Clica aqui e junta-te ao nosso grupo de Facebook: "Fãs de Wrestling"!

Opinião Feminina #120 – It is what is has always been

Um ano. 365 dias. É impressionante a diferença que apenas um ano pode fazer. Lembro-me perfeitamente do que estava à fazer há um ano atrás, relativamente ao mundo do Wrestling. Lembro-me como se fosse ontem da empolgação, da ansiedade, da vontade desenfreada de querer assistir à Wrestlemania 28. Há exactamente um ano atrás estava a deliciar-me com os mais recentes acontecimentos da Raw.

Lembro-me de ter ficado empolgada com o anúncio de Shawn Michaels, onde este oficializou o seu papel de árbitro no combate de Undertaker e Triple H na Wrestlemania; de ter ficado ansiosa com a perspectiva de ver o grande embate de The Rock e John Cena, depois de ter assistido a mais uma excelente interacção entre os dois dois; e de ter ficado absolutamente nas nuvens por ter assistido à formação da equipa entre Chris Jericho e Daniel Bryan, para enfrentarem CM Punk e Sheamus.

Isto tudo há um ano atrás.

Há um ano atrás, a Wrestlemania 28 era o evento que não se podia perder por nada. É verdade que a construção do evento não era perfeita, mas para mim tal era aceitável, pois tinha dado o benefício da dúvida à WWE, tendo plena consciência que as minhas expectativas poderiam simplesmente ser demasiado altas.

Afinal, The Rock e John Cena iriam ser o embate de gerações; ver Undertaker, Triple H e Shawn Michaels – três dos meus preferidos de sempre – a trabalharem juntos em algo garantiria a criação de altas expectativas, como apenas seria natural; Chris Jericho, por sua vez, é dos lutadores que mais respeito e admiro, logo vê-lo regressar para lutar CM Punk, quando tal era exactamente aquilo com que sonhava desde Junho de 2011 – quando ouvi CM Punk a proclamar-se como “Best in the World” – estava destinado a colocar-me em pulgas; e por fim, Daniel Bryan era um dos campeões principais e tinha um combate garantido na Wrestlemania contra Sheamus, num combate que já tinha querido ver uma vez, mas tinha sido privada de tal.

Ainda hoje, olhando para tudo isto e para esta enumeração que fiz, admito que talvez a construção – no geral – da Wrestlemania não tenha ficado aquém das expectativas. Afinal, posso ter sido eu que exigi demais. Mas, olhando para tudo ito, poucos são aqueles que podem dizer que não o fizeram.

Verdade ou não, facto é que mal podia esperar pelo dia da Wrestlemania 28. Foi uma verdadeira “época de Wrestlemania”. Perder uma Raw em directo era impensável, mesmo com todo o cansaço que certamente se iria fazer sentir no dia seguinte. No fundo, valia a pena.

Diz-se que quanto mais alto se sobe, maior é queda, ora neste caso pode-se dizer que “quanto maiores as expectativas, maior a desilusão”. A primeira hora do evento foi como um balde de água fria que rapidamente arrefeceu todo interesse, toda a expectativa, e toda a excitação que tinha sido construída ao longo do último ano.

Enfim, as opiniões sobre a Wrestlemania 28 variam imenso. Na semana que se seguiu à Wrestlemania, as críticas eram variadíssimas. Desde quem adorou, até quem odiou, lia-se e ouvia-se de tudo. Para quem se lembra do artigo que escrevi na altura, encaixei-me no grupo dos revoltados e desiludidos.

Não digo que a Wrestlemania tenha sido o pior evento de sempre, nem sequer coloco em questão o facto de terem existido Wrestlemanias que foram piores, apenas sei que, por várias razões enumeradas na altura – não só o facto de Daniel Bryan ter perdido em 18 segundos, pois ao contrário do que muito boa gente pensa não é só disso que as pessoas queixam, especialmente eu– no geral, estava à espera de bastante melhor. Não estava à espera de ver títulos embaraçados, campeões humilhados, esforço e trabalho mostrado ao longos de anos desvalorizado… Enfim, estava à espera de ver recompensas, não castigos.

Todavia, deveria mesmo ter esperado melhor da Wrestlemania? Afinal, se não analisarmos a Wrestlemania como fãs que assistem regularmente e que têm o conhecimento total das histórias e das personagens, iria mesmo o nosso nível de aborrecimento ser o mesmo?

Daniel Bryan, o convencido e arrogante anão – não o talentoso lutador, só teve o que mereceu contra Sheamus. Afinal, quem o mandou comportar-se de forma tão despreocupada, num momento tão importante? Além disso, o pouco tempo que o combate de abertura iria, garantidamente, apanhar as pessoas de surpresa e colocá-las em alvoroço para assistir ao resto do evento, logo era o início ideal de um evento!

E porque razão é que Daniel Bryan e Sheamus precisam de ter mais tempo que Randy Orton e Kane, quando dos quatro lutadores, Randy Orton é obviamente uma maior atracção? Mesmo não ganhando, seria absolutamente incompreensível não colocar Orton num combate com algum tempo.

Cody Rhodes, por sua vez, sofreu o mesmo destino que Daniel Bryan e foi castigado pela sua atitude arrogante e aprendeu a lição às mãos de alguém com quem não deviam ter brincado. Que importa que o titulo Intercontinental não tenha nada a fazer nas mãos de Big Show?

Relativamente às Divas, Maria Menounos era obviamente a atracção do combate, sendo a celebridade, e venceu-o, afinal para quê participar, senão fosse esse o caso? Brodus Clay a dançar e os vinte minutos de concerto de Flo Rida e Machine Gun Kelly pode ter sido um insulto aos fãs que esperavam combate com mais tempo, mas num evento tão longo e sem intervalos, era estritamente necessário que existissem momentos para pausas.

A vitória de The Rock pode ter irritado alguns fãs, mas haveria mesmo razão para não o fazer? The Rock era, não só uma das maiores estrelas da indústria, como uma celebridade na Wrestlemania a lutar na sua cidade natal. Não faria mais sentido, para que o evento terminasse em nota positiva, com uma vitória deste?

Ou seja, visto por outros olhos, através dos olhos de fãs ocasionais e de fãs que estão só a experimentar o produto, e a juntar aos outros dois excelentes combates e aceitável tag team match, só se pode dizer que a Wrestlemania foi um evento bastante completo, que mostrou o melhor de todas as áreas e feito de forma perfeita para agradar as massas, especialmente aquelas que ainda não se dedicam exclusivamente ao Wrestling.

Foram explicações destas que, ao longo do último ano, me fizeram questionar bastante se de facto foi a WWE que falhou com a Wrestlemania, ou se era eu que, como fã, estava a exigir algo que já deveria saber à partida que não ia acontecer. Teria motivos para ficar tão surpreendida com o que se passou?

Afinal, existiram pessoas que preveram que a Wrestlemania não iria ser nada de especial. Aliás, até houve pessoas a preveram que Daniel Bryan iria perder num squash match!! Coisas que ignorei completamente na altura, pois para mim era absolutamente impossível para a WWE estragar a Wrestlemania, ou dar menos que o esperado. Conclui-se então que pessoas mais treinadas que eu viram o que, pessoalmente, não vi. Conclui-se que afinal as pistas estavam lá, mas nem todos souberam lê-las.

Portanto, isto tudo leva à questão: mas afinal, o que é que é a Wrestlemania? Não o que é para mim, não o que acho que deveria ser, mas sim, o que é a Wrestlemania para a WWE? E, já agora, para o mundo no geral?

“The Showcase of Immortals” é, de longe, a minha alcunha preferida usada para descrever a Wrestlemania. Sempre achei que dava uma nuance mística e especial à Wrestlemania. E no fundo, nem é algo assim tão estranho, afinal existiram de facto lutadores que, através da Wrestlemania, se tornaram verdadeiros imortais nesta indústria.

Todavia, será que é para isso que existe a Wrestlemania? Para cimentar os “imortais” da indústria? Ou para, em suma, mostrar ao mundo algo que convença as massas a aderirem ao espectáculo que a WWE fornece?

Essa foi a dura lição que, caso não esteja enganada, julgo ter aprendido ao longo do último ano. A meu ver, a Wrestlemania é sobre publicidade e dinheiro. Para a WWE, a Wrestlemania é o veículo usado para auto-promoção.

Toda a gente sabe, ou pelo menos assim o é informada quando procura essa informação, que a Wrestlemania é o evento mais importante de Wrestling do mundo. Normalmente, seria a escolha mais racional, caso alguém quissesse experimentar assistir ao produto. E, na prática, continua a fazer sentido, afinal a Wrestlemania quase sempre apresenta o melhor dos dois mundos, combinado num só: Wrestling e outras variadas vertentes do Entretenimento. Raramente um evento da Wrestlemania termina sem, pelo menos, um combate espectacular e, também, raramente existe um evento sem um aspecto do mundo do entretenimento para os fãs.

Como é natural, os fãs – ocasionais ou os que estão a experimentar – não compram o evento especificamente para ver o Flo Rida ou o Kid Rock a dar um concerto, mas certamente já houve quem comprou para ver Floyd Mayweather lutar com Big Show, para ver se, por acaso, Donald Trump rapava o cabelo ou o que é que Mike Tyson poderia fazer no main-event com Steve Austin e Shawn Michaels.

E graças a isso e muito mais, comecei a encarar a Wrestlemania como um enorme reclame publicitário feito pela WWE. Um reclame publicitário que, tem como objectivo, primeiro, ser bem-sucedido nas vendas – para futura propaganda e para o bem-estar do ego (porque, monetariamente, não lhes faz assim tanta diferença), e segundo, para a promoção do que é apresentado pela WWE a maiores audiências.

Senão, porque razão teriam constantemente as celebridades presentes? Cyndi Lauper, Muhammad Ali, Mr. T, Lawrence Taylor, Aretha Franklin, Alice Cooper, Pamela Anderson, Mike Tyson, Donald Trump, Snoop Dogg e atéFloyd Mayweather, são apenas alguns dos exemplos e se repararmos bem, alguns dos nomes referidos acima não são só bastante importantes, ainda nos dias de hoje, como eram extremamente influentes na altura em em que participaram na Wrestlemania.

Como é natural, tudo isto não é só para atrair a atenção do maior número de fãs possível, tal é também para mostrar ao mundo que o produto apresentado pela WWE é popular e que é aceitável para qualquer pessoa ser fã do mesmo. No fundo, através do uso de celebridades, a WWE tenta acabar com o estigma que a indústria do Wrestling Profissional ainda sofre.

E haverá melhor sítio para fazer isto, que não na Wrestlemania? O evento mais importante da indústria? Exactamente por isso é que o mesmo apresenta, mais recentemente, uma mistura de entretenimento, comédia, algumas coreografias, e Wrestling à mistura.

E os fãs que já cá estavam? Os fãs que, todos os dias, assistem ao produto? Ora, este espaço não se dedica às teorias da conspiração, portanto não vou dizer que somos absolutamente irrelevantes e que a Wrestlemania não é para nós. Não, não acho isso, de todo. Afinal, também ganhamos todos os anos, pelo menos um grande combate – sendo que muitas vezes são mais do que um. Às vezes, até ganhamos a lotaria e podemos ter Wrestlemanias como a Wrestlemania 17, que é tida como a melhor de sempre.

Todavia, não acho que a mesma seja feita única e exclusivamente a pensar em nós – tal é óbvio, pois não somos um factor tão relevante quanto pensamos. Porquê? Porque já cá estamos. Nós já fomos conquistados. E além disso, tal como referi acima, iremos sempre ficar contentes com o melhor combate da noite ou com os dois melhores combates da noite, porque foi por isso que assistimos ao pay-per-view.

Podemos ficar especialmente aborrecidos com uma ou outra Wrestlemania, mas depois chega a altura de outro pay-per-view, como por exemplo, o Extreme Rules, que consegue ser absolutamente brilhante do início ao fim, no que toca ao Wrestling. Nos últimos anos, o Extreme Rules tem sido o melhor evento, nesse aspecto. Para os fãs de Wrestling, o Extreme Rules tem sido a Wrestlemania “não oficial”, porque a forma como os fãs de Wrestling idealizam a Wrestlemania, não é a mesma com que a WWE olha para ela, ou pelo menos, dá a entender que olha, especialmente nos últimos anos.

Para nós, a Wrestlemania ideal é um card cheio de excelentes combates, com histórias bem construídas e promovidas, dando assim uso ao enorme talento que os lutadores actuais possuem. Ora, se tenho interpretado todas as pistas correctamente, para isso estão lá todos os outros pay-per-views.

Com a história que tem, com o rendimento que dá às cidades que a recebem e com toda a pompa e circunstância que tem ao ser tratada como o maior evento de Wrestling da indústria, a Wrestlemania dificilmente poderá ser só sobre Wrestling. Durante uma parte significante da sua história, a Wrestlemania sempre foi um cartão de visita, onde fãs ocasionais e possíveis futuros fãs irão poder assistir ao melhor que a WWE julga que tem para oferecer, juntamente com a interacção das personalidades mais influentes que eles conseguirem arranjar.

Exactamente por isto é que, mesmo a poucas semanas da Wrestlemania, só os combates mais importantes foram anunciados: Rock vs. Cena II, o combate pelo Título World Heavyweight e o combate da Streak. É verdade que Triple H e Brock Lesnar ainda não foi oficializado, mas está claro que é isso que vai acontecer. Para a Wrestlemania, ao contrário do que julgávamos e ao contrário do que gostariamos, pouco mais que isso importa à grande escala. São estes os combates que irão servir como cartão de visita da WWE, quer gostemos ou não.

O resto pouco interessa, pois as cartas que a WWE acredita que valem alguma coisa para atrair as massas já foram jogadas. Tal como disse na semana passada, os restantes lutadores terão o devido destaque no próximo pay-per-view ou quando a WWE sentir a corda à volta do pescoço a apertar, o que não está nem perto de acontecer.

Ao contrário do que muitos poderão pensar, isto não é – repito – uma teoria da conspiração. Nem sequer é uma queixa amarga de uma criança ingénua de coração partido que acabou de descobrir que o Pai Natal não existe. É, nada mais, nada menos, que uma constatação de um facto que muitos de nós escolhem ignorar ou simplesmente fingir que não é verdade.

A Wrestlemania é feita a pensar, especialmente, nos fãs ocasionais que à partida já se sabe que irão querer ver o que se passa na WWE e a pensar nas pessoas que poderão estar a experimentar pela primeira vez. A Wrestlemania é sobre dinheiro feito, os recordes batidos e a alimentação dos egos dos lutadores que nela participam e dos responsáveis pelo evento. O Wrestling entra nas contas e entrará sempre, mas nunca da forma como o resto dos fãs idealiza.

A Wrestlemania 28 provou-o e o card já anunciado para a Wrestlemania 29 voltou a prová-lo. Ora, longe de mim criticar a qualidade antes do mesmo acontecer, pois ambos os aspectos não se mutuamente exclusivos, mas isso é conversa para depois de um evento que, finalmente, está propriamente definido. Da minha parte, julgo que está tudo dito, portanto desejo um excelente Lockdown a todos os fãs da TNA e até para a semana!

35 Comentários

  1. Vinícius Nunes - há 4 anos

    Artigo fabuloso, e a Wrestlemania é isso mesmo, é o lugar onde a WWE quer atrair um público mais diversificado possível, desde os amantes de Wrestling até os fãs ocasionais ou os fãs que querem experimentar a modalidade, e também é onde a WWE ganha o seu maior lucro, é só ver que a Wrestlemania 28 foi o evento mais rentável de sempre, porque essa Wrestlemania foi feita para isso, atrauiu tudo quanto é tipo de público, os fãs das Indys que queriam acompanhar os seus ídolos defendendo os títulos principais da Big E (Daniel Bryan e CM Punk), os fãs da Attitude Era que puderam acompanhar o The Rock, Undertaker, Kane, Triple H e Chris Jericho, fãs da TMZ que puderam acompanhar o Flo Rida e a Maria Menuouous, as crianças que podiam ver o Cena, ou seja tinha tudo quanto é gosto.

    O grande fator, para o grande sucesso, o Once In A Lifetime, o combate foi bom, porém o combate em si nem interessa muito, um ano de construção de dois homens que são grandes ícones do wrestling nas suas respectivas Eras, um embate que todos tinham uma opinião, porém ninguém tinha muita certeza, um confronto que tinha a curiosidade de todos os fãs de wrestling, dos mais assíduos aos ocasionais, o embate do Rock contra Cena em um cenário fabuloso.

    A Wrestlemania é a grande publicidade da WWE, olhando como um ex-estuante de publicidade, eu acho a Wrestlemania 28 um evento fabuloso, como fã de Wrestling, não passou do razoável, e essa Wrestlemania seguirá pelo mesmo caminho, porém um pouco pior que a do ano passado nos dois aspectos, apesar do confronto de Punk vs Taker ser deveras interessante, além da prestação dos Shield nesse evento.

    Bem, é isso, grande artigo mais uma vez, e vamos ver se a WWE consegue nos surpreender pela positiva no maior evento de Wrestling do mundo.

  2. Tibraco - há 4 anos

    Este texto reflete uma visão extremamente ampla sobre o que é, na atualidade, a Wrestlemania. A realidade é a que tu descreveste e a WWE não se tem dado mal com essa aposta, então porque iria mudar? O lucro está garantido e não importa se o Ziggler está a ser descredibilizado, se os titulos secundários são valorizados ou se existem só 4 combates marcados. Todos os que reclamam vão ver, na mesma, o evento. Bem, talvez o Frederico tenha desistido mesmo e não veja xD Ainda assim, será sempre a execepção e não a regra.

    Adorei este artigo e considero que, entre os 120, este foi dos melhores de sempre. Não foi uma opinião de fã, mas sim de analista. Considero que continuas a evoluir e subiste , com mais esta edição do OF, mais um degrau. Muito bom mesmo. Só não lanço foguetes para comemorar porque sei que tens medo xD

    Apesar de teres razão em tudo o que escreveste, a longo prazo a WWE pode ter problemas. Os 4 combates principais são composto por 8 lutadores, dos quais apenas 2, talvez 3, são Main Eventer’s a tempo inteiro. Cena, Punk e talvez o Del Rio. Depois da ‘Mania o Lesnar, HHH, Taker e o Rock vão à vida deles. Ou seja tudo o que nos atraiu para ver este evento deixa de existir. A Wrestlemania deveria ser um equilibrio entre a consagração dos mais antigos e elevação de novos talentos. Só assim, no longo prazo, uma companhia de Wrestling pode ser sustentável.

    • Salgado - há 4 anos

      Sinceramente, não estava nada à espera deste tipo de crítica – pois não sinto que tenha feito algo de muito diferente, mas vocês lá saberão melhor que eu 😛 – e por isso agradeço-te pelos elogios 🙂

      E sim, é muito melhor que mantenhmos foguetes fora das celebrações, pela minha sanidade mental 😛

      Na verdade, já me resignei tanto a esta realidade que já não acredito que a WWE possa ter problemas assim tão substanciais. Eles quando notarem que precisam de mudar alguma coisa, mudam e pronto. Se for preciso, na próxima Wrestlemania agarram no Sheamus e metem-no na situação de um CM Punk e pronto, problema resolvido: já tens mais uma grande estrela.

      Além disso, fora da Wrestlemania, eles continuam com uma lista de talentos recém criados bastante convincente (mencionei-os na semana passada), não é como se não a estivessem a construir de todo.

      Se a maioria da audiência acabará por se ir embora, havendo sempre uma quebra de telespectadores? Sim e para evitar isso seriam essas as soluções que mencionaste e que já todos discutimos, mas para isso eles deveriam querer manter esses telespectadores, o que não estão.

      Eles na Wrestlemania trabalham para bater os recordes nesse evento, não no resto do ano e eles têm plena consciência disso.

      Para a situação se tornar insustentável para eles, eles precisavam de ter muito poucos lutadores “frescos” no main-event e de não ter forma para o valorizar. Ora, já sabemos que esse não é o caso. Eles têm imensos lutadores prontos a usar nas mais variadas situações, apenas os colocam em stand by em detrimento das Lendas, mas não duvides que se soasse o alarme em Stamford e eles se apercebessem que precisavam de uma salvação, seria a primeira coisa que faziam.

      Eles agora têm os planos de contingência prontos, apenas não os usam para já.

      • Tibraco - há 4 anos

        Não tens que agradecer. Foi uma análise muito bem conseguida 🙂 Agora só te falta participar num podcast ahah isso é que seria giro.

        Compreendo essa de terem “planos de contigência prontos”. Estás a referir-te ao Ziggler, Barrett e afins. Ok, não discuto isso. Quando eles quiserem promover um desses nomes como um Main Eventer não duvido que o consigam. Por exemplo, se o Ziggler tiver um bom reinado como campeão ninguém se vai lembrar destas derrotas todas. Em 2010 (acho eu) o Punk teve um ano horrivel. Hoje em dia quem é que dá valor a esse ano?

        A razão está do teu lado mas , ainda assim, gostava de ver o Ziggler a ter mais destaque, gostava que o Bryan já tivesse dado mais “um passo em frente”, gostava que o Ryback tivesse uma vitória em PPV. Mas, lá está, apesar de estar um pouco desiludido não vou acompanhar menos a WWE do que acompanho e , acredito, como eu existem muitos. Eles têm o público muito fidelizado.

      • Salgado - há 4 anos

        Já participei 😛

        Exactamente! Esse teu segundo parágrafo explica exactamente tudo o que estava a tentar dizer na resposta.

        Oh Tiago, tu e eu. Eu sei que a Wrestlemania 29 não irá ser má – se a analisarmos como analisei acima, mas desde que comecei a ver Wrestling é sem dúvida a que tenho menos interesse em ver porque eu já passei a fase das Lendas. Ver o Rock, o HHH ou o Undertaker já não me convence. Eu quero e gosto de ver as novas estrelas. Bryan, Ziggler, Sheamus, The Shield, Punk, Barrett, Rhodes, Cesaro, Sandow… Até do Ryback estou a começar a gostar! xD Como é natural, chegar a esta altura do campeonato e ver que nenhum deles tem um lugar de grande destaque – ao contrário do Punk – desmotiva bastante mas, tal como disseste, vou aqui continuar a ver para aos domingos poder mandar os meus bitaites.

      • Tibraco - há 4 anos

        Não sabia disso 😮 Mas foi naqueles do impacto global?

        A Wrestlemania não será má, concordo. Acredito é que os dois meses seguintes sejam fraquitos. Eles não têm UM heel suficientemente credivel para desafiar o Cena pelo titulo. Ou apostam no Punk de novo ou então regressa alguém. Nós vamos criticar, o interesse diminui mas , entretanto, chega o SummerSlam e eles sobem o nivel. E pronto, ficamos entusiasmados de novo.

      • Salgado - há 4 anos

        Sim, fiz pequenas participações em dois, em 2011!

        Chega o Summerslam e sobem de nível? O último Summerslam foi bem desinteressante…

      • Tibraco - há 4 anos

        Ahahah, adorava ouvir interagir-te com o Botas xD Eu costumo ouvir os podcast’s mas não me lembro de participares 🙂

        Talvez para a maioria dos visitantes do W.PT mas, na visão da WWE, foi um grande evento pelo simples fato de ter HHH vs Lesnar. E eles apostaram forte na promoção do PPV, até o HBK foram buscar. A ideia com que eu fico é que eles vão mandando umas migalhas ao longo do ano para prender as atenções.

      • Salgado - há 4 anos

        Foi curto, só dei as minhas previsões para os pay-per-views 😀

        Eu não estou a dizer que Brock Lesnar vs. Triple H não é um grande combate, especialmente pela primeira vez, e que a maioria dos fãs não tivesse empolgada para o ver (como podem estar agora para a Wrestlemania 29), apenas estou a dizer que a mim, tal não me interessou. Sim, nisso concordo contigo.

  3. danielLP21 - há 4 anos

    Isso é tudo muito bonito e é um facto incontestável, mas nos últimos anos a WWE tem abusado da vertente “entretenimento”. Claro que é o dinheiro que importa, os egos e blá blá blá, mas uma WrestleMania deve ter no mínimo 3 combates excepcionais e o resto tudo de razoável para cima. Eu não fico chateado com a existência de “performances” musicais e segmentos de comédia, mas quando isso afecta a qualidade do PPV, a conversa já é outra.

    Tendo como exemplo o ano passado, qual era o mal de o Flo-Rida e o MGK actuarem, desde que os combates fossem dignos de WrestleMania? Nenhum! O problema é que, não só existiram essas actuações ( muito más por sinal, mas isso já depende dos gostos de cada um), como tivemos combates pouco dignos de WrestleMania, e ainda por cima más decisões, como dar o Título Intercontinental ao Big Show depois do fantástico trabalho que o Cody Rhodes fez durante meses a fio.

    Em relação à WrestleMania deste ano, será que há mais comentários a fazer? Sim, os principais combates já estão definidos e chegam para vender o PPV. E então? Qual vai ser o papel do Dolph Ziggler na WrestleMania? Não podiam dar-lhe o prémio por tudo o que ele tem trabalhado desde 2009? E quem diz o Ziggler diz o Daniel Bryan, o Cody Rhodes, o Wade Barrett, o Miz, o Damien Sandow… Vão colocá-los num combate de Tag Team sem sentido e sem qualquer história? Ou eles não vão participar, de todo, na WrestleMania? Não acredito nesta 2ª opção, mas não ficava nada surpreendido se tal acontecesse!

    Vamos ao card da WrestleMania, e até vou ser simpático e acrescentar combates que não são certos ou não estão confirmados:

    – The Rock vs John Cena
    – Triple H vs Brock Lesnar
    – CM Punk vs The Undertaker
    – Jack Swagger vs Alberto Del Rio
    – Big Show, Randy Orton & Sheamus vs The Shield
    – Ryback vs Mark Henry

    Quem falta? Apenas o Dolph Ziggler, o Daniel Bryan, o Chris Jericho, o Kane, o Damien Sandow, o Wade Barrett, o Cody Rhodes, o Miz, o Antonio Cesaro… Pouca coisa! E se quisermos acrescentar o Kofi Kingston, o R-Truth… Partindo do princípio que vai haver combate de Divas e uma actuação musical, sobra apenas um ou dois combates para esta gente toda!

    Ou seja, podem dizer-me que o mais importante para a WWE já está decidido e que mesmo que o resto do card seja uma velnte porcaria, os 3 main-events chegam para vender o PPV e isso tudo, mas para mim esta arrisca-se a ser a pior WrestleMania de sempre, ou, pelo menos, dos últimos 15 anos. E para o ano vai acontecer o mesmo…

    Se o problema for a falta de tempo para combates em que participem quem merece participar, combates em que está quem não devia estar, actuações musicais, Divas que não sabem o que fazem em ringue, macacadas com o Brodus Clau e as suas mães ( e este ano tem a companhia do TensaiA-TrainAlbertPrinceAlbertLordTensai), a solução é simples: aumentem a duração do PPV de 4 para 5 ou 6 horas. Não querem recordes para entrar no “Guiness”? Então e que tal o evento com maior duração em todo o mundo? Eu não me importava nada, desde que fosse bem compensado.

    Bom Lockdown para ti também.

      • danielLP21 - há 4 anos

        Dolph Ziggler: 9 derrotas nos últimos 10 combates. Já me tinha esquecido do combate com o Kofi no EC, pensei que a última vitória tinha sido na Raw anterior ao Royal Rumble.

        Wade Barrett: 9 derrotas nos últimos 10 combates ( excluindo o Royal Rumble). E quem é que ele venceu nesses 10 combates? O Kofi Kingston!

        Parece que o Kofi vai ter que voltar a lutar com o Barrett e com o Ziggler, uma vez que só assim é que o Campeão Intercontinental e o M. Money In The Bank ganham combates…

        É assim que vai a WWE!

    • Pantallica - há 4 anos

      Espero que safem o Ziggler e que ele lute contra o Jericho se este ainda chegar a tempo. Caso este combate nao aconteça espero que ele enfrente o The Miz e que seja para vencer. Quanto aos outros nomes, provavelmente o Rhodes e o Sandow voltam a lutar contra os Hell No. Mais de resto, vai tudo para o Pre show.

    • Salgado - há 4 anos

      “Isso é tudo muito bonito” ai é? Eu não acho piada nenhuma a isto, apenas foi para constatar algo.

      Tal como disse acima, isso seria de acordo com os nossos padrões, para o resto do mundo e para agradar às massas, eles só precisam de um ou dois grandes combates e de uma atracção especial. Tal como disse no artigo, isto foi a pensar no que é que agrada às massas e a todas as pessoas que NÃO os fãs do costume.

      Afecta a qualidado do pay-per-view para ti e para mim e para muitos outros que aqui estão. Mas, visto de outra perspectiva – da perspectiva de outros fãs – não danificou a qualidade de nada. E era isso que eu estava a tentar explicar.

      Como tu muito bem sabes, eu concordo contigo no que toca à Wrestlemania 28 e muito do que disseste, disse-o também no OF depois da Wrestlemania, contudo tal como expliquei acima, não era essa visão que estava a querer abordar nesta edição.

      • danielLP21 - há 4 anos

        Eu percebi o que querias dizer no artigo. Tentaste ( com sucesso) colocar-te no outro lado da barricada.

        Desculpa se o comentário pareceu um bocado agressivo, mas foi mais um desabafo que outra coisa…

        Eu compreendo todos esses argumentos, e consigo colocar-me no lugar dos outros grupos de fãs ( os que não estão sempre presentes), mas não possso deixar de pensar em todos aqueles que anseiam anos e anos pelo seu momento e que, pelos vistos, nunca o vão ter.

        Quando o Mike Tyson ( um ser que eu desprezo, diga-se de passagem) participou na WrestleMania 14, não me parece que tenha afectado grande coisa. E porquê? Porque o foco principal era o Stone Cold Steve Austin. Ou seja, o Austin teve o seu primeiro Main-Event de uma WrestleMania, na sua Era, na sua geração…

        Na altura em que todas as Lendas que tu referiste ( à excepção do Floyd Mayweather), os lutadores tinham os seus momentos e havia espaço para tudo. E a WWE cresceu até àquilo que é hoje!

        O que eu quero dizer é que eles podiam agradar a todos os fãs, e só não agradam porque não querem. Isto não é uma opinião, é um facto. Não custava nada, ao verem que os fãs ( os que estão lá o ano todo) se interessam pelo Dolph Ziggler, apostarem nele nesta altura do ano, mesmo que o seu combate na WrestleMania não fosse dos principais. Ninguém está a dizer que ele tinha que estar no Main Event, mas porque é que não lhe dão uma história com cabeça, tronco e membros?! Será que o grande embate entre Triple H e Brock Lesnar ou a épica batalha entre Undertaker e CM Punk ou o maior combate da história entre Rock e John Cena seriam afectados na sua promoção? Não, não seriam!

        Este ano não há desculpa possível. O que eles estão a fazer não tem cabimento. Lembras-te de eu dizer que o Ziggler podia ter uma lesão “kayfabe” e voltar depois da WrestleManiaa para fazer o cash-in e levar toda a gente ao rubro? Lembras-te do que me disseste ( e eu até acabei por te dar razão…? “Ah, mas é nesta altura que ele tem que mostrar o que vale, esta é a altura do ano em que ele tem que aparecer”. Pois, a perder por submissão com o Campeão Mundial e a sair por baixo em todos os combates/segmentos… Tens os números algures nestes comentários, é só verificar… Se era para isto, mais valia terem-no protegido uns tempos e ele escusava de ser humilhado. Já sei, ele estando presente vai ter na mesma um combate no PPV, mas o combate em que ele vai estar presente vai ser anedótico em termos de importância, e é isso que o moço merece?

      • Salgado - há 4 anos

        Ahh, não o comentário não pareceu agressivo, fiquei foi com a ideia de que tu não tinhas percebido o que tentei transmitir e que te tinhas esquecido que defendi e continuo a defender tudo o que estás a dizer.

        Eu não digo que eles nunca o vão ter, apenas não o têm tão cedo quanto nós gostariamos.

        Lamento mas no que toca ao Tyon terei que discordar contigo. Se o envolvimento do Tyson com a WWE foi a manobra que finalmente conseguiu colocar a WWE na linha de corrida com a WCW, ficando as duas assim a trocar vitórias a cada segunda à noite, achar que o envolvimento do Tyson an Wrestlemania não afectou “grande coisa” é, a meu ver, um disparate. Se ele foi assim tão fundamental para as Monday Night Wars, para finalmente dar alguma vantagem à WWE e colocá-la em pé de igualdade com a Nitro, então para a Wrestlemania foi igualmente – ou até mais – importante. Aliás, de todas as celebridades que já participaram na Wrestlemania, o Tyson foi uma das que ajudou mais e, melhor ainda, ajudou porque gosta da indústria e porque é fã da indústria – o que não se pode dizer de todos. Portanto, compreendo que não gostes do Tyson, mas pessoalmente, ele foi das pessoas que mais sentido fez envolver-se com a indústria e que mais ajudou a mesma.

        Daniel, houve sempre Lendas e houve sempre grandes atracções. A WWE não chegou aonde é hoje sem elas. Olha para a primeira Wrestlemania! A primeira Wrestlemania de todos os tempos e aquela que lançou este grande fenómeno teve como main-event um combate de tag team -TAG TEAM no main-event da Wrestlemania!!! – com Hulk Hogan, Mr. T (celebridade), Roddy Piper e Paul Orndorff. Isto já para não falar da Cindy Lauper e do Muhammad Ali que também apareceram no evento. E esta tradição manteve-se ao longo de várias Wrestlemanias, falhando muito poucas. É impossível não achar que a Wrestlemania chegou onde chegou sem estas atracções a ajudarem.

        Eles não agradam especialmente aos fãs nesta altura do ano, não é só porque não querem, é porque não é preciso. Os fãs vão cá estar o resto do ano e, poucas semanas depois, irão deliciar-se novamente com o Extreme Rules e, daqui a uns meses, estão a fazer a festa de que um lutador que gostam ganhou a mala de Money in the Bank. Portanto, o “desconforto” destes fãs é apenas temporário e pontual, se existir de todo (pois, também há fãs a tempo inteiro que estão a adorar o card da Wrestlemania).

        A Wrestlemania 29 é para TODOS. É para os que não acompanham diariamente, é para os que estão cá sempre, é para os que ainda não experimentaram, mas podem vir a experimentar um dia… É para todos. Por isso, tem de tudo.

        Eu percebo o que estás a dizer e tu sabes bastante bem que concorod, mas eles não precisam do fazer agora. Não quer dizer que não o façam para o ano ou no outro a seguir, apenas que não é preciso hoje.

        Mas ao menos está aqui. O Ziggler pode estar a perder com o campeão mundial, mas ao menos as pessoas sabem quem ele é e do que é capaz – porque os combates onde perde até nem são maus. Achas que alguém sabe quem é o Tyson Kidd agora? Achas que, na mesma altura, no ano passado, alguém sabia quem era o Barrett? Ou sequer queria saber? Achas que o Kidd e o Barrett, com o talento e trabalho que têm, merecem isso?

        Mesmo num “losing effort”, vale a pena estar na RTWM e na Wrestlemania. O pior castigo que podes dar a um lutador é esse, não é pô-lo a perder num combate contra o campeão – por muito que isso te descredibilize.

      • danielLP21 - há 4 anos

        Não percebeste o que eu quis dizer em relação ao Mike Tyson. Aliás, admito que não me expliquei bem. Eu tenho perfeita noção da ajuda que ele deu à WWF na altura, o que eu disse foi que ele não afectou “grande coisa” em relação à QUALIDADE do PPV! Nunca quis dizer que ele não afectou o panorama da WWF e do Wrestling em geral! Disse apenas que não foi por termos um Mike Tyson na WM que o Austin deixou de ter o “seu” primeiro grande momento. “The Austin Era has began!” Era só isso que eu queria dizer!

        Hoje em dia, vê-se a WWE a dar a prioridade, ou melhor, 90% da sua atenção, às celebridades, às redes sociais, a isto, àquilo… Todas estas coisas são necessárias, mas não são a ÚNICA coisa necessária para promover uma empresa.

        Continuo a dizer que eles podiam agradar a todos, e não há dificuldade nenhuma em fazê-lo, simplesmente não querem e não estão para aí virados.

        Não podia discordar mais. Tiraram o Swagger da televisão quando não tinham planos para ele ( eu sei que o Ziggler é adorado e o seu antigo parceiro não era na altura em que perdia todos os seus combates) e não me importava que tivessem feito isso com o Ziggler. Ele era protegido, e não sei em relação aos outros, mas eu não me vou esquecer da forma patética que ele está a ser tratado, mesmo que lhe dêem um reinado muito bom ( o que eu duvido).

        Ah, e discordo contigo quando dizes que esta WrestleMania não vai ser má… Eu acho que vai, ou melhor, tenho quase a certeza, mas claro que temos que esperar para ver. Até agora, admito que só tenho vontade de ver um combate ( CM Punk vs Undertaker), e caso se decidam de uma vez por todas a fazer um Kane vs Daniel Bryan esse número sobe para dois…

  4. José Sousa - há 4 anos

    Eu concordo com o Daniel, a menos que sejamos surpreendidos pela positiva e espero bem que sim, esta Wrestlemania arrisca-se a desiludir bastante. Mas lá está como pode surpreender?:
    Com nova vitória do Brock Lesnar face a Triple H? improvável.
    Com o Punk a quebrar a streak? Impossivel e se acontecer até fãs do Punk se revoltam?
    O Swagger ganhar o título? Até pode acontecer mas nunca será um grande destaque?
    O Rock vencer o Cena e o Cena só vencer o título no Extreme Rules? Até poderia acontecer, mas não é provável.

    Ou seja os principais combates deste ano são mais previsiveis que nunca e por isso para alguns fãs o que motiva ver é o combate dos Shield. Eu admito que é aquele que eu estou mais curioso porque tenho a certeza que eles vão brilhar, mas com o Big Show no meio de Sheamus e Orton vai dar em derrota para os Shield quase de certeza.

    • Miguel - há 4 anos

      Serei o único a pensar que o The Rock vence o Cena?

      • José Sousa - há 4 anos

        Eu espero que o Cena vença o Rock senão ainda temos argumento para o combate parte 3 para o ano que vem Miguel.

      • danielLP21 - há 4 anos

        Eu tenho a certeza que o Cena vai vencer, mas posso estar enganado 😀

        Faz todo o sentido que seja ele a ganhar, afinal de contas este é o ano da “redenção do Cena”. Ganha o Royal Rumble Match, o Main Event da WrestleMania e todos os combates importantes em que venha a estar.

        E espero que não haja mais nenhum Cena vs Rock, senão…

      • Ruben_PT - há 4 anos

        Para mim isso é certo Dinel que para a próxima WrestleMania haverá Rock vs Cena III 🙂
        Se ganha o Cena este ano certamente haverá outro combate para desempatar o 1-1 ….

      • danielLP21 - há 4 anos

        Isso não quer dizer nada. O SCSA venceu o Rock por 2-1 depois de estar a vencer por 2-0 e o Rock venceu o Hogan por 2-0 ( WrestleMania e No Way Out do ano seguinte). Aliás, acho que no caso do Cena e do Rock faz mais sentido ficarem empatados. Seja como for, este ano o Cena vence. Isso já se sabe desde o ano passado.

      • Miguel - há 4 anos

        Eu devo estar enganado pois estou certo que o Rocky vence.

    • danielLP21 - há 4 anos

      Pelo contrário, acho que se for esse mesmo o combate dos Shield, o Ambrose, o Rollins e o Reigns ganham o combate.

    • José Sousa - há 4 anos

      Desculpem agora é que vi que me enganei, eu queria dizer que se for esse combate os Shield vencem de certeza porque ou o Orton ou o Show traiem ou tramam a equipa.

    • Pantallica - há 4 anos

      Combates previsíveis sem duvida, mas repara, para quê que o Lesnar vai vencer outra vez o Triple H que ja vem com uma derrota do Summerslam e outra da WRESTLEMANIA 28?
      O combate da streak é quase sempre algo previsível e este combate trata-se de historia e nao de previsibilidade. O Taker tem que ganhar, nao há outro caminho. Acho quem nem o fã mais obcecado pelo Punk aceitava o que este ultimo vencesse o Deadman.
      Depois querer que o Cena perca com o The Rock é mau porque ele ja perdeu o ano passado. É estupido voltar a acontecer. Este ano o Cena tem ganhado o meu desprezo, mas também nao chego ao ponto de querer que o Rock ganhe.

      Grande artigo!

  5. Ribeiro46 - há 4 anos

    Gostei bastante do artigo.
    Para mim, a Wrestlemania 28 foi bastante boa.
    Claro que teve momentos fracos como o Sheamus vs Daniel Bryan, mas ter um Punk vs Jericho, um Undertaker vs Triple H ou até mesmo um Rock vs Cena no card, tendo sido ainda por cima muito bem promovidos torna quase qualquer PPV um evento espectacular.
    Depois ainda teve combates como Kane vs Orton ou o Team Teddy vs Team Johnny dos quais gostei bastante.

    O que eu notei este ano é que a WWE se “desleixou”.
    Não sei se são das picardias nos bastidores, da falta da criatividade ou do que for, mas este ano a Wrestlemania vai sendo muito mal promovida.
    E alguns dos combates que vão sendo promovidos não têm para mim lugar no card.
    Termos um combate no card como HHH vs Lesnar que envolve 2 lutadores que não lutam nos programas semanais e que pode tirar destaque e até a hipotese de entrar na Wrestlemania a grandes talentos como o Ziggler, o Cesaro, o Miz, o Barrett ou os Rhodes Scholars é vergonhoso e desrespeitoso para estes homens que lutam em 2 ou 3 programas semanais á procura da sua hipotese para brilhar.

    É que mesmo que os lutadores que eu referi antes entrem no card da Wrestlemania não vão ver os seus combates a serem promovidos como merecem e quase que aposto que os combates deles vão durar 5 minutos.

    Enfim, a Wrestlemania 29 é só um reflexo do que é a WWE de momento.

    • Salgado - há 4 anos

      Obrigado Ribeiro46 🙂

      Eu percebo o que queres dizer com sendo mal promovida e consigo concordar, mas isso para eles é indiferente. Só com o lançamento do poster da Wrestlemania 29 com The Rock, Brock Lesnar e John Cena esgotaram quase de imediato os bilhetes para arena. E depois da Wrestlemania ficamos cá para ver o número de compras do pay-per-view, mas duvido que desilude ou que não siga a mesma norma. São The Rock, Brock Lesnar, Triple H, John Cena, CM Punk e Undertaker no mesmo card. É díficil de acreditar que não venda.

      A Wrestemania 28 vendeu pela promoção à volta do evento, a Wrestlemania 29 irá vender pelo Star power.

      Sinceramente, acho que eles ate nem esperam que os fãs – excepto as minorias – notem aquilo que estão a fazer aos outros talentos – como os que referiste – portanto não acho que sequer vejam isso como erro. Além disso, eles sabem que basta por o Ziggler a vencer o main-event de um pay per view B que já têm toda a gente nas suas boas graças outra vez.

      A meu ver, isto é a WWE.

  6. Eduardo - há 4 anos

    Parabéns artigo muito bom como todas as semanas.

    WWE = Theme Song Shane McMahon infelizmente já que quem sai perdendo são os fãs que tem que aturar o Brodus Clay, Tensai, 3MB, Santino Marella, Fandango entre outros única coisa que me anima nessa Wrestlemania é Undertaker vs CM Punk.

    • Pantallica - há 4 anos

      O Fandango ainda nem se estreou… Apesar de ser mais outro dançarino, não significa que vá ser outro palhaço. Pode dar certo. Agora a paciência para os fãs em aturar este tipo de gimmick’s é que nao é la muito grande…

    • Salgado - há 4 anos

      Obrigado 🙂

  7. MicaelDuarte - há 4 anos

    Para variar, mais um excelente artigo Salgado!

    Para mim, a WM28 foi razoavelmente boa mas teve coisas depluráveis. Houve erros que, na minha opinião, foram fatais e puseram em causa o que deve ser apresentado na WM. Numa WM deve ser apresentado o que de melhor se tem e não perder tempo com coisas que não fazem jus a tal nome, Wrestlemania.

    Começando por aquele momento fatídico que foi quando tiraram o título mundial do Bryan em APENAS 18 segundos! Combate esse que se tratava do (supostamente) 2º maior título da companhia e que serviu para abrir o PPV! Trataram um wrestler como o Bryan ‘abaixo de cão’ e o resultado, vendo a coisa pela positiva: Bryan ficou over com o público graças à revolta dos fãs. Lado negativo: Aquela vitória do Sheamus, que também é um bom wrestler, proporcionou-lhe um dos piores reinados do título mundial.

    O Cody Rhodes, que levou o IC title até onde ele deveria estar, viu o seu reinado ser acabado pelo Big Show, apenas para apaziguar a sua streak à Taker ao contrário. A partir daí, o IC chegou a um estado ainda pior que o US title, como se vê hoje!

    Aquele combate de Divas que houve, poderia ter sido um Beth Phoenix vs Natalya e quem sabe com uma história minimamente bem desenvolvida!

    Depois perdem muito tempo com concertos MGK e FloRida (até curto as músicas que cantaram mas aquelas actuações…nem comento) que poderiam ser aproveitados para algo mais útil! Não digo que não se faça isto numa WM, não vejo problemas nenhum desde que o restante do PPV do início ao fim faça o fã dizer: “É pá, isto está a ser bastante bom, vamos lá a uma pausa porque o melhor ainda está para vir!”

    Primeiro há que pensar em Wrestling, depois se der encaixa-se no evento coisas mais para a vertente de entreter!

    Quanto a esta WM29, a construção é muito semelhante à WM27, ou seja, Bullsh*t!

    Comecei muito cedo mesmo a criticar a contrução e o caminho que se estava a fazer rumo à WM29, e na altura achei ao mesmo tempo que me estaria a precipitar mas não estava! xD

    Teremos um HHH vs Brock que, se for semelhante ao do SummerSlam, será verdadeiramente um ventinho! Rock vs Cena II? Estamos a contar com a vitória certa do Cena mas não sei não… Algo me diz que vão arranjar qualquer treta para termos Rock vs Cena TRÊS! (Prometo que vou rezar dia e noite para que isto não aconteça! xD) É uma vergonha como o título mundial é tratado que nem digo nada. CM Punk vs Undertaker? Se houver algo que salve o nome Wrestlemania será este combate.

    Agora, onde ficam Ziggler, Barrett, Cesaro, Rhodes, The Miz, Sandow, Kane, Daniel Bryan, JERICHO? Ai Money In The Bank, onde andas…

    Tento não elevar as expectativas para a WM29, mas algo me diz que vamos ser surpreendidos não na qualidade dos combates, mas nos resultados dos combates…

    Promete ser uma das piores Wrestlemanias, mas quanto vezes não pensámos que algo sairia péssimo e no final até gostámos? A ver vamos…

    Eu só digo isto: Não comecem a arranjar um BOM motivo, isto é, uma boa atração ao nível da streak do Undertaker que vão ver onde vão parar! (é difícil arranjar algo deste nível mas têm que o fazer!) Este ano já custou a aparecer quanto mais daqui para a frente!

    Muito bom artigo mais uma vez 😉

  8. Ledson Caio - há 4 anos

    acabei de ver the rock vs stone cold na wm 17 que alias acho o melhor combate de uma wrestlemania que ja existiu e fiquei pensando o main-event desta wm vai se uma merda e estou certo e estarei certo, the rock vs john cena 2 é o fundo do poço,a unica luta que quero nesta wm vai ser undertaker vs cm punk,voi ver a wm 29 mas nao vou ver o main-event dela.

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Desenvolvido por Luís Salvador / Wrestling PT © 2006-2017