Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Candidata-te!

Opinião Feminina #136 – Hounds of Justice

Antes de mais, gostaria de pedir desculpas a todos os leitores e visitantes do W.PT, devido a problemas exteriores ao site, não fui capaz de entregar a tempo esta edição do Opinião Feminina, tendo por isso sido atrasada um dia. Num caso absolutamente excepcional, será publicado hoje. Agradeço a compreensão de todos.

Há anos que a noite pós-Wrestlemania é histórica pelas mais variadas razões. Os regressos de estrelas aclamadas, as reacções de audiências entusiasmadas e as surpresas preparadas pela WWE são algumas dessas razões. Ora, a edição deste ano gozou de algumas dessas razões tendo por isso sendo considerada histórica.

A meu ver, um dos momentos de destaque e dos mais falados desse mesmo episódio foi quando, durante o discurso de Undertaker, tocou a música dos The Shield. É certo que toda a interacção que se desenvolveu entre Undertaker, Team Hell No e os The Shield foi memorável, mas aquele pequeno momento em que Undertaker parecia estar encurralado pelo grupo fez as maravilhas de muitos fãs e pela credibilidade dos elementos em questão.

Na verdade, a sua interacção com Undertaker e os consequentes combates com o mesmo reforçaram a aposta e a confiança que a WWE deposita no grupo.

Desde o início que sempre interagiram com as estrelas mais importantes da actualidade da WWE, foram dominantes de forma consistente durante vários meses e conseguiram sempre surpreender os fãs ou corresponder às suas expectativas.

Exactamente por isso é que, hoje em dia, os The Shield podem dar-se ao luxo de lutar com lutadores de menor relevância, algo que no início raramente acontecia. A sua construção foi tão convincente e bem trabalhada que, neste momento, o seu estatuto não fica prejudicado. Embora não sejam estrelas absolutas, os The Shield são um grupo que poderia facilmente ser o main-event de um pay-per-view da WWE, com a história e adversários certos.

Dessa forma, quando chegou a altura do Extreme Rules e todos os elementos do grupo estavam a lutar por Títulos, não restava dúvidas que os iriam conquistar. Não só era a decisão que fazia mais sentido, como era a mais acertada.

Após o Extreme Rules, os The Shield deixaram de ser apenas um grupo de justiceiros que aparentava não ter fraquezas. Após o Extreme Rules, os The Shield passaram a ser constituídos pelos campeões de equipas (Seth Rollins e Roman Reigns) e pelo campeão de Estados Unidos (Dean Ambrose).

A noção de serem um grupo defensor da justiça aparentemente invencível foi o veículo que os ajudou a promover-se como potenciais campeões. E, como podemos notar, foi um veículo que funcionou às mil maravilhas, pois meses depois da sua estreia, ninguém colocava em questão a necessidade e importância de os tornar campeões.

Por ser uma faceta que os ajudou a chegar até este ponto, compreende-se o porquê da WWE não lhe dar tanta importância agora. Afinal, depois de serem invencíveis durante meses, enfrentando as mais variadas equipas, os The Shield acabaram por perder como equipa, pela primeira vez, num recente episódio da Smackdown e, pela segunda, num outro episódio.

De início, discordei com este plano e ainda me custa crer que algo que foi tão batalhado e falado durante meses acabou num mero episódio da Smackdown. Mas, por outro lado, há que ter em consideração vários factores. Primeiro que tudo, a derrota ajudou outro lutador a tornar-se mais credível. Ao contrário do caso de John Cena, que causou uma derrota por desqualificação aos The Shield num episódio da Raw, Daniel Bryan tinha de facto algo a ganhar ao derrotar o grupo. Portanto, não foi uma derrota em vão.

Em segundo lugar, uma streak de invencibilidade para o grupo seria díficil de defender por muito mais tempo, tendo em conta que a streak mais importante de sempre é defendida todos os anos na Wrestlemania e é sempre um dos temas mais badalados do ano, e serviu o seu propósito como forma de credibilização e consolidação de cada um dos indíviduos de forma a que possam ser vistos como campeões.

Além disso, caso a invencibilidade do grupo fosse mesmo motivo para uma grande história que culminaria em pay-per-view, não faria mais sentido que, depois de finalmente perderem um combate com toda a pompa e circunstância que foi gerada à volta do mesmo, o grupo continuasse junto. E facto é que é demasiado cedo para o grupo se separar.

Portanto, ao não dar tanto relevo à situação, a WWE consegue reforçar a ideia que a tal invencibilidade era apenas um veículo de promoção e consolidação, não algo que fosse suposto definir o rumo do grupo. E esse é o aspecto mais importante a considerar nesta situação.

Neste momento, o grupo ainda possui relevância e o valor adquirido ao longo dos primeiros meses, assim como dois títulos que podem ajudar a valorizar.

Enquanto por um lado Seth Rollins e Roman Reigns trazem valor à Divisão de Tag Team, Dean Ambrose ocupa-se com o Título de Estados Unidos. E é, em grande parte, graças ao trabalho dests três com os respectivos Títulos e Divisões que o undercard da WWE, embora algo confuso, tenha sido bastante forte nos últimos dois pay-per-views.

É verdade que a Divisão de Tag Team e os Títulos Secundários não estiveram sempre na mó de baixo. A Outubro de 2012, a WWE chegou mesmo a realizar um torneio entre equipas para escolher os candidatos aos Títulos, numa altura em que parecia que a Divisão estaria a recuperar de vez. Contudo, vários azares e algumas más decisões depois, tal acabou por não se concretizar.

Com o Título de Estados Unidos a situação foi exactamente a mesma. Certos reinados e momentos na sua recente história levam a entender que poderemos estar perto da mudança que, infelizmente, acaba por não chegar.

No fundo, nada impede que assim que os The Shield perderem os Títulos não é exactamente isso que vai acontecer o que, embora não seja uma ideia encorajadora, não impede que desejemos o contrário.

Começando pelo combate de Tag Team, devo dizer que fico contente por ver os The Usos a ganharem alguma relevância, embora não acredite – de todo – que poderão ser campeões. Contudo, tal não significa que não possam ser valorizados e beneficiar da atenção que os The Shield conseguiram conquistar até agora. Aliás, é necessário equipa credíveis e relevantes, pois é assim que se constrói uma divisão, não basta ter um par de campeões talentosos e merecedores.

Outra equipa que, sinceramente, julgo que precisa e merece uma aposta credível e relevante é a Team Rhodes Scholars. Composta por dois extremamente talentosos e esforçados lutadores que, por alguma razão, ainda não tiveram a sua oportunidade legítima como equipa. De momento, não estão a fazer nada relevante e que os ajude. Lutar com Sheamus repetidas vezes, nas mais diferentes variações, não vai mudar o facto que não existe uma história sólida e que tudo não passa de uma paródia para os entreter.

Eventualmente, gostaria de ver os Rhodes Scholars a terem uma oportunidade aos Títulos de Tag Team. É certo que, de momento, ambas as equipas são heels, mas não vejo essa situação a manter-se durante muito mais tempo, no que toca aos The Shield.

Pela primeira vez em algum tempo, a WWE possui uma verdadeira equipa a segurar os Títulos. Uma dupla que de facto pode ser considerada a verdadeira definição do termo “equipa”. Não só têm objectivos em comum, como a sua coordenação e trabalho em conjunto é brilhante. Seth Rollins e Roman Reigns são campeões há pouco tempo, mas já impressionaram, como se esperava. Contudo, é preciso mais. É preciso quem os desafie e é nisso que a WWE precisa de trabalhar.

Relativamente a Dean Ambrose e o seu Título de Estados Unidos, devo dizer que estou bastante interessada numa potencial rivalidade com Christian e que chegou mesmo a ser algo que desejei antes do regresso de Christian. Não só acho que os combates entre ambos seriam excelentes, como Ambrose beneficiará da sua interacção com mais um veterano.

Além da potencial rivalidade com Christian, há uma certeza no horizonte de Ambrose: o combate de Money in the Bank, no qual é um dos claros favoritos a vencer.

Sempre se soube, no momento em que Dean Ambrose se estreou na FCW, que este seria extremamente bem-sucedido na WWE. Era preciso algo bastante negativo ou um grande azar para o impedir, pois este possui o talento e o “it factor” que a indústria tanto procura. Sempre se soube que Dean Ambrose vencer um dos Títulos principais da WWE era uma questão de tempo.

Tal tornou-se ainda mais evidente com o sucesso que os The Shield acumularam nos seus meses de estreia e ainda acumulam. Entre vários sucessos e grandes momentos, Dean Ambrose foi o elemento do grupo que, mais frequentemente, foi colocado a lutar individualmente. Aliás, a construção foi de tal forma óbvia que, quando chegou a altura de lutar por Títulos, ninguém ficou extremamente surpreendido por constatar que seria Ambrose quem iria lutar por um Título individual.

E é apenas natural que assim seja. A personalidade e o trabalho de Ambrose não é extremamente elogiado por acaso. Ambrose aproveita todos os momentos que tem para se destacar e dar o seu melhor e tal é óbvio. Aliás, embora de momento esteja só a analisar este caso, tal é um factor comum a todo o grupo. A presença de Ambrose é notória e a forma como cativa a atenção dos fãs deixa muito poucos indiferente.

Como é de esperar num caso destes, a WWE tira o proveito da situação e, como foi referido acima, começou a testar Ambrose como estrela individual através de vários combates e da atribuição de um Título. E embora nos últimos anos, o Título de Estados Unidos não tenha dado aos fãs grandes razões para assistirem aos combates, facto é que neste momento, essa razão existe e chama-se Dean Ambrose. Pelo simples facto de o possuir, Ambrose já está a dar relevância ao Título.

A questão agora é se estará na altura de colocar já em Ambrose a pressão de que será campeão World Heavyweight em breve ao dar-lhe a mala. Embora se saiba, sem sombra de dúvida, que este irá ser campeão eventualmente, atribuir-lhe a mala de Money in the Bank irá acrescentar uma pressão que ainda não existe e, sinceramente, receio que seja cedo demais.

Afinal, ainda agora Ambrose venceu o Título de Estados Unidos e apenas lutou com este em jogo, em pay-per-view, contra dois lutadores.

Muito sinceramente, o meu receio é mais focado no próprio Título de Estados Unidos, ao invés de em Dean Ambrose, pois até agora este não tem feito nada que me leve a crer que não será capaz de lidar com a pressão e com o que lhe será atribuído, contudo em que situação ficará o Título de Estados Unidos se Ambrose vencer a mala?

Tudo dependerá de quando a WWE quiser fazer o cash-in, pois não consigo acreditar que este irá possuir ambos os Títulos ao mesmo tempo, portanto o reinado pelo Título de Estados Unidos deixa de ser uma valorização pelo Título, mas sim um factor dependente do cash-in da mala, tornando-se absolutamente irrelevante.

Caso não vença a mala, Ambrose terá oportunidade de, com mais tempo, mostrar ainda mais o que consegue fazer individualmente e a oportunidade ao Título principal irá chegar eventualmente, não precisa de ser estritamente através do cash-in da mala de Money in the Bank.

Caso vença, a pressão da mala irá ofuscar por completo o Título de Estados Unidos, pois, como referi, este não passará de uma consequência secundária a resolver quando a WWE quiser efectuar o cash-in.

Embora Ambrose seja um dos favoritos, o combate de Money in the Bank pela oportunidade de lutar pelo Título World Heavyweight é o mais imprevisível e por isso, nada é certo. Afinal, a WWE é uma caixinha de surpresas.

Tal como referi em ocasiões anteriores, independentemente de como correrem os actuais reinados, todos os elementos deste grupo tem o potencial para serem elementos de grande destaque no futuro da WWE. O trabalho deles fala por si e a forma como se conseguem destacar individualmente ao mesmo contruibuindo para o melhor do grupo como um todo é absolutamente brilhante.

Afirmei recentemente que gostaria de ver, eventualmente, uma grande rivalidade entre os The Shield e a Wyatt Family, quando os primeiros já estiverem a ser ainda mais reconhecidos como faces. Acho que é uma ideia com enorme potencial e, quem sabe, não serão os The Shield a passarem os Títulos à Wyatt Family? Como grupo, essa é, sem dúvida, a rivalidade que tenho mais interesse em assistir.

Fora do grupo, não há dúvidas que terão todos a sua oportunidade e, certamente, serão peças relevantes no futuro da companhia. Tal julgo que seja mesmo certo. Da minha parte, penso que está tudo dito. Desejo uma excelente semana a todos e até à próxima edição!

Sobre o Autor

- Administradora. Publico parte das notícias, faço a gestão da League, dos Passatempos e ainda sou escritora do artigo “Opinião Feminina”.

30 Comentários

  1. Miguel - há 3 anos

    Excelente artigo.

    O Undertaker valorizou imenso os Shield.

    Eu achei mal eles terem perdido contra os USOS, mas pronto.

    Acredito que o Dean Ambrose tenha um reinado longo com o título dos estados unidos.

  2. Rubinho16@ - há 3 anos

    Mais uma vez, excelente artigo!
    Concordo contigo em tudo menos na última parte, na parte em que dizes que gostavas de ver a feud Shiel/Wyatt Family, em que os Shield eram faces. Eu, simplesmente, não acho que os Shield encaixem como faces. O Ambrose é aquele lord “caótico” (como diz o Cole xd) que o permite ser um dos melhores heels da atualidade, o Reigns é aquela “besta” que desempenha 1000 vezes melhor o papel de heel do que de face e, a meu ver, apenas o Rollins desempenha um excelente papel de face, talvez com a gimmick do NXT.
    É claro que só estou a dar a minha opinião, e acho que um confronto heel vs heel não seria mau de todo, apenas precisava de ser bem construído.
    Tirando esse ponto concordo contigo em tudo, principalmente quando dizes que se o Ambrose vencesse a mala ia ofuscar o USA Title.
    Mais uma vez, excelente artigo!

  3. MR Perfection André Santos - há 3 anos

    Grande Artigo Salgado!
    Num artigo anterior , (penso que foi o do José) falei da situação do estado do cinto dos USA se Ambrose ganha a mala, de certo perderá se perder quem irá possuir o cinto, teremos outro Cesaro que colocou-o nas ruas da amargura?Bem se for para ganhar a mala que perca em antes contra o christian e depois logo se ve, mas concordo que não ficará com a mala e o cinto em simultaneo.

  4. André - há 3 anos

    Podias fazer era um booking!

  5. Enigma - há 3 anos

    Excelente artigo.

    Esta stable é das melhores coisas dos últimos anos na WWE, se calhar, de sempre.

    Dos 3 o meu favorito chama se Roman Reigns.

  6. danielLP21 - há 3 anos

    Excelente artigo Salgado.

    Não concordo contigo quando dizes que há muito tempo que não víamos uma equipa na verdadeira essência da palavra. Kane e Danielk Bryan, apesar daquelas alturas meio loucas, foram, a meu ver, uma verdadeira equipa. Ainda assim, compreendo o que queres dizer em relação aos “objectivos em comum”.

    Quanto ao Dean Ambrose, uma rivalidade com o Christian seria fantástica, tanto para o actual campeão, como para o próprio título. Se lhe derem tempo, podemos vir a ter segmentos, promos e combates de outro mundo entre o “Captain Charisma” e o Dean Ambrose.

    Em relação ao MITB, não sei se o Ambrose vence… Mas sim, é um dos favoritos. Não haja dúvidas de que a mala pelo Título Mundial é bastante imprevisível.

  7. Rui Ribeiro - há 3 anos

    Mais um bom artigo, Salgado! Uma grande stable da WWE que apareceu numa altura em que a WWE, estava naquela fase… e tornou-se invencivel durante largos meses. Tal como disseste, espero que o Dean Ambrose não vença o Money In The Bank, que conquiste o WHC mais para a frente sem nenhuma mala. O MITB que seja vencido por Wade Barrett ou Cody Rhodes. O Roman Reigns e o Seth Rollins, que continuem como estão como campeões!

  8. Frederico_WWE - há 3 anos

    Olha de coração seja lá o que tivesse acontecido só espero que não tenha sido nada grave e que esteja tudo bem :)

    Os Shield já estão entre as melhores stables de sempre do Pro Wrestling na minha opinião… estão já perto de nomes como os Evolution, Four Horseman, La Familia, Fabulous Freebirds, Nexus, The Un-Americans, Nation Of Domination, Legacy, The Radicalz, The Kliq… por exemplo ou seja estão já num lote das melhores stables que já existiram… depois grupos como os DX ou os NWO (são insuperáveis) por tudo e mais alguma coisa…

    O Dean Ambrose será o Top HEEL.
    O Roman Reigns será uma gajo que irá alternar entre face e heel mas será um daqueles que a qualquer momento irá marcar impacto.
    O Seth Rollins será o TOP FACE.

    Do grupo eu “amo” o Dean Ambrose.

    Vejam só esta promo: http://www.youtube.com/watch?v=zNGOY-jeYwI é um génio este gajo.

    • Rubinho16@ - há 3 anos

      Muito Boa promo! É disto q o “povo” gosta: promos originais, ousadas, diferentes, em que a pessoa não se limita a falar. Relembrando os DX, que fazia das melhores promos e segmentos do mundo, desde gralhar salsichas no meio do ringue a gozar com os McMahons vestindo-se cm eles.
      Concordo a 100% ctg!!

    • MicaelDuarte - há 3 anos

      Já tinha visto essa promo uma vez e sim, o Ambrose é rei.

  9. FAlmeida_10 - há 3 anos

    Outro Excelente artigo á semelhança daquilo que nos tens habituado! E para um Artigo ser “Excelente” o tema por si só deveria ter sido “Excelente”.

    Sim eu também vejo os The Shield como uma das melhores Stables da história. Para além do talento individual de cada um ser incontestionável também funcionam muito bem como Stable.

    Quanto ao Ambrose sim ele vai ser o Top Heel da empresa, sem dúvida alguma. O quanto eu adoro as expressões faciais do gajo! Mas contudo não sou capaz de dizer que ele é o líder dos The Shield! E não sei se foi impressão minha ou alguma coisa que me deu na cabeça mas acho que tu também não foste capaz de o chamar de líder. Disseste que a WWE lhe deu o destaque ao manda-lo para um título individual mas não o chamaste de líder. E para mim é isso que ele é também. Não o líder (nao lhe posso chamar de líder pois nao dá ordens a ninguem na stable) mas aquele que esta em maior destaque nos the shield.

    Quanto ao futuro de todos os membros:

    O Dean Ambrose vai ser Top Heel da companhia sem dúvida

    O Reigns deve continuar um Power-House cheio de talento. Deve alterar entre Face e Heel ao longo dos anos (tipo os turns que o Big Shows faz xD)

    O Seth Rollins, tenho quase a certeza que vai ser Top Face voltando a Gimmick que tinha no NXT!

  10. MicaelDuarte - há 3 anos

    Um artigo muito bom Salgado.

    Achas que alguém ficaria “chateado” contigo pelo artigo ter saído apenas um dia mais tarde? :) Seja lá o que for, que esteja agora tudo bem.

    Concordo contigo em quase tudo Salgado. Não concordo muito quando referes que há muito tempo que não se viam campeões de tag-team na verdadeira essência da palavra, pois tivemos os Hell No que foram um tag-team muito boa e tinham uma química impressionante, já para não falar que não foi apenas uma mera junção de dois wrestlers, pois houve toda uma construção por trás que levou à formação da tag-team.

    O Ambrose é, sem dúvida alguma, o elemento que mais se destaca desta stable, apesar dos outros dois elementos serem muito bons também, principalmente Rollins.

    Uma feud pelo USA title entre Ambrose e Christian seria o ideal, porque tinhamos a valorização do título e uma interação de um jovem com um veterano que é sempre bom (para não falar dos bons combates que nos podem proporcionar!).

    Pessoalmente, e tal como já tinha referido algures noutros comentários, sinto que os The Shield de há uns tempos para cá andam “meio” apagados. Não sei se é pelo facto de agora termos outras coisas que também precisam de estar em destaque ou não, mas é o que sinto quando olho para eles. Já não temos aqueles ataques constantes em que eles “arrumavam” toda a gente, já não temos aqueles promos gravadas no backstage (tal como a última foto que publicaste neste artigo), entre outras coisas que acho que faziam deles únicos.

    Acho que esse “sonho” de ver um Wyatt Family vs The Shield é partilhado por muita gente Salgado. Quem nos garante que um ataque brutal da Wyatt Family aos The Shield não será o catalisador para o face-turn dos The Shield e para o começo da feud entre eles? Não acredito que a estreia da Wyatt Family seja desta forma, mas como nunca se sabe o que vai na cabeça do Vince…

    É bastante possível que o Ambrose ganhe a mala, pois também já tivemos esta situação com o The Miz em 2010 e isso não foi impedimento para tal. É certo que o The Miz não pertencia a uma stable e ganhar o MITB não teria tanta influência, mas não acho que seja grande problema para o Ambrose se tiver a mala consigo…

    Este ano, para além de termos combates MITB imprevisíveis (sim Salgado, por mais que faça todo o sentido o Bryan ganhar a mala, ainda estou de pé atrás em relação a isso), nomeadamente o MITB da SmackDown, teremos de certeza dois grandes combates para assistir dia 14.

    • José Sousa - há 3 anos

      Nem mais Micael. Eu vou ter um trabalho do caraças para organizar na minha cabeça bem quem poderá ter mais hipóteses de vencer nos dois combates de MITB, porque eles não são tão previsíveis quanto pensamos e mesmo alguns que excluímos como vencedores poderão acabar por sê-lo.

      • Miguel - há 3 anos

        Para mim José está muito claro.

        Raw- Rob Van Damm
        SmackDown- Damien Sandow/Ambrose.

      • José Sousa - há 3 anos

        Não vão dar um titulo principal ao RVD sem terem a certeza da forma dele. Se ele vier como estava na TNA essa vitória seria um erro grande.

      • Frederico_WWE - há 3 anos

        LOOOOOOOL? O RVD vai ganhar o quê? Acorda miúdo… isso era o cúmulo e é uma teoria completamente sem sentido.

        O Daniel Bryan é o favorito e logo a seguir vem o Orton, Sheamus, Punk, Christian, RVD e finalmente Kane acho que não é assim tão difícil de pensar nisso.

        O Punk fica em 4º nas possibilidades porque pelo estatuto nem precisa de mala pa lutar por esse titulo…

      • Dolph Ziggler - há 3 anos

        O RVD tem mais probabilidades de ganhar do que o Sheamus, Christian e o Kane. Não acho que ele vá ganhar, mas é mais provável que o faça do que esses três.

      • MicaelDuarte - há 3 anos

        Rob Van Dam? Eu até gosto do RVD, mas isso seria muito mal feito oh Miguel…

        Só vejo o regresso do RVD com bons olhos, se a prioridade fôr elevar os jovens talentos, logo não me parece que ganhar o MITB seja a melhor forma de o fazer…

      • MicaelDuarte - há 3 anos

        Eu acho que estamos a partir (exageradamente) do princípio que a vitória é do Bryan devido a todo o destaque que ele tem tido.

        Se é merecida essa vitória por parte do Bryan? Sem dúvida! Mas será que a WWE vai pelo tão óbvio? Quantas vezes não tivemos 100% certezas de uma vitória/derrota de alguém e entretanto a WWE troca-nos as voltas? Este pode ser muito bem mais um desses casos e, sinceramente, acho que vamos mesmo ser surpreendidos…

        Acho que vais ter que pensar muito José, porque se o MITB já é algo imprevisível, a da SmackDown então nem sei xD

        No MITB da SmackDown todos têm oportunidade de ganhar, excluindo claro, Swagger e Fandango. Como fã queria que fosse o Rhodes e a seguir Ambrose ou Sandow, já analisando de uma forma racional, parece-me que Ambrose e Sandow estarão em primeiro e só depois os outros. Com qualquer um deles eu ficaria contente, tirando o Fandango ou o Swagger, porque aí revoltava-me a sério! xD

      • Dolph Ziggler - há 3 anos

        Não acredito que a WWE tenha dado este enorme push ao Bryan fazendo-o vencer os The Shield, ser uma presença constante na programação e fazer o Orton desistir no main-event do Raw, para depois chegar lá e não ganhar. Penso que é mais do que claro que o Brya é o próximo campeão da WWE. O Vince está com grande fé no homem.

        O Punk tem o seu programa com o Brock Lesnar portanto dúvido que ganhe a mala. Ainda para mais, foi campeão por 434 dias ainda há relativamente pouco tempo.

        O Christian e o Kane não ganham e não é preciso explicar porquê.

        O RVD vem como part-timer e se calhar com o mesmo papel do Jericho – apesar de não duvidar que tem uma conquista de um titulo do mid-card no seu contrato -.

        O Sheamus, bem, vou rezar a deus que ele não ganhe, mas dúvido muito. Ver uma feud entre o Cena/Sheamus com ambos a babyfaces seria uma valente seca. As 2 personagens mais estagnadas da companhia numa feud. Kill me now.

        E resta o Bryan e o Orton. Não me parece que o Orton volte ao main-event num futuro próximo e muito menos vencendo um título da WWE, portanto, o Bryan é o óbvio vencedor.

      • MicaelDuarte - há 3 anos

        Mas lá está Dolph, apesar de não fazer qualquer sentido o final do combate ter outro vencedor que não o Daniel Bryan, simplesmente porque é o que faz mais sentido e o que mais merece, algo me diz que as coisas não se passarão bem assim…mas espero estar errado, como é óbvio!

      • José Sousa - há 3 anos

        Não consigo excluir totalmente o Swagger sabes? E se a mala fosse a forma para termos o tal Triple Threat que se falou no Summerslam? Ah pois é existem contas por arrumar entre o Swagger, Del Rio e Ziggler. Eu estou totalmente baralhado ainda e estas duas semanas vão ter que me ajudar.

      • LuisMPBO - há 3 anos

        Tambem tenho pensado nisso, e concordo. O Swagger nao e o favorito, mas acho que muitas pessoas estao a exclui lo rapido demais. O unico que eu acho que nao tem hipoteses quase nenhumas e o Fandango. Mas a mala do WHC esta muito imprevisivel

      • MicaelDuarte - há 3 anos

        Sim, tens razão. Pode perfeitamente acontecer, mas não queria mesmo nada que fosse ele a ganhar José.

        Eu prefiro ver uma feud apenas entre o Del Rio e Ziggler e aliás, a feud está a correr bem.

        Agora também me deixaste mais confuso xD

      • José Sousa - há 3 anos

        Não é deixar confuso eu acho que só excluo o Fandango da vitória sinceramente. De resto qualquer um dos 6 (alguns mais que outros) não podem ser excluídos. E depois de ontem fiquei com duvidas do Rhodes e do Sandow digo-te já, porque o Sandow não ajudou o Rhodes no combate com o Cesaro. E isto pode ser o inicio do angle para virar o Rhodes face, não ficaria nada admirado.

        Eu por acaso pensei nisso hoje, e depois de ver a Raw mantenho. Não porque o Swagger tenha feito algo, mas deverá fazer na Smackdown. Mas é mesmo porque a história dele com o Ziggler não está fechada. Claro que seria uma porcaria o Del Rio perder o titulo no PPV mas sinceramente já me pareceu mais improvável.

        Eu repito vou ter bastante trabalho a analisar esses dois combates, mas também tenho tempo porque o card já está fechado o que é bom para fazer o artigo.

      • LuisMPBO - há 3 anos

        Esqueci me do Rhodes, tambem nao acredito nada na vitoria dele, nao e so o Fandango. Tava agora a dizer os favoritos na Raw e lembrei me

  11. LuisMPBO - há 3 anos

    Excelente artigo.
    O atraso nao interessa para nada, nos so temos e que agradecer que tu escrevas para o site. Imprevistos todos temos.

    Quanto ao artigo em si, ha que dizer que se esta fase pos Wrestlemania tem sido tao boa e em parte devido aos Shield. Quando apareceram pelas primeiras vezes nunca pensei que a aposta por parte da WWE neles iria ser tao grande. Mas ainda bem que foi! Sao os tres extremamente talentosos. O Ambrose tem mic skills tremendas e e o protagonista de algumas das melhores promos dos ultimos tempos. O Seth Rollins tem ring skills fantasticas, e o Ambrose nao lhe fica muito atras. O Reigns e dos powerhouses com melhores ring skills que eu ja vi. Como equipa transparecem uma quimica incrivel, e conseguiram dar grande relevancia aos combates 6 men tag, que vinham servindo apenas para juntar varios lutadores em rivalidades diferentes num so combate.

    Concordo com tudo o que disseste sobre a importancia das suas derrotas. Tambem acho que, apesar da forma como as podemos condenar ao inicio, se virmos bem ate que foram boas decisoes. A construçao deles foi simplesmente brilhante, o que permitiu que isto pudesse ser feito sem trazer consequencias graves para a credibilidade da equipa. Alem disso faz com que os combates deles sejam mais imprevisiveis, uma vez que ate aqui apostar neles era seguro em qualquer ocasiao.

    Quanto ao Ambrose, nao queria que ele ganhasse. E um dos favoritos, mas eu nao queria. Deem mais um ano, valorizem os titulos de tag e US, consolidem ainda mais os membros dos Shield, acabem com a stable em condiçoes (daqui a algum tempo, claro) e depois sim pensem nos titulos principais. E, apesar disto, nao nego estar a ser algo bipolar, porque se ele ganhasse eu gostava como fa dele. Mas, de cabeça fria, e melhor nao.

    Os Shield sao uma das melhores coisas atualmente na WWE, e espero que continuem a ser bem construidos e que tenham um fim bem feito, para ja irem lançados para o topo como lutadores individuais

  12. stone cold andre torres - há 3 anos

    Espero que quando eles se separem tenham todos um excelente futuro mas acho que quem se vai destacar mais vai ser o roman reigns apesar de eu achar que o ambrose é melhor. Também gostava que no Summerslam o reigns e o rollins defendessem os titulos contra os brothers of destruction

  13. BELIEVE IN THE SHIELD - há 3 anos

    eu gosto dos THE SHIELD, não só pelo modo como fazem as suas ameaças mas sim tambem pelo modo de como lutam e encaram os adversários e acho que estão a fazer um bom trabalho ao dominar a WWE

  14. Control Punk - há 3 anos

    Um ótimo artigo..

    Os Shield são uma das grandes coisa que aconteceram na WWE de uns tempos pra cá,com 3 lutadores claramente talentosos no ringue todos sabem fazer ótimas promos formando assim esse forte grupo.Sabendo disto a WWE apostou alto neles e com razão e com resultados eminentes.

    O titulo de tag team voltou a despertar interesse do publico,claro que tudo isso começou com o Team Hell No assim seguindo sua trajetória,obviamente se não ocorrer nenhuma surpresa o título continuara com os mesmos.Fiquei bastante animado com os Ursos ganhando um mero destaque,uma boa dupla de grande carisma basta ver oque eles fazem com a plateia e a entrada deles que é um espetáculo a parte.Claro não irão ganhar mas podem nos proporcionar um bom combate.

    Sobre Ambrose,sua colaboração para a WWE esta sendo ainda maior,levando o USA champion ão seu lugar devido.Claro equivoquei-me um pouco já que ele ainda irá começar a fazer isto vejo uma boa feud com Christian.Espero que Ambrose não ganhe a mala como Salgado destacou bem ele irá ficar com muita responsabilidade e seu titulo ficaria em vão.

    Espero um voou alto ainda para os Shield estando em um main event.Já quando o grupo se dissolver depois que tiverem feito tudo que se podia,todos os três irão longe e terão um futuro incrível é isso que esperamos..

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador