Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Candidata-te!

Opinião Feminina #121 – The Shield

Minúcia, coordenação, lógica e brilhantismo são algumas das características que podem ser usadas para descrever o trabalho dos The Shield durante um combate. Poesia através do movimento, como alguns lhe chamam. Todas as manobras são cuidadosamente trabalhadas e encaixam na perfeição na história de um combate. O trabalho em equipa é posto em prática com uma fluidez impressionante para o que se vê nos dias de hoje e a química do grupo é notória. Tal como já foi referido neste espaço, os pontos fortes de cada indíviduo são evidenciados, assim como a história e personalidade do grupo é respeitada.

Um combate dos The Shield mostra aos fãs aquilo que a WWE tenta dizer através de promos e ataques constantes. Um combate dos The Shield mostra exactamente o que eles são e o que eles têm de melhor para oferecer. Um combate dos The Shield é o suficiente para mostrar aos fãs porque é que cada um destes indíviduos tem o potencial para ser uma estrela.

Dean Ambrose é escusado de referir, sendo sempre o primeiro a ser elogiado e descrito. É o preferido de muitos, o ídolo de outros tantos e, nada mais, nada menos, o elemento mais completo do grupo. Ou pelo menos, assim se assumia à partida. Seth Rollins, visto como o worker do grupo, nunca foi tido em conta pelas suas capacidades ao microfone, muito à semelhança de Roman Reigns, a força bruta. Contudo, ambos conseguiram corresponder ao nível de exigência que estar no main-event da WWE exigia. Todos conseguiram corresponder ao nível de exigência que conviver com as estrelas mais importantes desta indústria exigia.

Ora, ditam as regras do bom senso que, quando confrontados com uma oportunidade de ouro deste calibre onde poderão lançar, não uma ou duas, mas sim três potenciais estrelas de topo para o main-event da companhia, tal oportunidade deve ser agarrada com as duas mãos e aproveitada ao máximo.

E, ao contrário de tantos outros casos, sinto que é mesmo  isso que a WWE tem tentado fazer com os The Shield. Podem-se ter estreado para apenas ajudar CM Punk a manter o título até ao Royal Rumble, mas facto é que já há quase cinco meses que estão envolvidos em histórias de topo com lutadores de topo. A verdade é que estes três senhores provaram que mereciam um pouco mais do que isso e facto é que, depois deles terem continuado a aproveitar as suas oportunidades ao máximo, ainda hoje estão envolvidos com main-eventers.

Prova de tal foi o Elimination Chamber. Parte de mim – a mais inocente e ingénua – queria acreditar que os The Shield iam ganhar no Elimination Chamber. Outra parte – a pessimista e a que eu julgava ser realista – nem sequer considerava essa hipótese. Porquê? Porque os adversários dos The Shield eram, literalmente, a equipa ideial da WWE.

John Cena, a maior estrela de Wrestling da actualidade; Sheamus, um dos mais recentes babyfaces de topo cujo tratamento, por parte da WWE, tem-se assemelhado ao tratamento que John Cena recebe, pelo menos, nalgumas alturas; e por fim, Ryback. Quem assistiu ao push ao topo de que Ryback foi alvo no Outono de 2012 não irá certamente por em causa o que estou a afirmar. Além disso, depois de várias derrotas consecutivas em pay-per-view, nunca se saberia quando é que Ryback teria a sua vingança.

Esta equipa era absolutamente perfeita e aceitável para derrotar os The Shield em pay-per-view quando a história em questão fosse de facto importante para todos os envolvidos e não apenas algo para “entreter”. Afinal, quem pode discutir a lógica de uma equipa de “super-heróis” derrotar um dos grupos mais incisivos e devastadores que passou pela WWE nos últimos anos?

Contudo, no Elimination Chamber não era isso que se estava a passar. Mas mesmo assim, talvez porque, no meu subconsciente, estava a tentar evitar alguma desilusão desnecessária, achei que estes “super-heróis” iriam vencer. Não venceram, para grande surpresa minha.

Não achei o combate em si tão bom quanto o do TLC, também porque fiquei chocada com a sua curta duração – estava à espera de mais, sinceramente, mas foi bastante bom, de qualquer das formas. Os The Shield mostraram mais uma vez que a fórmula que possuem resulta e convence.

Na altura da vitória, fiquei extremamente contente com a mesma. Foi uma surpresa agradável e a escolha que fazia sentido. Contudo, mais recentemente comecei a questionar-me se a vitória significou mesmo alguma coisa. Não me interpretem mal, acho que a equipa vencedora foi mesmo bem escolhida, mais que não seja porque a outra equipa não precisava (talvez com excepção de Ryback, mas tal tópico será abordado mais à frente).

Pouco depois do seu regresso, a WWE deixou que Tensai – na altura Lord Tensai – vencesse John Cena de forma limpa numa Raw e, embora seja várias as razões pela qual tal não resultou, hoje em dia este anda a dançar juntamente com Brodus Clay. Não houve construção, história ou qualquer género de promoção especial. Simplesmene havia um “monstro” de volta à WWE e, com um simples estalar de dedos, John Cena era vencido de forma limpa. Algo que nem Dolph Ziggler ou CM Punk, com semanas e semanas de construção e promoção, conseguem fazer quanto mais.

Os The Shield venceram John Cena num combate de Tag team, onde este nem sequer foi a vítima do pinfall. Tudo bem, pode-se defender que uma derrota num combate de Tag Team continua a ser uma derrota, mesmo que o membro em questão não tenha sido o que sofreu o pinfall ou manobra de submissão. Mas, poderemos mesmo defender que esta vitória contra John Cena significa alguma coisa quando a mesma aconteceu porque este, por pura e simplesmente, não tinha mais nada para fazer, à falta de melhores termos?

Mais uma vez, não me interpretem mal, uma vitória é uma vitória e certamente ajudou a manter os The Shield relevantes, pois caso não tivessem vencido dificilmente poderiam ser levados a sério agora, mas sinceramente, tenho dúvidas que tenha significado tanto quanto na altura esperava que significasse.

Um dos pontos que quero esclarecer sem qualquer dúvida é que a WWE tem feito um excelente trabalho em manter estes lutadores num nível respeitável. A mais recente vitória em pay-per-view pode não reunir consenso relativamente ao seu significado, mas é absolutamente inegável que o valor associado deste grupo é bastante importante. Este grupo não anda a interagir com midcarders ou até lutadores num estatuto inferior. Muito pelo contrário, este grupo tem interagido, constantemente, com main-eventers, à excepção de alguns ataques iniciais a Sín Cara e alguns outros.

Contudo, mesmo estando a WWE a fazer um bom trabalho – tendo em conta as circunstâncias a que se impôs, sinto que os The Shield precisam de evoluir. Tiveram a sua breve história com Paul Heyman e CM Punk, onde depois se revelou que afinal não faziam todos parte de uma stable super poderosa, arruinando assim os sonhos e fantasias de muitos fãs espalhados pelo mundo, mas que na realidade os The Shield não passavam de “mercenários” que, por dinheiro, rectificavam a injustiça presente na WWE.

Acontece que de momento isso não chega. Não chega para os promover como heels e manter as rivalidades relevantes para o público mais casual durante a Road to Wrestlemania. Não é de estranhar que os fãs não acompanhem fervorosamente uma rivalidade que pouco, ou nada, mudou nos últimos meses, nem mesmo para a Road to Wrestlemania. É um facto que este ano o card da Wrestlemania não é propriamente original ou novidade, mas facto é que à sua própria maneira, a maioria das as rivalidades de topo possuem alguma novidade, por mais subtil ou indiferente que seja.

No fundo, o facto de estarem a agir da mesma forma durante meses a fio, especialmente numa época em que toda a gente está à espera de ver algo mais, não joga a favor deles. Seria de esperar que erguessem a fasquia para ficar à altura do evento em questão, mas tendo em conta que ´um combate que não envolve part-timers, já me irei dar por satisfeita se o mesmo durar mais de cinco minutos.

Ora, tal fica ainda mais evidenciado graças à enorme quantidade de programação que a WWE apresenta semanalmente, na qual os The Shield costumam ter algum destaque. Dessa forma, tal como já foi referido noutras edições, a quantidade de programação da WWE e a ausência de brand split força a velocidade das histórias a aumentar, para evitar que o público cedo se canse das mesmas.

Alguns fãs culpam alguma ausência de reacção por parte da plateia aos The Shield a estes problemas que acabei de referir. Pessoalmente, embora ache que há certamente uma ligação entre os casos, sou da opinião que existe outro problema na WWE que impede os The Shield de serem heels verdadeiramente odiados e não apenas vaiados devido ao hábito.

O panorama actual da WWE apresenta uma enorme falta de babyfaces populares. Não me refiro a babyfaces que não lucrem à WWE, porque naturalmente, John Cena, Sheamus, Ryback e Randy Orton certamente continuam a render e não deve ser pouco. Estou-me a referir a babyfaces que motivem os fãs a gritar por si nas arenas e a ter pena dos mesmos… A querer defendê-los. I problema é que a maioria do público mais velho não se relaciona com a maioria destes babyfaces. Pelo menos, não o suficiente para investir emocionalmente neles.

Para os fãs mais velhos, as personalidades mais apelativas são as menos “perfeitas” e “heróicas”, são as que se aproximam da realidade e que apresentam uma personalidade desejável, mas não ilusória. Exemplo disso é CM Punk que, por muito que tente através de vários golpes “baixos”, continua a ver os fãs a chamar por si. Não de forma ensurdecedora, é certo, mas sempre presente, porque na realidade, os fãs mais velhos irão sempre identificar-se mais ou investir mais em personalidades arrojadas, controversas e realistas como CM Punk, do que com a forma heróica como John Cena é retratado.

Como já se tornou hábito dizer e, pessoalmente, concordo inteiramente, na WWE os faces são para os fãs mais jovens, pois são retratados de forma “animada”, enquanto os heels são personagens realistas e apelativas.

É natural que, dessa forma, os The Shield não estejam a receber as reacções que muitos fãs idealizavam. Porque é que haveriam de ser tão vaiados como heels se os seus adversários, na maioria das vezes, não são lutadores que tenham a pena ou compaixão dos fãs?

O único que, de entre os referidos, poderia ajudar os The Shield a ser mais vaiado seria Randy Orton, mas está mais que constatado que este é mais popular junto do público mais velho, e do sexo masculino, quando é heel. Portanto, os Shield encontram-se assim na posição de serem retratados como heels quando a última coisa que os fãs têm vontade de fazer é vaiá-los.

Ora, tendo em conta que a plateia da Wrestlemania costuma ser maioritariamente constituída pelos mais fãs dedicados que se vêm de todos os cantos do mundo, acredito que tal possa não representar um problema no evento em questão. O que certamente não se poderá dizer depois da Wrestlemania, caso o panorama da WWE continue na mesma.

Para a Wrestlemania em questão, está anunciado um combate entre os The Shield e a equipa de Ryback & Sheamus & Randy Orton. Embora a WWE já tenha confirmado tal combate, a situação de Ryback com Mark Henry e o sucedido da última Smackdown, não garante aos fãs que o combate não mude até à Wrestlemania. Afinal, também Big Show tem interagido com os The Shield e já demonstrou interesse em arrasar com eles.

Ryback tem sido relegado para segundo plano várias vezes em detrimento dos The Shield. As vitórias contra Dolph Ziggler e companhia que a WWE insiste em fazer na Raw, não compensam as derrotas que este tem tido em pay-per-view desde Outubro de 2012. Ao contrário do que a WWE pensa, o sistema que eles controlam não é uma balança onde uma vitória cancela uma derrota. Se assim fosse, nada do que é feito no Wrestling Profissional – envolvendo histórias e construção de personagens – vale a pena, porque nesse caso só era preciso saber escolher os números de vitórias e derrotas certas para atribuir a um lutador.

Grande parte do ímpeto que possuía em Outubro já se esvaiu e é crucial que, para salvar Ryback, este obtenha a sua vingança decisiva contra os The Shield ou – caso os The Shield sejam demasiado valiosos – então que obtenha uma vitória “moral” contra ests, prosseguindo depois para uma rivalidade com Mark Henry, por exemplo, onde poderá começar a restabelecer o ímpeto perdido. A escolha será da WWE e irá depender do que tem planeado para os The Shield e de até onde gostaria de levar o grupo.

Talvez esteja a ser tendenciosa, mas acho que a WWE deveria escolher por apostar nos The Shield, arranjando uma rivalidade séria e bem construída para compensar Ryback, não mais um combate sem razão de ser na Raw.

Há muito tempo que a WWE não promove um grupo da forma como tem promovido os The Shield. O booking de que os Shield estão a ser alvo, com as consequentes vitórias consecutivas e a criação da imagem de que facto são imparáveis, é aquilo que a WWE deveria ter feito com os Nexus depois da primeira noite da sua estreia, mas não fez.

Julgo que, se feito de forma inteligente, o grupo ainda tem mais para dar e, caso a WWE assim o entenda, acredito que possa ainda lucrar à companhia uma história à volta da grande derrota dos The Shield. É certo que estes já obtiveram a sua primeira derrota, através de uma desqualificação, mas facto é que não foi essa a imagem retida pelos fãs no fim desse combate. Os fãs não falaram da derrota dos The Shield, falaram sim da forma como estes aplicaram a sua Triple Powerbomb em Big Show.

A dominância deles continuou e poderá ser exactamente esse o factor que poderá ajudar a vender futuros pay-per-views se a WWE jogar correctamente os seus trunfos. A partir de certo ponto no último reinado de CM Punk, daquilo que se falava era se seria desta vez que o reinado iria acabar. O que vendia o combate da WWE aos fãs era a possibilidade de que o mesmo pudesse acabar, ou não. É o mesmo factor que vende o combate do Undertaker na Wrestlemania (embora com algumas ligeiras diferenças).

Aplicado aos The Shield, se bem feito, poderia ser uma história bastante rentável. Quem irá parar o reinado de destruição e dominância dos The Shield? Quando é que tal irá acontecer? São estas as perguntas chaves que podem ajudar ainda mais Dean Ambrose, Seth Rollins e Roman Reigns a consolidar-se no topo da WWE, onde já encaixam de forma tão natural.

Pessoalmente, julgo que seria uma abordagem inteligente e sem muito a perder. Afinal, o que é que Ryback pode perder mais, que não tenha perdido já? É verdade que se pode sempre descer mais baixo, mas agora que até uma rivalidade com Mark Henry começou a ser promovida, não seria dificil mudar subtilmente de rumo. São quatro estrelas a consolidar-se, não precisam de obrigatoriamente chocar e representar obstáculos uns para os outros. Não quando há tantas Lendas e veteranos no roster prontos para ser usados… Ou pelo menos, assim o deveria ser. Enfim, esta edição sobre os The Shield fica assim por aqui e até para a semana!

Sobre o Autor

- Administradora. Publico parte das notícias, faço a gestão da League, dos Passatempos e ainda sou escritora do artigo “Opinião Feminina”.

42 Comentários

  1. danielLP21 - há 4 anos

    Já falei tanto dos Shield que nem sei por onde hei-de começar…

    Eles são aquilo a que se podia chamar de “grupo perfeito”, caso a perfeição existisse. Ao contrário dos Nexus ( grupo que eu adorei, mas basicamente porque o Wade Barrett se tornou rapidamente num dos meus favoritos) os Shield não têm Otungas, Slaters e Darren Youngs, ou seja, não têm que se preocupar em “tapar” as debilidades uns dos outros. Cada um deles tem o seu papel, complementam-se uns aos outros, e devia ser sempre assim quando se aposta num grupo!

    Têm 3 vitórias sobre Main-Eventers, uma delas absolutamente chocante ( a do Elimination Chamber), e para mim já se tornaram eles próprios main eventers da WWE. O problema é que uma pessoa tem que estar sempre de pé atrás em relação ao que a WWE pretende fazer, daí eu não estar com grandes expectativas para os Shield.

    Pessoalmente, espero uma derrota para eles na WrestleMania. A questão é: será que essa possível derrota fará com que eles percam destaque e importância? A meu ver, isso só acontece se a WWE quiser. Claro que uma vitória no “Showcase Of Justice” seria decisiva e dava-lhes “oficialmente” o estatuto de main-eventers. A minha esperança ( se é que se pode ter isto quando o assunto é a WWE…) é que a companhia queira compensar os fãs mais “chateados” com o facto de termos Rock vs Cena e não termos o Ziggler como destaque e assim dar uma vitória aos Shield. Outro aspecto que pode ser relevante é que nos main events desta WM as vitórias vão ser todas para babyfaces: Cena ( mesmo que perdesse, o Rock também é babyface), Triple H e Undertaker. E mesmo o Del Rio é bastante provável que saia vencedor do seu combate com o Swagger…

    A meu ver, o ideal seria os Shield vencerem a equipa de Orton, Sheamus & Big Show e o Ryback vencer o Mark Henry. De seguida, os Shield iriam à busca do ouro, e davam assim mais um passo em frente na sua já extraordinária evolução.

    Em relação à construção nesta RTWM, eu percebo quando tu dizes que está um pouco estagnada e sem grandes novidades, mas não vejo o que podiam fazer de novo… Não acho que se possa sair muito do registo actual, mas se a tua mente brilhante tiver ideias que não sejam óbvias para mim, chuta para cá essas ideias :D

    • |Ryback *[Feed Me More]| - há 4 anos

      Concordo contigo em tudo.Mas não nos podemos esquecer da importância e impacto que os nexus tiveram na WWE. Afinal,sem eles o CM Punk (best in the world) de hoje nao passava daquele gajo que ganhou 2 contratos MITB e nao fez mais nada da carreira….

      • danielLP21 - há 4 anos

        Não concordo. Acho que aquilo que o CM Punk fez ( a promo, principalmente) nada teve a ver com os Nexus. Aliás, quando o Punk se tornou líder dos Nexus, foi na mesma altura que eles perderam todo o interesse, por culpa da WWE… A única coisa que gostei nessa altura foi do “look” do Punk e de o ver nos comentários e depois a atacar o Cena xD

      • |Ryback *[Feed Me More]| - há 4 anos

        Mas sem os nexus o punk nao teria certamente o push que teve.
        Tu ate tens razao.Quando o punk se tornou lider foi na fase final.A estreia deles cheia de impacto e que não devia ter sido destruida pela wwe

    • Salgado - há 4 anos

      A meu ver, dificilmente eles serão main-eventers oficiais (não só por associação) enquanto estiverem a ser usados para tapar as falhas da própria WWE. Os The Shield foram criados para arranjar uma forma de manter CM Punk campeão por mais uns meses e agora estão a ser usados porque o Sheamus e o Orton precisam de alguma coisa para fazer na Wrestlemania. As histórias mais importantes dos The Shield não foram aquelas que foram criadas para si e por si, mas sim para os outros e pelos outros.

      Como é natural, isso não é um defeito deles, pois eles têm-se safado às mil maravilhas. Agora, vejo que como próximo passo eles precisem de ter uma história a girar à sua volta e por si! Ou seja, tal como sugeri acima, usar o facto de nunca terem tido uma grande derrota como grupo.

      As novidades para um história no tempo de Wrestlemania não precisam de ser muito grandes. Vamos olhar para as outras rivalidades desta edição… A maioria delas é constituída por desforras, com histórias não muito diferentes das originais… Algumas mudanças são mesmo subtis. Logo, aos The Shield também não se pede uma revolução total.

      A minha sugestão seria – como já referi acima – focar o combate e a história no facto dos The Shield ainda não terem sido derrotados e no facto destes serem um perigo, e não na ideia de que estão apenas a ser usados para entreter outros três main-eventers. Muitos dizem que isto já acontece… Acontece mesmo? Dos que perderam na Elimination Chamber, apenas Ryback se mostrou afectado pelo assunto e mesmo assim, nas noites seguintes já estava a squashar lutadores e a criar faísca com Mark Henry.

      Sheamus preferiu gozar com Wade Barrett, naquilo que se julgava que ia ser um combate na WM, apenas para depois voltar a preocupar-se com os The Shield, devido ao ataque destes…

      Basicamente, a WWE já mudou tantas vezes de direcção e já deu início a tanta coisa que não terminou, que acabou por não dar nenhuma importância ao “fallout” da derrota de Ryback, Cena e Sheamus. Foi como se não tivesse acontecido, porque mesmo depois de terem vencido, continuavam a ter de ser os Shield a meter-se com os lutadores e não ao contrário.

      Agora já estão mais ou menos a ir por esse caminho, com o Orton e o Sheamus a dizerem que precisam de se juntar para os derrotar, mas será que vão a tempo para mudar as atenções para os Shield e não para as falhas da direcção da WWE?

      A questão é que a WWE tem-se preocupado tão pouco com o undercard da WM29 que, embora ainda tenham três semanas para tentar mudar alguma coisa, as indecisões e recuos das últimas semanas já pesam e muito.

      • danielLP21 - há 4 anos

        É verdade que as histórias deles até agora foram para deixar ocupados vários main eventers. Ainda assim, o facto de os Shield terem tido aquela vitória no Elimination Chamber mostra que, pelo menos até agora, a WWE está apostada em… apostar neles :D

        “Foi como se não tivesse acontecido, porque mesmo depois de terem vencido, continuavam a ter de ser os Shield a meter-se com os lutadores e não ao contrário.” É verdade, o Cena nem voltou a falar do assunto… Como sempre! Já chateia isto!

        ” (…) mas será que vão a tempo para mudar as atenções para os Shield e não para as falhas da direcção da WWE?” E eu pergunto: será que isso lhes interessa? Não quero parecer contraditório com o que disse no primeiro parágrafo, mas, pelo menos no que toca à WrestleMania, a WWE não está muito intereSsada no facto de os ShieLd serem Bem ou mal construídos, muito por causa do que disseste no último parágrafo…

        PS: olha bem, neste último parágrafo, para as letras que eu escrevi com maiúsculas :D

      • Salgado - há 4 anos

        Desculpa o meu pessimismo, mas ou foi isso, ou foi porque sabem que o Cena vai ganhar na Wrestlemania e por isso não faz diferença que perca na véspera xD Mas sim, espero que tenhas razão :D

        Ao menos não se riu no final do combate, já não é mau xDD Isto é deprimente, quanto ao invés de ficar feliz por ver uma boa história a desenrolar ou por assistir a um bom combate, fico feliz por ver os lutadores a fazer a parte mais básica e simples do seu trabalho: manter o kayfabe. Os meus padrões de exigência estão a desejar…

        Claro que não lhes interessa… Se lhes interessasse, nem tinhas tido essas falhas. A questão é que é muito mais importante estabelecer os dois combates mais importantes e promover os filmes da WWE, do que acertar e promover o resto do card do evento mais importante do ano. A WWE não se importa, porque tal como já disse em artigos anteriores, a Wrestlemania é para fazer dinheiro e criar um espectáculo. Eles este ano já tem as galinhas de ovos de ouro todas alinhadas, daqui a uns anos, pode ser que as galinhas sejam os membros dos The Shield e aí sim, terão o seu momento.

        PS: Eu adoro o teu PS! Isto até parece que estamos a falar em código xDD Estive a fazer a festa à pouco :P

      • danielLP21 - há 4 anos

        É verdade. O facto de o Cena vencer na WrestleMania pode ter levado a que eles pensassem “bem, já que ele ganha na WM, pode perder desta vez pq ninguém leva a mal”. Ainda assim, tens o Sheamus e o Ryback… O 1º teve um eclipse repentino no que ao Título Mundial. Ainda me custa a entender como ele saiu desta rot assim do nada… Não tenho dúvidas de que depois da WM, o Sheamus volta à carga. Se for contra o Ziggler, há um problema: já os vimos no ano passado mais de 70 vezes, e mais umas 20 este ano… Em relação ao Ryback, precisa desesperadamente de uma vitória! Mesmo tendo chegado ao fim no combate Royal Rumble, não tem feito nada de relevante em PPV’s, daí esta necessidade de vitórias!

        Epá, mesmo… O Cena não tem só a personagem mais chata e estagnada, como ainda por cima parece que gosta de “gozar” com os fãs. Perde e depois ou se ri ou vai para outra história qq como se a noite anterior não tivesse acontecido… Eu não gostei nada daquela promo sobre o Rock no regresso do Lesnar, pq nada do que ele disse na altura faz sentido agora… Aquilo só fazia sentido se o combate não se repetisse! Olha, já nem dá para falar nestas questões em relação ao Cena. Tudo o que ele faça é-me absolutamente irrelevante. Afinal de contas, se é irrelevante para ele e para a WWE, pq é que não há-de ser para mim?

        Espero que um dia tenhamos, no mínimo, um membro dos Shield como “galinha” na WrestleMania: o Dean Ambrose! Pode ser que ele, daqui a uns aninhos, esteja no lugar em que o CM Punk está agora…

        Eu ainda estou com o cachecol ao pescoço :D O dia correu-me mesmo bem, mas ainda não estou em forma xDDD Estou doente, obrigado por teres perguntado no outro dia -.-

      • Salgado - há 4 anos

        Então, Daniel, mas isso para a WWE é fácil de fazer.. Agarras num midcarder e mete-lo a perder para o Ryback ou para o Sheamus na Raw seguinte.. Não sabias que isto agora funciona assim? xD

        Ora, excelente ponto! Eu não estou a perceber o que eles estão a fazer com o Sheamus… O desejo da WWE de ter um draw latino é assim tão grande? O Sheamus não tem estado mal ou andado pelas ruas da amargura como, por exemplo, o Randy Orton, mas nada do que foi feito com ele em 2012 levava a crer isto. Julgava que este ano já seria um dos pontos de destaque da Wrestlemania 29. Sim, depois da Wrestlemania também não tenho dúvidas que volte tudo ao normal. Relativamente ao Ryback, foi o que eu disse, metam-no com o Mark Henry. Ele precisa de voltar a ganhar ímpeto e o Henry pode-lhe dar isso.

        Não é uma questão de gozar com os fãs, é uma espécie de lição moral: não podes deixar que nada te deite abaixo. Eu já passei a fase de ficar irritada, agora estou na fase de me rir… Assim olha, ele não se ri sozinho.

        Hmmm, acho que podemos ter os três :D Gostava que fossem os três xD

        E claro, já começas a implicar comigo.. Já estava a estranhar e tudo xD Mas como é que podia adivinhar que estavas doente? Quando é que podia ter perguntado tal coisa? Olha já agora, as melhoras!

      • danielLP21 - há 4 anos

        Agora? Já funciona assim há muito tempo! Já nem dá vontade de falar sobre isso. Não vale a pena… O Orton, o Sheamus e o Big Show perdem na WrestleMania e na noite seguinte vencem os 3MB, queres apostar? Ou então os Shield perdem o combate e na noite seguinte vencem o Brodus Clay, o Tensai e o Great Khali xDDD

        Exacto. Além disso tudo, ainda há o facto de ele se calhar merecer lutar pelo título nesta WM. Afinal de contas, ele foi( bem ou mal) a cara da SmackDown em 2012… Enfim, a ver vamos o que lhe acontece no futuro próximo. Pois, o Ryback… Achas que ele conseguirá aplicar o seu finisher no Mark Henry? Tenho as minhas dúvidas…

        Eu não me consigo rir com isso! Sinto-me mesmo gozado, por acaso… Eu discordo. Para mim, é o inverso: “ah e tal, podem perder à vontade que nada de mal se vai passar”. Não pode ser assim! Têm que mostrar às crianças que não podemos deixar que façam pouco de nós, e por isso temos que nos revoltar! Haverá maneira mais fácil de fazer isso do que virando o Cena heel?! :D

        Também eu! Mas eu não estou a ver o Seth Rollins a chegar tão longe como os outros dois… Não é a minha opinião, mas temos que ter em conta aquilo a que a WWE costuma dar prioridade… O Reigns é a “próxima grande besta” ( se tudo correr normalmente) e o Ambrose é demasiado bom para não ser aproveitado :P

        Claro, tinha que ser, estvas à espera do quê? :D Quando é que podia ter perguntado?! Olhe, caso se tenha esquecido, teve um debate comigo na última sexta-feira, e eu aí já tinha dito que não estava bem… Mas claro, essa excelente memória só dá para 5 minutos! Não preciso das tuas melhoras para nada -.-

      • Salgado - há 4 anos

        Ahaha tadinhos dos 3MB xD Aii não, Khali não.. Pois, infelizmente já sabemos o que a casa gasto.

        Olha não sei se consegue, mas acho estranho a WWE criar uma rivalidade entre ambos sem ter pelo menos practicado a manobra. Acho que se eles estão a ir nesta direcção, ou começaram a ir, é porque já experimentaram de certeza, porque eles sabem que é isso que os fãs querem ver… Mas, não sei… Posso estar errada.

        Pois, eu também não conseguia, mas aprendi.. Porque ou era isso, ou então isto estava mesmo muito mal parado. O Cena só vira heel quando deixar de render. Quando ele começar a vender poucas t-shirts, ou nenhumas, mesmo depois de já terem mudado o desenho mais 50x, eles aí começam a pensar no assunto.

        Lá está, dos três também estou a ver o Rollins a não ter tanto sucesso quanto os outros três, mas como, reza a história, normalmente quem se safa mais são aqueles que ninguém está à espera – ou quem não é planeado safar-se, portanto não sei xDD Mas, sinceramente, gostava que fossem os três. Já me afeiçoei aos três e acho que merecem todos singrar. Afinal, estão os três a fazer um excelente trabalho.

        Pois, eu já estava a estranhar estar tudo muito calminho :D Então pronto, da próxima já sei que tenho que perguntar se está tudo bem :P Por acaso tinha-me esquecido mesmo, só me lembro do debate de quarta, no chat xD Ahahaha, ohhh dá para mais de cinco minutos! Eu, modéstia à parte, tenho uma excelente memória. Se me tivesses dado umas pistas, eu tinha lá chegado xD Precisas, precisas! Vai ser graças a elas que vais melhorar! Só para teres de me agradecer depois!

      • danielLP21 - há 4 anos

        Eu também acho que eles já devem ter experimentado, senão era o cúmulo… Bem, pensando melhor, estamos a falar da WWE e já nada me surpreende! Se calhar estão e pensar “hmm, logo se vê se corre bem ou não. Caso corra mal, sempre temos Rock vs Cena e ‘Taker vs Punk…”. Admiravas-te? Eu não…

        Ah mas eu não estava a dizer que é provável ele virar heel num futuro próximo. Enfim, espero que o dia em que os números do “merchandising” dele começarem a descer chegue o mais rápido possível xD

        Isso também é verdade… Ainda assim não vejo a WWE a apostar nos 3 ao mesmo nível. Desde que o Ambrose chegue ao main-event… Mas sem dúvida que os outros 2 também merecem, até agora não há nada a apontar-lhes.

        Eu sei que te tinhas esquecido, não precisavas de dizer! Já sei que não dá para debater Wrestling comigo e isso tudo, já mo tinhas dito :D Até agora, não deu resultado :(

      • Salgado - há 4 anos

        Ohh claro que sim! A WWE tem imensas falhas e não é perfeita, mas por alguma razão está onde está. Fazer algo desse género sem sequer o ter tentado, tendo em conta a dimensão do evento e do impacto da manobra, seria um erro de amadores, coisa que a WWE não é. Até o bodyslam do Hogan no Andre The Giant na Wrestlemania 3 – no que é, por muitos, descrito como o maior e mais importante momento da história do Wrestling Profissional – já tinha acontecido antes, portanto não é de todo estranho acreditar que eles já treinaram algum power move para Ryback fazer em Mark Henry. Eles sabem que é disso que os fãs estão à espera, portanto…

        Eu percebo o que estás a dizer, relativamente ao Cena/Rock e ao Taker/Punk, mas genuinamente acredito que a WWE quer que o combate com Henry volte a lançar Ryback, portanto ficaria muito surpreendida se algo do género não acontecesse.

        Eventualmente, talvez daqui a três ou quatro anos… Se for nalguma coisa semelhante ao turn do Hogan, vai ser mesmo no fim de carreira dele, portanto ainda temos muito que esperar.

        Ahaha adoro! pois, desde que o Ambrose lá chegue :P Sim, eu também não vejo a WWE a apostar nos três de forma igual, mas gostava xDD

        Daniel, sou sincera sempre, mesmo que seja para ser desagradável xDD Someone is fishing for compliments… :P Ohmm tadinhoo, já passa!! Hoje com a Raw isso passa :P

      • danielLP21 - há 4 anos

        Sim, era muito amadorismo… Mas eles têm feito muitas coisas que parecem ser feitas por amadores! Porém, acho que tens razão… Espero mesmo que o Ryback consiga fazer isso na WrestleMania, uma vez que ainda não me convenceu em nada, nem de perto nem de longe…

        3 ou 4 anos?!! Nãããããããããõoooo! No máximo, dois! Meu Deus, só de imaginar mais 4 anos disto, até me dá a volta ao estômago xDDD

        Acho bem que sejas, assim é que é :) Não estou à procura de elogios, estava apenas a brincar. Até porque é uma honra “ouvir” da parte de alguém tão importante neste ramo que sou uma pessoa com quem dá para debater sobre Wrestling :) Hoje não há Raw para ninguém ( well, not for me). Nem sei quando é que vou ver a Raw. Amanhã, quarta ou mesmo na quinta…

      • Salgado - há 4 anos

        Oh Daniel, não vamos comparar as coisas.. São campos completamente diferentes. Os erros que a WWE comete com a equipa criativa são, na sua grande parte, subjectivos e são coisas que irão sempre acontecer. Criar um combate entre dois power houses, sabendo que os fãs esperam um grande power mvoe, no maior evento do ano, sem o praticar primeiro é muito pior! sem qualquer comparação.. Olha lá, aqui também ainda ninguém falou do Shell Shock.. Ele pode ter practicado outro power move qualquer.. A história do combate pode muito bem gerar à volta dele não conseguir fazer o Shell Shock, aperceber-se disso a meio do combate e fazer outra coisa também impressionante… Isso também não prejudicaria Ryback.

        Sinceramente, já tive mais medo de tal. O CM Punk conseguiu ser campeão durante mais de um ano e conseguiu tornar-se no segundo lutador de topo da companhia, portanto eles conseguem fazer qualquer coisa.. Há uns anos atrás, ver o Cena a faltar a um pay-per-view era impensável e mesmo assim já aconteceu. As coisas estão a aligeirar, pode não parecer, mas estão, portanto assume-se que no futuro também será assim.

        Não o ser não leva a lado nenhum. Eu sei que estás a brincar, eu também estou :P Alguém tão importante? OMG, obrigado, mas eu não sou importante! Sou alguém que gosta de falar de Wrestling e ganhou a coragem de publicar os seus pensamentos. Como eu, há milhares por esse mundo fora. Ohmmm, deixa lá, também não irás perder assim muito, certamente…

  2. Tibraco - há 4 anos

    O curioso deste grupo é que eles são completamente diferentes uns dos outros e fazem dessa diversidade o seu ponto forte. Isso num combate resulta muito bem e conseguimos entender que cada um tem o seu papel. O fato de não ter um líder declarado também ajuda, porque assim os três são valorizados por igual. Não sobrecarregar o Ambrose com a responsabilidade de ser o Porta Voz foi uma decisão inteligente, pois deu espaço para os outros criarem uma conexão com o público. Sem pressas mas também sem prolongarem em demasia.

    A aposta da WWE foi clara mas, parece-me, estagnou. Na ‘Mania vai ser outro 3 vs 3, ou seja nada de evolução. Eles afirmaram-se como um grupo e fazia sentido que os seus primeiros 2/3 combates fossem em Tag Team. No Elimination Chamber chegaram ao topo da montanha quando venceram Cena/Sheamus/Ryback. Em combates 3 vs 3 não conseguem fazem melhor que isso. Estava na altura de dar um passo em frente, mas a WWE preferiu deixar os The SHield em “banho maria”. Talvez depois da Wrestlemania eles avancem para outro género de rivalidades. Quem sabe à disputa de titulos.

    Não exprimiste essa opinião no artigo, mas eu acho que eles não deviam sair vencedores na Wrestlemania. São muitas vitórias consecutivas e , por vezes, isso é prejudicial. Deve passar a ideia que eles são uma ameaça credível mas não uma força imparável, que nem os melhores lutadores do roster conseguem pará-los. O Push deve ser gradual com alguns momentos infelizes pelo caminho.

    O culminar desta história tem que ser , penso eu, um dos elementos lutar pelo titulo da WWE. De outra maneira não faz sentido esta aposta tão alta. Então derrotam os “Super Heróis” e depois vão tentar conquistar algum titulo secundário? Isso, a acontecer, seria andar para trás. Sinceramente consigo visualizar um deles vencer o MITB e iniciarem , a partir daí, uma rivalidade com o campeão na altura. Se assim fosse, qual dos três gostavas que tivesse essa oportunidade?

    • Salgado - há 4 anos

      Em relação aos títulos, no último artigo que escrevi sobre os The Shield afirmei que não encontraria problemas em vê-los com o títulos de Tag Team. Acontece que, recentemente, comecei a ter dúvidas em relação à ideia destes ganharem títulos secundários e como ainda não cheguei a uma conclusão preferi não voltar a abordar o assunto já. Prefiro ver primeiro como é que eles saem da Wrestlemania, para depois pensar em títulos ou no que podem fazer a seguir.

      A partir do momento emq ue digo que acho que a WWE pode lucrar com uma potencial “streak” de vitórias dos The Shield em pay-per-view, onde todos os meses arranjavam uma equipa diferente para os tentar derrotar, acho que isso assume logo que acho que devem ganhar na Wrestlemania. Aliás, recordo-me de ter digo acima que, para Ryback não sair tão prejudicado com o mesmo, devia ter uma vitória “moral” contra eles, para depois seguir para outra rivalidade onde possa recuperar algum ímpeto.

      Não são assim tantas vitórias consecutivas quanto isso… Eles não andam a ganhar todas as semanas, ou duas vezes por semana… Andam a ganhar todos os meses (e nem no Rumble lutaram). É certo que houve aquela excepção na Raw com Sheamus, Chris Jericho e Ryback, mas nesse caso, no futuro, todos os combates deveriam ser em pay-per-view.

      Eles têm tido momentos infelizes.. Já foram encurralados pelo Cena, Ryback e Sheamus… Já tiveram uma primeira derrota por desqualificação contra Big Show… Não podem é ter momentos negativos muito marcantes, para os fãs não perderem o interesse.

      É essa a questão que tinha em cima.. Estou a começar a ponderar se não seria mais inteligente dar a mala a um deles e por um deles como campeão. Antes de qualquer título secundário. Por isso é que não referi no artigo, como ainda não me convenci inteiramente de nenhuma das lógicas, preferi não ir por aí já…

  3. Vinícius Nunes - há 4 anos

    Não sei até que ponto a WWE liga para o público mais velho, sou bastante cético sobre aquela pesquisa em que adultos vêem isso mais do que os jovens, e eu acho que The Shield vai receber o heat a cada vitória e eu acho uma coisa, enquanto esse time estive unido, não vejo essa equipe perdendo para ninguém, até porque venceram da melhor equipe que a WWE podia colocar contra eles, falo em termos de babyfaces mais overs e dos 3 que ficaram por último na Rumble Match, logo, não vejo nenhuma equipe vencendo essa stable, ou seja, tenho total certeza que os Shield vencem na Mania, não faria sentido se eles não vencessem, toda a construção deles iria por água abaixo, então só vejo essa equipe perdendo caso um dos componentes traia a equipe, e acredito que o traidor seja o Roman Reigns e será aquele em que a WWE apostará primeiro, pois para mim é o que traz mais ‘legitimidade’ ao grupo e tem o melhor look deles, portanto, na minha visão, pela maneira que estão sendo construídos, não vejo nenhuma equipe formada pela WWE vencer os Shield sem ser por uma suposta traição de algum dos membros.

    De qualquer forma, ótimo artigo e espero um grande tema pra semana.

    • Salgado - há 4 anos

      Uma coisa não tem nada a ver com a outra, Vinicius xD Lá porque a maioria do público da WWE é constituído por fãs mais velhos, tal não quer dizer que a WWE se preocupa ou se foca mais neles. Aliás, pode significar mesmo o contrário… Como sabe que já conquistou essa audiência, pode perfeitamente preocupar-se em conquistar o “resto”.

      Obrigado :D

  4. Sawyer - há 4 anos

    Confesso que já não lia um artigo no Wrestling.pt já algum tempo, mas logo quando vi que o artigo era sobre The Shield tinha que ler. Eu sinceramente, quando The Shield fizeram o seu debut, eu não os conhecia, só conhecia o Seth Rollins e era pouco. Realmente eles chocaram naquele dia, e eu fui pesquisar várias coisas sobre eles, depois acompanhei eles na WWE, e estes 3 conseguiram ganhar aqui um grande fã! Eu já não ficava tão entusiasmado com um combate já algum tempo. The Shield consegue meter-me agarrado ao ecrã a ver o combate deles com entusiasmo! E tens razão quando dizes que o Dean Ambrose ser preferido de muitos, tambem é o meu preferido dos 3 e é tambem o meu preferido na WWE juntamente com o CM Punk!

  5. José Sousa - há 4 anos

    Bom Artigo Salgado. Eu não espero uma derrota deles na Wrestlemania Daniel. Porque se for com o Big Show, Orton e Sheamus não vão perder, tenho quase a certeza que algum dos outros três ataca um dos elementos e faz os Shield ganhar. Aliás outro factor que me faz pensar assim é o facto do Cena ir ser campeão depois da Wrestlemania. E como CM Punk não irá ser mesmo o próximo contender para o título do Cena, nada melhor que apostarem nos Shield pelos títulos da WWE. Ficando um deles( provavelmente Reigns) para contender pelo titulo da WWE e os outros dois ficavam como campeões de Tag Team.Parece-te tão improvável Salgado?

    • danielLP21 - há 4 anos

      Pois, é possível que estejas certo… Eu é que não quero criar expectativas desnecessárias. Se perderem, já estou à espera, se ganharem, ainda bem…

      • José Sousa - há 4 anos

        Meu caro foste tu que o disseste também semana passada que contra Big Show, Orton e Sheamus eles vencem. Eu acho que vencem os Shield porque não acredito no Show novamente a fazer um face turn. Depois pensa quem é que vai confrontar o Cena no Extreme Rules senão for o rematch do Rock? Só podem ser um dos Shield tens poucos heels para lançar não contando com o Punk. A outra solução seria o Orton heel, mas Cena vs Orton já aconteceu mais que vezes que Cena vs Punk.

    • Miguel - há 4 anos

      Só não concordo com a parte do raciocínio do Cena ser campeão logo na Wrestlemania.

      Será assim tão improvável heel turn do Orton e haver um draft dele para a raw e lutar pelo título da WWE?

      • danielLP21 - há 4 anos

        Como assim? Qual draft? O Orton não precisa de nenhum draft para lutar pelo Título da WWE. Não há Brand Split… Ainda no ano pssado o Daniel Bryan lutou pelo Título Mundial e logo de seguida lutou pelo Título da WWE.

        O Cena vai ser campeão na WrestleMania, não tenho dúvidas em relação a isso. O heel-turn do Orton é possível ( vão sonhando, porque eu já não o faço). Na última SmackDown, aquando do “RKO”, só faltou a arena ir abaixo… O público estava todo de pé, em delírio. Acredito no heel-turn, mas já achei muito maos provável a WWE “perder” um babyface tão adorado, talvez o babyface mais adorado actualmente.

        Ah, e para finalizar: Orton vs Cena? Outra vez? NO! NO! NO!

      • José Sousa - há 4 anos

        Pois depois temos isso Cena vs Punk está menos gasto do Cena Vs Orton. Depois tens razão Daniel nós podemos gostar do Orton heel mas a verdade é que ele é o face mais unanime, mais que o Sheamus e o Cena, e o Ryback precisa de uma vitória porque perdeu o gás a partir do Survivor Series.

      • Miguel - há 4 anos

        Era melhor voltar a haver a brand split.

        Até aqui no site se nota.

        Raw: 100 comentários
        SmackDown-10

      • José Sousa - há 4 anos

        Sim mas sobre isso todos nós mesmo o Daniel já falamos e dissemos que devia acontecer. A questão é que a WWE não quer isso, e mesmo o Triple H é capaz de não querer que isso ocorra por isso não nos adianta querer porque não vamos ter, mesmo que beneficiasse o produto.

        Mas isso é outra coisa agora Orton vs Cena outra vez não? Já aconteceu para ai 5 vezes em feuds e sempre com pelo menos 3 ou 4 combates. Prefiro Cena vs um dos Shield ou mesmo Cena vs Bryan( heel).

    • Salgado - há 4 anos

      Não estou a ver os The Shield a combaterem pelos Títulos principais (hipoteticamente falando, claro) sem terem uma das malas de MITB. Isso é um tipo de aposta que não estou mesmo a ver a WWE em fazer. Assumo que depois da Wrestlemania, o Cena fique com o CM Punk, mesmo que seja temporariamente – não sei porque é que dizes que não vai ser ele o candidato ao título. Se a WWE quiser mesmo ir por aí quanto aos The Shield, terá que esperar até Julho.

      Os The Shield como campeões de Tag Team já achei melhor ideia, mas ainda não tenho a certeza sobre o que pensar… Acho que a Wrestlemania vai fazer a diferença e só depois é que se pode pensar em títulos.

      • José Sousa - há 4 anos

        Sim eu só falei nisso porque quando tivemos Punk vs Cena para contender na Mania, falou-se que seria o último confronto durante os próximos tempos. Mas acho o Punk a escolha ideal uma vez que nenhum outro heel está em condições para ser contender. E uma escolha surpresa tipo Rhodes ou Cesaro seria para fazer o que R-Truth fez há dois anos atrás na altura do Capitol Punishment. Por isso concordo que deva ser o Punk só não sei se será, mas prefiro Punk vs Cena do que Cena vs Orton.

        Sim eles podem ficar com uma das malas, aliás já disse que os candidatos á partida são eles, o Rhodes, Barrett e Sandow a ficarem com as malas. Eu diria o Cesaro mas as promos dele continua a não merecer essa aposta. Mas lá está o futuro do Shield está na Wrestlemania porque podemos chegar ao MITB com eles já desmantelados.

      • Salgado - há 4 anos

        Então se não lutam um com o outro, metem-nos com quem? Tudo pode mudar se o Rock lutar no Extreme Rules, mas se não lutar e se abalar, como o Undertaker, tanto o Punk como o Cena ficam sem ninguém com quem rivalizar, logo julgo que seja natural que se virem um para outro.

  6. David Villa "maravilla" - há 4 anos

    The Shield tem de facto sido um grupo revolucionário e poderoso que tem mantido a sua hegemonia desde o seu aparecimento! inicialmente com as constantes ajudar ao former wwe champion cm punk e depois mostrando a sua supremacia face a algumas das principais estrelas da wwe!

    O seu percurso tem sido um sucesso, tem um talento enorme e tem tudo para se tornarem grandes nomes da wwe no futuro!

    O Dean Ambrose é na minha opinião o mais talentoso de todos, o Seth Rolins é muito bom no ringue e tem de com o tempo melhorar as suas promos e o Reigns é o power house da equipa! de facto sao uma combinação perfeita e no meu ponto de vista saíram por cima na wrestlemania!! se uma equipa com cena nao foi capaz de os vencer nao me parece que esta nova team o possa! além de que acredito que o orton poderá fazer o tão esperado heel turn e contribuir desse modo para nova vitoria dos The Shield!

  7. Eduardo - há 4 anos

    Estou curioso pra ver o que a WWE vai fazer com a The Shield ( não só eles como também o Daniel Bryan, CM Punk e principalmente Dolph Ziggler) após a WrestleMania, já que eu espero uma vitoria deles apos um Spear do Roman Reigns no Big Show se ele for confirmado ai certeza da vítora da Shield, já que o Ryback precisa de uma vitoria.

    Eu pessoalmente queria que após a Mania eles tivessem uma luta individual por exemplo no Extreme Rules acontecesse :

    Daniel Bryan vs Seth Rollins em uma “Iron Man Match” ou “2 out of 3 falls”.

    Tommy Dreamer ( ele foi atacado e depois não aconteceu nada ) vs Dean Ambrose em um “Extreme Rules Match”.

    Kane vs Roman Reigns em uma “I Quit Match”.

    “que podem ajudar ainda mais Dean Ambrose, Seth Rollins e Roman Reigns a consolidar-se no topo da WWE” CM Punk e principalmente o Randy Orton se ele realizasse o Heel Turn na Mania, porém eu queria mesmo que o Kassius Ohno se juntasse a Shield ele é um ótimo Heel tem ótimas Mic e ele podia dividir esse trabalho com o Dean Ambrose eu sei que ta bem dividido os papeis de cada um e o Rollins esta evoluindo só que seria ótimo uma pessoa de muita experiencia se junta a eles, se não for o Punk tem que ser o Kassius e a Shield não ultrapassar de 4 membros.

    PS : Já ia esquecendo excelente trabalho Salgado.

  8. Mike Tyson - há 4 anos

    Bom artigo Salgado!

    Estou a gostar muito dos The Shield a maneira como os mesmos trabalham é impressionante! Pois aqui todos teem uma função,penso que os nexus já referidos aqui nos comentários não eram tão organizados neste aspecto.
    Gosto muito do produto que estes 3 apresentam-se, demostraram-se carismáticos e a sua habilidade no ringue é completamente fenomenal. Talvez o que esteja a dizer é um disparate mas este grupo bem trabalhado e usado pode ser uma nova nWo. Mais uma vez grande artigo Salgado :)

  9. GJD - há 4 anos

    Muito bom artigo
    Você comentou sobre a reação do público com o Shield, eu não me assustaria se na Mania ouvisse Let´s go Shield .
    Concordo que já chega de Ryback vs Shield, acho que o Shield poderiam se voltar depois da Mania a tag team divisão e talvez a algum título secundário , quando ao Ryback dependerá do que a wwe querer , tem 3 opções : 1 continuar a feud com o Mark Henry depois da Mania por mais 2 ppv tendo 1 vitória do Henry e duas do Ryback, 2 Feud por algum título principal , 3 Vencer o Intercontinental championship.
    Não sei se só sou eu mas a falta de um finisher do Ambrose no Shield está me incomodando .

  10. MR Perfection André Santos - há 4 anos

    Grande Artigo Salgado.

    Concordo contigo em tudo , mas reforçar o que tu disseste em relação a não haver um top baby face que consiga ser adorado para ser um “especie” de lider para fazer frente aos the Shield.

    Um Cena, Sheamus, Ryback não são lutadores adorados pela maioria dos fás, de inicio pensei que a wwe queria pegar na história da NWO e criar em Ryback a força que iria destruir os Shield mas não foi bem alimentado de inicio perdendo o impeto.

    Sinceramente o que eu gostava era da vitoria dos The Shield, eles ainda tem muito para dar e talvez uma derrota colocava na mente dos fás…o que vai ser agora…

    Dos membros desta faction sou um fá total de Ambrose e gostava com a separação do grupo que ele não fosse um mid-card mas sim que recebesse um push individual como recebeu enquanto faction.

    Grande artigo , Parabéns

    • MR Perfection André Santos - há 4 anos

      “Um Cena, Sheamus, Ryback não são lutadores adorados pela maioria dos fás” – quando digo isto digo adorado pelos fás mais velhos como disse a salgado.

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador