Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Candidata-te!

Opinião Feminina #251 – Demystifying Title Reigns

Ao longo dos últimos meses, o reinado de Nikki Bella tem sido dos assuntos mais debatidos, em especial se esta deveria, ou não, bater o recorde de AJ Lee como a Diva com o reinado mais longo da história com o Título de Divas.

Essa é a questão óbvia e a que tem dominado bastantes votações com o “Não” a vencer decisivamente. Porém, a meu ver, essa questão é absolutamente irrelevante. Não interessa se Nikki bate o recorde ou não, porque nada na Divisão de Divas, neste momento, tem qualquer credibilidade ou impacto. O reinado, quer bata o recorde ou não, vai continuar a não ter o significado que deveria ter e que a WWE quer convencer os fãs que tem.

Neste momento, bater o recorde é uma questão trivial. No máximo, os fãs queixam-se online, escrevem artigos e inventam novos cânticos. No mínimo, simplesmente limitam-se a revirar os olhos perante mais uma, das muitas, atitudes mesquinhas da WWE.

Não é a primeira vez na história que, por cunha, alguém consegue alguma coisa na indústria e não é a primeira vez que uma companhia faz algo com o único e exclusivo objectivo de provocar alguém ou, no seu distorcido ponto de vista, ensinar uma lição. Não será a última e, eventualmente, os fãs irão ignorar esta façanha, pois não a levam a sério. Pois, não significa nada.

Para significar alguma coisa, teria que ter um objectivo concreto e teria que beneficiar a Divisão. Em vez disso, empatou a Divisão durante meses, desperdiçando assim a oportunidade que tinha surgido para, de facto, mudar alguma coisa para melhor.

Era extremamente crucial ter feito alguma coisa em Julho, quando as três lutadoras do NXT se estrearam, mas a oportunidade passou e a WWE limitou-se a fazer adeus. Ultimamente, termine amanhã, no domingo ou daqui a dois anos, a verdade é que o reinado não contribuiu com nada positivo para a Divisão ou programação da WWE.

No entanto, há outra questão que está a causar a ira dos fãs: AJ Lee. Acredito que uma das razões para os fãs estarem tão revoltados com o reinado de Nikki Bella, para além dos problemas criativos que tem causado, é a ideia desta tirar este “prémio” a AJ Lee. Não porque o reinado de AJ Lee foi fenomenal, porque não foi. É porque, aos olhos dos fãs, AJ Lee é alguém que merece reconhecimento pelo trabalho que fez na WWE.

AJ Lee fez o trabalho da sua carreira como personalidade, não como lutadora, em 2012. Não foi apenas o “YES!” que explodiu em termos de popularidade nesse ano, foi também AJ Lee. Aliás, AJ Lee é considerada por muitos como a grande revelação de 2012.

A história que teve com Daniel Bryan, CM Punk e Kane, embora se tenha enquadrado nos moldes em que a WWE normalmente retrata personalidades femininas, empolgou o público. Deixou-os intrigados e fascinados por verem, pela primeira vez em muito tempo, alguém que conseguia cativar a atenção deles sem se embaraçar.

AJ Lee não era mais um modelo de fitness sem talento para representação. Era alguém que, independentemente dos métodos, intrigava a audiência. Esta tornou muitos segmentos mais interessantes do que deveriam ter sido, tendo em conta o teor da história e as suas características de novela das oito.

O seu trabalho foi tão surpreendentemente convincente que, numa ocasião em que Daniel Bryan e CM Punk estavam no ringue, os fãs gritaram: “We want AJ.”

Enquanto tudo isto acontecia, espalhava-se pela internet o vídeo do momento emocionante em que esta conheceu Lita quando era mais jovem. Os fãs olharam para AJ e viam alguém que não era, de todo, como todas as outras Divas que a WWE tinha e, especialmente, viam-se a si mesmos nela. Sabiam que a emoção era verdadeira. Sentiam que era verdadeira. AJ estabeleceu uma ligação com os fãs e ganhou o seu respeito. Não foi preciso um Título para isso, porque o Título de Divas há muito que não significa nada.

Para ela, foi uma vitória pessoal. Foi a realização de um objectivo que há muito era perseguido. Para os fãs, foi uma formalidade. Ela era a única Diva que, aos seus olhos, tinha credibilidade como performer, portanto era apenas lógico que tivesse o Título.

Nikki Bella não tem nada disto. Por muito que os seus apoiantes bradem aos céus que esta melhorou e que defende o Título mais vezes que AJ Lee, a percepção que os fãs têm dela não poderia ser pior. E não é como vilã que, de forma bem-sucedida, conseguiu ser bastante odiada. É como um empecilho. Um estorvo. Alguém que está no caminho de uma verdadeira revolução na Divisão, porque enquanto Nikki e a irmã estiverem nas luzes da ribalta, a revolução nunca soará verdadeira.

Elas melhoraram imenso, tendo em conta que existiam única e exclusivamente para acompanhar os convidados especiais da Raw, mas estão demasiado associadas ao fracasso em que a Divisão se tornou.

São o sinónimo de tudo o que está errado na Divisão. Tal como disse em artigos anteriores, para lançar uma mudança – uma revolução – era importante que estas se afastassem. Pelo menos, no início.

Visto que, embora devesse ser uma vilã, esta salta entre as duas facetas, acabando por ser tentar ser mais vezes ela própria, vamos falar da pessoa: Nikki Bella.

Nada contra o seu carácter, mas a forma como esta se comporta e é retratada em televisão torna-a em alguém por quem, a maioria dos fãs, não sente qualquer empatia. Esta representa um estereótipo de mulheres que os fãs não procuram no Wrestling. Aparenta ser fútil, sem qualquer talento ou paixão pela indústria e, para piorar a situação, está numa relação com a maior estrela da companhia.

A não ser que ela mostre, de forma indubitável, que consegue ser uma performer credível e uma excelente lutadora, esta irá sempre ser mais uma, de muitas, que foi escolhida pela sua aparência e a meta mais importante que alcançou deve-se à relação amorosa em que estava envolvida.

Como se tal não bastasse, esta promove-se como sendo uma das caras da emancipação feminina, enquanto debita palavras bonitas sobre realização pessoal e coragem, virando ainda mais pessoas contra si. Agora até está a ficar com o crédito pelo início da Revolução, sendo apoiada pela suposta voz da razão, quando na verdade, esta é uma verdadeira antítese da Revolução.

Seja verdade ou não, a percepção é outra. A narrativa não se enquadra naquilo que os fãs têm visto dela. Não é coerente com a realidade ou percepção de realidade que os fãs têm. Tudo isto apenas a torna mais exasperante, irritante e frustrante de observar.

É uma apresentação vazia e superficial. Não há problemas em os vilões serem superficiais e facilmente detestáveis, mas não só raramente ela se comporta como uma vilã, como ela simplesmente não é uma boa performer.

Basta ver a história em que as Bellas tiveram mais exposição e tempo para mostrarem o seu carisma e promoverem as suas personagens. Depois de Nikki Bella ter custado a vitória à irmã no Summerslam 2014, as duas começaram uma rivalidade e protagonizaram vários e longos segmentos em televisão. Nenhum deles foi convincente. Nenhum deles impressionou. A forma como falam e debitam os discursos escritos para elas é aterradora.

Não conseguem representar e não conseguem estabelecer uma ligação com os fãs, seja como heroínas ou vilãs. Pelo menos, não sem usar as manobras de Daniel Bryan, como é o caso de Brie. Não conseguem mudar a percepção que os fãs têm delas. A rivalidade que tiveram ficou na memória dos fãs pelos piores motivos.

O booking da WWE prejudica todos os talentos da companhia, mas mesmo assim, não há nada em Nikki Bella que tenha conquistado o respeito dos fãs ou mudado um pouco a percepção que eles têm de si.

Esta é a diferença entre as duas, mas vamos olhar também para os reinados.

Já disse, e repito, que a carreira de AJ Lee estava feita muito antes de ter vencido o Título e que o seu reinado nada teve de fenomenal. O seu reinado sofreu por não ter ninguém à sua altura. Não me refiro apenas como lutadora, pois Natalya é mais que capaz e ambas tiveram um belíssimo combate numa das edições do Main Event (único sítio onde conseguiam mais do que seis minutos).

Refiro-me como performer. Natalya é uma lutadora soberba, mas o carisma não é o seu ponto forte. As Bellas, como já foi discutido, não conseguem falar e convencer os fãs que é do coração. Mesmo que tivessem as melhores personalidades do mundo, mesmo que tivessem o melhor guião (que não têm), elas simplesmente não convencem.

Naomi é melhor como está agora, como vilã, mas mesmo assim não chega aos calcanhares do que AJ conseguia fazer ao microfone. Não quero com isto dizer que AJ era uma coisa fora de série. Apenas quero dizer que ninguém conseguia igualá-la em intensidade, carisma e personalidade.

E estas eram as Divas principais da Divisão, depois de AJ.

O que AJ fez, durante meses, foi derrotar cada uma destas Divas em eventos separados, apenas para depois aniquilar a Divisão de uma só vez na Wrestlemania.

Para mim, como fã, os combates mais memoráveis do reinado de AJ Lee foram contra Natalya (Main Event) e Paige, na noite após a Wrestlemania. Duvido que o primeiro a maioria dos fãs tenha visto ou sequer se lembre e o segundo é famoso, não pela sua qualidade ou enorme história, mas pelo momento em si.

Como lutadora, o reinado de AJ Lee não teve nada de impressionante. Foi apenas mais um reinado de Divas, como tantas outras tiveram. Nesta Era são todos iguais. Ultrapassá-lo em qualidade não é nada difícil.

Como performer, os momentos mais memoráveis do reinado foram, mais uma vez, a noite após a Wrestlemania em que perdeu o Título e a promo que fez em Agosto de 2013, onde arrasou verbalmente todas as Divas da Divisão.

Ora, embora o reinado de AJ Lee tenha poucos momentos memoráveis, no bom sentido, o reinado de Nikki Bella não tem nenhum. Aliás, está mais associado a momentos memoráveis pelas piores razões, do que outra coisa.

Primeiro que tudo, há que ter em conta a forma como o reinado dela começou. A péssima rivalidade que as Bellas tiveram juntas piorou ainda mais a ideia que os fãs tinham delas. Não só isso, como os fãs foram subjugados a segmentos horrendos todas as semanas, apenas para depois tudo acabar com um simples “o sangue falou mais alto.”

Lá está, a culpa não foi delas, mas são elas e os fãs que pagam.

Para além dessas belas recordações associadas a este reinado, temos também a forma como Nikki o começou oficialmente (Brie a beijar AJ Lee) e, claro, uma das cenas mais degradantes que vi na WWE nos últimos tempos: Brie Bella, no ringue, a tirar algodão (ou papel) do top, enquanto baixa os calções para exibir a tatuagem que tem na virilha, de forma a provar que não era Nikki Bella e que, por isso, esta não podia perder o Título.

Não há palavras.

É a isto que o reinado se resume. Tudo o resto são histórias sem sentido (Autoridade deixa de ajudar Nikki de um dia para outro, sem razão aparente), segmentos constrangedores de tão maus que são e combates medianos que não duram um mês na memória dos fãs.

O de AJ não foi espectacular, mas sabia-se que as deficiências do seu reinado se deviam à falta de investimento da WWE na Divisão e à falta de adversárias à altura. Afinal, esta já tinha ganho o respeito dos fãs ao provar-se como uma performer habilidosa.

No reinado de Nikki, em vez de serem dois problemas, são três. Porque, neste caso, a campeã não é talentosa o suficiente para convencer e já tem a imagem demasiado danificada para se perder tempo agora a recuperá-la.

Porque enquanto se tenta, a todo custo, vender Nikki como uma campeã credível (algo em que ninguém vai acreditar de qualquer das formas, porque ninguém tem razões para tal), são Sasha Banks, Charlotte e Becky Lynch que vêm a sua imagem a danificar-se um pouco mais todos os dias.

Basta ver a história actual. Uma história importante que envolve um reinado supostamente sério e relevante, na realidade, não faz qualquer sentido.

A Autoridade criou obstáculos para Nikki Bella e fez a vontade a Charlotte de adiantar o combate pelo Título sem qualquer razão. É preciso lembrar que tudo isto começou com Nikki a ajudar a Autoridade e, pouco antes de Charlotte, Becky e Sasha se estrearem, Nikki Bella deixou bem claro que qualquer Diva na Divisão que se opusesse a ela, estaria a opor-se também à Autoridade.

Não só isso, mas como Nikki Bella (assim como Brie) salta de heroína para vilã constantemente, cada faceta à vez, é impossível uma pessoa acompanhar a história e manter-se investida.

Não é possível as Bellas serem heroínas. Não é uma narrativa que vá de encontro à percepção que os fãs têm delas, portanto nunca irá funcionar. Portanto, estas nunca se deveriam comportar como tal, mas tal acontece constantemente.

Como Nikki gosta de ser a heroína e como Charlotte foi quem pediu o adiantamento do combate, pois quer acabar com o recorde de Nikki Bella, Charlotte acaba por ser, por associação, a vilã. E isso faz ainda menos sentido, visto que, desde do início, esta sempre foi apresentada como heroína.

A dinâmica é uma confusão, a história envolve um recorde que os fãs não respeitam e, como se tal não bastasse, este é o primeiro combate pelo Título em meses, porque os últimos dois meses foram passados a queimar tempo em combates sem importância. Isto porque ainda não era altura para derrotar uma das novas Divas e porque Nikki ainda não tinha quebrado o recorde (ou se aproximado o suficiente do fazer para gerar interesse).

Esses dois meses em que Becky, Charlotte e Sasha passaram a perder e ganhar combates à vez, sem qualquer história, desenvolvimento de personagem ou direcção, fizeram mossa na credibilidade que elas tinham quando se estrearam. Para reforçar isso, o culminar da Revolução foi o combate no Summerslam que não significou absolutamente nada, porque nada estava em jogo. Estavam a lutar porque sim.

Em dois meses foram feitos tantos estragos que todas as fantasias, todos os combates de sonho, todas as grandes rivalidades com que os fãs sonhavam antes de Julho, dissiparam-se. Sasha Banks vs Paige deveria ter sido um grande combate com uma grande história, mas já foi esgotado em televisão para nada. Nestes dois meses, todas as combinações aconteceram e as novidades deixaram de ser novidades e perderam toda a mística que tinham.

O reinado de Nikki Bella poderia ser apenas mais um. Poderia ser apenas pouco memorável como tantos outros. Porém, como teve histórias sem sentido à mistura, uma campeã incapaz e segmentos verdadeiramente aterradores, é praticamente impossível não o classificar como sendo mau.

Pior que isso, os fãs sabem que é mau. Nunca o vão levar a sério e nunca a vão respeitar por ele. Na verdade, acho que funciona mais contra ela, do que a favor. Quando dentro de anos começarem a promover a carreira das Bellas como sendoequivalente à carreira de Trish Stratus, Lita e Mickie James, a situação ainda vai piorar mais.

Porque, quer quebre o recorde ou não, este reinado vai ser bastante falado e vai ser retratado como algo histórico e uma peça na revolução da Divisão. Basta ver a forma como Nikki já fala dela. Afinal, de acordo com ela, ela é o John Cena da Divisão de Divas que fez com a Divisão aquilo que John Cena fez com o Título de Estados Unidos.

Acham mesmo que este reinado não vai receber uma menção no discurso de Hall of Fame de Nikki e Brie? É triste, porque o reinado podia ter significado algo. Podia ter sido bom. Mas, não foi. E nós vamos passar as próximas décadas a ouvir o contrário.

Desejo uma excelente semana a todos e até à próxima edição!

Sobre o Autor

- Administradora. Publico parte das notícias, faço a gestão da League, dos Passatempos e ainda sou escritora do artigo “Opinião Feminina”.

16 Comentários

  1. RFBM - há 1 ano

    Bom artigo, Salgado. Concordo contigo em quase tudo. Embora ache que a Nikki melhorou a sua qualidade em ringue ao longo do reinado, este acabou por não ser nada de relevante. Isto deve-se ao facto de que se num PPV o título das Divas era defendido, no PPV seguinte ocorria um combate de Tag Team entre as Bellas e as próximas Contenders.

    O que também não ajudou foi o ínicio, quando a Brie se voltou a aliar à Nikki sem razão nenhuma. Para mim, o único ponto de interesse deste reinado foi o combate entre Nikki e Paige pelo título das Divas no Money in the Bank, contudo o final acabou por estragar aquilo que as duas tinham conseguido fazer, um óptimo combate.

  2. MicaelDuarte - há 1 ano

    Bom artigo, Salgado.

    A meu ver, o combate em que a AJ Lee vence o título pela 1ª vez também pode configurar na lista de bons combates que ela protagonizou. Ah, e eu também pertenço ao – acredito eu – pequeno número de fãs que viu esse combate entre a AJ Lee e a Natalya (e o que tiveram no TLC de 2013, se não estou em erro, também foi bastante bom).

  3. giulio - há 1 ano

    bom artigo…
    porem, acho que esse recorde de nikkie bella pode significar o começo da revoluçao, ou seja, mostrar que as divas que estao na industria nao sao apenas bonitas.
    alem disso, as bellas sao as minhas favoritas (junto com a natalya), pois desde que acompanho a wwe, foram essas que me proporcionaram momentos marcantes ( como o twin magic). acho que a falta de carisma nao e tao grande, e que sao lutadoras minimamente crediveis.

  4. Ótimo artigo.
    Concordo com vários pontos que colocou. Só adicionaria o combate de AJ vs Kaitlyn no Payback como um dos memoráveis em seu recorde.
    E sobre Nikki Bella, concordo com tudo. Não conseguiram mostrar uma história credível para sua personagem e os fãs não gostam dela e nem a respeitam por vários fatores. Ela bater o record da AJ me deixa bastante triste pelo fato de daqui a anos, como disse no artigo, os fãs iram lembrar e falar super bem do reinado dela,coisa que não é verdade. Ao invés de falarem do de AJ Lee, que para mim foi o melhor reinado de todos com o Divas Championship, vão falar sobre como Nikki começou a revolução, outro fato que não é verdade.

    Por conta disso fico bem triste mas tenho consciência e gostaria que a maioria dos fãs tivessem, de que o reinado da AJ foi melhor do que Nikki Bella!

  5. Paige hater - há 1 ano

    E a WWE quer que a Nikki Bella ultrapasse o recorde da AJ? Sinceramente nao me parece. Se realmente o quisessem tinham colocado a Nikki Bella a defender o titulo todos os meses, a ter grandes rivalidades e com impacto e a dominar por completo a divisão de divas. Não foi isso que aconteceu. Ao não colocar a campeã a defender o titulo pelo menos em todos os PPV a unica coisa que a wwe consegue é criar heat à volta da personagem da Nikki Bella tornando-a uma campeã ausente pois de certa forma um campeão está ali para defender o titulo e lhe dar prestigio e isso nao acontece devido ao equivocado booking da wwe. Agora pergunto: se realmente quisessem que Nikki Bella ultrapassasse um recorde como o de AJ Lee nao teriam feito todos os possiveis para que esta nao só o ultrapasse em numeros como também em prestigio? E nao é essa a ideia com que fico. Não tenho a certeza se o reinado de AJ contou com defesas regulares do seu cinturão mas penso que não e como tal Nikki Bella para superar isso tinha que fazer muito mais do que apenas ultrapassar os dias porque fazê-lo sem defender o titulo até a Rosa Mendez era capaz! E isso fica na cabeça das pessoas, prejudica a Nikki Bella e no fundo nao supera o que AJ Lee fez na companhia. Ou seja a wwe falhou porque o melhor reinado continuara a ser o de AJ mesmo sendo o de Nikki o maior, o que aliás nao acredito pois defendo claramente a ideia de que Nikki o vai perder amanhã quando faltar apenas um segundo para bater o ansiado recorde. E digo isto porque a storyline está a girar claramente em torno do recorde e nao do titulo. Nikki está mais preocupada em ser recordista como campeã do que propriamente com o futuro do seu reinado e como tal acredito que essa historia do cornometro e tudo isso e o fato de terem marcado o tal combate na segunda podera significar uma derrota da campeã que ficaria assim às portas da gloria, como a tipica heel que se gabou durante semanas de algo para no final falhar nos seus objetivos. Sinceramente acho que é isso que vai acontecer.

    Não considero que Nikki Bella tenha conquistado o titulo por cunha nem que a wwe queira dar uma alfinetada em AJ Lee ao levar a cabo esta falhada tentativa de a fazer perder o tal recorde. Nikki Bella melhorou a olhos vistos em tudo, tem melhorado imenso, é atualmente uma wrestler extremamente capaz e que tem oferecido bons combates, está muito melhor no aspeto das promos e fez claramente e sem qualquer duvida por merecer um reinado como campeã de divas. Se a wwe teve incoerências e falhou redondamente no booking isso é outra historia. Por mais que doa a muita gente Nikki Bella tem uma legião de fãs e isso ninguém lhe pode tirar. E quando não se é bom não existe reconhecimento. Por outro lado nao me parece que a wwe queira mandar recado algum a AJ Lee porque se realmente o quisesse fazer teria excluido a mesma da famosa lista de superstars que deveriam regressar para mais um combate. É logico que AJ Lee começou a conquistar o respeito dos fãs muito antes de vencer o titulo com a facilidade que tinha para desempenhar a sua personagem mas sejamos sinceros o booking que sofreu também a beneficiou: sempre à volta de grandes nomes do roster masculino, a ser general manager facilmente que pode roubar o show pois teve margem para tudo isso. Nunca oscilou entre heel e face sem motivo aparente e foi sempre colocada ao lado de grandes nomes com destaque e recordo que inicialmente a reação à mesma nao era nada de extraordinário. Ela precisou de tempo para conquistar tudo isso!!

    Discordo completamente em relação à Nikki Bella ser má performer. Porque não o é. Na rivalidade com Brie Bella notou-se claramente a superioridade da Nikki relativamente à irmã, essa sim com enormes falhas no discurso, nas expressões faciais, repetitiva e sem argumentos. Nikki superou-a completamente. Tanto que aquilo que parecia ser a ideia inicial de pushar Brie Bella foi por água abaixo em detrimento de Nikki porque Nikki mostrou ser muito melhor e acima de tudo mostrou ser a pessoa certa para ser a cara da divisão pelas suas claras melhoras em ringue e no microfone. Caso nao fosse assim qual a logica de uma rivalidade envolvendo a Steph para logo após Brie voltar a ser amiga de Nikki Bella? Brie falhou redondamente e esse falhanço custou-lhe um push que passou para a irmã com todo o mérito e justiça. Nikki Bella nunca foi nem é o ponto negro no arco-iris na divisão das divas e sim apenas mais um talento que surgiu e fez por merecer todas as suas oportunidades. Paige sim é a responsável por toda esta situação. Para além de ser o Cena da divisão feminina, passou praticamente um ano desde que se estreou envolvida em combates pelo titulo retirando pushes a Naomi, Layla, Natalya, Alicia Fox, Summer Rae, Emma e por aí fora um ano inteiro!! Isso sim é tirar destaque ao roster e tornar a divisão na monotonia que tem sido. Se outras divas tivessem tido uma real oportunidade nao poderia o reinado de Nikki Bella ter contado com outro genero de rivalidades e subir a fasquia se tudo fosse bem feito? Mas isso os fanaticos de paige nao admitem claro. Se o reinado de AJ tivesse sido de principio a fim com combates contra Kaythlyn teria sido do agrado dos fãs?

    Quanto ao reinado de AJ Lee pessoalmente achei os combates com Kaithlyn os de melhor qualidade, os mais interessantes e essa conquista da sua parte um dos grandes momentos até porque essa feud foi extremamente bem construida e conseguida muito mais que a que teve com Paige que fora o efeito surpresa inicial foi um autentico fracasso tendo em conta o que diziam que ia ser. Neste caso elas também nao tem culpa mas como foi dito a culpa é-lhes atribuida da mesma forma que foi com as Bellas?

    A forma como Nikki conquistou o titulo foi o grande momento do seu reinado. Tudo feito de uma forma pouco PG e a recordar outros tempos achei isso um momento marcante, tal como o foi o momento da twin magic embora as diferenças agora sejam óbvias mas ja foram muitas as coisas sem sentido que a wwe mostrou antes e essa com certeza nao sera a ultima. E nem sempre vi os fãs reagirem com maus olhos quando a wwe lhes mostrou algo sem grande logica!! Aliás era uma imagem de marca de ambas e foi recuperada num momento em que o necessitavam para como heels que eram levarem a melhor.

    “O de AJ não foi espectacular, mas sabia-se que as deficiências do seu reinado se deviam à falta de investimento da WWE na Divisão e à falta de adversárias à altura. Afinal, esta já tinha ganho o respeito dos fãs ao provar-se como uma performer habilidosa.” – E as deficiências no reinado da Nikki nao se deveram à falta de investimento? Que adversárias à altura teve a Nikki? Sempre a mesma adversária praticamente de principio a fim foi aquilo a que assisti.. Como alguem pode reagir a isso? E Nikki é uma performer habilidosa por isso conquistou o respeito dos seus fãs e tem-se visto combates muito bons da sua parte ao longo deste reinado na minha opinião. Se nao beneficiou do investimento que deveria, de rivalidades marcantes e de melhores segmentos certamente que nao foi por sua culpa porque quando foi chamada aos meus olhos cumpriu e bem com o seu papel.

    Nao me parece de todo que a wwe queira tornar o reinado de Nikki importante, aliás a forma como agem só me faz pensar o contrário. Tal como referi acima nada do que fizeram foi nesse sentido. Alem disso o timming da estreia das novas divas do NXT foi totalmente falhado. Nikki deveria ter dominado completamente a divisão mais um pouco com combates em PPV pelo titulo em que superasse com dificuldade divas do roster principal até poder realmente gabar-se de ter superado o roster porque na realidade ela nao o fez: apenas derrotou Naomi de forma inconclusiva e Paige multiplas vezes… as restantes assistiram na primeira fila sem fazer nada!! O titulo deveria ser o centro de tudo e depois de Nikki no Summerslam demonstrar o seu dominio aí sim deveria ter-se dado a revolução. Porque dessa forma ninguém sairia descredibilizado com a situação e as divas do NXT nao sofreriam dois meses de trocas de vitorias e derrotas e ao mesmo tempo o reinado de Nikki seria marcado por defesas regulares do seu cinturão. Não se pode crucificar Nikki Bella quando esta sofreu mais com o booking da que as suas antecessoras campeãs e ainda assim conseguiu oferecer um reinado aos meus olhos com qualidade mais do que suficiente e onde conseguiu calar muitas bocas que sempre a acusaram de não ter talento.

  6. Be Qu!et - há 1 ano

    Acho que cada um tem um ponto de vista. Eu por exemplo gosto muito da Nikki e acho inclusive que ela melhorou muito, e que realmente o reinado dela teve uma história confusa (O que não é culpa dela, já que ela segue um script). Quanto a ela ser Heel e Face ao mesmo tempo, fica confuso, mas acho que é porque os fãs (Principalmente crianças) gostam dela e a vaiam, por isso a WWE não sabe como manter ela. (Foi a mesma coisa com a Summer Era, ela lutou como babyface no main event contra a Cameron e no RAW seguinte já era Heel dnv … )

  7. Guilherme - há 1 ano

    Eu realmente fico enojado como uma pessoa pode manipular um artigo a favor de uma pessoa e detonar a outra por motivos de que: não gosto dela então vou detonar! Ok vamos aos pontos: Aj lee, claro que Aj marcou a divisão das Divas com momentos marcantes, mas e ai? tantas outras Divas Marcaram muito melhores que Aj Lee, ex: Divas of Doom Beth Phoenix apòs o Divas Battle Royal teve seu tão esperado Heel Turn é sejamos sinceros que Heel Turn e começou a dominar a Divisão das Divas por completo! Inclusive Aj Lee que parecia uma boneca de porcelana nas mãos da Beth, e Beth teve combates memoráveis nesse tempo, Michelle Mcool essa o público tinha gosto de enojar sua personagem era uma Heel detestável e em ringue ? Umas das melhores Divas que a WWE teve, sem falar em tantas outras que passaram pela a WWE, voltando no foco meu papel aqui não é detonar a Aj ou torná-la irrelevante porque isso é impossível, mas sim esclarecer que Aj não é e nunca foi a melhor atleta a melhor personagem ou a ‘Diva Mito’ que veem retratando a tempos, ou que a WWE teve de rebaixar todas as demais aos seus pés como fez em uma Raw, que Aliás Beth Phoenix fez a mesma história mas teve menos Impacto por causa do Booking, pouco tempo antes, eu realmente acredito de coração que Bellas não são as Divas mais poderosas as melhores atletas da WWE, mas dai a desmerecer elas NÃO!, pois evoluíram significativamente! A olhos vistos,mas as críticas continuam as mesmas fechando os olhos sem darem o devido valor Desmerecendo as mesmas apenas porque são rostos bonitos que não vieram das Indies e não querem nada com nada apenas ficarem desfilando com seus trajes pelo ringue, isso é tão injusto! Porque a todo tempo falam que Brie leva todo o crédito do Daniel Bryan, então não devemos concordar que Charllote também não ganha créditos de seu pai com o famoso Bordão WOOOW? E que seu personagem é sem tirar nem por que é uma cópia de seu pai, ‘ Ahhh mas Nikki é casada com Cena e o mesmo é a cara da Companhia e leva todo seu credito’ mas não podemos se esquecer que Aj também estava com Punk um dos wrestlers se não o segundo mais era influenciador de dentro da Companhia, e logo Quando Bellas retornaram para a WWE elas foram logo ao foco do título ? Claro que não foram, aliás rolou muitas águas naquela divisão para depois Nikki se tornar Divas Champion! E Nikki apresentou combates excelentes dentro do possível ( até porque todos sabemos como as Divas são barradas no Main Roster) acredito que as pessoas apenas querem ver o seu lado, o lado que vc acha que é justo ou o lado que que vc gosta e que vc acha que está certo sem se aprofundar mais nos fatos como esse artigo retratou muito bem apenas por motivos de não gostar e isso é lamentável.

    ( desculpem meus erros de Português)

  8. BRUNOju - há 1 ano

    Eu concordo com você, mas discordo em alguns pontos. Será que as pessoas não ligam para o reinado da Nikki Bella? Ok, durante esses 293 dias foi algo vergonhoso de se ver. Ora eram faces, ora heels. Mas eu não digo que neste momento ela está sem credibilidade, até porque os fãs dão o mínimo trabalho de vaiarem elas. E se fazem isso quando sobem ao ringue é porque um certo interesse existe. Se não existisse ficariam calados/ iriam comprar um refrigerante. Também fiquei com a impressão que você diz que se Charlotte conquistar o título na próxima RAW não valerá nada. O que eu discordo…

    Também no caso da Paige e Sasha Banks. Caso marcassem um combate no Night Of Champions entre as duas por sei lá, 1 contender. Seria desinteressante ou sem graça? Não interessa que tiveram 3 combates nessas últimas semanas. Olha como eles aconteceram… Sasha não pode mostrar nem 5% do que consegue fazer e no último acabou em Brawl. Pra mim isso “apimenta” mais a rivalidade do que desgasta. Também se este combate acontecer, deixariam elas lutarem realmente… Finalmente.

  9. Be Quiet - há 1 ano

    É por isso que não dá certo, você desmereceu muito a Nikki sem olhar o esforço que ela fez pra mudar. Acho que se ela não gostasse do que faz, não estaria lá a tanto tempo e nem teria se esforçado pra melhorar tanto. O mesmo caso da Eva Marie, ninguém quer reconhecer que ela vem melhorando, mesmo isso sendo visível. Quando uma diva como Beck Lynch comete um erro: “Não, mas não foi por querer, acontece né …” agora quando a Eva comete o mesmo erro: “Nossa que lixo, daí da WWE que wrestling não é pra você.”

  10. Dolph Ziggler - há 1 ano

    Bom artigo, Salgado. Concordo em grande parte – o reinado da Nikki tem sido para esquecer. Não defende o título há meses, é face numa semana e heel noutra e não convence minimamente em ringue. Poderá talvez ter melhorado ao longo dos últimos anos, mas continua a não convencer na totalidade. E mesmo fora do ringue, basta só lembrar, como disseste e bem, os segmentos dela com a Brie. Acting horrível. Aliás, não sei como alguém pode sequer dizer que ela esteve bem nesses segmentos – foi cada um pior que o outro.

  11. you cant see me - há 1 ano

    Excelente artigo. A revoluçao das divas foi uma novidade nimguem estava à espera. A charlotte,a becky e a sasha banks boas wrestlers e boas escolhas para trazer do nxt. E agora falando da rivalidade da Nikki e da aj lee foram bons combates pena não ter demorado muito tempo. O combate do summer slam foi bom mas estava á espera de mais. E espero um bom combate entre a nikki e a charlotte.

  12. FPS3000 - há 1 ano

    Nikki representa a personificação do que um certo tipo de fã deseja, e não é o do que aprecia o talento das Divas enquanto lutadoras.

    Ela é a patricinha, a “Barbie mexicana” que, por um acaso, luta, enquanto faz charminho e mimimi, a “bella” que namora o cara que todas as mães querem ter como genro (John Cena e sua cara de mariner que sempre está para ir à guerra ajudam muito na composição dessa faceta) … enfim, ela é a cara daquilo que menos as crowds violentas querem como campeã da divisão feminina da WWE, a “anti-wrestler” em tudo e mais um pouco.

    Isso é bom? Talvez não seja. Mas ajuda a vender o peixe, principalmente para as famílias que nutrem a PG Era, e que não se satisfariam com o wrestling “em estado bruto” do NXT, nem com perfis “badass” como era a AJ (um exemplo de como NÃO SER uma boa moça) até bem pouco tempo.

  13. HeelVDP - há 1 ano

    Gostei!

  14. Marco Túlio - há 1 ano

    Enquanto as bellas estiverem na companhia nada vai mudar

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador