Opinião Feminina #122 – As maravilhas da arte da Subtileza

Na edição desta semana do “Perguntas e Respostas” respondi a uma das questões mais badaladas dos últimos meses. Estaria a WWE a “abusar” no seu uso de lutadores que não trabalham a tempo inteiro e estaria isso a prejudicá-los? É bem possível que este ano seja o primeiro em que tal assunto é tão debatido. Afinal, quatro estrelas com esse tipo de horário são grandes pontos de destaque e os grandes veículos promocionais que a WWE está a usar para “vender” a Wrestlemania. Tal assunto é tão batido e debatido que consigo ter a sensação de já ter dito tudo sobre o mesmo, ao mesmo tempo que sinto que ainda não disse nada. É uma posição curiosa de se estar.

Já o afirmei várias vezes, e em vários sítios, que o card da Wrestlemania poderia tornar-se notoriamente mais atractivo para a minoria dos seus fãs e extremamente mais razoável no que toca a balançar a atenção dada entre quem já não tem nada a acrescentar a esta indústria, e quem está a trabalhar para garantir a perduração da mesma, se simples e subtis mudanças fossem feitas. Com uma audiência tão volátil e imprevísivel, dada à sua crescente variedade, a subtileza torna-se numa arma poderosa e fundamental.

Ora, de forma alguma estou a sugerir remover todas as Lendas da Wrestlemania. Algumas delas “vendem” e, no seu geral, ainda recebem adoração dos fãs. Dizer para remover todas não seria só extremamente imprudente, como contraditório, tendo em conta o que acabei de referir relativamente à subtileza. Afinal, de que serve dedicar todo o card da Wrestlemania apenas às estrelas actuais, se não há novo público para impressionar? De que serve promover a Wrestlemania com um evento especial e único, se nada de novo ou especial acontece?

Não, embora por vezes em breves acessos de raiva tenha vontade de dizer que mais valia não aparecer Lenda nenhuma, a verdade é que sei que as coisas não funcionam assim e que as mesmas são necessárias. Ninguém pode negar que o tipo de publicidade que estas Lendas trazem consigo é benéfico e pode fazer maravilhas por um evento, por uma história, ou até pelo lutador que tiver a sorte de com elas cruzar caminho.

A WWE deve sim, usar a Wrestlemania para evidenciar e destacar o roster actual para não desperdiçar a publicidade extra que as Lendas garantem, dando assim um motivo aos novos fãs para experimentarem acompanhar o produto durante o resto do ano. Tal é uma tarefa que cabe, única e exclusivamente, à WWE.

O facto que as estrelas actuais podem não estar a receber toda a atenção que merecem – e o porquê – pode perfeitamente ser disputado e, quem sabe, até refutado, quando olhamos para o card da Wrestlemania e temos John Cena e CM Punk – as duas maiores estrelas do roster actual – em combates à sua altura; e quando temos os The Shield – grupo constituído por três lutadores que há meia dúzia de meses nem sequer estavam no roster principial – a lutar contra três main-eventers estabelecidos.

Poderia continuar a falar dos restantes combates marcados e talvez chegar à conclusão de que todas estas reclamações poderão não passar de um drama desnecessário fruto de amuos rídiculos que provém do facto de não ver o meu lutador predilecto no main-event da Wrestlemania, ou fruto apenas dos caprichos de uma fã que não tem nada melhor para fazer. Enfim, independentemente das razões, facto é que só poderemos ter a certeza de tudo depois da Wrestlemania e que, para quem estiver disposto a isso, o benefício da dúvida deve ser dado.

Pessoalmente, mesmo sabendo que existe a possibilidade das estrelas actuais estarem a receber a atenção suficiente, sendo eu apenas demasiado cega para o ver, acho que a WWE não fez o seu melhor nesse sentido.

Portanto, se a minha sugestão não consiste em remover todas as Lendas em questão, consiste em quê? A minha sugestão – seguindo as regras mais importantes da subtileza – seria eliminar as que não afectam as vendas de pay-per-views… As que não afectam o número de audiências… Basicamente, eliminar as Lendas que estão literalmente a mais e que, para todos os efeitos, estão mesmo a tirar espaço e atenção a quem mais precisa. Porque tal está mesmo a acontecer. Apenas as suas consequências poderão ser subjectivas.

Ora, embora esteja a falar no plurar, até ao momento, só há apenas uma Lenda que – a meu ver – se encaixa nestes padrões sem quaisquer sombra de dúvidas: Triple H.

Há uma história que poucos sabem relativamente ao regresso de Brock Lesnar em 2012 e à minha recepção à mesma. Quando, no início desse ano, começaram a correr rumores de que Brock Lesnar e Batista poderiam estar perto de regressar à WWE, recusei-me de imediato a acreditar nos mesmos. Não só porque os mesmos era realmente improváveis e não existiam indícios fiáveis a apontar para os mesmos, como não estava interessada em assistir a nenhum desses regressos. E até hoje, continuo com a mesma atitude relativamente a todos os lutadores que “podem” regressar.

Portanto, entrei numa ligeira fase de negação que terminou na noite após a Wrestlemania 28. Noite essa onde, para choque meu, os rumores se concretizaram e Brock Lesnar de facto regressou. E a minha reacção não teve a nada ver com os meus desejos.

Quando aquela música soou, além de enorme choque, senti também uma empolgação enorme que só aumentou à medida que este se aproximava do ringue e interagia com John Cena. Tal repete-se sempre que Brock Lesnar aparece, porque ele possui aquilo que muitos apelidam de it factor. Quando Brock Lesnar entra numa arena, a sua presença é notada. Ele possui uma espectacular e indescrítivel presença que atrai e prende as atenções de todos.

É por isso que Brock Lesnar “vende”. É por isso que Brock Lesnar é uma presença benéfica na WWE, mesmo que seja num horário part-time. Porque, em par com The Rock, quando Brock Lesnar aparece, o mundo pára para ver o que ele vai fazer.

E não, tal não se resume apenas ao seu talento infindável, ao seu físico impressionante ou a todos os seus feitos, dentro e fora de WWE. Tal deve-se, e muito, ao seu carisma natural. Brock Lesnar aparenta ser uma “besta”, comporta-se como uma “besta” e “vende” como uma “besta”. Homens adultos perderam a cabeça e foram à loucura com o seu regresso em 2012 e é díficil, quando olhamos para Brock Lesnar, não compreender porquê. E tal comprovou-se todas as vezes que Brock Lesnar lutava em pay-per-view ou aparecia na Raw. As vendas subiam, assim como as audiências, isto tudo justificando algum do caro investimento da WWE.

Isto tudo, ao contrário de Triple H.

Brock Lesnar e Triple H partilham o facto de já terem as suas carreiras extremamente consolidadas e de já não precisarem de fazer nada para se elevarem ainda mais. Contudo, ao contrário de Brock Lesnar, a carreira de Triple já é um livro acabado no qual se tentam desesperadamente acrescentar mais capítulos, embora não façam qualquer sentido ou tenham sequer razão de ser.

Triple H é um lutador de 43 anos, semi-reformado, que teve na Wrestlemania 28 a maior e mais bonita despedida que alguma vez poderia pedir. Brock Lesnar é um lutador de 35 anos, com uma enorme capacidade promocional, e uma excelente forma física. Ora, com isto não quero dizer que Triple H esteja fora de forma – longe de mim sequer sonhar em sugerir isso – quem dera a muitos homens de 43 anos terem a sua forma física, mas continua a ser inegável de enquanto Triple H está no fim da sua capacidade atlética como lutador, Brock Lesnar não está.

Ora, tal como mencionei acima, há outra grande diferença entre Brock Lesnar e Triple H e essa é a capacidade de ambos para venderem pay-per-views. Brock Lesnar é a definição da palavra “atracção”. Há anos que não era visto na WWE e, ainda hoje, as suas aparições são raríssimas, tornando cada uma delas especial, isto claro, esquecendo tudo o que falei do seu carisma há uns parágrafos atrás. Com Triple H as coisas não são bem assim. Este aparece várias vezes por ano, competindo apenas com as maiores atracções, apenas para voltar a abalar, sem criar absolutamente nada, nem mesmo mais vendas de pay-per-view.

Ao passo que o combate de Brock Lesnar com John Cena criou mais vendas de pay-per-view no Extreme Rules 2012, do que no ano anterior, Triple H não conseguiu fazer o mesmo contra CM Punk no Night of Champions 2011 ou contra Kevin Nash no TLC 2011, levando-me apenas a concluir que, embora seja uma Lenda respeitada desta indústria, Triple H já não é um factor determinante na venda de pay-per-views ou atracção dos fãs. Ao contrário de Brock Lesnar.

Portanto, seguindo a minha sugestão dada no início do artigo relativamente a remover as Lendas que não são factores determinantes para a venda e promoção da Wrestlemania, a única acção lógica a seguir seria remover Triple H e emparelhar Brock Lesnar com alguém que realmente beneficiasse da atenção. Porque uma coisa é certa, se Brock Lesnar vai lutar, vão existir muitos fãs a ver.

O combate em si, de Brock Lesnar vs. Triple H, não só não é determinante para as vendas da Wrestlemania 29, como não é determinante para as carreiras de ambos os lutadores. No fundo, não é determinante para nada. Não está nada em jogo. É apenas um desperdício de star power e de tempo na Wrestlemania. Aliás, se for tão bom quanto o primeiro embate deles, então a situação ainda fica pior.

Logo, se The Rock está a lutar com John Cena na grande desforra, e se Undertaker está a lutar contra CM Punk, dando assim a este um combate de Wrestlemania digno de tudo o que fez em 2012 pela companhia, então porque não dar a um dos lutadores do roster actual a oportunidade de lutar contra Brock Lesnar e de se elevar, juntando-se assim a um grupo de estrelas elite?

Não acho que a mudança de Triple H por outra estrela do roster actual, no combate com Brock Lesnar na Wrestlemania 29, seja assim tão brusca… A meu ver, até é bastante subtil. Afinal, se os fãs estão a comprar para ver Brock Lesnar, ou em parte para o ver a ele, pouco interessará o seu advesário… Como é natural, Brock Lesnar é uma presença especial, portanto convém presenteá-lo com candidatos sérios ao main-event, ou com lutadores que já lá estejam, e que, através de uma boa história e construção, possam parecer ameaças credíveis.

Tal pode parecer díficil de encontrar no roster da actualidade, quando CM Punk e John Cena já estão “ocupados”, mas tal como digo sempre: se um lutador não está ao nível que se pretende, não se devem deixar de lhe dar oportunidades por isso, deve-se sim, colocá-lo lá. Há muito poucos milagres que a WWE não consegue fazer, desde que realmente queira. Portanto, são poucos os lutadores no main-event que a WWE não conseguisse opor a Brock Lesnar. Basta uma aposta séria e uma história convincente, pois o talento faz o resto e disso está o roster cheio.

Pessoalmente, sou enorme fã de um hipotético combate entre Brock Lesnar e Sheamus. Sinceramente, é algo gostaria imenso de ver e, sejamos honestos, Sheamus preenche todos os requisitos para o fazer. Aliás, como babyface e amigo de Triple H, nem seria muito díficil de explicar a sua inclusão nesta história, no lugar de Triple H. Dolph Ziggler vs. Brock Lesnar também é algo que teria alguma curiosidade em ver, caso Dolph Ziggler fosse babyface. Recorrendo à velha história de “David vs. Golias”, acredito que a WWE poderia conseguir obter excelentes combates pautados por memoráveis momentos.

Mais uma vez, qualquer um poderia enfrentar Lesnar e beneficiar da sua ajuda e atenção. Aquilo que não se aceita, ou sequer entende, é o emparelhamento de Lendas que trabalham a part-time com outras Lendas que trabalham a part-time, porque não resultam frutos daí. Não se avançam com histórias nenhumas, pois no dia seguinte já abalaram ambos, e não se criam novas estrelas, nem se convencem os fãs a assistir a acompanhar o produto de forma séria.

É a maior tentação em que a WWE pode cair, e também a sua maior maldição. É um erro… Um erro desnecessário que eles insistem em cometer. Muitos dizem que o cometem por dinheiro – tema também já debatido há umas semanas – mas não, este está provado que não é cometido por dinheiro… Mas sim, por algo tão poderoso e influente quanto o dinheiro… O ego.

E é assim, de cabelo quase rapado, numa posição de lutador semi-reformado que só luta duas vezes por ano, que Triple H irá enfrentar Brock Lesnar num combate “No Hold Barred” com a sua carreira em jogo. Dificilmente o facto da carreira de Triple H estar em jogo é interessante ou empolgamente, assim como a própria estipulação do combate. Não que quisesse assistir a um combate com regras de MMA, ou a mais um Hell in a Cell, mas devo dizer que a estipulação escolhida foi uma enorme desilusão, visto que em nada melhorou ou apresentou evoluções do primeiro combate de ambos, que por sua vez tinha sido “Sem Desqualificações”.

Numa continuação da história que culminou no Summerslam – que por si só, já não foi muito boa (ler “Opinião Feminina #91 – A Less Than Perfect Storm) – Triple H vai ganhar, não só porque perdeu no primeiro embate, como precisa de defender a honra da sua esposa e de vingar, não só Vince McMahon, como todas as lesões e humilhações que Lesnar já impôs a si e aos seus amigos. Uma vitória que é apenas moral e pouco efectiva, porque no no fim do dia, não vale nada.

Alguns dos fãs de Brock Lesnar – falo daqueles adultos que se entregaram por completo às emoções de jubilação aquando o regresso desta “besta” – irão perder assim alguma da sua motivação, senão toda, até pelo menos o próximo regresso deste. E quem os pode culpar? A grande “besta” e uma das maiores ferramentas que a WWE poderia agora usar para garantir um futuro e, ao mesmo tempo, fazer milhares perde ímpeto sem nenhuma razão lógica e/ou aceitável. Aliás, mesmo que ganhe, o que é que Brock Lesnar ganha ao certo? O que é que Brock Lesnar ganha desta rivalidade? Mantém-se relevante e com grande ímpeto, mas pouco mais.

Isto tudo por uma história que dificilmente será relembrada daqui a uns anos, quanto mais considerada uma das melhores. Isto tudo por dois lutadores que nada mais têm a ganhar e que absolutamente nada têm a perder. Isto tudo por nada. Ou, tal como disse acima, por ego.

Não deixo de ficar curiosa para ver que lado é que os fãs presentes na Wrestlemania 29 irão tomar. É certo que a Wrestlemania é a grande reunião de fãs de Wrestling de todo mundo. Se puderem, os maiores fãs não perdem a oportunidade. Contudo, mesmo sendo diante de uma enorme quantidade de fãs já conquistados, a Wrestlemania continuará a ser na zona de Nova Iorque e no mundo do Wrestling, há poucas plateias mais sinceras que a plateia de Nova Iorque. Especialmente, no que toca à WWE e à história que os liga.

É verdade que há estrelas actuais que estão a ser bem-usadas na Wrestlemania, mas também é verdade que algumas outras não o estão a ser devido a este combate. Este combate dá razão a todos os fãs que estão preocupados com o amanhã. Este combate prova que isto não são apenas embirrações de fãs que não têm nada melhor para fazer, ou que simplesmente não suportam ter os seus preferidos no fim do card. Este combate prova que, por muito errados e tendenciosos que nós fãs, possamos ser, os lutadores e a direcção não são muito diferentes ou melhores.

Pelo menos, é assim que encaro tudo isto. Mas, que sei eu? Afinal, não sou a presidente de uma companhia multi-milionária, com milhares de empregos a dependerem de mim e um milhão de decisões importantes a tomar a toda a hora. De qualquer das formas, os factos mantém-se. Num mundo tão fortemente controlado e monopolizado por uma só identidade, é fácil tornar-se complacente e cometer erros que outrora não se cometiam. Porquê? Porque quando a situação o exige, a sobrevivência do todo é sempre mais importante que o ego de um indíviduo. Só que infelizmente, este mundo é deles. Deles para controlar, deles para gerir e deles para errar.

Sobre o Autor

- Administradora. Publico parte das notícias, faço a gestão da League, dos Passatempos e ainda sou escritora do artigo “Opinião Feminina”.

83 Comentários

  1. Pantallica - há 4 anos

    Artigo muito bom, parabéns!
    Contudo, eu acho o The Rock vs Cena mais desnecessário ainda. Não me acredito muito que daqui a uns tempos nos lembremos deste combate mas sim do anterior. Esse sim, pode-se dizer que foi algo importante. Não para ascender alguém, mas sim para dar aos fãs um combate que estes queriam muito ver.
    Adoro o Triple H e vou estar 100% a seu lado na WRESTLEMANIA. Mas sem duvida que preferia, um Sheamus vs Lesnar e com o 1º a ganhar. Acho que o Sheamus não é um main eventer completo. Apesar de ele ter vencido o “The Game” à anos atrás isso não bastou porque tempo depois ele andou perdido no roster. Uma vitoria sobre Lesnar fazia dele um provável Main eventer de WrestleMania.

    • Salgado - há 4 anos

      Obrigado Pantallica :)

      Discordo, relativamente ao combate de The Rock vs. John Cena ser mais desnecessário – ou desnecessário de todo – mas, isso é assunto para a próxima semana!

      Eu também gosto imenso do HHH, mas infelizmente este combate não me diz nada :P Relativamente ao Sheamus vs. Lesnar, concordo contigo!

      • Pantallica - há 4 anos

        De nada! ;)
        Vou estar à espera por esse artigo, até me podes convencer do contrario mas duvido. A única utilidade que vejo nesse combate são as vendas e basicamente tudo que engloba dinheiro para o bolso da empresa.

  2. danielLP21 - há 4 anos

    Excelente artigo, e mais uma prova de que a autora não é tendenciosa, uma vez que consegue admitir, ao contrário de 95% dos fãs de determinado lutador, que um dos seus favoritos de toda a história do Wrestling está neste combate apenas por ego. E é a mais pura das verdades.

    Acredite quem quiser, mas até à WrestleMania não vou ver mais nenhum segmento com estes dois, tal como não vou ver nenhum segmento que envolva o Cena e o Rock. Sinto que é tempo perdido, não me acrescenta emoção nenhuma como fã de Wrestling, nada de nada… Ver aquilo e não ver é exactamente a mesma coisa. Ao menos, poupo tempo.

    Quando o Lesnar voltou, fiquei maluco! Mas, sinceramente, foi só nesse dia… Mesmo que o combate com o Cena tenha sido muito bom, lá está, não senti nada que me empolgasse como fã. E acho que não é preciso falar do combate do SummerSlam…

    O combate entre Triple H e Brock Lesnar é ridículo… Espero, daqui a uns anos, respeitar tanto o Triple H como respeito agora, mas é difícil deixar de criticar. Se é ele quem vai controlar a WWE e ser o sucessor do Vince McMahon, devia preocupar-se, desde já, em ajudar a lançar novos talentos. Será que custa muito perceber isto, ou só os Portugueses/Brasileiros é que conseguem ver o óbvio? Não me parece…

    Claro que não é uma questão de dinheiro. Mas, como é óbvio, há aqueles que falam constantemente desse aspecto, mesmo quando nada o justifica. O Triple H não aumenta as vendas em nada, zero… O Lesnar vende por si só, seja quem for o seu adversário ( vá, convém que seja um main-eventer, claro).

    Além de tudo isto, esta WrestleMania não devia ter Triple H e Undertaker. Tiveram o fim perfeito no ano passado! “Ah e tal, e o que é que faziam com o Punk”? O Punk não ficava sem adversário de certeza absoluta, e estou certo de que se ia sair bem, desde que lhe dessem um adversário suficientemente credível.

    Este é o primeiro ano em que não estou ansioso por nenhum dos 3 main events da WrestleMania… Estou curioso para ver o Punk vs Undertaker, mas os outros dois são-me completamente indiferentes.

    Espero que deixem o Cena vs Rock e o Lesnar vs HHH para o fim, é da maneira que me vou deitar muito mais cedo…

    • Salgado - há 4 anos

      Obrigado Daniel :) Toda a gente é tendenciosa, eu não sou diferente, apenas tento controlar os favoritismos no Opinião Feminina, senão que credibilidade posso eu ter?

      Penso que não são só os fãs que falam português que reconhecem a falta de necessidade de Triple H lutar contra Brock Lesnr na Wrestlemania. Aliás, na suposta e famosa IWC (Internet Wrestling Community), HHH é um dos indíviduos mais odiados mesmo por causa de situações e casos como esses. A questão é que os fãs de wrestling não se resumem apenas aos que se encontram por detrás de um computador.

      Sinceramente, estou a gostar das mudanças que o HHH está a fazer e estou a ficar positiva, relativamente ao futuro da WWE e até agora, nada me leva a crer que as coisas vão piorar quando ele tomar as rédeas da WWE. Aliás, muito pelo contrário.

      Julgo que o HHH se preocupa sim, com o futuro e que reconhece a sua importância, caso contrário não levaria o NXT tão a sério e os The Shield não seriam tão protegidos (coisa que também suspeito que tenha mão dele). Simplesmente, acho que ele se vê como uma excepção. Não acredito que ele ache que irá prejudicar alguém ou a WWE por lutar na WM contra o Brock Lesnar. Penso que ele já deu algumas provas significativas em como está a fazer o seu melhor para gerir o que lhe compete na WWE, apenas o seu discernimento muda quando se mete a si no papel principal.

      Honestamente, já tive mais receios de ver HHH a controlar a WWE.

      • danielLP21 - há 4 anos

        Se és, disfarças bem. Mas é melhor não te elogiar muito, por isso fico-me por aqui.

        Eu percebo perfeitamente o ódio que muita gente sente pelo Triple H. É o sogro do patrão, o gajo que casou com a filha do patrão para subir na vida. No entanto, é triste que essas pessoas não vejam todos os grandes momentos que o HHH nos proporcionou e que se foquem principalmente nesse aspecto do casamento com a Stephanie.

        Eu também não tenho muitas razões de queixa, mas a única que tenho é muito importante: o fim da Brand Split. Foi o grande erro do Triple H, e isto não é uma opinião, é um facto…

        Oh, claro que ele se preocupa com o futuro, eu não disse o contrário. Mas lá está, é como tu dizes, quando chega a altura de ele se envolver numa história, simplesmente não consegue resistir. “apenas o seu discernimento muda quando se mete a si no papel principal.” Pois, é essa mesma a definição de ego… Isso não devia acontecer, percebo que seja difícil para ele manter-se afastado, mas o que é demais também enjoa.

        O combate não vai prejudicar? Talvez não, mas tens aqui alguém que não quer saber do mesmo para nada e que só o vai ver se tiver tempo para o fazer. Isso diz tudo sobre o interesse que tenho pelo combate, certo? Mas pronto, eu sou apenas um, e não conto para nada porque nem sequer compro os PPV’s da WWE.

        A estipulação do risco de fim da carreira do Triple H causa-me tanto “suspense” como aquela do combate entre o Rock e o Punk, em que se o Rock fosse desqualificado, perdia o título. A não ser que a WWE decida colocar o Lesnar a acabar a carreira do Triple H ( não estou à espera, mas não era algo que me chocasse, da maneira que isto anda…), essa estipulação não mudou praticamente nada em relação à expectativas que tenho pelo combate.

      • Salgado - há 4 anos

        Oh Daniel, claro que sou. Toda a gente é! Toda a gente gosta de ver os seus preferidos a singrar, seja ou não o mais correcto/acertado. Agora, como gostos não se discutem, estar a fazer um espaço a falar e discutir as preferências de todos seria completamente desnecessário e inútil. As boas discussões/debates existem quando se “desligam” essas preferências e as pessoas falam honestamente. Não é uma questão de disfarçar ou deixar de disfarçar, simplesmente não se justifica ir por “aí” se pretendemos criar um bom debate e construir alguma credibilidade.

        Eu não disse que não ia prejudicar, apenas disse que ele pode achar que não.

        Não sei se isso teve sequer mão do HHH. Mesmo que ele tenha querido ou apoiado a ideia, a última decisão será sempre a do Vince e acredito que ele ainda tenha algumas coisas extremamente bem controladas, portanto não quero ir tão longe quanto isso. Mas, quem sabe? Mas sim, o fim da brand split foi uma má ideia.

        Sim, a história da carreira estar em jogo também não me diz nada. É daquelas coisas que, duvido muito, me afecte no momento, mas vamos a ver.

      • danielLP21 - há 4 anos

        Exacto, gostos não se discutem. Eu por exemplo adorei o “Skyfall” e tu não gostaste nada.

        De resto, concordo contigo.

      • Salgado - há 4 anos

        Adoro! Agora estão-me todos a seguir no Twitter xDD

      • danielLP21 - há 4 anos

        E claro que se ele achasse que ia prejudicar a empresa, não ia fazer este combate. Isso nem me passa pela cabeça.

      • danielLP21 - há 4 anos

        Desta vez, só durou 20 minutos… Já é um progresso! Bem, pelo menos estou a tentar, pode ser que um dia consiga manter a minha conta.

      • Salgado - há 4 anos

        Adoro! Daqui a uns anos, talvez..

    • Miguel - há 4 anos

      Mas não devia ter o quê? Se não tivesse Undertaker, Triple H, The Rock, Lesnar eu não a iria ver. Acredita se quiseres.

      O Triple H é um grande lutador e não está na hora de se reformar.
      Ele já elevou o Punk.

      O Undertaker ainda tem condições de fazer o combatezinho dele.

      • danielLP21 - há 4 anos

        Claro que acredito, e então? Não é por não veres a WrestleMania devido a essas ausências que passava a ser mau que o Undertaker e o Triple H não participassem. Tu não vias, big deal…

      • Miguel - há 4 anos

        A minha pergunta é: seria o único de todo o mundo que não via??

      • Miguel - há 4 anos

        E sim passava a ser mau… Wrestlemania sem Undertaker??? Aliás não passava a ser mau mas sim péssimo.

      • danielLP21 - há 4 anos

        Mentalidade um “bocadinho” retrógada… Então quando o Undertker deixar de aparecer na WrestleMania, deixas de ver Wrestling? Acho que fazes bem.

      • Miguel - há 4 anos

        Se isto não melhorar? Deixo sim senhor.

        Nem tens de achar nem bem nem mal.

        Deixo se quiser.

        Tu gostas la de cm punks de edges e de zigglers
        Eu gosto do Undertaker, do Mankind, do Stone Cold Steve Austin, do The Rock apesar de gostar do edge também mas não tanto.

      • danielLP21 - há 4 anos

        Ahahahah que argumentação tão boa!

        Nõ vou estar aqui a discutir quem gosto e quem não gosto. Achas que não gosto desses nomes que apontaste? Simplesmente não vou estar à espera que o ano de 2000 chegue, porque já passou!

        Adoro o CM Punk e o Dolph Ziggler sim, o Edge é o meu favorito e pronto, é isso. Não é por gostar deles que deixo de gostar dos lutadores mais antigos. Adoro o Mankind e o Undertaker, gosto do Rock e simpatizo com o SCSA. É caso para dizer que há espaço para todos no meu coração :D

      • Miguel - há 4 anos

        Ai é que está gostos não se discutem…

        Vá conta lá o que tens contra o Austin.

        Porque não gostas tanto dele como os outros e só simpatizas? Ele costuma ser o que todos mais gostam…

        O meu favorito é o Undertaker.

      • danielLP21 - há 4 anos

        Hm? Contar o que tenho contra o Austin?! Então mas agora não posso gostar mais de uns do que de outros?! Jesus Christ…

        “Ele costuma ser o que todos mais gostam…” Ai sim? E então? Só por causa disso é que também tem que ser dos meus favoritos? Com cada comentário…

        Tu não gostas do Punk e do Ziggler, e eu não te perguntei porquê pois não? Então pronto, gostas de quem gostas e eu gosto de quem gosto.

      • Miguel - há 4 anos

        Só perguntei por curiosidade.

        Do Punk não gosto porque lá na ECW ele não me parecia nada de jeito… Foi melhorando sim mas continuo a não gostar.

        Do Ziggler é aquele gajo que não gosto nem desgosto.

      • Enigma - há 4 anos

        O Punk foi muito elevado pelo Triple H.

        Um belo exemplo disso, é o Night of Champions 2011.

      • Ribeiro46 - há 4 anos

        O Triple H sempre foi alguem que não aceitava elevar os outros ou pelo menos não aceitava de bom grado.
        Dizer que ele elevou seja quem for é uma estupidez.
        Não elevou o Orton na altura em que ele foi expulso dos Evolution e foi o Campeão Mundial mais jovem de sempre.
        Não elevou o Punk que era o lutador mais over da companhia naquele momento.
        Nesta altura, ele como lutador não tem utilidade alguma para a WWE.
        Se ele ainda fosse como o Jericho que se preocupa em elevar jovens talentos, ainda via utilidade.

      • danielLP21 - há 4 anos

        Batista e John Cena :)

      • R8cha - há 4 anos

        Não elevou Orton? então quem o trouxe para a ribalta?
        Aquela “expulsão” dos Evolution foi o mote para o resto da carreira do Orton.
        E digam o que disserem, Sheamus, Batista, e John Cena tiveram um empurrãozinho do The Game.
        E para mim ajudou a consolidar ainda mais o Benoit com a sua primeira rivalidade pelo WHC.
        Tem os seu erros, como toda a gente, mas tambem dizer que não ajudou ninguem a subir na WWE é embirrar…porque sim.

      • danielLP21 - há 4 anos

        Concordo… Claro que o primeiro reinado do Orton foi uma absoluta desgraça e perdeu o título no espaço de um mês para o Triple H, mas a verdade é que se não fosse o HHH e a história dos Evolution, o Orton não teria credibilidade nem estatuto suficientes para desafiar o Undertaker na WrestleMania 21. Muito do que ele fez no ano anterior teve uma grande ajuda de Triple H.

        O Batista e o John Cena então nem se fala, basta ver que venceram Main-Events da WrestleMania contra o Triple H. Haverá melhor ajuda que essa?

        Voltando ao Orton, só acho que este devia ter vencido o HHH na WrestleMania 25, no Main-Event, tendo asim o seu momento de glória numa WrestleMania. É das poucas coisas que tenho a apontar ao Triple H, e mesmo assim nem sei se a culpa foi dele…

      • Miguel - há 4 anos

        Por mim o Triple H devia era ainda bater o recorde do Flair mais uns quantos títulos… Triple H ainda tem condições para lutar a tempo inteiro…

        Mas pronto vamos ver o Cena como campeão e depois vou adivinhar eish não há quase mais ninguem com credibilidade e vão ter de meter ou o Orton heel ou o Bryan.

      • Ribeiro46 - há 4 anos

        Peço desculpa por responder logo depois do meu primeiro comentário mas não dá para responder após os vossos comentários.
        Realmente não me lembrei do Batista e do John Cena na altura do comentário.
        Se bem que o Cena na altura em que rivalizou com o Triple H já tinha um elevado estatuto dentro da companhia.
        No entanto, discordo completamente de que o Orton tenha sido elevado pelo HHH.
        O Orton teve um reinado de cerca de um mês, o que é muito curto para ser o reinado do campeão mais jovem de sempre.
        E sempre que o Orton defrontou o Triple H com o título em jogo, perdeu sempre (isto logo após ter sido expulso dos Evolution).
        Não vejo que ajuda deu o Triple H ao Orton em termos de elevar o seu estatuto.
        Acredito que o facto de ter sido expulso dos Evolution tenha ajudado o Orton a tornar-se o main eventer que é hoje.
        No entanto, dou pouco ou nenhum crédito ao Triple H por isso.
        E se calhar sou o único mas na altura de feud com o Undertaker na RTW não o via como uma ameaça credível á Streak.
        Só o comecei a ver como um main eventer em finais de 2005 após a sua vitória sobre o Undertaker no Summerslam e após ter sido o único sobrevivente na Survivor Series desse ano.

  3. MicaelDuarte - há 4 anos

    Muito bom artigo Salgado!

    Concordo totalmente contigo. No final do combate, o contributo para o futuro de alguém é zerinho. Wrestlers já (mais que) estabelecidos, deveriam ser usados maioritariamente para elevar talentos do roster actual que estejam a centímetros de atingirem outro patamar.

    Quando no Night Of Champions o HHH lutou com o Punk, o combate beneficiou o Punk? Não, nada.

    Esta história aplica-se também, em parte, ao The Rock! Esse gajo chega, ganha um título e provavelmente será (mais uma vez) o main-event da ‘Mania para lutar (mais uma vez) com o Cena? Outro wrestler que está em igual patamar ao The Rock? Poderia ser usado contra alguém que necessitasse de um adversário com o estatuto que The Rock tem. Este será outro combate sem interesse que não vai melhorar o futuro de qualquer wrestler…

    Confesso que estou com alguma curiosidade em ver o combate HHH vs Lesnar, apenas para ver se conseguem fazer melhor do que a porcaria que fizeram no SummerSlam (não será muito difícil)…

    Estes gajos deveriam seguir o exemplo do Jericho! (também acho que ele perde demais, mas pelo menos está a fazer algo pelo futuro da companhia!)…

    • Salgado - há 4 anos

      Obrigado Micael :)

      Nisso concordo contigo. Acho que o Punk, da sua rivalidade com HHH, beneficiou das promos que teve com esta e de todas as interacções verbais, mas do combate não creio que tenha beneficiado nada.

      QUanto ao The Rock falamos no próximo domingo xDD

      • MicaelDuarte - há 4 anos

        Sim, é verdade. Todos os confrontos verbais entre HHH e o Punk intensificaram bastante aquela personalidade irreverente do Punk, mas tirando isso…

        Outra coisa que adoro na WWE é esta cena de até introduzirem mais que uma estipulação num combate para os ‘menos atentos’ acharem, neste caso, que Lesnar pode vencer HHH…

        Claro que sim, para a semana arraso aqui com o The Rock! xD

      • Salgado - há 4 anos

        Sim, concordo contigo. O combate não lhe fez absolutamente nda.

        O que, nos mais atentos, tem o efeito oposto xDD

        ahaha está combinado :)

      • anonimo - há 4 anos

        proximo domingo? mas a wrestlemania nao é dia 7?

      • Sim, é dia 7.

      • Salgado - há 4 anos

        Nunca disse que iria falar do Rock/Cena no dia da Wrestlemania xD

      • danielLP21 - há 4 anos

        No dia da WrestleMania falas do CM Punk vs Undertaker.

      • Salgado - há 4 anos

        Sim, já o tinha anunciado.

      • MicaelDuarte - há 4 anos

        Falar sobre CM Punk vs Undertaker é que é! xD É capaz de ser das poucas boas coisas desta ‘Mania :(

  4. Tibraco - há 4 anos

    Como de costume, um excelente artigo. Gostei especialmente do título em português :)

    O que disseste sobre o Lesnar, subscrevo a 100%. Penso que ele consegue ser o lutador que transmite maior sensação de “perigo eminente”. Depois tem aquela “caratetistica” de quase não falar, o que só lhe dá mais credibilidade enquanto “monstro destruidor”. Lesnar vs Sheamus seria perfeito, embora essa ideia de Lesnar vs Dolph não seja nada má. Gostava de ver o Ziggler a vender os golpes brutais do Lesnar.

    Em relação à análise sobre HHH, não assim tão de acordo. Diria que temos algumas diferenças de opinião subtis xD Este combate é pelo ego, de acordo, e a despedida perfeita teria sido no ano passado, também não tenho dúvidas. Contudo, acredito que se ele quiser poderá ainda ser muito útil em determinados momentos. Interagir com o Lesnar, tens razão, não acrescenta nada à carreira dos dois. Mas, por exemplo, o que dirias de uma feud entre HHH e Ziggler? Não achas que ele ajudou o Punk a consolidar-se em 2011?

    Sobre a estipulação do combate, poderiam ter feito algo mais interessante. Pessoalmente, já tenho saudades de um “I Quit”, Match mas percebo que seria difícil pôr um daqueles dois a desistir. No entanto, o fato da carreira do Triple H estar em jogo , para mim é um aliciante. Podemos achar desnecessário ou despropositado, mas quando estivermos a ver o combate em direto será difícil conter a ansiedade.

    • Salgado - há 4 anos

      Obrigado :) Aíí, nem reparei que o título estava em português, simplesmente meti o que me soava melhor e veio à cabeça primeiro xD

      Exacto, a ideia do Ziggler vs. Lesnar vai, essencialmente, por aí. Lesnar vs. Sheamus é que acho que pode ser mesmoooo espectacular!

      Ui, subtis.. adoro! xDD Concordo absolutamente contigo, o HHH se quisesse, poderia ser uma ajuda valiosíssima ao roster da actualidade. Ele, embora já não seja um grande “draw”, ainda tem star power. A questão é que não sei até que ponto é que ele iria ajudar a pessoa com quem está a trabalhar… É essa incerteza que me deixa um pouco insegura. E além disso, o HHH já tem 43 anos e teve, como disse acima, a melhor despedida que se poderia ter do Wrestling Profissional, na Wrestlemania 28, não estará por isso na hora de se reformar mesmo?

      Embora acredite que a razão de usar o HHH na história com CM Punk fosse apenas o ego, acredito que a mesma beneficiou o Punk. Todas as “pipebombs” que dizia e toda a sua personalidade atrevida e irreverente ficou ainda mais vincada por estar a fazer comentários mordazes que os fãs sabiam que tinham um fundo de verdade. As promos entre o Punk e o HHH foram espectaculares e eu adorei-as, porque eles não estavam a dizer nada que não fosse verdade ou tivesse um fundo de verdade. Portanto, embora o motivo possa não ter sido o PUnk, este acabou mesmo por beneficiar da sua interacção com HHH.

      Só que lá está, não só acho que HHH já reúne todas as condições para se reformar, como – tal como disse no artigo – acho que a Wrestlemania beneficiaria também de reduzir o número de Lendas até às estritamente necessárias.. Se já vais vender a Wrestlemania por ter o Rock e o Lesnar, porque é que lá vais ter o HHH também? As pessoas não vão comprar por ele, ele é um bónus.

      Não quero cair no cliché de apoiar e usar argumentos usados em imagens criadas para o divertimento dos fãs, mas é um disparate ter a carreira de um lutador que já só luta 2 vezes por ano em jogo. O Flair e o Michaels ainda lutavam noutros pay-per-views e em shows semanais… Lutavam o suficiente para dar sentido à estipulação, ao contrário de HHH. O mesmo se adequa ao Undertaker, que também já está reformado.

      • Tibraco - há 4 anos

        Mas olha que ficou um título bem poético xD

        Sim, um lutador que luta 2/3 vezes por ano dizer que “termina a carreira” não tem o mesmo impacto que um lutador a full time. Ainda assim, DURANTE o combate será um fator que irá transmitir emoção. Bem, pelo menos para mim que sou super fã do HHH. Depois do Cena, ele é o meu favorito :)

        Tens toda a razão quando afirmas que existem Lendas a mais na WrestleMania. Neste contexto, admito que o HHH, apesar de ainda poder ser bastante útil, seja o mais descartável. Mas, lá está, a companhia é do sogro dele e o ego fala mais alto. É fácil criticarmos ( e eu estou ao teu lado nessa críticas) mas talvez nós no lugar do HHH também não gostariamos ficar de fora do maior evento de todos. Acredito que seja pelo ego, mas talvez exista ali uma necessidade de se sentir útil.

        Olha para o Jericho. Eu não lhe dava grande importância mas desde que regressou em 2012, tiro-lhe o chapéu por tudo o que tem feito. Perde combates em prol da empresa, entra em histórias (como a do Fandango) que não tem necessidade nenhuma, e consegue, acima de tudo, colocar os interesses da empresa acima do seu ego. Seria bom que todos fossem assim, mas não vivemos num mundo perfeito.

      • Salgado - há 4 anos

        Ahaha ainda bem! De vez em quando vou provando que também me dou bem com a língua portuguesa xD

        Eu também gosto imenso do HHH, é um dos meus preferidos de sempre. É engraçado porque tive a sorte de gostar primeiro dele, antes que todo o ódio que os fãs sentem por ele me atingisse. Ou seja, só me apercebi que na internet muito poucos gostavam dele, quando já era um dos meus preferidos, portanto tive a sorte de não ser influenciada, como muitos fãs o são. Acredito que a algumas pessoas a estipulação da reforma faça alguma diferença, mas pessoalmente não acredito que me vá afectar durante o combate, mas se tiver errada, no doming a seguir informo-te xD

        Exactamente! Concordo absolutamente com o teu terceiro parágrafo. É dífiicl depois de tantos anos a ser relevante e importante, agora simplesmente deixar tudo de parte. Infelizmente, nem todos o conseguem, mas por um lado, também não acredito que o HHH leve isto demasiado longe, como por exemplo Ric Flair e etc.

        Oh, o Jericho é um espectáculo. Ele sempre foi assim e há-de continuar a ser. O Jericho é, bem possivelmente, o individuo que mais respeito nesta indútria – não só por isso que referiste, mas também!

      • Tibraco - há 4 anos

        Ahah tanta modéstia xD tu devias ser daquelas moças que os professores de português se “babavam” a ler as composições xD

        Achas que o HHH é odiado pelos fãs? Não tinha bem essa noção. Sinto que existe uma enorme animosidade pelo Cena e , em menor escola, pelo Orton, mas pelo HHH nunca reparei assim nada de especial. Não sabia que ele era um dos teus preferidos de sempre :o Mas é devido ao seu trabalho enquanto heel ou também gostas desta faceta dos últimos 4/5 anos?

        Marta, se é díficil parar quando NÃO se manda, imagina quando se manda. É fácil para ele lá estar, basta convencer o Vince. Com algo tão apetecido ali mesmo à mão de semear, é preciso um grande espirito de sacrificio para não se cair em tentação. Mas isto sou eu a desculpá-lo xD Acredito, no entanto, que ele participa em mais duas WrestleMania’s no máximo. Não estou a ver é quem é que poderia ser o último adversário. Tens alguma ideia sobre este assunto?

      • Salgado - há 4 anos

        Ahahaha por acaso isso nunca me aconteceu a português, e não estou a ser modesta, é mesmo verdade!

        Ai é! É dos mais odiados! Há anos e anos que a IWC – supostamente famosa Internet Wrestling Community – odeia e arrasa com o HHH. Eu é que só me apercebi disso depois de já ter sido “conquistada”. As coisas com o HHH suavizaram nos últimos anos porque ele já não aparece tantas vezes, mas já houve fases mesmo graves. Olha, quando ele se meteu com o Punk em 2011, com o Orton em 2009, com o Hardy em 2008 e mais vezes ao longo dos anos. Olha, em 2003 ninguém o podia ver à frente!

        É, disse-o na minha primeira edição do Perguntas e Respostas. O Jericho, HBK, Undertaker e HHH sõ os meus preferidos de sempre. Na actualidade, tenho outro grupo também bastante especial :P É verdade que as minhas histórias preferidas, envolvendo o HHH, foram quando ele era heel, mas não é só pelo facto dele ter sido um soberbo heel. O HHH, tal como os que referi, protagonziou histórias e combates que, na altura, me marcaram imenso. Coisas que ainda hoje consigo ir ver outra vez e adorar tal como no primeiro dia em que as vi. Não consigo ignorar isso ou esquecer isso, por muito ódio de que ele seja alvo e mesmo que tal essa merecido. Consigo perfeitamente reconhecer todas e quaisquer falhas – acho que o artigo de cima prova isso – mas, não quero, nem conseguia, deixar de gostar dele.

        Exacto, exacto.. Tu tens razão xDD Não acho que seja desculpá-lo, propriamente dito, é apenas constatação de facto. Ele lá terá o seu ego e esta enorme posição para gerir e nós constatamos as coisas como as vimos, embora tenhamos consciência – ou pelo menos, eu tenho – de que se calhar não faria melhor na sua posição. Aliás, mais uma vez, tentei esclarecer isso no fim do artig.

        Eu também acho que ele vai continuar a participar por tempo indefinido. Sempre achar que é capaz e que tem um adversário à altura, é capaz de entrar em ringue. Não me admirava nada mesmo que fosse por mais dois ou quem sabe três anos? Se for um combate por ano, também não é díficil.

      • Tibraco - há 4 anos

        Oh, a sério? Não me digas que não tinhas excelentes notas a português :| Bem, mas eu nem te devia fazer elogios, tendo em conta que não mostraste consideração nenhuma por mim :( ahah

        Não fazia mesmo ideia disso. As coisas que eu não aprendo contigo xD Em 2009 com o Orton, aquilo correu-lhes um bocado mal. Mas, em defesa do HHH, é bom lembrar que nem sempre ele coloca o seu ego acima de tudo. Perdeu 3 vezes para o Taker na WM. Isso pode não querer dizer tudo, mas alguma coisa há-de querer.

        Jericho, Undertaker, HBK e HHH. Então o combate do último ano deve ter sido super especial para ti :) Eu só muito raramente vejo Wrestling “antigo”. Mas agora que falámos no Triple H heel deu-me vontade de ir ver xD tens algum combate em especial que me recomendes? :)

        Pois, nada nos garante que ele queira sair do ecrã a longo prazo. Não vejo qual é que seria esse tal adversário. No roster atual, ele já defrontou os mais importantes e , pelo que foi demonstrado até agora, não estou a vê-lo a tentar “elevar” um novo talento.

      • Salgado - há 4 anos

        Não, eu tinha excelentes notas, mas nunca estive na posição de ter uma professora de português a babar-se pelo meu trabalho xD

        :O Onde é que eu não mostrei consideração por ti? grande lata! xDD

        Claro, mas já sabes como as coisas são, as pessoas gostam sempre de exagerar um bocadinho e fazer um bocadinho mais de drama, esquecendo também tudo o que as estrelas em questão fizeram de bem. Não sei qual é a dificuldade em apenas a reconhecer que as pessoas têm defeitos e qualidades, que às vezes fazem coisas boas, mas também fazem disparates.. Não percebo a necessidade de classificá-las logo como “más influências” ou “boas influências”. Olha para o Hogan! O Hogan, no seus tempos de ouro, foi um Lenda do Wrestling que só trouxe mais popularidade à indústria e ajudou a lançar a Wrestlemania. Na altura, o Hogan foi uma dádiva e um herói! Hoje não passa de alguém que tenta ao máximo manter-se relevante ao dizer mentiras rídiculas. Isso apaga tudo o que ele fez e simbolizou? Claro que não. Tal como não é assim com o HHH.

        Além das derrotas em WM contra o Undertaker, não esquecer que perdeu três vezes por submissão (Cena/Benoit/Taker), o que sinceramente, acho surpreendente. Já para não falar da derrota na WM20, contra o Benoit e o HBK. Na altura, toda a gente achava que ia ganhar ele. Ninguém sequer sonhava que ele iria perder, quanto mais ser ele a sofrer o pin/submissão… E mesmo assim, aconteceu! Mas ninguém se lembra disso xD

        Sim, esses são os “de sempre”. Foi com eles que comecei a ver e a ser “conquistada”. E foi! Nunca, jamais, irei esquecer tudo aquilo que senti durante o combate da Streak na Wrestlemania 28. Foi absolutamente indescrítivel. Não só o combate em si, mas como a construção, a história, a forma como saíram da arena… Tudo. Aliás, graças a eles, fiz dois dos meus artigos preferidos de sempre do Opinião Feminina, portanto acho que isso diz tudo.

        Aiiii, estive agora a escrever uma lista de combates, mas depois lembrei-me que só tinhas pedido um e não sei qual escolher :/ Tenho vários que te posso recomendar – actuais ou não xDD Ok, é assim, vou-te recomendar um que, embora não seja o melhor de todos, é uma coisa que muitos “triple h haters” se esquecem de referir. Em 2005, o HHH tornou o Batista num main-eventer. Foi, muito provavelmente, a maior valorização e a maior ajuda que o HHH alguma vez tinha dado a alguém. É certo que ajudou o Cena, no ano a seguir, (algo que muitos também se esquecem de referir), mas ele perdeu para o batista três vezes em pay-per-view e isso fez do batista uma mega-estrela.

        A meu ver, o melhor embate dos três foi no Vengeance, quando eles se enfrentaram no Hell in a Cell. O combate foi bastante violento, mas foi também bastante bom e fez do Batista uma estrela imparável. Algo que, toda a gente, dizia que o HHH nunca iria conseguir fazer. Não sou grande fã do Batista, nem acho que ele seja algo de espectacular, mas o que o HHH fez por ele naquele ano e naquela noite diz tudo.

        Pois, relativamente aos adversários também teremos que esperar para ver, mas acredito que na altura, ele irá arranjar um xD

      • Tibraco - há 4 anos

        Ah, bem me parecia xD Pois, eu comento TODOS os teus artigos e tu foste incapaz de comentar o meu textozinho :( magoou :( ahah xD

        O teu 3º parágrafo está excelente. É exatamente isso que penso. Tipo, não podemos ver tudo a preto e branco. Hoje em dia os mesmo que tratam o Punk como se fosse Deus, talvez daqui a uns anos estejam a criticá-lo.

        Vou procurar os combates que recomendaste xD Falei das derrotas para o ‘Taker mas nem me lembrei da “ajuda” que ele deu ao Cena e ao Batista. É verdade que ele hoje em dia mudou a sua postura, ou pelo menos assim o parece, mas isso não significa que o passado não conta.

      • Salgado - há 4 anos

        Desculpa? Que textozinho?

      • Salgado - há 4 anos

        Já descobri!! E não me mandaste o link porquê?! Eu nem sabia :/ Vocês não podem assumir que eu sei tudo o que se passa! Estou a ler agora, já dou os meus pensamentos sobre as escolhas :P

      • Tibraco - há 4 anos

        Eu estava só a brincar contigo xD Sei que não tens o hábito de comentar artigos :) Só não mandei o link porque achavas que lias tudo o que se passa no teu site xD

      • Salgado - há 4 anos

        Ahahaha adorei a piada. Ok, hora de começar a corrigir: primeiro eu sou colaboradora e segundo, o Universo é controlado pelo Kapitas. Tenho uma noção bastante boa do que se passa sim, mas há coisas que me passam ao lado. É um bocadinho impossível não passar. É possível que as venha a descobrir mais tarde, mas não é de estranhar que chegue algo atrasada a umas “festas”. Mas a sério, tinhas-me mandado o link! Isto é coisa para mandar link via Twitter, como tu já muito bem sabes xDD

        Mas olha, já lá fui fazer a minha apreciação! :P

      • Tibraco - há 4 anos

        Não era uma piada xD Se excluirmos o Salvador, é evidente que tu és a principal figura do site. Claro que eu também não leio os artigos todos, estava mesmo a brincar contigo :)

        Pronto, a partir de agora estás sempre convidada para a minha “festa”. Só tive 13 comentários :( que tristeza xD

        Ok, para a próxima mando-te link pelo Twitter xD Aliás, ainda tenho que ir procurar umas notícias para te agradecer a tua ajuda de ontem em relação à música xD :)

        Sim, acabei de ler xD Ohmmm (para usar uma interjeição que tanto gostas xD), obrigado por teres comentado xD Quando não concordares crítica sempre, tal como eu faço contigo xD Mas a sério, obrigado :)

      • Salgado - há 4 anos

        Ah claro, se excluires os donos, toda a gente é patrão xDD ahaha sim, eu percebi que estavas a brincar :P

        Ahaha comenta com eles! Debate! Responde! Poucos – ou até nenhum – artigos irão ter muitos comentários à primeira! Olha para o Opinião Feminina de hoje! À primeira vista, tive 5 comentários, bem menos que 13! É raro ter mais apreciações que isso.. Ou se tiveres, arriscaste a que a maioria seja de pessoas que não leram. Só começas a ter mais quando há debate, discussão, conversa… É daí que parte a interacção.

        Também acho que sim! Para secretário, estás a sair uma desilusão :P

        Adoro! Até já me roubam as interjeições! É o Daniel com o “aim” e tu com o “ohmm”! Não se esqueçam dos direitos de autor -.- Não tens que agradecer, eu não comento por favor ou por “troca”. Comento porque quero comentar e não te preocupes que comigo não te safas à crítica construtiva, tal como não me safo contigo. Se é para comentar e avaliar, é para fazê-lo bem feito, senão mais vale estar calada.

        Eu gostei da tua primeira edição. A única coisa em que discordei foi da situação do Lesnar/HHH, mas a tua lógica faz sentido. Aliás, se a WWE não acrescentasse qualquer estipulação, muito provavelmente iríamos criticá-los porque, em história, HHH não pôs nada em jogo e tinha que por.

      • Tibraco - há 4 anos

        “Se excluíres os donos, toda a gente é patrão” xD Isso é algum provérbio ou uma invenção tua? xD É que nunca tinha lido/ouvido isso em lado nenhum xD

        Oh, mas eu não tenho a ambição de chegar a 50% do OF ahah xD Em vez de analisar a Raw num comentário, analiso desta forma. Mas agradeço os teus conselhos e vou segui-los :)

        Tens razão, mas já me redimi agora mesmo xD

        A “culpa” é tua xD Ninguém te manda teres umas interjeições engraçadas :) Claro, nem outra coisa esperava de ti xD Se concordarmos sempre com tudo não há razão para debate. E como tu tens uma excelente capacidade de argumentação, gosto sempre de insistir contigo xD Até já aconteceu muitas vezes mudares a minha opinião ahah :)

      • Salgado - há 4 anos

        Não, foi inventado por mim na altura do comentário :P

        Ahhh sim, claro, adoro! Ya, é que é muito mais simples analisar uma Raw assim. Muito mais prático e inteligente!

        Acho muito bem :)

        Ahaha ainda bem que as acham engraçadas, nada mau! Não é uma questão de concordar sempre ou não, também pode haver uma edição em que literalmente concorde com tudo o que dizes e nessa situação irei admiti-lo sem problemas. A questão é que mesmo nesses casos, se é para comentar, comenta-se como deve ser. Faz-se valer o comentário. E eu adoro que vocês insistam e neguem e contradigam tudo o que eu digo! Dá-me enorme pica quando fazem isso e é um excelente “treino” para desenvolver futuras opiniões e gerar novos artigos. Oh e vocês a minha! É assim que as coisas funcionam!

      • Tibraco - há 4 anos

        Agora até já inventas provérbios xD Sempre a inovar ahah

        Ah, claro que sim. Já existiram muitas edições em que concordei com tudo o que disseste. Mas acho interessante ler outros pontos de vista e vê-los bem fundamentados. Não é dizer “HHH vs Lesnar não presta” e acabou. Não, tu dizes que não gostas e fundamentas essa opinião. Aliás, outros elementos do site fazem isso muito bem.

        E eu adoro tentar que mudes a tua opinião xD Já houve comentários que reescrevi umas 4 ou 5 vezes só para te tentar convencer ahah xD

      • Salgado - há 4 anos

        Tem que ser, tem que ser! Sem inovação e evolução, não há sobrevivência xDD

        tal e qual! De que é que valem as opiniões se não forem fundamentadas e explicadas? Especialmente num âmbito destes, que envolve um artigo e um site. Grande verdade!

        Fazes muito bem! Sou a primeira a admitir que é díficil, mas não é impossível, de todo. E eu divirto-me assim! Gosto de ver todos os diferentes prismas através dos quais se pode escrutinar uma situação.. É um bocado louco xDD

  5. wwe champion nj - há 4 anos

    ezcelente artigo
    eu gostava de ver numa wrestlemania era o lesnar vs ryback acho que dava um combate interessante concordo contigo dois lutadores em part time nao vale a pena lutar se metessem por exemplo algum lutador do nxt contra o lesnar na wrestlemania e se esse lutador do nxt fizer um bom combate mesmo acabando por perder ele sobe logo de patamar e para mim e assim que se criam estrelas pois o cena no seu primeiro combate perdeu contra kurt angle mas mesmo perdendo fez um bom combate e hoje e uma grande estrela(apesar de eu nao gostar muito dele)

    • Salgado - há 4 anos

      Obrigado :)

      Lesnar vs. Ryback não me diz muito, sinceramente, mas se fosse bem construído, acho que conseguiria ficar empolgada para o ver!

  6. Diogo7 - há 4 anos

    Excelente artigo!
    O combate Triple H vs Brock Lesnar não é benefico para nenhum deles porque já são duas superstars consolidadas. O Triple H, como tu dizes não “vende” um PPV enquanto que o Lesnar vende. Quando o Lesnar regressou quase à um ano eu fiquei estupefacto com a reação do público nessa RAW, eu mesmo fiquei super contente quando ouvi a música dele e a dizer HERE COMES THE PAIN! Concluindo este assunto, acho este completamente desnecessário e ainda por cima não gostei da estipulação. E acho ridículo que carreira esteja em jogo porque o Triple H já estava praticamente reformado.
    Há outro combate que não me agrada em nada que é o Rock vs Cena II. Eles já tiveram um combate no ano passado que foi muito bem construído ao longo do ano. Até eu estava ansioso para ver esse combate que foi promovido com “Once in a Lifetime”. Este ano resolveram espetar-nos com o mesmo combate e é como o “Once in a Lifetime” fosse uma mentira. E parece mesmo que foi porque o combate realizou-se no dia 1 de Abril – Dia das mentiras. Acho completamente desnecessário a realização do “Twice in a Lifetime” porque foi uma feud muito mal construída visto que o “campeão” The Rock mal aparece numa RAW. E eu só me vou lembrar do primeiro combate deles porque este não me diz nada.
    Adorava ver um Sheamus vs Lesnar, acho que ia ser um combate brutal. Um Lesnar vs Ziggler ia ser um combate bastante engraçado.

  7. GJD - há 4 anos

    Excelente artigo.
    Eu acho que o Triple H deveria ter se aposentado na Mania passada , e ser um dos induzidos ao Hall da fama sendo induzido pelo Shawn Michaels , no mais tardar ter se aposentado no Summerslam.
    Sobre essa match , eu não me sinto animado para ver ela depois daquela luta horrível no Summerslam ,a estipulação só me interessaria se fosse uma First Blood match, mas preferiram uma No Dq com nome mais bonito, sobre colocar a carreira dele em jogo não muda nada, eu considero ele aposentado desde a Mania passada.
    Sobre a construção de novas estrelas usando as antigas temos vários exemplos, Jericho com Ziggler , eu acho que a partir daquela feud com o Taker foi o que faltava a carreira do Edge para depois ser um hall da fama.
    As suas ideias de feud para o Lesnar são excelentes mas pelo momento infelizmente não aconteceriam já que o Sheamus perdeu para o Big Show isso descredibilizaria ele para uma luta com o Lesnar, se o Triple H não lutasse deixasse a vaga para alguém se consolidar acho que a wwe escolheria o Ryback , já que querem dar para ele um momento na Mania levantando um gigante .
    Na próxima Mania se os boatos se confirmarem você terá de fazer um post igual para comentar a luta Lesnar vs Rock.

    • Salgado - há 4 anos

      Obrigado :)

      Relativamente a ter-se reformado na Wrestlemania 28, concordo absolutamente, agora ter sido já empossado no Hall of Fame, tenho mais dúvidas. Acho que o Undertaker, sem qualquer dúvida, devia ser empossado primeiro.

      Concordo contigo relativamente à importância do undertaker na carreira do Edge!

      Se acontecer, cá estarei para comentar, então :)

  8. JV Hardy - há 4 anos

    Otimo Artigo.
    Ano passado eu sempre pensei num combate para lesnar,eu queria sempre que fosse Sheamus mas hoje meu sonho é Bryan vs Lesnar seria lindo ver Kane ajudar Bryan ou melhor ver Lesnar desistir de um No Lock.
    Pena que a WWE não gosta de coisas boas.

    • Salgado - há 4 anos

      Obrigado :)

      Eu também não me importava nada de ver um Lesnar vs. Bryan, mas ver o Lesnar desistir por submissão é que já acho demais xDD

      Pois, é pena!

  9. Miguel - há 4 anos

    Bom artigo.

    Deixo aqui um aparte: Talvez fosse melhor que este artigo fosse sobre o Undertaker vs CM Punk visto que é o aniversário do Undertaker.

    PARABÉNS UNDERTAKER, MELHOR DE SEMPRE.

  10. Frederico_WWE - há 4 anos

    Salgado és tão fantástica… mais um artigo genial, mas eu tenho pena que uma pessoa com o teu talento ainda tenha paciência para andar a falar da WWE que não merece sequer ser falada neste momento… simplesmente sinto que falar da WWE hj em dia é já perder tempo de vida. :)

    • Salgado - há 4 anos

      Hm.. Obrigado? Desculpa, é que embora tenhas começado bem o comentário, não sei se hei-de considerar a parte da “perda de tempo na vida” um elogio :P

      • danielLP21 - há 4 anos

        Parece-me que essa parte do comentário é a criticar a WWE. Digo eu, não sei…

      • Salgado - há 4 anos

        Está a criticar a WWE porque a mesma está a apresentar um produto muito aquém das expectativas, mas por associação está a criticar-me também, porque continuo a perder tempo da minha vida a criticar um produto que está aquém das expectativas…

      • Frederico_WWE - há 4 anos

        Mas alguma vez uma pessoa com esse avatar mereceria criticas? :D eu tou a criticar é a WWE e apenas acho interessante que ainda não te tenhas fartado disto e que continues a falar da WWE sempre a um nível alto quando eu se estivesse no teu lugar já tinha dito algo do tipo: “Que se lixe tenho mais que fazer do que andar a escrever sobre algo que não merece a minha perca de tempo” e tempo é dinheiro como sabes é apenas isso xD

      • Salgado - há 4 anos

        Ahahaha adoro! Realmente, o meu avatar foi mesmo bem escolhido :P Ok, Ok Frederico, obrigado pelos elogios :)

  11. Miguel Carlos - há 4 anos

    Este é o teu 122º excelente artigo :)

    Não tenho nada a acrescentar às tuas palavras, mas gostava de saber a tua opinião sobre (os rumores de) Brock Lesnar enfrentar The Rock em breve.

    • Salgado - há 4 anos

      Obrigado :)

      Não duvido que esse combate esteja novamente a ser planeado/pensado pela WWE e não me admirava que fosse para a frente. Pessoalmente, acho que por muito dinheiro que faça – porque esse sim, vai vender e muito – continua a ser um disparate tão grande quanto Triple H vs. Brock Lesnar. Não estão a criar nada com esse combate, apenas a gerar dinheiro. Como tenho dito várias vezes, não é a presença das Lendas que incomoda, é a forma como estas são usadas e estar a gastar duas estrelas tão populares quanto The Rock e Brock Lesnr uma na outra é disparatado. É tão disparatado quanto o dinheiro que faziam.

  12. Renato - há 4 anos

    Mais um artigo excelente, para nao variar!

    Não tenho nada a dizer pois dissestes tudo, mas so uma questão:
    Qual a estipulaçao que darias ao combate do HHHvsLesnar?!

    • Salgado - há 4 anos

      Obrigado, Renato :)

      Acho que um 2/3 Falls ou um 3 Stages of Hell seria ideal para o combate deles e para a Wrestlemania.

  13. gabrielgustavo23 - há 4 anos

    Muito bom o artigo Salgado tu é escritora?Se não tu já pensaste?Pois você é fantástica quando vi o tamanho do texto me disanimei pois estava com muita preguiça de ler!Mais resolvi ler o começo ,e o texto me entreteu do começo ao final você está de parabéns!

  14. Stunner - há 4 anos

    Grande artigo salgado, parabens
    E subscrevo a 100% tudo o que disses-te :)

  15. Rated R - há 4 anos

    Brock Lesnar vs Dolph Ziggler? AHAHAHAHA
    qual é o sentido disso mesmo?

    • danielLP21 - há 4 anos

      Elevar o Ziggler. Mas ya, “elevar alguém” é algo que parece não fazer parte do vocabulário do Lesnar.

      • Salgado - há 4 anos

        Really? xD O Lesnar parece-me ser do tipo de pessoa que faz o que quiserem, desde que lhe paguem bem… Não acredito é que isso faça parte do vocabulário do Vince quando a “Lenda” em questão é outra pessoa, além do Jericho xD

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador