Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Contacta-nos!

Opinião Feminina #274 – Something Wicked This Way Comes

“Something wicked this way comes.” – William Regal, FCW 2011.

“Our secret weapon.” – CM Punk, 2012.

Desde citações de Shakespeare a arma secreta, Dean Ambrose foi descrito de várias formas, antes de ser o lunático que a WWE apresenta atualmente. Muito mudou desde que o membro mais promissor do grupo The Shield se estreou na WWE.

Na altura, o talento considerado mais provável de ter sucesso no main-event da WWE acabou por se tornar no membro mais afastado do topo. Embora continue a ser relativamente mais protegido que a restante esmagadora maioria do roster, Ambrose passou os últimos anos a ser firmemente posicionado no patamar exatamente a seguir ao main-event. Resumindo, no universo da WWE, este é uma boa mão para uma rivalidade de topo quando as circunstâncias exigirem por uma, mas não é considerado uma prioridade para o main-event da WrestleMania.

Não é uma má posição, de todo. Muitos lutadores atuais dariam tudo para estar nessa posição, especialmente com a popularidade que Ambrose tem e o sucesso de vendas do seu merchandise. É uma posição confortável e relativamente segura, o único problema é que, tal como vários talentos antes de Ambrose, este tem potencial para mais. Este tem potencial para ser muito mais do que apenas um mero lunático que faz algumas palhaçadas aqui e ali.

Esse é um dos aspetos que, com o passar do tempo, mais me irritou na apresentação de Dean Ambrose. Durante a sua rivalidade com Seth Rollins em 2014 e 2015, Ambrose tornou-se incrivelmente popular pelas suas diabruras, partidas e imprevisibilidade. Embora nunca tenha tirado o Título a Seth Rollins ou vencido um combate decisivamente, este fez a vida negra ao seu antigo melhor amigo.

À exceção de alguns segmentos que não funcionaram tão bem, Ambrose foi absolutamente brilhante. A mala de Money in the Bank armadilhada com líquido verde, o momento em que despejou um balde de água gelada em cima de Rollins, o seu momento à filme de cowboys com o carrinho de cachorros quentes, a altura em que começou a vender merchandise no meio do ringue, a altura em que este passou um combate de Seth Rollins a encher-lhe a mala de Money in the Bank de pipocas e refrigerante e quando este aparecia sorrateiramente ao lado de Rollins, no meio da audiência, depois de Rollins ter tentado fugir de outros inimigos são apenas alguns, de vários, exemplos.

Todos funcionaram, não porque Ambrose é uma versão gigante de Kevin McCallister, mas porque este estava a atormentar Seth Rollins. Porque a relação dos dois, a amizade de ambos dos tempos dos Shield e a traição de Rollins, tornaram esses momentos especiais.

Quando Rollins traiu Dean Ambrose, este contava livrar-se dele de vez e subir ao main-event. O problema é que, sem saber, ao trair Ambrose, Rollins soltou uma versão mais pacífica das dez pragas do Egito. Rollins queria livrar-se de Ambrose a qualquer custo, mas não conseguia porque este arranjava sempre uma nova forma do atormentar.

Tudo, nestas partidas, funcionou. As reações dos dois foram sempre perfeitas. Rollins agia de forma exasperada, impaciente e desesperada, por estar a distrair-se com alguém que achava que era seu inferior. Já Ambrose destacava-se pela sua incrível naturalidade, espírito de comédia e, por vezes, momentos em que fingia choque perante a execução das suas partidas.

Foram as circunstâncias que, acima de tudo, fizeram com que esta faceta de Ambrose funcionasse. Ambrose não estava apenas a ser sucesso por ser um pestinha. Ambrose estava a ter sucesso porque era a pessoa que estava a ensinar uma dura lição a Seth Rollins. O coitado, por sua vez, limitou-se a deitar na cama que ele próprio fez.

É uma situação completamente diferente quando, durante uma rivalidade pelo Título Intercontinental com Kevin Owens, Dean Ambrose aparece em ringue e lhe atira refrigerante e pipocas à cara. Qual é a explicação? Dean Ambrose é lunático? Isso não é explicação, é preguiça.

Não há qualquer familiaridade entre Ambrose e Owens ou passado em comum. Eram apenas duas pessoas que, por acaso, estavam a rivalizer por um título, logo a brincadeira não funciona. Especialmente quando dois dos melhores talentos que a companhia tem ficam reduzidos a lutas de comida.

Este é um dos meus problemas com a apresentação de Ambrose ao longo dos últimos anos. Ambrose foi tão bem sucedido a ser um diabrete que a WWE decidiu chamá-lo de lunático e tornar isso na sua imagem de marca, quando tal fica bastante abaixo do seu potencial. Os comentadores estão constantemente a descrevê-lo como sendo apenas um maluquinho inconsequente.

Todavia, Ambrose não é um mero midcarder que faz partidas. Esse não deve ser o seu rótulo. Este deve ser descrito como instável e imprevisível de quem toda a gente deveria ter algum receio, simplesmente porque este não vai reagir como pessoas normais reagiriam.

Essas caraterísticas são ideiais para um main-eventer. Classificá-lo como alguém que apenas é bom a fazer partidas infantis e não serve para mais que isso é menosprezar as suas capacidades e desperdiçar o seu potencial.

Outro aspeto da apresentação de Ambrose que reforçou ainda mais a sua posição no card foi a sua associação a Roman Reigns. Embora os dois funcionem bastante bem juntos e tenham química, a verdade é que Reigns é retratado como o main-eventer, enquanto Ambrose não passa de um mero aliado.

Esta situação veio a piorar desde que a rivalidade com Seth Rollins terminou. Enquanto durante a rivalidade com Seth Rollins, Dean Ambrose conseguia parecer um igual, seja porque fazia a vida de Rollins num inferno, fazia promos incríveis ou porque se debatia de forma impressionante nos combates, quando associado a Roman Reigns, Dean Ambrose era retratado como sendo inferior.

Enquanto, com Seth Rollins, Dean Ambrose teve combates brutais que mostravam a sua determinação e tenacidade, com Roman Reigns, Dean Ambrose conseguia apenas um combate de nove minutos (Survivor Series) antes de ser rapidamente descartado, porque não era um dos focos do main-event. Como se isso não bastasse, no dia seguinte, este agiu como se nada tivesse acontecido.

Para os fãs verem Ambrose como main-eventer, este precisa de lutar e ser retratado como alguém que pode vencer a qualquer momento, não como alguém que nunca teve quaisquer hipóteses. É exatamente essa a diferença entre os seus combates com Seth Rollins e o seu combate com Roman Reigns.

Se os fãs olharem para Dean Ambrose como alguém que podia ter vencido, apenas não aconteceu por qualquer razão, irão sempre ter esperança nele e olhar para ele como potencial main-eventer, pois sabem que é uma questão de tempo. Se olharem para ele apenas como um midcarder mais sortudo que se destaca pelas suas diabruras e não tem grandes hipóteses de ir mais longe, por muito que gostem dele, será mais complicado para as massas terem qualquer esperança.

A reação dos fãs à participação de Dean Ambrose no Royal Rumble explica na perfeição o impacto que a distinção acima tem. Desde a rivalidade com Seth Rollins – que começou imediatamente após o fim dos The Shield – que Dean Ambrose é, consistentemente, uma das pessoas mais apoiadas na WWE.

O que é particularmente impressionante, quando se tem em conta que a WWE não tomou precauções extra para proteger essa popularidade e até a aumentar. Este perdia com facilidade e, por vezes, em situações sem qualquer sentido como foram algumas das suas derrotas para Big Show.

Para além de ter perdido em todos os seus confrontos importantes com Bray Wyatt durante a rivalidade que ambos tiveram no fim de 2014, Ambrose era também o escolhido para perder para a Wyatt Family durante a rivalidade que também envolveu Roman Reigns, em 2015.

As derrotas frequentes aliadas à ocasional falta de direção, posicionamento como pouco mais de um midcarder e rótulo de lunático que faz partidas, não afetaram significativamente a sua popularidade junto dos fãs, mas impediram-nos de acreditar que este tem hipóteses de ir mais longe.

Foi por isso que, embora tenham reagido bem a Dean Ambrose quando este apareceu para o seu combate com Kevin Owens, os fãs se mantiveram bastante indiferentes à sua presença no combate de Royal Rumble até este ficar sozinho com Triple H. Foi nesse momento, quando Roman Reigns foi eliminado, deixando Ambrose e Triple H sozinho que os fãs ficaram completamente eufóricos.

A caminho do Royal Rumble, apenas três nomes eram considerados viáveis para vencer o combate: Brock Lesnar, Roman Reigns e Triple H. A menção de Brock Lesnar é pura cortesia porque, pessoalmente, não era um nome que esperava que vencesse. A verdade é que como Ambrose passou tanto tempo a ser retratado como alguém que estava abaixo do main-event da WrestleMania, os fãs nunca olharam para ele como possível vencedor. Simplesmente não haviam razões para alimentar essa esperança.

Porém, quando Triple H e Dean Ambrose ficaram sozinhos, depois de Roman Reigns ficar fora de combate, a esperança dos fãs surgiu em força. Eles nunca acreditaram que Ambrose podia vencer, portanto a surpresa deste ser um dos dois últimos inflacionou o seu apoio. Triple H é uma questão curiosa porque, para além de ser retratado como babyface durante grande parte do tempo, este é também um veterano da indústria e o responsável pelo NXT. Tal, em particular este último aspeto, vai sempre influenciar a forma como os fãs reagem a Triple H.

No Royal Rumble, os fãs não se importavam que Triple H vencesse, porque isso significava que Roman Reigns não vencia, visto que os dois eram os nomes mais viáveis para vencer o combate. Mas era aí que terminava o apoio dos fãs a Triple H. Este era apenas a resposta dos fãs à embirração com Roman Reigns. O que os fãs não contavam era com a presença de Dean Ambrose até ao fim e assim que isso aconteceu, todos pensaram exatamente a mesma coisa: “Será?”. Não há pensamento que cause mais desgosto a fãs de Wrestling do que esse.

Como referi anteriormente, a surpresa aumentou a euforia e alimentou a esperança. Naquele momento, Dean Ambrose não era uma personagem unidimensional capaz apenas de algumas piadas. Naquele momento, Dean Ambrose era uma estrela a sério e os fãs não tinham qualquer problema com esse rótulo.

Surpreendendo-me bastante, a WWE passou as últimas semanas a focar-se em Dean Ambrose como estrela de topo, algo que ainda não tinha feito até ao momento. O projeto especial da companhia, Roman Reigns, foi claramente posto de parte, enquanto a promoção do main-event do Fastlane revolveu em torno de Dean Ambrose e Brock Lesnar.

Ao longo dos últimos anos, a WWE tomou bastantes decisões completamente rídiculas na sua demanda de tornar Roman Reigns na sua estrela mais popular, portanto não é completamente ridículo que esta estratégia – tornar Ambrose no destaque da promoção do Fastlane – seja apenas mais um raciocínio falhado.

O problema é que, tal como tantos outros exemplos, não faz muito sentido. Nenhuma das decisões que a WWE tomou relativamente à criação e promoção do main-event do Fastlane pode ser justificada como sendo a favor de Roman Reigns e da sua elevação para estrela de topo.

Atualmente, este encontra-se numa rivalidade com um vilão que, de vez em quando, gosta de se comportar como herói, é retratado como herói frequentemente e é responsável pelo NXT. A popularidade que Reigns conseguiu adquirir no TLC e dia seguinte já se dissipou devido a todos os erros que a WWE cometeu desde então. Neste momento, Roman Reigns é consideravelmente vaiado e o apoio que tinha recebido no fim de 2015 já desapareceu.

Como resposta para combater uma audiência hostil, a WWE colocou-o num combate com duas estrelas consideravelmente mais populares e torna-as no foco da promoção do combate. Não só não faz sentido do ponto de vista da companhia, como não faz sentido do ponto de vista da Autoridade. É certo que este combate é bastante mais interessante que qualquer outro envolvendo a League of Nations, apenas não faz sentido ter a Autoridade a dar a três heróis uma oportunidade justa de, talvez, enfrentar Triple H na WrestleMania. .

Porque raio é que Stephanie iria arriscar ter o seu marido a enfrentar Brock Lesnar? Porque é que Triple H não tem medo de Brock Lesnar? Afinal, perdeu para ele duas vezes desde que Lesnar regressou à WWE e lhe partiu o braço.

Porque raio é que, depois do prejudicarem tanto no Royal Rumble para este perder o Título da WWE, a Autoridade colocou Roman Reigns no main-event do Fastlane?

É exatamente esta falta de lógica nas suas histórias que impede os fãs de pararem de embirrar com Roman Reigns. Este não é apenas a pessoa que tem as oportunidades de bandeja na vida real, é a pessoa que as tem de bandeja em televisão também.

Ao longo das últimas semanas, os combates mais promovidos para a WrestleMania foram, por esta ordem: Dean Ambrose vs Brock Lesnar, Dean Ambrose vs Roman Reigns e, através de alguns olhares, Triple H vs Brock Lesnar, no entanto, o objetivo da companhia é, supostamente, Roman Reigns vs Triple H, onde Reigns derrota Triple H e tem a sua verdadeira coroação com o Título da WWE enquanto os fãs festejam o seu feito.

Como é que se pode achar que provocar os fãs com possibilidades que estes podem achar mais interessantes, especialmente quando estas envolvem pessoas em quem eles estão investidos, poderá resultar em apoio para Roman Reigns quando, no fim do dia, não for isso que lhes for apresentado?

Este raciocínio é tão absurdo, tão completamente ridículo, que a única explicação lógica para as últimas semanas seria uma mudança de planos por parte da WWE, onde o resultado seria Triple H vs Dean Ambrose ou uma Triple Threat com Triple H, Dean Ambrose e Roman Reigns. Não faz sentido nenhum alimentar ainda mais a esperança dos fãs relativamente ao futuro de Dean Ambrose como main-eventer, depois de terem aberto a caixa de pandora no Royal Rumble, apenas para depois não o incluir no main-event da WrestleMania.

Tendo em conta a experiência com que a WWE já conta no que toca à apresentação de Roman Reigns, a WWE já deveria saber melhor, especialmente quando os fãs apupam Dean Ambrose por não atacar Roman Reigns. É absolutamente irrelevante se Dean Ambrose se torna vilão e ataca Roman Reigns ou não. No fim do dia, independentemente de quem for herói ou vilão, os fãs vão vaiar Roman Reigns e vão apoiar Dean Ambrose.

O bom senso dentro de mim diz-me para não ter esperança em relação a Dean Ambrose no main-event da WrestleMania, embora este seja a solução óbvia para o problema que a WWE vai ter em Dallas. Se a WWE colocar Dean Ambrose no main-event da WrestleMania, vai acontecer exatamente o que aconteceu no Royal Rumble. Os fãs vão ficar tão surpreendidos, pela positiva, com essa reviravolta que o apoio por Ambrose irá multiplicar-se.

Não tenho quaisquer dúvidas que, duas noites depois do NXT TakeOver: Dallas, Triple H vai ser das pessoas mais apoiadas na WrestleMania 32, mas acredito que a surpresa de ter Dean Ambrose no main-event é a opção mais viável que a WWE tem neste momento de contrariar essas reações. Não de imediato, porque inicialmente creio que as reações irão começar empatadas, mas eventualmente, à medida que o combate avançasse, acredito que os fãs ficassem firmemente do lado de Ambrose e a WWE tinha assim a oportunidade de terminar a WrestleMania com um herói a vencer e os fãs a festejar.

Algo que não vai acontecer se Roman Reigns for esse herói, depois de vencer o seu melhor amigo para ter essa oportunidade. Os fãs de Dallas não vão apoiar Roman Reigns contra Triple H, graças ao NXT e à embirração que têm por ele. O Royal Rumble provou isso. E, especialmente, não o vão apoiar, depois deste ter passado as últimas quatro semanas a ser cauteloso e ficar de parte da rivalidade, enquanto Dean Ambrose era o homem que ia à luta, implorava por castigo e era a estrela da rivalidade.

É preciso um milagre nas semanas que irão anteceder a WrestleMania para tornar Reigns num favorito, caso Ambrose seja relegado para outro combate e a culpa será toda da WWE. É óbvio que, mesmo assim, a tendência é para apostar numa vitória de Reigns, com pin em Ambrose, depois da Wyatt Family atacar Brock Lesnar. Afinal, a WWE é bastante consistente nos seus erros e, tal como no ano passado, só se deverá aperceber que a noite não irá correr como tem planeado durante a própria semana de Wrestlemania.

Porém, tal como muitos outros fãs, não consigo evitar ter esperança. O booking de Dean Ambrose mudou demasiado ao longo das últimas semanas para os planos continuarem os mesmos. Talvez me esteja a iludir – é bastante provável – mas a verdade é que, depois de tantos erros ridículos, não consigo compreender como é que a WWE consegue justificar cometer este pelo bem de Roman Reigns.

Se Ambrose não for incluído no main-event, consigo facilmente vê-lo num combate pelo Título Intercontinental com vários outros lutadores, o que seria ridículo, visto que a WWE acabou de lhe tirar esse Título. Essa manobra, na última Raw, pode ser vista como uma tentativa descarada da companhia de fingir que Ambrose tem hipóteses no Fastlane, de forma a surpreender os fãs quando o resultado for outro. No entanto, não explica as semanas anteriores e a forma como Ambrose foi retratado como alguém por quem os fãs quererão torcer muito mais que Reigns.

Relativamente à sugestão de tornar Dean Ambrose num vilão, algo que não terá qualquer impacto na sua popularidade, em particular se este atacar Roman Reigns, tal seria um desperdício da sua popularidade. Não cabe na cabeça de ninguém tornar alguém extremamente popular num vilão, apenas para esta popularidade não ofuscar alguém que, de momento, é bastante vaiado.

Além disso, não faz sentido tornar Ambrose ou Reigns em vilões antes da WrestleMania, se não for para os colocar num combate juntos ou numa Triple Threat com Triple H. Qual seria o objetivo de Roman Reigns se virar contra Ambrose, como a promo de Paul Heyman da última Raw deu a entender, ou Ambrose se virar contra Reigns no Fastlane, se depois não vão estar no mesmo combate na WrestleMania? Simplesmente não faria sentido.

No entanto, a WWE encostou-se à parede. Ao tratar Ambrose como estrela de topo ao longo das últimas semanas, a WWE chegou a uma situação onde este não pode simplesmente ser descartado como já aconteceu. Ou Ambrose vence a Triple Threat no Fastlane, ou Ambrose perde e vira-se contra Reigns, inserindo-se no main-event.

Embora a segunda alternativa seja um completo desperdício e um garantido fracasso, pois enquanto o seu adversário for Reigns, Ambrose será o mais popular da rivalidade, a verdade é que uma destas duas coisas precisa de acontecer hoje. Se este for descartado novamente, depois da WWE ter dado aos fãs várias razões para ter esperança ao longo das últimas semanas, os fãs podem desistir de Ambrose ou podem revoltar-se e embirrar ainda mais com Roman Reigns, arruinando-o de vez.

Tornar Roman Reigns num vilão é o que faz mais sentido. É o papel que mais se adequa a ele e a solução que anda a ser sugerida desde o verão, no entanto, ao fazê-lo a WWE estaria a admitir que falhou na sua demanda de tornar Reigns num herói de topo. Como é óbvio, isso não significa que não o irão conseguir daqui a um ano ou dois, caso o tornem num vilão já, mas para a companhia, neste momento, essa decisão seria o reconhecimento de um fracasso, algo que, por pura teimosia e orgulho, podem recusar-se a fazer.

Independentemente do que a WWE fizer hoje, quase dois anos de erros absolutamente ridículos afetam Roman Reigns. À exceção de milagres que ninguém irá muito bem conseguir explicar, não estou a ver nada que Dean Ambrose possa fazer por Roman Reigns.

No entanto, Dean Ambrose ainda pode salvar o main-event da WrestleMania e dar aos fãs o que Roman Reigns não consegue: alguém com quem eles se identifiquem. Alguém que os fãs sintam que é um deles. Alguém que não tenha tido todas as oportunidades de bandeja e que se destaque pela sua naturalidade e excelentes promos.

Dean Ambrose é dos poucos talentos na WWE que, seja ao microfone ou dentro de ringue, não parece estar a fazer uma performance. Parece estar a ser autêntico, algo que Roman Reigns não consegue há anos. Enquanto Roman Reigns está a interpretar uma personagem, Dean Ambrose é a personagem. De certa forma, é por isso que ambos são recebidos de forma diferente. Há uma autenticidade, naturalidade, em Ambrose que simplesmente não existe em Roman Reigns.

Os fãs merecem esse herói e Dean Ambrose merece, finalmente, o reconhecimento de que o seu talento está mais do que à altura do main-event. Depois de ter passado os últimos anos a ser relegado para a sombra de Reigns, para combates de abertura e, a certas alturas, péssimas tentativas de comédia, Ambrose merece esse reconhecimento. A WWE, por sua vez, precisa desesperadamente de novas estrelas e Ambrose pode perfeitamente ser uma delas.

Colocar Ambrose no main-event da WrestleMania, seja num combate com apenas Triple H ou numa Triple Threat com Triple H e Reigns, não será uma solução original. Afinal, a WWE tem sido forçada a mudar o main-event das últimas duas WrestleManias ao último minuto e sempre com a mesma solução. Mas essa é a consequência de cometer sempre os meses erros.

Dean Ambrose é o adversário perfeito para compensar a popularidade de Triple H em Dallas. É também o herói que faz mais sentido. Triple H e a Autoridade destruíram Reigns e são grande parte da razão porque este é um fracasso. Em história, Triple H acabou com os Shield ao conquistar Seth Rollins.

Dean Ambrose é o último elo e, talvez, aquele que está destinado a vingar os seus camaradas. A história está lá, assim como o seu herói, apenas precisa de ser contada. A esperança é um dos sentimentos mais perigosos que os fãs de Wrestling podem ter. Quando foi anunciado o main-event do Fastlane, não tinha nenhuma. Agora, tenho algumas réstias que dependem da lógica do booking  da WWE. Ou falta dela. São momentos como estes em que sabemos que a WWE não é a única que não aprendeu a lição.

Desejo uma excelente semana a todos. Divirtam-se com o Fastlane e apostem na League! Até para a semana!

Sobre o Autor

- Administradora. Publico parte das notícias, faço a gestão da League, dos Passatempos e ainda sou escritora do artigo “Opinião Feminina”.

37 Comentários

  1. Muito bom artigo. Acho que qualquer um que vencer vai ser bem chato, a diferença é que com Ambrose vai ter pop, e pop consegue camuflar qualquer coisa.

  2. Gonçalo"the best" - há 10 meses

    Excelente artigo!

    Continuo a achar que vamos ter Ambrose vs Undertaker e Reings vs HHH. Por muito que gostasse da vitoria do Ambrose, acho um bocado remota essa possibilidade.

    O Fast Lane tem todo para ser o abanão que esta “Road to Wrestlemania” precisa, mas o mais provavel é que seja o confirmar de uma das “Road to Wrestlemania” mais aborrecidas.( Acho que o evento vai ser bom mas a construção…)

  3. TNA Best Wrestling - há 10 meses

    Wwwe =zzzzzzzzzzz.
    Quem vai ganhar é o Roman Reigns e após a WrestleMania ele faz o hell turn .

    • SadisticAnarchist - há 10 meses

      wwe =zzzzz ? fala o gajo que ve Tna e diz que é melhor……. que hipócrita ahahahaha
      Heel fds não hell, hell é inferno XD

      • TNA Best Wrestling - há 10 meses

        TNA é melhor que a WWE e esse ano seus shows está bem melhor que a WWE.

    • This Is My House_Paige_ - há 10 meses

      Nossa esse cara é chato , vou fazer a pergunta de novo se nao gosta de wwe , entao pq esta comentando num post sobre wwe ? Se nao gosta entao como sabe o q ta rolando sobre o Roman Reigns ?

      • TNA Best Wrestling - há 10 meses

        Se não gosta da TNA pq sempre tem alguém comentado lá e esse foi meu último cometário a qualquer artigo da WWE zzzzzzzzzzzzzzzzzz.

      • This Is My House_Paige_ - há 10 meses

        Nao sei de quem vc esta falando , pq eu nem comento nos post da tna ou outras indys

      • #MrMoneyInTheBank - há 10 meses

        Engraçado é que os shows da WWE são muito mais comentados do que os da TNA. Pq será???

      • This Is My House_Paige_ - há 10 meses

        Kkk verdade MrMoneyInTheBank

    • #MrMoneyInTheBank - há 10 meses

      Inveja mata!

    • paige jadbevis - há 10 meses

      Hell = inferno em inglês
      Heel = wrestler “do mal”
      Tenderam?!

  4. danielLP21 - há 10 meses

    Não me passa pela cabeça haver um heel-turn por parte do Ambrose ou do Reigns entre o Fastlane e a WrestleMania. É um daqueles momentos que a WWE gosta de reservar para a Raw pós-WrestleMania.

    Isso não impediria que tivéssemos um Triple Threat, o qual o Ambrose seria o babyface e o Reigns uma espécie de tweener. Mas não gosto dessa ideia. Temos tido demasiados Triple Threats no main-event da WrestleMania.

    Falar de lógica com a WWE é uma inutilidade. Segundo a lógica, o Ambrose vencia hoje (excelente observação sobre ele ser o último elo entre os Shield e a Autoridade), o Reigns perdia com o Taker na WrestleMania dando indícios de um heel-turn nas próximas semanas e na noite seguinte à WrestleMania fazia o tão esperado turn no Ambrose.

    Mas quantas oportunidades Reigns já teve para virar heel? Nunca aconteceu… Eu não tenho qualquer esperança em relação a Ambrose. Reigns vence hoje e na WrestleMania. Estou mentalizado para isso.

    • Anónimo - há 10 meses

      E insisto: a wwe não vai transformar o Ambrose em heel porque isso vai dinamitar a pouca aceitação que Reigns tem, pois todos irão ficar do lado do Ambrose.

      • Frederico_WWE - há 10 meses

        Até pode se dar o caso de haver um “double pin” no Brock Lesnar… mas o Reigns ganha decerteza por mais que queiramos que não… ele é mesmo a aposta da WWE para nova estrela de topo.

        Em jeito de “vender” o PPV para os que estão com pouca vontade de o ver… eu diria que há pormenores que os fãs podem considerar como possíveis para este PPV:

        1 – Heel Turn do Chris Jericho.

        2 – Eventual regresso de Undertaker.

        3 – Possível nova tag team vinda do NXT a desafiar o reinado dos New Day…

        4 – Wyatt Family a custar a vitória a Lesnar.

        5 – Possível regresso surpresa no combate 6 Man Tag Team Match… aqui podem haver várias possibilidades… e este combate verdadeiramente “odiado” no card porque faz pouco sentido pode vir a ser chave para perceber aquilo que se pode vir a ter na WrestleMania em termos de Undertaker por exemplo… enfim a WWE tem que perceber que não falta assim tanto quanto isso para a WrestleMania e tem que começar a criar interesse o quanto antes.

  5. leonardo - há 10 meses

    Nunca vi ambrose ser o membro mais promissor da shield pelo menos na minha opinião é n acho q faz sentido roman reigns n estar no ME desta WM mais pq n colocar um novo personagem nesta feud? Faça o roman virar heel neste PPV e coloca de algum jeito ambrose no ME dá próxima WM

    • Lucas - há 10 meses

      Ele era o mais famoso dos três, Jon moxley fez combates contra o punk e foi main event do último FCW contra regal

  6. FPS3000 - há 10 meses

    Podem jogar Dean vs Triple H, e Roman vs Owens pelo IC.

  7. K.O - há 10 meses

    Venderam muito bem a ideia de que Ambrose tem chances de ganhar esse domingo durante essas semanas, que acabou por se tornar uma possibilidade concebível até para fãs mais experientes e que conhecem a maneira como os bookers escrevem uma rivalidade em que o resultado aparentemente parece previsível, por conta do contexto. Mas não é muito difícil de notar, que o Reigns sai hoje vitorioso. Basta analisar toda a construção que o Triple H vs Roman Reigns teve logo depois do fim do The Shield.

    O problema do Reigns vs HHH, é que demorou de mais para acontecer, quando o Seth turnou, essa luta era desejável assistir, agora quase dois anos depois, depois do Reigns já ter acabado com o HHH no TLC, essa luta não tem mais o mesmo valor. Simplesmente porque tudo que o Reigns ia ganhar se enfrentasse Triple H na WM, ele já ganhou (o título e a própria porrada de vingança no HHH).

    Outro ponto é que mesmo o Ambrose sendo bem mais aceito e apoiado pelos fãs do que o Reigns, o Ambrose ainda é uma personagem indiferente a muitos. Dentre as crianças e mulheres ele é muito popular, mas não tanto quanto o Reigns. E o Ambrose ainda é indiferente a uma grande parcela dos smarks, entretanto esses mesmos, já tem uma opinião formada sobre o Reigns e é sua total rejeição. E no Wrestling, como em séries e filmes, existe aquela ideia de “Falem bem, ou falem mal, mas falem de mim”. Um main event entre Reigns vs HHH vende mais que Ambrose vs HHH hoje. Por exemplo o papel do Owens no main event da WM, seria mais efetivo do que do Ambrose, pelo fato de que todo mundo ou odeia ou ama ele.

    E agora chegamos no impasse em relação ao Ambrose que citastes no artigo. E para o Dean não acabar por ser só mais uma figura no midcard da WM, penso que a solução seja o confronto com o Taker. Isso implicaria no seu turn, mas dessa vez, o turn seria no Taker e não no Reigns. O Ambrose pode usar a desculpa de que perdeu o IC e a chance de lutar pelo WWE title, e que ele vai arranjar uma maneira de se destacar na WM, e ataca o Taker depois. Reconquistar o IC, só vai evidenciar sua falha no main event de hoje, e também prejudica o Owens.

    Enfim, artigo muito bom, descreves bem a má situação em que a WWE se enfiou e estamos a caminho de uma Road to Wrestlemania fraca, mas não podemos nos esquecer que a WWE sempre tem uma secret weapon…

    • danielLP21 - há 10 meses

      Ambrose virar heel para enfrentar o Taker? Discordo…

      • K.O - há 10 meses

        Vejo isso como uma solução para o Ambrose não despencar no card na Wrestlemania depois do hype criado em cima dele. Tirando isso, o que há de relevante pra ele fazer? Reconquistar o título Intercontinental? Não deveria nem ter perdido…

        Eu sou apreciador da ideia do Ambrose ser o último a turnar dos antigos membros do The Shield, criando uma ironia, pois sempre apontamos ele com personalidade mais frágil e mais susceptível a ir pro outro lado na época do grupo. Entretanto isso é muita filosofia pra ilógica WWE.

      • danielLP21 - há 10 meses

        Mas eu concordo que ele deva lutar com o Undertaker. Não concordo é com o turn.

  8. Gabriel taker - há 10 meses

    Poderíamos ter um Fatal 4 Way Match, HHH vs Lesnar vs Reigns vs Ambrose, com o Ambrose a vencer, acho que Reigns vence no FastLane infelizmente, eu gostaria que em vez de a Wyatt Family interferir, o Paul Heyman trair o Brock e ajudar o Reigns a vencer se aliando a ele (so que sem o Turn do Reigns) ai HHH diria na Raw que devido a controversa no combate haveria um Fatal 4 Way Match na WM

  9. Rich and Negan - há 10 meses

    OTIMO ARTIGO

  10. Anónimo - há 10 meses

    Acho Ambrose excelente no mic e seu carisma é absurdo, mas isso é pouco para estabelecê-lo como main eventer. Em termos de ring skill não tem nem o que discutir: Rollins é imensamente superior aos dois ex-companheiros e Ambrose possui um moveset que se adapta perfeitamente ao estilo hardcore, mas que é bem limitado para um main event.
    Acredito que as qualidades de Ambrose são incontestáveis, mas muitos fãs misturam as coisas e o colocam em um patamar absurdo que se dá muito mais por popularidade do que por habilidade no ringue, pois temos pelo menos 3 ou 4 lutadores no roster que são muito superiores a Ambrose no ringue e nunca tiveram o push necessário e ainda foram colocados em segundo plano. Exemplos: Cesaro, Owens e o próprio Rollins que sempre foi retratado como um campẽao fraco, apesar de ser um dos melhores do roster atual e era colocado a fugir ao invés de vencer como deveria ser, inclusive contra adversários ridiculamente inferiores.

  11. Malco Canedo/M-TheBigBoss - há 10 meses

    Excelente artigo.
    Caso o Reigns venca hoje, o único rumo que me faz sentido para o Ambrose seria um combate na Wrestlemania com Brock Lesnar, até porque os Wyatts não tem credibilidade o bastante pra irem contra o Lesnar e o Ambrose não precisa ser jogado de volta no midcard.

  12. This Is My House_Paige_ - há 10 meses

    Em td esse tempo q acompanho wwe esse é o primeiro ppv q acho q nao é previsivel

    • Frederico_WWE - há 10 meses

      Sim de facto é muito imprevisível… TODOS os combates foram construídos de forma perfeita e coerente… o que nos faz ter ainda mais dúvidas porque a WWE consegui fazer muito bem as coisas e iludiu nos com o seu fantástico booking.

      Espera lá…

      • This Is My House_Paige_ - há 10 meses

        Verdade , antes do Dean Ambrose perder o titulo no raw , eu tinha certeza q o Roman Reigns iria vencer , aí vai a wwe anuncia Brock Lesnar nessa semana no smackdown e uma dark match no smackdown Dean Ambrose e Roman Reigns vs Sheamus e Kevin Owens , agora nem sei quem vai vencer , mais estou torcendo pro Dean Ambrose

  13. SadisticAnarchist - há 10 meses

    Excelente Artigo.
    Eu simplesmente ja nao aguento mais esta jerigonça do roman e dar lhe opotunidades atrás de oportunidades em que a personagem dele atualmente é das piores que ja vi… e o Dean Ambrose ganhar no fastlane era uma lufada de ar fresco, e uma alegria para esta road to wrestlemania (que se confirmar a vitoria do reigns… vai ser das piores de sempre ) para aqueles que também ja estão fartos do ramen reings mas o mais certo é fazeremmm uma Triple Threat na mania outra vez(3 anos seguido ) e após mania o roman virar heel porque ambrose heel neste momento nao quero…. era mal para os fãs, e para ele mas vamos ver. Acho que o undertaker vai mesmo infrentar algum fora do roster da wwe… nao acredito que vão para um roman ou reigns…. isso se nao fizeram uma Triple Threat na Mania mas não… nao estou a ver esse cenário, de tudo.

  14. paige jadbevis - há 10 meses

    Exelente artigo.
    Acho que muitas vezes o Dean Ambrose é usado para elevar outros, como por exemplo quando ele e o Reigns estavam numa rivalidade contra a família wyatt, este sempre era tratado como inferior, mesmo que este seja muito mais talentoso do que o Roman. E muitas vezes ele faz boas rivalidades só para depois perder e mostrar que seu adversário é superior, como foi o caso de sua rivalidade com Seth Rollins antes do MITB.
    Acho que faria todo sentido de se ele ganhasse no fastlane, também porque dos três é o que mais tem apoio do público, mad o Vince gosta do Reigns e provavelmente dará a ele :(

    • This Is My House_Paige_ - há 10 meses

      Verdade , concordo com vc , gosto dos dois , mais prefiro q Dean Ambrose ganhe , ele merece mais

  15. Jorge - há 10 meses

    Excelnte artigo. Parabéns.
    Mais uma vez a tua escrita é uma bênção para os meus olhos. É como tu dizes, a esperança é um dos sentimentos mais perigosos que um fã de wrestling pode ter, mas é também o sentimento que nos faz continuar a ver e vibrar com wrestling. O pior é que nos últimos tempos, grande parte das vezes, esse sentimento só nos tem dado desilusões. Mas vale a pena ter esperança e sonhar, por isso vamos rezar pelas surpresas que farão com que a WM seja brutal.
    Mais uma vez, parabéns pelo ótimo artigo.

  16. RFBM - há 10 meses

    Bom artigo Salgado.

  17. Anónimo - há 10 meses

    Muito bom o artigo
    #letsgoambrose

  18. Carlos Eduardo - há 10 meses

    Muito bom o artigo
    #letsgoambrose

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador