escritor de algumas edições do Onde Andas Tu?, e play by play do PSN. Nascido a 7 de Dezembro de 1981, pertenço a uma geração onde os videojogos estavam a começar a desbravar barreiras inacreditáveis, onde 16 bits era uma loucura.Aficionado fervoroso de Wrestling e do glorioso Benfica.Orgulhoso por fazer parte de uma equipa talentosa, como o Wrestling PT.Segue-me no twitter e Facebook - ansnicola@iol.pt e canal Youtube,Daylimotion e sapo videos!

15 Comentários

  1. simba - há 3 anos

    bom espaco so podiam por uma fota actualizada das pessoas assim conseguiamos ver a evoluçao deles

  2. André "RazorHawK" Pinto - há 3 anos

    Gostei muito deste artigo, por mim tem tudo para continuar, é sempre bom para os fãs de wrestling saber o que andam as “velhas guardas” a fazer atualmente :)
    Pessoalmente gostava de ver um artigo sobre o Diamond Dallas Page, posteriormente Buff Bagwell também é bem vindo :)

  3. Rafael Silveira - há 3 anos

    Ótimo artigo.
    Gostaria de ver o DDP na próxima edição.

  4. Jorge Rebelo - há 3 anos

    Excelente trabalho André e espero que continues a surpreender.

  5. JoãoRkNO - há 3 anos

    Parabéns André, excelente trabalho, espero que consigas continuar este espaço que tem tudo para ser interessante.
    Por mim, podes fazer sobre o DDP.

  6. Miguel - há 3 anos

    Eu gostaria mesmo era de Ken Shamrock.

    Mas assim DDP.

    Bom artigo.

    O que aconteceu ao joaop?

    • joaop - há 3 anos

      Eu ia fazer o teu a seguir a este… eu podia te dizer o que aconteceu, mas vao apagar o meu comentario…

  7. Senshi - há 3 anos

    Fixe, fixe… bom artigo…

    Em relação à votação prefiro o Buff que anda mais desaparecido…

  8. akujy - há 3 anos

    Meu caro homónimo, ninguém melhor que o autor do vintage para comandar um espaço que acaba por ter todo o paralelismo do mundo, mas onde ao mesmo tempo tens também a oportunidade de abordar o lado recente da coisa. Excelente estreia e agora irei seguir. Isto claro, sem qualquer desrespeito ao autor original, pelo qual não nutro muito, obviamente, mas que estava a fazer um bom trabalho. É sempre triste ver partir um escritor de um espaço, seja porque motivo for. Nesse aspecto enterro o machado de guerra e agradeço ao Joao pela original ideia que teve com este espaço, bem como com o trabalho que com ele passou, tal como todos os escritores passam. E que consigas levar essa idea a bom porto, André. Boa sorte. Acredito que não precises de sorte, mas dá sempre jeito, já que agora tens serviço duplo.

    • MR Perfection André Santos - há 3 anos

      Obrigado meu caro.Realmente é uma matéria que adoro, pois “devoro” tudo que é documentários, textos de historia e o wrestling pertence a essa matéria.
      Não tive a oportunidade mas deixo agora um bem haja a ideia do joão!

  9. FAlmeida_10 - há 3 anos

    Bom artigo André. Sorte com este novo espaço

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador