Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Contacta-nos!

Opinião Feminina #181 – The Paige Turner

Daniel Bryan, Cesaro, The Shield e Bray Wyatt foram os grandes destaques jovens do fim-de-semana de Wrestlemania. No entanto, ao contrário de anos anteriores, também a Divisão feminina teve o seu próprio destaque.

Paige, a estrela mais brilhante da Divisão feminina do NXT, fez a sua estreia no roster principal na primeira Raw após a Wrestlemania. A sua estreia tem sido bastante antecipada pelos fãs que acompanhavam o seu trabalho no NXT. E, felizmente, esta não podia ter sido melhor.

Primeiro que tudo, foi original. É certo que estreias semelhantes – ou até iguais – foram realizadas na WWE, mas os fãs estão mais habituados a ver a introdução lenta e paciente de um talento, onde este precisa de provar o seu valor até se tornar digno o suficiente atingir patamares mais altos.

Neste caso, foi ocorreu o contrário. Paige foi apresentada como alguém que as outras Divas devem temer e respeitar e que agora está a provar que merece o Título que tem. É diferente do que estamos habituados a ver, mas como tudo, tem as suas vantagens e desvantagens. Porém, na Divisão de Divas tal não faz muita diferença.

A WWE tem a liberdade de correr mais riscos e ser mais arrojada na forma de dirigir a Divisão de Divas, porque não tem nada a perder. Os fãs não têm qualquer interesse na Divisão, além de AJ e dos bons minutos passados a admirar a beleza das Divas. A Divisão não é protegida, pois se fosse, não era recorrente ver talentos expostos e embaraçados da forma que são antes de estarem preparadas para tal.

A WWE não tenta salvaguardar a credibilidade da Divisão, pois esta não existe. Tenta, no mínimo, restaurá-la. Portanto, não existe nada na forma como Paige se estreou que danifique mais a Divisão ao ponto de justificar fazê-lo de outra forma. Isto, claro, se preferirmos ser pessimistas e acreditar que foi em vão.

Além disso, era a única solução que a WWE tinha. Com as férias iminentes de AJ Lee, não seria possível construir uma história de meses com Paige e AJ, onde Paige tentava vencer o Título.

Existe uma vantagem mínima na rivalidade de ambas ocorrer apenas quando AJ Lee regressar: os fãs já conhecerão um pouco Paige. Ao saberem do que Paige é capaz de fazer, os fãs poderão criar algumas expectativas em torno da sua rivalidade e combate com AJ, o que não seria possível se ambas tivessem começado a rivalizar no dia em que esta se estreou.

Digo mínima porque Paige não tem ninguém na Divisão com quem trabalhar que, automaticamente, conquiste o interesse dos fãs. Seria uma vantagem significativa se a Divisão não estivesse dependente de apenas duas indíviduas.

Segundo, era uma mudança extremamente necessária. AJ Lee passou os últimos meses da sua carreira a vencer, de forma decisiva, todas as Divas da Divisão. Perder o Título para uma delas não faria qualquer sentido, assim como tirava o Título das mãos da única Diva por quem os fãs se interessam.

Terceiro, era a audiência certa para o fazer. A audiência que aparece na Raw após a Wrestlemania é da mais variada possível, com pessoas de todas as partes do mundo, especialmente da Europa.  Notou-se pela forma como Bad News Barrett e Paige foram recebidos que bastantes britânicos estavam presentes, tal como era esperado.

A estreia de Paige, mesmo que fosse feita desta forma, não teria o mesmo significado e ovação em qualquer outra parte dos Estados Unidos, ou em qualquer outra altura, se não fosse na Raw após a Wrestlemania. Com a ajuda dos fãs presentes, a WWE fez de Paige uma estrela.

Tal como AJ provou ao longo dos últimos meses, a Divisão dependia desta, tal como agora depende de Paige. Não é possível para os fãs assistirem agora ao tão desejado combate entre as duas. Temos, por isso, que nos contentar em ver Paige enfrentar Divas significantemente menos importantes e talentosas.

É frustrante ver Paige lutar Aksana frequentemente, uma das Divas mais inúteis que a WWE tem, e ter combates que ficam bastante aquém das expectativas que os fãs têm para ela, mas esta não tem outra escolha.

AJ Lee está a fazer uma pausa e, pessoalmente, acredito que a WWE irá ter Paige a enfrentar cada uma das Divas integrantes do Total Divas em combates individuais ao longo dos próximos pay-per-views, estando por isso a evitar ter Paige já a vencê-las em televisão. Afinal, foi isso que AJ fez durante meses e meses.

Sem AJ e o elenco do Total Divas, restam as Divas menos conhecidas e usadas, como Aksana e Alicia Fox.

De qualquer das formas, tal não será um problema para ela. Tal como Emma, Paige apenas precisa de mostrar o que vale aos fãs para os conquistar e precisa do fazer de forma consistente. Tal como aconteceu com Emma, a sua manobra de submissão chamou de imediato a atenção dos fãs e, eventualmente, todos irão apoiá-la.

Tamina foi a escolha óbvia para primeira adversária de Paige em pay-per-view. O seu tamanho e personagem, embora não convençam ou impressionem os fãs particularmente, permitiram que Paige se portasse de uma certa forma e tentasse conquistar a simpatia dos fãs. Além disso, não magoa ver a campeã babyface vencer adversários bem maiores que si.

O combate, tal como todos os combates de Divas, foi colocado numa posição complicada no card. O combate de Divas é quando, geralmente, os fãs tentam descomprimir a meio do evento ou depois de combates particularmente intensos. Também não ajuda que raramente tenham motivos para se interessar pela Divisão.

Isso e a falta de uma adversária carismáticA e convincente justifica o comportamento dos fãs durante o combate. O que, mais uma vez, acentua a falta de consistência na Divisão. Paige precisa de alguém como ela, não só talentosa dentro de ringue, mas também carismática para mostrar aos fãs todo o seu potencial.

Emma seria um excelente nome para Paige rivalizar até o regresso de AJ Lee, mas neste momento esta está a perder tempo com Santino Marella, Fandango e Layla, numa história que, muito provavelmente, não irá levar a lado nenhum.

Tudo isto porque a WWE não consegue compreender que o carisma de Emma reside no facto desta ser uma lutadora com uma personalidade adorável. Emma não é uma personagem cómica. Emma é uma lutadora talentosa e trabalhadora que, por acaso, tem um lado excêntrico e extravagante.

Emma é o tipo de talento que com bons combates e algumas entrevistas nos bastidores facilmente conquista os fãs. A personalidade dela, assim como o seu talento dentro de ringue, fazem o trabalho por si.

Tantas Divas na Divisão sem um pingo de carisma, e a WWE desperdiça uma das mais naturalmente carismáticas, porque simplesmente não entende como é que o seu charme funciona.

Esta não precisa de andar com Santino, de rivalizar com Fandango apenas porque também dança ou de ter a sua própria Cobra. Não é aí que reside o seu charme. De início tentei aceitar esta parceria, mas até agora apenas tem provado ser uma perda de tempo.

A WWE desprezou o trejeito encantador da sua personalidade que a tornava única e tornou-a apenas mais uma palhacinha no roster.

Atenção, isto não é uma crítica a Santino, pois pessoalmente, acho Santino uma das personagens mais engraçadas. Santino é das poucas personagens cómicas que a WWE possui que consegue ser naturalmente engraçado. Ultimamente tal não tem sido o caso, pois os fãs já estão cansados da sua apresentação, mas mesmo assim não há qualquer mal em ser o “palhacinho” de serviço.

Simplesmente não era isso que Emma fazia no NXT ou devia fazer agora. Não se justifica desperdiçar o talento de Emma numa rivalidade tão ridícula e desnecessária, quando é claramente óbvio que a WWE não tem Divas talentosas suficientes na Divisão.

Os fãs passaram meses a desesperar porque AJ não tinha ninguém à sua altura com quem rivalizar e agora encontram-se no mesmo problema, apenas com uma Diva diferente, porque é Paige quem se encontra sozinha a tentar suportar a Divisão.

Um combate de Paige e Emma no roster principal, tal como o que ambas tiveram no NXT ArRIVAL, lançava as duas e tirava quaisquer dúvidas sobre o seu talento.

No entanto, como tal não é possível, Paige terá que continuar a lutar para conquistar o apoio dos fãs da forma mais difícil: enfrentando as Divas mais desinteressantes da Divisão.

Esta tem imenso potencial, mas até rivalizar com alguém que consiga dar-lhe luta ou igualá-la, o mesmo irá continuar sem ser testado. Paige precisa de uma rival forte e convincente e a única que consegue responder ao desafio é AJ. Ambas sofrem do mesmo problema e ambas são a solução uma da outra.

E o problema destas, tal como tem sido referido ao longo do artigo e discutido ao longo dos últimos anos, é a falta de talento e carisma na Divisão.

Foi isso que impediu AJ de ter um reinado impressionante como campeã, ao invés de ser apenas uma desculpa para quebrar recordes (como foi o de Dean Ambrose). Não havia ninguém com que AJ pudesse trabalhar que marcasse a diferença.

Os fãs já conhecem todas as Divas, já sabem do que estas são capazes (ou não) de fazer e não existe qualquer combate interessante na Divisão. É o que se passa com Paige de momento. É certo que a WWE está a salvar as Divas mais proeminentes do Total Divas para rivalizarem com Paige, mas quem é que realmente está em pulgas para ver uma rivalidade de Paige e Naomi?

Ou Paige e Brie Bella? O combate que estas tiveram na Raw não conta, porque foi usado apenas para desenvolver a história de Kane e Daniel Bryan. Todos os fãs estavam à espera que Kane aparecesse, justificando a oferta de Stephanie McMahon, portanto o combate não passou de um chamariz.

Ou Paige e Natalya? Paige e Nikki Bella?

Os combates até poderiam surpreender pela qualidade, mas a falta de carisma e de personalidade das Divas é tanta, que não existe qualquer interesse em ver uma rivalidade a sério com elas.

A rivalidade de Trish Stratus e Lita não é apenas relembrada pelos combates de grande qualidade que ambas tiveram. É relembrada porque raramente se vêem Divas com tanta intensidade a lutar. Simplesmente não acontece todos os dias. Aliás, elas nem se comportavam como Divas, comportavam-se como lutadoras e não tinham menos classe ou eram menos belas por isso.

O facto dos fãs terem assistido ao desenvolvimento e evolução das carreiras de ambas é apenas outro atributo da rivalidade. Que desenvolvimento e evolução é que se pode dizer que alguma das Divas actuais teve? Além de AJ Lee, claro.

A “pipebomb” que AJ fez, há meses atrás, poderia ter marcado o início de uma série de rivalidades emocionantes, onde cada uma das Divas tentava vingar-se de AJ pelas suas palavras. No entanto, esta ficou sem resposta, porque nenhuma delas tinha carisma suficiente para lhe fazer frente.

Portanto, embora a “pipembomb” tenha sido claramente o momento alto do reinado de AJ, este não teve qualquer seguimento.

Além disso, os fãs já estão tão habituados à falta de histórias e consistência na Divisão, que ver uma destas Divas vencer ou perder é indiferente. Elas tornaram-se absolutamente insignificantes. Não têm personagens e não têm a oportunidade de as desenvolver e trabalhar, assim como não têm as ferramentas necessárias para o fazer.

E, pior que isso tudo, os anos continuam a passar, mas nada muda. É como se o tempo não passasse por elas, pois não existe qualquer evolução e as melhorias são mínimas. Os fãs sentem que estão a ver exactamente a mesma coisa, ano após ano, e isso é terrível para a Divisão.

No entanto, nada disso importa, pois a Divisão não passa apenas de um veículo de promoção ao Total Divas. O Total Divas é a razão por detrás do facto do elenco ser babyface, enquanto todas as que não fazem parte do programa são automaticamente heels, mesmo quando tal não faz sentido.

É a razão por detrás dos repetitivos e desinteressantes combates de equipas que se vêm quase todas as semanas. Estes, como seria de esperar, não têm nada a acrescentar.

É a razão por detrás de todas as rivalidades que AJ teve ao longo dos últimos meses. Ao longo desses meses, AJ tornou-se uma atracção secundária. Os combates não eram por ela ou sobre ela, mas sim sobre como manter uma – ou mais – estrelas do Total Divas relevantes.

Como se tudo isto não bastasse como prova suficiente, a música oficial do programa toca frequentemente na Raw, como foi possível ouvir quando Vickie Guerrero anunciou o combate pelo Titulo de Divas na Wrestlemania. Faria sentido se todas as adversárias de AJ fizessem parte do programa, não apenas algumas.

Ser um veículo de promoção ao Total Divas não seria o fracasso que é se a WWE fosse consistente no seu trabalho.

Por exemplo, não vejo qualquer problema em ver Summer Rae e Natalya a rivalizarem por algo que aconteceu no episódio mais recente do Total Divas. Os fãs nem precisam de acompanhar o programa para perceber a história, basta fazer um pequeno vídeo a resumir, com alguns destaques, e transmiti-lo na Raw.

Aliás, tal apenas ajudaria mais as Divas a desenvolverem personalidades e a darem-nas a conhecer aos fãs.

O problema é quando não existe qualquer consistência ou investimento na construção das rivalidades. Summer Rae vence Natalya, num combate que até tinha alguma história, no entanto, na semana seguinte, perde num combate de equipas com Fandango, em pouco mais de um minuto.

Não houve qualquer tentativa de tentar, pelo menos, tentar tornar Summer Rae credível como heel, após a estalada que esta deu em Natalya. Na semana seguinte, era como se nada tivesse acontecido.

Não estou a sugerir que a rivalidade tinha pernas para andar ou que os fãs estariam interessados em vê-la. Apenas acho que, com um pouco de dedicação e atenção, estas Divas teriam personagens mais desenvolvidas e protegidas. No fim, isso apenas irá ajudá-las.

Mesmo que o talento dentro de ringue não mostre grandes melhorias, estas Divas podem sempre tentar conquistar os fãs com as suas personalidades e carisma. Se não as desenvolverem, então tal nunca irá mesmo acontecer.

Mais uma vez, é uma prova de como estas Divas não são protegidas. Elas são lançadas à sua sorte e apenas as que estão preparadas sobrevivem.

Foi o que aconteceu com Eva Marie. Esta é, muito provavelmente, a Diva mais odiada da Divisão. Porquê? Porque tem o estigma de menina bonita que está no roster apenas pelos seus atributos físicos. Os fãs olham para ela e odeiam-na automaticamente. Já o disse anteriormente e volto a dizer, tal poderia fazer dela uma vilã espectacular. Os fãs já a odeiam e ela ainda nem fez nada!

O problema não é só o facto desta não ter qualquer carisma ou talento dentro de ringue. O problema é que esta foi exposta aos fãs e estes já sabem que ela não vale absolutamente nada. Dantes apenas assumiam isso, agora já têm a certeza.

Se esta tivesse sido protegida e gradualmente exposta, à medida que evoluísse, poderia ser uma grande vilã na Divisão. Agora, ainda o pode ser, mas tornou-se tudo bastante mais complicado.

Enfim, as únicas Divas que sobrevivem quando são lançadas à sua sorte são mesmo as que possuem capacidades suficientes para se safarem. Paige e Emma, com muitas ou poucas dificuldades, encontrarão o caminho para o sucesso. AJ Lee encontrou.

Neste momento, o caminho de Emma está bastante mais dificultado, mas não tenho quaisquer dúvidas que esta eventualmente irá conseguir conquistar os fãs e provar o que vale.

Paige, por sua vez, irá continuar à espera de AJ, na rivalidade mais antecipada da Divisão desde Kharma e Beth Phoenix. Tenho imensos receios que a rivalidade não corresponda às expectativas, porque, mais uma vez, receio que a WWE falhe em perceber o que funciona, acabando por complicar o que é simples.

Paige, tal como Emma, irá conquistar os fãs definitivamente. É uma questão de tempo. Facto é que uma rivalidade decisiva com AJ Lee acelerava bastante mais o processo. Aos fãs, resta apenas esperar.

Despeço-me assim de mais uma edição do Opinião Feminina! Desejo uma excelente semana a todos e até à próxima edição.

Sobre o Autor

- Administradora. Publico parte das notícias, faço a gestão da League, dos Passatempos e ainda sou escritora do artigo “Opinião Feminina”.

47 Comentários

  1. John_3:16 - há 3 anos

    Gostei do artigo Salgado, ainda bem que varias-te o tema, a divisão feminina não é muito debatida, no entanto vale a pena também falar sobre ela, apesar de já não ser aquilo que era dantes, mas isso é outro assunto.
    Acho que a Paige só esta a ter aquilo que merece, é uma jovem talentosa lutadora que já acompanho desde o NXT e que a mim já me convenceu á muito, de facto a sua melhor rivalidade seria contra a Aj, mas não vejo isso a acontecer tão sedo por isso a soluçao é ela ir defendedo o titulo ate que ela chega contra lutadores como a tamina por exemplo, mas isso ja se tornava muito repetitivo, e as restantes divasestão a ser desaproveitadas ou pq n lhes ligam nenhuma, ou pq embiraram com elas, acho que a wwe devia repensar nesta divisão que em tempos já foi muito boa

    • Salgado - há 3 anos

      A questão é que não existe muito a dizer, na maioria das vezes, que não tenha sido já dito. Os problemas são os mesmos e persistem ao longo de anos. Os problemas da Divisão em 2014 são os mesmos que a Divisão tinha em 2011 e 2012.

      As estreias de Paige e Emma trouxeram novas oportunidades para discutir o assunto, embora no fundo revolva tudo à volta do mesmo.

      • John_3:16 - há 3 anos

        Pois o que havia pra dizer, e as grandes histórias são o tempo da stratus, lita e micki por exemplo.

  2. JoãoRkNO ® - há 3 anos

    Bom trabalho . A Paige , a par da Emma , são claramente o futuro desta divisão , mas não sei até que ponto o Santino não pode atrapalhar as coisas em relação á Emma . Não é que ache que o Santino seja prejudicial , até porque os fãs já provaram o contrário , mas acho que deveriam apostar mais na credibilidade dela . Outro exemplo disso é a Summer Rae , no qual o booking que lhe é dado é péssimo , visto ser bastante imprevisível . Concordo no ponto em que dizes que a Eva Marie é a Diva mais odiada da divisão , sem margem para dúvida , mas acho que dali não vai sair nada de jeito em termos de wrestling , o quanto mais poderiam inovar e colocá-la como manager de alguém , aí sim , acho que era bem empregue .

  3. MicaelDuarte - há 3 anos

    Excelente artigo, Salgado.

  4. danielLP21 - há 3 anos

    Excelente artigo.

    A tua análise não podia corresponder mais à verdade. Quase ninguém naquela divisão tem carisma e/ou qualidade para se impor. A própria Natalya, de quem já fui um acérrimo lutador, não tem nada que a faça destacar das demais à excepção da sua qualidade dentro do ringue. A meu ver, “serve” apenas para credibilizar lutadoras novas e talentosas através de bons combates.

    Espero que uma rivalidade entre a Paige e a AJ Lee venha mesmo a acontecer e que a WWE não a estrague. Gostava de saber mais sobre a situação da AJ na WWE…

    Já agora, o que é que achaste da prestação da Brie Bella na última Raw?

    • Salgado - há 3 anos

      Obrigado :)

      A Natalya é absolutamente deprimente. Gostei bastante do combate que vi dela com a AJ, mas é triste saber que ela nunca vai conseguir passar daquilo, porque simplesmente não tem carisma para mais. Ela consegue ter excelentes combates, mas não consegue fazer com que os fãs se interessem por eles.

      Aliás, nos últimos meses, colocaram-na na mesa de comentadores algumas vezes e foi desapontante.

      A meu ver, a situação da AJ na WWE não mudou devido à situação com CM Punk. Se tivesse mudado, a WWE teria feito qualquer coisa em relação a isso. Tiveram dezenas de oportunidades, onde podiam ter dado o Título a uma das Total Divas – culpando o programa por tal – e escolheram não o fazer.

      Além disso, duvido que queiram arranjar problemas com o Punk ao prejudicar-lhe a namorada. Se eles ainda quiserem que ele volte, a WWE não vai antagonizá-lo ao implicar e prejudicar a namorada.

      E mesmo que não o queiram de volta (o que não acredito), a WWE está a tentar manter uma relação saudável com todas as pessoas com quem tinham/têm problemas. Não os estou a ver a gastar energia a castigar AJ. A WWE de há uns anos atrás, faria isso, sem qualquer sombra de dúvida. Hoje em dia, já não acredito.

      Que sofrimento… Podes esperar mais um artigo sobre o Bryan e o Kane, à pala destes novos desenvolvimentos. Foi terrível. Foi aquele tipo de actuação que te dá vontade de mudar o canal, de tão má que é. Eles não sabem representar e nem deviam ter sido postos naquela situação para começar.

      Estamos em 2014, acreditar no sobrenatural e na “monstruosidade” de Kane simplesmente já não funciona. Não funcionou há anos atrás com Zack Ryder e Eve e também não funciona agora.

      A única personagem sobrenatural que os fãs ainda “engoliam” era Undertaker, e era por causa da Streak. Se Undertaker não tivesse a Streak, os fãs não lhe teriam perdoado os últimos anos de “sobrenatural”.

      • danielLP21 - há 3 anos

        Pois, parece que fui mesmo o único a gostar da actuação da Brie… Devo ter algum problema ou assim xD O Daniel Bryan não me aqueceu nem me arrefeceu, acho que não tem grande jeito para este tipo de situações.

        A única coisa que tenho a apontar a este segmento foi a previsibilidade: era tão óbvio que o carro ia ter uma avaria, o Bryan ia sair do carro o Kane ia estar ali dentro…

      • Salgado - há 3 anos

        Porque é que isso significa que tens um problema? Gostos não se discutem, não é por seres o único que estás mais certo ou errado, ou que tens algum problema :)

        Pois, nem ele, nem o Zack Ryder…

        Pois, eles fizeram questão de usar todos os clichés vistos em filmes de terror…

      • danielLP21 - há 3 anos

        Sei la… Nunca gostei das Bellas nem nunca as considerei talentosas, mas neste segmento a Brie pareceu-me mesmo assustada… Compreendo quem não gostou, mas por acaso gostei muito mais do que quando foi a Eve.

      • Salgado - há 3 anos

        Não tens nenhum problema Daniel :) Se calhar até a nossa embirração por elas e por esta história desgraçada nos está a influenciar e somos nós com o problema :P É subjectivo :) O que interessa é que gostaste!

  5. José Sousa - há 3 anos

    Excelente artigo. Já tínhamos falado sobre isto quando abordaste a AJ, e o problema mantêm-se, ou seja só vejo mesmo a Natalya(apesar da falta de carisma), e a Emma como adversárias da Paige. Espero que a Summer Rae venha como estava no NXT, porque isso seria positivo para divisão, uma vez que a considero uma heel muito compentente.

    • Salgado - há 3 anos

      Obrigado :)

      A Summer Rae é, de facto, competente, o problema é que o booking não permite que ela vá mais além. Só vai mais além quem é mais que competente e, infelizmente, não são muitas.

      • José Sousa - há 3 anos

        Sim. Lá está depende de como bookarem o regresso. Se fosse com o estilo BFF´s seria uma heel forte para a divisão, pelo menos para mim.

      • Salgado - há 3 anos

        Se o fizerem bem feito, poderia funcionar.

      • José Sousa - há 3 anos

        Sim. se for para ela vingar-se da Layla então começa tudo muito mal.

      • Salgado - há 3 anos

        Até nem havia mal numa rivalidade entre as duas. Não faz sentido nenhum agora a Summer regressar, fingindo que nunca esteve com Fandango e que a separação não é nada.

        Agora, se é para elas terem combates de poucos minutos todas as semanas, onde vão trocando vitórias, é natural que não resulte. Se é para fazer, que seja bem feito.

      • José Sousa - há 3 anos

        Sim. O problema é que quando se mete rivalidade que metem entretinimento normalmente roça para essa troca de vitórias. Tipo feud Fandango e Santino.

  6. AnonnyXXX - há 3 anos

    O que falta é a construção de personagens credíveis, feuds consistentes e divas apaixonadas pela profissão. Hoje vemos tudo ao contrário, a maioria quer apenas aparecer na TV para chamar atenção. Todo mundo já se enfrentou, todo mundo já deu tapout, fica meio impossível criar feuds assim. O tempo das lutas é outro problema, tenho certeza se Paige vs Tamina tivesse sido maior, o combate teria sido mais interessante do que foi já foi.
    As vezes penso que a WWE notou o potencial que as divas podem ser, mas não passa de uma falsa esperança. Não me admiraria se a AJ voltasse e perdesse novamente numa luta de 3 minutos pra Paige, jogando fora a grande feud que poderia gerar. Parece que para a WWE a única ‘diva’ que pode ter credibilidade é aquela que está com o belt…

    • Salgado - há 3 anos

      Exactamente. Não podia concordar mais.

      Isso seria um grande desperdício, mas também não surpreenderia.

  7. Salgado - há 3 anos

    Obrigado :)

    A meu ver, o Santino apenas está a atrasar a ascensão de Emma, porque a mesma é inevitável.

    É uma pena, porque se a Eva melhorasse, tanto em ringue, como a sua própria personalidade, tinhamos novas rivalidades garantidas e, desta vez, com uma vilã com quem os fãs embirram.

    Ela poderia começar como manager, foi como a Trish começou, e à medida que tivesse prona, fazia a transição para lutadora individual.

  8. Musa - há 3 anos

    Para mim a Eva Marie, nem sequer se devia de ter estreado logo no Raw.. Não tem calibre para tal e no ringue não vale nada e só se apoia na beleza. Sinceramente, não vejo muita paixão por aquilo que faz. A Paige, é a única que traz uma lufada de ar fresco à divisão e é uma rapariga que se destaca e chama a atenção, nem que seja pela sua aparência diferente e irreverente! De resto.. Há muitas divas a serem mal aproveitadas, em que algumas até têm algum talento, mas simplesmente os combates, são completamente insignificantes. Já não vejo feuds de divas, como via antes, que tal como as outras, interessavam e gostava de ver o seu seguimento, mas hoje em dia, isso não acontece. Enfim.. Ainda me lembro dos bons tempos de divas.

  9. Tunes9 - há 3 anos

    Muito bom artigo, mais um com um tema actual e realista, Parabéns! Salgado. :-)

    A divisão das Divas está cada vez pior, não há lutadoras com talento e carisma, há meninas bonitas que estão ali por estar, quando olho para a foto do “Total Divas” acima até me irrita, o verdadeiro fã de WWE não quer ver apenas meninas bonitas, quer ver talento, carisma e qualidade, quer ver bons combates e feuds, mas isso não acontece, para além de haver muito “lixo” na divisão, os verdadeiros talentos não são bem aproveitados, é o caso da Emma e da própria Summer Rae.
    A Paige é uma jovem talentosa e com um enorme potencial, eu acompanho-a desde do NXT, acompanhei um pouco na FCW, mas na NXT foi desde do inicio e gosto muito da sua gimmick, das roupas e do carisma que ela mete na personagem, sendo que é também muito talentosa, esforçada e trabalhadora, deixou o seu País e a sua família desde muito cedo e foi subindo até concretizar o seu sonho, assim como a AJ, mas agora está a enfrentar Divas “pequenas” e parece não ter rumo na carreira, a WWE não sabe o que fazer com a Divisão, também não há talento para enfrentar a Paige, pode haver para fazer bons combates, mas concordo que não há para fazer boas feuds porque o carisma é muito baixo.
    Esta situação pode resolver-se com o regresso da AJ e uma feud entre ela e a Paige, mas e depois dessa feud??? vamos voltar à “estaca zero”, a única solução é aproveitar o verdadeiro talento da divisão, seja do Main Roster, seja da NXT e trazer de volta algumas ex-“Divas”, mas se não houver mais atenção e dedicação da WWE à divisão, também não vale a pena, primeiro é preciso a WWE dar mais atenção à divisão e desenvolver feuds, histórias e combates, dedicar mais tempo à divisão e só depois melhorar o “roster” à disposição, eu gosto de Divas como a Natalya, Naomi, Layla e Alicia Fox, acho que podem dar muito mais se forem bem utilizadas e aproveitadas, depois temos a Emma e a Summer Rae que são talentosas, se juntarmos alguns talentos do NXT e a AJ e a Paige fica uma divisão boa
    Então com alguns regressos como a Kharma, Beth Phoenix, Michelle Mccool ou Mickie James, por exemplo, seria o ideal, mas depois é preciso deixar de utilizar gimmicks parvas e perceber se elas funcionam melhor como faces ou heels e dar-lhes a gimmick certa para depois construírem boas feuds e consequentemente bons combates.
    Há uma parte do roster que nem sei o que fazem na WWE, “Divas” como a Aksana, Cameron e Eva Marie são ZERO, em todos os aspectos, só têm beleza e para isso vão para outras áreas profissionais que não o Wrestling, as Bellas até podem ficar, mas também não sou fã delas, embora a Brie seja uma pessoa simples e empenhada e tenha evoluído muito nos últimos tempos, mas é preciso abanar a divisão, senão até se corre o risco de deixar de existir, eu sou daquelas que gosta da divisão e gosta de ver boas feuds e bons combates e espero que este rumo mude, fico à espera, com ansiedade, da feud AJ vs Paige. :-)

    • Salgado - há 3 anos

      Muito obrigado :)

      Pois.. é o problema de ter a Divisão nos ombros de apenas duas ou três divas.

      A Mickie James está grávida, agora é um pouco impossível ela regressar. A Michelle McCool também duvido, tem uma filha pequena e duvido que regressasse ao horário completo, especialmente com Undertaker reformado.

      A Kharma é, de facto, a única esperança.

      A Cameron é, sem dúvida, a Diva que mais raiva me dá. A Aksana, como não tem muito destaque, não me diz muito. Está a mais, mas também não está a roubar muito espaço.

      • Tunes9 - há 3 anos

        De nada. :-)
        Não sabia que a Mickie James está gravida, fico feliz por ela, mas assim é complicado o seu regresso, pelo menos para já.
        A Michelle McCool já se falou e se ela quiser até pode regressar, mas também é difícil, mas a Kharma e a Beth Phoenix podem regressar e acrescentar qualidade à divisão, a própria Eve Torres pode regressar no futuro, quem sabe a Maryse, sempre têm mais talento e carisma que a maior parte das Divas actuais, vamos esperar e ver.
        A Cameron e a Eva Marie também me dão raiva, como a ti, mas concordo que a Aksana não ocupa espaço e até serve como “jobber” para as Divas de top (a Paige neste caso), portanto não me incomoda, também é preciso ter Divas com esse “papel”, como na Divisão Masculina.

      • Salgado - há 3 anos

        A Beth taambém teve um filho à pouco tempo. Não acredito que ela, ou a Michelle McCool, regressem a tempo inteiro. As aparições delas seriam para apenas um ou dois combates, se as fizessem de todo.

        Pessoalmente, não vejo qualquer valor num regresso de Eve ou Maryse. Eve era aceitável, mas não tinha carisma. Maryse tinha carisma, mas não tinha talento.

        Exacto, são sempre precisos jobbers na divisão, portanto a Aksana até nem me afecta muito.

      • Tunes9 - há 3 anos

        Uhm, não sabia que a Beth tinha tido um filho, estou mal informado. :-D
        Quanto ao resto, aceito e concordo, mas assim não há grandes retornos possíveis, vão ter que apostar nos talentos que já têm, é preciso mudar de rumo e começar a apostar mais em quem realmente tem talento, o resto podem ficar mas como “jobbers”, nomeadamente a Aksana, Cameron e Eva Marie.

      • Salgado - há 3 anos

        Ahaha foi com o Edge :P Isto é tudo das páginas cor-de-rosa, é normal que muitos não se apercebam :P

        Exactamente, têm mesmo que investir em quem têm.

      • Tunes9 - há 3 anos

        Com o Edge??? lol, não fazia a mínima ideia, nem sabia que namoravam, quanto mais que tiveram um filho, desisto, estou mesmo mal informado, vou ter que ler mais revistas “cor-de-rosa”. :-D

      • Salgado - há 3 anos

        ahahahaha pois, parece que sim :P

  10. Salgado - há 3 anos

    Absolutamente de acordo. Deviam tê-la apresentado de outra forma, ou então mais tarde.

  11. Hildo - há 3 anos

    Excelente artigo.

  12. Edjandro Martins - há 3 anos

    Ótimo artigo como sempre, muito bom ver um tema diferente no teu espaço aqui no site.
    Concordo plenamente com você, a divisão de divas tem sérios problemas no seu roster por culpa da própria WWE, a AJ era a unica diva credibilizada e que o público dava atenção, agora estamos vivendo a mesma situação com a Paige, pois com as ferias da AJ não temos nenhuma contender credível para a Paige, a WWE vem tentando apresentar a Paige ao WWE Universe em lutas contra jobbers da divisão como Aksana e Alicia Fox, o que é normal, porem não gera interesse algum, a feud contra a Tamina que poderia ser interessante foi mal construída devido a isso, elas não tiveram nenhum confronto verbal ou físico, o tempo de luta e posição dentro do card do PPV não ajudam também. Vejo nomes como a Emma (se melhor trabalha no main roster), Natalya (que é excelente em ring e com tempo nos daria uma ótima luta com Paige e poderia deixa a última over)ou Summer Rae (voltando heel acho que ela tem potencial para gerar heat e elevar a divisão em uma feud com a Paige), porem obviamente só esmo com o retorno da AJ para termos essa tão esperada feud em que acredito eu deixaria a Paige muito over para assim ser lançada como o grande nome da divisão pelos próximos anos.
    Esperando ansiosamente o retorno da AJ para essa feud contra a Paige que promete ser a coisa mais interessante da divisão desde Trish vs Lita e Trish vs Mickie james.

  13. Salgado - há 3 anos

    Obrigado :)

  14. Sandow For Champion - há 3 anos

    BESTIAL!
    O meu grande medo nesta altura é que estraguem a Emma como parece que já o fizeram com a Summer Rae.A Paige penso que está bem encaminhada visto que neste momento possui o ouro.
    O Paige vs AJ tem potencial pra ser até mais interessante do que foi a AJ vs Kaytlin,a última grande rivalidade da divisão.
    Penso que neste momento a Kharma daria um jeitaço mesmo que com a anunciada perda de peso mas parece que a WWE está decidida em fazer da Tamina a última big-woman da divisao.

  15. LoveWrestling - há 3 anos

    Acho que Paige e Aj nao fazem uma divisão. Sim Paige é a melhor Diva do momento mas falta-lhe adversárias a altura tipo Gail Kim, Mickie James(sei que ela ta gravida), AJ.

    • Salgado - há 3 anos

      Não fazem, não. Só duas pessoas não fazem nenhuma Divisão. São capazes de tornar uma rivalidade histórica, nada mais.

      • LoveWrestling - há 3 anos

        o problema esta ai, duas pessoas nao conseguem salvar uma divisao cheio de lixo. Faltam Divas de anos atras…

  16. David Silva - há 3 anos

    Excelente artigo como sempre.
    Esta divisão anda as traças já faz anos desde que a geração anterior de divas foi embora uma após a outra,lutadoras como Michele Maccool,Beth Phoenix a divisão só foi piorando,piorando e piorando cada vez mais e chegou no ponto que vemos hoje com poucas lutadoras capazes de nos dar um combate decente ou até as que dão não possuem um pingo de carisma.
    Sem contar que a própria WWE tambem as avacalha as vezes dando pras divas 5 minutos ou menos para realizarem um combate não criando rivalidades e deixando o publico cada vez mais desinteressado em ver um combate da divisão feminina.
    Summer Rae era mediana no ringue más no NXT teve boas rivalidades com a Paige,Emma está sendo desperdiçada numa rivalidade idiota entre dois personagens do low card.
    Mesmo que AJ volte em breve e vá atrás do que perdeu numa rivalidade com a Paige o resto do roster esta as moscas e se a WWE não tomar algumas atitudes o futuro pode ser muito obscuro.

  17. leonardo - há 3 anos

    Infelizmente, foi um bom artigo. Digo infelizmente porque é dificil acreditar que é essa a realidade da nossa divisão de divas. Sinceramente, ainda acredito em divas como Alicia Fox (que é mt carismatica), Natalya (que é uma otima lutadora tecnica) e até quem sabe as Bellas.
    Mas agora te faço uma pergunta. Na Wrestlemania, vimos as divas fazerem Suicide Dives, Superplex, Powerbomb e no Extreme Rules vimos Paige também conectar em Tamina uma Powerbomb, sem dizer que elas fugiram um pouco dos classicos “5 moves of Cena”, a Tamina até fazendo aquele belo Swingging Slam. Acha que a WWE está começando a se dar conta de que tem que dar destaque a divisão?

  18. Kauê Souza - há 3 anos

    Salgado primeiramente quero lhe dar os parabéns pelo artigo, está ótimo. Você faz um excelente trabalho, até porque eu assisto mais a WWE por causa das Divas (Sou fã dos combates delas, mesmo que sejam frustrantes de se ver). E admiro muito você por abordar um assunto que não é tão comentado, e por um ‘certo’ lado ignorando por ALGUNSfãs de wrestling.

    Não acompanhei o trabalho de Paige, Emma, Summer Rae e das outras divas do NXT, mas é evidente que todas tem grande talento e com um bom booker, podem trazer algo a mais para as divas do roster principal.

    Paige é uma jovem talentosa, e acredito que ter combates com divas menos importantes como Alicia Fox e Aksana, ajuda a mesma a ganhar o reconhecimento de algumas pessoas, que não conhecem tanto o seu trabalho.

    O regresso de AJ Lee é algo que vai dar um pop a mais para a divisão de Divas (E Paige, é claro) até porque as duas tem carismas e, são boas em ringue.

    Penso que o regresso de algumas divas seria algo interessante, mais depende o modo como fossem usadas. Uma ex-diva que com certeza traria uma boa feud com Paige é Melina.

    Seria bom a WWE pensar o que é ser uma verdadeira wrestler ou diva que está lá apenas para ganhar atenção do público e com o tempo sair da empresa para seguir uma carreira de modelo/atriz.

  19. Matt Biazin - há 3 anos

    Otimo artigo =)
    Eu acho que o que pode acontecer, até AJ voltar, é uma Paige vs Summer… Summer vai voltar como uma grande heel, se a WWE tentar promover sua personalidade como está fazendo com Paige, talvez Summer poderá ter uma boa feud com Paige, afinal as lutas delas na NXT não eram nada ruins, elas estavam sempre em sincronia e tinham otimas mic-skills

  20. Alexandre Romano - há 3 anos

    Bom artigo Salgado concordo contigo em relação a tudo e acho que falta a WWE Divas que não pareçam bonecas mas sim Divas fortes com carisma e poder no Ringue como Kharma e Beth Phoenix.

  21. MR Perfection André Santos - há 3 anos

    Excelente Artigo Salgado e neste paragrafo disseste tudo em relação ao futuro imediato de Paige como campeã:

    “Os combates até poderiam surpreender pela qualidade, mas a falta de carisma e de personalidade das Divas é tanta, que não existe qualquer interesse em ver uma rivalidade a sério com elas.”

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador