Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Candidata-te!

Onde Andas Tu? #50 – Kenny Dykstra

KENNY!! JOHNNY!! MITCH!! NICKY!! MICKEY!!

E é com esta alegria toda que chegamos à 50ª edição do “Onde Andas Tu?” 

Um espaço que já passou por várias mãos e fica já aqui o meu agradecimento ao André e ao João por terem tomado conta tão bem desta rubrica no passado! :D

Os Spirit Squad foram um stable heel de um quinteto de cheerleaders masculinos que alegraram (ou não) o roster da WWE a partir de 2006. Para além da sua hiperatividade em fazerem acrobacias na sua entrada, também não nos poupavam às coreografias e músicas dedicadas a outros wrestlers, tudo para animá-los antes dos combates!

A verdade é que devido à gimmick e ao percurso desta equipa, os cinco membros viram-se bastante descredibilizados e foi preciso uma recapagem para os dois jovens que – com sorte – voltaram novamente ao Main Roster com todo o potencial para brilharem quando antes não o tinham conseguido fazer. Os dois jovens foram Nick Nemeth que hoje em dia ainda encontra-se pela WWE como Dolph Ziggler e Ken Doane, mais conhecido como Kenny Dystra.

Doane, é outro dos tantos casos já aqui falados, que despertou interesse para o wrestling, desde muito novo. Mais precisamente em 2001 quando tinha quinze anos. Começou nas indies locais de New England como por exemplo a Power League Wrestling, como “Broadway Kenn Phoenix” e foi posteriormente treinado pelo wrestler e treinador Killer Kowalskiin Malden em Massachusetts.

PLW –  Broadway Kenn Phoenix VS Heavenly Johnny Angel: https://www.youtube.com/watch?v=zuE9cEpCnnY

Ainda antes de ter assinado o contracto com a WWE apareceu na RAW de 12 de Maio de 2003, juntamente com o seu irmão Mike Phoenix. Juntos participaram num combate de 1 minuto e meio, ambos vencidos por Rodney Mack. Outra aparência foi no Sunday Night Heat num combate contra Lance Storm. Em Junho de 2005 foi oficialmente contractado pela WWE e foi enviado para a OVW. Já em Ohio, no fim desse mesmo mês ganhava o Television Championhip e apesar de algumas defesas bem conseguidas, acabou por perder o título para CM Punk em Novembro do mesmo ano.

OVW: Ken Doane vs CM Punk: https://www.youtube.com/watch?v=c2RhLvEvQg4

Depois da perda do título, formou-se os Spirit Squad que estrearam-se na RAW a 23 de Janeiro de 2006 ao ajudarem Jonathan Coachman a derrotar Jerry Lawler num combate de qualificação para o Royal Rumble que iria realiza-se dias depois. Aparecendo com o seu entusiasmo que lhes seria característico, ao encorajar Coachman, os Spirit Squad tinham chegado para ficar! Ken Doane também lá estava mas agora com um nome mais estereotipado: Kenny.

https://www.youtube.com/watch?v=5Vq0L_0weC8

Pouco tempo depois, foram inseridos numa feud com nada mais nada menos qu Vince Mcmahon e Shawn Michaels, ficando claro do lado do patrão que se encontrava em rivalidade com o HBK. Naturalente, não faltaram handicap matches de um número vantajoso para o SS contra o sozinho Heart Break Kid. A juntar a isto, não  podemos esquecer-nos dos insultuosos cheers que estes cheerleaders entoavam contra o wrestler.

Handicap match 5 vs 1: https://www.youtube.com/watch?v=sB7dYywxl7k

Pior que isso, foi que para além da exposição numa das feuds mais quentes daquele momento, a WWE ainda meteu-os a competir na divisão de tag-team e a 3 de Abril de 2006, Kenny and Mikey ganharam os World Tag Team Championship contra…o Big Show e o Kane. Como isto é Wrestling vamos passar à frente o facto que, se isto fosse real – os SS nem durariam 5 segundos. :P

Spirit Squad vs Big Show and Kane: https://www.youtube.com/watch?v=CTADypRick4

Mas a sorte não acabaria tão cedo, visto que os SS aguentaram os títulos durante…..216 dias! E até aquela altura era o segundo maior reinado destes títulos desde 1997! Melhor que isso, era que todos podiam defender o título, o que até foi uma boa estratégia de mostrar as capacidades de wrestling de todos os membros da ‘Squad’.

Mas todas estas conquistas não foram fáceis, pois naquela altura ainda havia competição da divisão de tag-team e um booking decente. Até chegaram a ter uma feud com os Highlanders a defender o título no Unforgiven em 2006.

http://www.dailymotion.com/video/xqedve_wwe-unforgiven-2006-spirit-squad-vs-highlanders_sport

E os Spirit Squad até ajudaram num dos grandes momentos daquela altura. Juntamente com Jerry Lawler -naquela altura heel – a stable levou ao extremo o seu abuso contra o pobre Joey Styles. E foi em mais um segmento de backstage onde os Spirit Squad impingiam a Styles mais ‘espírito’ ao comentar os seus combates, que Joey – acumulando todas as humilhações porque já tinha enfrentado – passou-se mesmo da cabeça, e realizou a promo da sua carreira.

https://www.youtube.com/watch?v=O1MJBO6k3a0

Infelizmente, parece que a WWE apenas subi-os a voos mais altos para que a queda fosse maior.

Apesar da gimmick ridícula que não os beneficiava em nada, os cinco elementos até tinham algum potencial, uns mais que os outros mas para os standarts da WWE, eram aceitáveis. E a WWE não os preparou minimamente quando pensou em separar a equipa. Desta vez não eram dois, eram cinco e nenhum deles saiu estrela, muito pelo contrário. Por alguma razão, na cabeça de Vince, ele achou que seria boa altura para reunir os DX e metê-los numa feud contra 5 rookies que andavam apenas há uns meses na RAW.

A feud entre as equipas proporcionou muitos combates desiguais, só que ao contrário da primeira feud dos SS contra Shawn Michaels em que 1 não bastava para vencer 5, aqui os DX limpavam sempre os combates.

https://www.youtube.com/watch?v=3767TiUNVoE

Sem esquecer os segmentos de humilhação:

https://youtu.be/fjKpCfOCRfw

Se há termo mais adequado é este: os Spirit Squad tinham sido enterrerados e recambiados para a OVW.

Felizmente a WWE ainda teve a sanidade de resgatar dois dos seus cinco elementos e se não o tivesse feito hoje em dia provavelmente não haveria “Showoff” para ninguém. Outro wrestler que sofreu uma recapagem e que já vinha a ter um maior destaque na stable foi Kenny, que ganhou um último nome, tornando-se Kenny Dykstra.

Para além do último nome, ganharia uma nova theme, attire e mais importante que tudo, um push como midcard. Isto já em 2007, onde lançou-se a solo contra Ric Flair. Apesar de ser outro nome de peso, desta vez parecia que tudo estava encaminhado, sem mais estrelas antigas a ofuscar os novos talentos.

Kenny Dykstra vs Ric Flair: https://youtu.be/nDJ83494BTk

Bem…a verdade é que Dykstra ainda passou uns tempos no Sunday Night Heat, a formar equipa com John Morrison, antes de ser recambiado para a Smackdown, no draft de 2007.

Se na Smackdown teria algum espaço para mostrar o que vale, este não foi de todo aproveitado. Aliás mudar para a brand azul só piorou ainda mais a sua situação, quando tornou-se um jobber de estrelas como como Chuck Palumbo e Matt Hardy. Ainda teve um (muito) breve relacionamento com Victoria e entrou em alguns combates de tag-team mas depressa desapareceu da televisão.

A ausência prolongou-se durante 6 meses e só voltaria já em Agosto de 2008, perdendo num squash para Triple H. Desapareceria de novo até a WWE anunciar o seu despedimento em 2008.

A Kenny só restava voltar às indies, em 2009, começou a trabalhar na Dragon Gate USA, com o seu verdadeiro nome. Seguiu-se a Evolve e posteriormente a TNA, onde teve apenas um tryout match contra Homicide. Já em finais de 2010, anunciou pelo twitter que recusou um segundo tryout por sentir que os padrões da TNA não se adequavam ao que procurava no momento, afirmando que até voltaria à WWE se eles pedissem um retorno.

E voltou…para um dark-match a 15 de Novembro de 2011, nas gravações da Smackdown, perdendo para outro ex-WWE, Justin Gabriel. Ainda em 2011 participou nas gravações da primeira temporada de Wrestling Retribution Project. Para quem não sabe o WRP foi uma série desenvolvida por Jeff Katz que estava cansado do formato do wrestling televisivo da WWE e da TNA. Com a ajuda de uma campanha de donativos conseguiu o dinheiro suficiente para produzir a primeira temporada do Wrestling Retribution Project, que contava com vários wrestlers de todas as companhias mundiais. Na série os wrestlers interpretavam outras personagens que não as gimmicks com que eram conhecidos e a Doane coube a personagem de “Simply” Stan Shooter. Os 13 episódios saíram num DVD. Podem ver um dos combates aqui.

https://www.youtube.com/watch?v=UOUs7Qd3Owc

Em Setembro passado, três membros originais dos Spirit Squad juntaram-se para um torneio de tag-teams na companhia Chikara. Juntando-se a Johnny e Mikey, os Spirit Squad ganharam a primeira ronda mas foram eliminados na segunda, a 20 de Setembro.

Apesar de não ser muito reconhecido pela sua carreira como wrestler, foi bastante falado quando fez acusações graves de a sua noiva (Mickie James) o ter traído com John Cena, durante o noivado destes e o casamento do último. Até hoje nunca se confirmaram estes rumores.

Por fim, entrou no mundo dos reality shows ao entrar no programa “Seducing Cindy”, onde uma antiga estrela da televisão americana tenta a sua sorte no amor. Apesar de não ter sido o vencedor, ficou num honroso 5º lugar. Faltou uns cânticos de apoio dos Spirit Squad e talvez tivesse ganho o concurso!

Keir

Dykstra é um caso estranho: toda uma carreira precoce, com poucos meses na OVW e apenas 2 anos e meio na WWE.

E vocês, que acham deste wrestler? Preferiam que tivesse sido outro ‘Spirit Squad’ a ser pushado pela WWE em vez de Kenny?

Espero que tenham gostado e até à próxima semana!

Sobre o Autor

- Escritora do artigo "Onde andas tu?" Fã de Wrestling desde 2005.

26 Comentários

  1. reigns one versus all - há 2 anos

    Excelente artigo.
    Já tinha ouvido falar dele,mas não o conhecia muito bem.
    Já agora não tinha ideia que o dolph ziggler tinha estado nesta stable.

    • Mafi - há 2 anos

      Obrigada :D
      Sim teve, felizmente conseguiu ser salvo. Teria sido um desperdício se a WWE o tivesse mandado embora!

      • reigns one versus all - há 2 anos

        Concordo.Dolph ziggler é uma mais valia para a WWE

  2. reigns one versus all - há 2 anos

    Já agora parabens pela edição 50

  3. X Francisco - há 2 anos

    TIMMYYYYYYYYYY, so faltava esse :P

  4. Tunes9 - há 2 anos

    Excelente artigo, adoro esta rubrica. (não me canso de dizer)

    Eu comecei a ver Wrestling em 2004 e eles apareceram em 2006, acompanhei toda a carreira dos Spirit Squad e depois do Kenny Dykstra, a verdade é que nenhum deles se destacava em especial e eram um grupo unido e com química, funcionava muito bem e eram engraçados e foram interessantes por algum tempo, além disso foi com eles que os DX regressaram e foi um dos momentos mais felizes que tive em termos de WWE, HHH e HBK (o meu 1º e o 2º lutadores preferidos, respectivamente) era simplesmente fantástico e aquele ano de 2006 foi sensacional até à lesão do HHH :-(.
    O Kenny era o líder e até se destacava um pouco e portanto é natural que tenham apostado nele a solo, já sabia que o Ziggler fazia parte do grupo mas não soube logo na estreia dele a solo, só uns tempos depois e fiquei surpreendido.

    Quanto às perguntas:

    # E vocês, que acham deste wrestler? Preferiam que tivesse sido outro ‘Spirit Squad’ a ser pushado pela WWE em vez de Kenny?

    R: não era mau, tinha presença física e algum talento ao microfone e no ringue era um bom atleta mas cedo se viu que não ia ser aposta séria da WWE, mesmo assim teve uma carreira interessante na companhia e alguns momentos marcantes e teve o seu “minuto de fama”.
    Eu gostava do Mickey e do Ziggler, se tivesse que escolher alguém para dar um push a solo seria um destes dois mas o Ziggler acabou por ter a sua oportunidade mais tarde e funcionou muito bem, é muito mais talentoso que o Kenny Dykstra, é impressionante como alguém como uma “gimmick” um pouco parva e sem futuro na WWE (nos Spirit Squad) pode passar a ser um enorme talento que dá show todas as semanas e tem pinta (Ziggler).

    Bom trabalho Mafi. :-)

    • Mafi - há 2 anos

      Obrigada Tunes :D

      Eu odiava os Spirit Squad xD comecei a ver em 2005 e portanto também acompanhei toda a carreira deles e bolas como eles eram irritantes e não paravam xD a gimmick é daquelas tão más que é boa :P naquela altura também fiquei satisfeita com o regresso dos DX mas olhando para trás, não foi de todo a melhor altura para se juntarem de novo, ou pelo menos não daquela maneira.

      O Mickey está também muito bem na ROH, foi pena não ter sido aproveitado pela WWE, até porque agora tem um look muito mais interessante (se é que me entendes :P) e gostava mesmo muito que tivesse continuado na WWE. Bem temos o Ziggler que já não é mau!

      Obrigada mais uma vez :D

      • Tunes9 - há 2 anos

        Não tens de quê.

        Como eu compreendo… eu também os odiava, eheh, no entanto cumpriram o seu papel na perfeição e foram úteis naquilo em que foram utilizados, depois seguiu-se o push a solo mas só o Kenny Dykstra é que foi aproveitou (o Ziggler também mais tarde), tive pena do Mickey não ter tido uma oportunidade porque parecia-me talentoso no ringue e tinha intensidade a falar, fui ver como está agora e fisicamente tem um attire normal (nada de roupas verdes de cheerleader), um físico bem trabalhado e um cabelo mais irreverente (um look interessante, sem duvida) e acredito que esteja a ser bem sucedido na ROH, foi pena.

        Quanto aos DX, eu adorei o regresso dos DX mas também acho que podiam ter regressado noutra altura e em algo mais importante.

        Desejo-te uma excelente semana e até ao próximo artigo. :-)

      • jalmeida - há 2 anos

        concordo com tudo expeto o timing dos DX , para mim foi na perfeita altura visto k hbk já tinha avisado da sua reforma do wrestling , hhh foi o primeiro a saber e daí proporcionou se o melhor fim possível para hbk , nós só tivemos de aproveitar ! Abc !!!

    • Don_Ricardo_Corleone - há 2 anos

      Também comecei a ver em 2004, para mim esse período de 2004-2006 foi o melhor da WWE, pelo menos o melhor daquilo que eu vi. Era tão bom que até o Jerry Lawler tinha piada.

      • Tunes9 - há 2 anos

        Sim, concordo Don_Ricardo:_Corleone, esse período foi fantástico com os Evolution, a ascensão do Batista e Cena (depois a do Edge), o regresso dos DX, Vince em grande na TV com Shane também, Kurt Angle e HBK em full-time, muitos talentos, comentadores como Jim Ross e o Jerry Lawler (ainda tinha piada, como disseste, eheh), etc, etc, de 2004 a 2006 foi excelente e das melhores fases daquilo que vi, subscrevo.

  5. yuj21 - há 2 anos

    Eles SRAM uma stable engracada mas n faziam grandes manobras em ring.
    Eu sempre pensei que na altura em que we separam que o que iria ter make destake no grupo era o Kenny a final acabou pot ser um dos outros o Nicky que we chama agora Dolph Ziegler.

    • Mafi - há 2 anos

      Sim também pensei nisso, visto que sempre deram mais destaque ao Kenny mas sinceramente ainda bem que hoje em dia temos o Dolph e não o Kenny, porque o primeiro é claramente superior!

  6. Don_Ricardo_Corleone - há 2 anos

    Boa escolha. O Kenny Dykstra é um caso estranho. Alguém que não teve tempo suficiente para mostrar se realmente poderia ou não ser alguém no wrestling. Ele parecia ter talento, parecia ter qualquer coisa especial. Era bom no ringue e no microfone, esteve na feud do Vince McMahon e em feud com os DX na stable, a solo tentou aliar-se aos Rated RKO, salvo erro, parecia que queriam apostar nele e de repente desistiram, como tantas vezes acontece. Vir a público dizer o que disse do Cena não ajuda a um eventual regresso, mesmo sendo verdade. Ele devia era ter ido ás fuças do Cena na altura e deixar isso entre eles. Estranho que tenha desistido do wrestling e que nunca se tenha destacado nas Indies. Assim fica difícil dizer que o que poderia ter sido, fica a ideia de um atleta com algum talento que passou ao lado de um carreira. Já agora, porque não falar dos restantes membros da stable? À excepção do Ziggler, claro!

    • Mafi - há 2 anos

      Ele ainda disse mais coisas sobre a Mickie, o Cena e o casamento dele, coisas que nem interessam. Sim resolviam entre eles que mandar bocas no twitter não resolve nada.
      Eu nunca vi nada de especial nele mas também fiquei admirada por estar pouco activo no wrestling.
      Sim é o que pretendo fazer, sei que o Mikey (Mike Mondo) está a ir bem na ROH, os outros dois sinceramente não sei o que feito deles, a ver se ainda estão no business.

  7. Sorlei Rui Oltramari - há 2 anos

    Escolha interessante, Mafi. Ótimo artigo!

    Realmente, ter o Spirit Squad no currículo é um suicídio de carreira, pois qualquer um que quisesse seguir carreira a solo teria um longo caminho para recuperar credibilidade. E isso prova o quão bom é o Ziggler, que conseguiu se reerguer e se transformou no que é hoje.

    Mas, quanto ao assunto principal do texto, Kenny foi mais um caso de lutador que costumo chamar de “feito para as indies ou para a TNA”, pois era óbvio que não teria sucesso na WWE por não ter o ‘It Factor’ de um competidor individual. Não consegui ver muito nem dele, nem de Mickey, Johnny e Mitch, mas julgava ter habilidade no ringue. Como “líder do grupo, era natural que recebesse um certo push após a separação. Hoje, creio ser mais conhecido pela polêmica com Mickie e Cena, do que qualquer coisa que tenha feito a solo. De qualquer forma, mais um talento que não teve sucesso na WWE.

    Sei que estou ficando meio chato, mas gostaria de deixar mais sugestões para que continues com o excelente trabalho que tens feito: Luther Reigns, Paul London, Trevor Murdoch e Kelly Kelly (era bem inútil no ringue, mas gostava dela e gostaria de saber o que ela faz hoje em dia).

    • Mafi - há 2 anos

      Obrigada :D

      Concordo em tudo, eu nunca vi nada de especial nele e subscrevo o que dizes, falta-lhe o it factor, algo que por exemplo, acho que o Ziggler tem. É muito mais carismático do que alguma vez o Kenny foi.

      Não estás a ser nada chato! Pelo contrário, eu agradeço todas as sugestões, comentários e críticas! As tuas escolhas já estão apontadas, muito obrigada por leres e comentares! :)

  8. Sergio Fantastico - há 2 anos

    Faz falta

  9. Pirkito - há 2 anos

    Ri d+ no segmento da “armadilha”, não os conhecia, mas simpatizei com eles, acho que se eu acompanhase a WWE naquela epóca eu iria gosta deles, só achei que ficou faltando informações do resto do grupo afinal eram 5 e não 1, belo artigo.

    • Mafi - há 2 anos

      Ias gostar ou achá-los irritantes como eu achei :P

      Sim Pirikito vou falar dos outros membros futuramente, um artigo para os 4 (visto que o Ziggler ainda está na WWE) ficaria muito grande. Obrigada por leres e comentares ;)

  10. joão victor - há 2 anos

    nicky se deu bem na história ops que diser dolph ziggler

  11. RODRIGO - há 2 anos

    Acho que a próxima edição do “Onde Andas Tu? ” devia ser sobre a SmackDown.
    É que já teve anos tão bons e agora é isto.

  12. Sonic3452 - há 2 anos

    Voto para um Onde Andas Tú do Finlay!

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador