Opinião Feminina #42 – World’s Strongest Man

1.93 metros. 181Kg. 40 anos. Mark Jerrold Henry.

Cronologia:

1996 – Estreia na WWF como Face;
1998 – Ingresso na Nation of Domination; Heel Turn;
1999 – Sexual Chocolate, seguido de um Face Turn;
2005 – Regresso aos ringues após períodos intermitentes de pausas graças a lesões. Regresso como Heel;
2009 – Ida para a Raw com Face Turn;
2011 – Regresso à Smackdown, Heel Turn.

Esta cronologia é básica, está incompleta e serve um propósito meramente exemplificativo. É incontestável que ao longo da sua carreira, Mark Henry sofreu várias alterações na sua personagem. A mudança de Sexual Chocolate, ao lado de Mae Young, até à máquina de destruição que é hoje é algo que a WWE gosta de fazer de vez em quando. Não interessa quão ridículo ou quão amigável Mark Henry já possa ter parecido ser, quando quer, a WWE consegue sempre fazê-lo passar por perigoso. Também não é difícil, com aquela estatura, é mesmo essa a faceta que lhe assenta melhor.

E é esse o primeiro ponto deste artigo acerca de Mark Henry: a sua estatura. Tal como referido logo no inicio do artigo, Mark Henry pesa 181 Kg e mede 1,93 metros. Ora a altura não é o maior obstáculo, basta olhar para o Undertaker que foi apelidado de “Phenom” por conseguir mover-se tão rapidamente e tão agilmente mesmo com os seus 2,08 metros. É certo que pode dificultar, mas a grande barreira de Mark Henry é o seu peso. Os seus 181kg impossibilitam a presença de características como a agilidade, a rapidez e a fluidez num combate, entre outras. Os combates não têm de ser todos com a rapidez dos high-flyers, mas precisa de ser mais rápido que aqueles que lutadores desta estatura normalmente costumam fornecer. Ou seja, precisa de abranger um meio-termo.

E depois torna-o num adversário difícil de trabalhar. Nem todos os lutadores conseguem praticar certas manobras com lutadores deste tipo, e a credibilidade de combates com estes lutadores, onde eles não saiam por cima, fica em sério risco.

Quando um destes lutadores, é publicitado como uma máquina de destruição imparável, e depois a aliá-lo com estas medidas, um pouco excepcionais – sim, excepcionais, afinal contam-se pelos dedos os “gigantes” que fizeram história na WWE – é difícil imaginar um cenário onde seja vencido de forma bem justificada e que não fique aquém das expectativas. E isso é algo arriscado num panorama geral. Porque alguém que é  trabalhado desta maneira, e que tenha acabado com muitas estrelas no seu caminho – estrelas de renome, diga-se de passagem – torna-se alguém que ganha a atenção do público. Torna-se alguém que é acompanhado e alvo das expectativas do público, porque todas as semanas existe a incógnita do “Será que irá ser parado?”, “Quem irá tentar esta semana?”, entre outras. Ou seja, se estas histórias falharem, falham histórias com alguma importância.

E isto não acontece só com Mark Henry, apesar de ser ele o caso actual. Tivemos Big Show em 2009 e noutras ocasiões, e tivemos o caso do Great Khali em 2007, se não me engano. Ou seja, por causa da estatura destas estrelas é difícil encontrar bons adversários, fazer bons combates e construir histórias que façam sentido e que não desiludam, do início ao fim.

Segundo ponto a salientar é que Mark Henry não é amigo do microfone. E com isto quero dizer que as suas capacidades oratórias deixam algo a desejar. Ele não é sempre mau, mas preferia que optassem por uma das duas seguintes hipóteses: ou lhe arranjam um manager, e já foi feito – já agora, não quero que seja nem o Tony Atlas, nem a Mae Young, outra vez; ou mantém os discursos dele, curtos. Ele não precisa de se alongar, basta ir directo ao cerne da questão e as coisas poderão não correr tão mal.

Por exemplo, nesta Smackdown, achei o início dele bom e estava a correr bem, até ao ponto em que ele se começou a alongar e acabou por se perder. Portanto, preferia que ele dissesse pouco, sempre que falasse. Era uma forma de disfarçar esta sua falha, de forma a não prejudicar a personagem. Ainda por cima agora, que ele está contra uma personagem bastante carismática, Randy Orton, e só “World’s Strongest Slams” todas as semanas, torna-se repetitivo e aborrecido.

Já deu para perceber que aquele role de estrelas que Mark Henry pôs fora de jogo, foi uma forma de chegar ao título, caso contrário tinha ficado com Sheamus, que tinha sido a minha ideia inicial. Nunca considerei ser esse o objectivo, porque na altura em que aconteceu, tinha gostado e chegado a acreditar, que Mark Henry iria servir para elevar Sheamus.

Mas olhando agora para a situação como um todo e analisando tudo, não seria justo para Mark Henry. Neste momento, não faz sentido ele não terminar esta, digamos, streak, sem ter tido um reinado. Mark Henry tem 40 anos de idade e já sofreu várias lesões, a maioria delas, graves, graças à sua carreira como halterofilista, senão me engano no termo, que o levou aos Jogos Olímpicos.

Ou seja, com isto conclui-se que a sua altura para reformar não está longe. Atenção, não estou a dizer que é no fim desta história, apenas estou a constatar que esta é provavelmente a última grande oportunidade para Henry ganhar o título e ter um reinado de destaque. Para pelo menos ter algo de grande significado no seu currículo e para conseguir acabar em beleza, por assim dizer.

Ora mesmo sabendo que a WWE gosta de ver o título em Randy Orton, espero que continuem esta história de forma justa para Henry e que ele possa assim sagrar-se campeão. Acredito que com Randy Orton possa fazer um bom combate, não digo que seja o combate da noite, porque não vai ser, mas um combate bom é possível. Aliás, esta história com Mark Henry só provou o que eu disse acima, é dificil fazer bons combates com pessoas desta estatura, mas não é impossível. Que o digam Sheamus e Big Show. E em relação ao último, estão ambos de parabéns, o combate deles no MITB2011 foi bom, não passou disso, mas notou-se o esforço e empenho deles para conseguirem dar um pouco mais de si, surpreendendo-me.

Não sei se Henry sai vitorioso já neste próximo ppv, é uma questão de ver como são as próximas Smackdown, mas nada é impossível.

Pensamento da semana: Juro que não percebo, Sín Cara faz um heel turn e é tratado como face? “My boy, Sín Cara” disse Booker neste último combate, na Smackdown. Nem a gesticulação e o comportamento do próprio mudaram. Ele fez um heel-turn e é como se não tivesse acontecido. Mal feito.

Sobre o Autor

- Administradora. Publico parte das notícias, faço a gestão da League, dos Passatempos e ainda sou escritora do artigo “Opinião Feminina”.

6 Comentários

  1. O Mark Henry face a mim nunca me convenceu mas ele em heel é muito bom não tenho dúvida. E com o físico dele é fisico de heel e desde que sofreu o turn ele tem estado excelente tem marcado impacto e destruido tudo que se atravessa no caminho dele e concordo contigo que a destruição dele é foi para abrir caminho para mais tarde disputar uma luta pelo Título Mundial e acho que depois de tanta destruição só faz sentido acabar como campeão não me acredito que ele ganhe o combate já no NOC até porque uma coisa é dar um reinado de um mês a Christian e outra é dar a Randy Orton mas no Hell In A Cell já me acredito que Mark Henry conquiste o título e sem dúvida acho que ele merece depois de tudo que tem feito nos últimos tempos.

    Acho que ele merece ganhar o título e ter um reinado decente e não apenas de um mês.

    Espero sem dúvida ver Mark Henry Campeão porque com o que tem feito é mais que merecido e sempre acrescenta um título grande ao seu curriculo tal como referiste.

  2. Tibraco - há 5 anos

    Se Mark Henry tornar-se campeão no NOC será o 3º PPV seguido que o titulo muda de mãos o que seria um exagero. Não sou grande apreciador do estilo de wrestler que é Mark Henry mas, ainda assim , na categoria “gigantes destruidores” creio que ele não é dos piores e que o WHC não lhe ficaria mal mas acho a acontecer nesse PPV seria prematuro.

    Em relação ao Sin Cara , tens toda a razão.

  3. BrunoBomb15 - há 5 anos

    Ele merece ter o reinado pelo World Heavyweight Championship, eu se não me engano, ele só teve 2 títulos 1 reinado em cada, 1 com o European Championship, e ou outro com o ECW Championship. Ele como face não gostei, gosto mais dele como heel, ele é heel, aquela sua força não lhe serve em face, mas como heel, funciona muito bem.

    • franciscoxb - há 5 anos

      o mark henry nao sera campeao porque o kane deve estar a retornar e eles irao continuar a feud e o orton nao vai ficar afastado do titulo

      eu gostava que o orton tivesse uma feud pelo titulo com o wade barret

      • BrunoBomb15 - há 5 anos

        Eu também mas pelo menos que fosse com o Regal em Liverpool mas já sei que és contra isso.

  4. RJ Wild - há 5 anos

    Henry é bom, de facto as longas conversas de microfone não são o seu forte… Mas de que é que isso interessa? Ele é o World Strongest Man, já ganhou essa competição e ele só tem que aparecer e destruir tudo À sua passagem, é nisto que Mark Henry é, e a sua estatura permite. Vejo-o como campeão, mas concordo no que a Salgado diz, quando se fala que é dificil trabalhar com alguém que pese bem mais que o dobro de algumas superstars, não tou a ver quase ninguém capaz de fazer um suplex ao Mark Henry, mas o único que me relembro que trabalhou bem com Henry foi o Undertaker.Mas daqui para frente após a sua era caso ganhe o WHC, vejo-o mais cm um Enforcer de Del Rio ou assim, pois calha bem na sua gimmick. Alguém que fale por ele, que o promova bem, não basta só ser manager, mas talvez uma Stable resulte.

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador