Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Candidata-te!

Opinião Feminina #292 – Once upon a time

Era uma vez um descendente de uma família de renome na indústria de Wrestling. Talentoso e bem-parecido, este aparentava possuir tudo o que era necessário para dominar a indústria. Este era exatamente aquilo que um promotor ou produtor de televisão iria colocar na capa de um livro, escolher como cara de um franchise cinematográfico ou usar como cabeça de cartaz. No entanto, às vezes acontecem surpresas e noções antiquadas de talento são testadas e deitadas por terra.

Estes testes surgem na forma de talentos mais carismáticos, imponentes ou simplesmente especiais que ofuscam e limitam o potencial daquele que, supostamente, era um exemplo perfeito do que uma estrela deveria ser. No fim do dia, o sucesso do Escolhido nunca conseguiu corresponder ao idealizado e, acima de tudo, ao que se acreditava que era garantido.

Até agora, esta é a história de Roman Reigns. Há dez anos atrás – mais coisa, menos coisa – era a história de Randy Orton. No passado, Randy Orton viu o seu destino ser comprometido pela popularidade de Batista e, mais tarde, John Cena. Recentemente, Roman Reigns foi prejudicado pela ascensão de Daniel Bryan e ainda poderá vir a ser prejudicado pela popularidade de Dean Ambrose.

Neste momento, embora seja o atual campeão da WWE, Dean Ambrose é relativamente inofensivo. A forma como Roman Reigns tem sido retratado ao longo dos últimos anos e todos os erros cometidos na sua apresentação, aliado à popularidade de Daniel Bryan, já causou estragos suficientes. Mesmo que a popularidade de Dean Ambrose não aumente, Roman Reigns já foi demasiado prejudicado. No entanto, não nego que a popularidade de Ambrose pode ser mais um argumento contra Reigns junto de alguns círculos.

Apenas comecei por dizer que este é relativamente inofensivo porque, tal como Reigns, Dean Ambrose também foi bastante prejudicado pela sua apresentação ao longo dos últimos anos. Esta é a razão que me impede de celebrar desenfreadamente as suas vitórias no Money in the Bank.

Ao longo dos últimos anos, a WWE não conseguiu que a apresentação de Roman Reigns conquistasse os fãs. Esta apresentação consistia em rivalidades no topo do card, múltiplas vitórias, algumas delas bastante importantes, alguns reinados com o título principal e uma geral proteção. Nada disto valeu de muito, porque a WWE nunca conseguiu jogar com os pontos fortes de Roman Reigns e manter a sua personagem consistente durante um longo período de tempo, mas este teve várias oportunidades e, para todos os efeitos, este é um nome relativamente forte na divisão.

Dean Ambrose tem sido o contrário. Desde 2014 que Dean Ambrose tem sido o “aliado” e não a estrela. Em dois anos, Dean Ambrose nunca foi a estrela principal, mas sim aquele parceiro engraçado que faz algumas piadas para quebrar a tensão e entreter a audiência até a verdadeira estrela fazer o seu trabalho. Não há um filme de ação nos anos noventa que não tenha o parceiro peculiar, hilariante e até um pouco lunático. Só faltava Dean Ambrose ser uma minoria para o estereótipo estar completo.

Enquanto Roman Reigns apenas perseguiu o título da WWE desde a separação de “The Shield”, Dean Ambrose esteve maioritariamente dedicado ao título Intercontinental e de Estados Unidos. Perdeu os combates que teve pelo título da WWE – uma vez em nove minutos (Survivor Series 2015) – e raramente os fãs acreditavam que este tinha verdadeiras hipóteses de vencer.

Dean Ambrose é um lunático que se farta de sofrer as maiores atrocidades, mas para além de umas ligaduras, aparece sempre bem nas semanas seguintes. Dean Ambrose é a pessoa que perdeu combates para hologramas e televisões a explodir. Este é uma personagem unidimensional cuja descrição se resume simplesmente à palavra “lunático”.

Embora a sua popularidade tenha descido notoriamente ao longo dos últimos meses, é surpreendente que alguém que tenha sido tão mal usado pela WWE ainda receba as ovações que Ambrose recebeu na última semana. Por norma, a WWE não demora muito a cansar e saturar os fãs com o péssimo tratamento das estrelas que eles adoram até os convencer a desistir e mudar de ideias. Dolph Ziggler, Zack Ryder e vários outros sabem o que isso é. Se acho que Dean Ambrose vai seguir esse caminho? Não, a WWE já mostrou que tem interesse em Dean Ambrose, apenas não no topo e não como ameaça a Roman Reigns.

E, dentro de um mês, iremos chegar a um momento crucial da carreira destes dois senhores. Dentro de menos de trinta dias, Roman Reigns irá regressar à televisão, depois de ter sido suspenso por violar a Wellness Policy.

Para Roman Reigns é crucial que este sofra mudanças aquando o seu regresso. Reigns não pode voltar, depois de trinta dias suspenso, e continuar a sua vida como se nada fosse. A WWE não pode fingir que não aconteceu. Sei que parece embirrante afirmar isto, tendo em conta que a maioria das suspensões não são reconhecidas em televisão e nem sempre as trajetórias das estrelas são afetadas pelas suas suspensões – que o diga Randy Orton – mas é imperativo que estes trinta dias não sejam apenas umas férias.

A forma preguiçosa, casmurra e repetitiva com que a WWE tem apresentado Roman Reigns fez com que os fãs desenvolvessem uma embirração contra ele. Essa embirração tem potencial para aumentar ainda mais se este se afastar por trinta dias e voltar como se nada fosse.

Afinal, este violou a Wellness Policy e até a WWE dizer o contrário, os fãs irão assumir que este cometeu um grande disparate – algo que pode não corresponder à realidade, pois pessoas já foram suspensas por não conseguirem fornecer amostra de urina ou por usarem suplementos dietéticos que tinham substâncias proibidas. Ora, depois de anos a revoltarem-se contra Roman Reigns porque este tem todas as oportunidades de bandeja e os seus obstáculos não são credíveis, pode-se imaginar como os fãs vão reagir se, depois de suspenso por violar as regras, Roman Reigns regressa para se comportar como herói novamente e a cara da companhia.

Quando chegar a altura de trazer Roman Reigns de volta, a WWE tem duas hipóteses – castigo visível em televisão com uma diminuição de destaque e saída do main event ou transformação em vilão.

Mas algo tem que acontecer. A WWE precisa de reagir a isto antes que os fãs decidam sozinhos como vão reagir. Gostaria de dizer que a WWE sabe que não pode agir como se isto não tivesse acontecido, mas infelizmente, esta é a companhia que acreditava que não havia problema nenhum em eliminar Daniel Bryan, semanas depois deste regressar de uma lesão grave, em poucos minutos no mesmo Royal Rumble que Roman Reigns estava agendado para vencer.

Pela decisão da WWE em anunciar um combate pelo título antes da suspensão de Reigns e pelas ações deste último no Raw, parece-me que a WWE acredita que pode mesmo continuar a vida como normal dentro de trinta dias e, ou estou muito enganada (o que é perfeitamente normal), ou não será tão simples quanto isso.

Outro aspeto que precisa de ser analisado com cuidado é o tratamento de Dean Ambrose. A popularidade de Dean Ambrose, neste momento, é um incógnita, porque embora este ainda receba algumas ovações, é um facto que esta desceu um pouco ao longo dos últimos meses. A questão é – será que desceu o suficiente para que os fãs não se revoltem por ele?

Dean Ambrose venceu o título da WWE sem se ter completamente reabilitado de todos os disparates que a WWE fez com ele. Ele venceu o título da WWE, não como um candidato credível, sério e perigoso, mas como um lunático inofensivo que não sabe parar de dizer piadas. O facto deste não ter mostrado qualquer evolução ou crescimento como personagem nos últimos anos, em particular depois de ter vencido o título na última semana, leva-me a acreditar que a WWE não tem planos de o tornar mais complexo e interessante. E Ambrose foi escolhido para carregar o título enquanto Roman Reigns cumpre suspensão. Tudo isto parecem-me indicações que estamos a lidar com um campeão de transição.

Se/quando se confirmar que Dean Ambrose não passa mesmo disso, como é que os fãs vão reagir? Como é que os fãs vão reagir se Roman Reigns regressar como se nada fosse, recuperar o seu título – seja no Battleground ou Summerslam – e Dean Ambrose for novamente descartado, tal como foi no Roadblock e na rivalidade com Brock Lesnar?

Será que a WWE já massacrou os fãs ao ponto de ser esse o momento em que eles simplesmente desistem de Dean Ambrose, como em tempos desistiram de Dolph Ziggler, ou será o momento em que os fãs perdem a paciência e fazem por Ambrose o que fizeram por Daniel Bryan?

Não sei a resposta. A minha veia pessimista força-me a acreditar na primeira opção, mas não faço a mais pequena ideia. Não sei até que ponto é que os fãs ainda têm tolerância para o tratamento de Dean Ambrose. Porém, a WWE deveria ter cuidado. A companhia pode destruir a vontade dos fãs de torcerem por Dean Ambrose, mas ao prejudicar Ambrose continua a, inadvertidamente, prejudicar Roman Reigns.

A única forma de salvar os dois membros do grupo que sempre se acreditou que iriam ser grandes estrelas é tornar Dean Ambrose numa estrela séria, credível e forte e tornar Roman Reigns num vilão. A única forma de salvar toda esta situação é dar aos fãs alguém para odiarem com todas as suas forças e dar aos fãs alguém para amarem com todas as suas forças. Roman Reigns e Dean Ambrose são essas pessoas.

Roman Reigns precisa de explorar, sem limites, sem restrições, sem rodeios, todo o seu potencial como vilão. E Dean Ambrose, mais do que merecer o título da WWE, merece uma história digna, decente e aguerrida pelo título. Dean Ambrose merece mais do que uma vitória anticlimática sem qualquer reabilitação.

Dean Ambrose, na sua versão incansável, merece perseguir o título numa rivalidade acesa a culminar com uma celebração a sério. Dean Ambrose merece isso. Os fãs de Dean Ambrose merecem isso. Os fãs foram roubados de uma história potencialmente fantástica e receberam um momento isolado e anticlimático como presente. Não é uma troca justa.

Criativamente, a WWE é uma confusão. Não conseguem tomar partido daquilo que lhes é oferecido na forma dos vários talentos que têm, devido aos preconceitos e ideias preconcebidas que possuem, mas também não são capazes de tornar aquilo que querem numa realidade. Para uma companhia que alega ser um programa de televisão como todos os outros, dedicado a contar histórias, a WWE é um péssimo programa de televisão a nível criativo.

Basta olhar para o regresso de Seth Rollins e para a forma como o seu combate com Roman Reigns no Money in the Bank foi montado para perceber isso. Desde o Extreme Rules até ao Money in the Bank, Roman Reigns e Seth Rollins apresentaram um comportamento inconsistente e complicado de compreender. Num momento, Seth Rollins comportava-se como vilão e Roman Reigns como herói, apenas para no outro trocaram de posição como se nada fosse. Seth Rollins passou grande parte do combate, no Money in the Bank, a comportar-se como um herói receoso de sofrer nova lesão, isto depois de da WWE ter contrariado as reações dos fãs e forçado Rollins a comportar-se como o vilão cobarde que este era antes de se lesionar.

Depois de ser um suposto herói na promoção do combate, Reigns passou parte do combate a comportar-se como vilão, mas sem ninguém por quem torcer, os fãs mostraram-se algo apáticos e cansados. Não é altura para subtilezas e sabotagens. Essa estratégia deixa os fãs sem saber como reagir e aborrecidos. Combates deste calibre não merecem ser desperdiçados desta forma.

Quando Roman Reigns voltar, a WWE precisa, de uma vez por todas, de definir as características principais de Dean Ambrose, Seth Rollins e Roman Reigns e precisa de se cingir a elas. Quando Roman Reigns voltar, a WWE precisa de deixar de sacrificar talentos por medo que ofusquem alguém que eles próprios estão constantemente sabotar na sua ânsia de forçar as pessoas a gostar de algo que elas iriam naturalmente gostar se tal não lhes fosse esfregado na cara repetidamente até cederem por puro cansaço.

Quando Roman Reigns voltar, está na hora de contar histórias a sério e transformar estes três fantásticos talentos em nomes sonantes na indústria. Quando Roman Reigns voltar, a WWE terá mais uma derradeira oportunidade para consertar todos os disparates dos últimos anos. Não sei se será a última, mas temo que para Dean Ambrose seja. Não a deveriam desperdiçar.

Mas, provavelmente vão.

Desejo uma excelente semana a todos, até à próxima edição!

Sobre o Autor

- Administradora. Publico parte das notícias, faço a gestão da League, dos Passatempos e ainda sou escritora do artigo “Opinião Feminina”.

10 Comentários

  1. David Silva - há 5 meses

    Excelente artigo moça.
    Concordo já está na hora da empresa decidir o futuro do Reigns e um heel turn cairia bem e acho que ele tem as qualidades certas para ser um heel de topo.
    Más como já foi ressaltado a WWE adora contrariar os seus fãs e fazer o oposto do que eles realmente desejam e não duvido nada que a personagem dele se mantenha na mesma,talvez ele sofra uma pequena punição em tv e recupere seu titulo só no Summerslam.
    Quanto ao Dean Ambrose voce já disse tudo a empresa meio que afundou a sua personagem não lhe dando vitórias ou mesmo combates mais disputados quando este enfrentou desafios maiores.
    O que consequentemente fez com que ele caísse um pouco no conceito dos fãs a rivalidade com Jerichó melhorou um pouco a situação más se formos ver as expectativas de quem seria o vencedor da maleta por parte da maioria dos fãs não eram em torno dele nós até suspeitavamos que ele talvez ganhasse para provocar o triple threath match envolvendo os ex membros da Shield.
    Só que aí entra o que voce ressaltou muito bem a WWE vai tornar ele alguem credivel ou vai ser apenas um campeão de transição enquanto o menino de ouro deles cumpre suspensão.
    Eu até gosto do Dean mesmo que em ringue ele não seja alguem excepcional e que precisa de um finish mais convincente por que DDT nos dias atuais é triste,ele é carismático e agrada o publico só resta ver se a WWE não vai estragar tudo e descredibilizar ele.
    No caso de estragarem tudo apesar de popular eu não acho que chegue ao ponto de acontecer como aconteceu no caso do Bryan acho que no caso do Bryan a popularidade e o desejo dos fãs o verem campeão na Wrestlemania somado a outras coisas como darem o Royal Rumble ao Batista e a revolta do CM Punk ajudaram muito a mudar o rumo da história naquele ano.
    Só que não quero velo ter o mesmo rumo de Zack Ryder,Dolph Zigler e outras estrelas que poderiam ter sido main eventers e acabaram sendo eternos Low e Mid Card.

  2. The Boss - há 5 meses

    Excelente artigo, Salgado

    Concordo absolutamente com tudo que disseste. A WWE, tinha que uma história credível ao Ambrose, este merece um momento que o coloque como um superstar sério, e não como citaste ” um wrestler secundário, que não para de fazer piadas”. O Roman, bem, apesar de eu particularmente achar que até a Alícia Fox, tem mais carisma que ele, ao meu ver ele tem salvação, como disseste acima, seria sem sombra de um bom vilão, resta a WWE ter criatividade suficiente pra isso, embora ache que criatividade não é o ponto forte da WWE, então não descarto a possibilidade de quando o Reigns regressar, tudo fique do jeito que estava. Até por que seria um caos, se o Roman surgisse do nada, e recuperasse o título, e do nada o Ambrose saísse da feud, certamente os fãs iriam sacar que aquele push todo pra ele foi apenas um reinado de transição.
    Obs: Gostei do título desse artigo, nomo de uma série da ABC que eu gosto muito.😍😍😍

  3. RFBM - há 5 meses

    Óptimo artigo Salgado, só acho que acabaste por exagerar um pouco quando dizes que o Ambrose venceu o título mais como um “lunático” do que como uma ameaça a sério. Embora parte disto seja verdade, também é preciso referir que desde a Mania, o Ambrose tem sido bem construído, sendo o favorito a vencer o Money in the Bank contract, muito por não ter perdido combates nos meses anteriores e ter tido 3 vitórias contra o Y2J.

  4. romeu - há 5 meses

    Que artigo, para mim o melhor até hoje aqui no site, é incrível como dizes tudo o que eu penso, estou totalmente de acordo que a wwe tem de se concentrar nestas 3 lutadores e definir as suas posições como tu espero que quando o roman volta que venha como heel e que aproveitem ele como tem de ser e tal se aplica para o dean em quanto seth espero ele como um heel ou face ele sabe fazer os dois de forma brilhante!!!!

  5. Ambrose543 - há 5 meses

    excelente artigo. Neste momento a wwe tem 1 opção credível em mãos, retirar o roman do combate, e faze-lo regressar heel no final do combate do batlleground partindo tudo o que esta no ringue (ambrose e seth rollins). Marca-se combate para o summer slam entre os 3 e ai da-se o titulo ao Roman. Depois o coloca-se o ambrose como “under dog” a procura do titulo perdido (talvez la para o surviver siries) o recupere. E tenha um longo reinado talvez até o wrestlemania. o Seth rollins com o carisma que tem tinha tudo para ser talvez o excelente baby face.

    • Gabriel Taker - há 5 meses

      Dar o título ao Reigns dnvo? Ta louco.

      • Ambrose543 - há 5 meses

        é um exemplo de um feed que poderá acontecer, no meio de tantos outros. Eu gosto bastante do ambrose mas tenho noção que o reinado dele vai ser curto. o roman quer queiramos quer não é um excelente lutador (péssimo booking e zero de personalidade e de carisma). mas ele ganhar como heel (se for como face ai era uma autentica aberração), dava bastante á wwe e sobretudo ao ambrose quando recupera-se o titulo, o que o iria tornar super popular e com um boking super mais credivel.

  6. Dean - há 5 meses

    Quando vi o Once upon a time pensei que era a série, mas esquece.KKKKK

  7. 434 Days - há 5 meses

    Excelente artigo Salgado.

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador