Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Contacta-nos!

Opinião Feminina #146 – The Tale of the 2º Championship

Teoricamente, existem dois títulos principais no panorama da WWE: o Título Mundial de Pesos Pesados e o Título da WWE. Na prática, a situação é bastante diferente. Na prática, a distinção entre ambos os Títulos é bastante óbvia e dependente do programa semanal que lhes dá mais destaque.

Hoje em dia, o Título da WWE é o grande prémio e o que protagoniza as histórias principais, no main-event do programa principal, quando há cerca de dez anos, era o Título Mundial de Pesos Pesados que tinha esta distinção.

Tal diferença também pode ser facilmente constatada na quantidade de vezes que se debate o que envolve este Título. Embora seja um Título principal envolvendo main-eventers, a verdade é que acaba sempre por passar para segundo plano e ser ofuscado pelo que envolve o Título da WWE, ou até mesmo a rivalidade de CM Punk e Paul Heyman que, mesmo não envolvendo algum Título directamente, possui mais destaque e importância.

Os Títulos nunca tiveram o mesmo valor, embora tenha existido alguma ilusão de tal durante uns anos e até uma certa troca temporária de lugares, com rivalidades de topo da Smackdown a encerrarem eventos importantes, mas a verdade é que pedir por uma igualdade que nunca irá existir é inútil.

Mais justo e provável de acontecer seria pedir por uma disparidade menos acentuada entre ambos os Tìtulos. O valor dos lutadores aumentava, as histórias tornavam-se mais interessantes e, no geral, melhorava o produto. Contudo, enquanto tal não acontece, resta debater a situação tal como a mesma é.

Da última vez que discuti a situação do Título Mundial de Pesos Pesados o campeão ainda era Alberto Del Rio, mas o seu adversário era Dolph Ziggler. Muito mudou desde então, mas não para Dolph Ziggler, pois a maior parte das minhas previsões se concretizaram.

A separação de Big E Langston e AJ Lee acabou por ocorrer, embora a de AJ tivesse sido mais cedo do que pessoalmente tinha idealizado. Ao contrário do que também tinha idealizado, após a sua rivalidade com os seus antigos parceiros, Ziggler não voltou a perseguir o Título numa tentativa de reconquistar o que lhe tinha sido roubado.

Como está actualmente envolvido na história principal da WWE, resta saber se tal mudança de rumo irá valer a pena no fim. Na altura, admito que me custou um pouco a entender o porquê de colocar um dos lutadores mais populares a perder combates importantes e a ser afastado da rota do Título. Agora, com Daniel Bryan a escalar a sua própria montanha, constato que seria um pouco repetitivo caso Dolph Ziggler estivesse a fazer o mesmo tipo de história na Smackdown.

Tal como debati na altura, ter tornado Del Rio novamente num vilão não foi uma má ideia, pois o mesmo nunca falhou nesse papel. Del Rio era um herói popular, mas continuava a ser um fracasso para os padrões da WWE que desesperadamente desejam um figura popular latina ao nível de Rey Mysterio e Eddie Guerrero.

Del Rio continuou assim o papel que tinha começado com Dolph Ziggler. A sua atitude implacável e impiedosa que o levou a atacar ferozmente a cabeça de Dolph Ziggler durante o combate de ambos no Payback continuou a manifestar-se, especialmente quando enfrentou Sheamus e concentrou todo o seu ataque na coxa lesionada deste.

Esta personalidade é excelente para Del Rio. Este consegue desempenhá-la na perfeição e é algo credível para um main-eventer vilão. Não será algo que irá imortalizar Del Rio, porém é o suficiente para a situação em que se encontra.

Há anos, a WWE chegou à conclusão que Del Rio não seria capaz de ser um vilão de topo – na brand principal – e, mais cedo neste ano, chegou à conclusão que tal também não iria acontecer como herói latino. Portanto, até à descoberta de algo melhor, Del Rio ficou com este papel.

Infelizmente, embora tenha um papel feroz e implacável, o facto de não conseguir chegar mais longe torna-o um alvo frequente para main-eventers estabelecidos, como Randy Orton. Mais situações não são novidade e continuarão a ser frequentes.

Algo que também será frequente é a forma como a WWE procura que Del Rio reafirme a sua credibilidade em vitórias fáceis contra lutadores de menos valor como Kofi Kingston e Sín Cara. É um ciclo repetitivo e bastante conhecido.

Quem também está com sérios problemas de credibilidade é Damien Sandow, mas como vencedor da mala de Money in the Bank da Smackdown, tal já se tornou um hábito. Daniel Bryan e Dolph Ziggler passaram pelo mesmo nos últimos anos, sendo que está cada vez mais provado que a oportunidade ao Título Mundial de Pesos Pesados poderá ser uma provação difícil que, nem sempre, terá a sua recompensa.

Após vencerem a mala, Daniel Bryan e Dolph Ziggler foram construídos e promovidos de forma duvidosa e polémica que levou muitos – incluindo eu – a questionarem se seria a forma mais acertada de promover o próximo main-eventer. Depois de vencerem os Títulos, Daniel Bryan perdeu o seu em 18 segundos e Dolph Ziggler perdeu-o na sua primeira defesa.

Damien Sandow já se identifica com a primeira parte desta história, resta saber se a segunda será semelhante, mas as perspectivas não são positivas.

A vida é díficil para os que são relegados para a Smackdown e tentam tornar-se e estabelecer-se lá como main-eventers. Bem à semelhança do caso que referi de Del Rio, também Sandow perdeu contra Randy Orton múltiplas vezes numa fórmula que simplesmente não funciona.

É verdade que, como vilão, espera-se que Damien Sandow faça batota, não vença de forma limpa e seja odiado. O problema é que para ser verdadeiramente odiado, Sandow precisa de ser mais que simplesmente irritante. E, para tal acontecer, precisa de ser credível. Especialmente agora que tem a mala, Sandow precisa de ser visto e promovido como uma ameaça séria e legítima.

Tal não é o caso. Os fãs antecipam o cash-in, e irão provavelmente festejá-lo, porque será uma surpresa e todos adoram surpresas. Não o antecipam porque a personalidade de Sandow é alvo de emoções mais intensas.

Combates com estrelas afirmadas como Randy Orton são excelentes momentos para estabelecer algo para Sandow. Para o estabelecer como algo mais do que apenas um sortudo arrogante que teve a mala a cair-lhe nos braços.

A inteligência por detrás da sua traição a Cody Rhodes, que poderia ter sido fundamental para o construir como um vilão detestado, é absolutamente arruinada quando este é apenas mais um a perder todos os dias para pessoas que não precisam.

Um combate com Randy Orton poderia fazer maravilhas por Sandow. Até uma derrota contra Randy Orton poderia ajudá-lo. Desde que fosse uma derrota estratégica, bem construída e justificada.

Agora, quando os combates não possuem qualquer significado e está mais que claro que Sandow não tem hipóteses de ganhar, tal só ajuda os fãs a mentalizarem-se que Sandow é apenas mais um jobber para os main-eventers. E esta imagem não desaparece depois do cash-in. A mala de Money in the Bank não faz milagres, não cria ilusões, nem compensa meses e meses de derrotas sem razão.

Ninguém consegue levar a sério um candidato ao Título, um futuro campeão, que nunca ganha ou que vence apenas quem está em pior situação que ele!

Quase todos, senão todos, os combates de Damien Sandow tem sido assim. Combates de qualidade aceitável, ou até muito melhores, mas que não possuem qualquer objectivo a longo termo e que só o colocam em pior posição.

Sandow não possui qualquer vantagem da sua parte que convença os fãs que possui hipóteses de ganhar, logo como vilão a sua dinâmica irá falhar por completo, ou simplesmente não irá convencer os fãs.

Tal não ajuda a situação do Título e não cria mais interesse à volta do reinado de Del Rio e dos seus combates. Além da mera antecipação pela surpresa do cash-in, não há mais substância para a situação de Damien Sandow.

Damien Sandow não é a única dinâmica pouco credível que envolve, ou envolveu, o reinado de Del Rio. Durante este intervalo em que a rota do Título Mundial de Pesos Pesados não era discutida, Alberto Del Rio voltou a rivalizar com Christian e a ter excelentes combates com o mesmo pelo Título.

Embora tenha apreço por Christian, esta rivalidade e a razão atribuída para o combate de ambos no Summerslam não me convenceu. Antes demais, os combates que estes dois tiveram no Summerslam, na Raw e na Smackdown devem ser vistos por todos, pois foram na sua maioria excelentes, ou melhores. A Smackdown pode perder muito com o fim da brand split, para a qualidade dos combates tem continuado bastante boa.

Os meus problemas com esta rivalidade em nada se reflectem nos combates de ambos. A história e a razão por detrás de tais combates é outra questão.

Christian possui o respeito dos fãs, incluindo eu, e embora não tivesse sido fã a início, também fiquei extremamente emocionada e feliz quando este venceu o Título pela primeira vez, em 2011. Na altura, não tinha apoiado tal possibilidade, mas quando aconteceu, tocou-me e acabou por conquistar-me.

Dois dias depois, Christian perdeu o Título e toda essa emoção foi ridicularizada. Christian tornou-se vilão pouco depois, chegou mesmo a ser campeão novamente, mas facto é que tal sentimento de objectivo alcançado tinha terminado.

Quando, dois anos depois, a WWE voltou a tentar usar essa manobra para que os fãs se invistam emocionalmente na história, não resultou comigo. O sentimento e emoção que a WWE estava a tentar usar já tinha sido usado anos antes.

Há um mínimo de vezes em que um lutador veterano pode usar o sentimento de nostalgia para regressar, ou usar o apoio dos fãs para lutar por mais um reinado. A meu ver, Christian já usou atingiu esse mínimo. A meu ver está excelente no seu papel actual, a fornecer excelentes combates e deve ser usado para ajudar a estabelecer novas estrelas, mas não para mais que isso.

Quando foi a altura de aproveitar esse sentimento e essa oportunidade, a WWE arruinou-a dois dias depois. Agora, creio que simplesmente já não resulte. Pelo menos, para conquistar o meu investimento emocional numa rivalidade, já não resulta.

Após perder duas vezes consecutivas para Christian, Del Rio obteve a sua vitória no Summerslam e igualou as contas pouco depois. Tal é mais uma prova do ciclo vicioso que surge sempre em conversa quando o tema é Alberto Del Rio.

A rotina é a mesma, só mudam os adversários. Este começa por perder, vencendo ocasionalmente algum lutador mais fraco, apenas para vencer em pay-per-view, o que supostamente irá salvar tudo e credibilizá-lo. É uma rotina conhecida que não ajuda em nada em cativar os fãs.

Na última edição em que discuti Alberto Del Rio, discuti também as possíveis consequências da suspensão do seu fiel manager, Ricardo Rodriguez. Na altura, defendi que Del Rio poderia ser prejudicado pela sua ausência, visto que Rodriguez é soberbo no seu papel, a seu lado.

Tal como referi na altura, Rodriguez é brilhante e extremamente divertido de ver. A forma como se complementa com Del Rio é incrível e mais evidente do que nunca, agora que Ricardo está com RVD.

A dupla foi separada logo após o regresso de Ricardo e não tal decisão não teve o meu apoio. É verdade que os grandes managers são conhecidos por terem tido vários lutadores debaixo da sua asa, mas também há grandes managers que apenas tiveram um trabalho de sucesso.

Talvez esteja enganada e, no futuro, Rodriguez terá mais ligações de sucesso, mas creio que a química que encontrou com Del Rio é única e perfeita. Ambos fazem uma dupla espectacular que, me apercebo agora, não devia ser separada. Especialmente agora que Del Rio é um vilão, seria extremamente interessante ver Rodriguez nesse papel novamente. De qualquer das formas, não critico a WWE por tentar coisas novas e explorar as capacidades de ambos.

Ora, após o ataque de Del Rio, Rodriguez regressou com um novo aliado: RVD. E, infelizmente, a química soberba que Rodriguez possui com Del Rio não é a única razão pela qual não aprovo esta nova aliança.

Quando, no Summerslam, Alberto Del Rio fez uma promo a falar de heróis latinos, tal levou os fãs a pensar que Rey Mysterio poderia estar de regresso. Quando, na Raw seguinte, Rodriguez apresentou a sua nova aliança, a ideia de que poderia ser Mysterio voltou em força. Tudo para ser RVD. Foi um momento que me fez bastante lembrar o regresso de Layla no Extreme Rules 2012 quando toda a gente esperava Kharma.

Além disso, RVD e Rodriguez não possuem qualquer química juntos e a cada aparição que fazem juntos, torna-se demasiado óbvio que a presença de Rodriguez é desnecessária. RVD não está numa posição da sua carreira em que precise de um manager. Não só por estar já no fim de carreira, mas porque o seu legado fala por si.

Aliás, acho tal situação é tão óbvia que coloco em hipótese Rodriguez trair RVD no combate pelo Título no Night of Champions, apenas para se voltar a aliar a Del Rio e, sinceramente, espero que seja mesmo isso que aconteça.

Tal, não irá só ajudar RVD a ganhar ainda mais a simpatia dos fãs, como irá tornar Del Rio e Ricardo ainda mais odiados. Seria a manobra perfeita, tornaria a história mais interessante e seria a perfeita desculpa para uma desforra.

De resto, RVD é apenas mais um na longa lista de adversários que Del Rio possui. Até Damien Sandow fazer o cash-in, não estou a ver Alberto Del Rio a perder o Título. Não há ninguém para quem o possa perder de momento e que, ao mesmo tempo, faça sentido.

A história principal, envolvendo o Título da WWE, está a usar o roster todo, de forma indirecta, e a consumir grande parte da atenção dos fãs, portanto convém que a forma como a história envolvendo o Título Mundial de Pesos Pesados seja estratégica. O valor e a importância de outros tempos não existe e até se trabalhar em recuperar tais sentimentos, é preferível ser-se cuidadoso.

O que quero dizer com isto é que, neste momento, o Título está nas mãos de uma personagem estável e que os fãs conhecem bem. Não é uma personagem sempre promovida de forma muito credível, mas já é conhecida dos fãs. Com o ambiente na Raw tão volátil, convém que os fãs sintam alguma estabilidade. Portanto, até Damien Sandow fazer o cash-in, julgo que a situação continue a mesma. Pessoalmente, a minha aposta para o cash-in é no Survivor Series ou TLC.

Enfim, da minha parte julgo que está tudo dito. Espero que seja mais uma edição do vosso agrado e desejo uma excelente semana a todos. Até à próxima edição!

Sobre o Autor

- Administradora. Publico parte das notícias, faço a gestão da League, dos Passatempos e ainda sou escritora do artigo “Opinião Feminina”.

19 Comentários

  1. José Sousa - há 3 anos

    Sinceramente eu acho que o titulo muda antes do cash-in, muda para o RVD. O RVD vai ser usado para o Sandow fazer o seu cash-in. De resto fazes uma descrição da situação corretíssima, as debilidade são exactamente as que tu referiste sem tirar nem por.

  2. Tibraco - há 3 anos

    Excelente escolha de tema e concordo com tudo o que referiste. Não há muito mais a dizer, apenas que não tinha pensado na possibilidade do RR trair o RVD, algo que seria muito interessante.

    Ah, e não acho que o Sandow demore tanto a fazer o cash, até porque a sua situação de derrotas consecutivas está a tornar-se insustentável e precisa, urgentemente, de mudar de rumo. Assim sendo, acho provável que faça o cash já no NOC.

    • José Sousa - há 3 anos

      Concordo contigo Tiago quanto ao cash-in do Sandow, também tenho esse palpite que é já na próxima semana. Não vai demorar tanto porque o reinado do Del Rio não é sustentável muito mais tempo, e o RVD só tem a primeira fase do contrato até ao Survivor, e isso joga a favor do cash muito em breve. Depois ele não pode ser no TLC ou no Survivor Series porque isso é praticamente apostar no Sandow como campeão na Road to Wrestlemania, e posso estar muito errado mas nessa altura o campeão já será outra pessoa.

      • Tibraco - há 3 anos

        E o cash do Sandow no NOC abre caminho a um triple treath no BattleGround (acho que é assim) e depois, talvez, um RVD vs Sandow no HIAC, para no SS aparecer um contender “à altura”. Mas olha que não descartaria a excelente ideia do RR trair o RVD. Seja como for estou longe de estar entusiasmado para ver este combate.

        Quanto ao Sandow não ser campeão na ‘Mania, pá não me admirava assim tanto. O Título perdeu prestigio e já não exige tanto star power, nem sequer na WM.

  3. danielLP21 - há 3 anos

    Excelente artigo.

    Como é óbvio, concordo com a análise ao actual campeão Mundial e ao seu ciclo vicioso, assim como à falta de química entre RR e RVD. Que coisa mais rebuscada! A química entre RR e Del Rio era simplesmente perfeita. Apesar de adorar que tal acontecesse, tenho sérias dúvidas de que o RR vai trair o RVD no Night Of Champions.

    A situação do Damien Sandow já é o pão nosso de cada dia no que à mala azul ( agora castanha) diz respeito. Já nem vale a pena comentar isso.

  4. Control - há 3 anos

    O titulo dos pesos pesados vem nisto a muito tempo oque me deixa enjoado e cansado de ver.Concordo com tudo que disse,lembrando ainda daquela rivalidade de Del Rio e Sheamus que ficou se pendurando em vários e vários PPV´s que apesar de alguns combates terem sidos muitos bons me cansou de ver tão repetidas vezes.

    Ricardo e RVD foi algo feito apenas para justificar e se iniciar uma feud com Del rio,é tipo sem pé nem cabeça como disse bem não há necessidade de RVD precisar de um manager.Espero que tua hipótese se concretize seria ótimo.

    Sandow digamos tem uma personalidade diferente de Ziggler e Bryan onde espero que consiga modificar essa linha que os dois seguiram.Espero que não demore muito seu cash in para não acontecer algo como aconteceu com Ziggler,creio que ainda irá demorar um pouco este cash in mas vamos esperar tomara que não.

  5. MicaelDuarte - há 3 anos

    Artigo bastante bom, Salgado.

    Não há mesmo nada a acrescentar, uma vez que disseste tudo o que se pode dizer relativamente ao Mr. Sandow e à situação do Título Mundial.

    Ainda não tinha pensado no caso do RR trair o RVD, juntando-se novamente a Del Rio, mas adorova que tal acontecesse. RVD e RR não colam…

  6. eduardo - há 3 anos

    o whc perdeu o valor qnd saio batista e undertaker e edge eles nao tao mais nem ai pra esse titulo me lembro qnd ele foi mais importante q o proprio wwe champion qnd tinha goldberg triple h sham michels e kane tentando ganhalo

  7. Dolph Ziggler - há 3 anos

    Excelente artigo. Concordo contigo em tudo, principalmente quando dizes que o RVD juntar-se ao Ricardo não foi uma ideia inteligente e nota-se que ambos não se complementam. Nesta altura da carreira, o RVD não precisa de um manager e o Ricardo não tem quimica com o RVD. Contudo, tudo o que fazia com o AdR era excelente. Acho que nunca se deveriam ter separado mas como disseste, talvez quisessem experimentar algo novo com ambos.

    Partilho contigo essa ideia da traição do Ricardo ao RVD e voltar a juntar-se ao Del Rio. Podia resultar em várias maneiras.

    Quanto ao cash-in, a maioria pensa que é no NoC, mas eu penso que é mais para o fim do ano.

  8. João Jordão - há 3 anos

    Simplesmente brilhante este artigo, deu-me gosto de o ler do princípio ao fim e acenar com a cabeça. A única parte em que não concordo contigo é na aliança Rodriguez-RVD, parece-me legítima porque o Rodriguez é quem sustenta a feud neste momento.

  9. Nathan - há 3 anos

    Otimo artigo, discordo que Del Rio sai com o titulo no ppv , acredito que RVD deva manter o titulo até o final do ano, onde seu contrato expira , e deva perder para Sandow, e uma das possibilidades que ninguem citou é RVD perder com ajuda de Ricardo Rodrigues ao lado de Sandow, onde esse faria seu heel turn e ajudaria Sandow a vencer, pois se Del rio se manter com o titulo, o Cash in de Sandow vai demorar muito na minha visão, se RVD vencer é muito provável que esse tome cash in de Sandow , e Ricardo Rodrigues a trair RVD, pois se Sandow está se saindo por baixo , e que ele seja odiado não possa ser em um heel

  10. Diogo7 - há 3 anos

    Excelente artigo!

    Não gostei da ideia de juntarem o Ricardo ao RVD porque não faz sentido nenhum, e o RVD não precisa de managers nesta fase da sua carreira. O Del Rio e o Ricardo tinham uma excelente química.

    Já pensei que o Ricardo podia trair o RVD no NOC, ajudando o Del Rio a reter o Título e a juntar-se a ele novamente. Seria bom para o Del Rio ganhar mais heat, mas depois a pessoas esqueciam-se depressa como foi o caso do double turn no Payback.

    Eu acho que o Del Rio devia perder o Título para o RVD no NOC ou no PPV a seguir, e depois o Sandow fazia o cash in.

  11. franckcarrazedo05 - há 3 anos

    RVD salta 1, 2 e ricardo Rodriguez n ddixa rvd acabar de fazer pin e rvd ganha por desqualificação. .del rio ta muito lesionado ALELUIA, ALELUIA ALELUIA sandow faz cash in truque de sandow 1, 2, 3 e olha eu a sonhar

  12. LuisMPBO - há 3 anos

    Artigo excelente, como sempre.

    De facto, o WHC não tem de ter a importância do WWE Championship, pedia se era um pouco mais de aproximação entre os dois, como disseste. Essa diferença que existe atualmente tem muito a ver com o fim da Brand Split, pois cria uma tendencia para um dos titulos se destacar mais que o outro. Agora, claro, com um pouquinho de empenho em resolver essa situação isso resolvia se, o problema é que não aparenta ser uma preocupação da WWE.

    A construção do Alberto Del Rio não é lá grande coisa, mas a do Sandow consegue ser muito pior. Qual é o problema da WWE com os WHC Mr MITB?! Ou estão a borrifar se para o assunto (o que me parece absurdo) ou então acham que esta onda de derrotas torna o cash in e um bom reinado numa surpresa (o que é algo ingénuo). Se bem que nem num bom reinado acredito. Aposto na continuação da repetição da história dos dois anos anteriores. Há aí uma frase que descreve bem a sua credibilidde atual: “… apenas um sortudo arrogante que teve a mala a cair-lhe nos braços.” Não pode ser.

    As feuds do Del Rio e a sua construção de mês para mês são sempre iguais, o que ajuda a uma perda de interesse pelas rivalidades do WHC atualmente (mesmo com bons combates, porque isso não basta). Seja como for, concordo quando dizes que, apesar de tudo, o Del Rio traz estabilidade ao título. Tenho medo do possível fiasco que o reinado do Sandow pode ser, mas vou esperar que não.

    Achei bem que esperimentassem o Del Rio a solo e pusessem o RR a face, pois é o papel que este faz melhor, a meu ver. Ainda assim, tendo em conta o resultado, talvez tivesse sido melhor ficarem juntos. O Rodriguez possuía com o ADR uma química que está mesmo muito acima da que tem com RVD (que é nula) e o Del Rio tinha no Rodriguez um motivo de interesse. Não acredito que os juntem novamente, mas não me importava.

    Bem, independentemente do que acontecer ou não, espero um grande combate entre estes dois. Aposto numa vitória do RVD, apenas para dar lugar ao cash in do Sandow. Depois, o RVD teria uma feud com Sandow que duraria até ao seu abandono temporário. Mas veremos.

  13. MR Perfection André Santos - há 3 anos

    Excelente artigo.

    Concordo contigo e especialmente na tua opinião acerca de RVD e Sandow.
    Sandow com estas ultimas derrotas, algumas delas bastante rápidas, leva a mim como fá dele, perder as esperanças de um cash in com sucesso.
    Agora como dizes é uma história muiro semelhante a de Bryan e Dolph.Também como tu, não concordei, mas vamos ver o que vai dar.

    Mais um belo artigo!

  14. Mario Magalhaes - há 3 anos

    Grande artigo.

    Também concordo que o WHC perdeu sua valia de em momentos se equivaler ao WWEC, sobre o cash-in acho que ele corre no PPV Battleground.

    Pode ser que RVD venha a conquistar o cinturão no NOC e depois no Battleground venhamos a ver a traição de Ricardo Rodriguez e a possibilidade real do cash-in de Sandow, pelo menos é o que espero.

  15. João Inácio - há 3 anos

    Penso que o cash-in será feito numa Raw como costuma aconteçer, e também seria interessante Ricardo Rodrigues voltar para Alberto Del Rio! Adorei esta Edição genial!!!

  16. akujy - há 3 anos

    Mais uma vez apareceste um pouco mais “sóbria”, realista e menos sonhadora do que em outras semanas, (pq nem sempre se pode ter a mesma intensidade, obviamente) mais mais uma vez foste directa ao assunto. Focaste, de forma precisa, cirurgica e notável, todos os pontos relevantes da paisagem do WHC e dos motivos que o levam a estar no estado em que está. Uma grande análise, um belo artigo, mais um momento semanal que vale a pena ler. Thank You.

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador